Menu
 Inicio
 Registro
 Administrador
 Menu
 Torpedos
 Downloads
 Enquete
 Galeria de Fotos
 Seus Links
 Recomende-nos
 Internet_TV
 Artigos
 Internet_Radio3
 Publicações
 Conteudos
 Album
 Estatística
 Fale Conosco

· Procurar

 Radio On
Ouça Agora:
Nenhuma opção foi escolhida



<a href=''>Play Nenhuma opção foi escolhida</a>

Abrir em janela pop-up

 Previsão

 Visitas
Até o momento, recebemos
7956616
vizualizações de páginas (page views) desde July 2007

 Apoios:


RONDA
Diversos

Arraiá e Festival de Inverno

 Grupo Alma Guarani abre hoje o 1º Festival de Inverno de Ponta Porã

Serão abertos nesta quinta-feira, dia 17, dois importantes eventos culturais em Ponta Porã. O 2º Arraiá da Fronteira promovido pelo Governo do prefeito Ludimar Novais e o 1º Festival de Inverno, com patrocínio da Petrobras. Os dois eventos estão dentro do calendário das festividades alusivas ao aniversário de 102 anos do município.

Pioneiro em município de MS, Pecuarista morre após bater picape em duas carretas

 

 

O pecuarista Moises Batista Dias, de 84 anos, morreu após de bater em duas carretas, na tarde desta quinta-feira (17), no Km 40 da MS-306, próxima a cidade de Cassilândia, distante 420 quilômetros de Campo Grande.

O idoso que dirigia uma caminhonete Mitsubishi Triton, de placa OOH-6837, encostou nos pneus traseiros de um carreta, perdeu o controle e entrou na pista contraria, colidindo com um rodotrem conduzido por Laercio Bedette, de 43 anos.

De acordo com o site Jovem Sul News, a vítima sofria de problemas cardíacos e não poderia dirigir, mesmo assim resolveu ir até sua fazenda sozinho já que o sobrinho, que costuma levá-lo, não atendia as ligações.

Minutos depois, funcionários da fazenda conseguiram entrar em contato com Oraidio Batista Dias, que foi encontrar o tio na estrada, pois o idoso passava mal. Assim que avistou a vítima, o sobrinho deu sinal de luz, mas não teve resposta, mesmo fazendo a volta para alcançar o tio, não teve tempo para evitar o acidente.

Moises foi socorrido pelo sobrinho e pelo médico de Cassilândia e chegou a ser levado para a Santa Casa do município, mas não resistiu aos ferimentos. A vítima é um dos pioneiros de Cassilândia.

Militares do 13º Batalhão da Polícia Militar precisaram coordenar o trânsito no local, já que meia pista foi interditada com uma carreta do rodotrem que se envolveu no acidente


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

POLITICANDO
Diversos

Candidatos ao governo estão se ‘escondendo’ dos pedintes

foto
Foto: Valdenir Rezende/;Correio do Estado
Nelsinho Trad na convenção; agora, criticado por não receber aliados

Os candidatos a governador de Mato Grosso do Sul estão se “escondendo” de lideranças políticas. Eles não aguentam mais tanta pedição de dinheiro, segundo reportagem na edição de hoje (18) do jornal Correio do Estado. O ex-prefeito de Campo Grande Nelsinho Trad (PMDB) é criticado por se recusar a atender ligações telefônicas e de receber os aliados em seu escritório. Nelsinho sabe que a intensa procura é por dinheiro.

A situação não é diferente no comando de campanha do senador Delcídio do Amaral (PT). Ele está fugindo do assédio de lideranças sindicais e outras entidades de classe, além de políticos, que vão cobrar fatura da promessa de liberação de dinheiro para campanha eleitoral. O clima está tenso na cúpula da campanha de Delcídio por causa da escassez de recursos.

O deputado federal Reinaldo Azambuja, candidato da coligação do PSDB, foi o último a lançar sua candidatura. Ele ainda está montando a sua estrutura de campanha e, por isto, tem dificuldades para liberação de dinheiro logo no início da campanha eleitoral. A reportagem é de Adilson Trindade.

Pesquisa DATAmax aponta pouca variação: Delcídio e Reinaldo sobem, Nelsinho desce

Aumentar texto Diminuir texto

Éser Cáceres

Fonte: DATAmax

A segunda pesquisa de intenções de voto feita pelo DATAmax para o governo de Mato Grosso do Sul revelou pouca variação no cenário. Com relação ao primeiro levantamento, Delcídio e Reinaldo subiram 1,2 e 0,4 pontos percentuais, respectivamente. Enquanto isso, Nelsinho baixou 3,3 pontos percentuais.

Delcídio do Amaral (PT) mantém a liderança com 46,1% das citações. Em segundo, continua Nelsinho Trad (PMDB), com 25,5%, seguido por Reinaldo Azambuja (PSDB), com 18,6%.

Além dos três primeiros colocados, pontuaram o Professor Monje (PSTU) com 1,5%, Sidney Melo (PSOL), com 1% e Evander Vendramimi (PP), que teve 0,8% das citações. Do total, 4,3% dos entrevistados pelo DATAmax disseram que estão indecisos ou não sabem em quem devem votar. E 2,1% afirmou que não vai votar ou vai anular o voto.

Foram entrevistados 1.500 eleitores em 15 municípios que representam 65,56% do eleitorado sul-mato-grossense, entre os dias 2 e 9 de julho. A pesquisa foi registrada no TRE-MS (00020/2014) e apresenta margem de erro de 2,5%, com grau de confiança de 95%.

Classe social

Na estratificação por classes sociais dos entrevistados, o DATAmax revelou que Delcídio obtém o maior percentual de votos nas classes D e E, com 50,8%. Nelsinho Trad tem o melhor desempenho 25,7% na classe C, enquanto Reinaldo Azambuja pontua melhor entre os entrevistados das classes A e B, com 24%.

Municípios

Além de Campo Grande, foram ouvidos eleitores em Amambai, Aquidauana, Corumbá, Coxim, Dourados, Maracaju, Miranda, Naviraí, Nova Andradina, Paranaíba, Ponta Porã, Rio Brilhante, Sidrolândia e Três Lagoas.

A amostra ponderada mantém a proporcionalidade entre a participação de cada município na pesquisa e o tamanho que cada um representa no total de eleitores em MS.

Entre os municípios que integram a amostra, Delcídio do Amaral registrou a maior pontuação na cidade natal dele, Corumbá, com 75,3%, e a menor em Maracaju, com 16,7%.

Já Nelsinho Trad obteve o melhor resultado em Campo Grande, onde foi prefeito por dois mandatos, com 35,8%, e o pior também em Maracaju, com 3,3%.

Reinaldo Azambuja teve o melhor índice justamente em Maracaju, cidade onde já foi prefeito, com 76,7% das intenções de voto, e o pior em Coxim, com 3,3%.

Simone e Bernal registram maior rejeição para o Senado nas cidades onde foram prefeitos

Aumentar texto Diminuir texto

Waldemar Gonçalves

O empresário Antonio João (PSD) é o candidato ao Senado com maior rejeição no interior de Mato Grosso do Sul, aponta levantamento do DATAmax feito entre os dias 2 e 8 de julho. Já os melhores colocados nos índices de intenção de voto, Simone TEbet (PMDB) e Alcides Bernal (PP), tem em suas bases eleitores o maior número de eleitores os rejeitando.

Antonio João soma 19,07% de rejeição considerando os 14 maiores municípios do Estado, fora a Capital. A candidata do PMDB tem o menor percentual, de 9,45%.

Os outros nomes consultados colocam Alcides Bernal (PP) com a segunda maior rejeição no interior, de 16,9%. Em seguida aparecem Gilmar da Cruz (PRB), com 13,8%, e Ricardo Ayache (PT), somando 12,29%.

Simone, que lidera os índices de intenção de voto, tem em Três Lagoas, sua base eleitoral e onde ela já foi prefeita, a maior rejeição entre os municípios do interior consultados. A peemedebista é rejeitada ao Senado por 18,9% dos eleitores três-lagoenses.

O segundo preferido dos eleitores, conforme o DATAmax, Bernal alcançou 21,1% de rejeição em Três Lagoas. Mas, a exemplo de Simone, é em casa onde está o maior número de contrários a ele, já que, em Campo Grande, o pepista, cassado do cargo de prefeito em março de 2014 após um ano e dois meses de gestão, soma 37%, mais que o dobro do segundo pior, Antonio João, que registrou 16%.

Na Capital, a rejeição a Simone é de 10,1%, enquanto Ayache obteve o menor índice, de 9,1%, ligeiramente abaixo de Cruz, com 9,3%. Estes três, inclusive, têm menor rejeição que o número de indecisos, que somam 13%.

A pesquisa do DATAmax abrangeu Campo Grande e os outros 14 maiores colégios eleitorais de Mato Grosso do Sul, o que inclui Três Lagoas, além de Amambai, Aquidauana, Corumbá, Coxim, Dourados, Maracaju, Miranda, Naviraí, Nova Andradina, Paranaíba, Ponta Porã, Rio Brilhante e Sidrolândia. Juntos, os 15 municípios, abrangem 65,56% do eleitorado estadual e o levantamento também levou em conta o peso eleitoral de cada localidade.

A pesquisa, feita entre os dias 2 e 8 de julho, está registrada junto a Justiça Eleitoral de Mato Grosso do Sul sob o número 00020/2014. A margem de erro de 2,5 pontos percentuais, para mais ou menos. O grau de confiança de 95%.


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

CAFE DA MANHÃ
Diversos

Ponta Porã e Nioaque fazem aniversário nesta sexta-feira

foto
Foto: Divulgação
Entrada da cidade de Ponta Porã

Dois municípios do estado de Mato Grosso do Sul fazem aniversário nesta sexta-feira (18). Nioaque completa 124 anos e, Ponta Porã, comemora seu 101° aniversário.

Nioaque
Em comemoração ao aniversário, a prefeitura realizará a 10° Marcha da Retirada Laguna e o 2° Festival Cultural da Retirada.

Nesta sexta-feira e no sábado (19), à partir das 19h, o município contará com atrações culturais e praça de alimentação, na Praça dos Heróis.

Já no domingo (20), será encenado a Retirada da Laguna, às 10h.

Ponta Porã
O município está a 324 quilômetros de Campo Grande e faz divisa com a cidade de Pedro Juan Caballero, Paraguai.

Como programação de aniversário, foram abertos na noite desta quinta-feira o 2º Arraiá da Fronteira e o 1º Festival de Inverno.

O 2º Arraiá da Fronteira, organizado pela Secretaria Municipal de Assistência Social e com a coordenação da primeira-dama, Káttia Fabiola Cordone Novais, além de beneficiar várias filantrópicas de Ponta Porã, abrindo também espaço para empresários do ramo de gastronomia, é um evento voltado para o lazer e a integração de brasileiros e paraguaios.

Já o 1º Festival de Inverno teve como atração inicial o Alma Guarani, que é um grupo folclórico criado com a missão de valorizar e difundir a cultura paraguaia.

Nesta sexta-feira, haverá a apresentação teatral com o Imaginário Maracangalha e muita musica com a Banda Trajeto 2; Harmonia Jazz; Banda de Ontem, Collision; Jerry Espindola e as Pétalas de Piche, e a atração principal Almir Sater, encerra a noite.

Amanhã, último dia do evento, apresentam-se o Grupo de Street Dance Funk-se, Mari Depieri, Orlando e Banda, Toko Madera, Jazz Monde, Surfistas de Trem e o samba de Gideão Dias. A Atração principal fica por conta da Orquestra de Reciclados de Cateura, de Asunción – Paraguai.

 

Dilma tem 36%, Aécio, 20%, e Campos, 8%, diz Datafolha

G1 
foto
Foto: Montagem
Dilma, Aécio e Campos são os três melhores colocados na pesquisa

Pesquisa Datafolha divulgada nesta quinta-feira (17) mostra Dilma Rousseff (PT) com 36% das intenções de voto para presidente, seguida de Aécio Neves (PSDB), com 20%, e Eduardo Campos (PSB), com 8%. No levantamento anterior do Datafolha, realizado nos últimos dias 1º e 2, Dilma tinha 38%, Aécio, 20%, e Eduardo Campos, 9%.

Somados, os adversários de Dilma acumulam 36%, mesmo percentual da presidente, que tenta a reeleição. Um candidato vence a eleição no primeiro turno se consegue mais votos que a soma de todos os rivais.

A pesquisa é a primeira realizada após o início oficial da campanha eleitoral, no último dia 6. Desde essa data, candidatos têm autorização da Justiça Eleitoral para realizar comícios, propaganda na rua e na internet, entre outras atividades de campanha. O horário eleitoral gratuito no rádio e na TV começa em 19 de agosto.

O percentual de entrevistados que disseram não saber em quem votar ou que não responderam passou de 11% no começo do mês para 14% agora. Brancos e nulos eram 13%, percentual que se manteve. O quarto colocado na pesquisa, pastor Everaldo (PSC), aparece com 3% das intenções de voto; no levantamento anterior, tinha 4%.

Veja os números do Datafolha na pesquisa estimulada (em que a relação dos candidatos é apresentada ao entrevistado):

- Dilma Rousseff (PT): 36%
- Aécio Neves (PSDB): 20%
- Eduardo Campos (PSB): 8%
- Pastor Everaldo (PSC): 3%
- José Maria (PSTU): 1%
- Eduardo Jorge (PV): 1%
- Luciana Genro (PSOL): 1%
- Rui Costa Pimenta (PCO): 1%
- Eymael (PSDC): 1%
- Levy Fidelix (PRTB): 0%
- Mauro Iasi (PCB): 0%
- Brancos/nulos/nenhum: 13%
- Não sabe: 14%

Segundo turno
Nas simulações de segundo turno, o Datafolha avaliou os seguintes cenários:
- Dilma Rousseff: 44%
- Aécio Neves: 40%
- Brancos ou nulos: 10%
- Não sabem: 5%

- Dilma Rousseff: 45%
- Eduardo Campos: 38%
- Brancos ou nulos: 11%
- Não sabem: 6%

Rejeição
A presidente Dilma tem a maior taxa de rejeição (percentual dos que disseram que não votam em um candidato de jeito nenhum). Confira abaixo:
- Dilma Roussef: 35%
- Pastor Everaldo: 18%
- Aécio Neves: 17%
- Zé Maria: 16%
- Eymael e Levy Fidelix: 14%
- Eduardo Campos e Rui Costa: 12%
- Luciana Genro, Mauro Iasi e Eduardo Jorge: 11%
- Não rejeitam ninguém: 11%
- Rejeitam todos: 6%
- Não sabem: 11%

O levantamento foi encomendado pela TV Globo e pelo jornal "Folha de S.Paulo". O Datafolha ouviu 5.377 eleitores em 223 municípios na terça (15) e na quarta (16). A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%. Isso quer dizer que o instituto tem 95% de certeza de que os resultados obtidos estão dentro da margem de erro.

A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR00219/2014.



 



Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

ENFOQUES DIVERSOS
Diversos

Tiririca sai do zero

Veja/Reprodução

Outra do Lauro Jardim na Veja:
 
"Até agora não se sabe bem o quanto Tiririca apreendeu sobre do trabalho de um deputado, mas já ficou claro que conseguiu fazer um pé de meia.
 
Em 2010, Tiririca declarou não possuir patrimônio algum. Quatro anos mais tarde, com salário mensal de 26 000 reais, Tiririca não integra mais a bancada franciscana do Congresso.
 
Na semana passada, Tiririca informou ao TSE um declaração de 531 913 reais. Entre as suas posses há uma Lad Rover 2013, avaliada em 173 000 reais, e um Fusca de 1972, de 8 000 reais."

Atriz que enviou carta envenenada a Barak Obama é condenada a 18 anos de prisão

Texarkana Gazette/AP/G1 Reprodução

A atriz Shannon Guess Richardson, de 35 anos, foi condenada pela Justiça no Texas (EUA) a 18 anos de prisão por enviar cartas envenenadas com ricinina (substância mortal em caso de ingestão ou inalação) ao presidente Barack Obama, ao então prefeito de Nova Iorque, Michael Bloomberg, e a Mark Glaze, ex-presidente da associação Prefeitos Contra as Armas Ilegais – um ativista a favor do controle das armas de fogo nos Estados Unidos. Presa há um ano, Shannon também vai pagar multa de US$ 367 mil (R$ 818,7 mil). A atriz fez várias compras on-line entre abril e maio de 2013 de produtos destinados a fabricar ricinina, contra a qual não há antídoto e despachou nas três cartas, que foram postadas em uma agência dos correios de New Boston, Texas, em 20 de maio do ano passado. Também conhecida como Shannon Roger Guess, ela fez papéis secundários nas séries de TV "The Walking Dead"

Banco de sangue do HU precisa de doadores

Ilustração/Reprodução

O Banco de Sangue do Hospital Universitário Maria Aparecida Pedrossian (Humap) em Campo Grande está com o estoque abaixo da média. Das 30 bolsas necessárias, em média, cinco são coletadas ao dia. “Precisamos de doação urgente de todas as tipagens sanguíneas”, diz a técnica de enfermagem Gláucia Brito. A necessidade é ainda maior desde que o Hemosul entrou em reforma e o HU se tornou um dos pontos de coleta de sangue, juntamente com a Santa Casa e o Hospital Regional. Para ser doador a pessoa deve ter de 18 a 65 anos, mais de 50 quilos e boa saúde. A coleta do banco de sangue do HU funciona de segunda a sexta-feiras das 7 às 12 horas.

Propaganda negativa contra Trad dá multa

Ilustração

A Justiça Eleitoral multou em R$ 14.320.00 a empresa Top Mídia Paineis Publicitários Ltda., por propaganda negativa ao candidato peemedebista usando outdoor com uma foto do governador André Puccinelli e o postulante à sua sucessão Nelsinho Trad com a legenda: “Convenção faz o que pode para dar credibilidade à candidatura Nelsinho”. Para o juiz auxiliar do TRE-MS, desembargador Divoncir Schreiner Maran, a propaganda passa ao eleitor a ideia de que alguma resistência de caráter político estaria obstando a escolha do candidato, em situação apta a produzir no eleitorado todo gênero de suposição acerca da capacidade, idoneidade, organização ou sucesso da campanha eleitoral do representante e de seu candidato.

Cartórios de MS avisarão ao Detran venda de veículos para livrar antigo dono de multas

Ilustração/Reprodução

Entrou em vigor hoje a Lei estadual nº 4.556 que obriga cartórios a notificar o Detran sobre a venda de veículos em Mato Grosso do Sul. O objetivo é livrar o antigo dono do risco de ter de pagar multas do novo proprietário. Até então, o vendedor tinha 30 dias, após reconhecer no cartório a transação, para avisar o Detran da venda do veículo. “Acontece que, na maioria das vezes, o vendedor deixa para a última hora e acaba esquecendo de informar que o veículo não lhe pertence e, depois, acaba sendo surpreendido com multas do novo proprietário”, argumenta o deputado Marquinhos Trad (PMDB), autor da proposta. “Daí enfrenta um série de transtornos para se livrar da conta”, acrescenta. Agora, os cartórios têm de avisar o Detran em tempo real por meio de sistema online. “Isso já é praticado em São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, na Bahia, em Tocantins e no Ceará”, explica o deputado. Os cartórios devem oferecer, sem ônus para as partes, o recibo digital, acrescenta.

Comitê pró-Aécio em MS

Aécio Neves do arquivo pessoal para o www.MarcoEusebio.com.br

A primeira visita de Aécio Neves (PSDB) a Campo Grande depois de oficializada sua candidatura à Presidência da República e a instalação de um comitê pró-Aécio na Capital sul-mato-grossense são assuntos no cardápio do jantar do mineiro e do candidato ao governo de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (ambos do PSDB), que acontece nesta noite em Brasília. A intenção é inaugurar o comitê até o fim deste mês, mas a data ainda não está confirmada. Durante o bate-papo dos candidatos tucanos, Aécio, descontraído, até tirou a "selfie" acima ao lado de Azambuja.

Justiça manda Facebook remover "fakes" com ataques aos candidatos Nelsinho e Delcídio

Divulgação/Arquivo

O juiz auxiliar do TRE-MS, desembargador Divoncir Schreiner Maran, mandou que sejam removidos Facebook quatro perfis "fakes", três usados para atacar o senador Delcídio do Amaral (PT) e um usado para atacar Nelsinho Trad (PMDB), ambos candidatos ao governo de MS. As páginas ´O Poderoso Chefão`, ´De todos, menos do povo` e ´Zecari Hoca da Silva` eram usadas para divulgar críticas ao petista e o perfil “Consul D'Arque” era usado contra o peemedebista. Caso o Facebook mantenha os perfis no ar após a publicação da decisão, é passível de multa de R$ 15 mil por dia. A legislação eleitoral prevê penas de até dois anos de prisão e multas que podem ultrapassar a 100 mil reais para quem cria perfis falsos na internet visando atacar adversários políticos.

Carne bovina brasileira liberada na China

Wilson Dias/Agência Brasil

A China retirou o embargo às exportações de carne bovina brasileira anunciou hoje o presidente chinês Xi Jinping à Dilma Rousseff durante encontro dos chefes de estado no Palácio do Planalto. Depois da reunião de quase duas horas, Dilma divulgou uma série de acordos firmados com a China. "Apresentei ao presidente Xi as oportunidades que se abrem nos setores ferroviário, portuário, aeroviário e rodoviário. Aqui as indústrias chinesas encontrarão segurança jurídica e marco regulatório estável e serão muito bem vindos", disse Dilma. Foram assinados cerca de 30 acordos em áreas como aviação civil, energia, sistema financeiro, infraestrutura, educação, mineração, tecnologia, resseguros, construção e agricultura. Um dos acordos prevê a compra de 60 aeronaves da Embraer pela China. Na área consular, Brasil e China firmaram acordo para facilitar a emissão de visto de negócios para cidadãos dos dois países. Pelo acordo, o visto terá três anos de validade e permite a permanência no país por até 180 dia

Repórter do SBT é baleada em assalto

Divulgação

A repórter Vanessa Hadi, do programa Okay Pessoal, apresentado por Otávio Mesquita e que vai ao ar nas madrugadas pelo SBT, foi baleada no pé em tentativa de assalto quando chegava em casa, no Morumbi, bairro nobre de São Paulo, no final da tarde de ontem. Mesquita contou que Vanessa se preparava para entrar em casa com seu carro, um Corolla, quando foi abordada por quatro homens que anunciaram o roubo. Um policial à paisana passava pelo local, deu voz de prisão, os assaltantes reagiram e houve troca de tiros. Dois bandidos foram baleados. Um morreu no local. O outro fugiu no carro que o bando usava, um Honda Fit, com os outros dois. Vanessa foi encaminhada ao Hospital Albert Einstein, também no Morumbi, onde foi operada. “Conversei com ela hoje. Ela está um pouco abalada, mas está bem”, afirmou Otávio Mesquita hoje. O apresentador lamentou a violência no país. “Também moro no Morumbi e já sofri 13 assaltos nos últimos 15 anos. Minha mulher quer ir embora deste país por causa disso. Eu tenho condições de ter um carro blindado, mas e quem não tem?”, indagou o apresentador ao site G1.

Suzana Kviatkoski para o Bella da Semana 

Tereza Name diz que esperava PSD apoiar Delcídio e confirma desistência de candidatura

Divulgação/Arquivo

 

Afirmando que não é "mulher de colocar os pés em duas canoas" a ex-vereadora Tereza Name confirmou hoje que desistiu de disputar uma cadeira de deputada estadual, conforme anunciou ontem à imprensa seu irmão e deputado estadual Jerson Domingos (PMDB). Em nota à imprensa ela informa que se filiou ao PSD "ciente de que a agremiação integraria o projeto para eleger Delcídio  do Amaral governador", mas "os dirigentes do PSD tomaram outro rumo, que respeito, mas que é  incompatível com o projeto do meu grupo político e da minha família". 

 

Leia a íntegra da nota

 

"Aos eleitores de Mato Grosso do Sul

 

Tenho uma vida dedicada a prestar serviço a população de Campo Grande e de todo o Mato Grosso do Sul. Quem me conhece sabe da minha história e do meu caráter. Sempre ajudei as pessoas carentes da nossa capital, acreditando que social justo é sonho verdadeiro.  Sinto-me feliz por ter esse trabalhado reconhecido especialmente pelos mais humildes.

 

Com muito orgulho, fui vereadora e , atendendo aos anseios de um grupo de colaboradores que me acompanha há vários anos, preparava-me para disputar uma vaga na Assembléia Legislativa.

 

Com esse objetivo, filiei-me ao PSD por me identificar com o conteúdo programático do partido e  ciente de que a agremiação integraria o projeto para eleger Delcídio  do Amaral governador de Mato Grosso do Sul.

 

Entretanto, os dirigentes do PSD tomaram outro rumo, que respeito, mas que é  incompatível com o projeto do meu grupo político e da minha família.

 

Não sou mulher de colocar os pés em duas canoas. Tenho pautado minha vida pela coerência e a transparência dos meus atos.

 

Por esse motivo, venho a público informar que não serei mais candidata a deputada estadual. 

 

Tenho a consciência tranquila e a certeza de que Deus continuará abençoando e iluminando as minhas decisões e a minha vida. 

 

Campo Grande , 16 de julho de 2014.

 

Tereza Name.

André vai aos EUA e Jerson será governador

Giuliano Lopes/ALMS

Na última sessão do semestre antes das férias, deputados estaduais de Mato Grosso do Sul aprovaram hoje autorização para o governador André Puccinelli (PMDB) se ausentar do Brasil do dia 21 deste mês ao dia 6 de agosto com destino a cidade de Grand Junction, no estado do Colorado (EUA) para reuniões e visitas técnicas com empresários da fábrica da Reynolds Polymer Technology, maior fabricante de aquários do mundo. Como a vice-governadora Simone Tebet é candidata ao Senado e não poderá assumir o cargo, o deputado presidente da Assembleia, Jerson Domingos (PMDB), será o governador interino de Mato Grosso do Sul na ausência do titular.

Laços de família

Deurico/Capital News

A deputada Dione (PSDB) que decidiu não disputar a reeleição para seguir ao lado do marido Roberto Hashioka (PMDB), prefeito de Nova Andradina, que apoia o candidato ao governo Delcídio do Amaral (PT), não deve ser a única baixa dentre as forças femininas em siglas adversárias do petista. Também por laços de família, outra importante liderança deve decidir ser ou não ser candidata de hoje até sexta-feira. Era o que se dizia na noite anterior em reunião na casa do deputado federal Vander Loubet (PT) em Campo Grande com participação do vice de Delcídio, Londres Machado (PR), dos também deputados estaduais Pedro Kemp e Cabo Almi (ambos do PT), da candidata à primeira-dama Maika do Amaral e de vereadores como Alceu Bueno (PSL) e Aírton de Araújo (PT).

Após a Copa, 95% querem voltar ao Brasil

Yahoo!/Reprodução

Levantamento da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) divulgado pelo Ministério do Turismo aponta: 83% dos turistas estrangeiros disseram que a visita ao Brasil durante a Copa do Mundo atendeu plenamente ou superou as expectativas e 95%  pretendem voltar. Os quesitos mais bem avaliados pelos estrangeiros foram a hospitalidade e a gastronomia, com aprovação de 98% e 93%, respectivamente. A segurança pública teve 92% de aprovação. Foram ouvidos 6.627 turistas estrangeiros. A Secretaria de Aviação Civil da Presidência da República informa que cerca de 490 mil estrangeiros desembarcaram no Brasil de 1º de junho a 1º de julho vindos de 203 países. Além disso, 3.056 brasileiros circularam pelo País durante o mundial. Dos 6.038 brasileiros ouvidos, 90,5% avaliaram positivamente o atendimento e a receptividade. A segurança pública teve aprovação inferior dos brasileiros, de 83,8%.

 


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

CRIME BARBARO
Diversos

Adolescente é morto com mais de 30 facadas

Mais um crime com requintes de crueldade é registrado em Sobral-Ce. O sinistro se deu nas primeiras horas da manhã de 29/04 por volta das 06h10m quando populares avistaram sobre o solo sem vida, um jovem não identificado com várias perfurações por arma branca. O corpo se encontrava por traz do CRAS que fica localizado no conjunto Padre Zé Linhares.

No local do crime vários curiosos não reconheceram a vítima. A polícia foi acionada e logo compareceu ao local a VTR 1210 composta pelo os policiais Marciel/Quildery e Peresforte onde constataram a veracidade da informação repassada via CIOPS.

Ao chegarem os policiais encontraram, já sem vida, um jovem que aparentava ter entre 15 á 18 anos de idade, vestia apenas Calção azul escuro e estava sem camisa. O local foi isolado ate a chegada da perícia médica do IML .Sobre quantas perfurações existiam no corpo da vítima, não foi possível constatar de pronto no momento, porém por um resumo extra oficial da perícia, acredita-se que o mesmo possa ter sofrido mais de 30 facadas.

Novas infecções por HIV crescem no Brasil e caem no mundo

Entre 2005 e 2013, houve um aumento de 11% no número de novas infecções por HIV no Brasil, enquanto os casos no mundo todo caíram 27,6% nesse período, segundo relatório anual divulgado nesta quarta-feira (16) pela Unaids, a agência das Nações Unidas dedicada à prevenção e luta contra a Aids.

O texto aponta que, em todo o mundo, houve uma queda de 38% de novas infecções entre 2001 e 2013.

A tendência em toda a América Latina também é de diminuição, ainda que lenta, no número de novas infecções. Em cinco anos, o número de novos casos caiu 3%.

A taxa, entretanto, varia de país para país. Enquanto houve aumento no Brasil, no Chile e no Paraguai, o México registrou queda de 39% de novas infecções e, no Peru, a taxa diminuiu 24%.

As populações mais vulneráveis ao vírus na América Latina continuam sendo usuários de drogas, transgêneros, homens que fazem sexo com homens e homens e mulheres que trabalham com sexo.

Mortes

O Brasil também registrou alta no número de mortes pela Aids. Também houve aumento no México (+9%) e na Guatemala (+95%). Em toda a América Latina, porém, o número de mortes caiu em 31% em toda a região. Na Argentina, as mortes caíram em 3%.

Segundo o relatório, a América Latina continua a ser uma região com alta cobertura de antirretrovirais. Cerca de 45% das pessoas que vivem com HIV na região têm acesso a tratamento. Aqui, novamente, o acesso não é igual em todos os países. Enquanto no Brasil, Chile e México o acesso aos medicamentos atinge mais de 40% da população, na Bolívia essa taxa é de menos de 20%.

Em 2013 cerca de 12,9 milhões de pessoas no mundo todo receberam o tratamento, o que representa 37% de todas as pessoas infectadas.

A Unaids afirma ainda que 19 milhões dos 35 milhões de pessoas com HIV no mundo não sabem que são soropositivas.

O relatório revela também que apenas 15 países representam mais de 75% dos 2,1 milhões de novas infecções por HIV que ocorreram em 2013.

As mortes por tuberculose de pessoas infectadas com HIV caíram 36% desde 2004.

Entretanto, de acordo com o relatório, a doença ainda é a principal causa de morte entre os infectados com o vírus, com um número de óbitos estimado em 320 mil em 2012.




Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

ACIDENTE COM VITIMA FATAL
Diversos

Polícia identifica principal suspeito de matar motociclista atropelado e apreende carro

 

A Polícia Civil identificou o suposto motorista do Astra prata, placas DRH-5920, que atropelou e arrastou Lucas Silveira Leite Ortiz, de 19 anos, por aproximadamente 30 metros. O fato ocorreu na noite de quarta-feira (16), na Rua Catiguá, Jardim Canguru, região sudoeste da Capital.

O comerciante Ricardo André Rodrigues, de 28 anos, é o principal suspeito de cometer o crime. De acordo com a polícia, o carro era dirigido por ele, mas pertence a uma mulher. O Astra foi localizado no Jardim Bela Vista, região central de Campo Grande, e apreendido. Já o motorista não foi preso até o momento.

O caso foi registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Bairro Piratininga como homicídio doloso, quando há intenção de matar.

Atropelamento

O motociclista Lucas morreu em um acidente na noite de quarta-feira na Rua Catiguá. Testemunhas revelam que o jovem era perseguido pelo Astra prata, desde a Avenida Guaicurus.

Lucas, que estava em uma motocicleta Honda Fan (NRK-6597), foi arrastado por aproximadamente 30 metros. Após o acidente, o motorista do Astra fugiu, deixando o para-choque com a placa do carro ao lado do corpo da vítima.

“Eu vi ele a uns 100 km/h lá na Guaicurus”, disse um ciclista de 24 anos que preferiu não se identificar. “Depois eu vim cortando caminho, e como é descida e eu estou a acostumado a andar de bicicleta, eu vi ele (Astra), aqui (Rua Catiguá), quando ele viu o motociclista aí que ele correu mesmo, acho que ele pegou uns 160 km/h, atropelou e foi arrastando sem parar”, diz.

A mãe do jovem desconsolada ficou o tempo todo ao lado do corpo do filho. O pai de Lucas, que também estava no local, disse à reportagem que não tem ideia do que pode ter motivado o crime. Segundo a polícia, Lucas tem passagens policiais.


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

NOTICIAS DA TARDE
Diversos

Quinta Companhia Independente de
PM será criada

DA REDAÇÃO 
foto
Foto: Divulgação
Companhia é desdobramento do que 3ª já disponibiliza

O Governo do Estado, através da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública de Mato Grosso do Sul (Sejusp/MS), publicou hoje (17), no Diário Oficial, o decreto nº 14.002, que determina a criação da 5ª Companhia Independente de Polícia Militar em Campo Grande. De acordo com a publicação, a companhia é desdobramento do efetivo de pessoal militar, veículos, equipamentos e estrutura física que a 3ª Companhia de Polícia Militar do 1º Batalhão já disponibiliza para o policiamento na área central de Campo Grande. 

A criação reforça as ações de policiamento realizadas pelo 1º Batalhão da Polícia Militar na Região Central de Campo Grande (RU-Centro), das Regiões Urbanas da Lagoa (RU-Lagoa) e Imbirussu (RU-Imbirussu), e também dos municípios de Sidrolândia e Terenos.

O decreto está na página 8 do Diário Oficial do Estado desta quinta-feira (17). Clique aquipara acessar. 

Depois de duas semanas, sete candidatos desistem de disputar eleição neste ano

Aumentar texto Diminuir texto

Juliene Katayama

Quase duas semanas depois do registro de candidaturas, sete candidatos desistiram de disputar a eleição neste ano. Na lista está um postulante a deputado federal e seis a estadual. A coligação mais desfalcada foi do candidato ao governo pelo PMDB, ex-prefeito de Campo Grande Nelsinho Trad, “MS Cada Vez Melhor”.

Dos federais, Aroldo de Castro Tavares Júnior (PHS), o Aroldo Tavares, renunciou à candidatura. Ele integrava a coligação “MS Cada Vez Melhor II” com os partidos PHS/PTdoB/ PRTB.

Já entre os postulantes a estadual a lista é proporcionalmente maior: Antenor Martins Pereira (Psol), Nene Matera; Clemencio Frutuoso Ribeiro, o Ribeiro, e Valdeli Alves Dias, ambos do PP; Marcos Antonio Sanches da Fonseca (PSC), Marcos Sanches, da coligação PSC/PSB/PTdoB/PRTB/PHS/PEN/PRB “MS Cada Vez Melhor III”; e Tiago Zanettin Fernandes (PMDB) renunciaram à candidatura.

Outro nome que não vai mais disputar a eleição é Tereza Name (PSD) da coligação “Novo Tempo” com os partidos PSDB/DEM/PSD/SD/PPS/PMN. Ela ainda não comunicou sua decisão à Justiça Eleitoral.

A ex-vereadora abriu mão de disputar por motivos familiares já que o irmão, presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, deputado estadual Jerson Domingos (PMDB), vai apoiar o candidato ao governo do PT, senador Delcídio do Amaral.

 

Diferença entre Simone e Bernal diminui em Campo Grande na disputa pelo Senado

Aumentar texto Diminuir texto

Waldemar Gonçalves e Samira Ayub

DATAmax


Números do levantamento DATAmax sobre a corrida ao Senado em Mato Grosso do Sul mostram a diferença da força dos líderes, Simone Tebet (PMDB) e Alcides Bernal (PP), em seus respectivos redutos eleitorais. Considerando somente os municípios do interior, a vantagem da primeira sobre o segundo chega a 15,8 pontos percentuais, caindo a 7,8 levando em conta somente a Capital.

No computo geral, Simone lidera no interior com 44,4%, contra 28,6% de Bernal. Na Capital, a peemedebista chega a 43,5%, enquanto o pepista vai a 35,7%.

Simone, atual vice-governadora, já foi prefeita em Três Lagoas, município na divisa com São Paulo, 330 quilômetros a leste de Campo Grande. Bernal, ex-deputado estadual, governou a Capital de janeiro de 2013 a março de 2014, quando viu um fim trágico em sua gestão, ao ser cassado pela Câmara Municipal.

A pesquisa do DATAmax abrangeu Campo Grande e os outros 14 maiores colégios eleitorais de Mato Grosso do Sul, o que inclui Três Lagoas, além de Amambai, Aquidauana, Corumbá, Coxim, Dourados, Maracaju, Miranda, Naviraí, Nova Andradina, Paranaíba, Ponta Porã, Rio Brilhante e Sidrolândia. Juntos, os 15 municípios abrangem 65,56% do eleitorado estadual e o levantamento também levou em conta o peso eleitoral de cada localidade.

No interior, é em Paranaíba onde Simone chegou a seu maior percentual, 66,7% das intenções de voto. Três Lagoas, cidade da ex-prefeita, aparece logo em seguida, com 62,2% para a candidata do PMDB.

Para Bernal, considerando os municípios do interior, o maior percentual, 40%, aparece em Rio Brilhante e Sidrolândia, localidades onde Simone conseguiu iguais 40%, no primeiro, e 36,7% no segundo, perdendo para o pepista. O menor índice de Bernal, 15,6%, foi registrado em Paranaíba, onde a peemedebista obteve mais ampla liderança.

Os outros candidatos consultados, no interior, foram Ricardo Ayache (PT), com 5,9%, Antonio João (PSD), que somou 3,78%, e Gilmar da Cruz (PRB), com 1,9%. O último, vereador na Capital, desistiu da candidatura na última hora, no dia 5 de julho.

A pesquisa, feita entre os dias 2 e 8 de julho, está registrada junto a Justiça Eleitoral de Mato Grosso do Sul sob o número 00020/2014. A margem de erro é de 2,5 pontos percentuais, para mais ou menos. O grau de confiança de 95%.


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

Candidato
Diversos

Flávio Kayatt será candidato à Dep. Estadual

O Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul (TRE-MS) julgou, na terça-feira (15),  procedente o recurso do ex-prefeito de Ponta Porã, Flávio Kayatt (PSDB), e o livrou da condenação a oito anos de inelegibilidade por improbidade administrativa. O tucano é candidato a deputado estadual.

A condenação foi decidida pela juíza Liliana de Oliveira Monteiro, da 52ª Zona Eleitoral. Além dele, foram condenados à inelegibilidade por igual período o ex-secretário Hélio Peluffo Filho (Infraestrutura e Meio Ambiente), do PSDB; e Maria de Lourdes Monteiro Godoy, do PTB. Os dois foram candidatos a prefeito e vice, respectivamente.

O tribunal entendeu que as provas não sustentavam a denúncia. Além disso, as provas foram apresentadas por uma testemunha ligada ao prefeito que assumiu a administração municipal na última eleição.

A Ação de Investigação Judicial Eleitoral foi provocada pelo candidato e hoje prefeito Ludimar Novais (PPS) e pela Coligação “Ponta Porã Pode Mais 1”. Segundo a denúncia, os acusados utilizaram verba pública para o pagamento das despesas da campanha eleitoral. O pagamento da hospedagem de funcionários da empresa de publicidade que fez a campanha para os candidatos teria sido feito pela prefeitura.

A administração municipal mantém um contrato público com uma rede de hotelaria para hospedagem de autoridades que provém de outras localidades. Documentos mostram que esses recursos estariam sendo desviados para pagamento de diárias da equipe que trabalha na empresa de publicidade, a qual foi responsável pela campanha dos candidatos Hélio Pellufo e Maria de Lourdes Monteiro Godoy.

Defesa
Na época, Hélio Peluffo Filho, Maria de Lourdes Monteiro Godoy e a Coligação Juntos por Ponta Porã negaram a ocorrência dos fatos, sustentando que as campanhas se desenvolveram com toda a lisura e que não haveria provas das afirmações.

Eles argumentaram terem contratado a empresa Visual Propaganda e Marketing para promover a campanha eleitoral e que todas as despesas eram suportadas pela própria contratada.

Flávio Kayatt também argumentou não haver provas dos pagamentos das despesas de campanha pela administração pública e que as afirmações seriam meras conjecturas.


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

INDIOS
Diversos

TRF rejeita pedido dos municípios de Sete Quedas, Naviraí e Tacuru contra demarcação de aldeias indígenas

Recursos apresentados à Justiça Federal, pelos municípios de Sete Quedas, Naviraí e Tacuru, foram derrubados, nesta semana, pelo TRF3 (Tribunal Regional Federal da 3ª Região), sediado em São Paulo. O órgão recusou pedido para anular o TAC (Termo de Ajustamento de Conduta) prevendo a aceleração do processo de demarcação de terras indígenas em Mato Grosso do Sul.

O documento foi firmado entre o MPF (Ministério Público Federal) em Mato Grosso do Sul e a Funai (Fundação Nacional do Índio), em 2007, e impôs à instituição federal a retomada dos trabalhos de identificação e delimitação de terras indígenas em 26 municípios do Estado. Incluídas na lista, as três prefeituras moveram ações contra o texto, alegando que que são parte interessada.

Segundo o MPF informou, os municípios afirmavam, na ação, que as demarcações acarretariam danos aos cofres públicos, com eventual redução na arrecadação tributária e aumento de gastos com as comunidades indígenas. Representa jurídico dos índios, segundo prevê a legislação, o MPF, quando o TAC foi firmado, usou como principal argumento o fato de a Constituição Federal de 1988 prever um prazo de 5 anos para que o poder público demarcasse terras tradicionalmente indígenas. “Em razão do descumprimento desse mandamento constitucional, mesmo após duas décadas da promulgação da Carta Magna, e para evitar mais ações judiciais visando a demarcação em Mato Grosso do Sul, o MPF firmou, em novembro de 2007, o TAC com a Funai”, diz o texto divulgado à imprensa sobre a decisão do Tribunal Federal.

Na sequência, a autarquia editou portarias que criavam grupos técnicos para identificar e delimitar terras indígenas nas cidades relacionadas no TAC, além de produzir relatórios que seriam encaminhados ao Ministério Público Federal.

Responsável por um dos pareceres acatados pelo TRF, o procurador Robério Nunes dos Anjos Filho critica o argumento de que a demarcação pode afetar os cofres públicos das cidades, para ele uma postura, “dado o seu conteúdo reprovável e a proibida política dado seu conteúdo reprovável e a proibida política segregacionista”. Ele afirma, ainda que, a atitude de “discriminação negativa aos índios” é vedada pela Constituição Federal de 1988 .“O dever de prestação de serviços assistenciais aos indígenas é obrigação constitucional e legal do município, independentemente de se tratar de índios ou não, pois que todos são cidadãos brasileiros”, afirma.

O procurador critica a alegação de aumento de gastos, “dado seu conteúdo reprovável e a proibida política segregacionista, decorrente de discriminação negativa aos índios, vedada pela Constituição Federal de 1988”, concluindo que tais valores nem seriam suportados diretamente pela municipalidade, uma vez que “a União repassa verbas aos municípios para o atendimento de saúde às comunidades indígenas, por meio da Funasa (Fundação Nacional de Saúde)”.

O MPF rebateu também rebate a afirmação dos municípios de que defenderiam o interesse da coletividade. “É até difícil reconhecer no caso qualquer interesse econômico legítimo, pois não é possível conceber que se possa sustentar a legitimidade de um interesse dessa natureza quando o mesmo implica o desrespeito de uma determinação expressa da Constituição Federal, segundo a qual os procedimentos demarcatórios já deveriam ter sido concluídos desde 1993”, explica o procurador regional da República Paulo Thadeu Gomes da Silva, autor dos outros dois pareceres do MPF.

“Diante do conflito entre o direito à propriedade, caracterizado pelo interesse patrimonial e o princípio da dignidade da pessoa humana, consistente na garantia de condições mínimas à sobrevivência da comunidade indígena, evidencia-se a necessidade de prevalência deste último”, prossegue.

Diante da decisão do TRF, os municípios ainda podem recorrer a instâncias superiores, entre elas o STF (Supremo Tribunal Federal).

Cresce tensão na região de área ocupada por indígenas em Iguatemi

A falta de ação do Governo Federal em buscar uma solução concreta e definitiva para resolver o problema relacionado à demarcação de terras tem feito aumentar a tensão entre produtores rurais e indígenas na região de Iguatemi, no Cone Sul de Mato Grosso do Sul.

Os produtores da região acusam os indígenas, que em 2013 invadiram a fazenda denominada Cambará, situada no município, de descumprir acordo firmado perante o Ministério Público Federal (MPF) e a própria FUNAI (Fundação Nacional do Índio), de promoverem atos de vandalismo, de abater animais em propriedades lindeiras à área ocupada e inclusive provocar confrontos com seguranças particulares de propriedades rurais vizinhas à área invadida.

Desde que um grupo de guarani-kaiowá invadiu a Fazenda Cambará, alegando que as terras pertencem a seus ancestrais, diversos incidentes já foram registrados na região.

Por conta de um acordo, segundo a classe produtora, firmado com o MPF e a FUNAI, os indígenas deveriam permanecer acampados em uma determinada área da fazenda até que o processo demarcatório se desenrolasse.

O acordo não teria sido cumprido pelos indígenas, que teriam invadido a sede da fazenda, expulsado os moradores, causado depredações das instalações e montado acampamento na sede da propriedade.

Ainda no ano passado, indígenas supostamente do grupo invasor, teriam bloqueado uma estrada rural que corta da fazenda invadida e inclusive atacado um ônibus que realizava o transporte escolar quando o veículo, que estava carregado de alunos, passava pelo local.

Outro problema que tem feito aumentar ainda mais a tensão na região são os frequentes abates de gado de propriedades vizinhas a área invadida.

Todos os abates, atribuídos aos índios invasores, seguem os mesmos padrões, ou seja, após o abate, apenas parte da carne é levada e o restante da carcaça é deixada para trás.

Nesse final de semana uma vaca prenha prestes a parir, foi abatida na Fazenda Cachoeira, situada na divisa com a fazenda invadida no ano passado e parte da carcaça, inclusive o bezerro acabou deixada no local.

Visando coibir os furtos, os abates de animais como esse registrado nesse final de semana, que tem provocado grandes prejuízos aos produtores e até mesmo invasões de novas propriedades na região, a classe produtora de Iguatemi está investindo na contratação de empresas de segurança juridicamente legalizadas para protegerem os limites de suas propriedades.

O gasto com esse tipo de segurança especializada vem girando em torno de R$ 30 mil reais por mês para os produtores, segundo o Sindicato Rural de Iguatemi (SRI), mas mesmo assim as invasões e os prejuízos com abates de animais continuam.

Segundo o SRI, recentemente foram registrados alguns confrontos entre índios e seguranças das propriedades e o clima está se tornando cada vez mais tenso em toda a região.

A classe produtora acusa organismos internacionais e principalmente o CIMI (Conselho Indigenista Missionário) de recrutar indígenas e incentivar a invasão de propriedades rurais na região sul de Mato Grosso do Sul.

O Conselho Missionário Indigenista (CIMI) é um organismo vinculado a CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil) que, segundo o órgão, tem a incumbência de conferir um novo sentido ao trabalho da Igreja Católica junto aos povos indígenas no Brasil.


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

NOTICIAS DIVERSAS
Diversos

Procura-se um Governador

Os cidadãos e as empresas responsáveis pelo “agronegócio” no MS, procuram neste 2014 um Governador construtor de estradas de produção, possíveis de permitir a entrada e distribuição dos insumos dessa atividade, e passíveis de suportar o transito ininterrupto da principal fonte de renda estadual. Choveu! para tudo.

Em um rápido histórico podemos resumir que o MS foi um Estado mal criado e mal dirigido em seus primeiros dias de existência. O Presidente Ernesto Geisel nosso criador, instado por pressão política obrigou-se a nomear como primeiro Interventor deste novo Estado, um cidadão alheio a nossa região e às nossas aptidões.

Endeusado no cargo e cercado pelos bajuladores da nova Capital e sem nenhuma capacidade política administrativa “torrou” em poucos meses todos os milhões de dólares destinados à implantação e organização do sistema funcional.

Após sete meses, o Interventor foi sacado de suas funções, sendo nomeado o político Marcelo Miranda, um engenheiro ligado ao ex-governador Pedrossian, e que havia dirigido o DERMAT - Departamento de Estradas de Rodagem do Mato Grosso ainda Uno.

Imediatamente foram criadas administrações regionais com delegacias de Ensino, Saúde, Segurança e naturalmente de Estradas cujos usuários, os participantes do agronegócio, eram os responsáveis pela arrecadação financeira que sustentava a economia.

O órgão denominado DERSUL com suas residências regionais elaborou o Plano Rodoviário construindo estradas sobre aterros cascalhados. Com a produção fortalecida, novos empresários aqui se estabeleceram, e assim recuperou-se parte do tempo perdido.

Em novembro de 1980 o então Senador Pedrossian foi empossado como Governador e completou aquele primeiro mandato até março de 1982.

Abrindo as portas do MS para o Paraná iniciou a construção da Rodovia Guairá-Porã, asfaltada desde Mundo Novo, passando por Amambai até Ponta Porã, com o Ramal de Eldorado – Navirai – Caarapó – Dourados, consolidando as bases para o desenvolvimento.

Pedrossian, também idealizou e construiu nesse curto espaço de tempo o Centro Político e Administrativo do MS, o Parque dos Poderes.

Os governadores seguintes não priorizaram o setor Rodoviário, que hoje apresenta um quadro caótico e comprometedor da produção e da produtividade estadual, inibindo a vinda de novos investidores. Sendo que a situação foi agravada quando Zeca do PT assumiu o Governo e criou o FUNDERSUL, um Fundo Rodoviário que onera a produção de grãos, de pecuária e seus derivados, entre outros. E incoerentemente extinguiu o DERSUL.

Seu sucessor o atual governador Puccinelli além de manter esse imposto indevido e cruel, na primeira semana de seu governo simplesmente terceirizou os serviços do “finado” DERSUL. Os usuários contribuintes estão a ver navios.

Notadamente aqui no Sul do MS onde vivemos e trabalhamos, sentimos no dia a dia e a cada safra, os prejuízos da falta de estradas. Sem dispor de mapas rodoviários, sem aterros que drenem as águas das chuvas, sem identificação das rodovias ou seus destinos o sistema é caótico. Motoristas de outros Estados, transportadores de Insumos ao saírem das rodovias - tronco, e aqui no sul só existe a “Guairá-porã”, ficam totalmente perdidos. Situação que se agrava quando ao alcançar um rio ou riacho vislumbram uma grande Placa de Propaganda do Governo com os dizeres “MS FORTE” e ao lado um sinal de trânsito indicando a capacidade permitida da Ponte de apenas 15 Toneladas. Parece brincadeira, pois até as pequenas carretas que hoje transitam no Brasil transportam no mínimo 30 Toneladas.

O Anel Rodoviário natural, da cidade de Ponta Porã é um dos bons exemplos desta crônica. Partindo do antigo Posto Monza na zona norte da cidade, ao lado da região do CTG, dos Armazéns/Secadores e do Frigorífico essa Rodovia MS percorre por trinta e três quilômetros o “vale do Rio São João”, atravessando uma grande região produtora de cereais alcançando a BR . O asfaltamento dessa rota poderia retirar quase que a totalidade do trafego de caminhões das Ruas da cidade. E pasmem os senhores, essa estrada tem a nomenclatura de MS, portanto sua responsabilidade é do Governador, com a agravante de que atravessando a BR segue por Lagunita e alcança a cidade de Laguna Carapã pertencente à Comarca cuja Sede é Ponta Porã. Grande parte do ano aquela região fica incomunicável por falta de acesso rodoviário. Os produtores rurais amargam prejuízos e A Justiça não pode funcionar.

MS FRACO

Sem estradas aterradas e cascalhadas e sem Pontes que permitam o transito ininterrupto de carretas ou caminhões de grande porte, este sul do MS está perdendo competitividade no desenvolvimento da produção no agronegócio, sua única fonte de renda. Procura-se um Governador competente.

Produtor Rural em Amambai

Eleições 2014: Dirceu Lanzarini e Onevan de Matos aparecem na lista dos pedidos de impugnações de candidaturas do TRE

A Procuradoria Regional Eleitoral (PRE) de Mato Grosso do Sul ajuizou, perante o Tribunal Regional Eleitoral (TRE), 89 ações de impugnação de registro de candidaturas, dentre os 567 pedidos realizados no estado. As ações têm como objetivo impedir que pessoas que não preencham os requisitos legais concorram às eleições.

Das demandas protocoladas até terça-feira (15), 42 candidatos não comprovaram a quitação de todas as obrigações eleitorais; 24 tiveram o pedido questionado por não demonstrar afastamento do cargo público, no prazo legal, para concorrer às eleições (chamado de desincompatibilização); e um não demostrou ter idade mínima para a disputa do cargo.

As ações também questionaram a falta de filiação partidária (1), desrespeito do partido à cota mínima de 30% reservada a cada sexo (2) e suspensão de direitos políticos (1).

O deputado estadual Onevan de Matos (PSDB) é candidato à reeleição e o pedido de impugnação do registro de sua candidatura é devido à ausência de quitação eleitoral. Pelo mesmo motivo, aparece o nome do ex-prefeito de Amambai, Dirceu Lanzarini (PR), também candidato a deputado estadual. Ambos postulando representar a região do Conesul na Assembleia Legislativa.

Os candidatos que tiveram seus pedidos de candidatura impugnados têm sete dias para se defender perante a Justiça Eleitoral. Enquanto as candidaturas não forem definitivamente indeferidas pela Justiça, os candidatos seguem na disputa e podem realizar campanha eleitoral.

Confira a lista dos pedidos de impugnações de candidaturas pela PRE/MS no endereço eletrônicowww.prms.mpf.gov.br.

DESINCOMPATIBILIZAÇÃO
DIRCEU LUIZ LANZARINI DEPUTADO ESTADUAL AUSÊNCIA DE QUITAÇÃO ELEITORAL

 


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

AUMENTOS
Diversos

Senado aumenta repasse em 1% aos municípios

FOLHAPRESS 

Com o aval do governo federal, a CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) do Senado aprovou nesta quarta-feira (16) PEC (Proposta de Emenda Constitucional) que amplia em um ponto percentual o repasse de recursos para o FPM (Fundo de Participação dos Municípios).

Os prefeitos cobravam o aumento em 2% no fundo, mas o Senado reduziu o percentual depois de ter a garantia do governo de que não haverá vetos à proposta, se for aprovada em definitivo.

Pela proposta, haverá o aumento do repasse dos recursos do Imposto de Renda e do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) -recursos federais que compõem o fundo. A PEC determina que o aumento ocorra em dois anos, com 0,5% no primeiro e 0,5% no segundo ano.

Em ano eleitoral, a presidente Dilma Rousseff cedeu à pressão dos prefeitos e autorizou aliados a aprovarem o reajuste. O aumento da participação da União no FPM é uma reivindicação antiga das prefeituras. O governo sempre evitou atender o pedido por causa do impacto sobre as contas públicas.

Se não houver mudanças no texto, o reajuste vai representar o aumento de 23,5% para 24,5% no repasse total aos municípios por meio do fundo. O impacto previsto para os cofres da União é de cerca de R$ 3,8 bilhões.

A PEC precisa ser aprovada pelos plenários do Senado e da Câmara, em dois turnos de votações, para virar lei. A proposta original determinava o aumento de 2 pontos percentuais no FPM, com o repasse de uma única vez dos recursos -como defendem os municípios.

A ampliação dos repasses aos municípios virou bandeira da oposição depois que Dilma evitou travar diretamente essas discussões à época da Marcha dos Prefeitos em Brasília, em maio passado.

Líder do PT no Senado, Humberto Costa (PT-PE) apresentou emenda para fixar o reajuste em um ponto percentual com o argumento de que há um "esforço fiscal" do governo.

"Frente ao maior esforço fiscal previsto para os próximos anos, necessário para equacionar as expectativas inflacionárias e acelerar as taxas de crescimento econômico no médio e longo prazos, é necessário um ajuste mais paulatino da distribuição de recursos entre os entes federados", afirmou.

O senador Walter Pinheiro (PT-BA) considerou a aprovação da PEC um "avanço" diante da atual fragilidade fiscal dos municípios. "Vamos considerar como mais um passo, um avanço, com a garantia de não haver vetos. Outras tentativas não surtiram efeito", afirmou.


 

Governo admite aumentar tarifa de energia

FOLHAPRESS 

Caso o governo não encontre solução para ajudar as distribuidoras de energia a cobrir o rombo do setor, a Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) poderá começar a repassar parte desses custos para a tarifa dos consumidores já no próximo mês.

Essa medida é possível sem que haja um reajuste extraordinário, já que o calendário oficial da agência prevê a reavaliação de preços de 16 empresas, tais como a Celesc (SC), CEB (DF), Celpa (PA), Cemar (MA) e Cepisa (PI).

De acordo com diretor-geral da reguladora, Romeu Rufino, esta não é a solução ideal defendida pela agência, mas uma das opções possíveis.

"Mês que vem teremos um conjunto grande de empresas que passando pelo processo tarifário. Aquilo que não tiver solução via empréstimo ou qualquer outra fonte de recurso será refletido [nas tarifas]", disse.

Rufino não disse, entretanto, qual pode ser o tamanho desse aumento.

As distribuidoras de energia contam com auxílio do governo para pagar uma conta que, segundo informações do mercado, pode chegar a R$ 8 bilhões no fim do ano.
Essas companhias dizem não ter caixa suficiente para fazer frente a esses gastos e desde o início do ano estão pedindo socorro.

Até o momento o Tesouro já participou da solução com um aporte de R$ 1,2 bilhão e intermediando um financiamento bancário de R$ 11,2 bilhões. Todo esse montante já foi gasto pelas distribuidoras com o pagamento de compra de energia.



Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

VIAGENS
Diversos

Veja a agenda dos candidatos ao governo e Senado

DA REDAÇÃO 

AGENDA DOS CANDIDATOS
ELEIÇÃO PARA O GOVERNO DO ESTADO DE MS

DELCÍDIO DO AMARAL (PT)

Cumpre agenda parlamentar em 
Brasília (DF).
 

EVANDER VENDRAMINI (PP)

O progressista cumpre agenda em Corumbá, onde visitará alguns bairros do município e falará com as pessoas.

MARCO ANTÔNIO MONJE (PSTU)

Participa de formação política com o tema “Proletarização do Professor”em Corumbá.

NELSINHO TRAD (PMDB)

Cumpre agenda interna e participa de reunião com a equipe de campanha.

REINALDO AZAMBUJA (PSDB)

Cumpre agenda em Brasília durante o dia e à noite retorna a Campo Grande.

SIDNEY MELO (PSOL)

À partir das 7h, cumpre agenda profissional. Às 13h30, visita aos moradores do Bairro Universitário
e região.



AGENDA DOS CANDIDATOS
ELEIÇÃO PARA SENADOR DO ESTADO DE MS

ANTONIO JOÃO (PSD)

Reunião com lideranças do Bairro 
Moreninhas às 20h.
 

ALCIDES BERNAL (PP)

Cumpre agenda em Campo Grande.

LUCIEN REZENDE (PSOL)

À partir das 7h, cumpre agenda profissional. Às 13h30, visita aos moradores do Bairro Universitário
e região.

RICARDO AYACHE (PT)

Sem divulgação da agenda até o fechamento desta edição.

SIMONE TEBET (PMDB)

Sem divulgação da agenda até o fechamento desta edição.

VALDEMIR CASSIMIRO (PSTU)

Participa de discussão com a militância acerca do tema Educação.


 

Governador viaja também para fugir do assédio dos ‘mordedores’

DA REDAÇÃO 
foto
Foto: Valdenir Rezende/Correio do Estado
André quer distância dos candidatos 'pedintes'

Peças que faltam para a montagem do Aquário do Pantanal não são o único motivo para o governador André Puccinelli (PMDB) viajar no fim deste mês, do dia 30 de julho a 6 de agosto, para o Colorado nos Estados Unidos. Ele quer distanciamento do assédio de “mordedores” de verba para campanha,segundo reportagem na edição de hoje (16) do jornal Correio do Estado. Corre nos bastidores que a romaria de pedintes é grande e tem esgotado o chefe do Executivo que remete todos os clamores ao cabeça de chapa do partido nesta eleição, o ex-prefeito de Campo Grande, Nelsinho Trad.

Na justificativa do pedido enviado à Assembleia Legislativa no último dia antes do recesso parlamentar, o governador informou que se ausentará do Estado para manter reuniões e visitas técnicas com empresários da fábrica Reynolds Polymer Technology, localizada na cidade de Grand Junction nos EUA. A reportagem é de Adilson Trindade e Tavane Ferraresi.

 


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

NOTICIAS DA MANHÃ
Diversos

Imagem mostra Maguila internado em hospital público

BAND 
foto
Foto: Reprodução
Maguila foi internado no final de abril

Maguila, 56 anos, está internado há três meses na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo com Mal de Alzheimer.

O ex-atleta aparece deitado em um leito visivelmente abaixo do seu peso. Segundo apurou a reportagem, ele também tem dificuldades de andar.

Maguila foi internado no final de abril. Sua última aparição pública aconteceu três dias antes, no enterro do narrador da Band Luciano do Valle.

A esposa de Maguila, a advogada Irani Pinheiro proibiu a assessoria de imprensa do hospital de divulgar informações sobre o estado de saúde do ex-pugilista.

Em entrevista ao "Brasil Urgente", ela reclamou que o marido está abandonado e muito magro. "Ele se alimenta apenas por sondas".

"Está no quarto sozinho, onde faz atividades e tem acompamento de fonaudiólogo, nutricionista. Visito ele semanalmente e saio triste de lá, porque ouço ele triste falando que quer comer feijão, carne."


 

Tite é o mais citado para comandar a seleção, aponta Datafolha

GLOBOESPORTE 
foto
Foto: Divulgação
Tite é o preferido dos brasileiros para assumir a seleção brasileira

O técnico Tite é o preferido da torcida para assumir a Seleção após a saída de Luiz Felipe Scolari, segundo pesquisa realizada pelo Datafolha entre os dias 15 e 16 de julho, em 233 municípios brasileiros, com 5.377 entrevistados (a margem de erro é de 2% para mais ou para menos). O ex-treinador do Corinthians alcançou 24% da preferência em uma lista que tinha outros oito nomes: Zico, Muricy Ramalho, Vanderlei Luxemburgo, Carlos Alberto Parreira, Mano Menezes, Marcelo Oliveira e Cuca.

Zico, que teve seu último trabalho como técnico no Al Gharafa, do Catar, no começo do ano, aparece em segundo lugar, com 19%. Muricy Ramalho, treinador do São Paulo, é o terceiro, com 14%. Atrás deles estão Carlos Alberto Parreira e Vanderlei Luxemburgo (6% cada), Mano Menezes (5%), Marcelo Oliveira e Cuca (2%). Entre os entrevistados, 18% disseram que não sabiam que deveria ser o novo treinador, e 5% responderam que nenhum dos nomes sugeridos deveria ocupar o cargo.

Tite é o favorito para comandar a Seleção após saída de Felipão (Foto: Marcos Ribolli)
A pesquisa também questionou sobre a participação da Seleção na Copa do Mundo. Para 77% dos entrevistados, o desempenho do Brasil deu mais vergonha que orgulho. Outros 16% disseram que deu mais orgulho que vergonha.

O técnico Luiz Felipe Scolari teve seu trabalho avaliado pelos entrevistados: para 20% ele pode ser considerado ótimo ou bom. Mas 28% responderam regular e 49% disseram que o trabalho foi péssimo.

O Datafolha também perguntou sobre a nacionalidade do novo treinador da Seleção. Para 68%, o técnico deveria ser brasileiro, enquanto 23% dizem que ele deve ser estrangeiro. Somente 9% não souberam responder.

Duas apostas acertam a Mega-Sena e levam R$ 32,1 milhões

G1 
foto
Foto: Divulgação
Próximo sorteio terá prêmio de R$ 3 milhões

Duas apostas acertaram as seis dezenas da Mega-Sena, dividindo um prêmio de R$ 32.151.808,31. O sorteio do concurso de número 1.617 foi realizado nesta quarta-feira (16), em Osasco (SP). O próximo concurso da Mega-Sena, que acontece no sábado (19), terá prêmio estimado em R$ 3 milhões.

Veja as dezenas: 03 - 23 - 26 - 31 - 47 - 54.

As apostas ganhadoras foram feitas em Uberlândia (MG) e Santo André (SP), segundo a Caixa. A quina teve 265 acertadores, que levaram prêmio de R$ 14.162,36 cada um. Além disso, houve 13.116 ganhadores na quadra, que rendeu R$ 408,77.

Para apostar
A Caixa Econômica Federal faz os sorteios da Mega-Sena duas vezes por semana, às quartas-feiras e aos sábados. As apostas podem ser feitas até as 19h (de Brasília) do dia do sorteio, em qualquer lotérica do país. A aposta mínima custa R$ 2,50.

Estatuto garante poder de
polícia às guardas municipais

AGÊNCIA SENADO 
foto
Foto: Jefferson Rudy - Agência Senado
Conforme projeto, as guardas municipais terão poder de polícia

O Plenário do Senado aprovou nesta quarta-feira (16) projeto que cria o Estatuto Geral das Guardas Municipais. Com a aprovação do texto (PLC 39/2014 – Complementar), do deputado Arnaldo Faria de Sá (PTB-SP), a categoria passará a ter direito ao porte de arma e à estruturação em carreira única, com progressão funcional. O projeto, que tramitava em regime de urgência, será encaminhado à sanção presidencial. De acordo com o projeto, as guardas municipais terão poder de polícia com a incumbência de proteger tanto o patrimônio como a vida. Deverão utilizar uniformes e equipamentos padronizados, mas sua estrutura hierárquica não poderá ter denominação idêntica a das forças militares.

O Estatuto Geral das Guardas Municipais regulamenta dispositivo da Constituição que prevê a criação de guardas municipais para a proteção de bens, serviços e instalações. A guarda municipal deverá ainda colaborar com os órgãos de segurança pública em ações conjuntas e contribuir para a pacificação de conflitos. Mediante convênio com órgãos de trânsito estadual ou municipal, poderá fiscalizar o trânsito e expedir multas.Outra competência é encaminhar ao delegado de polícia, diante de flagrante delito, o autor da infração, preservando o local do crime. A guarda municipal poderá ainda auxiliar na segurança de grandes eventos e atuar na proteção de autoridades. Ações preventivas na segurança escolar também poderão ser exercidas por essa corporação.

O projeto prevê igualmente a possibilidade de municípios limítrofes constituírem consórcio público para utilizar, reciprocamente, os serviços da guarda municipal de maneira compartilhada. Esse consórcio poderá ficar encarregado também da capacitação dos integrantes da guarda municipal compartilhada. Todos os guardas deverão passar por esse tipo de capacitação e currículo compatível com a atividade. A senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR), relatora do projeto na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), parabenizou guardas municipais que desde cedo aguardavam a votação em Plenário. O projeto tramitou mais de dez anos no Congresso. Ela ressaltou que a aprovação do estatuto colabora para melhorar a segurança da população.

Gleisi explicou que aceitou emenda de redação do senador Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP) para definir as competências das guardas municipais e das outras forças policiais.
A aprovação também foi saudada pelo senador Antonio Carlos Valadares (PSB-SE). Para ele, o estatuto colabora para a manutenção da ordem e da segurança em várias regiões do país.
Antes de concluir a votação do projeto, o presidente do Senado, Renan Calheiros, disse que sua aprovação representa um avanço e defendeu a alocação de mais recursos para a área de segurança pública.

Durante a discussão da matéria, o senador Cristovam Buarque (PDT-DF) concordou com a retirada de requerimento de sua autoria que solicitava o exame do projeto pela Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH). Também saudaram a aprovação do projeto os senadores Mozarildo Cavalcanti (PTB-RR), Mário Couto (PSDB-PA), Cássio Cunha Lima (PSDB-PB), Humberto Costa (PT-PE), Eduardo Braga (PMDB-AM), Paulo Paim (PT-RS), Marcelo Crivella (PRB-RJ), Magno Malta (PR-ES), Sérgio Petecão (PSD-AC), Eduardo Suplicy (PT-SP), Eunício Oliveira (PMDB-CE), Romero Jucá (PMDB-RR) e as senadoras Ana Amélia (PP-RS), Lúcia Vânia (PSDB-GO) e Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM).


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

farmacia
Diversos

Farmácia passa a ser considerada estabelecimento de saúde

AGÊNCIA SENADO 

A Comissão de Assuntos Sociai

foto
Foto: Divulgação
Comissão de Assuntos Sociais reiniu-se hoje e aprovou o projeto

s (CAS) aprovou nesta quarta-feira (16) projeto que regulamenta o exercício e a fiscalização das atividades farmacêuticas. O PLS 41/1993, que tramita há mais de duas décadas no Congresso e foi aprovado pela Câmara dos Deputados no início deste mês, agora segue em regime de urgência para votação no Plenário.

Pelo texto do substitutivo aprovado na Câmara, a farmácia se torna uma “unidade de prestação de serviços para assistência à saúde e orientação sanitária individual e coletiva”, elevando-a ao patamar de estabelecimento de saúde e não apenas uma loja, o que permite a orientação mais direcionada ao público.

- Não podemos continuar tratando a farmácia como se fosse sapataria ou boutique. Não é – declarou a relatora na CAS, senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM), que é farmacêutica.

O texto aprovado manteve a exigência da presença permanente de um farmacêutico, tecnicamente habilitado e exclusivo durante todo o funcionamento do estabelecimento, diferentemente do proposto em 1993 pela então senadora Marluce Pinto, que permitia a presença de oficiais ou auxiliares de farmácia para a assistência técnica. O projeto altera a Lei 5.991/1973, de Controle Sanitário do Comércio de Drogas e Medicamentos.

Segundo o senador Cyro Miranda (PSDB-GO), a partir do projeto, a farmácia poderá se tornar um local de referência, “quase um posto de saúde”. Paulo Davim (PV-RN) ressaltou que o farmacêutico é de fundamental importância para orientar o uso correto da medicação. Ele disse que sua presença no estabelecimento poderá evitar o incentivo da indústria à venda de remédios, prática conhecida como "bonificação de medicamentos".

A senadora Ana Rita (PT-ES) disse ainda que o cidadão que não tiver como chegar a uma unidade de saúde encontrará na farmácia a orientação adequada de um profissional.

- Além disso, o profissional [farmacêutico] não deve atuar isoladamente, tem que interagir com os demais profissionais e unidades de saúde. O projeto é uma grande conquista e avanço, e vai ser um estímulo à formação de novos farmacêuticos – garantiu.

Vacinas

A proposta classifica ainda os estabelecimentos de acordo com sua natureza: as drogarias são os estabelecimentos de dispensação e comércio de drogas, medicamentos e insumos farmacêuticos e correlatos em suas embalagens originais. Já as farmácias de manipulação, além das atribuições das drogarias, terão competência privativa para o atendimento de unidades de saúde.

O texto também permite que as farmácias de qualquer natureza possam vender vacinas e medicamentos que atendam o perfil epidemiológico – as doenças mais comuns, endêmicas ou de epidemias – de sua região demográfica.

O farmacêutico será responsável pelo estabelecimento e dispensação dos produtos durante o horário de funcionamento e autorização e licenciamento nos órgãos competentes. As regras também serão aplicadas à indústria farmacêutica. Outra função que cabe ao profissional, pelo texto, é notificar aos profissionais de saúde, aos órgãos sanitários competentes e ao laboratório industrial os efeitos colaterais, as reações adversas, as intoxicações, voluntárias ou não e a farmacodependência de medicamentos, entre outros pontos.

O projeto cria ainda a figura do fiscal farmacêutico, para exercer atividades de fiscalização dos estabelecimentos. Ao fiscal é proibido exercer outras atividades profissionais de farmacêutico, bem como ser responsável técnico, proprietário ou participar da sociedade e estabelecimentos farmacêuticos.

Em relação à fiscalização, o senador Humberto Costa (PT-PE) disse ser necessário cuidado para não haver conflito com as atividades da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Os postos farmacêuticos, devidamente licenciados, terão um ano após a publicação da nova lei para se adequar as regras atualizadas. Do contrário o registro de funcionamento será cancelado automaticamente.


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

GIRO
Diversos

Condutor morre em acidente envolvendo duas carretas e um veículo de passeio

Foto: Umberto Zum/Tá na mídia Naviraí Com o impacto da colisão, o veículo ficou com a frente totalmente destruída

Osnir Antônio da Silva, 40 anos, morreu na noite de ontem (14), vítima de um acidente de trânsito na MS-141, próximo ao município de Naviraí (MS).

Duas carretas seguiam sentido Naviraí, quando o condutor de uma delas tentou fazer uma ultrapassagem e colidiu com o veículo Montana conduzido por Osnir, que transitava no sentido contrário da rodovia.

De acordo com informações do condutor da carreta, que colidiu com o veículo Montana, ele tentou voltar para a pista, porém um caminhão seguia a sua frente com velocidade reduzida.
Com o impacto da colisão, Osnir perdeu o controle da direção e colidiu na lateral da segunda carreta.

De acordo com informações de testemunhas, o condutor não usava cinto de segurança e foi arremessado para fora do veículo. O Corpo de Bombeiros foi acionado, porém Osnir morreu no local.

Homens brigam por envio de fotos íntimas para mulher casada e param trânsito

R.H.A., de 25 anos, foi agredido há pouco por mandar fotos eróticas a uma mulher casada. O fato aconteceu na Avenida Marechal Deodoro, quase esquina com a Avenida Marinha, no Bairro Coophavila 2, região sul de Campo Grande.

A briga entre o rapaz e o marido, que trabalha em um frigorífico e tem 30 anos, aconteceu na rua. O tráfego de veículos chegou a ficar prejudicado, pois alguns moradores e populares tentaram apaziguar a situação. A agressão causou um tumulto na região.

De acordo com informações do marido, há três dias o rapaz tem mandando mensagens eróticas para sua mulher, dentre elas, cantadas e fotos pornográficas dele. Com isso, a mulher contou ao marido o que estava acontecendo.

O marido chegou a falar com o rapaz, se passando pela mulher e marcou um encontro entre eles na manhã de hoje. O local fica a 10 metros da residência. Ocasião em que ele foi tirar satisfação e começaram a briga.

Uma equipe do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) que passava pelo local, chegou a parar e prestar socorro à vítima. Mesmo sendo atendida, o marido ainda agrediu o galanteador.

O marido teve de ser contido por moradores que chamaram também o 10º BPM (Batalhão da Polícia Militar). A vítima da agressão será encaminhada pela polícia ao posto de saúde da região e em seguida, para o 6º DP (Distrito da Polícia Civil), no Bairro Tijuca, região sudoeste da Capital.

 

Repórter e ex-modelo é baleada durante tentativa de assalto

R7 
foto
Foto: Divulgação/R7
Vanessa Hadi trabalha há dois meses com Otávio Mesquita

A repórter e ex-modelo Vanessa Hadi foi baleada em uma tentativa de assalto, no fim da noite de terça-feira (15), no Morumbi, bairro nobre da zona sul de São Paulo. Ela chegava em casa em um carro blindado quando foi abordada por quatro homens armados. Um policial que estava de folga passava pelo local e trocou tiros com os bandidos. O apresentador Otávio Mesquita, com quem Vanessa trabalha no SBT, disse que ela foi atingida no pé durante o tiroteio.

— Foi um tiroteio terrível e ela acabou tomando esse tiro no pé. E ela teve essa sensilidade de se abaixar na hora e mesmo assim tomou esse tiro. Ela passou por cirurgia durante a madrugada em um hospital da zona sul de São Paulo.

Vanessa chegava de carro em casa. Antes de entrar na garagem, quatro bandidos se aproximaram e começaram a atirar contra o veículo que é blindado.

Um policial de folga que passava pela rua disparou contra os assaltantes. Vanessa conseguiu sair do carro já dentro da garagem, mas foi atingida no pé. Um dos suspeitos acabou baleado perto da casa. A arma usada por ele ficou caída no asfalto. O suspeito foi levado para o hospital e morreu.

A polícia cercou o veículo cerca de 1 km da casa da repórter e houve uma nova troca de tiros. Outro suspeito foi baleado e levado para os hospital. Ele permanece internado no Hospital do Campo Limpo. Os outros dois assaltantes escaparam despois de roubar um outro carro.

Vanessa Hadi trabalha há dois meses com Otávio Mesquita. Durante a madrugada, o apresentador esteve no hospital e se disse indignado com crime.

— Eu já fui assaltado diversas vezes. Eu já tomei tiros. Felizmente meu carro era blindado, mas não é todo mundo que tem condições de ter um carro blindado. Eu fico imaginando o que a população passa.   




Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

POLITICANDO
Diversos

Procuradoria ameaça impugnar chapa do PT

A Procuradoriaq Regional Eleitoral apresentou pedidos de impugnação de candidaturas, colocando em risco todos os que disputam cargos de deputado federal e estadual que apoiam  o senador Delcídio do Amaral, como candidato do PT ao Governo do Estado.

O resumo apresentado nesta terça-feira (15) mostra que o órgão quer impedir ao menos 89 eleitores de concorrer nas próximas eleições. Dentre eles estão os candidatos ao Senado do PP, Alcides Bernal (pela perda de mandato por cassação), e do PSOL, Lucien Rezende (por ausência de quitação eleitoral).

Estão na lista também 10 partidos da chapa encabeçada pelo senador Delcídio do Amaral (PTB, PSL, PRP, PT, PR, PDT, PROS, PTC, PcdoB E PSDC), por inobservância do limite mínimo de 30% da cota de candidatos a mulheres. Caso, a Justiça defira o pedido da Procuradoria, todos os candidatos nas chapas proporcionais que apoiam o PT podem ficar fora do pleito.

Estão na lista também os segundo-suplentes do petista Ricardo Ayache, Joedi Guimarães (por ausência de desimcompatibilização), e do social-democrata Antônio João Hugo Rodrigues, Mohamad Abder Rahman Abdallah (por ausência de quitação eleitoral). Os pedidos foram protocolados na sede do TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul).
 

A Lei da Ficha Limpa foi usada pela Procuradoria para tentar barrar a candidatura de quem teve problemas com a justiça, três no total. O órgão pediu a impugnação dos candidatos a deputado estadual Luiz Carlos Bonelli (PT), ex-superintendente do Incra, candidato a deputado estadual pelo PT, por ter as contas rejeitas pelo TCU (Tribunal de Contas da União), e Danilo de Oliveira Luiz (PSB), ex-servidor da Funai, demitido por PAD (Processo Administrativo Disciplinar), e Alcides Bernal, candidato do PP ao Senado, por ter o cargo cassado pela Câmara Municipal.

Segundo a PRE, o objetivo dos pedidos é impedir que pessoas que não preencham os requisitos legais concorram às eleições. Das demandas protocoladas, 42 candidatos não comprovaram a quitação de todas as obrigações eleitorais; 24 tiveram o pedido questionado por não demonstrar afastamento do cargo público, no prazo legal, para concorrer às eleições (chamado de desincompatibilização); e um não demostrou ter idade mínima para a disputa do cargo.

Querendo voltar à Assembleia Legislativa, o ex-deputado estadual pelo PDT e ex-comandante da Polícia Militar no Estado, José Ivan de Almeida, hoje no PEN. Também foi lembrado pela PRE. O ex-pedetista teve os direitos políticos suspensos por irregularidades cometidas na promoção de oficiais da corporação.

A Justiça Eleitoral informa que os candidatos tem uma semana para apresentar a defesa, e enquanto não há uma decisão final do Tribunal, eles permanecem candidatos. A assessoria do TRE-MS informa que até o final do dia o número de pedidos de impugnação deve aumentar, já que ainda não foram computados as solicitações acerca dos eleitores que registraram pessoalmente

 


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

´FIQUE SABENDO
Diversos

Aprovada em concurso, professora é barrada por obesidade

Mariana Cristina Justulin foi aprovada em concurso público da rede estadual de ensino

Arovada em um concurso público da rede estadual de ensino, uma professora de Bariri, no interior de São Paulo, pode não assumir o cargo por ter sido considerada obesa. Professora de inglês e português, Mariana Cristina Justulin, 27 anos, já leciona para alunos da educação infantil e médio em três escolas municipais da cidade, mas foi considerada inapta pelos peritos do Departamento de Perícias Médicas do Estado (DPME) que a classificaram como obesa nível 3, com Índice de Massa Corporal (IMC) de 43.

A professora conta que se submeteu aos exames de saúde exigidos pelo edital e que todos os resultados deram normais. Foram cerca de R$ 1 mil em despesas. No momento da avaliação clínica, também exigida no processo seletivo e que foi feita em Bauru (SP), ela foi informada pelo médico que estava apta para desempenhar a função de professora da educação básica. Porém, quando o resultado foi publicado no Diário Oficial, veio a surpresa. Mariana havia sido considerada inapta pelos peritos.

Para reprová-la o DPME se baseou no IMC, reconhecido pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como a principal referência para classificação das diferentes faixas de peso. O cálculo leva em consideração o peso e a altura da pessoa. O índice considerado como “peso ideal” varia entre 18,5 e 24,9. Mariana questiona o veto já que o critério adotado não é especificado no edital que diz apenas que o candidato deve “gozar de boa saúde”.

“Eu não tenho nenhum problema de saúde. Eles não olham a capacidade intelectual da pessoa. Não preciso correr em sala de aula, não sou nenhuma atleta. Ano passado eu trabalhei como professor eventual no Estado. Então para ser eventual eu servi, mas para ser efetivada não?”, questiona.

A professora revela que se sentiu discriminada. Mariana postou um desabafo em sua página pessoal do Facebook e a mensagem foi compartilhada por centenas de pessoas. Ela recebeu inúmeras mensagens de apoio.

“A confiabilidade e seriedade de um concurso podem ser verificadas pela coerência da apresentação de critérios de exclusão em seu edital. Se o IMC é um fator desclassificatório, por que não há no edital nenhuma menção sobre isso? Caso soubesse dessa condição, não teria estudado e gastado tanto dinheiro, a fim de provar o que já sei: possuo saúde e capacidade. Deixo claro que lutarei até o fim para conquistar definitivamente esse cargo, que obtive com muito esforço e dedicação. Sou professora, tenho mérito e competência para exercer meu ofício. Em épocas de luta contra o bullying, o próprio governo, com critérios fúteis e leis obsoletas, exerce sobre cidadãos uma espécie de discriminação e coerção muito mais agressivas das praticadas pela sociedade”, desabafou na rede social.

"Método vago", classifica nutricionista

Para a nutricionista Marina Palaro Massucato, usar o IMC para avaliar a saúde de uma pessoa consiste em um método vago. “O IMC avalia se uma pessoa está obesa e isso não significa, necessariamente, que ela tenha problemas de saúde. Quem tem obesidade está mais propenso a ter problemas cardíacos e diabetes, por exemplo, mas ela não têm. Se os exames deram todos normais, podemos dizer que ela tem boa saúde”, explica. Ela também recrimina a atitude do Estado. “Foi um ato extremamente preconceituoso e poderíamos até considerar bullying. E isso curiosamente partiu do Estado, que é tão contrário ao bullying”, avalia.

Mariana recorreu da decisão com um pedido de reconsideração da perícia e aguarda ser convocada para novos exames. Caso o recurso seja negado, ela pode ainda recorrer diretamente ao secretário de Gestão Pública do Estado, Waldemir Aparício Caputo. Paralelamente ao pedido, a professora avalia ingressar na Justiça contra o Estado com uma ação por danos morais.

O que diz o DPME

Em nota, o DPME informou que no momento da contratação de efetivo é feito um prognóstico de toda a carreira pública, considerada, em média, de 30 anos. “É obrigação da administração pública zelar pelo interesse coletivo e provisionar futuros custos que caberia ao Estado arcar, como licenças médicas e afastamentos. O que não significa, entretanto, que o candidato não tenha condições de exercer sua profissão”, diz a nota.

"Ao abrir um concurso, o Estado é o mais interessado em que as pessoas preencham as vagas oferecidas; já que o processo gera custos. Todavia, que sejam preenchidas dentro do que a lei determina. A perícia médica é uma etapa posterior, na qual os norteadores não se baseiam somente na obesidade mórbida, mas sim em toda doença considerada grave”, explica o departamento.

O DPME justifica ainda que a obesidade, por si só, não é considerada um fator impeditivo para o ingresso na carreira pública. “Já a obesidade mórbida (IMC maior que 40/classificação OMS), é considerada doença grave e requer avaliação mais detalhada. Com tal classificação de doença grave, há um choque junto ao artigo 47, inciso 7 do referido Estatuto, que determina que o candidato deve ‘gozar de boa saúde’”, justifica o departamento na nota.


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

NOTICIAS DA MANHÃ
Diversos

Medicina no Paraguay é a melhor opção latino americana para estudar

 

O Paraguai está definitivamente credenciado como a melhor opção entre os países vizinhos para aqueles que desejam estudar Medicina fora do Brasil. Em relação a Argentina, tem a vantagem de ter Grade Curricular muito mais compatível com as universidades brasileiras, preços e custos mais baixos e é muito mais acolhedor. Quanto a Bolívia, além de não acontecerem no Paraguai os abusos dos órgãos policiais, discriminação, o mais importante, não tem Província nem Exame de Grado.

 

Dentro desse cenário, Pedro Juan Caballero tem atraído cada vez mais pessoas em busca de qualificação profissional nas mais diferentes áreas e muito especialmente no Curso de Medicina.

 

Alguns fatores têm sido fundamentais para esse crescimento e destaque

Em primeiro lugar, a boa qualidade de ensino das universidades locais e a Grade Curricular, geralmente voltada às exigências da demanda brasileira. Outro fator muito importante é a fronteira seca com Ponta Porã-MS, possibilitando ao aluno brasileiro viver no Brasil e estudar no Paraguai, caso assim deseje, com muita facilidade e comodidade. Além disso, recentemente vários estudantes formados no Paraguai têm conseguido vitórias importantes no acesso ao Programa Mais Médicos e revalida, o que tem incentivado ainda mais pessoas a apostarem nesse caminho. Os empresários locais já começam a investir pesado em habitação para atender essa demanda crescente de apartamentos, casa e quitinetes, inclusive já havendo oferta de alguns desses imóveis mobiliados.

 

É de fato, uma ótima oportunidade para quem acalenta o sonho de cursar medicina e por diversas razões não pode fazê-lo no Brasil. universidade conceituada e uma das melhores em infra-estrutura do interior do Paraguai “Faculdade de Medicina Sudamericana”, oferece 250 vagas para o Curso de Medicina com inicio dia 04 agosto de 2014 e as inscrições estão abertas e as aulas iniciam em 04 de agosto de 2014, Contatos e informações adicionais, com Karlos Bernardo, fones 67 8112-0097 TIM ou 67 9677-0747 VIVO – whatsapp. Além dos preços extremamente acessíveis (1º ano custa aproximadamente R$ 560,00), profissionais da área da Saúde têm um motivo adicional pra apostar nesse sonho, porque se convalida as matérias cursadas em Carreiras como Odontologia, Farmácia e Bioquímica, Biomedicina, Fisioterapia, Enfermagem e outros, pode-se reduzir em 1 ano a duração total do Curso dependendo de suas aterias cursadas, ou seja, iniciam já no 2do ano. Também há vagas para 3ro e 4to anos, para alunos transferidos da Bolívia e Argentina e de outras universidades Paraguaias, de onde tem se verificado uma procura muito grande devido as vantagens já mencionadas de estudar na Sudamericana e ainda pesa que não existe qualquer tipo de Província ou Serviço Civil Obrigatório nem Exame de Grado.

 

 

Menino de 9 anos se enforca após ficar de castigo por ter brigado com irmão

Um menino de nove anos foi encontrado morto enforcado após ir para seu quarto de castigo. Ele havia levado uma bronca após discussão com o irmão mais novo.

Aaron Dugmore foi encontrado pelo irmão mais velho, de 16 anos, morto dentro de seu quarto. Ele vivia em Birmingham, na Inglaterra.

O garoto foi levado às pressas para um hospital, mas não suportou e morreu no dia seguinte.

O caso ocorreu no dia 12 de fevereiro de 2013. Nesta segunda (14), um juiz decidiu que tratava-se de um acidente.

Na época de sua morte, a mãe de Aaron, Kelly-Marie Dugmore, de 30 anos, e o padrasto, Paul Jones, de 43 anos, afirmaram que o menino estava sendo provocado por ser branco, já que estudava em uma escola de asiáticos. Apesar disso, a polícia não encontrou nenhuma evidência de possíveis bullyngs sofridos pelo garoto.

Aaron havia dado um chute no irmão mais novo antes de ser mandado para o quarto pela mãe.

Kelly contou que quando o filha mais velho subiu para o quarto, ela pôde escutá-lo gritando: “o que você fez?”. A mulher pensou que ele tinha sujado o quarto ou quebrado o telefone, mas, ao subir as escadas, descobriu o que realmente tinha ocorrido.

A família tentou fazer com que ele voltasse a respirar enquanto aguardavam a ambulância.

Os resultados das investigações vão ser entregues à família. A ideia é ajudar na criação dos outros filhos.

Pai mantém filhas em cárcere por 12 anos e tem três filhos com cada uma em SC

Vítimas disseram em depoimento que não podia sair de casa e eram ameaçadas de morte

Um homem de 45 anos foi preso suspeito de abusar das duas filhas, atualmente com 22 e 24 anos, por 12 anos e mantê-las em cárcere privado durante esse período em Rio Negrinho, cidade de Santa Catarina. Segundo a polícia, o suspeito teve três filhos com cada uma das jovens. As crianças têm entre um e nove anos.

O pai só foi detido após uma denúncia anônima feita à polícia. A filha mais nova informou em depoimento que o pai ameaçava a todos de morte e nunca permitiu que elas saíssem de casa, inclusive para frequentar a escola. Uma delas está grávida do quarto filho.

A família vive em uma casa isolada na zona rural da cidade. A mulher do suspeito confirmou o caso e disse que também era ameaçada. Ela não será incriminada, segundo a polícia, por também ser vítima do homem.

A assistência social e o Conselho Tutelar foram acionados para ajudar no caso. O homem confirmou em depoimento que realmente abusou das filhas, mas alegou possuir um distúrbio mental. Ele foi encaminhado ao presídio da cidade.


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

CAPITAN BADO 100 ANOS
Diversos
Capitan Bado...
Diversos

Dia 25 de julho a cidade paraguaia que faz divisa com Coronel Sapucaia- CAPITAN BADO- estará completando 100 anos de glorias e progresso.Fazendo parte da programação dos fetejos, dia 26, SERÁ REALIZADO O concurso miss capitan bado 2014

A Camara Municipal é composta por 12 vereadores.A Presidente DIONICIA SUÁREZ,  ocupa este vargo pela primeira vez e afirma que o prefeito RANFIS GONZALEZ  e  Camara Municipal, não estão mdindo esforços para trazer o Presidente do Paraguay HORACIO CARTES,  para comemorar junto com os badenhos os CEM ANOS DE CAPITAN BADO

A cidade não para o seu desenvolvimento e orgulho de completar o seu CENTENARIO

Foto: Felicidades mi querida ciudad de Capitan Bado "Granero del Norte" por tus 100 años de creación. Cada vez más linda y hospitalaria. Lo mejor está por venir.


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

AMAMBAI
Diversos

Prefeitos destacam programa de cirurgias eletivas em Amambai

Programa desenvolvido por meio do Conisul vai possibilitar cirurgias especializadas em várias áreas e reduzir a fila de espera nos município

Prefeitos de seis municípios da região se reuniram na manhã de sábado, 12 de julho, em Amambai para oficializar o lançamento de um programa de cirurgias eletivas.

PREFEITO DE SETE QUEDAS CASE

O programa desenvolvido por meio do Conisul (Consórcio Intermunicipal para o Desenvolvimento da Região Cone Sul de Mato Grosso do Sul) envolve os municípios de Amambai, cidade pólo, Tacuru, Sete Quedas, Paranhos, Coronel Sapucaia e Aral Moreira e será voltado para a realização de cirurgias especializadas nas áreas de ortopedia, oftalmologia e vesícula, entre outras.

Prefeito de Aral Moreira  EDSON

Estiveram presentes no lançamento ofi

cial do programa, que já no primeiro dia teve a realização de triagem e cirurgias nesse sábado, em Amambai, além do prefeito anfitrião, Sérgio Diozébio Barbosa (PMDB), que também é o secretário-executivo do Conisul, o prefeito de Tacuru, Paulo Pedro Rodrigues, o “Pedrinho” (DEM), o prefeito de Sete Quedas, José Gomes Goulart, o “Casé” (PMDB), a prefeita de Coronel Sapucaia, Nicéia Alves de Souza (PR) que estava acompanhada de sua vice-prefeita, Sandra Barbosa (PT) e o prefeito de Aral Moreira, Edson de David (PTB).

Prefeito de Amambai SERGIO BARBOSA

O ato também contou com a presença do vice-prefeito de Amambai, o médico ortopedista, Dr. Edinaldo Luiz Bandeira (PTdoB), de vereadores do município, entre eles o presidente da Câmara Municipal local, Roberto Dias (PSDB) e o vice-presidente da Casa de Leis, vereador Jaime Bambil (PTB) e de secretários de saúde dos municípios envolvidos.

O prefeito de Paranhos, Júlio César de Souza (PDT), não pode se fazer presente.

Durante o uso da palavra os prefeitos foram categóricos em afirmar que o chamado “Consórcio da Saúde” é uma das principais conquistas de suas administrações, tendo em vista que irá possibilitar o atendimento à dezenas de pessoas que aguardam há meses na fila pela liberação de uma vaga para realizar sua cirurgia pela central de vagas do Estado.

Prefeita NILCEIA DE CORONEL SAPUCAIA

Para o vice-prefeito de Amambai, Dr. Luiz Bandeira, que só nesse sábado, 12 de julho, com apoio de sua equipe realizou treze cirurgias na área de ortopedia, o programa, ainda embrionário, tem tudo para dar certo.

O ato de lançamento também contou com a presença do cirurgião geral, Dr. Jeferson Baggio, que destacou o “Consórcio de Saúde” como o caminho para interiorizar os atendimentos especializados e desafogar grandes centros como Campo Grande e Dourados, por exemplo.

Dr. Baggio, que já trabalhou em Amambai na década de 90 tem um bom relacionamento com a população local, estava acompanhado de sua médica assistente, Dra. Ariane Dembogurski.

A saúde dentro do Conisul

Os seis municípios acima citado formam um bloco de integrantes do Conisul no que diz respeito a saúde e tem como pólo o município de Amambai.

O outro bloco, formado por Juti, Navirai, Itaquiraí, Eldorado, Mundo Novo, Japorã e Iguatemi, tem como pólo o município de Naviraí.


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)


Página selecionada de 1219 páginas.
 Calendario de Eventos
Outubro 2014
  1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30 31  

Eventos

 Hora Certa

 Amigos do Site!




RondPoint Web Services Web site powered by MEGAWEB