Menu
 Inicio
 Registro
 Administrador
 Menu
 Torpedos
 Downloads
 Enquete
 Galeria de Fotos
 Seus Links
 Recomende-nos
 Internet_TV
 Artigos
 Internet_Radio3
 Publicações
 Conteudos
 Album
 Estatística
 Fale Conosco

· Procurar

 Radio On
Ouça Agora:
Nenhuma opção foi escolhida



<a href=''>Play Nenhuma opção foi escolhida</a>

Abrir em janela pop-up

 Previsão

 Visitas
Até o momento, recebemos
12557414
vizualizações de páginas (page views) desde July 2007

 Apoios:


GAECO
Diversos

Puccinelli chega rindo, depõe por três horas e sai em silêncio do Gaeco

Ex-governador foi falar de suposto esquema para cassar prefeito da Capital

O ex-governador André Puccinelli (PMDB) depôs por cerca de três horas ao Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) nesta sexta-feira (11). Chegou fazendo piada sobre ‘cafezinho’ e ‘cappuccino’, mas saiu em silêncio em relação teor do depoimento às investigações de suposto esquema para corromper vereadores em troca da cassação do prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP).

Segundo Puccinelli, houve orientação do Gaeco para não dar detalhes do que foi dito no depoimento visando preservar a investigação. Acusado por Bernal de ser o mentor e principal articulador de um golpe político para cassá-lo, o ex-governador reafirmou não ter participado de esquema neste sentido.

“Tem que perguntar para quem comprou ou para quem foi comprado”, disse Puccinelli quando perguntado se houve pagamento de propina a vereadores. Na chegada ao Gaeco, por volta das 9h, ele disse que só toma “cappuccino”, uma piada em relação ao termo ‘cafezinho’, suposto código de pagamento de propina identificado pela polícia em interceptações telefônicas.

Puccinelli garantiu que foi chamado ao Gaeco como testemunha. Inclusive disse ter pedido documento assinado por promotores atestando tal condição.

Ao falar que não articulou a saída de Bernal ou a consequente ascensão de Gilmar Olarte (PP) à Prefeitura, criticou o vice-prefeito – na chegada, havia feito o mesmo em relação ao prefeito. “Esperávamos que ele fosse melhor, mas acabou sendo pior”, disse o peemedebista.

Produtor rural executado estaria envolvido em morte de empresário na fronteira

Ele também era investigado pelo atentado a um policial

O produtor rural Lucio Villagra Gadea, de 35 anos, era investigado pela execução de um empresário e também por envolvimento ao ataque a um policial em Pedro Juan Caballero, cidade paraguaia que faz divisa com Ponta Porã, a 313 quilômetros de Campo Grande. O homem, segundo sites locais, ainda seria o responsável pela venda de drogas na fronteira.

Lucio Villagra e seu secretário, Milciadez Sanguina Santa Cruz de 24 anos, foram assassinatos a tiros de pistola 9 mm no início da tarde desta segunda-feira (12) depois de pararem para conversar com dois homens em uma motocicleta. Cruz chegou a ser socorrido, mas morreu ao dar entrada no Hospital Regional da cidade e os suspeitos fugiram.

De acordo com o site Porã News, o produtor rural estaria envolvido com o tráfico de drogas na fronteira. Ele ainda seria um dos principais suspeitos pela morte do empresário Júlio Cesar Riquelme Gomes, de 30 anos, executado a tiros na quarta-feira (7) enquanto trabalhava em seu lava-jato.

O homem ainda era investigado como mandante do atentado ao agente da Polícia Nacional Samuel Riquelme Escobar, vulgo Pira Pyta, de 39 anos. O crime aconteceu na sexta-feira (9), quando o policial estava em seu carro, um Gol vermelho, quando percebeu a ação dos pistoleiros e reagiu.

Um dos bandidos e dois alunos que saíam de uma escola no momento do crime também foram atingidos pelos tiros. O caso ainda é investigado pela polícia paraguaia.

 


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

BRASIL
Diversos

Recorde e prata: critério de desempate
tira o ouro de Rodrigo Parreira no salto

Com 2cm a mais na segunda melhor tentativa, australiano sobe ao lugar mais alto do pódio no salto em distância T36. Brasileiro já tinha conquistado o bronze nos 100m

Faltou pouco. Muito pouco para Rodrigo Parreira subir ao lugar mais alto do pódio nesta segunda-feira. Bronze surpreendente nos 100m rasos T36, para atletas com paralisia cerebral, o brasileiro chegou para o salto em distância com a melhor marca do ano, conseguiu melhorar, mas não foi suficiente. Ao pular 5.62m, ele quebrou o recorde paralímpico, mas viu Brayden Davidson ficar com o ouro nos Jogos do Rio. O australiano atingiu a mesma marca e levou a melhor no critério de desempate, o segundo salto: 5.57m contra 5.55m. O bronze ficou com o ucraniano Roman Pavlyk.

- Foi uma prova bem difícil, bastante acirrada até o final. Vim aqui para fazer o meu melhor. Bati o recorde paralímpico e estou feliz demais com a prata. É minha melhor marca do ano. A torcida sempre apoiou, esteve junto, valente. Isso me fez melhorar ainda mais minha marca. Estou bastante emocionado. O ouro não saiu, mas vai sair em Tóquio. Vou trabalhar bastante. Todo mundo quer o ouro, mas com a prata e o bronze estou muito feliz - disse o medalhista.   

Rodrigo nasceu no interior de Goiás e foi diagnosticado com paralisia cerebral. Naquela época, os médicos davam poucos dias de vida. Mas a família dele não desistiu e mudou-se para Uberlândia, em Minas, em busca de tratamento. Ele fez reabilitação motora e se tratou com uma fonoaudióloga desde os três anos de idade.

No esporte paralímpico há três anos, Rodrigo é radical, gosta de participar de rali de motos e tem Ayrton Senna como inspiração. Aos 22 anos, completados na última sexta-feira, não consegue imaginar o que seria do seu destino sem o atletismo.

Rodrigo Parreira da Silva prata T36 salto em distância rio 2016 paralimpíada (Foto: Reuters)Descrição da imagem: Rodrigo exibe medalha no pódio ao lado de australiano e ucraniano (Foto: Reuters)

- Não sei o que seria da minha vida. Acho que estaria ajudando meu pai, que é caminhoneiro.

Ainda bem que Rodrigo encontrou o esporte. A prata e o bronze no Rio são só o início de uma carreira de quem já ostenta um terceiro lugar nos 100m dos Jogos Parapan-Americanos e o recorde mundial no salto em distância. 

Fianl do salto em distância masculino T36 da Paralimpíada: prata para Rodrigo Parreira (Foto: Cleber Mendes/MPIX/CPB)Descrição da imagem: Rodrigo aterrissa na caixa de areia após salto no Estádio Olímpico (Cleber Mendes/MPIX/CPB)

 

Brasileiro quebra recorde mundial e ganha ouro na final dos 100 metros rasos

O atleta ainda não decidiu se vai participar da tradicional prova de revezamento por equipes do atletismo.


O brasileiro Petrúcio Ferreira dos Santos, 19 anos, ganhou no domingo (11) medalha de ouro nos 100 metros rasos, categoria T47 do atletismo, nas Paralimpíadas Rio 2016. Petrúcio também quebrou recorde mundial da prova, com tempo de 10s57. Na mesma prova, o brasileiro Yohansson Nascimento chegou na terceira posição e ganhou o bronze.

Após a prova, em entrevista à TV Brasil, Petrúcio agradeceu o incentivo da torcida brasileira para conquistar o ouro. "Eu diria que estar participando em casa, com toda essa torcida aqui nos apoiando, eu diria que essa foi a forcinha a mais que a gente estava precisando. Esse apoio, esse incentivo, esse empurrão do pessoal de casa", comemorou o paraibano.

Yohansson disse que lutou para chegar em segundo lugar e garantir a dobradinha brasileira no pódio, mas sai da competição de cabeça erguida com o bronze. "Eu dei o meu melhor e o mais importante é estar entre os três melhores da competição ao longo desses 11 anos de carreira", disse.

O atleta ainda não decidiu se vai participar da tradicional prova de revezamento por equipes do atletismo. "Fico feliz em saber que a nossa equipe brasileira é uma das mais fortes de todos os tempos do revezamento. Os 400 metros ainda tenho que ver se eu vou correr, porque eu me preparei exclusivamente para correr nesses 100 metros", destacou.

O Brasil soma agora 21 medalhas nos Jogos Paraolímpicos de 2016 (seis ouros, nove pratas e seis bronzes) e segue na quinta posição do quadro de medalhas.


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

FIQUE SABENDO
Diversos

Conheça o angolano com a maior boca do mundo

Divulgação

Francisco Domingo Joaquim, um angolano de 26 anos, detém desde 2010 o título de “maior boca do mundo”, com 17 centímetros de largura, segundo informações do Guinness World Records.

Conhecido como Chiquinho, o angolano se tornou sensação na internet quando há alguns anos postou vídeos de suas habilidades no YouTube. Por essa razão, em 2010 os olheiros do Guiness decidiram localizar o rapaz.

Para provar de que não havia nada de falso sobre sua reputação, Francisco participou de uma competição italiana conhecida como “Big Mouth”, em que os concorrentes tinham de colocar uma série de coisas estranhas na boca, incluindo CDs, copos de café e garrafas. O rapaz venceu com facilidade o concurso graças à impressionante elasticidade de sua boca.

Um dos fatos mais surpreendente sobre suas habilidades é que, mesmo colocando diversos objetos na boca, ele possui dentes perfeitamente saudáveis e nunca visitou um dentista.

SAÚDE| 8 piores alimentos que ingerimos com frequência em nossa dieta



Uma lista divulgada pelo Mother Nature Network revelou quais alimentos podem – e devem – ser excluídos de nossa alimentação para que tenhamos uma vida mais saudável. Confira!

1 – Margarina



A margarina, indispensável no café da manhã de muitos, possui gorduras trans, perigosas para o organismo humano. Além de reduzir os nossos índices de HDL – colesterol saudável -, aumenta o LDL – colesterol ruim. Atualmente, há algumas margarinas com teor reduzido de gordura trans, basta saber escolher a melhor marca.

O ideal seria excluir o alimento de seu cardápio, principalmente quando ela é usada para culinária. É possível substituí-la por manteiga ou azeite de oliva.

2 – Alimentos enlatados



O grande problema dos alimentos enlatados está na embalagem. O Bisfenol-A, produto sintético usado na produção do revestimento plástico interno das latas, pode causar problemas hormonais, infertilidade, aumentar chances de câncer de mama, obesidade, diabetes e alteração comportamental em crianças. O consumo de uma lata diária durante cinco dias poderia ser suficiente para acumular Bisfenol-A no organismo.

Outra embalagem perigosa é a de isopor. De acordo com cientistas, o estireno, produto químico usado em copos de isopor e outros recipientes descartáveis para alimentos, pode causar câncer.

3 – Cereais matinais

O açúcar presente nos cereais matinais constitui 56% do peso do produto. Ou seja, 100 gramas do produto equivalem a 56 gramas de açúcar em sua forma pura. Os riscos do excesso de açúcar já sabemos, principalmente levando em conta que o aparecimento de diabetes em crianças tem crescido em taxas alarmantes pelo mundo.

4 – Soja



Nos Estados Unidos, 93% de toda a soja produzida é geneticamente modificada, ou seja, transgênica. O Brasil é responsável por 23% dos alimentos transgênicos consumidos no mundo. Dos 170 milhões de hectares destinados ao cultivo desses alimentos, 40,3 milhões estão no Brasil. Alguns grupos defendem uma produção livre de transgênicos por existir temor de não serem seguros para a saúde.

Se você quiser evitá-los, certamente não será uma tarefa fácil, visto que está presente em uma infinidade de produtos industriais do nosso cotidiano. Apesar de alguns estudos demonstrarem que os alimentos geneticamente modificados são seguros, existe um temor generalizado entre as pessoas sobre a veracidade destas informações e grande desconfiança. Outro estudo controverso já associou alimentos transgênicos com o aparecimento de tumores, em ratos, mas ele foi considerado inválido pela comunidade científica.

5 – Tubarão, cavala e peixe-espada

O metilmercúrio pode ser encontrado em uma gama variada de peixes, podendo causar danos irreversíveis ao sistema nervoso humano. As maiores concentrações do produto estão presentes na cavala, no peixe-espada e nos tubarões. O risco é ainda maios para grávidas, crianças e mulheres amamentando.

Recentemente, cientistas descobriram que tomar uma bebida gaseificada e açucarada por dia já é suficiente para aumentar as chances de morrer por doença cardiovascular em quase um terço. E para aqueles que consomem um quarto de suas calorias diárias de açúcar, o risco desse tipo de morte é dobrado.

Entre 2005 e 2010, a adição de açúcar foi responsável por pelo menos 10% das calorias consumidas em mais de 70% da população dos EUA. Os dados foram comparados com a mortalidade por doença cardíaca durante um período de 14,6 anos, durante os quais 831 mortes por doenças cardiovasculares foram registradas no grupo de estudo, o que é um número significativo para a população.

Para se ter uma ideia, uma lata com 360 ml de refrigerante pode conter até oito colheres de chá de açúcar. Os pesquisadores dizem que o risco extra ocorre porque o excesso de açúcar pode elevar a pressão e criar efeitos adversos sobre o sangue, gerando inflamações.

Além disso, um outro estudo europeu, junto com um estudo americano, descobriu que o consumo de 350 ml, aumenta em 18% a chance de desenvolver diabetes tipo 2 e em 25% caso o consumo seja frequente.

Os refrigerantes sem açúcar não estão isentos de perigo, já que boa parte é produzida com o controverso adoçante aspartame, por ser mais barato em escala industrial.

7 – Cuidado ao comer maçãs!



Calma, maçãs continuam sendo saudáveis, o problema está em seu cultivo. Muitas dessas frutas são regadas por pesticidas em alta concentração que ficam impregnados em sua casca. A solução é optar por alimentos orgânicos, livres de agrotóxicos. Um estudo realizado nos Estados Unidos revelou que 80% das maçãs do país possuem altos níveis de pesticidas prejudiciais à saúde.

8 – Carne processada


POLICIA
Diversos

Adolescente de 12 anos é estuprado depois de sair de aula de música em igreja

Suspeito seria conhecido da família

 

Um adolescente, de 12 anos relatou para os pais que na última semana teria sido vítima de estupro por um conhecido da família, na cidade de Três Lagoas localizada a 339 quilômetros de Campo Grande.

Segundo informações do site Minuto MS, o adolescente estava em uma aula de música evangélica em uma igreja, quando ao final foi para casa na companhia de um amigo. Durante o trajeto, a vítima teria sido convidada por um amigo da família a ir até a sua residência.

Ao chegar ao imóvel, o adolescente foi puxado pelos braços pelo suspeito que afirmou “Vou fazer uma coisa que você vai gostar”. O menino ainda disse que o suspeito fez sexo oral nele e disse que não era para contar pra ninguém.

O menino contou a história para o irmão, que contou aos pais. A mãe levou o filho para fazer exame de corpo de delito e foi até a delegacia de polícia civil para registrar um boletim de ocorrência. O caso está em segredo de justiça.

Piloto sofre acidente de moto a caminho da Capital e morre na Santa Casa

Na BR-060

Rodinei Cavaleiro, de 31 anos, morreu na madrugada desta segunda-feira (12), vítima de acidente de trânsito. Ele conduzia uma motocicleta na BR-060, trecho entre Sidrolândia e Campo Grande, quando colidiu em outro veículo.

O boletim de ocorrência foi registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Centro pelo irmão de Rodinei. Ele contou que a vítima sofreu o acidente durante a madrugada, na frente da Fazenda Aracoara, enquanto seguia para a Capital. Rodinei pilotava uma Yamaha Factor quando bateu em outro veículo.

O irmão não soube dar mais detalhes sobre o acidente ou se houve outra vítima. Rodinei foi socorrido e encaminhado para a Santa Casa de Campo Grande, onde faleceu por volta das 5 horas. O caso foi registrado como homicídio culposo na direção de veículo automotor.

Família que voltava de casamento sofre acidente e motorista morre no hospital

Duas crianças estavam no veículo

Na noite deste domingo (11), o condutor de um GM Corsa, com placas de Três Lagoas, morreu vítima de um acidente de trânsito ocorrido na rodovia MS-276, entre as cidades de Batayporã e Anaurilândia. Ele voltava de um casamento com a família quando capotou o veículo.

Conforme primeiras informações, o veículo seguia de Batayporã para Anaurilândia, quando nas proximidades do quilômetro 43, o motorista perdeu o controle da direção do carro. Com isso, o veículo saiu da pista e capotou.

No carro estavam o motorista e mais quatro pessoas, sendo duas crianças e um adolescente, que não sofreram ferimentos graves. Conforme o site Iviagora, o motorista teve ferimentos graves, foi socorrido e levado por uma ambulância até Anaurilândia, mas morreu no hospital.

Os ocupantes do veículo são de Três Lagoas e estariam voltando de um casamento em Ivinhema. O caso foi registrado por equipes policiais.

16 10h45

Motorista é preso depois de abandonar carro com droga

Veículo carregado com maconha foi apreendido pelo DOF - Foto: Divulgação

Wellington Arce Acosta, 28, morador em Bela Vista e Fabiano Rezende de Abreu, 31, morador na cidade de Camapuã, foram presos por uma das equipes operacionais do DOF (Departamento de Operações de Fronteira), transportando mais de meia tonelada de maconha.

O fato ocorreu na madrugada de sábado(10) na estrada transpantaneira na região de Bonito, durante abordagem a um veículo VW Gol de cor preta com placas de Uberlândia (MG), que tinha Wellington como motorista e Fabiano como passageiro.

Como as justificativas para estarem naquele horário e naquele local estavam desencontradas, a equipe realizou uma varredura no raio de 2km do local da abordagem, localizando o Fiat Strada de cor vermelha com placas de Dourados abandonado em meio a vegetação do local.

Em vistoria ao veículo foram localizados na carroceria 500 tabletes de maconha que totalizou 575 quilos da droga.

Segundo a polícia, Fabiano confessou que conduzia o veículo com a droga e que Wellington fazia o serviço de batedor da carga e ao avistar a equipe policial, abandonou o Fiat Strada com a maconha e seguiu com o VW Gol que estava batendo a droga.

Em vistoria complementar, foi constatado que o utilitário estava com placas frias e que teria sido roubado na cidade de Campo Grande.

O caso foi registrado como tráfico de drogas na delegacia de Bonito.


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

DA HORA
Diversos

TSE mantém condenação de prefeito e vice por compra de votos em MS

Ambos foram eleitos em 2012

O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) decidiu manter a condenação aplicada aos candidatos Márcia Regina Norbutas e Adailton de Oliveira pela compra de votos nas eleições de 2012 em Tacuru, distante 416 quilômetros de Campo Grande. Por maioria, os ministros seguiram entendimento da Procuradoria Geral Eleitoral e negaram o recurso interposto pelos candidatos contra decisão que manteve a aplicação de multa contra eles pelo oferecimento de combustível em troca de votos.

De acordo com a denúncia feita pela Coligação Unidos do Tacuru à Justiça Eleitoral, os candidatos à prefeitura do município teriam distribuído combustível para potenciais eleitores que participassem de uma carreata durante campanha eleitoral de 2012. Para o relator do Recurso TSE, ministro Luiz Fux, a distribuição ocorreu de forma indiscriminada, e não apenas para os participantes da carreata, sendo possível a aplicação do artigo 41-A da Lei 9.504/97, que trata da compra de votos.

Segundo ele, a jurisprudência é pacífica ao não caracterizar como compra de votos a doação de combustível especificamente para fins de participação em carreata. No entanto, no caso específico, não havia controle de distribuição, sendo que a carreata serviu como desculpa para que a vantagem fosse distribuída de forma generalizada, o que pode levar à configuração de captação ilícita de votos em troca de vantagens.

No mesmo sentido, em parecer enviado à Justiça Eleitoral, o Ministério Público Eleitoral sustentou que a “disponibilização da benesse não se limitava ao ato político”. Embora mantida a multa aplicada contra os candidatos por compra de votos, o TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral do Mato Grosso do Sul) afastou a condenação de primeiro grau que cassava a candidatura dos réus, visto que eles acabaram não sendo eleitos nas eleições de 2012.

A decisão do TSE mantendo a decisão do TRE-MS foi tomada por maioria de votos, ficando vencido apenas o presidente da Corte, ministro Gilmar Mendes.

Bate-boca entre prefeito e servidor público vira caso de polícia em MS

Servidor queria mudar local de trabalho

A disputa política das eleições deste ano culminou em bate-boca, possível puxão de braço e na ida do prefeito João Cordeiro (PMDB) e do servidor Orcidney Fejes, ambos de Rochedo, distante 81 quilômetros de Campo Grande, à delegacia da cidade nesta segunda-feira (12).

Orcidney, que é servidor concursado do sistema de abastecimento de água da cidade, com pouco mais de 5 mil habitantes segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) decidiu ir à prefeitura nesta segunda de manhã pedir a João para mudar seu local de trabalho. Ao encontrá-lo pelos corredores, fez o pedido.

De acordo com o servidor, ele foi chamado de “vagabundo” e “pau mandado” pelo prefeito, que o acusou de não querer trabalhar. “O prefeito estava com raiva porque eu tentei sair candidato e me afastei do serviço para isso, mas não deu certo (a candidatura foi impugnada) e tentei voltar ao trabalho”.

Ney da Água, como é conhecido, diz que o prefeito o acusou de ser aliado a um dos candidatos concorrentes e afirmou que ele não queria trabalhar, por isso teria se licenciado. “Ele me puxou pelo braço e apertou, puxou minha camisa. Um assessor que estava com ele impediu o prefeito de me agredir, porque ele ia me dar um soco”, afirmou.

O servidor foi à delegacia registrar um boletim de ocorrência. O prefeito também teria ido a delegacia, segundo a assessoria, que negou qualquer tipo de agressão dentro da prefeitura.

“O prefeito confirma que eles discutiram, mas o Ney é um servidor problemático. Que falta muito ao trabalho, já riscou a folha de registro de ponto com xingamentos ao diretor do órgão, e há um processo administrativo contra ele. Como é concursado, a prefeitura não pode simplesmente demiti-lo, tem que instaurar um procedimento. Houve troca de ofensas, mas não houve agressão”, relata a assessora do prefeito. 

Servidores de MS acampam em Brasília para protesto de três dias

Manifestação começa nesta segunda-feira

Foto - Sinsap-MS

Mais de 60 agentes penitenciários e policiais civis de Mato Grosso do Sul participarão do acampamento nacional realizado a partir desta segunda-feira (12), em Brasília (DF), distante 1.051 quilômetros de Campo Grande. A manifestação seguirá até a próxima quarta-feira (14).

O presidente do Sinsap-MS (Sindicato dos Servidores da Administração Penitenciária), André Santiago, explica que o objetivo é protestar contra projetos de leis como,  PEC (Proposta de Emenda à Constituição) nº 241/2016 e a PLP (Projeto de Lei e outra Proposições)  nº 257/2016, que atingem servidores públicos e programas sociais.

Além de protestarem contra os projetos, os servidores pretendem pressionar o governo para que sejam apresentadas propostas que não prejudiquem o funcionalismo público e a sociedade.

"Estamos unificando servidores de todo o país contra projetos que afetam o serviço público, principalmente, projetos não discutidos de maneira correta, sem plebiscito, impositivos e sem apresentar solução para a dívida pública. É uma manifestação apartidária em prol da garantia dos direitos conquistados e que nesses projetos não foram considerados.", explica.

Aos menos 33 agentes penitenciários e 30 policiais civis do Estado participarão da manifestação. Servidores públicos de outras categorias também devem se juntar ao grupo. Ontem  30 trabalhadores embarcaram para Brasília. Nesta tarde, outro ônibus segue rumo ao acampamento. 

Os servidores que seguem viagem nesta tarde, devem se reunir na frente da sede do Sinpol-MS(Sindicato dos Policiais Civis de Mato Grosso do Sul), às 12 horas. O sindicato fica na  Rua Teodoro de Carvalho, nº 225, no Bairro José Abrão.

PEC 241/2016 - Altera o Ato das Disposições Constitucionais Transitórias, para instituir o Novo Regime Fiscal.

PL nº 257/2016 - Faz parte do pacote de ajuste fiscal iniciado pelo Governo Federal. As medidas buscam manter o pagamento de juros e amortizações da dívida ao sistema financeiro e aumentar a arrecadação da União, no entanto, atingem servidores públicos e programas sociais.


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

FRONTEIRA
Diversos

Fronteira tensa: candidato acusa adversários de disparar tiros durante comício

Disputa pela prefeitura é polarizada entre PR e PMDB

O clima na fronteira é tenso, e um comício no município de Coronel Sapucaia, distante 395 km da Capital, teve tiros relatados por um candidato a vereador  do PROS, depois que ele passou pelo comício organizado pela coligação adversária, encabeçada pelo PR.

Segundo o Boletim de Ocorrência registrado por Patrik Pereira, candidato a vereador pelo PROS, tiros foram disparados para o alto por dois homens em uma motocicleta, logo que ele passou pelo comício do candidato do Partido da República, Cleversom Bertelli. A dupla fugiu após os disparos.

O presidente municipal do PROS, Laurindo Pereira, denunciou a tentativa de intimidação em seu perfil no Facebook. "inclusive usando se de jagunços armados para atirarem para o alto em direção de pessoas que assistiam o referido ato público" (sic), relatou. Ele também acusou o apresentador do comício de incitar a violência.

Já o presidente do PR em Coronel Sapucaia, vereador Carlos Magno Fernandes, nega as acusações, que ele classifica de ‘maldosa, falsa e eleitoreira’.  “Estamos fazendo uma campanha tranquila e limpa. Jamais teve esse negócio de tiro, nosso povo é do bom”, contou.

Presidente do PR em Coronel Sapucaia diz que campanha é tranquilia e limpaPresidente do PR em Coronel Sapucaia diz que campanha é tranquilia e limpa

Segundo o republicano, na noite de sábado (10), quando faziam seu comício, integrantes da coligação adversária fizeram um ato próximo ao local, onde teriam soltado cerca de 100 fogos de artifício, para atrapalhar o ato do PR.

Fernandes pontua que tiros em Coronel Sapucaia são comuns, e como o comício era feito próximo à fronteira os adversários podem ter se confundido com os disparos de arma de fogo.

A disputa pela Prefeitura de Coronel Sapucaia está entre Bertelli, pelo PR, e o peemedebista Rudi Paetzold. 


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

CAFE DA MANHÃ
Diversos

NADA MUDOU

Passados nove meses, estragos das chuvas permanecem nas rodovias do sul de MS

Três importantes estradas da região sul continuam com erosões

 

Nove meses passaram e os estragos causados pelas chuvas em rodovias estaduais permanecem. O Correio do Estado percorreu parte da região sul do Estado que foi vítima de danos decorrentes das fortes chuvas no final do ano passado. Estranho foi verificar que pouca coisa mudou. 

A MS-180, que a liga as cidades de Iguatemi e Juti, por exemplo, não teve nenhuma intervenção aparente e erosão engole praticamente as duas pistas junto ao Km 75. Também em estado precário estão as rodovias MS-156, entre Caarapó e Amambai e a  MS-295, em trecho entre Paranhos e Iguatemi. 

Viajar pelos 95 km da MS-180 coloca a vida de quem transita por lá em risco. A obra foi aprovado em maio de 2010, com valor de US$ 375 milhões, sendo US$ 75 milhões de contrapartida do governo estadual. O problema mais grave desta rodovia está no quilômetro 75. 

(*) A reportagem, de Gildo Tavares, está na edição de hoje do jornal Correio do Estado.

Resultado de imagem para CHARGE DE TARTARUGA

OPERAÇÃO TAPA BURACOS CORONEL SAPUCAIA-AMAMBAI


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

CUNHA
Diversos

CONTAS NO EXTERIOR

Câmara deve decidir hoje futuro 
político de Eduardo Cunha

Relator do processo contra o deputado afastado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), quando o caso começou a tramitar no Conselho de Ética, o deputado Marcos Rogério (DEM-RO) será o primeiro a falar na sessão que definirá o futuro político do peemedebista, marcada para às 19h de hoje. De acordo com a Secretaria-Geral da Câmara, Rogério terá 25 minutos para apresentar os argumentos favoráveis à cassação do mandato de Cunha.

Depois de quase oito meses em que a representação esteve nas mãos do colegiado, Marcos Rogério formulou o parecer que resultou na continuidade do processo por um placar de 11 votos a nove, em junho. No texto, o parlamentar afirma que Cunha é o dono de pelo menos quatro contas na Suíça - Köpek; Triumph SP, Orion SP e Netherton - e classificou as contas como “verdadeiros laranjas de luxo”.

Os advogados de Cunha terão o mesmo tempo - 25 minutos – para rebater os argumentos de Rogério. O próprio Eduardo Cunha já confirmou que estará pessoalmente na sessão e também poderá se manifestar, reforçando, em 25 minutos, sua defesa.

Com a conclusão desta fase inicial, os deputados que forem se inscrevendo poderão falar por cinco minutos cada. Mas esta etapa da sessão pode ser interrompida a partir da fala do quarto parlamentar, se houver um acordo e a maioria em plenário decidir pelo fim da discussão.

A votação é nominal e o posicionamento de cada deputado será anunciado abertamente pelo painel eletrônico. São necessários 257 votos – equivalentes à maioria simples dos 513 deputados – para que Cunha perca o mandato como parlamentar.

Eduardo Cunha, que foi notificado sobre a sessão na última quinta-feira (8) pelo Diário Oficial da União, deve contar com o apoio de aliados que podem apresentar questões de ordem. O peemedebista quer que, a exemplo do que ocorreu no impeachment de Dilma Rousseff no Senado, a votação seja fatiada, ou seja, que os parlamentares decidam separadamente sobre a perda do cargo e sobre a perda dos direitos políticos.


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

ELEIÇÕES EM AMAMBAI
Diversos

Resultado de imagem para DR BANDEIRA

DR BANDEIRA E BRITO

JA ESTAMOS CHEGANDO NA RETA FINAL DAS ELEIÇÕES 2016 EM AMAMBAI, MAS O PANORAMA CONTINUA INDEFINIDO.PARA PREFEITO DE AMAMBAI TEMOS O4 CANDIDATOS NO PAREO

Resultado de imagem para PREGO E LUCINEY

O PT VAI DE PREGO E LUCINEY BAMPI

Resultado de imagem para PREGO E LUCINEY

APOIADO PELO PREFEITO SERGIOO BARBOSA, O PMDB VAI JAIME BAMBIL E VERA

Resultado de imagem para GILMAR E PASTOR SERGIO

O PDT VAI DE GILMAR VICENTIM E P ASTOR  SERGIO

VEREADORES

DOS MAIS DE 1OO CANDIDATOS A VEREADORES EM AMAMBAI, TEREMOS  DE MIL VOTOS, OUTROS COM 5 OU O8 NO MAXIMO.O POVO ESPERA UMA CAMARA RENOVADA. QUATRO VAGAS FORAM ABERTA COM AS CANDIDATURAS A PREFEITO E VICE, PREGO , JAIME BAMBIL, VALTER BRITO  E LUCINEY BAMPI. POR OUTRO LADO, A COMUNIDADE INDIGENA NUM UNIVERSO DE QUASE 10 MIL INDIOS EM AMAMBAI, SERÁ O FIEL DA BALANÇA NESTA ELEIÇÃO E POSSIVELMENTE FARÁ DE 01 OU 02 VEREADORES NO MAXIMO.

ESTA SEMANA DEVERÁ SAIR UMA PESQUISA, VAMOS AGUARDAR


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

EXPLORAÇÃO
Diversos

Empresa fechada por explorar índios em Amambai

Ministério Público Federal afirma que o proprietário do Comercial Rei das Cestas participou dos crimes de corrupção passiva, falsidade documental e fraudes previdenciárias.

Amambai (MS) – Um estabelecimento comercial que vendia cestas básicas para indígenas em Amambai foi fechado na terça-feira (6) pela Politica Federal, que cumpriu mandado judicial de interdição e lacração. A ordem judicial foi expedida em requerimento em suspensão do exercício de atividade econômica formulado pelo Ministério Público Federal em Ponta Porã.

Segundo o MPF, o proprietário do Comercial Rei das Cestas participava de organização criminosa voltada à prática dos crimes de corrupção passiva, falsidade documental e fraudes previdenciárias. Eles ainda retinham cartões de benefícios sociais e realizavam saques em prejuízo de indígenas residentes na região de fronteira com o Paraguai. O MPF estuna prejuízo aos cofres públicos superior a R$ 1 milhão.

A interdição é desdobramento da Operação Uroboros, deflagrada em junho de 2016, que apurou os crimes praticados sobre a liderança e coordenação de servidor público da Funai, lotado em Amambai. O estabelecimento Rei das Cestas era utilizado para reter os cartões de benefícios sociais e vincular os indígenas a dividas, além de enganá-los para cometer fraudes previdenciárias e documentais.

O Ministério Público Federal em Ponta Porã já denunciou o servidor da Funai e outras 4 pessoas por 23 fatos criminosos. O processo tramita em segredo de justiça na Vara Federal de Ponta Porã.

Crimes

Segundo as investigações, realizadas pelo MPF, Política Federal e Ministério do Trabalho e Previdência Social, a organização criminosa registrava falsamente crianças como se fossem filhos de indígenas já falecidos, para obter a pensão por morte. Como a prescrição do benefício não corre contra os menores, o grupo conseguia se apropriar de grandes valores, que retroagiam até o óbito do indígena.

A investigação revelou que havia um esquema logístico bem estruturado de transporte de indígenas para confecção de documentos pessoas para expedição de registros administrativos de nascimento junto à Funai, ideologicamente falsos, que seriam usados perante os cartórios para dar credibilidade aos registros civis tardios.

Operação Uroboros

Em 3 de junho deste ano, a Operação Uroboros foi deflagrada nos municípios de Amambai e Iguatemi, com a participação de 80 policiais. Foram cumpridos dois mandados de prisão preventiva, 14 mandados de busca e apreensão e 16 mandados de condução coercitiva. O servidos da Funai que liderava o esquema foi cautelarmente afastado de sua função pública e se encontra preso preventivamente.

Se a denúncia for pela Justiça, os cinco acusados responderão pelos crimes de falsidade ideológica, uso de documento público materialmente falso, estelionato contra a previdência social, corrupção e integração de organização criminosa, com a participação de servidor público.fonte amambainoticias


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

VELHO CHICO
Diversos

Encarnação rompe com Afrânio

Centenária pede seus bens em papel passado para evitar que Carlos Eduardo fique com o que é seu

Encarnação exige tudo que é seu (Foto: César Alves/ TV Globo)

Encarnação (Selma Egrei) é dura na queda! Com 100 anos nas costas, enquanto estiver viva, a matriarca da família de Sá Ribeiro nunca deixará suas terras e bens para Carlos Eduardo (Marcelo Serrado).

Afrânio sofre ao discutir com Encarnação (Foto: Inácio Moraes/ Gshow)Afrânio sofre ao discutir com Encarnação (Foto: Inácio Moraes/ Gshow)

Ao notar que Afrânio (Antonio Fagundes) não toma uma atitude para contornar a ambição do ex-deputado, que pretende ficar com tudo de sua família, a viúva resolve romper com o próprio filho para lutar pelo que é seu. "Quero tudo que é meu no meu nome, Afrânio! Quero cada palmo de terra que teu pai deu pra mim!", diz ela, ao deixar claro para o herdeiro como será daqui para frente: "Me separando de você! Me separando desse covarde que você se tornou!". Não perca a cena que está prevista para ir ao ar nesta segunda-feira, 12/9. Saiba mais sobre o capítulo e fique por dentro do resumo da semana.


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

DA NOITE
Diversos

Goiás reforça policiamento em divisa para barrar tráfico drogas de MS

PM coloca equipes em rodovias e estradas vicinais para desmontar rota

Diante do crescente movimento de traficantes em rodovias e estradas vicinais, especialmente daqueles que tentam usar o estado para levar drogas para as regiões norte e nordeste do País, a Secretaria de Segurança Pública de Goiás está reforçando o policiamento nas área de divisas, a fim de barrar carregamentos de maconha e cocaína que saem de Mato Grosso do Sul. Pelas facilidades de circulação em municípios sul-mato-grossenses, a Região Sudoeste de Goiás acaba sendo considerada uma rota do tráfico internacional. Ontem, por exemplo, a Polícia Federal realizou operação contra uma quadrilha de traficantes que agia no eixo Mato Grosso do Su/Goiás/Distrito Federal.

De acordo com as informações, entorpecentes que saem do Paraguai e entram no Brasil por meio de rodovias de Mato Grosso do Sul avançam para dentro de Goiás, num percurso que inclui estradas vicinais até chegar, por exemplo, às BRs 158, 364 e 060 para abastecer Goiânia, Brasília e até o sudeste brasileiro.

Coronel reformado da PM é preso por suspeita de pedofilia no Rio

Segundo a PM, oficial estava com criança de 2 anos nua e tentou suborno.
Ele responderá pelos crimes de estupro de vulnerável e corrupção ativa.

O coronel reformado da Polícia Militar Pedro Chavarry Duarte, de 62 anos, foi preso na noite deste sábado (10), após ser encontrado em um carro com uma criança de 2 anos nua. Segundo a Polícia Civil, para não ser conduzido e “se manter impune”, ele “ofereceu vantagens” aos policias militares que o detiveram.

Ainda de acordo com a polícia, a delegada Carolina Martins, da Central de Garantias da Cidade da Polícia, autuou o coronel em flagrante pelos crimes de estupro de vulnerável e corrupção ativa. Ele foi encaminhado para o Batalhão Especial Prisional (BEP), em Niterói.

A criança foi entregue aos responsáveis legais e será encaminhada à Delegacia da Criança e do Adolescente Vítima (DCAV) para entrevista de revelação, acrescentou a Polícia Civil. A prisão foi realizada por policiais do 22º Batalhão de Polícia.

A Polícia Civil informou ainda que cópias do procedimento serão encaminhadas ao Conselho Tutelar, para garantir a assistência à criança, e à 21ª Delegacia de Polícia (Bonsucesso) para prosseguir na investigação quanto a possíveis envolvidos no crime e apurar de que forma que a criança foi entregue ao coronel, e afirmou ainda que "outras informações não serão divulgadas para não prejudicar a investigação".

O G1 não conseguiu contato com representantes do coronel reformado. A PM informou que, até as 18h15, não sabia quem o defendia. A equipe de reportagem não encontrou o contato em listas públicas.

Em nota, a PM disse que "repudia e combate qualquer tipo de crime". "O crime não pode passar da pessoa de quem o cometeu. Não é a instituição, mas um cidadão que cometeu um crime abjeto e que não teve e nunca terá a nossa complacência", diz o texto (leia a íntegra no fim da reportagem).

Acusações anteriores
O coronel já esteve envolvido em outros processos criminais anteriormente, como mostrou a GloboNews (veja no vídeo acima). Em 1993, chegou a ser condenado a um ano de prisão por abandono e maus-tratos de uma menina de 3 meses. Ela foi deixada sozinha em uma casa por várias horas sem comer.

Chavarry não chegou a cumprir pena porque era réu primário e, em um segundo julgamento, foi absolvido, de acordo com a reportagem. Ele também já foi investigado por envolvimento com o jogo do bicho.

Pedro Chavarry é presidente da Caixa Beneficente da PM do Rio. Segundo informações do site da Caixa, ele é formado em direito e atua há 42 anos na PM.

Segundo as informações, Chavarry ingressou aos 19 anos para a Academia de Polícia Militar e três anos depois se tornou aspirante. Passou por diversos batalhões de São Cristóvão (4º BPM), Campos de Goytacazes (8º BPM), Bangu (14° BPM) e Olaria (16º BPM).

Ainda segundo o texto, Chavarry tem passagem pelo gabinete de quatro comandantes-gerais e relações públicas da Polícia Militar.

Em 2014, concorreu a deputado federal pelo Partido Social Liberal (PSL) e obteve 1.948 votos, sem ser eleito.

Denúncia
De acordo com a PM, policiais do batalhão foram acionadas para checar uma denúncia de estupro de vulnerável em Ramos, na Zona Norte, e chegando ao local, encontrou o carro informado pelo denunciante. O veículo foi abordado pelos agentes, e no seu interior estavam o coronel e a criança.

Ainda segundo a Polícia Militar, o homem se identificou como policial reformado e pediu "que a ocorrência fosse encerrada, oferecendo vantagens aos policiais militares. A equipe recusou a oferta e o conduziu preso para o registro na Central de Garantias Norte".

A PM acrescentou que o policial reformado, além de responder perante a Justiça comum, também será submetido a um Processo Administrativo Disciplinar que julgará sua expulsão.

Íntegra da nota da PM:

"De acordo com informações do 22º BPM (Maré), na noite de sábado (10/09), a unidade foi acionada para checar denúncia de estupro de vulnerável em Ramos e chegando ao local encontrou o veículo informado pelo denunciante. O carro foi abordado pelos policiais militares e no seu interior estava um senhor junto de uma criança nua. O senhor se identificou como Policial reformado e pediu que a ocorrência fosse encerrada, oferecendo vantagens aos policiais militares. A equipe recusou a oferta e o conduziu preso para o registro. O Policial já foi conduzido para a Unidade Prisional em Niterói.

Em relação a tal fato, o policial reformado além de responder perante a Justiça comum, também será submetido a um Processo Administrativo Disciplinar que julgará sua expulsão.

A Polícia Militar repudia e combate qualquer tipo de crime.

O crime não pode passar da pessoa de quem o cometeu. Não é a instituição, mas um cidadão que cometeu um crime abjeto e que não teve e nunca terá a nossa complacência.

A PM prendeu o policial;
A PM não aceitou fazer por menos;
A PM conduziu a ocorrência para registro;
A PM conduziu o policial preso para a Unidade Prisional da PM em Niterói.
"


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

PROTESTO
Diversos

O ato "Ocupe a Paulista, Fora, Temer e Diretas Já" reúne aproximadamente 50 mil pessoas na Avenida Paulista, segundo os organizadores; por volta das 17h15, a Polícia Militar começou a usar violência contra os manifestantes, mas a senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) reagiu: "Não adianta provocar, não vamos sair da rua até derrubar os golpistas. São Paulo é um exemplo de luta. Precisamos dizer a eles que precisam passar por cima dos nossos cadáveres para entregar a nação aos interesses internacionais"Paulista, Fora, Temer e Diretas Já", que reúne hoje (11) aproximadamente 50 mil pessoas na Avenida Paulista, segundo os organizadores, começa uma caminhada em direção ao Parque do Ibirapuera, a dois quilômetros de distância. Por volta das 17h15, a Polícia Militar começou a usar violência contra os manifestantes e os discursos das lideranças no caminhão de som tentavam encorajar as pessoas a não abandonarem o protesto por medo da repressão.

A senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) reagiu: "Não adianta provocar, não vamos sair da rua até derrubar os golpistas. São Paulo é um exemplo de luta. Precisamos dizer a eles que precisam passar por cima dos nossos cadáveres para entregar a nação aos interesses internacionais".

O senador Lindbergh Farias (PT-RJ) desceu do carro de som para intervir na confusão entre policiais e manifestantes.

A manifestação faz parte de um calendário intenso de atividades em todo o país contra as propostas já reveladas pelo governo Michel Temer que atacam direitos dos trabalhadores.

O presidente da CUT-SP, Douglas Izzo, cobrando a saída do presidente Michel Temer e de "todos os que defendem retrocessos e políticas que são para retirar direitos". O dirigente cutista lembrou que a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 241, que congela por 20 anos os investimentos em áreas como saúde e educação, vai representar o desmonte do estado e das políticas públicas.

"Derrotar o golpe e os projetos golpistas são necessidades: reforma da Previdência, PEC 241, a trabalhista", disse, reforçando a todos que no próximo dia 22 será realizado um grande ato nacional contra o governo Temer e suas propostas: "Vamos parar o Brasil", avisou.

O coordenador nacional do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), Guilherme Boulos, iniciou seu discurso ironizando a fala do presidente Michel Temer, que, em declaração na China, minimizou a importância dos protestos contra seu governo: "Estamos novamente as 40 pessoas que insistem em gritar 'Fora, Temer'. Ele unificou o país contra ele. Este governo é ilegítimo e queremos eleições Diretas já. Este é o momento de resistência. Se os golpistas se consolidarem, o preço será caro", disse

Do alto do caminhão de som, Boulos conclamou as pessoas: "Temos uma responsabilidade histórica. Aqui é o momento de falar 'Fora, Temer' e 'Fora, Cunha'", disse, sob a reação eufórica dos manifestantes. Ele lembrou do golpe militar armado por Augusto Pinochet que tirou o presidente chileno marxista Salvador Allende do poder em um mesmo 11 de setembro (1973).

Para o presidente do PT, Rui Falcão, este "governo usurpador" mostra seu caráter anti-povo. "Querem entregar a Petrobras para grandes grupos internacionais", disse, em referência ao Projeto de Lei do Senado 131/2015, de autoria do senador José Serra (PSDB-SP), que retira da Petrobras condição de operadora única do pré-sal.

"Primeiramente, fora, Temer, e amanhã, fora, Cunha", disse o prefeito de São Paulo, candidato à reeleição, Fernando Haddad (PT), afirmando que o que está em jogo no país é que querem suprimir direitos e conquistas de 1988 (Constituição Federal).

Haddad lembrou que Temer, quando secretário de Segurança de São Paulo, atacou manifestantes. "E hoje estamos aqui novamente e não sairemos das ruas", avisou.

A deputada federal Luiza Erundina, candidata do Psol à prefeitura de São Paulo, afirmou que a sociedade brasileira não aceita mais estes facínoras. "O que vai mudar é o povo na rua. O povo deve se manter resistente e não sair das ruas enquanto não derrubarmos muitos canalhas e revertermos os retrocessos que estão minando direitos conquistados a duras penas nos últimos anos", disse. "Não vamos sair das ruas até derrubarmos o último golpista", disse.

Erundina mencionou a votação de amanhã (12) sobre a cassação do mandato do deputado afastado Eduardo Cunha (PMDB-RJ). "Amanhã cai o Cunha. Pode chorar. Amanhã, depois de muita angústia, cai o Cunha."

A deputado emendou: "Nós, mulheres, não vamos aceitar um direito a menos. O Temer não sabe contar. Milhõe


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

aprosoja
Diversos
dsc_4038

SINDICATO RURAL DE PONTA PORÃ SEDIARA CIRCUITO DO APROSOJA 2016

Ponta Porã, o 2º maior produtor de soja do Estado, é o destino escolhido pela Associação dos Produtores de Soja de Mato Grosso do Sul (Aprosoja/MS) para a realização de dois grandes eventos de fomento ao agronegócio. A cidade sedia a 15ª etapa do Circuito Aprosoja 2016 no próximo dia 15 e, no dia 16, é o palco do lançamento estadual do plantio da safra de soja 2016/2017.

Dia 15 de setembro

Às 18h30 da quinta-feira, no Sindicato Rural de Ponta Porã, a Aprosoja/MS oferece conhecimento especializado com a presença de André Nassar, secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). Na ocasião, o engenheiro agrônomo concederá palestra sobre sua área de atuação, dando ênfase a temas como leis e seguros agrícolas, aprimoramento do zoneamento agrícola e questões relativas à comercialização de grãos.

Nessa mesma noite o pesquisador Mauro Osaki também compartilhará conhecimento e falará sobre gestão de propriedade rural e custos de produção. Ele é técnico-especialista superior do Departamento de Economia, Administração e Sociologia da Escola Superior da Agricultura Luiz de Queiroz da Universidade de São Paulo (Esalq-USP), onde obteve o grau de mestre em Ciência Econômica Aplicada. Além disso, é doutor em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de São Carlos e membro do Agri Benchmark Cash Crop, entidade apoiada pelo Instituto Johann Heinrich Vvon Thünen-Institut (vTI), da Alemanha.

O Sindicato Rural de Ponta Porã fica na Rua Coronel Ponce, s/n, no Parque de Exposições Alcindo Pereira. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas no site da Aprosoja/MS: www.aprosojams.org.br.

Dia 16 de setembro

Às 14h da sexta-feira, imprensa e autoridades marcarão presença no lançamento do plantio da safra de soja 2016/17, que acontecerá na Fazenda Agropastoril Jotabasso, que fica na Estrada da antiga Usina São João, no Km 30, distante cerca de 25 quilômetros do Centro de Ponta Porã.

No evento, serão apresentados dados de produção e produtividade do cultivo de grãos no Estado e na região, assim como análises econômicas e estimativas para o próximo ciclo. Além disso, os participantes poderão acompanhar, no local e na prática, máquinas plantadeiras realizando o trabalho de semeadura no campo.

Ambos os eventos são gratuitos e contam com o patrocínio do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Produção e Agricultura Familiar (Sepaf) e do Fundo para o Desenvolvimento das Culturas de Milho e Soja (Fundems), além de ser uma parceria da Aprosoja/MS com o Sindicato Rural de Ponta Porã. As iniciativas ainda têm o apoio da Federação de Agricultura e Pecuária de MS (Sistema Famasul) e do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de MS (Senar/MS).

Outras informações podem ser obtidas no Sindicato Rural de Ponta Porã, pelo telefone (67) 3433-3189 ou e-mail: sruralpp@terra.com.br, e na Aprosoja/MS: (67) 3320-6921 ou e-mail: aprosojams@aprosojams.org.br.Fonte: Assessoria de Imprensa – Aprosoja/MS, Liana Feitosa.

foto 02


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

FATOS & FOROS
Diversos

 

CA,IMHADA NA VILA NOVA

PORTIOLLI JA FOI VEREADOR EM PONTA PORÃ-MS

 


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

DA TARDE
Diversos

Brasileiro quebra recorde mundial
e ganha ouro dos 100 m rasos

O atleta brasileiro Petrúcio Ferreira dos Santos ganhou hoje medalha de ouro nos 100 metros rasos, categoria T47 do atletismo, nas Paralimpíadas Rio 2016.

Petrúcio também quebrou recorde mundial da prova, com tempo de 10s57. Na mesma prova, o brasileiro Yohansson Nascimento chegou na terceira posição e ganhou o bronze.

Após a prova, em entrevista à TV Brasil, Petrúcio agradeceu o incentivo da torcida brasileira para conquistar o ouro.

"Eu diria que estar participando em casa, com toda essa torcida aqui nos apoiando, eu diria que essa foi a forcinha a mais que a gente estava precisando. Esse apoio, esse incentivo, esse empurrão do pessoal de casa", comemorou.


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

PONTO DE VISTA
Diversos 10h50

'Índios são massa de manobra', afirma advogado Daniel Castro

 

 'Índios são massa de manobra', afirma advogado Daniel Castro

O advogado Daniel Castro está acomapanhando as invasões de indígenas a propriedades rurais na região de Caarapó e acredita que falta vontade política e bom senso para resolver o conflito agrário que se estende há anos em Mato Grosso do Sul. Para ele, os dois lados são vítimas, mas ressalva que os índios são utilizados como massa de manobra, aproveitando para criticar o Cimi, que, em sua  opinião, é um dos grandes fomentadores dessa problemática. Daniel ainda explica a questão do marco temporal, data usada para demarcar áreas indigenas, e as possibilidades de indenizações das terras ao fazendeiros. Confira:

Esse conflito entre índios e fazendeiros se arrasta há anos. Em sua opinião, essa questão tem solução?

Daniel Castro - A questão indígena precisa ser estudada com mais profundidade e responsabilidade. Não é somente iniciar estudos e publicar portarias para demarcar áreas indígenas. Há uma série de questões que estão sendo esquecidas, não estão sendo debatidas com a sociedade e com os interessados de maneira adequada. A solução infelizmente parece longe, mas espero que com debate e vontade política ela possa acontecer. Notemos que essa situação como um todo não é defender proprietários ou índios, todos são vítimas. O grande problema que vemos é que os índios são utilizados como massa de manobra por outras entidades, isso é muito complicado e perigoso tanto para a soberania nacional como para o Estado de Direito, é necessário que o Governo Federal, com apoio do Governo do Estado e também dos Municípios onde há conflitos tomem atitudes com o escopo de resolver o problema. Esses conflitos são prejudiciais para a economia do Estado, dos Municípios, para os povos indígenas, para os produtores, para todo mundo.
 

O marco temporal é a principal condição para uma terra ser declarada indígena?

Daniel Castro - O Supremo Tribunal Federal decidiu, no caso Raposa Serra do Sol, como condição para a terra ser declarada território indígena a presença de índios nas áreas reivindicadas na data da promulgação da Constituição Federal de 1988, 5 de outubro de 1988, ou haver alguma discussão ou disputa quanto à posse daquela área. Assim, de acordo com a decisão do Supremo, já ratificada em outros acórdãos, se não houver presença nessa data, não há de ser considerada, num juízo perfunctório, como área indígena. Ao mesmo tempo, observamos que outra condicionante expressa no  julgamento do caso Raposa Serra do Sol é a vedação de ampliação de terra indígena já demarcada. Nesse ponto, verificamos que já há reserva demarcada na região de Caarapó, ponto este que enseja em óbice para a continuidade do atual estudo.
 

Com relação à indenização da terra, como funcionaria isso? Quem pagaria?

Daniel Castro - Não há uma previsão legal acerca da indenização para a terra nua, todavia várias são as discussões e várias são as possibilidades. Importante registrar que a indenização hoje é somente pelas benfeitorias, e é paga pela União. Por outro lado, notemos que o governo estadual tem aventado com o governo federal a possibilidade de que parte da dívida paga pelo Estado à União seja destinada a um fundo especial para pagamento dessas indenizações. Contudo, vejo essa proposta com ressalvas, visto que não há previsão legal para a indenização da terra nua. Haveria a necessidade de uma alteração constitucional trazendo esse permissivo para, aí sim, avançarmos nessa ideia. Importante mencionar que outras soluções são esporadicamente debatidas no Congresso Nacional quanto as indenizações; no Senado, por exemplo, há uma PEC que apresenta a possibilidade de indenização assim como no caso de desapropriação de terras para fins de reforma agrária. De tal modo, temos que tudo o que está sendo falado pela imprensa são expectativas, ideias, mas nada de concreto. Esperamos que os tristes incidentes que ocorrem no nosso Estado essa semana façam com que o governo federal e o governo estadual tomem medidas para encontrar uma solução.
 

Você acha que falta vontade política?

Daniel Castro - Não tenho dúvidas de que falta vontade política. Infelizmente os governos Lula e Dilma ensejaram o agravamento dessa situação. Foram anos perdidos, nos quais soluções não foram concretizadas, não foi tomada nenhuma atitude política sensível que pudesse solucionar o conflito. Esperamos que o atual governo provisório, quando e caso se torne definitivo, tome as rédeas do comando da discussão, apresente propostas e as concretize, resolvendo de uma vez por todas o problema, porque conflitos como esse, com pessoas feridas, mortas, áreas invadidas e produtores lesados, trazem muito prejuízo para o nosso Estado e o nosso país. Infelizmente, todos são vítimas: os índios, que sofrem e são usados como massa de manobra por poucos, e os fazendeiros, que estão sendo retirados de forma absolutamente ilegal de suas propriedades. Falta diálogo, falta vontade política e falta bom senso para solucionar o problema.
 

Com relação à recente portaria da Funai do sul do Estado, tem conhecimento dela?

Daniel Castro -  Eu analisei com profundidade os estudos antropológicos da Funai e por conseguinte o processo administrativo que ensejou na portaria. São repletos de vícios e extremamente tendenciosos. No meu ponto de vista, analisando apenas o relatório antropológico elaborado pela Funai, já é possível pleitear a sua nulidade junto ao judiciário. Temos uma área de mais de 55 mil hectares na região sul que são as áreas mais produtivas do Estado, onde se produz cana, soja, milho, arroz, gado. É uma área de suma importância para o desenvolvimento econômico, criação de empregos e rentabilidade dos municípios e do Mato Grosso do Sul, e que estão tituladas aos fazendeiros há mais de de 50, 60 anos e em alguns casos até mais de um século, exercendo suas posses mansa e pacificamente e produzindo para o desenvolvimento da região. Essas questões, por exemplo, são totalmente omissas nos estudos da Funais.
 

Como você vê a atuação do Cimi?

Daniel Castro - O Cimi é um dos grandes fomentadores dessa problemática. Sua atuação é insensata e foge completamente de seu escopo legal. Tivemos a CPI do Cimi, que discutiu e verificou uma série de ilegalidades cometidas por essa instituição.  Entendo que o Cimi poderia ter um papel muito importante como entidade para auxiliar no diálogo entre as instituições, povos indígenas, produtores, órgãos governamentais, e não fomentar esse tipo de disputa. Espero que eles observem o enorme equívoco que estão cometendo e mudem de postura, de modo a auxiliar na resolução do conflito.
 

E do MPF?

Daniel Castro - O Ministério Público Federal tem o dever constitucional de representar os indígenas. Não obstante, espero que os representantes do MPF aqui no nosso Estado, que estão vivenciando essa questão já há muitos anos, busquem soluções para ambos os lados. Notemos que o  Ministério Público Federal não é o Ministério Público Federal dos índios nem Ministério Público Federal dos produtores, mas Ministério Público Federal do país, de todos os cidadãos, exercendo uma papel constitucional indispensável, e tem que atuar em prol da segurança e da paz de toda população. Logo, esperamos que o MPF tenha uma atuação responsável, com o fito de buscar soluções, defendendo o estado de direito e as garantias constitucionais dos cidadãos indígenas e também dos cidadãos fazendeiros, estes últimos que estão tendo suas áreas ilegalmente invadidas, sob o risco, de não o fazendo, ser coadjuvante num futuro debate acerca da resolução do conflito.
 

De que forma esses conflitos podem trazer risco para a soberania e segurança nacional?

Daniel Castro - Uma coisa muito perigosa e que poucas pessoas tem debatido é que esse conflito que ocorre em Caarapó, região de fronteira entre Brasil e Paraguai. Por conseguinte, além de um conflito entre a população indígena e os produtores, temos uma problemática quanto à segurança nacional na fronteira brasileira. A fronteira do Brasil com o Paraguai está a poucos quilômetros do local onde houve conflito. Há boatos a respeito de indígenas vindo do Paraguai para o Brasil, e isso é muito perigoso. Portanto, além de um problema regional, é um problema quanto à soberania nacional, que tem de ser apurado pela União com a máxima urgência.
 

Quais medidas já foram tomadas pela União?

Daniel Castro - Temos a informação de que a União já encaminhou a Força Nacional e um maior efetivo da polícia federal para acalmar os ânimos da disputa e evitar a ocorrência de novos conflitos. Mas ainda está longe do ideal. Esperamos, não obstante, que a União tome atitudes mais firmes no sentido de solucionar a questão, e não protelar a problemática. Tem-se que analisar as necessidades do índio, e o que deve ser feito para que ele desenvolva suas atividades e possa viver com dignidade e segurança, preservando suas origens, cultura e tradição. Ao mesmo tempo, deve-se assegurar ao produtor rural, que é o legítimo proprietário das áreas, o seu direito constitucional de exercer a posse e desenvolver suas atividades. É esse tipo de estudo que tem de ser feito, no lugar de usar laudos medíocres eivados de argumentos vagos, de ilegalidades e inconstitucionalidades, publicados no apagar das luzes, no final de um governo. Tais portarias causam uma enorme insegurança jurídica do Brasil. São necessários debates, audiências públicas, e estudos profundos, numa ação conjunta da União com os municípios, com os Estados envolvidos, com os índios e com os produtores. Isso tudo poderia ter sido evitado se houvesse diálogo e vontade política para resolver o problema.


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

DOLAR
Diversos

Governo e mercado financeiro veem dólar em alta nos próximos anos

Proposta de orçamento prevê dólar a R$ 3,43 em 2017 e R$ 3,57 em 2018. Atualmente, cotação da moeda norte-americana oscila ao redor de R$ 3,20.

Divulgação


Depois da desvalorização vista ao longo de 2016, que chegou a 18,2% até o final de agosto, a cotação do dólar deve voltar a subir nos próximos anos, de acordo com expectativa do governo federal que consta da proposta de orçamento para 2017. A alta da moeda também é esperada pelo mercado financeiro, aponta pesquisa realizada pelo Banco Central.

A previsão do governo no projeto de orçamento de 2017, encaminhado ao Congresso, é de dólar a R$ 3,43, na média de 2017, e a R$ 3,57, na média de 2018 - último ano do mandato do presidente Michel Temer. Já na pesquisa realizada pelo BC com mais de 100 bancos na semana passada, a estimativa é de câmbio médio a R$ 3,38 em 2017. Em 2018, 2019 e 2020, aponta o levantamento, o dólar, na média de cada ano, deverá avançar para R$ 3,50, R$ 3,65 e R$ 3,75, respectivamente.

Atualmente, a moeda norte-americana tem oscilado ao redor de R$ 3,20. Nesta quinta-feira (8), fechou o dia em R$ 3,18.

Exportadores X turistas

O dólar alto é bom para os exportadores brasileiros, pois seus produtos e serviços ficam mais baratos lá fora. Ao mesmo tempo, porém, fica mais caro para os brasileiros comprarem importados. Também encarece as viagens ao exterior, já que o custo de passagens, estadia em hotéis e produtos comprados lá fora são cotados na moeda norte-americana.

Para comprar dólar em espécie, há, ainda, uma tributação, por meio do Imposto Sobre Operações Financeiras, de 1,1%, além das tarifas bancárias. Por isso, o dólar, quando comprado nos bancos e corretoras, é sempre mais caro do que a cotação comercial. Nos gastos com cartões de crédito e débito no exterior, a incidência do tributo é ainda maior: de 6,38%.

O que diz o governo

Na proposta de orçamento do ano que vem, o governo avaliou que, apesar da perspectiva de fluxo de capital positivo para o país em volume mais do que suficiente para financiar o déficit em conta-corrente, a taxa de câmbio tende a ser afetada por outros fatores. Entre eles a perspectiva de elevação da taxa de juro básica dos Estados Unidose de um menor crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) da China, além das incertezas ainda existentes na zona do Euro.

A alta dos juros nos EUA, por exemplo, tende a atrair mais recursos para aquele país, gerando retirada de valores do Brasil ou menor ingresso. Já o menor crescimento da China tende a diminuir as exportações brasileiras, afetando também o volume de entrada de dólares no Brasil ligada às vendas externas.

Queda dos juros no Brasil

Para a economista do Santander Adriana Dupita, responsável pela área de câmbio, a expectativa de queda dos juros no Brasil ajuda esse movimento de valorização da moeda norte-americana no país. Juros menores tendem a atrair menos capital do exterior.

Atualmente, os juros básicos, fixados pelo BC para tentar conter a inflação, estão em 14,25% ao ano, o maior nível em dez anos. Para o fim de 2017, porém, o mercado já vê os juros em 11% ao ano. Em 2020, estariam abaixo de 10% ao ano.

"A taxa de juros no Brasil, em 14,25% ao ano, é muito alta. E, descontando a inflação [em termos reais], ainda lidera o ranking mundial. Isso está ajudando muito a trazer o câmbio para baixo", observou a economista.

Além dos juros altos no Brasil, Dupita observou que a "liquidez" (circulação de recursos) nos mercados internacionais ainda está elevada, o que ajuda a manter a cotação do dólar no Brasil neste momento. Mas, acrescentou ela, essa fartura de capitais tende a diminuir nos próximos anos.

"No médio prazo, o mais provável é diminuir essa quantidade de dólar no mercado. Tem mais chance de isso parar de ajudar a moeda brasileira e começar a pressionar para cima", explicou a analista.

Por fim, Dupita avaliou que a própria inflação no Brasil também pressiona para cima o dólar. "Via de regra, a menos que você tenha um forte motivo para outra forma, as projeções vão apontar para alta do câmbio sempre que a inflação do Brasil for maior do que a de seus parceiros comerciais", explicou.

A economista do Santander projeta que o dólar deve terminar esse ano em R$ 3,65 e avançar para R$ 3,95 no final do ano que vem - o que daria uma taxa média de R$ 3,80 em 2017.

Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

NOVELA
Diversos

VELHO CHICO| Na noite da sua morte, Encarnação faz as pazes com Iolanda

Encarnação e Iolanda vão fazer as pazes (Foto: Reprodução)

Desde o início de “Velho Chico”, você viu que Iolanda (Christiane Torloni) sempre esteve disposta a fazer de tudo pelo bem de Afrânio (Antônio Fagundes) e da família do coronel. No entanto, a mãe do rapaz, Encarnação (Selma Egrei), nunca nutriu nenhum tipo de afeição pela sua nora, a colocando para baixo o tempo todo, além de dizer que ela poderia ir embora.

Agora, segundo informações do site Extra, Encarnação, na noite da sua morte, vai se desculpar com Iolanda. Tudo começa com ela dizendo que precisa conversar com Iolanda. No entanto, a artista dirá que elas podem conversar no dia seguinte, já que sua sogra estaria bastante cansada. Ainda assim, Encarnação insistirá bastante para a conversa das duas.

Enquanto Iolanda leva sua sogra para dar banho, Encarnação vai acabar sorrindo e em seguida abrirá seu coração para sua nora: “Você foi a filha que Deus não me deu!”, dirá, deixando Iolanda emocionada, que em seguida dirá: “Ôxe, dona Encarnação… não diga isso nem de brincadeira!”, mas a mãe de Afrânio continuará: ” Se tivesse aceitado isso, teria sido feliz… Eu… queria te dizer tudo… te explicar todos meus motivos… tudo que fiz tem um motivo… sabe? De certo ou errado… eu tinha que fazer. Tudo na vida tem um sentido… nada podia ser diferente…”, dirá Encarnação. Iolanda, percebendo o quão frágil a idosa estará, aconselhará a mesma que durma, pois amanhã as suas poderão conversar, Encarnação concorda e vai dormir. Nessa noite Encarnação acabará morrendo.

Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

DA HORA 2
Diversos

Três militares morrem e dois ficam feridos em acidente na BR-267

Três militares do Exército de Porto Murtinho

Acidente aconteceu próximo a ponte sobre o rio Perdido. (Foto: Edicarlos Oliveira)

Três militares do Exército de Porto Murtinho - distante 431 km de Campo Grande, morreram em um acidente na BR-267 no início da tarde de hoje. O veículo era ocupado por cinco militares que seguiam para Bonito.

Segundo informações locais, o condutor perdeu o controle da direção ao passar na ponte sobre o rio Perdido e capotou. Com o impacto, os três militares que estavam no banco de trás do carro morreram na hora.

A PRF (Polícia Rodoviária Federal) precisou usar o desencarcerador para retirar os três corpos de dentro do veículo. Os dois militares que sobreviveram foram encontrados na margem da rodovia.

Eles disseram que os cinco haviam saído do quartel da 2ª Companhia de Fronteira e iriam passar o final de semana em Bonito. (Colaborou Toninho Ruiz)

14h18

Policial fica ferido após troca de tiros com pistoleiros

O suboficial da Polícia Nacional do Paraguai, Samuel Riquelme, ficou gravemente ferido após reagir a uma tentativa de homicídio em Pedro Juan Caballero. O caso aconteceu por volta das 11h45 desta sexta-feira.

De acordo com informações, o policial estava em um VW Gol vermelho, quando dos homens em uma moto se aproximaram e efetuaram vários disparos de pistola 9mm.

A vítima reagiu e acabou baleando o condutor da motocicleta, identificado como Bernardo Augusti Paniagua, de 26 anos. O atirador roubou a motocicleta de uma mulher e acabou fugindo.

Dois estudantes acabaram atingidos pelos disparos. Eles foram receberam atendimento médico e foram liberados.

O condutor da moto foi levado em estado grave para o Hospital Regional de Pedro Juan Caballero e o policial para uma clínica particular.

O primo de Samuel, Júlio Cesas Riquelme Gomes, 30, foi executado na quarta-feira (7), enquanto trabalhava em um lava rápido, localizado na rua José Berger no bairro Maria Vitoria. Segundo a Rádio Amambay 570 AM, Samuel investigava as causas da morte do primo.

07h02

Jovens BONITENSES militares do Exército mortos em acidente na BR-267 tinham 18 e 20 anos

João Lucas, 18, José Henrique, 20, e Jairo Ortiz, 20, morreram em acidente (Reprodução / Facebook)

Os três militares que morreram na tarde hoje em acidente na BR-267, entre Porto Murtinho e Bonito, foram identificados como Jairo Ortiz, de 20 anos, José Henrique Duarte de Freitas, 20, e João Lucas da Silva Neves, de 18 anos.

As vítimas estavam em um carro junto com outros dois jovens, Luis Felipe Freitas Ayala, de 19 anos, que conduzia o carro e Everton Vaz Ortega, de 19, que estava como passageiro. Eles estavam usando o cinto de segurança e foram socorridos. Ainda não se sabe se os jovens estavam viajando a trabalho ou estavam passeando.

Amigos e familiares lamentaram a morte dos jovens nas redes sociais.

Caso foi encaminhado para a delegacia de Polícia Civil de Caracol.

ACIDENTE

O acidente aconteceu na ponte do Rio Perdido, onde o grupo seguia para Bonito. Equipes da Polícia Militar, Polícia Civil, Polícia Rodoviária Federal (PRF) e militares do Exército Brasileiro estavam no local.


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)


Página selecionada de 1534 páginas.
 Calendario de Eventos
Dezembro 2016
  1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 31

Eventos

 Hora Certa

 Amigos do Site!

Image and video hosting by TinyPic




RondPoint Web Services Web site powered by MEGAWEB