Warning: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at /home/correiod/public_html/index.php:1) in /home/correiod/public_html/mainfile.php on line 168
=:Correio da Fronteira:=

 Menu
 Inicio
 Registro
 Administrador
 Menu
 Torpedos
 Downloads
 Enquete
 Galeria de Fotos
 Seus Links
 Recomende-nos
 Internet_TV
 Artigos
 Internet_Radio3
 Publicações
 Conteudos
 Album
 Estatística
 Fale Conosco

· Procurar

 Radio On
Ouça Agora:
Nenhuma opção foi escolhida



<a href=''>Play Nenhuma opção foi escolhida</a>

Abrir em janela pop-up

 Previsão

 Visitas
Até o momento, recebemos
12557410
vizualizações de páginas (page views) desde July 2007

 Apoios:




PARABENS MS

 

MATO GROSSO DO SUL
Diversos

11 DE OUTUBRO – FUNDAÇÃO DO MATO GROSSO DO SUL

A fundação do Mato Grosso do Sul, realizada durante o Regime Militar no Brasil, foi sancionada em 1977 e buscou promover um melhor desenvolvimento regional.

a) Impulsionar o desenvolvimento regional e a ocupação territorial;

A história da divisão do Mato Grosso do Sul

Criação de Mato Grosso do Sul é tema de livro

 

 
 



Acervo ARCA 
 
11 de outubro de 1977. Em Brasília, presidente Ernesto Geisel assina a lei da divisão de Mato Grosso.

Arquivo Correio do Estado 
 
Comemoração no centro de Campo Grande após a assinatura da lei que dividiu Mato Grosso. 11 de outubro de 1977.

Arquivo Correio do Estado 
 
Posse de Harry Amorim Costa e instalação do governo de Mato Grosso do Sul. Teatro Glauce Rocha. Campo Grande. 1o de janeiro de 1979.

Arquivo Correio do Estado 
 
Comemoração da instalação do governo de Mato Grosso do Sul e da posse de Harry Amorim Costa. Estádio “Morenão”. Campo Grande. 1o de janeiro de 1979.
 


Campo Grande (MS) - “Mato Grosso do Sul: a construção de um estado” é o título da obra que será lançada no próximo dia 27 (terça-feira) em Campo Grande, no Museu de Arte Contemporânea (MARCO), às 19h30.

Organizada em dois volumes, com mais de 900 páginas, a publicação da historiadora Marisa Bittar oferece ao leitor uma ampla compreensão sobre a gênese do Estado que começou a ser sonhado no final do século XIX, após a Guerra do Paraguai. Com base em fontes inéditas e raras, a autora analisa o recrudescimento do regionalismo sul-mato-grossense, que se transformou em divisionismo e teve o seu desfecho quase cem anos depois, quando, em 1977, a ditadura militar dividiu Mato Grosso e criou Mato Grosso do Sul. A obra tem patrocínio do Fundo de Investimentos Culturais de MS (FIC/MS).

            Problematizando a forma pela qual ocorreu essa separação, sem consulta às duas populações interessadas, norte e sul, a pesquisadora buscou o entrelaçamento das condições que possibilitaram a vitória de uma causa perdida não fosse a conjugação dos interesses regionais à geopolítica do regime militar, que, por sua vez, transcorria no contexto da Guerra Fria. Na sua visão, ter sido criado por um ato da ditadura constitui a marca de nascença de Mato Grosso do Sul, tema este que, ao ser contextualizado no cenário de interesses da oligarquia agrária sulista, nos projetos separatistas frustrados, na rivalidade com a capital Cuiabá, constitui a trama histórica do volume um. Além disso, como fator que contribuiu para viabilizar economicamente a divisão, a criação do gado nelore na região foi estudada como um processo que operou verdadeira revolução na pecuária nacional transformando o animal sagrado da fé indiana em ícone do agronegócio brasileiro.

            No volume dois, confrontando sonho e realidade, o estudo recaiu sobre o poder das elites dirigentes de Mato Grosso do Sul nesses trinta anos de existência, evidenciando práticas que haviam sido combatidas quando o sul ainda era Mato Grosso. Fechando a obra, a autora coloca em questão a tese do “modelo” que Mato Grosso do Sul seria apartando-se do norte, a incapacidade das forças políticas sul-mato-grossenses de formular um projeto de estado que justificasse a divisão, e a frustrante constatação de que talvez Mato Grosso do Sul esteja caminhando à deriva. Tal ausência contrasta com a conclusão sobre a herança recebida dessa história pelas atuais gerações sul-mato-grossenses: o desafio de compreender as razões que permearam a criação de Mato Grosso do Sul e de elaborar um projeto para o seu futuro. Valeu a pena a divisão de Mato Grosso? É a pergunta que, segundo a autora, precisa ser enfrentada porque é dela que emerge o desafio de um projeto político capaz de justificar que a criação de Mato Grosso do Sul não foi em vão. 

Pesquisa de fôlego  

A obra agora oferecida ao público é resultado de um trabalho amadurecido em 15 anos de pesquisas. Marisa Bittar se dedicou a esse tema desde 1993 quando iniciou seu Doutorado em História na Universidade de São Paulo (USP). Em 1997, defendeu a tese “Mato Grosso do Sul: do estado sonhado ao estado construído” e, na ocasião, recebeu da banca examinadora o reconhecimento de que ela merecia ser publicada. Entretanto, com a intenção de fechar o ciclo dos primeiros trinta anos da história de Mato Grosso do Sul, continuou suas pesquisas para que em 2007 pudesse publicar a obra em dois volumes. Embora analisada e aprovada pelo Conselho da Editora da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul a edição da obra não foi possível na ocasião por limitação de recursos financeiros. Consciente da importância do trabalho como fonte de estudo e pesquisa para todos os que se interessam pela história de Mato Grosso do Sul, a autora não desistiu de colocá-lo ao público. No início de 2009 concorreu ao edital do Fundo de Investimentos Culturais de MS (FIC/MS) que contemplou seu projeto. No dia 27 de outubro às 19:30 horas, no Museu de Arte Contemporânea (MARCO), a obra  - rica em referências e com citação de aproximadamente mil nomes relacionados à história do Estado - finalmente chega ao seu destinatário natural em embalagem especial e com preço de apenas 20,00 reais no dia do lançamento.

 

 

Siga as notícias do Portal Pantanal News no Twitter:
www.twitter.com/PantanalNews


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

Janaína Santucci mostra corpão em ensaio de biquíni

Janaína Santucci - Foto: Bennerlan Diesel / MF Assessoria

Janaína Santucci posou de biquíni para uma campanha da marca Clarabella Fitness na Bahia. A modelo que ganhou o título Garota Nabba Rio Fitness categoria wellness este ano, vem colhendo frutos, resultado do seu sacrifício para conseguir o título que mudou sua vida no mercado da moda. Na Bahia, a modelo já é a mais cotada no mercado da moda local. 
Janaína Santucci - Foto: Bennerlan Diesel / MF Assessoria

Janaína Santucci - Foto: Bennerlan Diesel / MF Assessoria

Janaína Santucci - Foto: Bennerlan Diesel / MF Assessoria

Janaína Santucci - Foto: Bennerlan Diesel / MF Assessoria

Janaína Santucci - Foto: Bennerlan Diesel / MF Assessoria

Janaína Santucci - Foto: Bennerlan Diesel / MF Assessoria

Janaína Santucci - Foto: Bennerlan Diesel / MF Assessoria

Janaína Santucci - Foto: Bennerlan Diesel / MF Assessoria

Janaína Santucci - Foto: Bennerlan Diesel / MF Assessoria

Janaína Santucci - Foto: Bennerlan Diesel / MF Assessoria

Janaína Santucci - Foto: Bennerlan Diesel / MF Assessoria

Janaína Santucci - Foto: Bennerlan Diesel / MF Assessoria



Fonte: MF Assessoria

Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

HORARIO DE VERÃO
Diversos

Horário de Verão gera ganho de R$ 147,5 milhões

Economia de energia| Valor representa o custo evitado com uma série de operações que seriam necessárias para manter o sistema elétrico em funcionamento 

Horário de Verão terá início à zero hora de 16 de outubro - Renato Araújo/ABr

O Horário de Verão terá início à zero hora do próximo domingo (16). Isso quer dizer que na virada de sábado para domingo, o brasileiro terá de adiantar seu relógio em uma hora. Com a mudança, o sistema elétrico terá um ganho equivalente a R$ 147,5 milhões.

Segundo o Ministério de Minas e Energia (MME), esse ganho representa o custo evitado em despacho de usinas térmicas, por questões de segurança elétrica, e atendimento à ponta de carga no período de vigência do Horário de Verão.

A mudança vale para as unidades da federação localizadas nas Regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste: Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo e Espírito Santo.

Os estados do Norte e do Nordeste estão fora do novo horário porque quanto mais próxima uma região é da linha do equador, menos eficiente é o Horário de Verão. Nesta edição, o relógio terá de ficar adiantado em uma hora até 19 de fevereiro de 2017.

Benefícios do Horário de Verão

O Ministério de Minas e Energia explicou ainda que um dos principais benefícios é o aumento da segurança operacional, decorrente da diminuição dos carregamentos na rede de transmissão.

Além disso, o Horário de Verão permite uma maior flexibilidade para a realização de manutenções e redução de cortes de carga em situações de emergência no sistema elétrico, também há redução dos custos de operação do Sistema Interligado Nacional (SIN).

Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

DA NOITE
Diversos

Menina de 10 anos morre no hospital 2 horas depois de ser picada por escorpião

Menina morreu duas horas depois de ser picada

Jhenifer Kamily Garutti, de 10 anos, morreu na noite deste domingo (9) depois de ser picada por um escorpião, na cidade de Brasilândia distante 399 quilômetros de Campo Grande.

Com fortes dores depois de ser picada pelo escorpião, a menina foi levada para o hospital da cidade por volta das 19h54. Segundo o site Hoje Mais, por causa das possíveis complicações a médica solicitou a transferência da criança para um hospital na cidade de Três Lagoas.

Jhenifer foi medicada com soro antiescorpiônico ficando internada na sala de urgência já na cidade de Três Lagoas. Mas, o quadro de saúde da criança piorou. Ela não resistiu e morreu duas horas depois de ser picada.

Petição on-line pede que vereadores tenham salário-base de professores

Leia na íntegra

Cidadãos de Ribas do Rio Pardo recolhem assinaturas via petição on-line para apoiar projeto de iniciativa popular que prevê remuneração dos vereadores da cidade equivalentes ao salário-base pago para os professores, hoje R$ 1.364,47. O mesmo texto quer que o prefeito receba R$ 10 mil bruto e o vice-prefeito seja remunerado somente nas ocasiões em que substituir o chefe do Executivo.

Leia na íntegra: Nós, abaixo-assinados, eleitores do Município de Ribas do Rio Pardo, MS, subscrevemos o Projeto de Iniciativa Popular, com texto abaixo, com o objetivo de diminuir o subsídio dos Vereadores, Prefeito e Vice-Prefeito, com fundamento no Art. 49 da Lei Orgânica do Município de Ribas do Rio Pardo:

“Adequa os subsídios dos Vereadores, Vice-Prefeito, Prefeito e dá outras providências”.

Artigo 1° - O Prefeito, Vice-Prefeito e Vereadores perceberão subsídios mensais nos termos desta lei;

Artigo 2° - O Prefeito perceberá o subsídio mensal no valor bruto de R$10.000,00 (Dez mil reais);

Artigo 3° - O Vice-Prefeito somente receberá subsídio mensal durante o período em que assumir o cargo de Prefeito; ou assumir outro cargo de sua competência, devendo, neste caso, perceber subsídio correspondente à função assumida.

Artigo 4º - Os Vereadores perceberão subsídios mensais no valor correspondente ao salário-base do Professor da Rede Municipal de Ensino, para uma jornada correspondente a um período de 20 horas;

Paragrafo 1° - O Presidente da Câmara dos Vereadores perceberá o dobro do subsídio mensal devido ao Vereador.

Paragrafo 2° - No caso de licenciamento por motivo de doença, se devidamente comprovado por atestado médico, o Vereador perceberá seu subsídio integral, nos termos do Regimento Interno da Câmara Municipal.

Parágrafo 3° - A ausência do Vereador na sessão ordinária sem justificativa legal implicará em um desconto no seu subsídio no valor proporcional ao número de sessões ordinárias mensais.

Parágrafo 4° - Em quaisquer circunstâncias serão obedecidas as limitações impostas pelos incisos V, VI e VII, alínea “b”, do Artigo 29 da Constituição Federal.

Artigo 5° - Os subsídios do Prefeito Municipal, do Vice-Prefeito e dos Vereadores serão fixados no último ano da legislatura, vigorando até o término da legislatura seguinte, podendo sofrer reajustes de acordo com o IGPM/FGV dos últimos doze (12) meses anteriores ao reajuste.

Artigo 6° - As despesas com a execução da presente lei serão custeadas com as dotações próprias consignadas em orçamento, revogadas quaisquer disposições em contrário. Salário-Base do Professor em 30/09/2016 = R$1.364,47.


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

FRONTEIRA
Diversos
Entrevista com Cleverson Bertelli 08/10/2016

Jorge: Bom dia Cleversom, como voce está?

ENTREVISTA NO PROGRAMA CONEXÃO INTERNACIONAL

Resultado de imagem para cleverson bertelli

 

Cleversom: Estou orgulhoso por ter sido escolhido para representar como candidato a prefeito a Grande Familia 22. Que trabalhou unida no projeto das eleiçoes municipais. A todos os partidos coligados e suas lideranças, aos candidatos a vereadores, a comunidade indigena, apresento mais uma vez meus agradecimentos. Obrigado a todos os amigos e amigas que me ajudaram direta e indiretamente. Quero tambem agradecer as pessoas que nos receberam em suas casas, que nos abriram suas portas, que nos incentivaram. A todos os abraços recebidos e as mais diversas manifestaçoes de carinho. Fica aqui registrado meu " Muito Obrigado" a todos vocês!!

Jorge: Você sente-se um derrotado com esse resultado? o que faltou?

Cleversom: Perdi a eleição, mas não me sinto um derrotado de jeito nenhum. Disputei com muito orgulho o cargo de prefeito dessa cidade. A campanha atualmente é realizada num período muito curto. O resultado nos mostrou que nossa mensagem, nossas propostas e nosso projeto para a cidade não chegou a toda a população mesmo trabalhando incansavelmente. Mas tivemos a eleição de 05 vereadores que nos apoiaram.

Jorge: Eu como entrevistador não poderia deixar de perguntar sobre um assunto muito comentado nos ultimos dias, e que foram usadas de forma a prejudicar a campanha da sua coligação, entre esses, menssagens, audios, mas principalmente um video de 2012, vinculado agora nas redes sociais.

Cleversom: Bom, ao analisarmos os votos que nossos vereadores receberam com o total que recebemos como prefeito, temos muitos votos cruzados. Esses votos cruzados foram eleitores que mudaram de opiniao devido a divulgação de menssagem, audio e video, que se trata de um video confirmado em declaração pelo meu opositor o outro candidato a prefeito, que foi um video do ano de 2012, menssagem e audio de pessoas maldosas, para enganar a populacao. Que foram amplamente divulgados para prejudicar a minha pessoa, pelo simples fato do meu opositor estar no video. O video viralizou, acredito que foi visto por quase todas as pessoas da cidade, gerou revolta. Como ocorreu com o canditado da oposição, mesmo sendo de 2012, foi usado nesta campanha para me associar a ele.

Só gostaria de mais uma vez esclarecer que nada tenho haver com isso. Não estou ali, não estive la, e querer me associar a essas atitudes, foi exclusivamente, feita pela oposição. Sou contrario a qualquer tipo de violência, sou uma pessoa digna, trabalhadora e honrada. Para mim a ética é um valor indispensável para quem deseja administrar o património público e a vida de uma cidade. Se esse video é verdadeiro ou é falso, não sabemos...

Jorge: É possível que hajam novas eleiçoes em Coronel Sapucaia?

Cleversom: Conforme amplamente divulgado pela mídia nesta semana, é possível sim. O Tribunal de Justiça decidiu derrubar a liminar obtida por Rudi Paetzold, que somente conseguiu ser candidato baixo uma liminar da justiça. Mas confiamos na Justiça Eleitoral e acreditamos sim que haverá novas eleições.

Jorge: QUE LIÇÃO FICOU PRA VOCÊ DE TUDO ISSO?

Cleversom: Procuramos fazer uma eleiçao limpa e honesta. Apresentamos nossa proposta, conversamos e nos apresentamos a população de cara limpa. Mas não esperavamos que a oposição fizesse um jogo sujo, me acusando injustamente de vários fatos, foram ardilosos e nao tive tempo de defesa, muitas pessoas mudaram seus votos. Mas e agora? Parece que a justiça será feita igual.

Jorge: VOCÊ SERÁ CANDITATO NOVAMENTE SE HOUVER NOVAS ELEIÇOES?

Cleversom: Se Deus quiser e a população, com certeza.


Horário de Verão terá início no próximo dia 16 de outubro

Na madrugada de sábado (15), para domingo (16), os relógios devem ser adiantados em uma hora e este dia terá uma hora a menos



A PEDIDO
Diversos
CORONEL SAPUCAIA TERÁ NOVA ELEIÇÃO PARA PREFEITO
Diversos

CORONEL SAPUCAIA

  

Cidade terá novas eleições depois
de TJ recusar contas de ex-prefeito

  

Audiência foi realizada nesta terça e desembargadores seguiram relator

 

Eleito neste domingo (2) como novo prefeito de Coronel Sapucaia, Rudi Paetzold (PMDB) teve a prestação de contas da gestão 2009-20012 , quando comandou a cidade, rejeitada pelo Tribunal de Justiça (TJMS) e terá a candidatura cassada. Com isso, novas eleições devem ser convocadas na cidade assim que o resultado da audiência de hoje for notificado ao Tribunal Regional Eleitoral.

Rudi foi eleito novamente prefeito da cidade com 4.454 votos, 57,75% do total. Ele substituiria a atual prefeita Nilceia Alves de Souza (PR), do mesmo partido de Cleversom Bertelli, com quem Rudi disputava a prefeitura neste ano.

As contas de Rudi da época em que ele comandou a cidade já tinham sido recusadas pela 2ª Vara da Comarca de Amambaí, mas o político recorreu ao Tribunal de Justiça, em agosto, alegando que não houve direito a ampla defesa. Assim que o processo foi analisado pelo relator desembargador Eduardo Machado Rocha, houve suspensão da decisão e Rudi conseguiu concorrer à prefeitura.

No entanto, nesta terça-feira houve sessão de julgamento e a maioria dos desembargadores decidiu negar o recurso ao candidato, dessa forma, Rudi não poderá assumir o cargo de prefeito e novas eleições terão de ser convocadas.

A reportagem tentou contato, por telefone, com advogados de Rudi, mas não houve retorno até o fechamento desta reportagem. (Colaborou Izabela Jornada)



Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

CACAU
Diversos

Ex-BBB Cacau Colucci esbanja saúde em praia do Rio

Cacau Colucci na Praia de Ipanema Foto: Sandro Cardozo

A ex-BBB Cacau Colucci esbanjou saúde nas areias da Praia de Ipanema no fim de semana. A loira esteve no Rio para participar de uma gravação e virou sensação ao desfilar seu corpaço pela Zona Sul carioca. De todos os ângulos, Cacau, revelada na décima edição do reality show, mostrou toda sua beleza.
Cacau Colucci na Praia de Ipanema Foto: Sandro Cardozo
Cacau Colucci na Praia de Ipanema Foto: Sandro Cardozo
Cacau Colucci na Praia de Ipanema Foto: Sandro Cardozo
Cacau Colucci na Praia de Ipanema Foto: Sandro Cardozo

Em março, Cacau foi diagnosticada com um câncer de tireóide e se curou depois de quatro meses de tratamento. “Quando a gente tem um tumor maligno está ali a sua pré-disposição para aquela doença. O resto da vida eu tenho que me monitorar, fazer exames, ver as minhas taxas hormonais e ver se nada voltou”, disse ela numa entrevista, em julho, sobre a doença. 
Cacau Colucci na Praia de Ipanema Foto: Sandro Cardozo
Cacau Colucci na Praia de Ipanema Foto: Sandro Cardozo
Cacau Colucci na Praia de Ipanema Foto: Sandro Cardozo
Cacau Colucci na Praia de Ipanema Foto: Sandro Cardozo
Cacau Colucci na Praia de Ipanema Foto: Sandro Cardozo
Cacau Colucci na Praia de Ipanema Foto: Sandro Cardozo
Cacau Colucci na Praia de Ipanema Foto: Sandro Cardozo
Cacau Colucci na Praia de Ipanema Foto: Sandro Cardozo
Cacau Colucci na Praia de Ipanema Foto: Sandro Cardozo






 

PROJETO VERÃO

Saiba 10 dicas para ter sucesso na 
dieta e conseguir emagrecer

 

Fugir da dieta é um erro grave para quem busca emagrecer. As vezes um leve deslize pode levar todo esforço anterior para o ar! Buscamos os conselhos da especialista em nutrologia Paula Vasconcelos, nutróloga do Espaço Volpi, em São Paulo. Confira:
 
1. Planeje sua dieta diária antes de sair de casa. Não é tarefa fácil manter a dieta quando passamos o dia todo na rua. Mas, se você sabe de antemão o que vai comer e em que local pretende almoçar ou jantar, de forma a encontrar o que precisa consumir, a tarefa fica mais fácil. Esse planejamento impede que você coma no impulso ou no improviso, colocando no cardápio o que faz você engodar.

2. Tenha sempre às mãos lanches saudáveis. Como se sabe, é preciso se alimentar a cada três horas. Nesse sentido, ajuda sair de casa com alguns lanchinhos saudáveis como frutas, barras de proteína, iogurte e sanduíches light. Eles não substituem o almoço ou jantar, mas são essenciais nos períodos entre essas refeições.

3. Mastigue devagar os alimentos.  Conte ao menos 15 mastigadas para cada porção de alimento que leva à boca. Isso ajuda a elevar o grau de saciedade, evitando que você como mais do que deveria.

4. Não se alimente vendo televisão ou ouvindo música. Assim você não se distrai a ponto de exagerar na quantidade de alimentos. “Concentração também faz parte da estratégia para emagrecer na hora da refeição”, afirma Dra. Paula.

5. Use pratos pequenos. No almoço ou no jantar, sirva-se em pratos de sobremesa. Assim, mesmo que você encha o prato, vai evitar o exagero à mesa.

6. Alimente-se antes de uma festa ou coquetel. Se você belisca alguma proteína magra (peito de peru, queijo branco ou atum, por exemplo), antes de algum evento em que será oferecida comida calórica em abundância, você evita que a fome seja sua pior inimiga na manutenção da dieta.

7. Resista 30 minutos quando der vontade de sair da dieta apertar. Bateu aquela vontade de comer doce? Tente se distrair na próxima meia hora. “Experiências clínicas com pessoas que têm dificuldade para emagrecer ou sofrem de compulsão alimentar mostraram que a vontade de comer o que não deve passa após esse período”, explica Dra. Paula;

8. Não se perca nos detalhes. É comum acharmos que um pedaço de chocolate ou uma latinha de refrigerante regular não vão comprometer a dieta. Mas esses deslizes, ainda que pequenos, aguçam mais a vontade de comer tais alimentos impróprios. Sem contar que eles pesam (e muito) em um planejamento de dieta a longa prazo. Por exemplo: uma lata de refrigerante regular por dia pode resultar em sete quilos a mais em um ano.


DA HORA
Diversos

Prêmio da Mega-Sena acumula e deve pagar R$ 22 milhões na próxima quinta

A quina teve 43 apostas ganhadoras e cada uma vai levar R$ 44.370,39. 

Ninguém acertou as seis dezenas do concurso 1.864 da Mega-Sena. O sorteio foi realizado na noite deste sábado (08) na cidade de Santa Bárbara (MG), e o prêmio acumulou. Veja as dezenas sorteadas: 04 - 05 - 14 - 37 - 40 - 60

 

 


Jovem morre durante acidente de trânsito na MS-470, em Douradina

Motociclista colidiu com uma ponte no interior do Estado

O motociclista Jean Fagner Lopes Dias, 27 anos, morreu em acidente de trânsito, ocorrido no começo da madrugada de hoje, na ponte do Córrego Panambizinho, na MS-470, em Douradina. Conforme Boletim de Ocorrência, o rapaz bateu em parte da ponte e foi arremessado no córrego.


Era por volta de 00h15min quando Jean Fagner seguia conduzindo moto NXR Bros 150 cilindradas e, por razão ainda desconhecida, bateu na lateral da ponte de concreto e foi jogado no córrego. O motociclista morreu no local.


O corpo foi encaminhado ao IML (Instituto Médico Legal) para ser submetido a exame necroscópico e esclarecer se a morte ocorreu em consequência da queda ou afogamento.  

 

 


 

FRONTEIRA| Brasileiro é executado à tiros por suposto amigo

Foto: PorãNews

O homem foi executado à tiros durante festa entre amigos na cidade paraguaia de Pedro Juan Caballero na fronteira com Ponta Porã.

O mesmo foi identificado como o brasileiro, Paulo Cesar Baez Vieira (44), que na madrugada de segunda feira (10) por volta das 03.45hs, se encontrava em companhia de um amigo identificado como um tal “Miguel Baixinho” em um inquilinato situado na rua Choferes do Chaco esquina Lomas Valentina do bairro São Geraldo da cidade de Pedro Juan Caballero na fronteira com Ponta Porã, onde a esposa da vitima após escutar um disparos de arma de fogo, saiu ao pátio onde encontrou a vitima caída no chão já sem vida com um disparo na altura da cabeça com um disparos de pistola .40.
Foto: PorãNews

Segundo a esposa da vitima, o autor lhe teria manifestado que o disparo foi acidental, mas manifestou que a vitima e autor já tinham um problema pessoal e acredita que o homicídio teria sido motivado por essa causa durante a bebedeira, já que os dois se encontravam ingerindo bebida alcoólica no pátio do inquilinato onde residia após o crime o autor fugiu do local tomando rumo ignorado.

Agentes da Divisão de Criminalística e da Seção de Investigação de Delitos da Policia Nacional de Pedro Juan Caballero, apoiados pelo promotor de justiça Martin Areco, realizaram os procedimentos de rigor e posteriormente entregaram o corpo sem vida aos familiares da vitima.

Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

CAFE DA MANHÃ
Diversos

Repartições públicas não abrem nesta segunda e feriados dos dias 11 e 12

As atividades essenciais, como saúde, segurança e bombeiros funcionam em regime de escala.

 

Nesta segunda-feira (10), véspera do feriado de criação do Estado (11) e Nossa Senhora Aparecida (12), será ponto facultativa nas repartições públicas estaduais. O ponto facultativo foi previsto em decreto publicado no início do ano. As atividades essenciais, como saúde, segurança e bombeiros funcionam em regime de escala.


Hemosul


O serviço de coleta de sangue funcionará neste sábado (8/10) em Campo Grande (unidade da Fernando Corrêa da Costa) e no município de Dourados, das 7h às 12h. Na segunda (10/10) haverá atendimento ao público no Hemosul da Fernando Corrêa (das 7h às 12h) e na Santa Casa de Campo Grande (das 7h às 11h).


Detran

As agências do Detran não abrem na segunda-feira e retomam o atendimento na quinta-feira.


Atendimento Fácil

As unidades de atendimento Fácil também não funcionam na segunda-feira e nos dois dias de feriado.


Agenfa

A Agência Fazendária de Campo Grande também não abrirá de 10 a 12, mas os contribuintes poderão acessar o site da Secretaria de Fazenda para emissão de guias.

 

Temer exonera dois ministros para votarem a favor da PEC dos gastos

Ministros das Cidades e de Minas e Energia retomarão mandato na Câmara.Intenção do governo é começar a votar a PEC já nesta segunda-feira (10).

O presidente Michel Temer (PMDB-SP) exonerou dois ministros de seu governo para que eles possam retomar temporariamente o mandato de deputados federais e votar a favor da PEC do teto de gastos públicos. As exonerações de Bruno Araújo (Cidades) e Fernando Coelho Filho (Minas e Energia) foram publicadas na edição desta segunda-feira (10) no "Diário Oficial da União". Após a votação da PEC, eles voltarão para o ministério.

A intenção do governo é votar a proposta em primeiro turno já nesta segunda. Na semana passada, o texto foi aprovado na comissão especial que analisou o tema. O teto de gastos é uma das principais apostas da gestão Temer para sanar o rombo nas contas públicas e acelerar a retomada da economia. Para virar lei, contudo, a proposta precisa contar com o voto de, pelo menos, 308 deputados e 49 senadores.


Neste domingo (9), Temer ofecereu um jantar para deputados da base no Palácio da Alvorada para pedir apoio à PEC. Ao todo, estavam presentes 215 parlamentares, com 31 esposas, e outras 33 pessoas, entre ministros e assessores do governo.


Mais cedo no domingo, o presidente já havia se dirigido à casa do líder do PSD na Câmara, Rogério Rosso (DF), para discutir pontos da PEC com alguns deputados. Após o encontro, Rosso disse ao G1 que foram discutidas as estratégias para convencer deputados indecisos a votar favoravelmente à PEC.


Teor da PEC

A proposta de emenda à Constituição prevê um limite para os gastos da União nos próximos 20 anos. Pelo texto, os gastos terão que se limitar ao montante do ano anterior reajustado pela inflação, o que valeria já a partir de 2017.


As exceções são a área de saúde e educação. Em 2017, serão mantidas as regras atuais para os investimentos em saúde e educação (previstas na Constituição), passando a vigorar o novo teto somente em 2018.

 


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

SUCESSO O ENCONTRO INTRMACIONAL DO CARRO ANTIGO EM PONTA PORÃ
Diversos

PRESIDENTE DO CLUBE DE CARROS ANTIGOS DE PONTA PORÃ-MS- MARCELINO NUNES E GALERA, SATISFEITOS COM O SUCESSO DO ENCONTRO INTERNACIONAL  REALIZADO NO SABADO E DOMINGO. PARABENS COMPADRE MARCELINO

MIURA

PREFEITO ELEITO DE PONTA PORÃ HELIO PELUFFO, PRESTIGIOU O ENCONTRO. ALINE PACHECO TAMBEM SE FEZ PRESENTE


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

SEIOS

Celebridade turbina pela quarta vez e acaba com os seios desalinhados

Danni ficou com 'seios tortos' | Reprodução/Channel 5 e Instagram

A personal trainer e participante de um reality em TV britânica Danni Levy acabou sofrendo um revés ao turbinar pela quarta vez a "comissão de frente": os seios acabaram ficando bem desalinhados.

A celebridade de 31 anos já gostou cerca de R$ 85 mil em cirurgias plásticas na busca do "decote perfeito".

Agora, Danni apelou ao programa Celebrity Botched Up Bodies, do Channel 5, para corrigir o problema estético. Ela vai turbinar novamente os seios para igualá-los.

"Tudo que podia dar errado deu errado. Eu só quero um par decente", disse ela no programa.

Danni ficou famosa com a sua participação no reality "Life on Mabs", da ITV, que acompanha socialites, ricaços e aspirantes aos estrelato curtindo a vida em Marbella (Espanha).
Danni (à direita) no reality Life on Marbs | Reprodução/ITV



Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

IMPRENSA
Diversos

AMEAÇA À IMPRENSA| Quebra de sigilo de jornalista põe em xeque liberdade de imprensa

A medida, tomada para tentar descobrir quem vazou no governo o relatório do Coaf à revista, viola o direito constitucional do sigilo à fonte; Aner impetra Habeas Corpus em favor do jornalista

O delegado João Quirino. Ele foi encarregado de investigar o vazamento de um relatório do Conselho de Controle das Atividades Financeiras, o Coaf (Foto: Reprodução)

A juíza Pollyanna Kelly Alves, da 12ª Vara Federal de Brasília, determinou a quebra do sigilo telefônico do colunista Murilo Ramos, da revista ÉPOCA. A medida foi tomada secretamente em 17 de agosto. O jornalista não é suspeito de nenhum crime. O objetivo da grave suspensão do direito constitucional do colunista é um só: tentar descobrir a identidade de uma das fontes do jornalista. Na sexta-feira, dia 7 de outubro, após tomar conhecimento do fato, a Associação Nacional de Editores de Revista, a Aner, impetrou Habeas Corpus, com pedido de liminar, em favor do jornalista. A defesa pede a suspensão imediata da decisão da juíza. O HC foi distribuído ao desembargador Ney Bello, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região.

A decisão da juíza foi provocada por representação do delegado da Polícia Federal João Quirino Florio. Ele contou com a anuência da procuradora da República no Distrito Federal Sara Moreira de Souza Leite. Em abril do ano passado, o delegado Quirino foi encarregado de investigar o vazamento à ÉPOCA de um relatório do Conselho de Controle das Atividades Financeiras, o Coaf. Nele, os investigadores do Coaf listavam os brasileiros suspeitos de manter contas secretas na filial suíça do HSBC, no escândalo conhecido como Swissleaks. A investigação do Coaf e o teor do relatório foram revelados por ÉPOCA em fevereiro de 2015, em reportagem que contou com a apuração de Murilo Ramos.

Em 20 de abril deste ano, após afirmar que Receita, Coaf e Banco Central não haviam conseguido descobrir a origem do vazamento, o delegado João Quirino pediu à juíza que quebrasse o sigilo do colunista Murilo Ramos. Fez esse pedido antes mesmo de tomar formalmente o depoimento do colunista, segundo despacho obtido por ÉPOCA. “A única maneira de chegar ao autor do crime, que é grave, pois poderia comprometer todo um sistema de segurança de informações vitais para o funcionamento de toda uma economia, seria o cruzamento de chamadas de Murilo nos dias que antecederam a entrevista que (sic) cruzá-lo com os telefones das pessoas que poderiam ter acesso aos dados”, escreveu o delegado à juíza Pollyanna Kelly.

Meses depois, em julho, o colunista de ÉPOCA foi ouvido pela PF. Não sabia que o delegado já pedira a quebra de sigilo telefônico. Recusou-se a revelar a identidade de fontes envolvidas na produção das reportagem. Para isso, invocou, como sempre fazem jornalistas em casos semelhantes, o direito constitucional ao sigilo da fonte. Esse direito é previsto na Constituição brasileira e consagrado no ordenamento jurídico da maioria das democracias ocidentais. Tal proteção ao trabalho do jornalista está consolidada em leis e nas doutrinas legais pela simples razão de que, sem ela, a sociedade teria muito mais dificuldade para ter acesso a informações de interesse público. Entende-se, inclusive nos principais tratados assinados pelo Brasil, como o Pacto de San José da Costa Rica, que qualquer obstáculo à liberdade de imprensa configura-se um obstáculo ao próprio exercício da democracia.

Não se trata de um direito controverso. O Supremo Tribunal Federal brasileiro tem posição pacificada sobre o assunto: não se pode violar o direito do jornalista de manter fontes em segredo. Escrevia, há vinte anos, o decano do Supremo, ministro Celso de Mello: “A proteção constitucional que confere ao jornalista o direito de não proceder à disclosure da fonte de informação ou de não revelar a pessoa de seu informante desautoriza qualquer medida tendente a pressionar ou a constranger o profissional da Imprensa a indicar a origem das informações a que teve acesso, eis que – não custa insistir os jornalistas, em tema de sigilo de fonte, não se expõem ao poder de indagação do Estado ou de seus agentes e não podem sofrer, por isso mesmo, em função do exercício dessa legítima prerrogativa constitucional, a imposição de qualquer sanção penal, civil ou administrativa”. 

Tais princípios internacionais, consolidados no Direito brasileiro há décadas, foram ignorados pelo delegado João Quirino e, também, pela procuradora Sara Leite. Num despacho de três páginas, assinado no dia 3 de agosto, ela concorda com o delegado da PF. Assim como João Quirino, não argumenta por que o direito constitucional ao sigilo da fonte merece ser anulado, nesse caso, em prol da possível descoberta do autor do vazamento do relatório. “Verifica-se a razoabilidade e a necessidade da medida investigativa proposta, especialmente porque o jornalista, que poderia identificar a pessoa que lhe forneceu as informações sigilosas, recusou-se a fazê-lo, alegando o direito de preservar o sigilo da fonte”, escreveu a procuradora Sara Leite. Ela chega a argumentar que a entrega dos extratos telefônicos não configurariam quebra de sigilo telefônico, dado que não há interceptação do conteúdo das conversas em tempo real.

Diante do pedido do delegado e da concordância da procuradora, a juíza Pollyanna Kelly precisou de somente três páginas para decretar a quebra, semanas depois. “A medida pleiteada (a quebra do sigilo) mostra-se imprescindível para apurar os fatos noticiados”, disse a juíza. “Registro que a proteção constitucional ao resguardo das comunicações não se mostra absoluta diante do interesse público em esclarecer o suposto delito.” Ela determinou às operadoras que enviassem os extratos do colunista diretamente ao delegado.

No Habeas Corpus impetrado nesta sexta no Tribunal Regional Federal da 1ª região, a Aner pede a suspensão dos efeitos da decisão judicial que determinou a quebra do sigilo telefônico, o sobrestamento da tramitação do inquérito em curso perante a 12ª vara Federal da Seção Judiciária do Distrito Federal e a suspensão da quebra do sigilo telefônico. No caso de a operadora telefônica já ter fornecido as informações do sigilo telefônico à autoridade policial, a defesa solicita que elas venham a ser “absolutamente destruídas” até o julgamento final do HC.

Os advogados sustentam que a quebra do sigilo telefônico, que é uma medida cautelar extrema, traz para o jornalista “uma condição inequívoca de investigado, fato que traduz uma absoluta falta de justa causa, pois fere o sagrado direito constitucional inerente ao jornalista, que é a liberdade de expressão e o direito de informar”. Os advogados lembram, ainda, que o sigilo de fonte está assegurado pela Constituição Federal em seu artigo quinto.

Em nota conjunta divulgada neste sábado, dia 8 de outubro, a Aner, a Associação Nacional de Jornais (ANJ) e a Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (Abert) criticaram a decisão da juíza. “A quebra do sigilo telefônico de um jornalista implica em gravíssima violação ao direito constitucional do sigilo da fonte e ao livre exercício da profissão de jornalista”, dizem as entidades no documento . “A ABERT, a ANER e a ANJ repudiam a decisão da juíza e reforçam que não há jornalismo e nem liberdade de imprensa sem sigilo da fonte, pressuposto para o pleno exercício do direito à informação.”

Tendência preocupante

O caso do colunista de ÉPOCA, infelizmente, não é inédito. Há dois precedentes recentes – e igualmente inconstitucionais. No mais grave deles, a PF indiciou um jornalista do Diário da Região, em São José do Rio Preto, interior de São Paulo. Também com apoio do Ministério Público, a polícia queria descobrir a identidade das fontes do repórter, que revelara o teor de uma investigação sigilosa sobre corrupção no município. A Justiça aceitou quebrar o sigilo telefônico do jornalista. Foi preciso que o jornal recorresse ao Supremo para anular a decisão.

Caso semelhante transcorreu ano passado no Superior Tribunal de Justiça. O governador Fernando Pimentel (PT) pediu a quebra de sigilo telefônico de um jornalista – e voltou atrás. Seus advogados, Antônio Carlos de Almeida Castro, o Kakay, e Pierpaolo Bottini, solicitaram ao STJ a quebra de sigilo e o interrogatório de um repórter do jornal O Globo. Pimentel queria descobrir as fontes que vazaram ao veículo informações da investigação que corre contra ele na corte. O ministro Herman Benjamin, relator do caso no STJ, determinou que a PF investigasse, por igual razão, repórteres de ÉPOCA. Diante da repercussão negativa, os advogados do governador desistiram da ação.

Em países como Estados Unidos, o sigilo constitucional ao sigilo da fonte é questionado, e ainda assim sob intensas críticas, somente quando a Segurança Nacional entra em jogo. Em 2015 por exemplo, a Suprema Corte dos Estados Unidos rejeitou apelo do repórter James Risen, do New York Times, duas vezes vencedor do prêmio Pulitzer, para não ter de depor e revelar a identidade de uma fonte. Durante sete anos, Risen lutou para não ter de testemunhar no julgamento de Jeffrey Sterling, ex-agente da CIA, acusado pelo Departamento de Estado de passar a Rise informações sobre uma operação secreta do governo americano para sabotar o programa nuclear do Irã, exposta em um dos capítulos do livro, “State of war”. Quando perdeu Risen ficou sujeito à prisão, caso não colaborasse. Na investigação, o Departamento de Justiça obteve secretamente emails e registros telefônicos de contatos entre Sterling e Risen. Desde então, Risen afirma que, apesar da desistência, ao ir tão longe, o governo Obama arranhou a Primeira Emenda da Constituição americana.

Nos anos pós Wikileaks e Edward Snowden, as autoridades estatais no mundo todo, mesmo em países de longa tradição democrática, parecem empenhadas em enfraquecer o já estabelecido, e mais que necessário, princípio do direito ao sigilo da fonte de jornalistas. Um estudo da Unesco de 2015 mostra que entre 2007 e 2014, nos mais de 100 países pesquisados, o direito a sigilo da fonte tinha sido sistematicamente atacado, seja por legislações referentes a segurança nacional e antiterrorismo ou submetido a vigilância individual ou em massa e ainda colocada em risco pela retenção de dados obrigatória. “O marco legal que protege as fontes confidenciais de jornalistas internacionalmente são essenciais para a publicação de informações de interesse público – informação que de outra maneira poderia nunca ser descoberta”, diz o documento.



Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

ZECA DO PT 2
Diversos

Zeca ignora decisão do PT e forma rede de apoiadores a Marquinhos Trad

'Vitória de Rose seria ruim para pluralidade democrática'

Zeca do PT (Foto - Minamar Junior/Arquivo Midiamax)

O deputado federal José Orcício dos Santos, o Zeca do PT, um dos personagens de maior expressão entre os petistas de Mato Grosso do Sul, anunciou neste domingo (09) que está apoiando o candidato do PSD à prefeitura de Campo Grande, Marquinhos Trad. A decisão dele contraria a orientação da legenda, que decidiu não apoiar nenhum dos candidatos.

“Fiz uma visita ontem [sábado] a ele para afirmar isso, e já estou conversando com pessoal mais ligado a mim. Fui o deputado federal mais votado com cerca de 40 mil votos, em Campo Grande. Agora, estou formando uma rede de apoiadores para manifestar simpatia e pedir votos para Marquinhos”, contou Zeca do PT, também ex-governador de MS por duas vezes (1999-2006).

O parlamentar revelou ainda o motivo de sua preferência: “por um razão simples, acho que a  democracia pressupõe da pluralidade. A hegemonia política não é boa para democracia”, interpretou o petista.

Além de manifestar-se favorável à vitória de Marquinhos, que disputa a prefeitura da Capital com a vice-governadora Rose Modesto, candidata do PSDB, Zeca criticou o próprio partido.

“Portanto, a vitória do PSDB é ruim para a pluralidade democrática. Como acho muito ruim, em segundo lugar, o posicionamento da direção municipal do PT que, equivocadamente, pediu o voto nulo neste segundo turno”.

Para o deputado federal petista, “nós [seu partido] perdemos a eleição no primeiro turno, agora, temos que ter humildade para fazer autocritica. Erramos em todo o processo, inclusive com a história da candidatura própria, que eu era contra”.

Zeca acrescentou ainda que o PT “tem de tomar um lado, o povo de Campo Grande escolheu os dois [Rose e Marquinhos], nós estamos nos posicionando. Com toda a humildade e com todo o respeito. Pronto”, concluiu o deputado federal.


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

POLICIA
Diversos

Traficante baleado em troca de tiros com a polícia morre na Santa Casa

Outros dois suspeitos foram presos 

O traficante baleado durante uma troca e de tiros com a Polícia Militar, na noite deste sábado (8), em Jaraguari, morreu horas depois de dar entrada na Santa Casa de Campo Grande. Segundo as informações O suspeito identificado como Júnior José Alves, de 30 anos, conduzia um Fiat Strada carregado de maconha, quando foi abordado pela polícia. Outros dois suspeitos acabaram presos por tráfico de drogas.

De acordo com o registro policial, que foi feito em Jaraguari, município a 48 quilômetros da Capital, policiais da Força Tática do 9º Batalhão da Polícia Militar foram acionados para verificar uma ocorrência de tráfico em uma casa da Rua Valdemiro Coelho Neto, no Conjunto Serraville.

No local, os militares viram Júnior chegar com a Fiat Strada e sair poucos minutos depois em alta velocidade. A equipe da Força Tática fez o acompanhamento de veículo e pediu apoio para outra guarnição, que ficou na rotatória da saída para Cuiabá, na BR-163, aguardando a aproximação do suspeito.

Assim que o homem foi visto, os militares deram ordem de parada, mas o suspeito desrespeitou e fugiu em direção a Jaraguari, iniciando uma perseguição. Após 20 quilômetros, ele parou no acostamento e fugiu a pé pelo matagal a margem da rodovia. Neste momento, Júnior disparou quatro vezes contra os policiais, que revidaram.

O homem foi atingido por dois disparos no tórax e foi socorrido para a Santa Casa de Campo Grande. Segundo o boletim de ocorrência, a equipe médica tentou reanimar o suspeito, mas ele não resistiu aos ferimentos. No carro que ele conduzia, foram encontrados 108 tabletes de maconha. Um revólver calibre 38 que estava com Júnior também foi apreendido.

Prisões

Em continuação à ocorrência, os militares voltaram a casa no Conjunto Serraville e lá encontraram Thais Fernanda Moreira, de 31 anos e Juliano Gonçalves Baroni, de 21 anos. Os dois foram presos depois que os policiais encontraram balança de precisão, R$ 321 em dinheiro e 158 tabletes de maconha no local.

Juliano ainda estava foragido do sistema prisional desde o dia 6 de novembro de 2014. O caso foi registrado como tráfico de drogas, homicídio simples - homicídio simples na forma tentada - porte ilegal de arma de fogo de uso permitido.

Preso por estupro de vulnerável, ‘Pit Bull’ serra grades e foge de delegacia

A cadeia está interditada 

Na madrugada deste domingo (9), Emerson Delgado Corrêa, conhecido como ‘Pit Bull’, de 28 anos, fugiu de uma das celas da Delegacia de Polícia Civil de Rio Verde, a 208 quilômetros de Campo Grande, depois de serrar as grades de acesso e também do solário. A cadeia da delegacia, segundo o boletim de ocorrência, está interditada pela justiça por falta de estrutura, mas ainda assim abrigava o preso.

Investigadores da unidade perceberam a fuga pela manhã, quando foram levar o café da manhã na cela X-4. No local, deveria estar três suspeitos de estupro, um dele 'Pit Bull', que cumpria prisão preventiva por estupro de vulnerável.

Ao questionarem os outros dois internos, os policiais descobriram que o homem havia saído enquanto todos dormiam e notaram que uma das grades estava solta. Em vistoria, também foi encontrada as grades de acesso ao solário e também as grade do próprio solário, serradas.

Conforme p registro policial, nenhuma das câmeras de segurança filmaram a ação do bandido, que fugiu justamente pelo local onde não há o equipamento. De acordo com a polícia, a cadeia da delegacia está interditada por determinação judicial, em virtude ao histórico de fugas de presos e a sua falta de estrutura.

Ainda conforme o registrado, um pedido para que a Polícia Militar escoltasse os presos já teria sido feita, mas não atendida. Na página da delegacia no Facebook, fotos do suspeito estão sendo divulgadas, assim como o telefone da unidade para contato no caso de informações sobre o paradeiro do foragido. 

De moto, mãe e bebê de 6 meses ficam feridas em atropelamento

Elas foram levadas para a Santa Casa

Uma mulher de 28 anos e a filha, uma bebê de seis meses, ficaram feridas depois de serem atropeladas por um Chevrolet Corsa Classic no cruzamento das ruas Francisco Antônio de Souza e a Cachoeira do Campo, no Portal Caiobá, em Campo Grande. As vítimas estavam em uma motocicleta, que era conduzia pelo pai da criança, um homem de 34 anos.

De acordo com testemunhas, a família seguia na motocicleta Honda Fan pela Rua Cachoeira do Campo, quando no cruzamento com a Francisco Antônio de Souza foram atingidos por um Corsa Classic. Com o acidente, a mulher sofreu escoriações e a bebê, sangramento no nariz.

O condutor da moto não sofreu ferimentos. Populares relataram que o homem ficou nervoso com o acidente e tentou agredir o condutor do Corsa, no momento em que ele parou para ajudar a família. Assustado, o autor fugiu, mas o motociclista perseguiu o motorista. Eles conversaram e suspeito socorreu as vítimas.

O Corpo de Bombeiros foi acionado, interceptou o veículo no caminho para o hospital e atendeu mãe e filha, que foram levadas para a Santa Casa de Campo Grande. A Polícia Militar de Trânsito também foi acionada e registrou a ocorrência. O autor do acidente não quis falar com a equipe do Jornal Midiamax.  

 

 

Antes de "salve geral", Policia Paraguaia entrega trio ao Brasil

No dia seguinte após a ação, um áudio de um suposto integrante da facção foi divulgado em um aplicativo

Trio foi entregue à Polícia Federal - Foto: Léo Veras/Porã News

 

O fato ocorreu na cidade Brasileira de Ponta Porã, fronteira com a cidade Paragiaia de Pedro Juan Caballero. A Polícia Nacional do Paraguai entregou à Polícia Federal do Brasil, três brasileiros que seriam integrantes da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital). Eles estavam presos desde o início da semana em Pedro Juan Cabellero, fronteira seca com Ponta Porã e foram expulsos pela Justiça do país.

Segundo informações, os homens foram expulsos do país paraguaio após agentes do serviço de inteligência da Polícia Nacional de Pedro Juan Caballero, receber informações que o grupo criminoso se preparava para resgatar dois, dos três integrantes presos.

A transferencia foi acompanhada pelo Consul, Ruben Fonseca Martinez e o assessor jurídico Gustavo Villalba, do consulado brasileiro em Pedro Juan Caballero.

O grupo apresentou documentação falsa a polícia paraguaia na segunda-feira. Eles estavam em uma caminhonete L200 com placas de Maringá (PR).

Nele, um homem que se identifica como sendo "Véio do PY de Capitan Bado", uma espécie de "salve geral", dado pela direção do crime organizado, a integrantes do PCC pede ajuda para resgatar dois dos três homens que estavam em poder da polícia local.


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

ELEIÇÃO
Diversos

Urnas deram mandato de vereador para 12 índios em MS este ano

Da lista, duas são mulheres

Mato Grosso do Sul elegeu, no último domingo (2), 12 vereadores indígenas. Representando, ao menos, duas etnias, como a Terena e a Guarani Nhandeva, os novos parlamentares simbolizam para muitas comunidades uma esperança no avanço de políticas públicas e a introdução de assuntos deixados de lado pelos 'brancos'.

 Os 12 eleitos, no entanto, também serão observados de perto pelas comunidades, que já declararam que devem acompanhar a atuação dos parlamentares. Os parlamentares foram eleitos em Amambai, Caarapó, Dois Irmãos do Buriti, Japorã, Miranda, Paranhos, Sidrolândia e Tacuru.

 

(Cleber Gellio)(Cleber Gellio)

Alécio Soares (PSDB) 41, foi eleito em Caarapó – distante cerca de 270 quilômetros de Campo Grande -, com 627 votos, o 8º mais votado dos 11 vereadores eleitos no município. Natural da reserva Tey kue, Alécio é professor.

 “Agora, com a visão que a gente está, a gente percebe que precisamos de um representante. É isso que a comunidade vem percebendo. A cada quatro anos tem troca de vereador, quando elege o cidadão, ele tem que mostrar a sua habilidade como parlamentar. Eu fui muito vitorioso porque eu já sou da área da educação e nesse trabalho as pessoas vem percebendo como eu sou”.

Alécio afirma que a escolha pelo partido não se deu pelos mesmos motivos que, segundo ele, permeiam as escolhas de legendas por pessoas não indígenas. “Eu como pessoa, como cidadão brasileiro, e nós povos indígenas, pra mim, pra minha pessoa partido não é tão importante, porque o que depende é a pessoa fazer um bom trabalho para os povos indígenas”, afirma, complementando que o fato do governador pertencer à legenda, pode motivar mais diálogo.

 Questionado sobre as 'retomadas' – ocupações de terra motivadas pela demora nos processos de demarcação -, Alécio responde que analisa a questão 'pelos dois lados', mas que entende a realidade vivida pelos índios em Mato Grosso do Sul.

 “A questão da retomada eu acho que sou novo nessa área, mas o que eu percebo, que já vem há anos, é que o culpado nesse meio todo é o governo federal, eu não acho que é a comunidade indígena ou os povos brancos. Eu acho que é direito da população indígena. E eu acho que o governo tem que resolver a questão”, defende.

Uma das lideranças da terra recém 'retomada'  - onde o último episódio sangrento do conflito de terras culminou com o assassinato do agente de saúde indígena, o Guarani e Kaiwoá Clodiode Aquiles Rodrigues -, Elson Canteiro Gomes, 28, Guarani e Kaiowá que participa de outras instâncias políticas, como o Aty Guasu – conselho político dos kaiowá -, enxerga a eleição de forma positiva, mas também, de forma crítica.

“Pra gente, um vereador indígena tem que representar e defender uma causa na Câmara, Tem a questão da educação, da saúde, não importa onde a comunidade esteja localizada, na reserva, terra demarcada ou na retomada, no meu entendimento esse é um representante, o vereador é elegido pelo povo, queremos que ele represente”, afirma.

Elson discorda um pouco de Alécio quanto às legendas. Para o kaiowá, que também é professor, há partidos que atuam, em totalidade, contra a causa indígena. “No meu ponto de avaliação, primeiro eu avalio os projetos que chegam até a comunidade indígena e quais seriam os partidos que atendem a demanda. Quando eu fui dialogar com ele eu falei assim, o que significa esse partido? Nem todos políticos defendem a causa”, afirmou. Elson, ainda assim, pretende acompanhar e desenvolver projetos junto ao parlamentar. “Nós vamos trabalhar, afinal nossa comunidade precisa de apoio, afinal, como professor, eu vejo que o povo precisa de mim”.

 Mulheres eleitas

Entre os 12 vereadores, duas mulheres foram eleitas. Adelina Amurilio (PRP), 38, foi a terceira vereadora mais votada na cidade de Japorã, onde se elegeu em uma Câmara com nove parlamentares, entre eles mais um indígena, Joaquim Adiala Hara (PRP). Adelina trabalhava na Sesai (Secretaria especial de saúde indígena) como agente de saúde. Além de Adelina, Luzia Montiel (DEM) foi eleita em Tacuru com 230 votos. Na cidade, um dos únicos parlamentares eleitos pelo PT no Estado, o índio Valino Goulart Gomes foi o 3º mais votado.

Leila é uma das mulheres líderes da retomada da terra Ivy Katu – território Guarani e Kaiowá que já foi declarado, mas não homologado -, na região de Japorã. Ela vê a eleição de mulheres como uma conquista, mas afirma que, até hoje, vereadores indígenas que já foram eleitos, não vão à comunidade apresentar projetos.

 

 

 

(arquivo/Midiamax)(arquivo/Midiamax)

 

 

“Porque aqui já teve dois homens e não fizeram nada. Foi quatro já, inclusive uma mulher casada com branco, ganhou mas não fizeram nada. Seria importante se elas soubessem levar a coisa, fazer projeto pra nós aqui. Eu esperava que, como mulher, que soubesse falar, andar atrás da coisa, pra buscar. Não sei e ela vai fazer alguma coisa ou não”, afirma Leila.

“Nós indígenas, se não souber levar, falar, sair buscando recurso, a gente não está com nada. Estava pensando, essa mulher que ganhou aqui, nunca trouxe nada, nem um pedacinho de projeto. Eu não sei o que vai acontecer, mas desejo que ela coloque projeto pras mulheres, pra trabalhar, porque a gente precisa de uma vereadora competente”, complementou.

 O jornal Midiamax tentou conversar com as duas vereadoras mas elas não atenderam as ligações.

 Estratégia política

 Em Sidrolândia, distante cerca de 65 quilômetros da Capital, dois indígenas Terena foram eleitos. Cledinaldo Marcelino Cotócio (PROS) e Otacir Pereira Figueiredo (PROS), conhecido como gringo. Cledinaldo foi reeleito com 508 votos. O Terena de 32 anos era trabalhador rural e afirma que seu mandato deve ser direcionado ‘tanto pela cidade quanto pela aldeia’.

“O partido está unido agora, e no que for pra direcionar para as questões indígenas a gente vai direcionar, tanto pela cidade quanto pela aldeia”, afirmou. Questionado sobre as retomadas, ele afirmou que “na verdade a parte que eu mais atuei foi na questão do conflito de terras, onde eu pude ajudar a ser um apaziguador, quando eles ocupam as fazendas, eu ajudo a transferir o gado”.

Cledinaldo, no entanto, também afirmou, sobre as terras que “na região de Sidrolândia já se tem o suficiente”. “Essa questão da saúde, junto com o gringo eu vou tentar correr atrás disso, reforçar a questão do plantio, é o que a gente quer orientar, porque na verdade eles ficam meio perdidos nessa parte nas terras”.

Sobre o partido, Cledinaldo afirma que “precisava ficar num partido que fosse mais tranquilo”. “Eu precisava me candidatar em um partido com estabilidade. O PROS fez três [vereadores] em Sidrolândia, eu brigo pela presidência da câmara”, declarou.

 

 

 

(arquivo/ Midiamax)(arquivo/ Midiamax)

 

 

Lindomar Terena é ex-presidente do DSEI-MS (Distrito Sanitários Especial Indígena de Mato Grosso do Sul) – órgão da Sesai -, e um dos nomes de ‘peso’ do Conselho Terena – conselho de deliberação, parecido com o Aty Guasu para os Kaiowá -. Ele explicou que eleger vereadores foi uma das pautas discutidas pelas Assembleias Indígenas. A estratégia política tinha o objetivo de eleger 20 vereadores, 10 no norte do estado e 10 do sul.

“Tudo que se espera é que possa representar da melhor forma possível a sua comunidade. Eu penso que todo vereador indígena que for eleito, deve ter como bandeira principal a defesa dos direitos dos povos indígenas, a gente falou isso pra vários candidatos. Um vereador pra governar ele tem que trazer os projetos, já teve vereadores que não conseguiram corresponder às expectativas por ter se ficado distante das comunidades, das mulheres, da juventude. Eu acho que ele tem que manter o pé no chão, saber que ele não vai fazer milagre, mas se tiver uma boa participação com as comunidades, termos condições”, explicou.

 Agora, os conselhos preparam-se para realizar um seminário com os vereadores indígenas.

“Na verdade nós tínhamos um desafio nas nossas assembleias, de que o conselho terena esperava que fossem eleitos 10 só na região norte, e na região sul outros 10. Pra você ter ideia, aqui no município de Miranda nós tivemos vários candidatos, nós temos condições de fazer 4 vereadores, um de cada comunidade, mas quando lança 20, 30, candidatos acaba perdendo as chances”, avaliou Lindomar.

 Vereadores

Em Amambai foi eleito o Professor Ismael (PMDB); em Caarapó o Professor Alécio (PSDB); em Dois Irmãos do Buriti, Eder Alcântara de Oliveira (PSDB) e Eber Reginaldo Vitorino (PSDB); em Japorã, Professor Joaquim (PRP) e Adelina (PRP); em Miranda Adilson Antonio (PSL); em Paranhos, Cleber Valiente (PSDB); em Sidrolândia Cledinaldo Marcelino Cotocio (PROS) e Otacir Pereira Figueiredo (PROS) e em Tacuru, Valino Goulart Gomes (PT) e Luzia Montiel (DEM).


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

FATOS & FOTOS

EX-PREFEITO DE AMAMBAI DIRCEU, ELEITO POR TRES MANDATOS FICOU QUIETO NAS ELEIÇÕES DE 2016.

UMA ROSA COM CARINHO PARA VOCE QUE ESTA LENDO O SITE CORREIODAFRONTEIRA

PREFEITO E VICE ELEITOS PARA GOVERNAR AMAMBAI-DR BANDEIRA, FILHO DE AMAM BAI, VALETR BRITO E SERGIO BARBOSA.HORA DE TRANSIÇÃO,SERGIO ESTA FECHANDO SUA ADMINISTRAÇÃO COMO A MELHOR.

17 RC MEC. ORGULHO DE AMAMBAI

DEPUTADO FEDERAL ZECA DO PT, PARLAMENTAR MAIS ATUANTE DO MS

SAUDOSO LINO OVIEDO NA CONEXÃO INTERNACIONAL MELHOR PROGRAMA DE ENTREVISTA DA NOSSO FRONTEIRA- 18 ANOS- COBRINDO E NÃO INCOBRINDO OS FATOS.

 

PRESIDENTE DO BRASIL MICHEL TEMER

HOMENAGENS RECEBIDA DO EX INTENDENTE DE CAPITAN BADO-PY- RANFIS GONZALEZ AO CASAL JORGE  PACHECO E ESPOSA ALINE

DEPUTADO FEDERAL VANDER LOUBET

OS CUBANOS CHAPA C COM NOSSO DIRETOR JORGE PACHECO

MINHA LINDA AFILHADA


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

MACONHA
Diversos

Casal transportava 3 toneladas de maconha escondidas em carga de milho

Pelo serviço receberia R$ 20 mil

Maconha foi apreendida pela PF de Dourados - Foto: Divulgação/PF

Na manhã desta sexta-feira (7) a polícia apreendeu em Ponta Porã, na fronteira com a cidade de Paraguaia de Pedro Juan Caballero, 3.040 quilos de maconha sendo transportados no interior de uma carga de milho, num caminhão Scânia.

Foi preso um casal que não teve o nome divulgado. O homem, motorista de 40 anos levava uma jovem de 18, ambos residente na região de fronteira.

Conforme nota encaminhada pela Polícia Federal, durante interrogatório o motorista afirmou que foi contratado por um desconhecido para transportar o entorpecente de Ponta Porã até a cidade de Paranavaí (PR). O crime de tráfico ilício de drogas é de 5 a 15 anos de reclusão.

Nos últimos meses a PF intensificou as ações de prevenção e combate à criminalidade na região, o que resultou no aumento expressivo de prisões e de apreensão de drogas e armas.


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

SEGUNDO TURNO
Diversos
:55

Fracassado nas urnas, PT vê lideranças se aproximarem de Marquinhos

Deputado federal Zeca do PT, ex-governador do Estado. (Foto: Arquivo)

Fracassado nas urnas, o PT está sem destino no segundo turno das eleições em Campo Grande. No entanto, a principal figura do partido, que carrega a legenda até no nome, José Orcírio Miranda dos Santos, o Zeca do PT, contrariando a direção petista, que decidiu não apoiar nenhum dos candidatos que disputam o segundo turno, vai para o palanque de Marquinhos Trad (PSD), até há pouco um peemedebista inimigo dos petistas.

eleitoral. Não elegeu nenhum prefeito. Na capital, a única liderança que alcançou algum sucesso foi o deputado José Almi Pereira Moura, o Cabo Almi, que reelegeu vereador seu afilhado, Ayrton Araújo, assim mesmo em 20º lugar, com pouco mais de 2,8 mil votos.

Declarando apoio a Marquinhos, o ex-governador criticou o que chamou de “equívoco” na decisão do próprio partido em ficar neutro no segundo turno. “No segundo turno eu não quero errar. Vou votar no Marquinhos e estou indicando para meus amigos e parceiros”.

Zeca diz que a escolha por Trad é para não deixar entregar ao PSDB hegemonia política, ou seja, a administração da maior prefeitura e do Executivo estadual – coisa que o PT também tentou na época em que o próprio petista foi governador do Estado. “É salutar para a democracia a pluralidade, ter outra força para governar a Capital”, discursa, agora.

Alex do PT teve resultado de 1,99% no primeiro turno (8.482 votos), ficando na sexta colocação. O Campo Grande News apurou que Cabo Almi, por exemplo, também vai apoiar Marquinhos Trad nesta segunda etapa e receberá o candidato em sua casa nesta sexta-feira (7). A reportagem não conseguiu contato com Alex e nem com o deputado.


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

MORTE
Diversos

Jovem dispara 21 tiros, mata um e deixa dois feridos em posto de combustível

Uma menor está entre as vítimas

O mecânico Diego Eufrasio da Silva, 24 anos, foi assassinado a tiros na madrugada deste sábado (8) em um posto de combustível em frente à Base Aérea de Campo Grande, na Avenida Duque de Caxias. Outras duas pessoas que não tinham ligação com a vítima, mas estavam no local, foram atingidas e estão hospitalizadas, as identidades não foram reveladas. Entre elas uma menor de 17 anos.

Conforme o sargento Renato Souza do 1º Batalhão da Polícia Militar, as primeiras informações apontam que o rapaz estava em uma festa, se desentendeu com outras pessoas e foi até o posto para continuar bebendo. Por volta das 5h30, o condutor de um Honda Civic foi até lá e já desceu do veículo atirando. O jovem foi atingido na cabeça, pescoço, nádegas e morreu na hora. Ainda não se sabe o motivo do desentendimento.

A menor foi atingida no abdômen e levada para a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do bairro Vila Almeida, mas devido a gravidade dos ferimentos foi transferida para Santa Casa. Já o outro rapaz levou tiro no perna e está na UPA do bairro Leblon. A irmã de Diego, Simone Eufrasio da Silva, muito abalada, foi até o local do crime e contou à reportagem que o mecânico tinha um filho e se separou recentemente da esposa.

Desde então começou a sair à noite para se divertir. Contudo, ressaltou que não havia desavença com ninguém. “Deve ter sido alguma briga de momento”, disse. O sargento relatou que aos fins de semana grande número de jovens ficam aglomerados nas imediações, ouvindo som alto e consumindo bebida alcoólica.

Tanto que há garrafas e latas espalhadas pelo chão. Funcionário do comércio, que preferiu não se identificar, contou que é comum concentração de pessoas por lá. Ao lado tem um terreno baldio que serve como 'ponto de namoro' para muitos jovens.


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

ENCONTRO INTERNACIONAL DE CARROS ANTIGOS EM PONTA PORÃ
Diversos

Resultado de imagem para CARROS ANTIGOS EM PONTA PORÃ

COMEÇA HOJE, SANADO, O ENCONTRO INTERNACIONAL DE CARROS ANTIGO NO PARQUE DOS ERVAIS EM PONTA PORÃ. PARTICIPE

Resultado de imagem para CARROS ANTIGOS EM PONTA PORÃ

Resultado de imagem para CARROS ANTIGOS EM PONTA PORÃ

Resultado de imagem para CARROS ANTIGOS EM PONTA PORÃ

Resultado de imagem para CARROS ANTIGOS EM PONTA PORÃ

Resultado de imagem para CARROS ANTIGOS EM PONTA PORÃ

Resultado de imagem para CARROS ANTIGOS EM PONTA PORÃ


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

CAFE DA MANHÃ
Diversos

Chuva forte com vento e granizo cobre ruas de Curitiba com geloempestade atingiu capital paranaense na tarde desta quinta (6). Tempo voltou a firmar; instabilidade é característica da primavera.

A chuva também causou reflexo no trânsito. De acordo com a Urbanização de Curitiba (Urbs), dois pontos na região do Rebouças foram bloqueados por causa das pedras de gelo - Rua Alferes Poli, entre as ruas Almirante Gonçalves e Brasílio Itiberê, e na Rua Brasílio Itiberê, entre as ruas Piquiri e João Negrão.

empestade atingiu capital paranaense na tarde desta quinta (6). Tempo voltou a firmar; instabilidade é característica da primavera.empestade atingiu capital paranaense na tarde desta quinta (6). Tempo voltou a firmar; instabilidade é característica da primavera.

O cruzamento entre as ruas Almirante Gonçalves e João Negrão, segundo a Secretaria Municipal de Trânsito, ficou com tráfego em meia pista.

Agentes da Secretaria Municipal de Trânsito foram aos locais para orientar os motoristas, e equipes da limpeza pública trabalharam para remover o granizo acumulado.


Primavera
O tempo instável é típico da primavera. Neste ano, a previsão é que a estação apresente todas as suas características: além da instabilidade, variação de temperatura e alternância entre tempo seco e com chuva.

“A primavera é assim. A maioria das ocorrências de granizo pega a área rural, mas quando atinge um centro urbano todo mundo vê. É isso que acontece”, explicou Jacóbsen.

Ele acrescentou que outra característica da estação é ter chuvas localizadas, ou seja, não há precipitação de forma uniforme na cidade. “Chove mais forte em alguns lugares do que em outros”, comentou.

Nesta quinta-feira, por exemplo, o dia começou chuvoso na capital paranaense. No meio da manhã, o tempo voltou a ficar firme, mas choveu mais uma vez no início da tarde. A previsão é de mais chuvas fortes na capital e no litoral até o fim do dia.

h25

Calote com pensão dos filhos pode tirar carteira de habilitação do pai

Quem não paga a pensão dos filhos agora corre o risco de perder a carteira de motorista. A Justiça tem tomado essa medida com base no novo Código de Processo Civil.

O texto diz que o juiz pode tomar todas as medidas necessárias para assegurar o cumprimento da ordem judicial.

O entendimento é de que quem pode manter um carro também pode pagar uma dívida, como a pensão alimentícia.

A medida também serve para evitar manobras de quem tenta fugir da decisão da Justiça


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)


Página selecionada de 1596 páginas.
Fotos

Nova pagina 2


Notícias

Quarta, dezembro 07
· DA HORA
· É HOJE
· SUCURI
· CAPIVARA
· CORPO
· CAFE DA MANHÃ
Terça, dezembro 06
· ACIDENTE
·
· NOTICIAS
·
· da tarde
·
· AMAMBAI
· DELCIDIO
· DATENA
· ESPORTE
· CAFE DA MANHÃ
· RENAN 2
· SOBRINHA
Segunda, dezembro 05
· DA HORA
· BARRIGA
· DILMA, CUNHA E AGORA RENAN
· FIM DE TARDE
· REFUGIO
· DA HORA 2
· EXECU~]AO
·
· condenada
· CAFE DA MANHÃ
Domingo, dezembro 04
· TRISTE

 Calendario de Eventos
Dezembro 2016
  1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 31

Eventos

 Hora Certa

 Amigos do Site!

Image and video hosting by TinyPic




RondPoint Web Services Web site powered by MEGAWEB