Warning: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at /home/correiod/public_html/index.php:1) in /home/correiod/public_html/mainfile.php on line 168
=:Correio da Fronteira:=

 Menu
 Inicio
 Registro
 Administrador
 Menu
 Torpedos
 Downloads
 Enquete
 Galeria de Fotos
 Seus Links
 Recomende-nos
 Internet_TV
 Artigos
 Internet_Radio3
 Publicações
 Conteudos
 Album
 Estatística
 Fale Conosco

· Procurar

 Radio On
Ouça Agora:
Nenhuma opção foi escolhida



<a href=''>Play Nenhuma opção foi escolhida</a>

Abrir em janela pop-up

 Previsão

 Visitas
Até o momento, recebemos
12174768
vizualizações de páginas (page views) desde July 2007

 Apoios:




Acusado de matar comparsa a tiros é condenado a 17 anos de prisão
Diversos

Airton de Brito Júnior, de 40 anos, foi condenado a 17 anos e 8 meses de prisão em regime fechado pelo matar a tiros George Willian Pereira Kowaleswski, de 39 anos. Julgamento foi realizado hoje na 2ª Vara do Tribunal do Júri, em Campo Grande.

Crime aconteceu no dia 4 de abril de 2015, no bairro Mata do Jacinto. Acusado e vítima eram amigos e comparsas no tráfico de drogas.

No dia do crime, George pilotava uma motocicleta e o acusado estava na garupa. Por conta de desentendimentos relacionados ao tráfico e por interferência da vítima em seu relacionamento amoroso, acusado saltou da moto e efetuou vários contra vítima.

Ao ser atingido, George perdeu o controle da direção da moto e caiu. Ele morreu na Santa Casa da Capital. Acusado foi preso mais de um mês depois do crime e confessou o assassinato, dizendo que o motivo era ciúmes que ele tinha da vítima com sua namorada.

No julgamento, Conselho de Sentença condenou Airton por homicídio qualificado por recurso que dificultou a defesa da vítima e por porte ilegal de arma de fogo.

Juiz em substituição legal, Mário José Esbalqueiro Júnior, fixou a pena em 17 anos, 8 meses e 15 dias-multa de reclusão.


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

Motorista de 41 anos atropela cavalo em rodovia e morre
Diversos

Acidente envolvendo automóvel e animal em rodovia acabou em morte, no começo da noite de ontem (15), no quilômetro 320 da BR-158, em Três Lagoas. Cláudio Kit, 41 anos, morreu depois de atropelar cavalo.

De acordo com Boletim de Ocorrência, a vítima dirigia Logan quando atropelou o animal que estava em meio à rodovia. O cavalo morreu no local e o motorista chegou a ser levado para hospital de Brasilândia, contudo não resistiu aos ferimentos.


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

CPI das vacinas já recebeu quatro denúncias em canal de relacionamento
Diversos

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), formada pelos vereadores Marcos Alex (PT), Dr. Lívio (PSDB), Vanderlei Cabeludo (PMDB), Edson Shimabukuro (PTB) e Chiquinho Telles(PSD), para apurar o sumiço das doses de vacina contra gripe H1N1 da rede pública de saúde de Campo Grande já recebeu quatro denúncias sobre o caso por meio do e-mail criado na terça-feira (14) com esta finalidade.

O grupo pontuou que todas as informações recebidas serão analisadas criteriosamente. "Só queremos que apareçam as vacinas", declarou Chiquinho Telles, reforçando que quatro ofícios foram redigidos com solicitação de detalhes sobre o caso. 

Um dos documentos é destinado ao diretor do Instituto Butantan e pede os comprovantes de entrega dos lotes da vacina, com número de doses e datas. Outros dois serão enviados aos secretários de Saúde do Estado e de Campo Grande, respectivamente e solicitam, dentre outras informações, os comprovantes de recebimento das doses e metas das cidades para os grupos prioritários. Ofício também será entregue ao delegado responsável pelo caso para que os vereadores tenham acesso ao inquérito. 

“Primeiro, queremos quantificar as doses desaparecidas. Temos um número divergente: entre 3 mil e 30 mil. Temos recebido denúncias sérias de funcionários e familiares sendo vacinados fora do que preconiza o Ministério da Saúde”, disse o vereador Dr. Lívio, relator da CPI. 


SUMIÇO DAS VACINAS 

Ministério Público Estadual (MPE) instaurou inquérito para apurar falta de vacinas contra o vírus da gripe em Campo Grande. Campanha de vacinação terminou sem que todas as pessoas do grupo de risco fossem imunizadas e a população reclamou por não encontrar doses disponíveis nos postos de saúde.


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

Mais um dia sem frio e temperaturas altas em grande parte de MS
Diversos

Dia deve ser sem frio e altas temperaturas na maior parte de Mato Grosso do Sul. De acordo com o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), quinta-feira será de predomínio de sol.

Em Campo Grande, termômetros indicavam no começo da manhã 17ºC e podem chegar aos 28ºC. Também faz calor em Dourados, Ponta Porã, Corumbá e Três Lagoas. Nas respectivas cidades temperatura máxima pode chegar até os 29ºC, segundo o Inpe.

 


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

Quadrilha é presa com droga e armamento semiautomático
Diversos

Alessandro Leite Matos, 26, Alyson da Rocha, 21, Vanderson Henrique de Paula Siqueira, 25 e Breno Henrique Veríssimo, 18 anos, foram presos em flagrante ontem (15), acusados de gerenciar comércio de drogas numa residência na rua Eduardo Perez, no bairro Nhánhá, em Campo Grande. Foram encontrados um tablete de maconha, porções de cocaína e armamentos semiautomáticos com cada um dos integrantes.

Conforme o boletim de ocorrência, agentes da Delegacia Especializada de Repressão ao Narcotráfico (Denar) estavam realizando rondas pela região, quando um morador, que não quis se identificar, informou a existência de uma "boca de fumo". Diante das informações, os policiais se deslocaram até a casa e encontraram os quatro suspeitos.

Em vistoria, foram encontrados numa caixa de esgoto debaixo de um tanque de lavar roupas, as porções de maconha e cocaína e uma pistola calibre .40. Aos policiais, os rapazes confirmaram que no local funcionava um comércio de drogas e os entorpecentes encontrados estariam prontos para venda.

Desconfiados com a pequena quantidade encontrada, agentes da Denar resolveram vistoriar a casa, quando visualizaram mais entorpecentes espalhados pelo imóvel.

Ao caminho da delegacia, Breno disse que a pistola encontrada pertencia a Alessandro. Os policiais foram para o endereço, e no local encontraram mais uma arma semiautomática PT/640 da marca Taurus, e três carregadores com oito munições do mesmo calibre, todas intactas.

Ainda em diligências pelo mesmo bairro, os policiais foram até a casa de Vanderson, onde encontraram mais 47 munições de calibre 40, 1 munição cal.38,  uma de 9mm e cal 12, e  mais três carregadores de pistolas cal. 40 e 380.

Em seguida, os agentes seguiram para residência de Alysson, onde encontram mais 74 gramas de cocaína e três aparelhos de videogames. Também foram apreendidos mais duas televisões de 14 e 21 polegas, todos sem a nota de compra, e uma balança de precisão.

Todos os suspeitos foram encaminhados para delegacia e serão indiciados por posse de arma de fogo e por tráfico de drogas.  


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

Condutor morre ao colidir carro em caminhão carregado com carne
Diversos

Laercio Tietz, de 52 anos, morreu em colisão envolvendo carro de passeio e caminhão carregado de carne. Acidente aconteceu por volta das 4h desta quinta-feira (16), no km 12 da MS-480, no município de Anaurilândia.

De acordo com o Nova News, Laercio conduzia veículo Palio, placas de Rosana (SP), pela rodovia quando colidiu de frente com caminhão baú conduzido por homem de 35 anos e ocupado por ajudante de 29 anos.

Por conta da colisão, caminhão ainda colidiu no guard rail e saiu da pista. Condutor do carro de passeio morreu no local, enquanto os motorista e passageiro do outro veículo envolvido não sofreram ferimentos.

Motorista do caminhão relatou que saiu de madrugada de Nova Andradina e, na ocasião, seguia com a carga para o Paraná.


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

Reforço da Força Nacional e Polícia Federal chega em área de conflito
Diversos

Chegaram por volta das 22 horas de ontem (15), em Caarapó, homens da Força Nacional e reforço de agentes da Polícia Federal. A expectativa é que o aparato de segurança vá para área de conflito entre índios e produtores ainda na manhã de hoje.

O Governo do Estado solicitou ontem ao Ministério da Justiça o reforço por conta do acirramento do conflito na região, que na terça-feira (14) terminou com a morte do indígena Clodiode Aquileu Rodrigues de Souza, de 26 anos e que também atuava como agente de saúde.

Estão em Caarapó, montande base e se hospedando em hotéis da cidade, 53 homens da Força Nacional e 30 policiais federais. O grupo deve atuar junto com a Polícia Militar para evitar que novos confrontos aconteçam.

A Polícia Federal está apurando o assassinato de Clodiode e tenta negociar a retirada de cerca de 200 índios Guarani Kaiowá, da reserva Te'yikuê, que atualmente estão na propriedade rural. Cerca de 70 fazendeiros estariam no local tentando retomar a área.

O presidente do Sindicato Rural de Caarapó, Antonio Maran, afirma que a situação ainda é complicada e reunião entre produtores rurais e a diretoria do sindicato é realizada nesta manhã. 

OCUPAÇÕES

Levantamento da Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul (Famasul), divulgado hoje, indicou que 110 propriedades rurais no Estado estão atualmente invadidas por indígenas. Essas fazendas estariam todas regularizadas e os proprietários teriam documentação que efetiva a compra da área.

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) afirmou, no final da tarde de ontem, que quer utilizar recursos de pagamentos da dívida de Mato Grosso do Sul com a União para comprar terras em área de conflito e promover o assentamento indígena.

O tema foi novamente debatido por ele e o ministro de Justiça e Cidadania, Alexandre de Moraes, em reunião realizada na semana passada.


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

Tiroteio que matou narcotraficante teve participação de 70 pistoleiros
Diversos

Entre 50 e 70 pessoas participaram do tiroteio que causou terror na fronteira do Brasil com o Paraguai e terminou na morte do narcotraficante Jorge Rafaat, na noite de ontem. Governador do departamento de Amambay, que tem Pedro Juan Caballero como capital, Pedro Gonzalez, afirmou à imprensa paraguaia que a segurança precisa ser reforçada na fronteira.

Ao jornal paraguaio ABC Color, Gonzalez afirmou que o tiroteio “chocou e assustou” a cidade e que nas regiões mais próximas da fronteira com Ponta Porã os disparos duraram por 30 minutos. Em outros pontos de Pedro Juan, houve tiroteio até o amanhecer de hoje.

O governador da província afirmou que há mais de 17 anos há somente 15 soldados do exército paraguaio na fronteira e que é necessário mais policiamento no local.

“O poder de fogo do crime organizado foi superior a 200% ou 300% o da polícia. Os agentes estão em desvantagem ", disse Gonzalez que ainda ressaltou que pistoleiros brasileiros participaram do tiroteio.

SEGURANÇA

Durante o tiroteio e depois da morte do narcotraficante, tanques do Exército Brasileiro foram vistos transitando na fronteira, mas segundo o Comando Militar do Oeste, não houve nenhuma ação por conta dos ataques no país vizinho.

O deslocamento dos blindados se deu por conta de logística da Operação Ágata, que é realizada na fronteira desde terça-feira. Ainda segundo o CMO, se fosse necessária a intervenção do Exército, qualquer ação teria de ter autorização do comando em Brasília e ações só poderiam ser feitas em solo brasileiro.

TRAFICANTE 

O alvo principal do ataque foi Jorge Rafaat, apontado como um dos principais chefes do narcotráfico na fronteira. Rafaat foi condenado pelo juiz federal Odilon de Oliveira por duas vezes, em 2005 e 2014. Ele ficou três anos preso, mas fugiu para o Paraguai e nunca mais foi encontrado. Somando as condenações, são mais de 47 anos. 

"Confisquei da organização 49 itens, entre várias fazendas, no Brasil e no Paraguai, diversos imóveis urbanos em alguns Estados, 7 aviões, muitos veículos", disse o juiz.

O assassinato dele ocorreu em Pedro Juan Caballero. O criminoso foi cercado por pistoleiros em seu carro blindado e mesmo fortemente armado e cercado por guardiões, não se livrou da morte nem mesmo com todo o aparato de segurança.

De acordo com informações do site paraguaio ABC Color, o ataque é atribuído ao ''barão da droga'' Chimenes Jarvis Pavão, em parceria com a organização criminosa do Brasil Primeiro Comando da Capital (PCC).

Tiroteio começou durante a noite de ontem e se estendeu até a madrugada desta quinta-feira. Segundo o noticiário, foram cerca de quatro horas de enfrentamentos entre duas facções na disputa pelo território do tráfico de drogas. O cenário, conforme relatos, era de terror. Tanques do Exército Brasileiro, que estava na região por conta da Operação Ágata, e Paraguaio, além de policiais dos dois países, foram mobilizados e até a fronteira teria sido fechada.

Segundo o ABC Color, depois de cessado os tiros, dois estabelecimentos comerciais foram incendiados. Por volta das 4h30 de hoje, loja de nome "Pneus Porã" e outro comércio foram, simultaneamente, tomados por fogo. Um dos pontos seria de propriedade do traficante morto Jorge Rafaat. Bombeiros combateram as chamas.

No contexto da guerra do narcotráfico, sete pessoas teriam sido presas. A polícia ainda não divulgou oficialmente a quantidade de mortos e feridos.

O velório de Rafaat acontece na manhã de hoje, em Ponta Porã, e a segurança é reforçada por policiais militares.


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

SOS PARANHOS
Diversos

ARANHOS

Cidade é dominada pela briga entre traficantes e não tem polícia suficiente

Desde sexta havia recomendação de toque de recolher porque haveria execução

Desde a sexta-feira (10), o toque de recolher em Paranhos é praticado por diversos comerciantes e trabalhadores. A determinação passou a valer depois que três caminhonetes, ocupadas por homens fortemente armados, percorreram diferentes bairros dizendo que a partir das 20 horas o recomendado era ninguém sair ou manter comércio aberto.

A notícia, que passou a se espalhar no boca a boca entre os moradores da cidade de 13 mil habitantes, era que os traficantes "não iriam machucar ninguém que fosse inocente".

Os relatos acima foram apurados pelo Portal Correio do Estado. A situação foi confirmada pelo prefeito de Paranhos, Júlio César de Souza (PDT). "Aqui está crítico. Há briga entre facções. E como combater com cinco policiais (militares) para toda a cidade?", mencionou o chefe do Executivo.

Do lado do Paraguai, na cidade de Ypejhu, a polícia local também foi informada dessa realidade e as autoridades teriam orientado que moradores não ficassem fora de casa depois das 17 horas.

"A polícia soube dessa situação e foi apurar. Procuraram pelos veículos, mas não encontraram nada. Mesmo assim, os comerciantes mencionaram que eram abordados e orientados (a fechar)", reconheceu o prefeito. Na sexta-feira (10), os relatos de populares foram de que era possível ver homens desfilando com fuzis ou metralhadoras na rua.

No sábado (11) e domingo (12), reforço policial esteve no município por conta das ameaças. Como não houve atentado a ninguém, a equipe extra saiu de Paranhos na segunda-feira (13).

ARMAS

Aquiles Chiquim Junior, policial civil executado ontem (14). Foto - Reprodução

Apesar da Polícia Civil em Paranhos ter efetivo maior do que a Militar, o armamento dos homens seria apenas de pistola. Ou seja, bem diferente do que os traficantes da região costumam apresentar.

Especula-se que a disputa na cidade seria entre criminosos do Brasil e do Paraguai. "Solicitamos apoio ao Estado. Não temos delegado e o que atende aqui vem de Iguatemi. Queremos também que a cidade tenha uma Comarca da Justiça Estadual", disse Júlio Cesar.

Para ele, a execução do policial civil Aquiles Chiquim Junior, 34 anos, ontem (14) à noite, foi um ato extremo que aconteceu e que agora precisa de resposta.

LISTA DE NOMES

O boato na cidade é que os traficantes que disputam o poder de comandar o tráfico na região, que serve de porta de entrada para drogas, tem uma lista com nomes de diferentes pessoas que precisam ser monitoradas.

Caso alguém "conhecido" do crime esteja em um local, em geral as pessoas que tem conhecimento da lista logo saem para evitar problemas. 

A academia onde o investigador Aquiles foi morto ontem estaria "livre" e por isso no momento da execução havia muitas pessoas exercitando-se. Outras quatro vítimas foram atingidas pelos disparos, mas todas sobreviveram ao atentado.

"Foi um atentado ao Estado. Se deixarmos isso impune, não teremos condições de manter a segurança na cidade", reclamou o presidente do Sindicato dos Policiais Civis de Mato Grosso do Sul, Giancarlo Corrêa Miranda.

REFORÇO

A execução do investigador Aquiles motivou o envio de 20 policiais civis para Paranhos nesta quarta-feira. Segundo o prefeito da cidade, não há prazo para que esses servidores deixem o município.

Além disso, um delegado foi encaminhado para atuar especificamente na apuração do atentado. Contudo, a Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) ainda não definiu se vai destacar um delegado para assumir definitivamente a delegacia local.

"Depois que o destacamento do Exército deixou a cidade e foi para Amambai, a situação piorou. A saída foi oficializada em 2014. Hoje, se precisarmos de apoio, o efetivo vai demorar 50 minutos para chegar. Já deu tempo para fazer tudo o que queriam", lamentou o chefe do Executivo, Júlio Cesar.

CHACINA DETONOU SITUAÇÃO

A execução de cinco pessoas na noite do dia 19 de outubro de 2015, na frente de uma padaria, na Rua Marechal Dutra, no Centro, é analisada como determinante para o início da onda de terror em Paranhos. Eles foram mortos com tiros de fuzil.Naquele crime foram mortos Bruno Vieira de Oliveira, 26 anos, Rodrigo da Silva, 28, Denis Gustavo Gonçalves, 23, Mohamed Youssef Neto, 31, e Arnaldo Andres Alderete Peralta, de 32 anos. Ermison Lopes Pereira, 29 anos, também foi atingido, mas sobreviveu.

A Polícia Civil não divulgou detalhes se o inquérito desse caso foi concluído com a prisão de suspeitos. Os executores teriam agido a bordo de caminhonetes.

“Rei da Fronteira” é executado com armamento de guerra na fronteira

  

 

O empresário e narcotraficante Jorge Rafaat Toumani foi executado com vários disparos após cair em uma emboscada no início da noite desta quarta-feira (15), em Pedro Juan Caballero – cidade que faz fronteira com a brasileira Ponta Porã, a 323 km de Campo Grande. Rafaat foi condenado em 2014 por tráfico pelo juiz federal Odilon de Oliveira.

Informações do jornal paraguaio ABC Color apontam que a execução ocorreu em uma rua do Centro de Pedro Juan, perto do mercado municipal da cidade. Rafaat seguia em uma Hammer blindada, porém, o veículo não suportou o calibre das munições usadas e ele acabou sendo atingido e morto no local.

Seguranças que o acompanhavam reagiram, fazendo com que houvesse intenso tiroteio na região. Ainda não há número oficial de mortos e feridos, nem detalhes como ocorreu o crime que, por enquanto, acredita-se estar relacionado a disputa pelo controle do tráfico na fronteira entre o Brasil e o Paraguai.

Equipes da Polícia Nacional do Paraguai estão no local. O ABC Color afirma que pelo menos sete pessoas foram feridas, entre elas um agente policial. Além da Hammer de Rafaat, um outro carro também ficou destruído com os disparos. Várias armas de grosso calibre e restritas às forças armadas foram apreendidas.

Condenação – Conhecido também por organizar promoções para compras em Pedro Juan – inclusive, com congelamento da cotação do dólar -, Jorge Rafaat foi condenado por Odilon, juiz da 3ª Vara Federal de Ponta Porã, em 30 de abril de 2014, quando além dele, outros sete traficantes da fronteira foram sentenciados.

Rafaat foi condenado a várias penas que, somadas, totalizam 47 anos de prisão em regime fechado, além de multa de R$ 403,8 mil. O irmão dele, Joseph Rafaat Toumani, também foi condenado a pena de 15 anos de prisão e multa de R$ 83,2 mil. Aviões, veículos, fazendas e outros imóveis também foram sequestrados pela Justiça Federal.

En un atentado solo visto en películas matan a JORGE RAFATT TOUMANI, mas de doscientos tiros de fusil antiaéreo fueron disparados contra la victima. Un poco despues del asesinato sicarios continuaban disparando contra edificios comerciales pertenecientes a Rafatt
Paraguai é executado na fronteira com MS

Jorge Rafaat é acusado pela polícia paraguaia de ser narcotraficante

O empresário Jorge Rafaat Toumani, acusado pela polícia paraguaia de ser  maior narcotraficante do País, foi assassinado na noite de hoje (15), na rua Teniente Herreo na cidade de Pedro Juan Caballero, no Paraguai, distante 318 quilômetros da Capital, e fronteira com Ponta Porã.

 

Conforme o jornal ABC Collor, o tiroteio entre dois grupos de narcotraficantes aconteceu próximo da 2ª comissária de polícia. A suspeitas que sete pessoas e um policial estão feridos no local, que fica  próximo do Mercado Municipal Pedro John. Eles serão encaminhados para um hospital.


A polícia que esteve no local informou que os homens que participaram do tiroteio estavam com armas pesadas e veículos blindados. Devido o clima tenso os policiais pedem para que as pessoas não fique nas ruas. 



 

Confirman muerte de Jorge Rafaat
  FECHA: 2016-06-15 visita 23051
Las autoridades confirmaron la muerte de Jorge Rafaat Toumani, luego de un atentado ocurrido en la noche de este miércoles (15), a las 18:45 hs aproximadamente sobre la Avenida Teniente Herrero de Pedro Juan Caballero (Amambay).
notas

Rafaat y sus hombres se encontraba en una Hummer con chapa paraguaya OAN-927 y sufrieron una emboscada de hombres fuertemente armados a inmediaciones del mercado municipal y la Parroquia San Gerardo de Pedro Juan Caballero.

Se registró un enfrentamiento dado que los hombres de seguridad de Rafaat trataron de repeler el ataque. Luego de la refriega, hubo varios heridos que fueron ingresados en varios nosocomios de Pedro Juan Caballero y unos 7 aprehendidos aproximadamente.

Asimismo, La Policía incautó vehículos, varias armas largas, cargadores, pasamontañas y walkies utilizados por los sicarios que montaron el ataque.

En una vivienda ubicada sobre Mariscal López y Teresa Roa Caballero habrían ingresado hombres armados que participaron del atentado contra Jorge Rafaat. La zona fue bloqueada por la Policía Nacional. En este sector fue abandonada una camioneta con rastros de sangre.



Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

CUBA
Diversos

Partido Comunista de Cuba convoca população a discutir futuro da ilha

Cubanos foram chamados para discutir políticas para próximas décadas. 
Documentos são sobre destino econômico, social e político da ilha.

Presidente de Cuba, Raúl Castro, abriu o 7º Congresso do Partido Comunista de Cuba (Foto: Ismael Francisco/Cubadebate via AP)

Os cubanos foram convocados pelo Partido Comunista de Cuba (PCC, único) a debater a partir desta quarta-feira (15) dois documentos que marcam o destino da vida econômica, social e política da ilha para as próximas décadas.

"A participação ativa dos milhões de cubanos, militantes [do PCC] ou não, convocados para esta consulta é imprescindível para consolidar o consenso em torno do futuro de Cuba", afirma o jornal oficial "Granma".

Os documentos a serem discutidos são a Conceitualização do Modelo Econômico e Social Cubano de Desenvolvimento Socialista e o Plano Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social até 2030, aprovados pelo VII Congresso do PCC em abril.

Os dois documentos marcam o caminho e o ritmo da abertura iniciada pelo presidente Raúl Castro, que inclui a criação de pequenas empresas privadas, mas enfatiza a preservação do socialismo sob a condução do PCC como partido único.

A convocação pede um "debate democrático" até 20 de setembro.

"Nessas discussões não faltarão os inimigos, o céticos, os hesitantes, os que fazem eco de campanhas detratoras do exterior contra o Partido e a Revolução, e os que sonham com a volta de uma sociedade sujeita ao desejo e às pretensões ianques", alerta o texto.


 


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

PONTA PORÃ
Diversos
PUK

PUKA DIZ SER FIEL AO PMDB E QUE NÃO MANIFESTOU APOIO AO PSDB

Presidente da Câmara Municipal de Ponta Porã muda versão e diz que não manifestou apoio ao PSDB em Ponta Porã,

O Vereador Puka (PMDB), declarou via sua assessoria, que se mantém integralmente fiel ao compromisso feito junto com os companheiros do PMDB de Ponta Porã, a afirmação foi feita segundo a assessoria, diante da divulgação de informações equivocadas com o claro objetivo de prejudicar sua atuação política por conta de uma participação em evento político realizado no final da semana passada na cidade, onde o mesmo acompanhado de uma pre candidata a vereadora e do deputado estadual Marcio fernandes (PMDB), manifestaram que estão com o pre candidato Helio Peluffo (PSDB), já após varias discuções internas no partido, onde Puka ate saiu de um grupo do aplicativo Whasapp que os mesmos mantinham para discutir temas relacionados as próximas eleições, Puka teve que engolir o que disse e voltar atrás tentando desprestigiar os meios de comunicação e tentar ficar bem ante os integrantes do PMDB na fronteira.
A assessoria manifestou que, Puka esteve participando de uma reunião promovida por um pré-candidato de outra sigla partidária, se referindo a Helio Peluffo do PSDB, na qual estavam presentes diversas autoridades locais e estaduais bem como alguns membros do seu partido, o PMDB, com o que confirma a sua presença e a da pre candidata a vereadora Lurdes Monteiro.
A presença de Puka, teria se dado por conta do fato de que o mesmo ocupa o cargo de presidente da Câmara Municipal de Ponta Porã e, por isso, precisa estar presentes nos locais em que se discutem assuntos de interesse da população pontaporanense.
“Estava presente um deputado estadual, Marcio Fernandes (PMDB), que, na oportunidade, anunciou investimentos para o nosso município, omitindo que o deputado em questão, manifestou na ocasião em seu discurso apoio a Helio Peluffo por este lhe ter dado o apoio nas eleições passadas.

Segundo ainda a assessoria Puka em nenhum momento discutiu com qualquer um dos presentes apoio a determinada candidatura. Tenho um compromisso com meus companheiros de PMDB e, de minha parte, ele está mantido. Respeito meus companheiros. “Agora, sou um agente político, e onde me convidarem estarei sempre participando”, teria esclarecido o presidente da Câmara Municipal.
Puka teria dito ainda, que sua participação na referida reunião política na tarde do último sábado, dia 11 de junho, foi mal interpretada e não reflete a sua postura como integrante do PMDB, o revés teria se dado após receber duras criticas de companheiros da legenda por atuar de forma isolada, em razão a essa situação Puka teve que se explicar e tentar desviar a atenção, mudando de versão.
De acordo com o Vereador Puka, a matéria intitulada “Pré-candidato do PSDB segue ganhando apoio em Ponta Porã” publicada pelos sites de noticias da fronteira, não reflete a sua opinião, o mesmo mudou a sua versão após os dirigentes do partido terem tomado cartas no assunto e pedirem explicações.
“Estou filiado ao PMDB, partido do Presidente Michel Temer e André Puccinelli. Sempre honrei os compromissos partidários, não dei e não daria uma declaração apoiando um candidato que não tenha o aval do nosso partido” teria manifestado Puka, segundo a assessoria.
Segundo Daniel Valdez, como presidente da Câmara de Vereadores de Ponta Porã, participa de várias reuniões políticas, se olvidando que a reunião de seu partido o PMDB aconteceu horas após a reunião do PSDB na qual o mesmo não se encontrava, a pesar de ter sido chamado pelo presidente do partido municipal para a reunião, o mesmo não compareceu como integrante do PMDB nem como Presidente da Câmara Municipal.

Puka teria manifestado que esta se iniciando o processo das pesquisas eleitorais e muita água vai rolar debaixo da ponte, por isso estaria tranquilo e continuaria pautando se pela ética e coerência, respeitando todos os candidatos que querem o progresso e desenvolvimento de Ponta Porã.

A política do presidente da Câmara Municipal de Ponta Porã, deixa o mesmo em uma situação complicada, já que ao tentar desviara a atenção do que disse e manifestou na reunião do PSDB, onde Puka poderia se tornar um dos principais pilares para a negociação entre PMDB e PSDB, perdeu a oportunidade com a postura tomada ao demonstrar fragilidade política e que não esta preparado para ser um vice prefeito ou assumir uma pasta de importância na administração municipal e que o único papel que lhe resta e passear pela cidade, após ficar quatro anos calado e de braços cruzados na Câmara Municipal de Ponta Porã, sair e fazer fotos ao lado de buracos, papel ate respeitável para uma autoridade que preside uma Câmara municipal.


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

PARAGUAY
Diversos
Sacerdote destaca que es un orgullo elección de Robert Acevedo como Presidente del Congreso
  FECHA: 2016-06-15 visita 671
El Senador Nacional Robert Acevedo, nacido en Pedro Juan Caballero, departamento de Amambay, fue electo hoy Presidente del Congreso Paraguayo.
notas

El sacerdote Pedro Sanabria resaltó a través de Radio La Voz del Amambay que los pedrojuaninos se destacan en el ámbito nacional y especialmente en los espacios de poder a través de la política.

En ese sentido, se refirió a la elección del senador Robert Acevedo como Presidente de la Cámara de Senadores, donde sostuvo que; “No es el arroz, ni el feijão, tiene mucho que ver con la formación familiar, la formación en las escuelas y colegios pedrojuaninos, es algo fuerte que impregna a la persona y le llena de valores, para mí es un motivo de orgullo”.

En sesión extraordinaria que tuvo lugar esta mañana, el Senador Robert Acevedo obtuvo los 23 votos necesarios para presidir el Senado durante el periodo comprendido entre el 1 de julio de 2016 y el 30 de junio de 2017.

Lo acompañarán en la Mesa Directiva sus colegas el Senador Eduardo Petta y Julio César Velázquez, designados Vicepresidente 1º, y Vicepresidente 2º, respectivamente.

FONACIDE: tres intendentes de Amambay aplazados

Los intendentes Miguel Louteiro (ANR) de Bella Vista Norte, Ranfis Gonzales (ANR) de Capitán Bado y Marcelino Rolón (ANR) de Zanja Pytã no rindieron cuentas del dinero de FONACIDE en el 2014.Los de Capitán Bado y Zanja Pytã no presentaron rendición y el de Bella Vista tuvo su rendición rechazada.
 

El departamento de Amambay cuenta con cuatro municipios que reciben el dinero: Pedro Juan Caballero, Capitán Bado, Bella Vista y Zanja Pytã. En el año 2014 los cuatro municipios recibieron en total 3.835 millones de guaraníes.

La única municipalidad que fue aprobada su rendición de cuentas fue la de Pedro Juan Caballero, administración José Carlos Acevedo. La municipalidades de Capitán Bado y Zanja Pytã no presentaron su rendición y la municipalidad de Bella Vista tuvo su rendición rechazada.

La falta del cumplimiento en la rendición de cuentas y presentación de informes ante el Ministerio de Hacienda, la Contraloría General de la República y la auditoria General del Poder Ejecutivo conlleva a la suspensión de dichas transferencias mientras dure dicho incumplimiento.

¿Qué es el Fonacide?

Es un fondo de desarrollo creado por Ley Nº 4758/2012 para distribuir en forma equitativa los ingresos que Paraguay recibe en concepto de compensación por la cesión al Brasil de energía, producida por Itaipú. Del total percibido, el 25% se destina a las gobernaciones 5% y municipalidades 20%. Para el ejercicio fiscal 2015, el Ministerio de Hacienda estima distribuir entre los 248 municipios G. 267.171.238.418

Como debe invertir los fondos según la Ley 4758

50 %  Por lo menos el 50% de los fondos transferidos a los gobiernos departamentales y municipales deberá destinarse a proyectos de infraestructura en educación: construcción, remodelación, mantenimiento y equipamiento de centros educativos.

30 % El 30% a proyectos de almuerzo escolar de niños y niñas de Educación Inicial y Educación Escolar Básica de instituciones educativas del sector oficial ubicadas en contextos vulnerables.

20 % El 20% deberá invertirse en consultoría y contratación de profesionales.

Fuente Ministerio de Hacienda 


 


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

ZECA DO PT
Diversos

Bolsonaro alimentou conflito indígena em MS, acusa deputado

Para o parlamentar petista, Bolsonaro falou 'asneira' ao passar por Campo Gran

(Fotos e montagem: TopMídiaNews)

Para o deputado federal e ex-governador Zeca do PT, Jair Bolsonaro, do PSC-RJ, pode ter contribuído para o ataque dos produtores rurais contra os indígenas em Mato Grosso do Sul. Na semana passada, Bolsonaro declarou que, em 2019, 'o cartão de visita dos fazendeiros para o MST deve ser um cartucho de fuzil', em respostas às invasões ocorridas em propriedade rurais no Estado.

 

"É claro que isso pode ter influenciado, justamente porque vivemos em um clima cujo o ambiente já é radicalizado. Acredito que ele como parlamentar poderia se preservar, ter um bom senso de não ter dito algo em uma região em que há conflito. Para mim, o que ele falou foi uma asneira e isso pode de certa maneira ter incentivado", disse Zeca.

 

Durante a sua passagem em Campo Grande, Bolsonaro disparou que está preparando sua campanha para as eleições presidenciais em 2018, fez questão de demonstrar sua opinião sobre a questão agrária na região e não poupou termos pesados para se fazer entender. “Aqui é Capital do agronegócio, vamos deixar algo bem claro: a partir de 2019, o cartão de visita dos fazendeiros para o MST é um cartucho de fuzil”, declarou.

 

Zeca ainda afirmou que emitiu uma nota oficial lamentando mais um conflito ocorrido no Estado. "Lamento pelo ocorrido, me solidarizei com a família do indígena que foi morto. Lá peço a intervenção dos governos federal e estadual que precisam fazer alguma coisa. E também, da Justiça, que responsabilize o STF que até hoje não definiu as regras para a demarcação de terras, eles também são responsáveis por esse conflito", afirmou.

 

O deputado ainda relatou que mesmo pedindo intervenção do governo federal, o atual do Governo comandado pelo presidente interino Michel Temer, do PMDB, é muito ruim. "A atuação do governo é muita atrasada, e agora está recuando sobre essa questão. Neste governo, os mais pobres são vítimas da falta de cuidado com as pessoas. Mas as pesquisas já mostram que a gestão está mal", finalizou.

 

Conflito

O ataque ocorreu ontem (14), durante retomada indígena de Amambaí Peguá I, na região de Caarapó. O fato deixou um indígena Guarani e Kaiowá de 48 anos, que não teve a identidade revelada, com quatro tiros pelo corpo e um adolescente de 12 anos com um tiro no estômago.

 

“Todos foram baleados por projétil de arma de fogo. Segundo o médico, nenhum dos casos foi bala de borracha. Dos cinco que estão em Dourados, três já fizeram cirurgia e a situação é estável”, explicou advogado e assessor do CIMI, Luiz Eloy, que ainda afirmou que em Caarapó existe um número alto de indígenas feridos em razão do ataque promovido supostamente por fazendeiros.

 

Acampamento queimado

Elson, liderança de um dos 7 tekohas contemplados pela terra Amambaí Peguá I, tekoha Tey Jusu, contou que todo o acampamento, incluindo roupas, alimentos, e os barracos improvisados, foram queimados e enterrados pelos fazendeiros e jagunços.

 

“Eles foram na reserva Tey Kue, pegaram as motos, trouxeram todas as motos aqui, queimaram todas. Também pegaram os alimentos, as roupas, o acampamento e queimaram. Vieram com pá escavadeira, abriram buraco e enterraram tudo”, contou ele.

 

Os Guaranis e Kaiowás dependem agora de auxílio, estão sem alimentos, roupas e até documentos foram perdidos. “Nós viemos aqui por conta própria, ninguém ajudou a gente, cada um do seu tekoha trouxe um pouco de alimento, de coisas e viemos, mas perdemos tudo agora”.

 

Amambaí Peguá I

A retomada incidiu na Fazenda Ivu, que ocupa parte da terra Amambaí Peguá I. O território foi a última terra indígena a ser publicada pelo governo Dilma, e ficou suspensa após a posse do governo interino. De acordo com Elson, o ataque durante a manhã de terça-feira (15) levou cerca de 80 carros ao local, onde o Guarani e Kaiowá e agente de saúde indígena, Clodioudo Aguile Rodrigues dos Santos, de 20 anos, foi executado a tiros.

 

NOTA PÚBLICA SOBRE OS ATAQUES CONTRA OS INDÍGENAS DE CAARAPÓ‏
Diversos

Diante do conflito ocorrido no município de Caarapó (MS), em consequência da disputa por terra, considerada tradicionalmente indígena, morreu hoje o agente de saúde  indígena Cloudione Rodrigues Souza, 26 anos da etnia Guarani, além da existência de muitos feridos.

Ao tempo que manifesto total solidariedade aos familiares do agente assassinado e ao povo Guarani, solicito pronta intervenção dos órgãos responsáveis do Governo Federal e do Governo de Mato Grosso do Sul, para imediata apuração dos responsáveis pelo bárbaro ato, além de devolver tranquilidade a região, afastando de lá jagunços e fazendeiros que realizaram e patrocinaram o ataque.

Resta dizer que só uma pronta intervenção do Supremo Tribunal Federal poderá garantir PAZ com a realização da demarcação das Terras Indígenas.

Brasília (DF) 14 de Junho de 2016.

Deputado Federal Zeca do PT/MS


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

FATALIDADE
Diversos

Corpo de criança arrastada por jacaré na Disney é encontrado

Melissa Graves ao lado do filho, Lane Graves, encontrado pela polícia na Flórida. Foto: Reprodução/Facebook/Kathy Rae Photography
Extra

O corpo do garoto de 2 anos arrastado por um jacaré, na noite desta terça-feira, em um lago na Walt Disney World, foi encontrado na tarde desta quarta-feira. As buscas vinham sendo feitas na região por helicóptero e barcos. Inicialmente a informação foi veiculada pela emissora de TV americana CNN.

Melissa Graves, mãe de Lane: corpo encontrado intacto na água.
Melissa Graves, mãe de Lane: corpo encontrado intacto na água. Foto: Reprodução/Facebook/KathyRae Photography


Jeremy Demings, xerife de Orange County, informou que mergulhadores encontraram um corpo intacto na água. Será feito o exame de autópsia, mas não há qualquer motivo que leve a crer que o corpo não seja do menino, cujo nome, até então não divulgado, é Lane Graves, filho de Melissa e do publicitário Matt Graves.



Matt Graves, pai de Lane Graves.
Matt Graves, pai de Lane Graves. Foto: Reprodução/Linkedin


Os pais, católicos, receberam a notícia na companhia de um padre e, apesar de arrasados com a notícia, ficaram aliviados com o fato de a busca não ter se prolongado. 

O xerife também informou que não tem dúvidas de que o menino tenha se afogado após o ataque do animal.

Matt com o filho Lane em seu colo: tragédia na Disney.
Matt com o filho Lane em seu colo: tragédia na Disney. Foto: Reprodução

Lane Graves tinha apenas dois anos: atacado por jacaré na Flórida.
Lane Graves tinha apenas dois anos: atacado por jacaré na Flórida. Foto: Reprodução/Facebook

Entenda o caso

Nesta terça-feira à noite, às 21h16, o menino estava na beira de um lago no Disney's Grand Floridian Resort & Spa perto de Orlando, na Flórida, com o pai, quando foi atacado por um jacaré. Segundo a polícia, o pai tentou desesperadamente salvar o menino, mas não conseguiu. A mãe também entrou na água, mas o animal foi mais rápido que os dois que estariam acompanhados de uma outra criança.

O lago na Disney não tem placas alertando para a presença de jacarés. Há apenas uma sinalização de que é proibido nadar. Em abril, uma outra família foi perseguida por um jacaré no mesmo lago, mas eles não se machucaram.

As buscas continuaram nesta quarta-feira. Durante as buscas quatro jacarés foram encontrados e sacrificados.

Buscas atravessaram a quarta-feira em busca de garoto arrastado por jacaré.
Buscas atravessaram a quarta-feira em busca de garoto arrastado por jacaré.

A família é de Nebrasca, nos Estados Unidos. Psicólogos ficaram com a família durante a noite para dar apoio.

A Disney decidiu fechar todas as praias artificiais numa medida que chamou de "excesso de cautela". O Grand Floridian é um resort de alto luxo de propriedade da Disney. É um dos três hotéis na linha do monotrilho da Disney, a apenas uma estação do Parque Magic Kingdom.

Mais cedo, o diretor da Florida Fish and Wildlife, agência governamental que cuida do meio ambiente, Nick Wiley, disse que é extremamente raro que pessosa sejam atacadas por jacarés, e que eles trabalham com a Disney para remover os animais.

"Temos jacarés toda a água na Flórida e eles se deslocam, então é difícil saber onde eles estarão", explicou Nick Wiley.

Família também foi perseguida

Uma família de Liverpool, na Inglaterra, afirmou que, há poucas semanas, foi perseguida por um jacaré no mesmo lago da Disney onde um menino de 2 anos foi arrastado por um animal nesta terça-feira à noite.

Carl Davies, de 34 anos, e Karen Davies, de 37, contaram ao jornal “Daily Mirror” que estavam sentados na beira do lago do Disney Polynesian Village Resort, na Flórida, com seus dois filhos pequenos quando o enorme jacaré apareceu. Esse resort fica às margens do mesmo lago que o Disney's Grand Floridian Resort onde o menino sumiu.

Carl Davies e sua família: perseguidos no parque
Carl Davies e sua família: perseguidos no parque Foto: Reprodução

Eles se preparavam para assistir a queima de fogos do parque Magic Kingdom quando a filha de 8 anos anos ouviu um enorme barulho na água. Momentos depois, eles viram uma enorme forma escura sair do lago na frente deles e uma família canadense que estava ao lado deles gritou: “Jacaré”.

“Ele ficou na nossa frente a uns dez metros de distância. Ele saiu para fora da água e tivemos que correr. Estava escuro como um breu”, disse. Segundo Carl, havia uma placa dizendo para turistas não entrarem no lago, mas nenhum aviso sobre o perigo de jacarés. Eles escaparam sem ferimentos, mas a filha do casal ficou com muito medo de ir à praia no resto das férias. O caso aconteceu em abril deste ano.



 


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

TITE É O NOVO TÉCNICO DA SELEÇÃO
Diversos

CBF marca reunião com Tite para acertar contrato nesta quinta-feira

Treinador e Marco Palo Del Nero terão última conversa antes do anúncio final para definirem questões como o salário do novo técnico da seleção brasileira

Tite e Marco Polo Del Nero vão se encontrar nesta quinta-feira para acertar os últimos detalhes antes do anúncio do ex-treinador do Corinthians como técnico da seleção brasileira. Os dois lados dão o acerto como fechado e impossível de ser desfeito, mas dizem que ainda falta uma última conversa antes do anúncio oficial.


Entre os detalhes a serem discutidos está o salário de Tite. Tempo de contrato não é algo em discussão, porque a CBF contrata seus funcionários pela CLT. O presidente do Corinthians, Roberto de Andrade, disse "estar puto" com a CBF pelo assédio a Tite, e afirmou que não tentou oferecer um aumento de salário ao treinador.

De acordo com o secretário-geral da CBF, Walter Feldman, o fato de Tite ter assinado um manifesto que exigia a "renúncia definitiva" de Marco Polo Del Nero "não tem a menor importância". O documento, de autoria do Movimento Bom Senso FC, data de dezembro de 2015.

- Tite pode ter mudado de ideia. A conversa que nós tivemos aqui na CBF foi muito boa. Os dois lados saíram impressionados com o que ouviram - declarou Feldman sobre a reunião de três horas realizada na sede da confederação na noite de terça-feira. O técnico do Corinthians ainda não falou sobre o assunto.


Ao suceder Dunga, Tite levará para a seleção brasileira grande parte de sua comissão técnica no Corinthians. É certo que o auxiliar Cleber Xavier e o ex-gerente de futebol Edu Gaspar serão funcionários da CBF.

Tite vai assumir uma seleção em crise técnica numa CBF em crise de imagem. O Brasil está em sexto lugar nas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2018 - portanto fora da zona de classificação. A estreia de Tite será em setembro, contra o Equador, em Quito. 

Antes disso, a seleção brasileira vai disputar o torneio de futebol da Olimpíada. Mas, com a bênção de Tite, o treinador será Rogério Micale, que já havia dirigido o time nos amistosos de prepar

Tite aceita convite e será o novo técnico da seleção brasileira

Tite é o novo técnico da seleção

Tite é o novo técnico da seleção Foto: Edilson Dantas / Agência O Globo

Léo Burlá

Tite é o novo técnico da seleção brasileira. O presidente do Corinthians, Roberto de Andrade, confirmou na tarde desta quarta-feira que ele aceitou o convite da CBF para substituir Dunga, demitido.

O anúncio foi feito em entrevista coletiva na sede do clube paulista.

- Tite não comanda mais o Corinthians. Junto com ele, estão saindo o Cleber Xavier, o Matheus e o Edu Gaspar. Até duas horas atrás, eu achava que ele não iria. Minha convicção. Mas fui surpreendido com a notícia de que ele irá - disse o presidente corintiano.

Com Tite, saem o auxiliar Cleber Xavier, o filho de Tite, Matheus, e o coordenador Edu Gaspar, que iria para o lugar de Gilmar Rinaldi na coordenação de seleções.

Roberto de Andrade se mostrou indignado pela forma como a CBF se portou no episódio.

- Não quero saber da CBF. Estou puto com a CBF. A maneira que eles vieram tirar o Tite daqui. Esse é o respeito que eles têm com a seleção brasileira. Não recebi uma ligação. O Corinthians merecia um pouco mais de respeito. O Tite merece a seleção brasileira, a seleção não merece o Tite. Não estão acostumados a lidar com gente de ética - esbravejou.

O técnico, é bom frisar, já não comanda o Corinthians contra o Fluminense, nesta quinta.

Tite se reuniu com o presidente da CBF, Marco Polo Del Nero, na noite de terça-feira, e ficou de dar a resposta nesta quarta. Já ficou definido que Rogério Micale será o treinador na Olimpíada.

Adenor Leonardo Bacchi, o técnico Tite, começou o trabalho de treinador em 1990 dirigindo o time do Guarany de Garibaldi, do Rio Grande do Sul. Em 2000 começou a se destacar no Caxias, quando conquistou o título estadual sobre o Grêmio. No ano seguinte, foi contratado pelo Grêmio e também conquistou o título regional. A primeira passagem pelo Corinthians foi em 2004. No clube, porém, conquistou títulos apenas a partir de 2011. Veja a lista: Campeonato Brasileiro: 2011, 2015, Copa Libertadores da América: 2012, Mundial de Clubes da FIFA: 2012, Recopa Sul-Americana: 2013, Campeonato Paulista: 2013.


 


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

17º Regimento de Cavalaria Mecanizado – Ato Cívico em Escola Municipal
Diversos

No dia 14 de junho, o 17º Regimento de Cavalaria Mecanizado realizou um Ato Cívico com Hasteamento da Bandeira do Brasil seguido de uma apresentação musical da Fanfarra do Regimento na Escola Municipal Júlio Manvailer, no município de Amambai-MS.

A atividade faz parte do contexto da Operação Ágata 11 e tem como finalidades: difundir a música e valorizar a profissão militar perante a sociedade brasileira através de atividades culturais, reforçar a cultura cívica e patriótica junto à sociedade brasileira e ampliar a imagem da instituição junto a comunidade.

Esta Ação Subsidiária reafirma o compromisso do 17º R C Mec com a sociedade da qual faz parte e contribui para preservação e fortalecimento da imagem do Exército Brasileiro.

Fotos: Sd EP Oviedo

RÉGIS RORIGUES NUNES - Coronel

Comandante do 17º Regimento de Cavalaria Mecanizado

03

Militares visitam Prefeitura de Ponta Porã e falam sobre a 11ª edição da Operação Ágata

Secretário Eduardo Gaúna acompanhado do 2º tenente Romaris e do subtenente Gilmar

O secretário municipal de Indústria, Comércio, Turismo e Meio Ambiente, Eduardo Gaúna, recebeu na terça-feira, dia 14, no Paço Municipal, membros do Exército que estão integrando os trabalhos da 11ª edição da Operação Ágata.

Segundo Gaúna, estiveram na Prefeitura Municipal, o 2º tenente Romaris e o subtenente Gilmar, ambos do comando de operações especiais de Goiânia, que estão visitando as instituições e falando sobre as ações da Operação Ágata na região de fronteira.

A Operação atua no combate ao crime transfronteiriço, conta com a participação de 11.244 militares da Marinha, do Exército e da Aeronáutica, além da atuação de 450 profissionais de agências governamentais e órgãos federais, estaduais e municipais. O objetivo da Operação é combater delitos como narcotráfico, contrabando e descaminho, tráfico de armas e munições, crimes ambientais, imigração e garimpo ilegais, entre outros ilícitos.

Participam desse esforço a Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Agência Brasileira de Inteligência (ABIN), Ibama, Funai, Receita Federal e órgãos de segurança dos estados das regiões de fronteira. No total, 33 agências governamentais, juntamente com o efetivo das Forças Armadas, realizam ações de fiscalização e inspeção nas estradas, patrulhamento terrestre, motorizado, fluvial e marítimo.

A Ágata 11 teve seu início segunda-feira (13) envolve os 16.886 quilômetros de fronteira, em 11 estados. A Operação interagências ocorre simultaneamente nas áreas dos Comandos Militares da Amazônia (CMA), sediado em Manaus (AM); do Oeste (CMO), localizado em Campo Grande (MS); e do Sul (CMS), em Porto Alegre (RS).

As últimas edições da Ágata precederam a realização de grandes eventos como a Copa das Confederações, em 2013, e a Copa do Mundo, em 2014. A Operação Ágata é uma iniciativa de responsabilidade do Ministério da Defesa, sob coordenação do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas (EMCFA).

Todas as atividades são desempenhadas por militares da Marinha, do Exército e da Aeronáutica, além da participação de profissionais de agências governamentais. A Operação foi instituída por decreto, em 2011, no âmbito do Plano Estratégico de Fronteira (PEF).

Assessoria


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

Ágata 11: Forças Armadas mobilizam 18 mil militares em operação nas fronteiras
Diversos

Brasília, 13/06/2016 – As Forças Armadas iniciaram na manhã desta segunda-feira a Operação Ágata 11 em toda a extensão da fronteira brasileira com os dez países sul-americanos, o equivalente a 16.886 quilômetros. Este ano, a ação conta com 18 mil militares da Marinha, do Exército e da Força Aérea. Além desse total, participam agentes da Polícia Federal (PF), Polícia Rodoviária Federal (PRF), Receita Federal, Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (IBAMA), Fundação Nacional do Índio (FUNAI), Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), Agência Brasileira de Inteligência (ABIN), Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), Ministério Público Federal (MPF), Ministério Público Militar (MPM), entre outros. A Ágata é a maior mobilização realizada pelo Brasil no combate aos ilícitos de norte a sul do país.

A Operação é parte do Plano Estratégico de Fronteiras (PEF), criado por decreto em junho de 2011. Acontece sob a coordenação do Ministério da Defesa e comando do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas (EMCFA). Antes de a operação ser deflagrada, o governo brasileiro manteve contato com os países vizinhos para o repasse de informações sobre o emprego do aparato militar.

Informações

A Ágata 11 acontece às vésperas dos Jogos Olímpicos – Rio 2016. Em função do evento, o Ministério da Defesa optou por uma mobilização que envolvesse toda a faixa de fronteira terrestre, e em áreas específicas de fronteira fluvial, assim como ocorreu em edições anteriores desta Operação. Durante a mobilização, militares estarão atentos aos principais crimes transfronteiriços como narcotráfico, contrabando e descaminho, tráfico de armas e munições, crimes ambientais, contrabando de veículos, imigração e garimpo ilegais.

Forças Armadas

Como a Operação se desenvolve ao longo de toda a fronteira terrestre, as tropas contarão com centros montados nos Comandos Militares da Amazônia (CMA), em Manaus (AM); do Oeste (CMO), em Campo Grande (MS); e do Sul (CMS), em Porto Alegre (RS). Nesses locais, atuarão conjuntamente militares da Marinha, do Exército e da Força Aérea Brasileira (FAB) e integrantes das agências governamentais.

A Marinha empregará, durante toda a Ágata, navios patrulha fluvial, de transporte e de assistência hospitalar, helicópteros UH-12 (Esquilo), lanchas, balsas e agências escola flutuantes. Participam da operação os Distritos Navais das cidades envolvidas; capitanias, delegacias, agências e destacamentos fluviais; e grupamento de fuzileiros navais.

Já o Exército atuará no período da operação com efetivo de brigadas e batalhões de Infantaria de Selva, de Fronteira e Mecanizado; além de unidades militares de Engenharia, Cavalaria, Logística, Aviação e Comunicações e Guerra Eletrônica. A Força Terrestre desenvolverá ações de bloqueios de rodovias montados em pontos estratégicos nas áreas de ação delimitadas na Ágata.

No caso específico da FAB, o planejamento está a cargo do Comando de Defesa Aeroespacial Brasileiro (COMDABRA), sendo previstos Transporte Aéreo Logístico, Busca e Salvamento, Evacuação Aeromédica, Defesa Aérea, Vigilância e Controle do Espaço Aéreo, ações de Polícia da Aeronáutica e Segurança das Instalações.

Operação Ágata

O Ministério da Defesa, por meio do EMCFA, já realizou dez edições da Operação Ágata, tendo como área de operações um espaço de 150 quilômetros a partir da linha de fronteira. Esse território compreende 27% do território nacional onde estão 710 municípios, sendo 122 limítrofes e 588 não limítrofes.

A fronteira tem 16.886 quilômetros de extensão, sendo 7.363 quilômetros de linha seca e 9.523 quilômetros de rio, lagos e canais. São 23.415 quilômetros de rodovias federais. Os estados de fronteira são: Amapá, Pará, Roraima, Amazonas, Acre, Rondônia, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Os países vizinhos são: Guiana Francesa, Guiana, Suriname, Venezuela, Colômbia, Peru, Bolívia, Paraguai, Argentina e Uruguai.

Além do combate aos ilícitos, a Ágata contempla também Ações Cívico-Sociais (ACISO), que consistem em atividades como atendimento médico, odontológico e hospitalar aos locais onde concentram famílias carentes. De acordo com o balanço integrado, as dez edições da Ágata resultaram em mais de 300 mil procedimentos de saúde, distribuição de cerca de 220 mil medicamentos, além de vacinação de 10 mil pessoas.

Regional Oeste

Nos estados de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, foi constituída a Área de Operações OESTE, composta por elementos da Marinha, Exército e Força Aérea e integrantes de órgãos de Segurança Pública federais, estaduais e municipais. Essa Área OESTE é comandada pelo General-de-Exército Paulo Humberto Cesar de Oliveira, tendo como Centro de Operações o Comando Militar do Oeste, em Campo Grande-MS.

O efetivo aproximado das Forças Armadas será de três mil homens. As ações serão realizadas entre as cidades de Comodoro (MT) e Mundo Novo (MS), em uma extensão de aproximadamente 2.503 Km. Comporão a Área de Operações OESTE, pela Marinha, o 6º Distrito Naval (Ladário – MS); pelo Exército, o Comando Militar do Oeste, com destaque para as tropas localizadas na Faixa de Fronteira (4a Brigada de Cavalaria Mecanizada – Dourados/MS, 18a Brigada de Infantaria de Fronteira – Corumbá/MS e 13a Brigada de Infantaria Motorizada – Cuiabá/MT); e pela Força Aérea, os meios da Base Aérea de Campo Grande.

Há previsão de emprego de helicópteros da Aviação do Exército e de apoio logístico para as forças empregadas. Serão realizadas Ações Cívico-Sociais em Cáceres (MT), Corumbá (MS), Ladário (MS) e Ponta Porã (MS), com a finalidade de incrementar a presença do estado em áreas carentes da Região.

Na área de operações, além das agências federais, há ainda importante apoio de órgãos estaduais, tais como: Polícia Militar e Polícia Civil dos Estados de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, Gabinete de Gestão Integrada de Fronteiras (GGIFron), Agência Estadual de Defesa Sanitária, Animal e Vegetal, do Estado do Mato Grosso do Sul (IAGRO), Secretaria de Fazenda Estadual (SEFAZ), Departamento de Operações de Fronteira (DOF), Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (GAECO), entre outras.

 

Comunicação Social da área de Operações Oeste

(67) 3368-4020 / 4019

Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)


fique sabendo
Diversos

Contra discurso do 'golpe', Simone cita texto do PT contra 'Lava Jato' e irrita petistas

  • Agência Senado

    Simone Tebet sobre petistas: 'querem virar este País do avesso'


 

A senadora Simone Tebet (PMDB-MS) provocou um bate-boca que levou à suspensão da sessão da comissão do impeachment hoje no Senado ao atacar o discurso do "golpe" e rebater declarações de parlamentares petistas que, sem citar nomes, acusam senadores do PMDB de tramar para acabar com a operação Lava Jato.
 
Cobrando "respeito" aos colegas e defendendo que "a verdade seja restabelecida", Simone afirmou: "É interessante a memória seletiva daqueles que apontam por parte de alguns parlamentares do meu partido atitudes ditas golpistas ou numa tentativa de apagar ou acabar com a Operação Lava Jato. Esses mesmos parlamentares pertencem a um partido que não apenas fala, mas escreve numa resolução assinada pelo seu partido em maio deste ano: a Operação Lava Jato desempenha papel crucial na escalada golpista”, disse a senadora. 
 
Lendo trecho de cópia da resolução do PT, Simone prosseguiu: "Fomos descuidados com a necessidade de reformar o Estado, o que implicaria impedir a sabotagem nas estruturas no mando da Polícia Federal, e do Ministério Público Federal, modificar os currículos das academias militares, fortalecer a ala mais avançada do Itamaraty e redimensionar a distribuição de verbas publicitárias para os monopólios da informação". 
 
Em seguida, referindo-se aos petistas, a senadora emendou: "É este o partido que me chama de golpista e que diz que os meus parlamentares colegas deste plenário estão querendo abafar ou acabar com a Lava Jato". Sem citar nome, Simone disse que um parlamentar petista, "numa conversa com advogado do ex-presidente Lula, trama contra as instituições, conclamando um Estado que não é direito, querendo virar este País do avesso".
 
A fala de Simone provocou reclamações dos senadores petistas Lindberg Farias (RJ) e Gleisi Hoffman (PR) que pediram apartes, que não foram concedidos pelo presidente da sessão por não considerar o assunto questão de ordem.

Bailarina do Faustão procura o pai biológico

  • TV Globo/Divulgação

    Carol diz que a mãe conheceu o pai no Espaço Cultural da 508 Sul no DF


A bailarina Carol Oliveira, que integra o corpo  Integrantede balé do Domingão do Faustão, está procurando seu pai biológico por meio das redes sociais. Carol diz que foi fruto inesperado de um relacionamento rápido em Brasília em meados de 1985, e que seu pai provavelmente nem saiba da sua existência. "A gravidez foi inesperada e os dois já haviam perdido contato quando minha mãe descobriu. Hoje tenho 29 anos, danço no Balé do Faustão e vivo com a sensação que meu pai pode estar me assistindo aos domingos sem saber que sou sua filha", comentou a bailarina no Facebook. O pai de Carol chama-se Marco André e era baterista de uma banda de rock que se apresentava pela capital do País na época. Ela o descreve como moreno de olhos verdes e diz que, além de músico, era professor de matemática, e pede a quem souber de seu paradeiro informar sua tia. Veja aqui a mensagem da Carol no Facebook.
 

Área de MS apta a exportar carne bovina para União Europeia é ampliada e inclui fronteira

  • Ilustração Famasul

    Gado nelore da pecuária em MS: área de exportação ampliada

 

Cunha pode perder mandato antes de Dilma

  • Antonio Cruz/Agência Brasil

    Bota-fora no Congresso: Cunha deve sair antes de Dilma


 

Do Lauro Jardim em blog no O Globo:
 
"O relator Marcos Rogério estima que o plenário da Câmara receba o processo de cassação de Eduardo Cunha (foto) em 15 dias. Se Waldir Maranhão não demorar a pautá-lo, Cunha pode ser cassado no começo de julho — um mês antes da data prevista para o Senado votar o impeachment de Dilma Rousseff, 2 de agosto."
 

Conflito envolvendo indígenas leva senadores de MS a se reunirem com ministro da Justiça

  • Divulgação

    Simone, Chaves e Moka com o novo ministro da Justiça, Alexandre de Morais

 

Diante de confronto de índios e fazendeiros com morte e feridos no município de Caarapó, os três senadores de MS – Waldemir Moka, Simone Tebet (ambos do PMDB) e Pedro Chaves (PSC) – reuniram-se no início desta noite em Brasília com o ministro da Justiça, Alexandre de Morais, que prometeu reforço federal à segurança na região. Os senadores pediram ao novo ministro apoio à aprovação da PEC 71/2011, que prevê a indenização, pela União, de donos de títulos dominiais em terras declaradas indígenas, expedidos até 5 de outubro de 1988, data em que foi promulgada a Constituição. A PEC, que também prevê o pagamento pelas benfeitorias no terreno, já foi aprovada pelo Senado e agora tramita na Câmara dos Deputados.
 
 

Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

FESTIBAI
Diversos

Estão abertas as inscrições para o 8º Festibai

Inscrições podem ser realizadas até o dia 15 de Julho, na Sedesc.

Amambai (MS) - A prefeitura de Amambai, através do Departamento de Cultura da Sedesc (Secretaria Municipal de Desporto e Cultura) informa que estão abertas as inscrições para os calouros interessados em participar da 8° Edição do Festibai (Festival de Música de Amambai).

De acordo com o Edital n° 003/16, de "CONVOCAÇÃO PARA INSCRIÇÕES DA SELETIVA DO FESTIVAL DE MUSICAS DE AMAMBAI", a Pré-seleção selecionará os candidatos inscritos para participar da Edição 2016 do Festival, que acontece de 23 a 25 de Setembro.

As inscrições são gratuitas, e os concorrentes devem apresentar no ato da inscrição os seguintes documentos obrigatórios:

a) Cópia da Cédula de Identidade e do CPF;
b) Aos concorrentes na Categoria Inafanto-Juvenil a autorização dos pais ou representante Legal;
c) Ficha de inscrição preenchida;
d) Um CD com a gravação e três cópias digitadas da música a ser apresentada;

A Premiação, de acordo com as categorias é a que segue:

Categoria Gospel Adulto

  • 1° LUGAR R$ 2.500,00
  • 2º LUGAR R$ 1.800,00
  • 3º LUGAR R$ 1.300,00

Categoria Livre Adulto

  • 1° LUGAR R$ 2.500,00
  • 2º LUGAR R$ 1.800,00
  • 3º LUGAR R$ 1.300,00

Categoria Infanto Juvenil Livre e Gospel

  • 1° LUGAR R$ 1.500,00
  • 2º LUGAR R$ 800,00
  • 3º LUGAR R$ 500,00

Confira o Edital completo clicando no link:http://www.diariomunicipal.com.br/assomasul/materia/D2B5AEB9. Maiores informações podem ser obtidas na Sedesc, situada à Rua Dom Pedro II , nº 3551- Vila Primavera, em frente ao Ginásio de Esporte Flávio Augusto Correa Derzi, ou através do telefone (67) 3481-3265.


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

AÉCIO
Diversos

Machado diz que Aécio recebeu doação ilegal de R$ 1 milhão em 1998

Ex-presidente da Transpetro disse que parte do dinheiro vinha do exterior.
Senador tucano disse que acusações de Machado são 'falsas e covardes'.

Senador Aécio Neves (PSDB-MG) discursa em processo de admissibilidade de impeachment da presidente Dilma Rousseff (Foto: Evaristo Sá / AFP)

O ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado contou a investigadores da Operação Lava Jato que o senador Aécio Neves (PSDB-MG) recebeu R$ 1 milhão em recursos ilícitos e em dinheiro para a campanha eleitoral que o elegeu deputado federal em 1998. Em nota, o senador disse tratarem-se de "acusações falsas e covardes" (leia mais abaixo).

O acordo de delação premiada, que pode reduzir eventuais penas de Machado, em caso de condenação, foi homologado pelo ministro Teori Zavascki, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF). A íntegra da delação premiada de Machado, de 400 páginas, foi tornada pública no ínicio da tarde desta quarta-feira (15) (veja outros trechos da delação).

Segundo o executivo, o tucano foi o candidato que recebeu a maior parcela de cerca de R$ 7 milhões de reais arrecadados de forma ilegal à época para eleger o maior número possível de deputados federais do PSDB. Machado disse que o montante bancaria a campanha de 50 candidatos à Câmara. Cada um teria recebido de R$ 100 mil a R$ 300 mil para se eleger.

O objetivo era viabilizar a candidatura de Aécio à presidência da Câmara em 2000, cargo para o qual foi eleito e permaneceu até 2002, no fim do segundo mandato do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.

Dos R$ 7 milhões captados em 1998, R$ 4 milhões teriam origem em empresas que doaram para a campanha presidencial de FHC. Parte do dinheiro, não especificada, teria vindo do exterior.

Na época, Machado era senador pelo PSDB e disse ter atuado junto Aécio e o ex-governador de Alagoas Teotônio Vilela Filho, na época senador e presidente nacional do PSDB. Para obter doações, eles teriam procurado o então ministro das Comunicações Luiz Carlos Mendonça de Barros.

Machado contou que na campanha de 1998, uma das empresas que fizeram doações ilegais para o PSDB foi a construtora Camargo Correa. Ele narrou encontro com o então presidente da empresa, Luiz Nascimento, em que recebeu um pacote com R$ 350 em dinheiro.

"A Camargo ajudava fortemente e sempre foi um grande doador nas campanhas tucanas", disse Machado aos investigadores.

Ainda segundo Machado, Aécio também incorria na prática de receber propinas, tanto na forma de doações oficiais quanto por dinheiro em espécie. "Com frequência, Aécio recebia esses valores através de um amigo de Brasília que o ajudava nessa logística; que esse amigo era jovem, moreno e andava sempre com roupas casuais e uma mochila", contou.

O que diz Aécio
Em nota distribuída à imprensa, Aécio Neves disse que as acusações de Machado são "falsas e covardes". "No afã de apagar seus crimes e conquistar os benefícios de uma delação premiada, [Machado] não hesita em mentir e caluniar", afirmou o tucano.

Ele alega que, em 1998, "sequer se cogitava" sua candidatura à presidência da Câmara.

"Essa eleição foi amplamente acompanhada pela imprensa e se deu exclusivamente a partir de um entendimento político no qual o PSDB apoiaria o candidato do PMDB à presidência do Senado e o PMDB apoiaria o candidato do PSDB à presidência da Câmara", afirmou.

Na nota, Aécio diz que a afirmação de Machado sobre o caso "não possui sequer sustentação nos fatos políticos ocorridos à época".

Furnas
No depoimento, Sérgio Machado também disse ter ouvido do ex-ministro das Comunicações Sérgio Motta, morto em 1998, que Aécio era padrinho do ex-diretor de Furnas Dimas Toledo. "Todos do PSDB sabiam que Furnas prestava grande apoio ao deputado Aécio", afirmou.

Segundo Machado, Toledo também teria contribuído com recursos para a eleger a bancada do PSDB em 1998 e que parte do dinheiro para a eleição de Aécio à presidência da Câmara em 2000 veio de Fumas, subsidiária da Eletrobras na produção de energia elétrica.

Em delação premiada, o senador cassado Delcídio do Amaral também disse ter ouvido dizer que Aécio receberia propinas por intermédio de Dilmas Toledo, a partir de dinheiro desviado em contratos com empresas terceirizadas.

A suspeita levou à abertura de inquérito sobre o senador, sob relatoria do ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF). Sobre esse caso, a defesa de Aécio nega o recebimento de propinas. Alega que os delatores apenas teriam ouvido falar do envolvimento do nome do senador em corrupção em Furnas, "sem conhecimento pessoal de fatos".

O senador também já entregou ao STF decisão do Tribunal de Contas da União (TCU) que não constatou indícios de desvio em Furnas.

* Colaborou Rosanne D'Agostino, do G1 SP

A lista de Sérgio Machado (Foto: Editoria de Arte/G1)

Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)


Página selecionada de 1558 páginas.
Fotos

Nova pagina 2


Notícias

Terça, setembro 27
· GREVE
Segunda, setembro 26
· LAVA JATO
·
·
· PASSEIO CICLISTICO FOI MANEIRO
·
· POLITICA
· FESTIBAI FOI SUCESSO
· CLEVERSON 22
· ACOBTECEU
· DA MANHÃ
Domingo, setembro 25
· DA HORA
· PESQUISA E PESQUISAS
· NOMES COMUNS
· POLICIA
· COLIRIO
· UFC
· CAFE DA MANHÃ
· AMAMBAI
· DA HORA 2
· DA HORA
Sábado, setembro 24
·
· VACINA
· POLICIA
· AMAMBAI 68
Sexta, setembro 23
·
· EDUCAÇÃO
· ATEARAM FOGO
· CASO BEUNO
· VACINAÇÃO

 Calendario de Eventos
Setembro 2016
  1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30  

Eventos

 Hora Certa

 Amigos do Site!

Image and video hosting by TinyPic




RondPoint Web Services Web site powered by MEGAWEB