Warning: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at /home/correiod/public_html/index.php:1) in /home/correiod/public_html/mainfile.php on line 168
=:Correio da Fronteira:=

 Menu
 Inicio
 Registro
 Administrador
 Menu
 Torpedos
 Downloads
 Enquete
 Galeria de Fotos
 Seus Links
 Recomende-nos
 Internet_TV
 Artigos
 Internet_Radio3
 Publicações
 Conteudos
 Album
 Estatística
 Fale Conosco

· Procurar

 Radio On
Ouça Agora:
Nenhuma opção foi escolhida



<a href=''>Play Nenhuma opção foi escolhida</a>

Abrir em janela pop-up

 Previsão

 Visitas
Até o momento, recebemos
9800862
vizualizações de páginas (page views) desde July 2007

 Apoios:




ALI BABA E OS 40 LADROÉS A CHAPA TA ESQUENTANDO
Diversos

Justiça nega habeas corpus que pedia que Lula não fosse preso

Pedido ao TRF foi feito por consultor de Campinas sem ligação com Lula. Consultor se referiu ao juiz Sérgio Moro com expressões como hitleriano

A Justiça Federal negou nesta quinta-feira (25) o habeas corpus preventivo que pedia que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva não fosse preso na Operação Lava Jato.

O pedido de liberdade havia sido ajuizado pelo consultor Maurício Ramos Thomaz, de Campinas (SP), com o objetivo de proteger o ex-presidente. Conforme o autor, Lula estaria na iminência de ser preso preventivamente, o que seria, conforme a petição, “coação ilegal”.

Brasil, Brasília, DF. 07/05/2009. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva em cerimônia de formatura de diplomatas do Instituto Rio Branco, em Brasília. - Crédito:BETO BARATA/AGÊNCIA ESTADO/AE/Código imagem:49826
Brasil, Brasília, DF. 07/05/2009. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva em cerimônia de formatura de diplomatas do Instituto Rio Branco, em Brasília. Crédito:BETO BARATA/AGÊNCIA ESTADO/AE/Código imagem:49826

O habeas corpus foi indeferido pelo desembargador federal João Pedro Gebran Neto, do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), responsável por julgar processos da Operação Lava Jato. Segundo o magistrado, “não existe qualquer fundamento legal para a pretensão”. Além disso, “autor popular não traz qualquer informação concreta sobre aquilo que imagina ser uma ameaça ao direito de ir e vir do paciente”.

O desembargador também negou seguimento ao habeas corpus. Gebran frisou que o autor usou em sua petição notícias de jornais, revistas e portais de informação, que “não servem como fundamento”. Gebran ainda decretou segredo de Justiça por 48 horas, devido ao excesso de consultas ao Portal do TRF4 relativas a esse habeas, o que está prejudicando o sistema processual eletrônico do tribunal.

O magistrado finalizou a decisão declarando que a petição será enviada ao Ministério Público Federal “para adoção de providências cabíveis”, tendo em vista que o autor usou linguagem “imprópria, vulgar e chula, inclusive ofendendo a honra de várias pessoas nominadas na inicial”. Segundo o TRF-4, no pedido, Thomaz se referiu ao juiz Sérgio Moro com expressões como “hitleriano”, definindo o magistrado como “moralmente deficiente”. Disse ainda que Moro teria “fraudado a sentença de Nestor Cerveró”.

O habeas corpus se tornou de conhecimento público nesta quinta, depois que o senador Ronaldo Caiado (DEM-GO), que faz oposição ao PT e ao governo da presidente Dilma Rousseff, divulgou a informação em sua conta no Twitter.

O Instituto Lula, do ex-presidente, negou que o HC – uma ação judicial que assegura a liberdade do favorecido e impede a prisão – tenha sido impetrado por ele ou por qualquer advogado ou entidade que o represente (veja ao final desta reportagem nota publicada pelo instituto). Qualquer cidadão tem o direito de acionar a Justiça para obter um habeas corpus em favor de qualquer pessoa.

De acordo com o Instituto Lula, a pessoa que tomou a atitude pode até estar tentando prejudicar o ex-presidente.

O Instituto Lula disse ainda estranhar o fato de o senador Caiado ter divulgado a imagem da página de acompanhamento processual do site do TRF-4 com os dados sobre o habeas corpus de Lula. O próprio instituto afirma que não tinha conhecimento do HC até ver a reprodução no Twitter do senador.

Veja íntegra da nota publicada pelo Instituto Lula:

NOTA À IMPRENSA

Ex-presidente não entrou com pedido de habeas-corpus em Curitiba
São Paulo, 25 de junho de 2015,

Esclarecemos que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, não entrou com o pedido de habeas-corpus impetrado em Curitiba, no dia 24/6/2015. Lembramos que esse tipo de ação pode ser feito por qualquer cidadão. Fomos informados pela imprensa da existência do Habeas Corpus e não sabemos no momento se esse ato foi feito por algum provocador para gerar um factoide.

O ex-presidente já instruiu seus advogados para que ingressem nos autos e requeiram expressamente o não conhecimento do Habeas Corpus.

Estranhamos que a notícia tenha partido do Twitter e Facebook do senador Ronaldo Caiado.
Assessoria de Imprensa do Instituto Lula

G1

08h45

Familiares encontram a senhora Mara de Oliveira que estava desaparecida desde último sábado em Itaporã

Senhora Mara de Oliveira Muzel (60)Senhora Mara de Oliveira Muzel (60)

Após ficar 5 dias desaparecida de sua casa desde do último sábado (20)  foi encontra na manhã desta sexta-feira (25) a senhora  Mara de Oliveira Muzel de (60).

 

Segundo informações de familiares o senhora Mara estava na região do canhadão, onde uma pessoa que passava pelo o local após vê-la informou a família.

 

Após a denuncia de onde estava os familiares se dirigiram ao local e de acordo com o seu genro Danilo Ferratto  ela estava com ferimentos em um dos supercílios mais estava bem.

 

Nossa reportagem questionou Danilo sobre os motivos dela ter saído de casa e não falado nada a família e o mesmo argumentou que estava doente.

ENTENDA O CASO

04h23

Mulher de 60 anos de idade está desaparecida desde do último sábado (20) em Itaporã Mara foi vista pela última vez no fim da manhã do sábado nas mediações da Casa Lotérica.

Esta desaparecida em Itaporã a senhora Mara de Oliveira Muzel (60) moradora na Rua Pedro José Tavares.

Segundo familiares ela esta desaparecida desde último sábado (20). Mara saiu por volta das 6hs da manhã e desde então não retornou para casa.

A mesma estava trajando vestido com estampas tipo Oncinha, bolsa de cor azul e óculos, a família informa que Mara estava alcoolizada ao sair de casa.

Uma senhora que mora próximo da Casa Lotérica informou que a mesma foi vista caminhando pela via e apresentava ferimentos em um dos supercílios

Segundo o genro, professor Danillo Ferratto, Mara sempre teve uma boa relação com os amigos, vizinhos e familiares, entretanto a mesma sofre com o vício do álcool.

A família já comunicou a polícia e está a procura por toda a cidade e pede a colaboração de populares que possa saber do paradeiro da mesma. Quem tiver informações poderá entrar em contato nos celulares (67) 9677-9393 ou 9972-0722  ou 190 da Policia Militar

 


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

COPA AMERICA
Diversos
Brasil jogará em estádio caro, atrasado e palco de protesto
Terra
Foto: Getty Images
Ampliar
Antes e depois da reforma no estádio em Concepción
Em grandes competições, como a Copa América , não é comum que um estádio só comece a ser utilizado na reta final. 

Mas é isso que vai acontecer em Concepción, no Chile: o Estádio Ester Roa de Pablo, mais conhecido como Collao, receberá seu primeiro jogo da Copa América apenas neste sábado, o duelo entre Brasil e Paraguai, pelas quartas de final. Mas as estranhezas sobre o local não acabam por aí: trata-se de um estádio que foi reformado a 

O Collao foi inaugurado em 1962 para atender à demanda normal de uma cidade como Concepción, a segunda mais importante do Chile. Ele passou a receber jogos de times locais - Deportes Concepción, Arturo Fernández Vial e Universidad de Concepción - e até outros de regiões próximas. É o segundo maior estádio do Chile e até já recebeu a Copa América de 1991.

O problema começou quando o Collao foi escolhido para ser palco de Copa América deste ano. O local teve que passar por uma reforma que começou em 2012 e custou caro demais: 50 milhões de dólares (cerca de R$ 150 milhões). Tudo isso para instalar cadeiras, criar uma cobertura, reposicionar o campo e a pista de altetas e até criar dois setores novos, atrás dos gols.

Mas é claro que uma obra desse porte não poderia ser tão simples: a prefeitura teve problemas com a construtora que ia fazer tudo, por isso quase perdeu a chance de sediar a Copa América. A ideia inicial era que Concepción concentrasse a maioria dos jogos do Brasil - após estrear em Temuco, o time ficaria na cidade até uma possível semifinal. Mas isso mudou por causa do enorme atraso.

O estádio só foi entregue oficialmente nesta quinta-feira, faltando dois dias para o jogo entre Brasil e Paraguai. A presidente Michelle Bachelet foi ao local e fez um discurso efusivo, afirmando que defendeu a presença de Concepción como sede até o último instante, mesmo com toda pressão para que a cidade fosse tirada da Copa América.

Mas essa luta não agradou todo mundo em Concepción. Fora do estádio, enquanto ela falava, aconteceram protestos por diferentes causas. Professores e estudantes seguem reclamando por todo país contra a reforma estudantil. Como Concepción é uma cidade litorânea, havia um grande protesto de pescadores também. Tudo válido, mas com um fim lamentável: a polícia disparou jatos de água, feriu algumas pessoas e prendeu outras.

Agora é hora de o estádio voltar a ser palco de futebol : nesta sexta-feira, Brasil e Paraguai farão treino de conhecimento do novo gramado, algo que nenhum time fez ainda. No sábado, o jogo entre as duas seleções será no sábado, às 18h30 (de Brasília).
 
 
Pamela Rodríguez (Brasil). Foto: Gentileza Agencia HR Models
 
 

Juiz brasileiro é afastado da Copa América após expulsão de Cavani

Marcada pela expulsão controversa do artilheiro Edison Cavani em lance que contou com provocação, no mínimo, indelicada de seu marcador, Gonzalo Jara

O árbitro brasileiro Sandro Meira Ricci não apitará mais na Copa América após a atuação desastrosa na vitória de 1 a 0 do Chile sobre o Uruguai, nesta quarta-feira, em Santiago, marcada pela expulsão controversa do artilheiro Edison Cavani em lance que contou com provocação, no mínimo, indelicada de seu marcador, Gonzalo Jara.

 

Na jogada, o defensor chileno tirou o atacante do sério com uma 'mão boba' e recebeu como troco um tapa no rosto.

 

Ricci, que acompanhava a tudo de perto, decidiu, então, pela expulsão de Cavani, que sofre com graves problemas pessoais depois de seu pai se envolver em um grave acidente automobilístico que resultou na morte de um motociclista.

 

A princípio, o órgão argumentara que não pretende repetir mais nenhum juiz na fase final da Copa América, porém, a decisão é técnica e não deverá ser recuada nem mesmo em caso de queda precoce do Brasil nas quartas de final, contra o Paraguai, no próximo sábado, em Concepción.

 

Ela tem influência direta do alto escalão da Conmebol.

 

Um dos vice-presidentes da entidade, o uruguaio Wilmar Valdez, esteve no vestiário da arbitragem ao fim do jogo na última noite, em Santiago, com o material fotográfico da confusão entre Cavani e Jara.

 

Nas semifinais, o Chile aguarda agora o vencedor do confronto entre Bolívia e Peru, nesta quinta-feira, às 20h30 (de Brasília), em Temuco.

Simone Villar (Paraguay). Foto: Gentileza Agencia HR Models

Susana Coronel (Argentina). Foto: Gentileza Agencia HR Models

Luana Chamorro (Chile). Foto: Gentileza Agencia HR Models

Ana Laura Chamorro (México). Foto: Gentileza Agencia HR Models

Andrea Araujo (Perú). Foto: Gentileza Agencia HR Models

Tania Arias (Venezuela). Foto: Gentileza Agencia HR Models

Sasha Fernández (Bolivia). Foto: Gentileza Agencia HR Models

Jennifer Ruiz Díaz (Ecuador). Foto: Gentileza Agencia HR Models

Antonella Jaquet (Jamaica). Foto: Gentileza Agencia HR Models

Foto: Gentileza Agencia HR Models


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

CAFE DA MANHÃ
Diversos
Presidente da CPI da Enersul diz que há algo nebuloso para TJ barrar investigação
Divulgação
Ampliar
Membros da CPI da Enersul vão recorrer

O presidente da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Enersul , deputado estadual Paulo Corrêa (PR), desconfia que há algo nebuloso para o Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul barrar as investigações que começaram a ser feita pela Assembleia Legislativa, 

“Tínhamos uma linha de investigação bem definida e a comissão foi implantada pela Assembleia por meio de instrumentos legais. Creio que há algo muito nebuloso nesse processo para barrarem os trabalhos”, afirmou Corrêa.

Apesar disso, os integrantes da comissão avisam que vão recorrer da decisão do Tribunal, que suspendeu os trabalhos do colegiado. 

“Vamos até a última instância para continuar defendendo o direito do consumidor. Estamos querendo investigar, baixar a conta da energia mas estamos proibidos e agora não podemos fazer nada porque o TJ não deixa seguirmos com a CPI”, reclamou Paulo Corrêa, que preside a Comissão Parlamentar de Inquérito. 

Paulo Corrêa lamentou, durante sessão de ontem, a decisão do Tribunal de Justiça que manteve a suspensão dos trabalhos da CPI da Enersul. 

Os parlamentares devem recorrer da liminar pela segunda vez para prosseguirem com a investigação sobre supostos desvios no setor da energia.


Criada em março, a CPI foi motivada por uma auditoria realizada em 2012 a pedido da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica), que apontou desvio de mais de R$ 70 milhões da Enersul (Empresa de Energia Elétrica de Mato Grosso do Sul). Uma lista de 38 nomes envolvidos no suposto esquema de corrupção também era alvo da comissão. 

A CPI está suspensa desde o início de maio, após decisão do desembargador Dorival Renato Pavan, que acatou pedido do Grupo Energisa, atual concessionária que comprou a Enersul em 2013. A empresa solicitou a suspensão da quebra de sigilo bancário e alegou que as investigações poderiam causar danos à imagem da empresa. 

Para o relator da comissão, deputado Beto Pereira (PDT), a preocupação da concessionária causa estranheza. “Algo incomoda nessa investigação. Que prejuízo a Energisa poderia ter se não temos sequer a alternativa de comprar energia com outra empresa?”, questionou. 

O deputado estadual Marquinhos Trad (PMDB) criticou a interferência do Judiciário nos trabalhos da CPI. “É um dia triste para o Legislativo porque a CPI estava indo no caminho certo e era uma forma de dar explicações para a população que nos cobra sobre as contas duplicadas e o aumento abusivo nas contas de energia. Não estamos contra a empresa mas sim a favor do consumidor”, argumentou. Com ALMS
 
Detran prorroga licenciamento para placas 1 e 2 mais uma vez
Correio do Estado
Suelen Buzinaro/Detran-MS
Ampliar
Funcionário do Detran fazendo vistoria em veículo
Já prevendo aumento no número de motoristas que pretendem licenciar seus veículos com mais de cinco anos de fabricação, o Detran–MS (Departamento Estadual de Trânsito) dará mais 10 dias de prazo – até 10 de julho – para que eles se regularizarem. 

A medida passa a valer hoje e ocorre porque, sem tempo de realizar a segunda votação ontem, a Assembleia Legislativa deixou para semana que vem a apreciação do projeto que reduz em 20%  o valor da taxa de vistoria. Até ontem, apenas 29,8% (53.668) dos 180.138 proprietários de veículos com cinco anos e com placas de final 1 e 2 estavam regulares. 

Lei de dezembro do ano passado prevê vistoria anual em veículos com mais cinco anos de fabricação. Houve polêmica, já que tal vistoria implica na cobrança de taxa de R$ 106,35 e ainda deve, obrigatoriamente, para que se possa fazer o licenciamento.

Deputados da bancada petista impetraram ação contra a cobrança, exigindo sua extinção. Tal pedido foi negado. 

Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

CALOTE
Diversos
Novo calote do governo federal deixa obras paradas em Mato Grosso do Sul
Chico Ribeiro
Ampliar
Sérgio Barbosa, Neto e Douglas na Assomasul
Willams Araújo

Além dos problemas decorrentes da queda da receita por conta da política econômica nacional, os prefeitos de Mato Grosso do Sul convivem com outra deficiência pública crucial que acaba agravando a situação: o atraso na liberação de verbas para construção de obras conveniadas com o governo federal. 

Ocorre que os prefeitos contratam os serviços com construtoras e o dinheiro carimbado não chega à origem e a obras ficam paralisadas, despertando a ira da população.   

São os casos de obras de creches prometidas pelo governo federal que estão paradas ou inacabadas na maioria dos municípios, não apenas em Mato Grosso do Sul, mas em todo o País. 

O prefeito de Amambaí, Sérgio Barbosa (PMDB), por exemplo, atesta que convive com essa situação. Segundo ele, 60% das obras de duas creches em seu município estão prontas e o repasse de R$ 750 mil para cada uma delas não chega. 

A verba a que o prefeito se referente é  oriunda do FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação). 

Fora o problema do atraso dos repasses, os prefeitos estão preocupados com algumas informações veiculadas pela imprensa dando conta que a culpa pela paralisação das obras é das prefeituras. 

Há dias, o programa Bom Dia Brasil, da Rede Globo de Televisão, noticiou que percorreu alguns dos estados onde deveriam estar funcionando as creches anunciadas pelo governo há cinco anos, mas encontrou a maioria das obras paradas. 

De acordo com a reportagem, das mais de seis mil creches prometidas apenas mil ficaram prontas.

Ainda segundo a matéria, em todo o Brasil deveriam ser 6.185 creches, mas só 1.004 estão prontas. O programado era que todas estivessem funcionando desde o início do ano. Outras 2.457, menos de 40%, estão em obras.

Na avaliação de Sérgio Barbosa, esse tipo de reportagem só prejudica os prefeitos que estão trabalhando corretamente, principalmente nos casos em que o culpado pelo atraso é o governo federal e não as prefeituras. 

O presidente da Assomasul (Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul), prefeito de Nova Alvorada do Sul, Juvenal Neto (PSDB), assegura que outros programas também possuem verbas em atraso, o que afeta a administração pública municipal que, segundo ele, vive à beira do colapso financeiro. 

 “A situação é semelhante em outros municípios, principalmente os de pequeno porte que sobrevivem basicamente das transferências constitucionais”, observa o dirigente, referindo-se ao FPM (Fundo de Participação dos Municípios). 

Os atrasos ao longo dos últimos quatro anos afetam também o transporte e a merenda escolar em várias  cidades. 

DINHEIRO EXTRA 

Para piorar a situação, o governo da presidente Dilma Rousseff também não está cumprindo o repasse da primeira parcela do aumento de 1% no FPM, que deveria ser feito no começo do ano.

Por causa disso, a CNM (Confederação Nacional de Municípios), da qual a Assomasul é filiada, pediu oficialmente ao governo federal R$ 1 bilhão, na forma de AFM  (Apoio Financeiro aos Municípios).

Um ofício assinado pelo presidente Paulo Ziulkoski foi protocolado na Presidência da República na segunda-feira (22), cobrando o repasse dos valores. 

No documento, a entidade explica que os 5.568 prefeitos de todo o Brasil aguardam o recebimento da primeira parcela do aumento de 1% no FPM. 

Conforme combinado com o Congresso e a Presidência, a primeira parte será de 0,5% do total de doze meses de arrecadação – de julho de 2014 a junho de 2015.

O montante esperado era de R$ 1,850 bilhão. No entanto, pelo entendimento do Tesouro Nacional, o valor determinado na Emenda Constitucional 84/2014 é referente aos meses de janeiro de 2015 a junho de 2015. Isso fará com que o total esperado pelos municípios caia pela metade – pois considera apenas seis meses e não doze.

No ofício, a CNM lembra que, em reunião na última semana, a Subsecretaria de Assuntos Federativos da Presidência reconheceu que esta foi a negociação.

Os acordos foram feitos com o então ministro da Fazenda, Guido Mantega, pós XVII Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios, em maio de 2014.
 
PROFESSORES DO MS
 
G1
Ampliar
Professores de MS têm melhores salários
O estado que paga o maior salário é Mato Grosso do Sul. Os professores com licenciatura recebem o salário-base de R$ 3.994,25 pelas 40 horas semanais, jornada padrão, de acordo com informações do governo estadual.

No outro extremo da tabela, o estado com o menor salário-base é Santa Catarina. Segundo o governo catarinense, os professores com licenciatura que trabalham 40 horas por semana ganham salário-base de R$ 1.917,78, mesmo valor do piso nacional, obrigatório por lei para os professores com formação mínima de nível médio.

As informações são de um levantamento do portal G1, que tomou como base essa categoria de docência porque as redes estaduais são as principais responsáveis pelo ensino médio, nível em que, para lecionar, é preciso concluir o curso de licenciatura.

Em média, o professor da rede pública estadual formado em licenciatura (ou seja, com diploma do ensino superior), recebe 57% do salário mediano dos trabalhadores brasileiros com formação equivalente. Segundo uma comparação feita pelo Cadastro Central de Empresas (Cempre) com base em dados de 2013, e divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) na semana passada, o salário médio de trabalhadores com diploma de nível superior foi de R$ 4.726,21.

Gratificações

Em entrevista ao G1, o ministro da Educação Renato Janine Ribeiro questionou o levantamento. Segundo ele, os dados levam em conta apenas os salários-base e exclui as gratificações, um método que ele classificou como "histórico" e composição salarial dos professores. "Ao longo do tempo os estados foram adotando formas diferentes de assalariar, e muitas vezes foi uma forma de dar aumento de verdade [para o professor]”, afirmou o ministro.

"São formas para ir compondo um salário. Você adota formas diferentes, mas chega uma hora em que há muita inconsistência, então é difícil fazer uma tabela de comparação. [Se um professor recebe gratificação por atuar em sala de aula, mas depois vai para outro setor], criam-se outros modos de não perder a gratificação, vão ganhando complexidade muito grande", explicou.
 

Irregulares, 14 municípios podem perder recursos de emendas parlamentares

Dinheiro será destinado a ações de saúde, educação e assistência social

As prefeituras de 14 munícipios correm o risco de perder recursos de 148 emendas parlamentares por causa de pendências com a Receita Federal, entre eles, Campo Grande.

Os prefeitos dessas cidades têm até amanhã (26) para regularizar a situação, senão os recursos serão transferidos para outras localidades.

“Todos os deputados entregaram as emendas, mas 14 municípios estavam com irregularidades. Se até amanhã não resolver essa situação, os deputados vão notificar o governo dizendo que não é possível [fazer a transferência] e encaminhar para outra instituição”, explica o líder do governo, deputado estadual Rinaldo Modesto (PSDB).

Cada parlamentar possui direito a R$ 1 milhão que deve ser destinado a instituições públicas ou não-governamentais que realizam serviços na área de saúde, assistência social e educação. Quando a instituição está irregular, o dinheiro fica retido com o Governo do Estado e o deputado perde a emenda.

Até o ano passado, o valor distribuído entre os membros do Legislativo era de R$ 800 mil, mas eles conseguiram um acordo com o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) que aumentou o recurso. Esse dinheiro é utilizado, principalmente, para os deputados atenderem suas bases eleitorais.

AL aprova reajuste de 7,9% para 10 mil servidores do Estado

Reajuste contempla apenas funcionários administrativo da educação, da Secretária de Fazenda e agentes patrimoniais

A Assembléia Legislativa de Mato Grosso Sul aprovou, na manhã desta quinta-feira (25), o Projeto de Lei, apresentado pelo governador Reinaldo Azambuja (PSDB), que concede reajuste de 7,9% para 10 mil dos 68 mil servidores em atividade no Estado. O aumento será apenas para categorias que não foram contempladas em dezembro do ano passado.

O projeto anunciado deste de maio pelo governador, foi votado em regime de urgência e dispensou cansativas negociações com as categorias. Funcionários administrativo da educação, da Secretária de Fazenda e agentes patrimoniais foram contemplados pelo reajuste.

Conforme o projeto, a revisão é destinada aos servidores estaduais ativos, inativos e pensionistas integrantes da administração direta, das autarquias e das fundações do poder executivo. A proposta é de revisão geral no percentual de 7,9% e tem como objetivo repor as perdas salariais decorrentes da inflação acumulada.

Além disso, a proposição leva em consideração as disponibilidades financeiras do Estado para atender às despesas dela decorrentes, bem como leva em consideração a Lei de Responsabilidade Fiscal

Negociações falidas

Diferente da postura irredutível apresentada em negociações com outras categorias, o governador não hesitou em conceder reajuste para estes servidores. Professores, Polícia Militar e Corpo de Bombeiros enfrentaram intensos debates com a administração Estadual, desde o início da gestão e não saíram contempladas.

 

Azambuja culpa a gestão do ex-governador André Puccinelli (PMDB) pelo impasse. Segundo ele, o aumento para estas categorias já havia sido concedido em dezembro do ano passado.  A postura, denominada de ‘reajuste zero’, descumpre, inclusive, documento que ele mesmo assinou, durante a campanha, garantindo aumento de 10,92% aos profissionais do magistério.


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

DA NOITE
Diversos
Deputados condenam confronto direto entre indígenas e produtores
Com ALMS
Wagner Guimarães
Ampliar
Zé Teixeira (dir) conversa com colegas no plenário
Após invasão indígena na fazenda Madama, localizada no município de Coronel Sapucaia, o deputados estaduais debateram a disputa entre índios e fazendeiros durante a sessão plenária de hoje (25). O direito de propriedade do produtor rural foi defendido e a ação efetiva dos governos federal e estadual, para sanar os conflitos, foi cobrada. 

Preocupado com a possibilidade do avanço das invasões no Estado, o deputado estadual Pedro Kemp (PT) disse que a situação dos conflitos entre produtores e índios é um problema de difícil solução e apelou para que a bancada federal, em Brasília, interceda e cobre uma solução da União. 

“A solução deve ser política e por isso nossa bancada federal deve buscar uma proposta concreta do governo federal, sendo que a União também deveria trabalhar para isso, pois é a autoridade maior em nosso Estado”, salientou.

O confronto direto entre os indígenas e produtores foi condenado pelos parlamentares que defenderam a ordem por meio de ações mais efetivas do governo federal. 

“Aqui no Estado quando há invasão os produtores é que são responsáveis por defender seu patrimônio, sua terra, as propriedades pelas quais pagaram e que são responsáveis pelo sustento de suas famílias. Defendo a ordem e sem ideologia, pois sou contra o derramamento de sangue, mas a favor da defesa de quem paga seus impostos”, ressaltou o deputado Zé Teixeira (DEM).

O líder do governo na Casa, deputado estadual Professor Rinaldo (PSDB), disse que o governador Reinaldo Azambuja, do mesmo partido, já acionou todas as forças de segurança necessárias para que o impasse em Coronel Sapucaia não seja resolvido com derramamento de sangue. 

“Estamos fazendo a nossa parte, mas o governo federal também deve fazer a dele, inclusive indicando logo o superintendente do Incra [Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária]”, explicou.
 
Criança de dois anos contrai HPV após ser estuprada pelo padrasto
Adão Jorge
Uma criança de 2 anos contraiu HPV, doença sexualmente transmissível pelo papilomavírus humano, após ser estuprada pelo padrasto. O casso aconteceu em Três Lagoas, leste do Estado. 

Segundo o site Expressão MS, o caso só foi descoberto no início deste mês pelo Conselho Tutelar, após um trabalho conjunto com a Polícia Civil, mas só foi divulgado à imprensa nesta quinta-feira (25).

De açodo com o delegado Paulo Henrique Rosseto, responsável pelo caso, um exame de corpo de delito comprovou a doença e o estupro da criança.

O abuso foi descoberto pelo conselheiro tutelar, Davis Martinelli, que encaminhou a vítima para passar por análises. O caso, segundo o site Expressão MS, foi registrado como estupro de vulnerável.

A Polícia Civil investiga o caso e já ouviu a mãe da criança, uma mulher de 21 anos, assim como o padrasto, de 27. As informações apontam que eles entraram em contradição durante depoimento.

No transcorrer da conversa da equipe de apoio psicológico com a criança, ela indicou que o autor do crime seria o padrasto.

A guarda foi tirada da mãe e a vítima agora está com o pai biológico, pois há indícios de que a mãe possa ter sido negligente com a filha. 

Após a divulgação do fato, o delegado espera que isso sirva de alerta às mães e à população para que denunciem qualquer tipo de abuso e sempre tomem cuidado. 

Segundo ele, na maior parte dos casos, o agressor tem relação próxima com a vítima.

Bebê sofre queimaduras após funcionária de creche passar álcool em seu rosto

Na última quinta-feira, ao buscar o filho de dez meses em uma creche municipal no distrito da Penha, na Zona Leste de São Paulo, Jéssica Dias teve uma surpresa bastante desagradável: encontrou Ryan com o rosto todo ferido, coberto de queimaduras. Desesperada, a jovem de 19 anos foi pedir explicações aos funcionários da creche, chamada Centro de Educação Infantil (CEI) Tiquatira I.

– Me disseram que um colega do meu filho havia o mordido no rosto e que a professora, sem saber o que fazer, jogou álcool e esfregou com muita força. E o pior, apesar de ter acontecido por volta das 9h, só soube do problema quando fui buscá-lo, às 16h30. Ninguém me ligou para me avisar sobre o que havia acontecido. Nem desculpas a professora pediu – relata Jéssica, lembrando que o filho começou a estudar na creche no início deste ano.

O caso ocorreu na última quinta-feira. Mãe de bebê diz que ele já está se recuperando. Foto: Jéssica Dias

O caso ocorreu na última quinta-feira. Mãe de bebê diz que ele já está se recuperando. Foto: Jéssica Dias

Após o episódio, na segunda-feira, Jéssica foi até a delegacia da região para registrar queixa contra a professora. Além disso, a mãe assistiu às imagens das câmeras de segurança da creche. Segundo ela, além de ter queimado o filho, a professora ainda o teria jogado no chão. Agora, Jéssica teme levar o filho à creche novamente.

– Fiquei revoltada, nunca imaginei que isso pudesse acontecer. Depois do que aconteceu, tenho medo de deixá-lo na creche. Estou cuidando dele em casa. O Ryan tem acordado assustado, mas já está melhorando dos ferimentos – conta.

A jovem destacou que a creche está prestando toda a assistência necessária a sua família, e que a professora responsável pelas queimaduras acabou pedindo demissão do CEI.

– O diretor da creche nos acompanhou até o hospital, pagou o convênio e até comprou pomada. Ele disse que, apesar de não ter sido o responsável pelo que aconteceu, garantiu que vai cuidar do meu filho – diz Jéssica.

Diretoria Regional de Educação confirma que professora pediu demissão

A Diretoria Regional de Educação Penha, responsável pelo CEI Tiquatira 1, confirmou que Ryan teve o rosto mordido por outro aluno no dia 18 de junho e que a professora, cujo nome não foi divulgado, “com o propósito de limpá-lo, passou um pano com álcool no local”. A diretoria admitiu que “a mãe não foi avisada pela escola, por telefone, e só teve esclarecimentos do episódio, por parte da mesma professora, quando pegou seu filho no final do horário escolar, inclusive que havia passado pomada no rosto da criança.”

A diretoria informou ainda que, no dia seguinte, “a mãe compareceu à escola e relatou o episódio à direção” e que “a entidade mantenedora do espaço, ao ver as imagens da câmera de segurança, questionou o procedimento da professora que, constrangida, pediu demissão.” O órgão destacou que “a criança foi encaminhada a clínica particular e todas as despesas – inclusive os medicamentos – foram assumidos pela entidade.”

Ainda na nota, informaram que “a Supervisão Escolar da Diretoria Regional de Educação Penha (DRE PE), a qual a creche está subordinada, reorientou a direção acerca dos procedimentos que devem ser adotados em casos análogos, dentre os quais comunicar imediatamente as famílias, por telefone, sobre acidentes com seus filhos”, além de ter sugerido “que a escola faça uma nova formação com professores sobre primeiros socorros.”

ATENÇÃO: IMAGENS FORTES

Diretoria Regional de Educação da Penha admitiu o caso, mas destacou que está prestando toda a assistência à família de Ryan.
Diretoria Regional de Educação da Penha admitiu o caso, mas destacou que está prestando toda a assistência à família de Ryan. Foto: Jéssica Dias

Leia a nota da Diretoria Regional de Educação Penha na íntegra:

Em 18 de junho passado, um aluno teve o rosto mordido por outro na sala de aula de um Centro de Educação Infantil (CEI) conveniado. A professora, com o propósito de limpá-lo, passou um pano com álcool no local. A mãe não foi avisada pela escola, por telefone, e só teve esclarecimentos do episódio, por parte da mesma professora, quando pegou seu filho no final do horário escolar. Inclusive que havia passado pomada no rosto da criança.

Como o aluno apresentava queimaduras no local, a família procurou ajuda médica. No dia seguinte (19), a mãe compareceu à escola e relatou o episódio à direção. A entidade mantenedora do espaço, ao ver as imagens da câmera de segurança, questionou o procedimento da professora que, constrangida, pediu demissão. A criança foi encaminhada a clínica particular e todas as despesas inclusive os medicamentos foram assumidas pela entidade.

A Supervisão Escolar da Diretoria Regional de Educação Penha (DRE PE), a qual a creche está subordinada, reorientou a direção acerca dos procedimentos que devem ser adotados em casos análogos, dentre os quais comunicar imediatamente as famílias, por telefone, sobre acidentes com seus filhos. E sugeriu que a escola faça uma nova formação com professores sobre primeiros socorros.

 

Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

Corpo do cantor sertanejo Cristiano Araújo é enterrado

O corpo do cantor Cristiano Araújo, de 29 anos, que morreu após um acidente de carro na BR-153, em Goiás, foi enterrado por volta das 12h desta quinta-feira (25), no Cemitério Jardim das Palmeiras, em Goiânia. Mais de 1,5 mil pessoas, entre familiares, amigos e fãs, acompanharam a cerimônia, segundo estimativas da Polícia Militar. Eles deram uma salva de palmas e cantaram vários sucesso do artista durante a despedida.

Cristiano Araújo é enterrado com bandeiras do Brasil e do Vila Nova - Foto: Reprodução/G1
Cristiano Araújo é enterrado com bandeiras do Brasil e do Vila Nova Foto: Reprodução/G1

O sepultamento do cantor ocorreu após um cortejo de 15 km em um carro dos bombeiros, que partiu do Centro Cultural Oscar Niemeyer, onde o corpo foi velado por mais de 15 horas, até o local.O caixão estava coberto por uma bandeira do Brasil e outra do Vila Nova, time do coração do sertanejo.

O pai de Cristiano Araújo, João Reis de Araújo, estava muito emocionado durante o enterro. Outros parentes do músico e colegas de banda também estavam presentes. A mãe dele, Zenaide Melo, passou mal durante o velório e muito abalada, não compareceu ao sepultamento, assim como os filhos do artistas, João Gabriel, de 7 anos, e Bernardo, de 2.

Diferente do previsto inicialmente, o corpo da namorada do músico, Allana Moraes, de 19, que também morreu no acidente, não foi enterrado ao mesmo tempo que o de Cristiano. O sepultamento dela ocorreu antes, por volta das 10h30, no mesmo local.

O velório começou na tarde de quarta-feira (24). Durante toda a noite, familiares, amigos e fãs estiveram no local para prestar a última homenagem. Veja fotos da despedida.

Famosos, como os cantores Leonardo, Henrique e Juliano, Guilherme (da dupla com Santiago), Mariano (da dupla com Munhoz) e Bruno (da dupla com Marrone), foram se despedir do artista.

Por volta das 8h30 desta quinta-feira, uma missa foi celebrada pelo padre Marcos Rogério, da Paróquia Nossa Senhora da Assunção, igreja que o sertanejo frequentava.

Milhares de fãs enfrentaram mais de duas horas na fila para prestar homenagens ao ídolo. Alguns chegaram a dirigir mais de 11h para acompanhar a cerimônia. Segundo a Polícia Militar, até as 9h, cerca de 50 mil pessoas estiveram no velório.

G1

Luan Santana se emociona e faz homenagem a Cristiano Araújo em Aracaju

Ao subir ao palco do festival Forró Caju, em Aracaju, nesta quarta (24), Luan Santana se emocionou ao dedicar o show ao amigo Cristiano Araújo, que morreu em um acidente de carro na BR 153, entre Morrinhos e trevo de Pontalina, em Goiás. "Dedico esse show ao nosso amigo Cristiano Araújo", disse o cantor, que contou com a ajuda dos fãs para cantar a primeira música, "Eu Não Merecia Isso".

Antes de cantar "Efeitos", sucesso de Cristiano Araújo, Luan falou mais sobre o amigo. "Quando a gente chega no céu, a gente vai ter orgulho de dizer que a gente viveu no tempo que viveu Cristiano Araújo".

Luan já havia feito uma homenagem a Cristiano em seu Instagram. "Cris, nesse momento, sua família, seus amigos, seus fãs (e me incluo aqui) estamos sofrendo muito, mas um sentimento consegue ser maior que isso: a gratidão!", escreveu.

E ainda relembrou do bom humor do sertanejo. "Cristiano era uma cara preocupado com sua carreira, determinado em seus projetos, amigo das pessoas, amante dos fãs, humilde e engraçado demais. Era impossível não rir quando ele fazia piadas com aquele sotaque goiano". 

 

Morte

O cantor e compositor sertanejo Cristiano Araújo morreu na manhã desta quarta-feira (24), aos 29 anos, após sofrer um grave acidente de carro. A namorada de Cristiano, Allana Moraes, 19, estava junto com ele e morreu no local. O velório do casal será aberto ao público no Centro Cultural Oscar Niemeyer, em Goiânia, a partir das 19h. O enterro está marcado para as 11h de quinta-feira no cemitério Jardim das Palmeiras, onde os dois serão enterrados em túmulos próximos.

Conhecido pelos hits como "Maus Bocados", "Cê Que Sabe" e "Hoje Eu Tô Terrível", Cristiano Araújo era, ao lado de Gusttavo Lima, Lucas Lucco e Luan Santana, uma das revelações do sertanejo desta década e era conhecido por incluir o ritmo do arrocha em suas músicas.

Cristiano havia acabado de fazer um show na cidade de Itumbiara (a 200 km de Goiânia), na madrugada desta quarta-feira (24), quando o veículo em que estava capotou por volta das 3h na rodovia Transbrasiliana (BR-153), na altura do quilômetro 613, entre os municípios de Goiatuba e Morrinhos. 

O sertanejo chegou a ser levado em estado grave, com hemorragia interna, para o Hospital Municipal da cidade de Morrinhos. De lá, foi transferido de helicóptero, mas chegou ao Hugo (Hospital de Urgência de Goiânia) já em óbito.

Cristiano Araújo era uma das principais atrações desta quarta-feira no São João de Caruaru, tradicional festival de Caruaru, em Pernambuco. Ele deixa dois filhos, João Gabriel, de 6 anos, e Bernardo, 2, frutos de relacionamentos anteriores com outras duas mulheres. Cristiano e Allana namoravam há pouco mais de um ano e não tinham filhos juntos.

 


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

NOTICIAS DA TARDE
Diversos

Jaime Bambil quer realização de concurso para músicos da Banda Mirim de Amambai

Os cargos de saxofonista, trompetista, flautista, trombonista e instrutor de fanfarra devem ser incluídos no concurso público, afirma o vereador
 
Vereadores Jaime Bambil e Ilzo Victor, autores da indicação
Foto: Moreira Produções Vereadores Jaime Bambil e Ilzo Victor, autores da indicação
Foto: Moreira Produções

Amambai (MS) – Com os objetivos de qualificar a formação da Banda Mirim de Amambai e dar oportunidade e garantia para os músicos, o presidente do legislativo de Amambai, vereador Jaime Bambil (PT do B), está propondo a realização de concurso público para o preenchimento de vagas na Banda.

O parlamentar quer que o executivo municipal inclua no edital do concurso público, que será realizado neste ano, para o preenchimento de cargos eletivos no poder público, as vagas de saxofonista, trompetista, flautista, trombonista e instrutor de fanfarra.

“É necessário que Amambai tenha integrantes em seu quadro de servidores públicos profissionais qualificados para executar os hinos nacional, estadual e municipal nos eventos públicos e solenidades oficiais e, também, garantir o funcionamento permanente da Banda Mirim”, afirma o vereador Jaime Bambil.

A proposição foi apresentada na sessão da Câmara Municipal, realizada na segunda-feira (22), através da indicação número 094/2014, subscrita pelo vereador Ilzo Victor Arce Vieira (PT do B).

Senac oferece 25 vagas para curso gratuito de Recepcionista em Amambai

Fonte: Da Assessoria

O Senac está com inscrições abertas para preencher 25 vagas no curso gratuito de Recepcionista, oferecido aos moradores de Amambai, por meio do Programa Senac de Gratuidade (PSG). As vagas serão preenchidas por ordem de inscrição e matrícula do candidato e as aulas têm início dia 30 de junho.

As inscrições devem ser feitas no CRAS do município, localizado na Rua Dom Pedro II, 3.625, Vila Primavera. O curso será realizado no Centro de Capacitação Profissional, na Rua Marechal Deodoro, 711, de segunda a sexta-feira, das 18h às 22h. Para se inscrever o candidato precisa ter idade mínima de 16 anos e ensino fundamental completo.

O PSG é mais do que a oferta de cursos gratuitos. É uma ação de inclusão social que vem transformando a vida de milhares de pessoas, oferecendo oportunidades de um futuro melhor para todos. Os alunos do PSG recebem material didático gratuito.

Prazo para Alistamento Militar se encerra no próximo dia 30

Os jovens dos municípios de Caarapó e Juti que completaram ou irão completar 18 anos em 2015, e que ainda não fizeram o alistamento militar, tem até o próximo dia 30 para cumprir com a obrigação do Serviço Militar.


Em Caarapó o alistamento continua sendo feito na Junta de Serviço Militar, que fica no prédio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico.


Segundo o capitão Hugo César Rodrigues Goulart – Delegado da 3ª Delegacia de Serviço Militar (3ª Del SM), com sede em Amambai, a obrigação para com o Serviço Militar, em tempo de paz, começa no dia 1º de janeiro do ano em que o brasileiro completar 18 (dezoito) anos de idade e subsistirá até 31 de dezembro do ano em que completar 45 (quarenta e cinco) anos.

 

“Ao ser alistado, dentro do prazo, todo o brasileiro receberá imediata e gratuitamente, do órgão alistador, o Certificado de Alistamento Militar (CAM). O brasileiro que não se apresentar para o alistamento obrigatório incorre na multa prevista no número 1 do art. 176 do Regulamento da Lei de Serviço Militar (RLSM)”, explicou Goulart.

 

Os documentos necessários para o alistamento são: - certidão de nascimento/carteira de identidade,; - uma fotografia 3X4cm, colorida ou preto-e-branco, recente; - comprovante de residência; - desejável que o cidadão forneça: tipagem sanguínea e número de inscrição no Cadastro de Pessoas Físicas (CPF).

 

O capitão informou ainda que podem ser aceitos como documento de identidade (desde que dentro da validade): - carteira de trabalho, passaporte brasileiro, carteira nacional de habilitação expedida pelo DETRAN, com foto; carteira de identidade expedida por órgão fiscalizador do exercício de profissão regulamentada por lei; outros documentos públicos com validade em todo o território nacional que permitam a identificação.

 

Goulart destacou ainda que estará sujeito às penalidades da legislação em vigor o cidadão que fizer declarações falsas aos órgãos do Serviço Militar.


O capitão deixou bem claro que nenhum brasileiro, entre 1º de janeiro do ano em que completar 19 anos e 31 de dezembro do ano em que completar 45 anos de idade, não ficar em dia com suas obrigações militares depois não poderá: Obter passaporte ou prorrogação de sua validade; Ingressar como funcionário, empregado ou associado em instituição, empresa ou associação oficial, oficializada ou subvencionada ou cuja existência ou funcionamento dependa de autorização ou reconhecimento do Governo Federal, Estadual, dos Territórios ou Municipal; Assinar contrato com o Governo Federal, Estadual, dos Territórios ou Municipal; Prestar exame ou matricular-se em qualquer estabelecimento de ensino; Obter carteira profissional, registro de diploma de profissões liberais, matrícula ou inscrição para o exercício de qualquer função e licença de indústria e profissão; Inscrever-se em concurso para provimento de cargo público; Exercer, a qualquer título, sem distinção de categoria ou forma de pagamento, qualquer função pública ou cargo público, eletivos ou de nomeação, quer estipendiado pelos cofres públicos federais, estaduais ou municipais, quer em entidades paraestatais e nas subvencionadas ou mantidas pelo poder público; E receber qualquer prêmio ou favor do Governo Federal, Estadual, dos Territórios ou Municipal.


Em uma reunião com o prefeito Mário Valério no dia de ontem (18), Goulart aproveitou para parabenizar o município de Caarapó que segundo ele, ao contrário dos outros é um dos únicos no Estado que tem aumentado o número de alistamentos nos últimos anos.

 

Conforme o capitão dos 14 municípios que compreendem a 3ª Delegacia de Serviço Militar (3ª Del SM), Caarapó talvez seja o único que tem conseguido aumentar a cada ano o número de alistados para o Serviço Militar.

 

Conforme o chefe da Junta de Serviço Militar de Caarapó, Samuel Pereira de Souza, até ontem já haviam sido alistados 234 jovens. Sendo que a expectativa até o próximo dia 30 é que esse número chegue a 300 jovens.

 

A data da seleção também foi definida e será nos dias 15, 16 e 17 de setembro do corrente ano na Guarda Mirim.

 

Mais informações sobre o Alistamento Militar em Caarapó no telefone 3453 3192, no horário das 7 às 12h, de segunda a sexta-feira. (Com informações do capitão Hugo César Rodrigues Goulart – Delegado da 3ª Delegacia de Serviço Militar (3ª Del SM), com sede em Amambai)

Pista de Skate foi inaugurada pela Prefeitura de Amambai nesse domingo (21)
Diversos

No dia internacional do skate, torneio, shows e homenagens marcaram a inauguração.

Katiéli Duarte - Decom

Nesse domingo (21), data que marca o dia internacional do skate, a Prefeitura Municipal de Amambai realizou a solenidade de inauguração da Pista de Skate Municipal, que traz consigo o nome do esportista e músico amambaiense, Wagner Bampi Paixão.

A pista, que teve as obras iniciadas no mês de novembro de 2014, foi entregue e inaugurada nesse domingo (21), pela Prefeitura Municipal de Amambai. O evento aconteceu a partir das 14 horas com torneio entre os skatistas locais, além de participação do skatista profissional Denilson Ferreira de Morais, que realizou “rolês” de apresentação na pista e a avaliação do torneio, finalizando com show das Banda Reise e Refletir Mc’s, ambas pratas da casa e representantes dos gêneros rock e rap, estilo comum entre os jovens praticantes do esporte.

A obra, que foi totalmente custeada com recursos próprios do Município e executada pela empresa Perfil Engenharia, é avaliada no valor de R$ 100.000,00 e está localizada na região central da cidade, ao lado do Ginásio de Esportes Flávio Derzi.

O skatista profissional Denilson de Morais, que pratica o esporte cerca de 14 anos, fala sobre a importância da pista, tanto para a prática adequada do esporte, quanto para a melhor visibilidade do esporte pela sociedade. “A pista Wagner Bampi Paixão é uma pista padrão, de qualidade, que permite vários estilos e dificuldades diferentes de manobras, dessa forma, proporciona ao esportista o desenvolvimento da sua capacidade técnica com o skate. Além disso, a iniciativa da Prefeitura de Amambai é muito válida, pois quando o poder público investe no skate, dá aos pais e à sociedade uma visão mais ampla do que é ser skatista, que além de um esporte, é um estilo de vida. Isso com certeza ajuda a sociedade a quebrar as barreiras e preconceitos com relação aos praticantes do esporte”, pondera Denilson, que é residente na cidade de Dourados.

 

Para o Secretário Municipal de Desporto e Cultura, Elton Marques, “é uma alegria e satisfação imensa estar hoje aqui, inaugurando a Pista de Skate de Amambai. Sabemos que é uma demanda antiga e de grande importância para o Município”, destacou Elton, que garantiu: “agora os pais dos praticantes do esporte podem ficar tranquilos, pois com um lugar adequado para a prática do esporte, seus filhos sairão das ruas e não correrão os mesmos riscos, como acontecia antes de entregarmos esse espaço adequado”, pontuou.

Eduardo Andrade, o “Mutty” representante da Aska (Associação dos Skatistas de Amambai), falou sobre a conquista dos esportistas da modalidade. “A única coisa que posso fazer é, em nome dos skatistas de Amambai, agradecer a cada um que se empenhou para realizar esse sonho, ao prefeito Sérgio, aos secretários e aos vereadores, a cada um que abraçou essa causa com a gente e nos permitiu estar aqui, nessa grande festa”, agradeceu. “O design e qualidade dessa pista não são vistos em qualquer lugar. Agradecemos imensamente pelo presente e garantimos que, aqui em Amambai, os skatistas estarão sempre prontos a trabalhar em prol ao skate, mas principalmente em prol à sociedade”, finalizou o skatista.

 

O vereador David Nicoline, que no ato representou o presidente da câmara de vereadores, Jaime Bambil, reconhece a iniciativa do poder público quanto a atender a demanda pela pista. “O Prefeito Sérgio está, com a inauguração desta pista, deixando uma marca de sua administração na nossa cidade. Foi um ato de sensibilidade a construção da pista, que vem para atender os anseios de toda essa juventude que durante tanto tempo solicitou um espaço adequado para a prática do esporte”, falou o vereador.

O vice-prefeito de Amambai, Dr. Edinaldo Luiz Bandeira, parabenizou a todos pela união de esforços e a conquista, que é de toda a comunidade amambaiense. “Nós estamos sempre à disposição para ouvir e atender as demandas de cada parcela da população. Quem ganha com isso são os skatistas, a juventude e principalmente toda a população de Amambai, que sabe que pode contar com a Prefeitura Municipal na busca pela realização das suas reivindicações”, falou o vice-prefeito.

“Amambai é privilegiada em possuir uma administração austera, que sabe conduzir a máquina pública de modo a conseguir concretizar tantos projetos e atender a tantas demandas, mesmo com as dificuldades que as prefeituras vêm enfrentando atualmente”, pontuou.

Sérgio Barbosa, Prefeito Municipal de Amambai, relatou que se sente realizado com a entrega do local. “É uma obra feita inteiramente com a participação dos interessados, que estiveram presentes conosco em cada etapa de elaboração e construção deste espaço, o que o torna ainda mais especial, tanto pra nós enquanto administração, tanto para os esportistas”, falou o prefeito, informando que a administração municipal tem um projeto de trazer para Amambai, uma oficina de grafite, como forma de incentivo à arte de rua. “Amambai possui tantos espaços que podem ser coloridos e ocupados com arte. O grafite, desde que seja feito com responsabilidade e possua a devida autorização é a expressão de uma arte e pode trazer ainda mais vida para nossa cidade”, pontuou o Prefeito.

comentários? | Pontos: 0)

FIQUE SABENDO
Diversos

'Ainda bem que não tem data', diz Jô Soares sobre pichação após entrevistar Dilma

  • Fotos Reprodução de vídeo

    Jô Soares lembra dos tempos da ditadura ao falar de pichação


 

Jô Soares falou em seu programa na TV Globo na noite anterior sobre a ameaça por meio de uma mensagem pichada na entrada de sua casa após sua entrevista com a presidente Dilma Rousseff. “Eu não posso deixar em branco, não posso deixar de comentar a frase que deixaram na calçada do meu prédio: 'Morra Jô Soares'. Eu ainda falei: 'ainda bem que não tem data'. Aquilo só fez assustar, realmente, as crianças do bairro”, disse Jô, que agradeceu as manifestações de solidariedade recebidas após a ameaça e citou o apoio do amigo escritor Fernando Morais “que foi vítima também desse ódio fascista que repercute pelas redes sociais. Olha a frase que usaram contra ele: 'não aparece ninguém pra matar esse homem?'”.
 
O apresentador comparou o episódio aos tempos da ditadura, citando um caso em que teve as paredes de sua casa sujas de tinta vermelha para simular sangue assinada pelo Comando de Caça aos Comunistas (CCC). Jô negou ainda os boatos de que teria reforçado sua segurança após as ameaças. “Eu não posso reforçar uma coisa que eu não tenho. Eu não ando com segurança. E espero que nem tenha porquê, porque a gente também não está ainda vivendo num clima de Estado Islâmico, né? Tá uma coisa terrível, e, por favor, essas pessoas que têm esse tipo de pensamento, reavaliem por tudo aquilo que o pais já passou e que não pode virar o chamado ovo da serpente”, afirmou.

Brasília - DF - O ministro do Desenvolvimento Agrário, Patrus Ananias, disse hoje (23) que o Estado, as organizações não governamentais, universidades e a sociedade civil precisam debater o limite dos usos de agrotóxicos e sementes transgênicas no Brasil. Segundo ele, o Plano Safra da Agricultura Família, lançado ontem (24), prevê o apoio à conservação e valorização de sementes e mudas nativas, chamadas de crioulas.

"Estamos lançando junto esse programa, para valorizar sementes e mudas que não sejam transgênicas e que sejam vinculadas à tradição das agricultoras e agricultores familiares, considerando, inclusive, as diversidades regionais do país. Vamos ampliar as parcerias já feitas com a Embrapa [Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária], com universidades, sempre nessa linha de termos uma agricultura saudável, com o mínimo ou totalmente liberta de agrotóxicos”, disse.

O ministro acrescentou que o tema é importante e inclusive foi levantado diretamente pelo papa Francisco em sua encíclica sobre as questões ambientais e sociais.

Patrus também ressaltou o papel da Agência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (Anater), criada em 2013 e que agora sai do papel com a nomeação do seu presidente, o engenheiro agrônomo Paulo Cabral, pela presidenta Dilma Rousseff.

“Começamos, então, a consolidar a Anater e a parte da assistência técnica começa a ter uma referência pública. Queremos e vamos manter as parcerias com universidades e entidades privadas mas sob uma diretriz pública, com ações integradas dos ministérios do Desenvolvimento Agrário, Desenvolvimento Social e da Agricultura, para garantir que os agricultores familiares tenham acesso a novas tecnologias e novos conhecimentos para melhorar e ampliar a sua produção”, disse Patrus.

Além de outras propostas previstas no Plano Safra da Agricultura Familiar 2015/2016, o ministro falou sobre o acordo feito com os movimentos pela reforma agrária e delegado pela presidenta Dilma Rousseff de apresentar em 30 dias um plano de reforma agrária para o país. “Nós estamos trabalhando nesse plano e nossa determinação é que até o final do governo Dilma, até 2018, nós tenhamos assentados em condições dignas todas as famílias acampadas no Brasil”, ressaltou.

O ministro do Desenvolvimento Agrário participou hoje do programa Bom Dia, Ministro, produzido pela Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República em parceria com a EBC Serviços.


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

PALAVRAS...
Diversos

Cardozo diz que governo não paralisou demarcação de terras indígenas


Reajuste de aposentadorias "foi um ato contra o trabalhador
Diversos

Brasília - DF - O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), disse hoje (25) que a emenda que estendeu os reajustes do salario mínimo a aposentados e pensionistas, aprovada na noite de ontem (24), foi “ um ato contra o trabalhador”. Cunha disse que o governo deve vetar integralmente o texto já que a mudança foi feita no texto principal da Medida Provisória (MP) 672/15 que estabelece regras de reajuste do salário mínimo para o período de 2016 a 2019.

A matéria tinha sido encaminhada pelo governo e ainda precisa da apreciação no Senado.

“ Acho que o governo deve esquecer essa medida provisória. Não deve nem concluir essa votação. O governo não vai poder sequer vetar individualmente o que foi aprovado ontem. E eu não creio que o Senado vote e [a MP] volte para a Câmara antes de perder a validade”, avaliou.

Não há consenso sobre a possibilidade de veto. Assessores da liderança do governo afirmam que a presidenta pode vetar apenas o ponto sem prejudicar o texto integralmente.

Para o parlamentar, as chances do trabalhador ter uma política de reajuste foram adiadas com a alteração aprovada pelos deputados. “Essa medida de ontem foi uma medida que passou dos seus limites. A aprovação de ontem realmente causa prejuízo ao país. Foi feita de forma equivocada. Não se trata de proteger os aposentados, se trata de você dar uma correção salarial a todos os aposentados, com recurso público, que nem os funcionários da ativa tem direito”.

Cunha disse que o resultado da votação foi um erro, resultado de jogo político. “Os sinais que nós vamos dar para o mercado é de um descontrole da política fiscal de tal maneira que não haverá medidas ou nem quem possa resolver porque para gastar mais R$ 9 bilhões, só no ano que vem”, avaliou o presidente da Câmara.

Sobre a votação do Projeto de Lei (PL) 863/15 da desoneração, o deputado disse que é natural o debate acalorado em torno do texto, mesmo com os acordos fechados entre os parlamentares. Segundo ele, a votação da matéria deve ser concluída ainda hoje. Restam quase 20 emendas que foram apresentadas ao texto defendido pelo governo como uma das estratégias para o ajuste fiscal.

Carolina Gonçalves - Repórter da Agência Brasil/Edição: Marcos Chagas/ Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

DEMARCAÇÃO
Diversos

Reunião sobre invasões revela a tensão de produtores no Cone Sul

Promovida pelo Sindicato Rural de Amambai, o ato contou com a presença da Famasul, DOF, PM, Polícia Civil, ruralistas e autoridades locais e regionais.

Nas fotos momentos da reunião. Invasões de terras por parte de indígenas causa preocupação e insegurança mo campo e representa um “nocaute” na economia da região de fronteira, no Cone Sul de Mato Grosso do Sul. (Fotos: Vilson Nascimento)

Uma reunião realizada na manhã dessa quarta-feira, dia 24 de junho, em Amambai com a presença da Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul), sindicatos rurais e autoridades locais e regionais, com o objetivo de debater o tema, demonstrou a tensão que a classe produtora da região atravessa por conta das invasões de terras por parte de indígenas no Cone Sul do Estado.

Nos últimos dois meses foram quatro invasões, uma no município de Paranhos no final de abril e três essa semana, uma entre Amambai e Coronel Sapucaia na segunda-feira, dia 22 e outras duas em Aral Moreira na madrugada dessa quarta-feira, dia 24 de junho.

Além do presidente da Famasul, Nilton Pickler, o presidente eleito da entidade, o médico veterinário Maurício Saito e o advogado da entidade, Dr. Gustavo Passarelli, a reunião, promovida pelo Sindicato Rural de Amambai (SRA) também contou com a presença do vice-prefeito de Amambai, Dr. Edinaldo Luiz Bandeira, que representou o Poder Executivo local na ocasião, do presidente da Câmara Municipal de Amambai, vereador Jaime Bambil Marques, do comandante da 3ª Companhia Independente de Polícia Militar, com sede em Amambai, Major Josafá Dominoni, do diretor do DOF (Departamento de Operações de Fronteira), com sede em Dourados, Tenente Coronel Ary Carlos Barbosa e do delegado regional de Polícia Civil, Dr. Clemir Vieira Junior.

O advogado da Famasul, Dr. Gustavo Passarelli, passou aos produtores rurais a situação jurídica atual da questão de demarcações, que no ponto de vista do advogado tem avançado bem.

O clima já de apreensão passou a ficar mais tenso quando Dr. Gustavo argumentou sobre decisões do Supremo Tribunal Federal (STF) por meio do ex-ministro Joaquim Barbosa, que suspendeu liminares de reintegração de posse de terras invadidas deferidas em primeira e segunda instância da Justiça Federal e relatou que a mesma linha de raciocínio vem sendo adotada pelo atual presidente do STF, o ministro Ricardo Lewandowski.

Revoltados com a falta de ação do Governo Federal e com a morosidade do Poder Judiciário brasileiro em relação a questão, produtores vítimas das ações das forças invasoras, que além da ocupação das terras, também causam destruição e grandes prejuízos aos proprietários das áreas ocupadas e aos funcionários, moradores nas fazendas ocupadas, produtores que tiveram suas fazendas invadidas fizeram desabafos emocionados.

Alegando a inércia do Estado e da União como um todo em relação a questão, alguns produtores mais exaltados chegaram a propor a formação de grupos para tirar a força os indígenas de áreas invadidas, mas foram contrapostos por parte dos próprios produtores que defendem medidas jurídicas e institucionais.

O diretor do DOF, Tenente Coronel Ary Barbosa, que no ato representava a Secretaria de Justiça e Segurança Pública de Mato Grosso do Sul e o comandante da 3ª CIPM, Major Dominoni ressaltaram que as duas instituições não podem interferir direto na questão por se tratar de jurisdição federal, mas podem atuar no sentido de garantir a segurança na dos moradores da região.

O delegado regional de Polícia Civil, Dr. Clemir Vieira Junior relatou que a instituição, por meio do delegado titular da Delegacia de Amambai, Dr. Mikaill Gouveia Faria, adotou as medidas necessárias dentro de sua competência, que foi participar das negociações para a retirada do gado e dos pertences dos funcionários da fazenda invadida na segunda-feira, 22 de junho, na Fazenda Madama.

O vice-prefeito de Amambai, Dr. Luiz Bandeira, destacou a questão de invasão de terras em Amambai é uma preocupação da Prefeitura e a administração municipal está ao lado dos produtores rurais e apoiará a classe produtora em todas as ações que estiverem dentro da lei.

Esse foi o mesmo posicionamento do presidente da Câmara, vereador Jaime Bambil. “Não estamos contra os indígenas. Nosso posicionamento é contra as invasões de terras produtivas, que geram alimentos, emprego e renda em nosso município, inclusive beneficiando a própria população indígena”, disse o vereador.

Ao final da reunião parte dos produtores, mesmo com orientação contrária do Sindicato Rural e das autoridades presentes, decidiram por se reunir e se deslocar até a Fazenda Madama.

“Nosso papel enquanto Sindicato é dar toda a sustentação possível aos produtores no campo administrativo e jurídico e isso estamos fazendo. Se vocês decidirem ir até lá é por conta e risco de vocês”, disse o presidente do Sindicato Rural de Amambai, Diogo Peixoto da Luz.

O grupo foi até a propriedade rural e ocupou a sede da fazenda invadida e houve confronto.

A reunião dessa quarta-feira em Amambai também contou com a presença do presidente do Sindicato Rural de Caarapó, Antônio Maran, do presidente do Sindicato Rural de Iguatemi, Hilário Parise, presidente do Sindicato Rural de Tacuru, Maria Casagrande, representastes de outros sindicatos rurais da região, entre eles, Aral Moreira, dos vereadores de Coronel Sapucaia, Maria Eloir Vilante, Nájla Mariano, Carlos Magno Fernandes, o “Carlão” e Felipe Amado, além do presidente da Associação Comercial e Empresarial de Amambai (ACIA), Azor Assis e representantes de classes de Amambai e região.VN

Produtores rurais e índios entram em confronto após ocupação em MS

Confronto aconteceu na fazenda Madama, município de Coronel Sapucaia.
Funai diz que 50 índios ocupam área; Famasul afirma que situação é tensa.

Do G1 MS com informações da TV Morena

Produtores rurais e índios entram em confronto após ocupação em MS (Foto: Reprodução/TV Morena)Produtores rurais fizeram buzinaço com caminhonetes (Foto: Reprodução/TV Morena)

Produtores rurais e indígenas guarani kaiowá entraram em confronto, nesta quarta-feira (24), após a ocupação da fazenda Madama, município de Coronel Sapucaia (MS). Segundo a Fundação Nacional do Índio (Funai), cerca de 50 indígenas estão na área desde segunda-feira (22). A Federação da Agricultura e Pecuária (Famasul) informou que a situação está tensa.

Produtores rurais e índios entram em confronto após ocupação em MS (Foto: Reprodução/TV Morena)

Indígenas reagiram jogando paus e flechas
(Foto: Reprodução/TV Morena)

O confronto aconteceu depois de uma reunião entre produtores rurais na região sul do estado. Um grupo de fazendeiros seguiu em carreata até a frente da propriedade onde os donos negociaram a retirada de cerca de 3 mil cabeças de gado. Policiais do Departamento de Operações de Fronteira (DOF) tentaram convencer o grupo a não entrar na fazenda tomada pelos índios, mas não houve consenso.

Dezenas de caminhonetes entraram na área e, na sede da fazenda, fizeram um buzinaço na tentativa de intimidar os índios, entre homens, mulheres e crianças. Os indígenas reagiram jogando paus e flechas. Um dos fazendeiros fez manobras arriscadas, jogando a caminhonete sobre os índios, que saíram correndo.

Produtores rurais e índios entram em confronto após ocupação em MS (Foto: Reprodução/TV Morena)

Produtores rurais e policiais do DOF
(Foto: Reprodução/TV Morena)

De longe, era possível ver fogo no acampamento dos índios. Foram ouvidos disparos de arma de fogo, mas não há confirmação sobre feridos.

Um procurador da República foi à fazenda para verificar a situação. A Funai informou que está apurando a situação. Segundo o órgão, servidores foram ao local com Polícia Federal (PF), Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Polícia Militar (PM).

Em Mato Grosso do Sul, quase 90 fazendas estão ocupadas por índios que exigem a demarcação das terras para a ampliação das reservas.

Produtores rurais e índios entram em confronto após ocupação em MS (Foto: Reprodução/TV Morena)Fumaça na área após confronto (Foto: Reprodução/TV Morena)

Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

INOCENTADO
Diversos

Acusado de estupro, homem prova inocência e deixa prisão após 160 dias

Laudos do Imol revelaram que a mulher não teve relação sexual há mais de 30 dias

@@START_COMMENT AddThis Button END @@END_COMMENT
Foto: Arquivo familiarAcusado de estupro, homem prova inocência e deixa prisão após 160 dias
Foto: Arquivo familiar

Após 160 dias preso, Jaconias Gois de Barros, 31 anos, conseguiu comprovar na Justiça que não cometeu o crime de estupro contra uma mulher de 28 anos. Ele, inclusive, afirma que nunca fez sexo na vida. A história começou com uma denúncia ainda ano passado e resultou em mais de cinco meses de cadeia para Jaconias.

Segundo informações policiais, a suposta vítima foi até uma delegacia da Capital e registrou o boletim de ocorrência.  No dia 30 de outubro de 2014, ela foi até a casa de Jaconias no bairro Moreninhas com a polícia e o apontou como o principal suspeito de ter cometido o abuso sexual que teria ocorrido no dia anterior, 29 de outubro do ano passado. 

Jaconias, que estava em  casa com a irmã adotiva, Kimberly Goes da Paixão, 20 anos, e a mãe Elizabeth Simões, ficou surpreso com a mulher dentro do veículo da polícia. Dois policiais militares entraram no quarto e o levaram para o  Presídio de Trânsito de Campo Grande. 


A irmã do rapaz relata que perguntou aos policiais o motivo da prisão e eles disseram que havia um mandado de prisão. “Os policiais não mostravam o papel com o mandado de prisão e quando chegamos perto do veículo da polícia a mulher estava lá dentro, chorando e acusando ser ele o autor do abuso sexual”.

 

 Foto:  Arquivo Familiar

Jaconias  conta os detalhes do encontro que teve com a mulher dois meses antes de ser preso. Eles começaram a conversar  no ambiente de trabalho, na praça de alimentação de um shopping da Capital.

“Eu trabalho como serviços gerais e repositor em um supermercado atacadista e ela em uma pastelaria. Estava na praça de alimentação e começamos a conversar. Depois do expediente, ela estava no ponto de ônibus e conversamos à respeito de esporte. Passaram vários dias e encontrei ela no terminal, esperando o ônibus que vai para o mesmo shopping que trabalhava. E novamente conversamos. Somente chamei ela para ir ao cinema na segunda-feira. Tentei ser cavalheiro e criar uma amizade. Ela virou as costas e não quis conversa. Subimos no mesmo ônibus e ela ficou de cara feia. Quando pisei no shopping ela chamou um segurança e disse que estava sendo perseguida. Fez um escândalo e passei um constrangimento. Os amigos de trabalho só falavam naquele assunto, fui chamado na direção da empresa e fizeram o meu acerto. Fui despedido. E depois veio essa acusação de abuso. E ainda bem que os laudos comprovam que ela não foi abusada por ninguém. Eu nunca namorei não. Sou virgem, mas tenho vergonha de confessar. Sou especial. Sou trabalhador e faço tratamento com psicólogo. A minha vida é ficar em casa, frequentar a igreja, trabalhar e gosto de fazer amizade” [Sic].

 

Foto: Arquivo familiar

Kimberly não acreditou que o irmão Jaconias havia abusado da mulher devido ao sofrimento causado por um distúrbio psiquiátrico de ansiedade conhecido como TOC ( Transtorno obsessivo-compulsivo).  "Ele é uma pessoa tranquila e é uma pessoa especial, faz tratamento com psicólogo e não tem maldade a ponto de abusar de uma mulher sem ela ter vontade. Até hoje, nem namorada ele teve. Ele sai de casa para ir ao médico e a igreja. Sempre acompanhado de alguém da nossa família. Achei estranho e decidimos defendê-los”.


A família foi até o IMOL (Instituto de Medicina e Odontologia Legal), e pediu o laudo de exame de corpo de delito e outro laudo que comprove a conjunção carnal. Com os dois laudos em mãos, a família contratou um advogado para comprovar que não houve a conjunção carnal e que a mulher que se dizia vítima não teve relação sexual nos últimos 30 dias. Novamente, Kimberly defende o irmão. “Conheço o meu irmão e sabia que ele é inocente. Acredito que ele é virgem até hoje. E um homem especial que faz tratamento. E calmo. Nunca foi agressivo”.

Consta no site do TJ-MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) que o oficial de justiça encontrou somente a mãe da mulher de 28 anos e foi informado que ela mudou para o município Pereira Barreto/SP. Após cinco meses e nove dias, Jaconias conseguiu um habeas corpus para responder o crime em liberdade. Saiu da prisão no dia 08 de abril deste ano.  No mês de fevereiro teve uma audiência e a mulher de 28 anos, não compareceu no Forúm de Campo Grande. Ela poderá ser responsabilizada por danos morais e materiais. 

Megatraficante é preso novamente em operação da Polícia Federal
Correio do Estado
Divulgação
Ampliar
Parte do dinheiro apreendido pela Federall em poder de Ivan Mesquita
Apontado como megatraficante internacional de drogas e no passado até mesmo negociador de armas com as Farc (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia), o que lhe valeu ser extraditado para os Estados Unidos após uma prisão no Paraguai, em 2005, o brasileiro Ivan Carlos Mendes Mesquista foi preso novamente, ontem, em Ponta Porã, durante Operação Mosaico, da Polícia Federal. 

Três pessoas foram capturadas na fronteira com o Paraguai, dentro da ação policial que teve por objetivo desmantelar organização criminosa que movimentava cargas de cocaína e maconha dos países produtores para revenda em São Paulo e posterior remessa à África e Europa.

Ontem pela manhã, segundo a Federal, foram cumpridos 19 mandados de prisão preventiva e 12 mandados de busca e apreensão, nos estados de São Paulo, Mato Grosso do Sul e Paraná. Das prisões, 11 (três em São Paulo, quatro em Piracicaba, três em Dourados  e uma em Campo Grande) referem-se à indivíduos que já se encontravam custodiados em presídios.

Entre as oito novas prisões, uma aconteceu em Ponta Porã, tendo como alvo, exatamente, o líder do grupo, Ivan Carlos Mesquita. As demais foram executadas em São Paulo e Limeira.

Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

CAMARAS
Diversos

Videomonitoramento inibe assaltos e ambulantes desaparecem da região central

Imagens em alta definição trouxeram tranquilidade para a população e diminuíram as ocorrências de assaltos

Com 22 câmeras de segurança instaladas na região central de Campo Grande, o videomonitoramento está funcionado desde o dia 19 e mantém os comerciantes confiantes na redução da criminalidade. Além de inibir a ação dos bandidos, a novidade é o 'desaparecimento' de boa parte dos vendedores ambulantes.

 

Muitos trabalhadores em situação irregular no cadastro da Semadur (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano) também ficaram com medo das imagens e sumiram das proximidades da rua 14 de Julho e Afonso Pena.

 

Uma semana antes de as câmeras serem instaladas, os ambulantes ficavam mais tempo em frente às lojas no entorno da Praça Ari Coelho. Segundo a panfleteira Daniela Miranda, 29 anos, eles estavam sempre atentos à mercadoria e aos fiscais da Semadur. “Agora os ambulantes sumiram. Não vejo mais nenhum deles. Ficaram com medo da câmera flagrar, os policiais avisarem a Semadur e perder a mercadoria. Trabalho o dia todo na 14 de Julho e quando chega por volta das 18 horas ficava com medo. Guardava o meu celular e bolsa. Agora, como estou bem embaixo da câmera, estou mais tranquila me sentido protegida”, conta.

 

Daniela Miranda - Foto: Deivid Correia.

O taxista Valdir Mendes, 38 anos, também garante que as câmeras inibiram as atividades ilegais. “Antes de cometer algo errado, a pessoa vai pensar duas vezes. Porque a câmera vai pegar. Sempre escuto e vejo a bagunça de menores saindo correndo das lojas com algum produto roubado. Sempre tem um correndo com uma bolsa de mulher ou carteira de homem. Eu fui assaltado. Os bandidos entraram no meu táxi aqui mesmo, na avenida Afonso Pena, e cometeram o assalto no Jardim Canguru. Eles foram presos no mesmo dia. É uma situação desagradável. Quanto mais segurança é melhor”.

As câmeras foram espalhadas a partir da rua 26 de agosto até a Avenida Mato Grosso e da Avenida Calógeras até a Rua Rui Barbosa, também na 14 de Julho com Avenida Afonso Pena e pela Orla Morena. Agentes da Polícia Militar, Polícia Civil, Guarda Civil, Agetran (Agência Municipal de Trânsito), Defesa Civil, e PRF (Policia Rodoviária Federal) estão monitorando as imagens durante 24 horas por dia.

Na avaliação do gerente de pastelaria, Leiberson José, 33 anos, a medida foi benéfica, pois há muita diversidade entre as pessoas quem passam pelo centro da Capital. “Atendemos muita gente e não conhecemos as pessoas. Nunca fui assaltado, mas os meus vizinhos comerciantes já foram. Sempre tive medo e agora tenho mais tranquilidade ao saber que temos segurança por várias câmeras”, destaca.

 

Leiberson José - Foto: Deivid Correia.

O secretário municipal de Segurança Pública, Valério Azambuja, afirma que a expectativa é reduzir o tempo de resposta para o atendimento nos casos de crimes e de acidentes, além de diminuir a criminalidade. Para o pipoqueiro Izac Barboza, a ideia do videomonitoramento deveria ser expandida. “Os policiais observam tudo por lá e não tem necessidade de ficar os policiais nas esquinas. E lá eles observam tudo. O ladrão que roubar está sendo filmado. Já inibe a malandragem”.

As imagens capturadas pelas câmeras  são de alta definição. De acordo com o presidente do Conselho Comunitário do Centro, Adelaido Espinosa, foram feitos vários testes antes da inauguração, quando foram registradas mais de 50 ocorrências. “Foram feitas 40 apreensões de furto, roubo, tentativa de furto e 12 apreensões de pichações”, enumera. 

As câmeras tem 450 metros de alcance e geram imagens em 360º. As imagens serão armazenadas e podem ser requeridas pelas autoridades do judiciário e da segurança pública de Campo Grande como fonte de investigação criminal. A assessoria de imprensa da Prefeitura ressalta que o sistema teve um investimento de R$ 860 mil. Ainda não foi divulgado nenhum balanço com o total de apreensões.


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

DA HORA
Diversos
Ministério Público lança campanha contra abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes
Da assessoria
Começando pelo Mato Grosso do Sul, o MPF (Ministério Público Federal) lançou a campanha “Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes – Marcas para a vida toda”.

O objetivo é enfrentar as altas ocorrências do problema naquele estado e também contribuir para uma mobilização nacional.

Segundo o MPF, no Brasil os casos de violência sexual contra crianças e adolescentes estão subnotificados, pois não há órgão que concentre todos os números dessa violência.

Sem informações, segundo avaliação dos procuradores, o desenvolvimento de políticas públicas adequadas torna-se inefetivo.

Apenas pequena parte dos casos de abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes se torna conhecida das autoridades, seja pela vergonha ou medo em relatar a violência, seja pela proximidade das vítimas com os abusadores.

Em Mato Grosso do Sul, alguns números chamam atenção. Em 2014, foram registrados 980 casos envolvendo estupro de menores de 18 anos; destes, um terço foram notificados em Campo Grande e mais de 80% envolveram menores de 14 anos.

Em 46 casos, as crianças tinham menos de quatro anos de idade e em três deles, não chegaram a completar 1 ano.

Dos casos de abuso sexual, 81% ocorreram em ambiente doméstico - o que reforça a constatação de que, em geral, o abusador é próprio pai, padrasto ou familiar que convive com a vítima.

Tal fator inibe a atuação das autoridades e torna a criança prisioneira de um ambiente de abusos e explorações sexuais reiteradas.

Com a internet, o contexto de abuso e exploração sexual infantil ganhou novas dimensões. O acesso generalizado a computadores e smartphones ampliou o armazenamento e compartilhamento, via internet, de material envolvendo pornografia infanto-juvenil.

Estima-se que os recursos movimentados nesse mercado ilícito se comparem ao do tráfico de drogas.

Em 2004, a Operação Darknet foi deflagrada pela Policia Federal em conjunto com o Ministério Público Federal.

Na época, 90 usuários foram identificados em posse de material pornográfico infanto-juvenil e pelo menos 6 crianças estavam em situação de abuso ou iminente estupro.

A campanha
Para combater o abuso e a exploração sexual de crianças e adolescentes, o MPF inicia a campanha em Mato Grosso do Sul.

A cartilha virtual objetiva alertar toda a sociedade, especialmente pais e cuidadores, sobre cuidados simples que podem ser adotados para evitar abusos, bem como sinais físicos e comportamentais que podem indicar que uma criança ou adolescente sofreu ou está sofrendo abusos.

Segundo o MPF, a participação de toda a sociedade, da imprensa e dos órgãos de proteção da infância e adolescência é fundamental para a redução dos casos de violência, que marcam crianças e adolescentes por toda a vida.

Vereadora lamenta dificuldade de processante seguir adiante

A vereadora Luiza Ribeiro diz que a situação é 'raivosa' e que muitos vereadores se confundem em relação ao prefeito

A vereadora Luiza Ribeiro (PPS),  informou na manhã desta quarta-feira (24),  que a oposição da Comissão Processante contra o prefeito Gilmar Olarte (PP) aguarda a apreciação da CCJR (Comissão de Constituição, Justiça e Redação) para o parecer entrar em votação na Câmara Municipal.

No entanto, a parlamentar afirmou que a situação é muito raivosa e que muitos vereadores que são da base se confundem em relação ao apoio prestado ao chefe do executivo.

"Acho muito difícil a processante ir a adiante. A base confunde o apoio com a função de legislador que deveria investigar casos como esse. Lamentável!", ponderou Luiza.

A CCJR tem o prazo de dias para analisar o parecer da Procuradoria-Geral da Câmara que delimitou o mínimo de 20 parlamentares para abrir a processante. A oposição questiona a decisão onde afirma o mínimo de 15. O pedido da CCRJ foi feito pela oposição.

Justiça retoma pagamento de verbas indenizatórias de vereadores

Decisão é do desembargador Dorival Renato Pavan

 

O TJ-MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) determinou o retorno do pagamento das verbas indenizatórias dos vereadores de Campo Grande.

O benefício estava suspenso desde 28 de maio, após decisão da 1ª Vara de Direitos Difusos, Coletivos e Individuais Homogêneos que considerou a verba ilegal.

No agravo impetrado pela Câmara Municipal, os vereadores alegaram que as verbas indenizatórias são legítimas e o atendimento ao pedido realizado em ação popular movida pelo advogado Daniel Ribas da Cunha caracteriza “medida inibitória das funções institucionais do Poder Legislativo local”.

Na defesa, os parlamentares ainda questionaram a urgência da liminar, uma vez que o pagamento está sendo realizado desde o início da legislatura, e justificaram que o subsídio “se destina a cobrir despesas que não são típicas das funções do agente público, decorrentes de atividades excedentes e que demandam gastos extras, paga mediante prestação de contas”.

Neste sentido, a verba indenizatória “busca suprir o desfalque com despesas relativas à manutenção de atividade parlamentares, como transporte, consultoria e divulgação da atividade parlamentar; e que essas despesas realizadas devem ser comprovadas pelo vereador”.

Considerando esses argumentos, o desembargador Dorival Renato Pavan decidiu pelo retorno do benefício em decisão datada de 18 de julho. O valor pago da verba indenizatória é incorporado além dos R$ 15 mil recebidos sobre os vencimentos dos vereadores e o requerente poderá recorrer da decisão em até 10 dias

Mulher alega ter filho de 13 anos com Araújo
Terra
Terra
Ampliar
Mulher alega que se relacionou com o cantor quando tinham 15 anos
Em um vídeo postado na tarde desta quarta-feira (24), no Facebook, Sara Nellye,  disse que tem dúvidas se seu filho, de 13 anos, é do sertanejo Cristiano Araújo. O cantor morreu nesta madrugada, após se envolver em um acidente de carro na BR-153, entre as cidades de Morrinhos e Goiatuba, em Goiás.

No vídeo, a mulher diz que há 13 anos se envolveu com o cantor em uma festa no interior. Ela alega que na época, os dois tinham 15 anos.  “Eu estava grávida, falei para minha mãe, mas meus pais não deixaram ir atrás dele porque eu tinha um namoradinho e meu filho foi registrado por este pai dele que, infelizmente, também não está vivo”, diz Sara na gravação.

Na internet, o vídeo repercutiu rapidamente e já teve mais de 300 compartilhamentos. “Sara, vamos com calma, o cara nem foi enterrado”, disse um internauta. “Depois que ele morre aparece até filho? Me polpe! Sua doente!”, disse outra indignada.

Na publicação, ela pede ajuda para poder tirar essa dúvida, pois o filho dela tem o direito de saber quem realmente é o pai. ”Meu filho é muito parecido com o Cristiano Araújo, ele gosta das mesmas coisas que ele, inclusive o meu filho já esteve com ele. O sentimento que os dois tiveram um com o outro foi uma coisa que não dá para explicar. Foi emocionante!”. 

O Diário de SP Online tentou contato com Sara Nellye, mas até o fim desta matéria, não obteve resposta. 
 

Cristiano Araújo faria show em Campo Grande dia 25 de agosto

O cantor era um dos mais populares artistas sertanejos (Divulgação)

O cantor sertanejo Cristiano Araújo se apresentaria em Campo Grande no próximo dia 25 de agosto no festival Villa Mix Festival. Ele dividiria o palco com Bruno e Marrone, Luan Santana, Jorge e Mateus e Matheus e Kauan. O evento será realizado no estacionamento do Shopping Bosque dos Ipês.

O cantor era um dos mais populares artistas sertanejos (Divulgação)
O cantor era um dos mais populares artistas sertanejos (Divulgação)

O último show de Cristiano Araújo na Capital sul-matogrossense foi em março em uma apresentação fechada para convidados na boate Wood´s. Desde então, os fãs aguardavam o retorno do cantor aos palcos da cidade..

Mas para a tristeza dos fãs, o cantor morreu em um acidente de carro na madrugada desta quarta-feira (24) por volta das 3h30, na altura do km 614 da BR-153, entre Morrinhos e o trevo de Pontalina, em Goiás, quando Cristiano voltava de um show em Itumbiara, no sul do estado. A namorada do cantor, Allana Coelho, de 19 anos, também morreu no acidente.

No veículo do cantor também estavam o motorista Ronaldo Miranda e um dos empresários do sertanejo, Vitor Leonardo, que se feriram.

O delegado que investiga o caso, Fabiano Henrique Jacomelis, solicitou um laudo cadavérico das vítimas fatais e uma perícia no local do acidente. As análises devem apontar se elas usavam cinto de segurança no momento do acidente.

Por volta das 14h30, o corpo do sertanejo foi liberado do IML. Familiares de Allana também estiveram em Morrinhos, onde fizeram a liberação do corpo da estudante.

O velório acontece no Centro Cultural Oscar Niemeyer (CCON), em Goiânia. Os corpos chegaram às 18h20. Inicialmente, a cerimônia será exclusivamente para os parentes. Somente depois é que fãs poderão se despedir do músico.

Cristiano Araújo nasceu em Goiânia em 24 de janeiro de 1986 e era um dos nomes mais populares da nova música sertaneja. O cantor estourou no início desta década graças a sucessos como ‘Efeitos’, ‘Me apego’, ‘Caso Indefinido’ e o recente ‘Hoje Eu Tô Terrível’.


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

Aposta de SP leva prêmio de R$ 40 milhões da Mega-Sena
G1
Divulgação
Ampliar
Aposta de SP leva prêmio de R$ 40 milhões
Uma aposta de São Paulo (SP) acertou as seis dezenas da Mega-Sena levando um prêmio de R$ 40.781.877,95. O sorteio do concurso 1.716 foi realizado nesta quarta-feira (24), em Osasco (SP). 

O próximo concurso da Mega-Sena, que acontece no sábado (27), terá prêmio estimado em R$ 3.000.000,00.

Veja as dezenas sorteadas: 02 - 25 - 36 - 41 - 42 - 53.

Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

COPA AMERICA
Diversos
Cavani é expulso, e Chile despacha Uruguai em jogo tenso
Terra
EFE
Ampliar
Cavani reclama com bandeirinha brasileiro
EFE
Ampliar
Chile comemora único gol
Como  já era de se esperar, Chile e Uruguai fizeram uma decisão tensa na noite desta quarta-feira, pelas quarta de final da Copa América . Apesar de dominar praticamente toda a partida, os donos da casa sofreram para infiltrar na forte defesa celeste e conseguiram marcar o gol da vitória, por 1 a 0, apenas na parte final do confronto, quando Cavani já havia sido expulso por confusões com o bandeirinha e a zaga chilena. No final, o brasileiro Sandro Meira Ricci ainda teve dificuldades para controlar o jogo e acabou expulsando Fucile, causando uma revolta nos uruguaios.

Com a classificação, o Chile agora aguarda o vencedor entre Bolívia e Peru para saber contra quem fará a semifinal da competição continental. Apesar do adversário estar indefinido, a decisão será no mesmo palco que os donos da casa estão atuando durante todo torneio, no Estádio Nacional, na próxima segunda-feira, às 20h30 (de Brasília).

Assim como tem feito nas últimas partidas, o Chile mostrou um volume de jogo muito maior que os rivais no primeiro tempo, mas sentiu dificuldade para superar a forte marcação uruguaia e quase não teve chances claras de gol. Já o Uruguai veio com a mesma proposta que adotou contra a Argentina, na segunda rodada da competição, quando ficou recuado esperando uma bola para definir a partida. Arriscava na bola parada, mas nada além disso.

O Chile pareceu ter deixado todo o gás no vestiário. Após um primeiro tempo com muita intensidade, os donos da casa esboçaram um certo cansaço e começaram a dar espaço para o Uruguai, que teve uma ótima oportunidade com Rolán, mas o atacante, na pequena área, chutou nas mãos do goleiro Bravo. Mesmo sem muita velocidade, os chilenos continuaram dominando a partida, e a situação melhorou quando Cavani, em um lance polêmico com o zagueiro Jará, foi expulso.

Com um a mais, o técnico Jorge Sampaoli fez duas alterações e colocou o Chile no ataque: abriu mão do volante Marcelo Díaz e do atacante Vargas para as entradas do meia Matías Fernandéz e do homem de área Pinilla, respectivamente. Mesmo assim os donos da casa sofriam para penetrar na forte defesa uruguaia e precisaram de paciência para rodar a bola e achar o lance ideial. Mena tentou cruzamento da esquerda, Muslera cortou, mas a bola caiu nos pés de Valdivia, que teve calma para dominar e deixar com Isla. O lateral da Juventus, que estava nesta temporada emprestado ao Queens Park Rangers, bateu firme, estufou as redes e garantiu a alegria dos torcedores chilenos.

Já no final, perto dos 45min do segundo tempo, Fucile deu uma entrada dura em Sánchez, recebeu o segundo cartão amarelo de Sandro Meira Ricci e acabou expulso. Uruguaios cercaram o trio de arbitragem e uma confusão generalizada tomou conta da partida. Depois de quase cinco minutos de paralisação, os ânimos se acalmaram (um pouco) e o árbitro brasileiro conseguiu encerrar o duelo sem graves problemas.

Drama uruguaio

Se já estava difícil sem Luis Suárez, ainda cumprindo suspensão por ter mordido Chiellini na Copa do Mundo, a situação do Uruguai ficou ainda mais complicada depois do drama familiar que viveu Cavani dias antes da decisão contra o Chile. Nesta terça-feira, o pai do atleta do Paris Saint-Germain se envolveu em um acidente de carro e atropelou um motociclista de 19 anos, que teve morte atestada horas depois em um hospital de Salto, cidade a 500 km de Montevidéu.

Jornais internacionais até especulavam que o atacante poderia abandonar a competição, mas a estrela uruguaia seguiu com a equipe, mas pouco ajudou. Pior ainda. Nervoso em campo, tomou dois cartões amarelos em nítidos momentos de descontrole, o primeiro por uma peitada no bandeirinha e o segundo por um tapa no adversário, após ser provocado com uma dedada no traseiro, e acabou expulso antes da metade da etapa final.
Foto: Gentileza Agencia HR Models
Luana Chamorro (Chile). Foto: Gentileza Agencia HR Models
 

Modelo entrega romance com jogador Daniel Alves, ex da atriz Thaíssa Carvalho

Modelo entrega romance com Daniel Alves
Modelo entrega romance com Daniel Alves Foto: Instagram e Reprodução
Tamanho do texto A A A

Após quase um ano separado da atriz Thaíssa Carvalho, parece que Daniel Alves finalmente fez a fila andar. O jogador do Barcelona está vivendo um romance com a modelo Joana Sanz. A morena de um 1,80m de altura (7cm a mais que Daniel) também vive na Espanha.

Foi a própria modelo quem revelou o romance ao postar uma foto na madrugada de 4 de junho de mãos dadas com o jogador. Na imagem, é possível ver a tatuagem de Daniel. "Tudo acontece por uma razão", escreveu ela, em inglês.

 

O romance ainda não foi assumido por Daniel. Na rede social, a modelo segue não só o jogador como também Neymar, amigo dele.

Modelo posta foto de mãos dadas com Daniel Alves

Modelo posta foto de mãos dadas com Daniel Alves Foto: Instagram

Daniel Alves mostra as tatuagens na mãos

Daniel Alves mostra as tatuagens na mãos Foto: Instagram

Joana Sanz é modelo na Espanha

Joana Sanz é modelo na Espanha Foto: Reprodução




Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

NOTICIAS DA NOITE
Diversos

Jovem morre após ser pisoteado por touro, no Paraná

 
Um jovem morreu após ser pisoteado por um touro durante um treinamento de montaria, na cidade de Barbosa Ferraz, no Noroeste do Paraná. De acordo com o Corpo de Bombeiros, Marcos Vinícius Pilati, de 21 anos, se preparava para um rodeio, em uma pista localizada no bairro de Boubônia, quando caiu de cima do animal e foi atingido por pisões que provocaram hemorragia externa e interna no caubói.

O acidente aconteceu na última sexta-feira. Marcos foi levado para o Hospital Santa Casa de Campo Mourão, em estado gravíssimo e foi internado na Unidade de Terapia Intensiva. Nos últimos dias, amigos e parentes realizaram uma campanha de doação de sangue para ajudar o jovem. Mais de 100 pessoas doaram, mas Marcos não resistiu. O óbito foi confirmado por volta de 22h desta terça-feira.

Nas redes sociais, amigos e parentes de Marcos publicaram mensagens em homenagem a ele. “É meu piá, Deus estava precisando de um anjo e chamou você para ir morar com ele lá em cima. Olhe por nós aí de cima, meu companheiro, porque do meu coração e da minha mente você jamais vai sair”, escreveu o amigo e companheiro de rodeio Vitor Sene.

O corpo de Marcos será sepultado na tarde desta quarta-feira, no cemitério São Judas Tadeu, em Campo Mourão, cidade vizinha. O jovem era casado e pai de uma menina de 6 anos.

Marcos era casado e tinha uma filha de seis anos

Marcos era casado e tinha uma filha de seis anos Foto: Reprodução / Faceboook


Última foto mostra Cristiano Araújo com policiais após show

Da esquerda para a direita: o soldado Bruno, o sargento Soares, o soldado Bruce e o soldado César
Da esquerda para a direita: o soldado Bruno, o sargento Soares, o soldado Bruce e o soldado César Foto: Foto do leitor / Via WhatsApp

Ana Carolina Torres

Uma foto enviada para o WhatsApp do EXTRA (21 99809-9952 e 21 99644-1263) mostra o cantor Cristiano Araújo, de 29 anos, em seu último registro: o sertanejo posou com policiais do Grupo de Patrulhamento Tático (GPT) que participaram da segurança no show ocorrido em Itumbiara, no sul de Goiás. Cristiano estava com quatro PMs que, em seguida, fizeram a escolta da Range Rover do artista até a Rodovia BR 153 onde, cerca de quarenta minutos mais tarde, houve o acidente que matou o cantor e sua namorada, Allana Moraes, de 19 anos.

- A gente ficou incumbido de, no fim do show, fazer a saída dele. Ficamos aguardando próximo do camarim. Quando vi que ele já tinha tirado todas as fotos com os fãs, pedi para fazer uma foto com a gente. Ele se prontificou na hora. Fui chamar os outros policiais e posamos - contou o soldado Bruce, que aparece ao lado direito de Cristiano na imagem.

Os demais policiais na foto são o sargento Soares e os soldados Bruno e César. De acordo com Bruce, que é fã de Cristiano, a ideia de cruzar os braços na foto foi do próprio cantor:

- Ele brincou: “Vamos tirar com os braços cruzados”. E aí a gente concordou. É aquela pose meio “tradicional” de policias. Depois da foto, ele nos cumprimentou e seguiu com a equipe até o carro. Não parou para fazer outras fotos.

O cantor posando após o show, em foto publicada em seu perfil no Facebook

O cantor posando após o show, em foto publicada em seu perfil no Facebook Foto: Reprodução do Facebook

O soldado contou que ninguém no grupo parecia estar com pressa e que a Range Rover seguia em velocidade normal.

- Nós os escoltamos até a BR, no sentido Goiânia. Não havia ninguém apressado. Depois do show, ele até tinha se alongado bastante, atendendo aos fãs - disse.

Bruce contou que soube da morte do cantor por meio de um telefonema da esposa:

- Terminamos o serviço e a minha esposa me ligou quando viu a notícia. Ficou uma sensação ruim, sabe? A gente foi com eles até a saída (da cidade) e acontece essa tragédia. Jamais poderia esperar.

Imagem foi compartilhada em rede social

A imagem foi compartilhada também num perfil do Facebook dos policiais do GPT com a legenda: “Homenagem dos homens de preto de Itumbiara ao grande Cristiano Araújo!!! FORÇA E HONRA”. Segundo comentário de um dos agentes, foi o próprio Cristiano quem pediu para que os policiais cruzassem os braços na hora do registro e imitou a pose. A foto já havia tido cerca de sete mil curtidas e mais de 170 compartilhamentos até às 15h desta quarta.





Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

CAMPO GRANDE MS
Diversos
Em visita a MS, Afif diz que o que mata a pequena empresa é a burocracia
Gabriela Pavão/G1 MS
Ampliar
Ministro Guilherme Afif Domingos esteve em Campo Grande
Da redação

Em visita a Campo Grande (MS), nesta quarta-feira (24), o ministro da Secretaria da Micro e Pequena Empresa, Guilherme Afif Domingos, disse que o que mata a pequena empresa é a burocracia no País. Ele veio a Mato Grosso do Sul em busca de apoio para o projeto  'Crescer sem Medo', que amplia os limites do Supersimples e muda transição entre as faixas de faturamento.

“O que mata o pequeno [micro e pequena empresa] no país é a burocracia. O sistema tributário não adaptado a sua realidade. O sistema atual está muito mais a serviço para mantê-lo pequeno e não para deixá-lo crescer”, afirmou. 

Afif disse que essa é uma das principais dificuldades enfrentadas pelos proprietários de empreendimentos de pequeno porte no brasil.

O ministro desembarcou na Base Aérea da capital sul-mato-grossense por volta das 10h (de MS). O projeto de lei “Crescer sem Medo” está em tramitação no Congresso Nacional e vista ampliar os limites do Supersimples e adequar as regras de transição entre as faixas de faturamento.

“Estou em campanha pelo Brasil para ter apoio muito firme das bancadas para a aprovação no Congresso do projeto. Um dos principais pontos é reduzir de 20 para 7 o número de faixas de faturamento do Simples. O segundo é criar uma rampa de acesso e não uma escada entre as faixas, com um sistema progressivo. Desse modo, quando o empresário está em uma faixa e pula para a outra, só vai pagar na outra a diferença. Com isso, vamos corrigir uma distorção, acabar com as empresas caranguejo, que em vez de crescer, andam de lado, para não mudar de faixa”, disse ao G1.

O ministro afirmou que as micro e pequenas empresas têm uma importância fundamental para a economia brasileira e que precisam de um “olhar com atenção diferenciada”. "As micro e pequenas empresas representam atualmente 97% do universo empresarial brasileiro. Elas são as grandes geradora de emprego e renda no país. Com menor capital que as grandes, fazem mais em favor do social, ao criar e manter postos de trabalho”, ressaltou.

Ao analisar o panorama atual da crise no país, Domingos, destacou ainda a diferença entre como as grandes e pequenas empresas estão lidando com a situação. 

"A crise no Brasil de hoje é do andar de cima [das grandes empresas], não é do andar debaixo [micro e pequenas]. Elas [micro e pequenas] continua trabalhando duro, mas não são olhadas pelas políticas públicas. A criação do ministério foi exatamente um olhar sobre políticas públicas voltadas ao micro e pequeno empresário. O andar de cima olha muito os grandes. O sistema financeiro hoje está a serviço dos grandes. O crédito não chega na ponta. Portanto, nós temos que fazer hoje um grande mutirão, trazer o Brasil para esta realidade. Nada contra os grandes, mas muito a favor dos pequenos”, concluiu.

Na parte da tarde, o ministro lançou o Propeq (Programa Estadual de Apoio aos Pequenos Negócios), durante solenidade no Centro de Convenções Rubens Gil de Camilo, onde também proferiu uma palestra sobre o crescimento empresarial voltada para empreendedores interessados em ampliar seus negócios.

O ministro foi recebido pelo governador Reinaldo Azambuja (PSDB), com quem conversou sobre outros assuntos de interesse do Estado. 

Após percorrer as capitais dos estados para debater o projeto, as demandas do setor, coletadas nas visitas aos estados, vão fazer parte de um relatório que será encaminhado a Comissão Especial do Supersimples. Aprovado na comissão, o projeto segue direto para a apreciação nos plenários, primeiro o da Câmara dos Deputados e depois o do Senado. Aprovado nas duas casas, como é uma proposta de lei complementar, deve entrar em vigor já em 2016.

Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

DILMA
Diversos

Dilma saúda "mandioca" e fala de "mulheres sapiens"

Presidente fez cumprimento especial "à mandioca" e criou a "mulheres sapiens"

FOLHAPRESS24 de Junho de 2015 | 13h31
Dilma durante discurso nesta terça-feira, em Brasília 
(Foto: Reprodução)
Dilma durante discurso nesta terça-feira, em Brasília

Foram quase dez dos vinte minutos de seu discurso dedicados a cumprimentar as autoridades presentes na abertura dos Jogos Mundiais dos Povos Indígenas, nesta terça-feira (23) em Brasília. Mas a presidente Dilma Rousseff surpreendeu mesmo ao fazer um cumprimento especial "à mandioca" e ao criar uma nova categoria na evolução humana: as "mulheres sapiens".

"Nenhuma civilização nasceu sem ter acesso a uma forma básica de alimentação e aqui nós temos uma, como também os índios e os indígenas americanos têm a deles. Temos a mandioca e aqui nós estamos e, certamente, nós teremos uma série de outros produtos que foram essenciais para o desenvolvimento de toda a civilização humana ao longo dos séculos. Então, aqui, hoje, eu tô saudando a mandioca, uma das maiores conquistas do Brasil", disse Dilma de um fôlego só.

A plateia riu baixinho. E a presidente continuou dizendo que é de se orgulhar "ter no DNA do nosso país essa relação com a natureza".

"A capacidade de ter na natureza não aquela a quem se subjuga e explora, mas uma relação fraterna de quem sabe que é dessa relação que nasce nossa sobrevivência."

Dilma segurava nas mãos uma bola cinza escura, a qual colocou debaixo do braço quando se dirigiu ao púlpito para fazer, de improviso, seu discurso. Não quis passar a bola para um assessor, que logo se aproximou para ajudá-la a ficar com as mãos livres. "Não precisa", sussurrou.

Usaria em sua fala o presente que veio "de longe, da Nova Zelândia" para, segundo ela, "durar o tempo que for necessário."

"Aqui tem uma bola, uma bola que eu acho que é um exemplo. Ela é extremamente leve, já testei aqui, testei embaixadinha, meia embaixadinha... Bom, mas a importância da bola é justamente essa, é símbolo da capacidade que nos distingue", recomeçou Dilma sob suspiros dos presentes.

"Nós somos do gênero humano, da espécie sapiens, somos aqueles que têm a capacidade de jogar, de brincar, porque jogar é isso aqui. O importante não é ganhar e sim celebrar. Isso que é a capacidade humana, lúdica, de ter uma atividade cujo o fim é ele mesmo, a própria atividade. Esporte tem essa condição, essa benção, ele é um fim em si. E é essa atividade que caracteriza primeiro as crianças, a atividade lúdica de brincar. Então, para mim, essa bola é o símbolo da nossa evolução, quando nós criamos uma bola dessas, nos transformamos em homo sapiens ou mulheres sapiens", concluiu. Dessa vez, entre risos menos tímidos da plateia.

Sentada na primeira fileira do auditório que abrigou a cerimônia, ao lado do governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg (PSB), Dilma assistiu a apresentações de danças típicas indígenas, foi abençoada por um pajé e citou a civilização grega para dizer que, com ela, "aprendemos a transformar os jogos em um momento de confraternização."

Comentários


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

GIRO DE NOTICIAS
Diversos

Blitz com foco em militares flagra que 85% dos infratores são civis

A ação em conjunta entre a Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito) e o Exército Brasileiro para regularizar a situação dos motociclistas militares em vias de circulação adjacentes aos Quartéis continua em ritmo acelerado. Nesta manhã terça-feira (23) foi realizada uma blitz, por volta das 6h40 às 8h, na Rua General Nepomuceno Costa, no bairro Amambaí. O curioso é que os dados demonstram que mais de 85% das infrações não envolvem os militares.

A Agetran e o Exército vão continuar atuando em conjunto na fiscalização do entorno das áreas militares
A Agetran e o Exército vão continuar atuando em conjunto na fiscalização do entorno das áreas militares

O comandante da 14ª Cia PE, Major Flávio Mick informou que o Exército Brasileiro tem investido no Programa de Prevenção de Acidentes com Motocicletas para diminuir o índice de acidentes envolvendo militares. Diante disso, no Comando Militar do Oeste, os militares só entram no local após passarem pela capacitação e apresentarem toda a documentação regularizada. Inicialmente, a parceria tinha o foco de fiscalizar as motocicletas em frente aos quartéis, porque a maioria pertencia aos militares.

Nas ações realizadas nos dias 11 e 17 deste mês foram abordados mais 290 condutores de motocicletas, sendo realizadas 125 autuações e 40 remoções. Após análise dos dados ficou constatado que a maior parte das infrações, superior a 85%, foram cometidas por cidadãos comuns, não tendo ocorrido nenhuma remoção de motocicleta pertencente ao militar. Desta forma, a Exército acredita que a disciplina rígida tem influenciado para este pequeno número de infrações envolvendo a tropa.

Foram executadas mais de 210 abordagens nesta última blitz, sendo 53 condutores autuados e 17 motocicletas removidas. As infrações mais recorrentes foram 18 por estarem com o licenciamento do veículo vencido; 13 por dirigirem sem possuir a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) ou Permissão Provisória para Dirigir (PPD); 9 por permitir posse ou condução do veículo à pessoa sem CNH ou PPD irregularidades e 9 por conduzir veículo sem os documentos de porte obrigatório.

A Agetran e o Exército vão continuar atuando em conjunto na fiscalização do entorno das áreas militares, pois a ação visa ir além da inspeção dos motociclistas militares e enfatiza o lado social, contribuindo com a redução dos índices de acidentes fatais e internações.

PME é aprovado pelo legislativo em Amambai

O Plano Municipal da Educação foi aprovado nessa segunda-feira (22) e agora segue para ser sancionado pelo Prefeito Municipal, Sergio Barbosa

Equipe técnica acompanhou a sessão de votação do PME (Foto: Sérgio Lopes)

Em sessão da Câmara Municipal de Amambai realizada nessa segunda-feira (22), os vereadores do Município aprovaram o PME (Plano Municipal de Educação) apresentado pela Equipe Técnica.

A Comissão de Adequação, formada por representantes da comunidade amambaiense e educadores reuniu, em 21 metas e 461 Estratégias, os anseios e prioridades da população referente à educação em Amambai pelos próximos dez anos.

Professores de todas as escolas municipais estiveram reunidos para que os mediadores pudessem explicitar as metas atuais e promover o debate e reflexão, além da definição de estratégias para as adequações pertinentes. Também foram convidados para participar da iniciativa professores das escolas da rede estadual e privada.

A Equipe Técnica do Plano Municipal de Educação, coordenada pelo professor Richard Alexandre Coradini, juntamente com toda Comissão de Adequação do PME,a Secretária Municipal de educação, Vera Lorensetti, acompanhados pela Presidente do Conselho Municipal de Educação, Zanete Borges Corrêa, educadores, pais, alunos e comunidade amambaiense, acompanharam a sessão de aprovação.

O PME segue agora para a sansão pelo Prefeito Sérgio Barbosa e após esta etapa será entregue a toda comunidade educacional e aplicada durante os próximos dez anos no Município.

Moradores denunciam destruição e furto durante invasão em Sapucaia

Após expulsarem os moradores, índios invasores teriam saqueado as casas, furtando objetos, inclusive roupas e colchões, na Fazenda Madama, em Coronel Sapucaia.

 
Clique na Imagem para ampliá-la

Nas fotos imagens de bloqueios de estrada, artefatos usados para impedir a entrada de carros na área invadida e estragos, segundo os moradores, provocados pelos invasores. Autores teriam depredado e furtado pertences das famílias, afirmam moradores. (Fotos: Divulgação)

@@

Vilson Nascimento

Trabalhadores moradores na Fazenda Madama, na divisa entre os municípios de Amambai e Coronel Sapucaia, que foi invadida na segunda-feira, dia 22 de junho, por indígenas e por homens armados e com os rostos cobertos por camuflagem para evitarem serem reconhecidos, anunciaram terem sido vítimas de crimes de furto e danos materiais.

Segundo as vítimas, um total de três famílias, os maridos, as esposas e pelo menos dez crianças, após serem expulsos de casa por volta das 4 horas da madrugada de segunda e serem obrigados a fugir a pé em meio às pastagens por conta das ameaças sofridas, ao retornarem à fazenda nessa terça-feira (23) com o objetivo de retirarem suas mudanças, uma exigência dos invasores, eles encontraram seus pertences danificados.

As vítimas relataram ainda que também que foram furtados das casas, utensílios domésticos, roupas, colchões e até brinquedo de crianças.

Tensão Extrema na Região

Deste a invasão da propriedade rural, na madrugada de segunda-feira, um clima de insegurança e tensão extrema paira sobre a região Cone Sul de Mato Grosso do Sul.

A situação se agravou mais ainda com a invasão, por parte de indígenas, de mais duas propriedades rurais ocorridas na madrugada dessa quarta-feira, 24 de junho, na região do Tagi, no município de Aral Moreira.

Após uma reunião realizada na manhã dessa quarta-feira na sede do Sindicato Rural de Amambai, um grupo de produtores, sem o aval do Sindicato, se deslocou para a Fazenda Madama, invadida entre Amambai e Coronel Sapucaia e reocupou a sede da propriedade.

Segundo o CIMI (Conselho Indigenista Missionário), órgão ligado a Igreja Católica e apontado pela classe produtora como o incentivador de invasões e do conflito entre índios e não índios pela pose da terra no Cone Sul do Estado, na reocupação da sede da fazenda teve confronto.

De acordo com notícia postada no site do Conselho Indigenista Missionário, por telefone os indígenas teriam relatado à assessoria de imprensa do CIMI que houve índios feridos.

Fontes da classe produtora confirmaram que ocorreram disparos, mas não se sabe quem atirou, se foram produtores, que estavam acompanhados por uma equipe da TV Morena, emissora afiliada à Rede Globo, em Mato Grosso do Sul, ou os próprios indígenas.

Uma equipe do Departamento de Operações de Fronteira (DOF) também estava na região da Fazenda Madama e após o episódio, outros organismos policiais se deslocaram para a região.

Invasão de Terras: Produtores não sabem o que fazer

Invasões constantes estão amedrontando moradores da zona rural do Cone Sul.

Fazenda São Luiz, de Paranhos teve sede invadida e destruída.

“Estou perdendo tudo que eu e minha família conquistamos com o fruto do nosso trabalho, perdendo a nossa história”, declarou Agnaldo, proprietário da Fazenda Madama, que foi invadida nesta segunda-feira, dia 22, por um grupo de 60 indígenas.

Uma série de invasões está ocorrendo na região do Cone Sul e preocupando os produtores rurais. Só nesta semana três propriedades foram invadidas. O Sindicato Rural de Amambai realizou nesta quarta-feira, dia 24, uma reunião com produtores de toda a região em busca de soluções para a situação. Estiveram presentes, o vice-prefeito de Amambai, Ednaldo Bandeira, o atual presidente da Famasul, Nilton Pikcler, seu sucessor eleito, Maurício Saito, o Assessor Jurídico, Gustavo Passareli, Polícias Militar, Civil, D.O.F e produtores rurais de Amambai, Aral Moreira, Cel. Sapucaia, Antonio João, Paranhos, Tacuru, Sete Quedas, Laguna Caarapã, Juti, além de vereadores e autoridades locais.

De acordo com o Sindicato Rural de Amambai, os indígenas, por meio de ameaças, estão expulsando as famílias de funcionários das propriedades como forma de acelerar a conclusão do processo demarcatório. Os produtores rurais também deixaram clara a indignação com as atuações do CIMI (Conselho Indigenista Missionário), que na opinião deles é um dos principais responsáveis pelas articulações para invasões.

Na segunda-feira, dia 22, um grupo de 60 indígenas invadiu a sede da Fazenda  Madama(Cel. Sapucaia), expulsando as famílias de funcionários que residem no local. “A situação é alarmante. As famílias tiveram todos os seus pertences destruídos pelos invasores, sem falar nas ameaças. E nós produtores continuamos sem amparos da justiça ou de qualquer autoridade que seja. Eles só nos dizem que não podem fazer nada, mas e ai? Cadê a justiça deste País? Eu estou perdendo tudo que eu conquistei com o fruto do meu trabalho, perdendo a nossa história. É uma grande injustiça isso. É desumano! Toda a população precisa ter conhecimento que estas invasões são desumanas.”, declarou o proprietário da fazenda Madama.

Durante a reunião o depoimento de uma mulher, que se identificou como arrendatária da fazenda Barra Bonita, emocionou os presentes. “Não é fácil perder tudo o que você conquistou honestamente. Dá impressão que entram dentro da gente e tiram o nosso útero”, declarou indignada.

Os produtores rurais de Amambai e toda a região do Cone Sul compartilham da mesma insegurança. O sindicato Rural de Amambai chama a atenção da população para tomar conhecimentos das invasões que vêm acontecendo. Além da Fazenda Madama, de Cel. Sapucaia, propriedades de Paranhos, Aral Moreira também foram invadidas recentemente.

Fonte: Assessoria SRA

Regimento do exército realiza ação cívico social em aldeia de Amambai

Foram prestados diversos apoios e atividades, como atendimento médico, odontológico e de enfermagem, distribuição de remédios e apresentação musical da fanfarra.

Fonte: Da Assessoria, com edição da Redação / Fotos: Cb EP Victor

Foram distribuídas 1.900 cestas de alimentos à famílias da Aldeia Amambai.
Foram distribuídas 1.900 cestas de alimentos à famílias da Aldeia Amambai.

No último sábado (20), o 17º Regimento de Cavalaria Mecanizado, unidade do exército sediada em Amambai, realizou a entrega de cestas básicas de alimentos e Ação Cívico Social (Aciso) na Aldeia Amambai, localizada no município..

O 17º - Regimento Solon Ribeiro - realizou a distribuição de 1.900 cestas de alimentos à famílias indígenas da Aldeia Amambai que se encontram em situação de insegurança alimentar. A iniciativa foi em apoio a Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho do Estado do Mato Grosso do Sul (Sedhast).

A distribuição de remédios foi feita pelos profissionais de saúde do exército. A distribuição de remédios foi feita pelos profissionais de saúde do exército.

A Aciso é uma atividade subsidiária do Exército Brasileiro que tem como propósito apoiar a comunidade necessitada de uma determinada região, sob jurisdição da unidade militar ou local de operações militares a que estiver inserido.

Na oportunidade, foram prestados os diversos apoios e atividades, como atendimento médico, odontológico e de enfermagem, distribuição de remédios pelos profissionais de saúde do exército e apresentação musical da fanfarra do Regimento, tudo com o intuito de promover uma melhor qualidade de vida à comunidade indígena da aldeia Amambai e contribuir com o seu desenvolvimento social.

Tenente Coronel Régis Rodrigues Nunes, comandante do Regimento, e o capitão da aldeia Amambai, Italiano Vasque. Tenente Coronel Régis Rodrigues Nunes, comandante do Regimento, e o capitão da aldeia Amambai, Italiano Vasque.

Nesta atividade, o 17º Regimento de Cavalaria Mecanizado empregou oito viaturas com capacidade de cinco toneladas de transporte de carga, duas viaturas tipo ônibus, duas viaturas táticas leves e uma viatura ambulância, além de um efetivo de 80 militares. Entre o efetivo presente, estavam presentes cinco militares de origem indígena e que vivem na aldeia.

O evento contou com a presença do Tenente Coronel Régis Rodrigues Nunes, Comandante do Regimento, funcionários da Fundação Nacional do Índio (Funai), representantes da Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho e lideranças da aldeia Amambai, entre elas, o capitão Italiano Vasque, além da presença expressiva da população assistida.


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)


Página selecionada de 1365 páginas.
Fotos

Nova pagina 2


Notícias

Quarta, agosto 26
· CONFLITO
· GIRO
· FIM DE TARDE
· JANTAR COM GOVERNADOR REINALDO AZAMBUJA EM AMAMBAI
· PMDB DE AMAMBAI
· FATOS & FOTOS
· DA HORA
· DA MANHÃ
· Câmara realiza evento em homenagem aos 90 anos da Igreja Batista
· Vereadores participam de comemorações ao Dia do Soldado
· VIVA BERNAL
·
Terça, agosto 25
· POLICIA
· A VOLTA DE BERNAL
· POLITICANDO
· AZAMBUJA EM AMAMBAI
· Por dois a um, TJMS devolve cargo de prefeito a Alcides Bernal
· Afastado da Prefeitura, Olarte pode sofrer segundo processo por corrupção
· CAPITAN BADO
·
· NOTICIAS DA MANHA
Segunda, agosto 24
·
· GOVERNO
· FIQUE SABENDO
· CAMPO GRANDE MS
· DA HORA
· DA TARDE
· FRONTEIRA
· POLICIA
· AMAMBAI

 Calendario de Eventos
Agosto 2015
  1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30 31  

Eventos

 Hora Certa

 Amigos do Site!

Image and video hosting by TinyPic




RondPoint Web Services Web site powered by MEGAWEB