Warning: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at /home/correiod/public_html/index.php:1) in /home/correiod/public_html/mainfile.php on line 168
=:Correio da Fronteira:=

 Menu
 Inicio
 Registro
 Administrador
 Menu
 Torpedos
 Downloads
 Enquete
 Galeria de Fotos
 Seus Links
 Recomende-nos
 Internet_TV
 Artigos
 Internet_Radio3
 Publicações
 Conteudos
 Album
 Estatística
 Fale Conosco

· Procurar

 Radio On
Ouça Agora:
Nenhuma opção foi escolhida



<a href=''>Play Nenhuma opção foi escolhida</a>

Abrir em janela pop-up

 Previsão

 Visitas
Até o momento, recebemos
11377349
vizualizações de páginas (page views) desde July 2007

 Apoios:




PREFEITURA DE AMAMBAI
Diversos

Ambulância e mais dois veículos são adquiridos para Amambai

Além da Ambulância, uma caminhonete cabine dupla e uma Fiat Estrada foram adquiridas para apoio às equipes de Serviços Urbanos, Educação e Saúde

Fonte: Assessoria Prefeitura de Amambai

Amambai (MS) – A Prefeitura de Amambai adquiriu, com recursos que totalizam o valor aproximado de R$ 175.000, três veículos para compor a frota municipal.

Uma ambulância da marca Fiorino, cotada no valor de R$ 75 mil foi adquirida com recursos oriundos do Fundo Municipal de Saúde e pretende dar suporte aos atendimentos de urgência e emergência, além de compor a frota que realiza o transporte de pacientes para outros municípios.

Para colaborar com os trabalhos realizados pela Semed (Secretaria Municipal de Educação), que trafega constantemente pela área rural do município, uma Caminhonete S10 LT foi adquirida com recursos próprios do Município, no valor de R$ 135.400,00.

A equipe da Semsur (Secretaria Municipal de Serviços Urbanos) foi contemplada com uma Fiat Strada, adquirida também com recursos próprios no valor de R$ 48.900,00.

A administração municipal tem uma frota superior a 60 veículos, os quais são divididos entre ônibus (transporte escolar e saúde), maquinários agrícolas, motocicletas, caminhão, ambulâncias e diversos veículos de pequeno porte. Tais aquisições tem contribuído para a prestação de serviço digno e de maior qualidade à população. Reflexo disto, é o investimento feito em todos os setores municipais de prestação de serviço, especialmente nas áreas da saúde e educação, que somam o maior número de veículos entre ambulâncias, ônibus, motocicletas e outros de pequeno porte.

Obra de asfalto ao redor da Dom Aquino está em fase de conclusão

Obra beneficia centenas de pais, alunos, professores e funcionários da Escola Estadual

A comunidade da Escola Estadual Dom Aquino Corrêa está sendo beneficiada por obra de pavimentação asfáltica que percorre os arredores da unidade escolar.

A obra, realizada com recursos da Prefeitura de Amambai está em fase de conclusão e é de grande importância e uma necessidade das pessoas que trafegam pelo local, tanto moradores da região, quanto comunidade escolar, já que a pavimentação asfáltica melhora significativamente as condições de trafegabilidade nos períodos chuvosos.

Fonte: Assessoria Prefeitura

Prefeitura de Amambai inicia segunda etapa de recapeamento

Recuperação asfáltica é realizada nos pontos mais críticos do Município

Katiéli Duarte

A Prefeitura de Amambai iniciou nessa semana, a segunda etapa de recapeamento asfáltico do ano de 2016.

Com o objetivo de recuperar as vias mais prejudicadas pelas chuvas dos últimos meses, a empresa Meel Engenharia, de Maracaju, recupera, durante essa etapa, cerca de 20 (vinte) quadras que se encontram em estado de difícil tráfego devido aos buracos existentes.

As quadras atendidas com o serviço contemplam localidades como escolas, empresas e residências do Município, garantindo melhorias para grande parcela da população, que utiliza dessas ruas, tidas como “principais”, devido a grande movimentação diária.

De acordo com o Secretário Municipal de Serviços Urbanos, Vilmar Cubas, as prioridades para recapeamento foram definidas com base no estado em que se encontram as ruas. “A administração definiu essas prioridades por observar as vias que apresentavam maiores problemas relativos ao tráfego de veículos causados pelos buracos na pista. Existem muitas ruas do município em estado pior do que as que estão sendo atendidas agora, mas estes casos específicos necessitam de uma atenção maior, que seria refazer todo o asfaltamento, como é o caso da Vila Pimentel, que demanda verbas oriundas de emendas e consequentemente, maior tempo”, esclarece o secretário, que pontua: “estamos trabalhando dentro das possibilidades, para fazer um bom trabalho com os recursos próprios e amenizar os estragos causados pelas intempéries, que deixou os rastros visíveis até hoje”, finaliza.

O recapeamento, realizado com toneladas de CBUQ, material resistente e que recupera as vias, deve ser finalizado nas principais áreas do perímetro urbano até o final da próxima semana.

Além do trabalho de recuperação asfáltica, a Semsur (Secretaria Municipal de Serviços Urbanos) tem realizado serviços de rotina em toda área urbana, como poda de árvores, capinação de gramas, limpeza dos espaços públicos e demais serviços, prestados pelas equipes que compõem a secretaria.

Fonte: Assessoria Prefeitura


DA HORA
Diversos

AMAMBAI NÃO PARA COM SERGIO E BANDEIRA-A Prefeitura de Amambai adquiriu, através de recursos oriundos de articulação e apoio do Deputado Estadual João Grandão, no valor de R$ 150 mil, um trator para 

ser utilizado no atendimento de pequenos agricultores e agricultores familiares através da Seagro (Secretaria Municipal de Agropecuária).

A máquina estará a partir dessa semana à disposição da população, que deve procurar a Seagro, que segue cronograma de agendamento para atendimento das demandas.

A verba, registrada junto ao MDA (Ministério da Agricultura) foi conquistada através de João Grandão, quando superintendente do Ministério.

RECAPEAMENTO EM VARIAS RUAS DE AMAMBAI

 

RUA 7 DE SETEMBRO NA SAIDA PARA CORONEL SAPUCAIA, ESTÁ SENDO PAVIMENTADA

 

O

RUA 7 DE SETEMBRO EM AMAMBAI SERÁ PAVIMENTADA

A EMPREITEIRA C & C- RESPONSAVEL PELA OBRA, JA REALIZOU OS TRABALHOS DE GALERIAS PLUVIAIS COM EFICIENCIA.

Grupo político reúne-se para discutir eleições em Amambai

O encontro reuniu os pré-candidatos a prefeito Dr. Bandeira, o vereador Valter Brito e o produtor rural Diogo Peixoto e pré-candidatos a vereança das siglas aliadas.

Amambai (MS) – Cerca de 70 pessoas estiveram reunidas na noite desta segunda-feira (7), na sede do Lions Clube de Amambai, para discutir o processo eleitoral deste ano no município de Amambai. O encontro foi organizado pelo pré-candidato a prefeito, vereador Valter Brito (DEM).

Alianças
Hoje, o grupo é composto, na sua maioria, por partidos que fazem parte da base aliada da atual administração municipal e participaram da chapa encabeçada pelo atual prefeito, Sérgio Barbosa (PMDB), nas eleições de 2012.

]As siglas representadas pelo grupo são o Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), Partido Popular Socialista (PPS), Democratas (DEM),Partido Trabalhista do Brasil (PT do B); Partido Renovador Trabalhista Brasileiro (PRTB) e Solidariedade (SDD).

Além destes partidos, a possível vinda de outros partidos ao grupo foi anunciada pelos pré-candidatos a prefeito, Dr. Bandeira e Valter Brito. Bandeira diz que conversas com lideranças do Partido Progressista (PP), Partido Republicano Brasileiro (PRB), Partido Trabalhista Cristão (PTC) e do Partido Socialista Brasileiro (PSB) têm sido realizadas. O pré-candidato Valter Brito afirma também que tem mantido conversas com lideranças do PSB e do PRB.

Enquanto isso, a situação para que o PMDB de Amambai componha aliança com o PSDB tem esbarrado na postura anunciada pelo ex-governador André Puccinelli - que é de não coligar com a sigla comandada no Estado pelo governador Reinaldo Azambuja. De acordo com o presidente do diretório municipal do PMDB, advogado Odil Puques, a direção estadual tem dificultado a coligação entre as duas siglas nos municípios. "Se houver intervenção no diretório municipal nós vamos sair do partido e apoiar o grupo", garante Odil.

Critério para escolha
Os pré-candidatos a prefeito afirmam que, apesar da disputa, a união do grupo será mantida. A indicação dos nomes para compor a chapa majoritária será definida através de pesquisa qualitativa e quantitativa que será realizada no município nos dias 7 e 8 de abril. O primeiro colocado será o candidato a prefeito e o segundo, candidato a vice-prefeito. No dia 11 de abril, o grupo deve apresentar os nomes que disputarão os cargos majoritários, nas eleições deste ano.

O vereador Valter Brito, um dos pré-candidatos a prefeito e organizador da reunião, comenta que o resultado da pesquisa não vai mudar o propósito do grupo. "A escolha das candidaturas será determinada pela opinião pública. É a forma mais democrática que a população tem para escolher seus representantes", ressalta Brito.

Estiveram na reunião o prefeito Sérgio Barbosa (PMDB); vice-prefeito, Dr. Bandeira (PSDB); vereadores Valter Brito (DEM), Roberto Dias (PSDB); Jaime Bambil e Ilzo Victor Arce Vieira, ambos do PT do B; Roberto Sangue Bom e David Nicoline, ambos do SDD; Carlinhos (PPS); e lideranças partidárias. comunitárias e indígenas do município.


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

MS
Diversos

Assembleia define presidentes e vices de mais cinco comissões permanentes

Os deputados estaduais definiram a presidência e a vice-presidência de mais cinco comissões permanentes da Assembleia Legislativa, para a segunda sessão legislativa da 10ª Legislatura. Os nomes foram publicados na edição desta quarta-feira (23/3) do Diário Oficial da Casa de Leis.

Deputados durante a escolha dos presidentes e vices das comissões permanentes (Foto: Victor Chileno )
Deputados durante a escolha dos presidentes e vices das comissões permanentes (Foto: Victor Chileno )

Os parlamentares membros da Comissão de Finanças e Orçamento escolheram Renato Câmara (PMDB) para presidente e João Grandão (PT) para vice-presidente. Fazem parte do grupo de trabalho Professor Rinaldo (PSDB), Beto Pereira (PSDB) e Felipe Orro (PSDB).

Para a Comissão de Agricultura, Pecuária e Políticas Rural, Agrária e Pesqueira, foram definidos presidente e vice Marcio Fernandes (PMDB) e João Grandão, respectivamente. Angelo Guerreiro (PSDB), Beto Pereira e Renato Câmara (PMDB) também fazem parte da comissão.

A deputada Antonieta Amorim (PMDB) foi eleita presidente da Comissão de Serviço Público, Obras, Transporte, Infraestrutura e Administração, que terá como vice-presidente Amarildo Cruz (PT). Fazem parte do grupo de trabalho Beto Pereira, Flavio Kayatt (PSDB) e Marcio Fernandes.

A Comissão de Desenvolvimento Agrário e Assuntos Indígenas terá como presidente Eduardo Rocha (PMDB) e como vice-presidente João Grandão. A comissão é formada ainda por Paulo Corrêa (PR), Beto Pereira e Mara Caseiro (PSDB).

Amarildo Cruz foi escolhido presidente da Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável e Lidio Lopes (PEN) foi eleito vice-presidente. José Carlos Barbosinha (PSB), Eduardo Rocha e Felipe Orro também fazem parte do grupo de trabalho.

Já havia sido oficializada a escolha dos presidentes e vices de sete comissões. José Carlos Barbosinha continua à frente da Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR). O vice-presidente é Lidio Lopes. Também integram o grupo de trabalho os deputados Maurício Picarelli (PSDB), João Grandão e Renato Câmara.

Para a Comissão de Turismo, Indústria e Comércio, foi eleito presidente Paulo Corrêa e para vice Eduardo Rocha. Também fazem parte da comissão os deputados Angelo Guerreiro, Picarelli e George Takimoto (PDT).

A Comissão de Educação, Cultura, Desporto, Ciência e Tecnologia tem como presidente Pedro Kemp (PT) e como vice Mara Caseiro. Os deputados Barbosinha, Professor Rinaldo (PSDB) e Antonieta Amorim compõem o grupo.

Para a Comissão de Trabalho, Cidadania e Direitos Humanos, foram eleitos presidente e vice os deputados Lidio Lopes e Pedro Kemp, respectivamente. Também integram a comissão Professor Rinaldo, Eduardo Rocha e George Takimoto.

Os deputados Picarelli e Paulo Corrêa são presidente e vice, respectivamente, da Comissão de Controle de Eficácia Legislativa e Legislação Participativa. Compõem ainda o grupo de trabalho Angelo Guerreiro, Marcio Fernandes (PMDB) e Takimoto.

A Comissão de Segurança Pública e Defesa Social tem como presidente Pedro Kemp e como vice Antonieta Amorim. Fazem parte do grupo de trabalho os deputados Barbosinha, Lidio Lopes e Felipe Orro.

Os membros da Comissão de Assistência Social e Seguridade Social elegeram presidente e vice os deputados Antonieta Amorim e Felipe Orro.

Participam ainda da comissão Professor Rinaldo, Flávio Kayatt e Marquinhos Trad (PSD). As comissões permanentes analisam a constitucionalidade e o mérito das proposições que tramitam na Casa de Leis e emitem pareceres antes das votações em plenário.


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

DA TARDE
Diversos

Morador revoltado com buracos faz mobilização para jogar ovos em Michel Teló

Um promotor de eventos de Brasilândia, cidade distante a 355 quilômetros de Campo Grande, procurou a polícia na manhã desta quarta-feira (23), para denunciar um homem que estaria juntando pessoas para atacar ovos no cantor Michel Teló, durante a apresentação do artista na cidade, que está marcada para ocorrer no dia 24 de abril.

Michel Teló se apresentará na cidade no dia 24 de abril.
Michel Teló se apresentará na cidade no dia 24 de abril.

De acordo com informações do boletim de ocorrência, o produtor está ajudando a organizar a 2ª Expobrasilândia, onde Teló é uma das atrações confirmadas. Ainda segundo o registro policial, um homem estaria reunindo pessoas para boicotar a festa e atirar ovos no cantor durante sua apresentação em forma de protesto contra a prefeitura.

O homem estaria insatisfeito com a situação em que a cidade se encontra, segundo a ocorrência, cheia de buracos, e teria se revoltado em saber que a prefeitura gastará dinheiro “com coisa que não é importante”.

O caso foi registrado na Delegacia de Polícia Civil de Brasilândia como incitação ao crime.

Kerolyn Araújo

Dilma já tem plano ‘B’ para Lula se não puder virar ministro, diz Jaques Wagner

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pode se tornar assessor especial da Presidência da República se não puder assumir a Casa Civil, disse nesta quarta-feira (23), o ministro Jaques Wagner, chefe do Gabinete Pessoal da presidente Dilma Rousseff.

A presidente Dilma Rousseff discursa com Jaques Wagner ao fundo (Foto: AP)
A presidente Dilma Rousseff discursa com Jaques Wagner ao fundo (Foto: AP)

Em entrevista a mídia estrangeira, Wagner voltou a criticar o impeachment, alertando que ele significará um agravamento da crise econômica e não sua solução, como defendem os favoráveis ao afastamento de Dilma da Presidência.

Lula foi nomeado novo ministro da Casa Civil no último dia 17, mas na sequência viu a medida ser cassada na Justiça. O governo recorreu, mas a posição foi mantida pelo ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), Gilmar Mendes.

Dois outros ministro do STF –Luiz Fux e Rosa Weber– também negaram o habeas corpus movido pela AGU (Advocacia Geral da União) e mantiveram a decisão de Mendes até que seja colocada em plenário.

A Corte já tem 22 ações que discutem a possibilidade de o petista assumir um ministério no governo Dilma.

O que é a Casa Civil.

A Casa Civil é uma das 31 pastas do governo da presidente Dilma Rousseff (PT). Diferentemente da maioria dos ministérios que estão alojados nos prédios que ficam ao longo da Esplanada dos Ministérios, a sede da Casa Civil fica no quarto andar do Palácio do Planalto, acima do gabinete da presidente da República, que fica no terceiro andar.

No papel, o titular da Casa Civil é responsável por assistir direta e imediatamente a presidente na coordenação e na integração das ações do governo. A pasta deve verificar a legalidade dos atos presidenciais, auxiliar na gestão dos órgãos e entidades da administração federal e promover a publicação e a preservação dos atos oficiais.

Na prática, a Casa Civil é responsável, por exemplo, pela articulação política com a base aliada no Congresso e pela aprovação de indicações para cargos.


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

DA HORA
Diversos

Começa colheita na maior plantação de maconha da América Latina

A maior plantação de maconha para uso medicinal da América Latina, localizada no sul do Chile, começou seu período de colheita. A Fundação Daya, realizadora do projeto, espera colher cerca de 1,5 tonelada até meados de abril. “Se pensarmos que se utiliza meio grama para fazer um cigarro, com esse volume poderiam ser feitos três milhões de cigarros. Com um para cada seis pessoas, o Chile inteiro poderia fumar”, brinca Pablo Meléndez, diretor de operações e responsável por fiscalizar diariamente os 6.400 pés plantados em novembro no campo de Quinamávida, a 320 quilômetros da capital chilena. “É uma iniciativa inédita na região”, diz Ana María Gazmuri, diretora da fundação encarregada de pesquisar e promover a utilização da cannabis para fins terapêuticos. “Apesar de não ter a legislação mais avançada, o Chile está sendo pioneiro entre os países latino-americanos”.

Não é fácil chegar à fazenda. Como não há aeroportos nas redondezas, é preferível viajar 300 quilômetros de carro de Santiago até a cidade de Linares. A partir daí o caminho se torna um labirinto e, sem indicações precisas e vários telefonemas aos anfitriões, seria quase impossível chegar ao destino. O aroma é intenso a vários metros de distância. Na entrada de propriedade, uma estrada de terra íngreme e uma guarita de segurança, onde um homem pergunta os dados dos visitantes para permitir o acesso. Até então é possível observar a paisagem: um hectare de pés de maconha perfeitamente ordenados à espera da colheita.

Os beneficiários são cerca de 4.000 pacientes com câncer, epilepsia e vítimas de dores crônicas, como a artrite ou esclerose múltipla

Neste campo são cultivadas 16 variedades protegidas com diversas medidas de segurança para evitar roubos: vigilância 24 horas, cerca elétrica, um cão, câmeras de vídeo e conexão direta com as duas principais delegacias de polícia desta zona agrícola. “Em todo caso, existe certa consciência social para as plantações destinadas aos pacientes”, explica Gazmuri.

A Fundação Daya contratou cerca de 60 trabalhadores temporários para a colheita, que devem vestir um traje especial e usar luvas de borracha. Desde a quinta-feira, cortam as plantas, limpam e as penduram em um galpão para secar, o que não deve demorar mais de uma semana. Depois de moído, o material será levado ao laboratório médico Knop, onde terá início o processo de pesquisa clínica. “Será o primeiro medicamento fitoterápico à base de cannabis feito na América Latina”, explica Nicolás Dormal, diretor de planejamento da Fundação Daya.

Modelo único na região

Os beneficiários são cerca de 4.000 pessoas dos quase 20 municípios chilenos que contribuíram para o financiamento do projeto, são pacientes com câncer ou epilepsia refratária ou ainda vítimas de dores crônicas, como a artrite ou a esclerose múltipla.

Centenas de beneficiadas graças ao cultivo particular

No Chile só é permitida a venda de fármacos que contenham óleo de semente. Os tratamentos elaborados à base de cannabis só podem ser obtidos no mercado negro, mas a qualidade e a origem são duvidosas. Graças a um decreto modificado no final de 2015, será possível a importação desses produtos.

Há três anos, a Fundação Daya montou uma rede médica para atender os pacientes que optam por esse tipo de terapia e ensinar como fabricar seus próprios medicamentos. Atualmente, cerca de 700 pacientes se tratam com cannabis graças ao cultivo particular. “Mudou minha vida”, diz Arturo, diagnosticado aos 25 anos com uma doença degenerativa que o deixou na cadeira de rodas. Agora voltou a caminhar e às vezes consegue andar 100 quilômetros de bicicleta.

A fundação recebe, com frequência, visitas de países como Brasil e Argentina para conhecer a gestão da fazenda e o cultivo. “Também recebemos visitantes da Austrália e da Califórnia e ficaram realmente admirados”, explica a diretora executiva. Gazmuri acredita que isso “está deslanchando na América Latina”. “A Colômbia acaba de regulamentar o uso medicinal, a Costa Rica está dando os primeiros passos, o Uruguai começou o primeiro cultivo recentemente”.

Antes de colher um hectare de maconha, a fundação teve de percorrer um difícil caminho perante as autoridades. A lei chilena não proíbe o cultivo ou o consumo, mas pune o tráfico, com isso “estava instalada a ideia de que era impossível”. “Muitos setores conservadores da sociedade chilena devem estar se perguntando como conseguimos fazer este gol tão significativo”, reflete Gazmuri.

Motorista é preso transportando mais de 250 quilos de maconha em motor de ônibus

 

Rubens Aparecido Maza, de 59 anos, e Mario dos Santos Duarte, de 33 anos, foram presos em flagrante na noite de terça-feira (22) em Amambai, cidade a 342 quilômetros de Campo Grande. Eles transportavam tabletes de maconha escondidos em um fundo falso no motor de um ônibus na MS-156.

De acordo com o DOF (Departamento de Operações de Fronteira), por volta das 20 horas equipe fazia bloqueio na rodovia, quando abordou o Mercedes-Benz azul, placas de Itaquiraí (MS), conduzido por Rubens. Os policiais fizeram vistoria e encontraram uma carga de bancos de madeira, o que levantou suspeita dos militares.presos_7

Conforme a polícia, durante a abordagem um Corolla prata, placas de Amambai (MS) também foi abordado e era conduzido por Mario. No carro foram encontrados mais banquinhos de madeira, dando indícios de que os dois estariam juntos e transportando carga ilícita. Em vistoria mais apurada, os policiais encontraram 206 tabletes de maconha, totalizando 284 quilos da droga, em um fundo falso perto do motor do ônibus.

A droga foi apreendida e Rubens revelou que levaria o entorpecente de Coronel Sapucaia até o interior de São Paulo, onde receberia R$ 5 mil reais. Mensagens e ligações de celular denunciaram que Mario e Rubens estavam juntos e eles acabaram presos por tráfico de drogas e associação criminosa.


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

CEI PEQUENO APRENDIZ- FELIZ PASCOA
Diversos

CEI Pequeno Aprendiz

Amambai (MS) – O CEI Pequeno Aprendiz, encerrou o Projeto Páscoa, que teve como objetivo transmitir o verdadeiro significado da Páscoa que é a ressurreição de Jesus. A vida que renasce, a passagem para uma vida melhor, mais fraterna e solidária com apresentações e uma linda festa, sendo entregue ovos de Páscoa aos educandos.Páscoa é dizer sim ao amor, a fé, é investir na fraternidade, é lutar por um mundo melhor, é vivenciar a solidariedade e a partilha.

veja mais no leia mais:


Clique aqui (Leia mais... | 8688 bytes adicionais | comentários? | Pontos: 0)

AMAMBAI
Diversos

13ª Feira do Peixe Vivo de Amambai começa nessa quarta-feira (23)

Aquisição de peixes frescos, comidas típicas e torneio de pesca são os atrativos da festa, que terá duas noites de shows

Fonte: Assessoria prefeitura de Amambai

Torneio de pesca para crianças acontece na quinta-feira (24), no Parque da Cidade / Foto: Moreira Produções

Torneio de pesca para crianças acontece na quinta-feira (24), no Parque da Cidade / Foto: Moreira Produções

Amambai (MS) – A prefeitura de Amambai realiza no mês de março a 13ª edição da Feira do Peixe Vivo. O evento está sendo preparado pela administração municipal, através da secretaria municipal de Desporto e Cultura (Sedesc) e a secretaria municipal de Agropecuária (Seagro), com o apoio da Associação de Piscicultores de Amambai (APA).

Programada para os dias 23, 24 e 25 de março, o evento, que já é tradicional no município acontece na praça Cel. Valêncio de Brum e promete atrair grande número de público durante os três dias de evento.

Segundo o secretário de Desporto e Cultura, Elton Marques, a animação da feira ficará por conta das duplas prata da casa, Julio e Jakceli, que sobem ao palco na quarta-feira (23) e Bruno e Paulo Vítor, que garantem a animação na noite de quinta-feira (24).

Como já é tradicional em Amambai, a data de realização da feira coincide com a Semana Santa e representa para a população uma oportunidade de adquirir pescados frescos a preços convidativos, oriundos diretamente dos piscicultores do município.

O evento também visa a qualidade de vida e pretende trazer momentos de lazer e recreação para a família amambaiense.

Torneio de pesca

Ainda durante a feira, na quinta-feira (24), acontece o Torneio de Pesca para crianças e adolescentes entre 8 e 16 anos de idade, no Parque Municipal Muriama Mascarenhas. "A iniciativa promove o lazer entre pais, avós e filhos e netos; é muito legal", comenta o prefeito Sérgio Barbosa, que acompanha o torneio em todas as edições do evento.

De acordo com Elton Marques, as inscrições serão realizadas no local, no dia do torneio e não será necessário que o participante possua equipamentos para pesca, pois serão fornecidos pela Prefeitura Municipal. "Os participantes menores de 12 anos devem estar, obrigatoriamente, acompanhados pelos pais ou responsáveis.

Para participar é necessário ter disposição e trazer a família e amigos para o torneio, as varas de pesca serão fornecidas pela organização do evento" esclarece.



Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

PARAGUAY
Diversos

Chipa Rape: Una deliciosa opción para los días santos

La chipa es uno de los alimentos típicos y de mayor consumo durante la Semana Santa en nuestro país. Por eso, una de las mejores actividades para estos días es recorrer la ciudad y los sitios más emblemáticos donde se elabora esta delicia. Es una invitación a una jornada repleta de sabor e historia.

El Chipa Rape se realizará este año, como en los anteriores, el Jueves Santo, 24 de marzo, en la ciudad de Eusebio Ayala. La actividad fue declarada de Interés Turístico Nacional por la Senatur y de interés Popular y Cultural por el Cabildo.

"Te transportamos a un viaje relajado e histórico por las fábricas del alimento Nacional del Paraguay en la ciudad de Eusebio Ayala, capital del producto más emblemático del país", informó Almide Alcaraz, encargado del Centro Cultural Chipa Literario, a través de su cuenta de Facebook.

El recorrido iniciará a las 8.00 del jueves desde el centro cultural. Allí, los participantes tendrán a su disposición cuatro buses, uno de ellos exclusivo para personas con discapacidad. Los mismos los trasladarán durante toda la jornada por la ciudad. No hay vehículos de la organización desde Asunción u otras ciudades.

El objetivo principal de la actividad es conocer más acerca de la elaboración y la historia del tradicional Chipa Barrero. Culminarán el día con un Festival de Danzas y Chipa Apo Guasu en el Chipa Literario.

El primer lugar que se visitará es el Bar Cabure'i, un lugar emblemático de la ciudad. El mismo sirvió para inmortalizar el Chipa Barrero. De allí pasarán a las diversas chiperías: Camellito, Lechuza, María Ana, J.R. Ayala, Leticia, Santo Domingo y Acosta Ñu.

Cómo participar

Las personas interesadas podrán contar con un pasaporte especial, que le brindará acceso a todas las fábricas de Eusebio Ayala. Los mismos se elaboran previamente y de forma personalizada. Para eso hay que enviar los datos personales (nombres y apellidos, lugar de residencia o ciudad, profesión y una fotografía personal para incluir al pasaporte) a la dirección de correo jukyty@gmail.com, o comunicarse al (0981) 183 911 o a la página de Facebook "Chipa Literario".

El recorrido es libre y gratuito, ya sea a bordo de los buses que estarán disponibles o en vehículos particulares, pero solo se realizan los Jueves Santos.

Además, estará disponible para la venta un kit para acompañar el tour. El mismo tendrá un costo de G. 50.000, incluirá una canasta con mantel y un talonario de vales para disfrutar de la chipa de cada fábrica visitada.

Al finalizar el recorrido, los visitantes podrán elaborar su propia chipa, en lo que será una gran comilona. La jornada de visitas culminará aproximadamente al mediodía. Posteriormente, podrán disfrutar de un almuerzo a un costo mínimo de G. 10.000 en caso que lo deseen.

El Chipa Literario está ubicado sobre la avenida Acosta Ñu, entre Independencia Nacional y Mariscal López, ciudad de Eusebio Ayala. Como referencias se pueden mencionar el edificio antiguo del BNF y la Escuela Vicente Pallares.

Estas son las actividades turísticas de enero para compartir en familia

Enero es un mes cargado de actividades en distintos puntos turísticos del país. Las opciones son variadas e invitan al turismo interno en familia, aprovechando las vacaciones de los niños para dar una vuelta por el país.
La Secretaría Nacional del Turismo promueve diferentes actividades este mes para las personas que quieran darse una escapada para compartir con los seres queridos.

En la ciudad de Fernando de la Mora, el 9 de enero se realizará la fiesta patronal de San Baltazar de Kamba Cua, organizado por la Asociación Grupo Tradicional Kamba Cua. Se desarrollará en el Club 6 de Enero. Contacto: (0982) 487-652. 

El 8 y 9 de enero se desarrollará el Xl Encuentro Internacional de Motociclistas y laPrimera Expo Tuning de Motos, organizado por la Asociación Nómadas del Sur Motoclub en Itapúa. Las personas interesadas en participar pueden contactar al (0985) 324-915.

Así también, el 9 y 10 de enero se dará inicio a la Fiesta Nacional de la Sandía en el comité agropecuario de Paso Güembe de Trinidad, Itapúa. Para contactos e informaciones, comunicarse al (0985) 784-513.

En Itapuá hay opciones de hospedaje en posadas turísticas. Entre ellas:

- Posada El Abuelo: (0985) 749-187
- Posada María: (0985) 769-812 / (0985) 741-797
- Posada Dos Princesas: (0985) 731-423
- Posada Don Paraguay: (0985) 173-598

- Posada Doña Chinita: (595 73) 275-263

- Posada 6 Hermanos: (595 73) 275-211
- Posada Cielo: (0985) 210-393
- Posada Alex: (0985) 811-198
- Posada y restaurante Stella Mary y Rafael: (595 73) 275-207
- Posada El parque de Alderete Hermanos: (0985) 731-658
- Posada Don Pili: (0985) 776-215
- Posada y restaurante Misión Jesuita: (073) 275-272
- En Jesús de Tavarangué: Posada El Profe: (0985) 704-862
- En San Cosme y San Damián: Posada Doña Lelia: (595 73) 275-368
 

San Pedro no logró sustituir el "oro blanco" por otro rubro

Los productores sampedranos nunca pudieron sustituir el algodón por otro rubro que les diera la misma rentabilidad como en la década de 1980. La cosecha del sésamo, así como la agricultura familiar, fueron afectadas en los últimos años primeramente por la sequía, luego las heladas y ahora las inundaciones.
Lida Duarte @lidaduarte en Twitter

El gobernador del departamento de San Pedro, Vicente Rodríguez, recordó con nostalgia la época del "oro blanco", el orgullo de los sampedranos.

Explicó que cuando aún estaba en auge la producción el algodón se cosechaban unos 3.500 a 4.000 kilos por hectárea, y los productores ya tenían un precio de referencia que les indicaba si era o no propicio cultivarlo en determinadas épocas. Pero en la década de los 90 la producción fue cayendo progresivamente. "Desde que cayó el algodón, San Pedro ya no tuvo otro rubo para sustituirlo", lamentó.

En la colonia Andrés Barbero se mantienen unas 300 hectáreas y los productores elaboran las fibras para un mercado que ya tienen asegurado.

Rodríguez comentó que para la cosecha solo se paga G. 1.000 por kilo y ahora el rendimiento solo alcanza 2.000 kilos por hectárea como máximo.

Los bajos beneficios hicieron que en los últimos 26 años la gente dejara de dedicarse al rubro y los padres que querían un mejor futuro para sus hijos los enviaban a la ciudad, pero fueron asentándose en los cinturones de pobreza. Una de las causas, según el gobernador, es que los jóvenes no estaban calificados para los puestos de trabajo.

La Federación Nacional Campesina (FNC) había reclamado en su marcha la semana pasada la eliminación de la producción algodonera por falta de asistencia del Estado. Hasta hace pocos años habían intentado cosecharlo, pero la mayor parte del cultivo se perdió por falta de tubo mata picudo que servía para proteger a las plantas de las plagas.

Otros rubros y los factores climáticos

Durante los gobiernos de Alfredo Stroessner el desarrollo se concentraba en Encarnación y Ciudad del Este, ex Puerto Presidente Stroessner, "el Norte se quedó un poco olvidado", expresó Rodríguez.

Comentó que la agricultura se vio afectada en los últimos años por las heladas, sequías o constantes lluvias. En el rubro del sésamo se cosechaban hace dos años entre 700 y 800 kilos por hectárea, pero últimamente se redujo a 200 kilos por hectárea. "Ahora mismo nuestros productores no tienen nada que vender", se lamentó el jefe departamental.

Mencionó que el bajo precio del sésamo en el mercado no incentiva a los productores, atendiendo a que no retribuye lo que se invirtió.

En cuanto a la agricultura familiar, comentó que los empresarios van comprando territorios y arrinconando a los más pobres. Aseguró que estos sectores más desfavorecidos son asistidos por la Gobernación y el Ministerio de Agricultura y 


 
 
 
 
 
 
 

Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

ASSASSINATOS
Diversos :20

MS está entre os estados com maior taxa de assassinato de mulheres

Mato Grosso do Sul está entre os 18 estados da Federação que apresentaram taxa de homicídio de mulheres acima da média nacional, que é de 4,6 a cada grupo de 100 mil mulheres. De acordo com o Atlas da Violência 2016, divulgado nesta terça-feira (22) pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), referente ao levantamento dos números de 2004 a 2014. O Estado aparece com a taxa de 6,4, ocupando a 11ª posição, seguido por Rondônia (6,4), Mato Grosso (7), Espírito Santo (7,1), Alagoas (7,3), Goiás (8,8) e Roraima, com 9,5.


Os pesquisadores do Ipea observam que os dados não estão relacionados somente a questão de gênero, já que os dados refletem a situação de violência enfrentada pela sociedade brasileira. De acordo com o Atlas da Violência, no MS foram registrados o assassinato de 55 mulheres em 2005, subindo para 84 em 2014, o que representa aumento de 52,7%. Os números se mantém nos anos seguintes a 2004 variando entre 60 a 78 e de 2013 para 2014 verificou-se que o crescimento foi de 12% - de 75 para 84.

Outro dado que chama a atenção é com relação ao homicídio de jovens entre 15 a 29 anos. No Brasil, a taxa foi de 52,7 mortes a cada grupo de 100 mil pessoas dessa faixa etária, enquanto em Mato Grosso do Sul foi de 49,9 em 2004. Já há dois anos, a taxa nacional foi de 61, e do Estado 47,1 (queda de 5,7). Mas quando é feita a comparação entre os registros de 2013 e de 2014, o MS aparece com aumento de 21,1, (foram 263 assassinatos em 2013 e 318 no ano seguinte). A maioria dos homicídios foi com o uso de arma de fogo.

Quanto aos homicídios em geral, Mato Grosso do Sul apresentou a sétima menor taxa do País, com 26,4 assassinatos a cada grupo de 100 mil habitantes – queda de 7,7% entre 2004 a 2014. O coronel da Polícia Militar Alírio Villasanti, autor do livro “Segurança Pública e Qualidade de Vida” e com várias especializações na área de gestão em segurança pública, explica que o crimes de homicídio em que jovens são as vítimas é um problema enfrentado praticamente por todos os estados brasileiro.

Para o coronel Villasanti, essa violência está relacionada a uso de drogas e álcool e a questão familiar. “A desestruturação familiar é um problema sério, que precisa ser enfrentado”, afirma. Para o oficial da PM, para melhorar esse quadro é preciso o combate sistemático a venda de drogas, com a desativação das chamadas “bocas de fumo”, e também repressão a venda de armas. Ele diz que o exemplo de São Paulo deve ser seguido. Segundo Villasanti, aquele Estado vem conseguindo reduzir o número de homicídios nos últimos 15 anos, por meio de ações sistemáticas e integradas entre as polícias Civil, Militar e a perícia. As ações são precedidas de um mapeamento das áreas de vulnerabilidade social e de risco de violência.

Violência contra as mulheres – E o assunto violência contra as mulheres é o tema da audiência pública que será realizada às 13h30 desta quarta-feira pela Assembleia Legislativa, organizada pelo deputado Pedro Kemp. “O Brasil é o sétimo País em mortes de mulheres por assassinato, em um ranking que reúne 84 nações. Já o Mato Grosso do Sul, é o quinto Estado do País em assassinatos e o segundo em casos de estupro”, diz o parlamentar.

O evento contará com a participação da secretária Nacional de Enfrentamento à Violência contra as Mulheres, Aparecida Gonçalves. Na audiência serão apresentados números nacionais e regional sobre a violência contra as mulheres, elaborados pelo IBGE e pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD).

Depois de muitas agressões, mulher mata marido com tiro no peito

Autora fugiu

Ogremar Teodoro, de 55 anos morreu na noite deste domingo (20), em Campo Grande, em uma carvoaria próxima a MS-040. O crime teria sido cometido pela esposa, de 39 anos, segundo o boletim de ocorrência registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Piratininga.

Segundo informações, o crime ocorreu por volta das 21h30 deste domingo (20), a vítima tinha cinco filhos com a autora, que segundo testemunhas era vítima constante de agressões por parte do marido. Ainda de acordo com testemunhas, o homem bebia muito e acabava agredindo a mulher.

Testemunhas afirmaram aos policiais que não presenciara o crime, mas disseram ter ouvido disparos de arma de fogo.  A suspeita é de que a autora tenha reagido às agressões do marido. A vítima foi atingida com um tiro no peito. A polícia não localizou a autora, que teria fugido do local.


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

1ª Feira da Reforma Agrária de Mato Grosso do Sul.
Diversos
O deputado federal Zeca do PT na manhã desta segunda-feira (21) com o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) para para discutir a organização da 1ª Feira da Reforma Agrária de Mato Grosso do Sul. O evento foi confirmado pelo governador e contará com apoio do governo do Estado e da iniciativa privada.

"Essa reunião foi muito importante para os movimentos sociais, pois conseguimos o apoio necessário para realização desta primeira feira em agosto próximo", comentou Zeca do PT.

De acordo com o governador, independente do momento político do país, o Estado  estará de portas abertas para atender a agricultura familiar.
“Nós nos comprometemos primeiramente em buscar um local para a realização dessa Feira. Em seguida gostaria que vocês elencassem mais três prioridades enquanto faremos também a captação de parceiros privados”, disse Azambuja durante o encontro.

Também participaram da reunião o deputado estadual João Grandão (PT-MS); secretário de Estado de Produção Agricultura Familiar, Fernando Lamas; o secretário de Estado de Governo e Gestão Estratégica, Eduardo Riedel; diretor-presidente da Agraer, Enelvo Felini; a diretoria do MST, José de Oliveira, José Batista, Cleiton Alexandre, João Luiz, Marina e Jonas Carlos. Com informações Notícias MS

 


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

LEGISLATIVO DE PONTA PORÃ
Computer Music

Mulheres que se destacam na sociedade são homenageadas em Ponta Porã

Mulheres que se destacam na sociedade são homenageadas em Ponta Porã

Ligia Chistiane Oliveira, Kathia Maria de Azevedo Coutinho e Suzana Lorenzon Wetters foram homenageadas por Marcelino Nunes

Lile Corrêa*LA2_4730

Na sessão solene em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, na quinta-feira dia 3 de março, na Câmara Municipal de Vereadores de Ponta Porã foram entregues certificados as mulheres que se destacam na sociedade pontaporanense.

O vereador Marcelino Nunes de Oliveira (PROS) fez homenagem às senhoras Suzana Lorenzon Wetters que ocupLA2_4734a o cargo de Chefe da Agesul de Ponta Porã, Kathia Maria de Azevedo Coutinho que é a Coordenadora do Programa Vale Universidade em Ponta Porã, sendo que na cerimônia foi representada pela estudante Nadma Mohamed Kalil e a advogada Ligia Chistiane Oliveira recebendo o certificado de “Mulher Internacional 2016”

Marcelino Nunes de OliveirLA2_4731a comentou que a homenagem feita no Legislativo se constitui em uma forma de destacar e valorizar todas as mulheres pontaporanenses e também as paraguaias que atuam decisivamente para o progresso da fronteira.
Os parlamentares puderam homenagear mulheres cuja atuação, nos mais diversos setores contribuem para o desenvolvimento do município.

(Fotos: Lecio Aguilera)

Puka pede trabalho em conjunto para retirar pedintes das ruas de Ponta Porã

Puka pede trabalho em conjunto para retirar pedintes das ruas de Ponta Porã

O presidente da Câmara Municipal de Ponta Porã, Daniel Valdez- Puka, encaminhou ao prefeito, Ludimar Novais, e para a promotora da Infância e da Juventude, Drª Patrícia Icasatti Almirão, à secretária municipal de Assistência Social, Adria Cristina Eubank de Almeida, à presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, Débora Silva Soares Montania, à coordenadora do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS), Anatalia Marlucy Soares e à coordenadora do Conselho Tutelar, Telma Miria Pereira da Silva, que seja realizado um trabalho em conjunto para a retirada de menores pedintes que se encontram nas ruas de Ponta Porã.

Puka explica que é notória a presença de pedintes nos principais pontos da cidade, na região central e também em bairros, mas o que chama mais atenção e choca a população é o aumento de mães pedindo esmola com os filhos, muitas vezes ainda bebês de colo.

O presidente da Casa de Leis, diz que solicita informações e ações aos órgãos a cima citados sobre a possibilidade de uma ação conjunta. “Essa ação visa ajudar as crianças que estão sendo usadas para este ato. É urgente a necessidade de uma atuação em conjunto, visando evitar essa situação lastimável em que as crianças estão vivendo, bem como para inserir as mães em algum programa de auxilio social ou encaminhar para o seu destino e origem”.

Iluminação pública

O presidente da Casa de Leis, Daniel Valdez- Puka, também pediu ao prefeito, Ludimar Novais, e ao secretário municipal de Obras e Urbanismo, a manutenção na iluminação pública na Rua Inhacaru em frente a casa Nº 822, Jardim Jamaica.

O parlamentar disse que este é um pedido dos moradores da rua citada, pois a falta de iluminação pública traz grande insegurança a todos, gerando um lugar propicio para a ação de marginais.

Assessoria CMPP

Marcelino Nunes (Divulgação)

Marcelino Nunes solicitou coletores de lixo nos arredores da Receita Federal em Ponta Porã

Marcelino Nunes solicitou coletores de lixo nos arredores da Receita Federal em Ponta Porã

O vereador Marcelino Nunes de Oliveira visando sempre o bem estar da população, solicitou durante a sessão ordinária desta quinta-feira, 17 de março, ao Inspetor Chefe da Receita Federal, Marcelo Rodrigues de Brito, a disponibilização de coletores de lixo aos arredores do pátio.

De acordo com o parlamentar, este pedido visa solucionar problemas enfrentados pelos moradores da região, pois muitos motoristas pernoitam no pátio da Receita Federal enquanto aguardam a liberação de cargas e como não há lixeiras suficientes para a colocação de resíduos, fica muito lixo espalhado na região.

Marcelino explica que os moradores reclamam da quantidade de lixo espalhados pela rua, causando mau cheiro e sujeira. Outro fator apontado pelo vereador é que “em meio à epidemia de dengue, zika vírus e chikungunya, que estamos enfrentando, buscamos uma solução a fim de evitar focos de proliferação do mosquito”.

Galerias pluviais

O vereador Marcelino Nunes também encaminhou ao prefeito, Ludimar Novais e ao secretário de Obras e Urbanismo, a construção de galerias pluviais nas ruas Jorge Roberto Salomão e Carlos Augusto Pissini – Bairro da Saudade e Ferroviária II.

Marcelino diz que esta indicação precisa ser realizada com urgência, pois a falta de drenagem das águas pluviais vem causando prejuízos para os moradores, já que as águas ficam empossadas nos muros das residências, causando assim transtornos e prejuízos para os mesmos.


Adãozinho quer coletores de exames laboratoriais nas unidades de saúde

Adão Dauzacker (Divulgação)

Adãozinho quer coletores de exames laboratoriais nas unidades de saúde

O vereador Adãozinho Dauzacker apresentou durante a sessão ordinária desta quinta-feira, 17 de março, uma indicação endereçada ao prefeito Ludimar Novais com cópia ao secretário municipal de Saúde, Imad Hazime, solicitando o serviço de coleta de exames laboratoriais em todas as unidades e postos de saúde de Ponta Porã.

O parlamentar justificou o pedido alegando que os usuários das unidades públicas de saúde reivindicam que seja disponibilizado em todos os locais, tipo posto de saúde, o coletor de exames laboratoriais, pois muitos têm dificuldades de irem buscar no ambulatório do Hospital Regional.

Segurança das crianças

Adãozinho Dauzacker também apresentou, durante a sessão ordinária desta quinta-feira, 17 de março, na Câmara Municipal de Ponta Porã, uma indicação endereçada ao prefeito e ao secretário municipal de Obras e Urbanismo, Agnaldo Miudinho, solicitando, a implantação do sistema “Traffic Calming” em frente às escolas municipais e CEINF’s de nosso município.

De acordo com o vereador, “em virtude do intenso fluxo de veículos em horário de entrada e saída de nossos alunos na rede municipal de ensino solicitamos a implantação do sistema “Traffic Calming”, que trata-se da colocação de uma passarela associada ao quebra-molas, como os que foram implantados nas proximidades do Parque dos Ervais, substituindo assim os antigos redutores de velocidade do tipo quebra-molas, que tem por finalidade coibir as altas velocidades impostas por motoristas e motociclistas que circulam, colocando em risco a vida dos pedestres e principalmente das nossas crianças”.

Tapa buracos

Ainda durante a sessão, Adãozinho Dauzacker apresentou mais uma indicação pedindo à Prefeitura para que seja realizada a operação tapa buracos em toda extensão da Rua Soilo de Freitas, no Jardim das Exposições.

O pedido foi justificado por conta das constantes chuvas e o fluxo continuo de veículos pesados, pois torna-se inevitável a deterioração da pavimentação asfáltica, assim sendo a via encontra-se intransitável, com buracos enormes na via ocasionando prejuízos aos usuários. “Desta forma os moradores da região solicitam em caráter urgente que seja realizada a operação tapa-buracos em toda a extensão da Rua Soilo de Freitas”, enfatizou o parlamentar


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

COISAS DO CELULAR
Diversos

Mulher briga com marido que teve celular divulgado na rádio e ele procura polícia

Ele estaria recebendo mensagens de desconhecidos

Na manhã desta terça-feira (22), homem de 36 anos procurou a Polícia Civil para relatar caso de perturbação da tranquilidade. Ele teve o número do celular divulgado em um programa de rádio voltado para relacionamento e, desde então, recebe várias mensagens de desconhecidos.

De acordo com o boletim de ocorrência, a vítima começou a receber mensagens via WhatsApp após o número do celular ser divulgado no programa de rádio. O homem conta que recebeu ao menos 12 mensagens de números desconhecidos e, por causa disso, teve até uma briga com a esposa.

Ainda conforme relato do homem, ele também recebeu mensagem de texto e em fevereiro, quando recebeu a primeira mensagem, a pessoa relatou que conseguiu o número pelo programa da rádio e que gostaria de falar com “Ana”. O caso de perturbação foi registrado na 7ª Delegacia de Polícia Civil de Campo Grande.

Jovem se recusa a mostrar mensagens de celular e apanha de ex-marido

Autor foi levado para a delegacia

Uma jovem, de 20 anos, acabou agredida com socos e mordidas pelo ex-marido depois de se recusar a mostrar as mensagens que estava recebendo em seu aparelho celular, na noite desta segunda-feira (21), em Eldorado, cidade 441 quilômetros de Campo Grande.

De acordo com o boletim de ocorrência, a jovem estava na casa de amigos bebendo cerveja, quando o ex-marido chegou à residência afirmando que queria ver a filha do casal, de cinco meses.

O autor ficou no local bebendo cerveja junto da vítima, que estava mandando e recebendo mensagens em seu celular, o que irritou o autor que lhe tomou o aparelho exigindo que fosse desbloqueado para ele ler as mensagens, o que foi negado pela jovem.

Neste momento, o autor se levantou e saiu da residência de posse do celular. A jovem o seguiu e exigiu que lhe entregasse o aparelho, o que foi negado pelo autor que mordeu seu ombro, momento em que a vítima lhe desferiu um tapa no rosto.

Com raiva, o autor passou a agredir a vítima com socos no rosto, que causaram lesões na boca, olho e nariz. A polícia foi acionada e o autor levado para a Delegacia de Polícia Civil da cidade.

 


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

CAFE DA MANHÃ
Diversos

 07h30

Noiva e convidados são assaltados na frente da igreja antes do casamento

 

Uma noiva foi assaltada antes do casamento dela na noite da terça-feira (15) em Caruaru, no Agreste de Pernambuco. De acordo com a Polícia Militar, ela estava dentro do carro com outros convidados aguardando o momento de entrar na igreja quando foi abordada pelo suspeito. Foram levados dois celulares dos passageiros do veículo. O caso aconteceu em frente a Igreja de Nossa Senhora das Graças, no Bairro Nova Caruaru.

O padre Miguel Angelo Ferreira, que é o pároco da igreja, disse em entrevista à TV Asa Branca que a dama de honra - que também estava no veículo - entrou na paróquia gritando e dizendo que a noiva havia sido assaltada. Segundo a polícia, o criminoso estava em um carro - roubado na mesma noite no Bairro do Salgado - quando fez a abordagem.

A PM foi acionada e prestou assistência à noiva e aos convidados. O casamento foi realizado após o assalto. Até o momento da publicação desta matéria, o criminoso não havia sido localizado ou identificado.

Teori determina que juiz Moro envie investigação sobre Lula para o STF

O ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal, determinou na noite desta terça-feira (22) que o juiz federal Sérgio Moro envie para o STF as investigações da Operação Lava Jato que envolvem o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

ministro do Supremo Tribunal Federal, Teori Zavascki,
ministro do Supremo Tribunal Federal, Teori Zavascki,

Com a decisão, as investigações sobre Lula saem da alçada de Moro, responsável pela Operação Lava Jato na primeira instância da Justiça Federal. As apurações tratavam, por exemplo, da suspeita de que construtoras envolvidas em corrupção na Petrobras prestaram favores ao ex-presidente na reforma de um sítio em Atibaia (SP) e de um tríplex em Guarujá (SP).

A determinação de Teori Zavascki, relator da Operação Lava Jato no Supremo, não derruba decisão da última sexta (18), do ministro Gilmar Mendes, que suspendeu a nomeação de Lula para o cargo de ministro da Casa Civil. Mas inviabiliza outra ordem de Gilmar Mendes que, na mesma decisão, havia determinado que as investigações sobre Lula ficariam com Moro.

Na decisão, o ministro Zavascki atende a um pedido do governo, que apontou ilegalidade na divulgação, autorizada por Moro, de conversas telefônicas interceptadas por ordem judicial, entre Lula e a presidente Dilma Rousseff e ministros.

Depois que Moro enviar a documentação sobre as investigações, o material remetido à Procuradoria Geral da República, que vai analisar se houve crime de Dilma e de outras autoridades. Caberá ao STF posteriormente analisar o que ficará sob investigação da Corte e o que poderá ser reencaminhado para a primeira instância.

Na prática, como os áudios das escutas já foram divulgados, se o Supremo considerar que Moro agiu de modo indevido, o conteúdo poderá ser desconsiderado como prova.

A decisão de Teori Zavascki

Na decisão, Zavascki diz que compete somente ao STF avaliar como deve ser feita a divisão de investigações quando há indícios de envolvimento de autoridades com foro privilegiado, como Dilma e ministros.

Quanto aos áudios, o ministro diz que a lei proíbe “expressamente a divulgação de qualquer conversação interceptada” e determina a “inutilização das gravações que não interessem à investigação criminal”.

“Não há como conceber, portanto, a divulgação pública das conversações do modo como se operou, especialmente daquelas que sequer têm relação com o objeto da investigação criminal. Contra essa ordenação expressa, que – repita-se, tem fundamento de validade constitucional – é descabida a invocação do interesse público da divulgação ou a condição de pessoas públicas dos interlocutores atingidos, como se essas autoridades, ou seus interlocutores, estivessem plenamente desprotegidas em sua intimidade e privacidade”, escreveu o ministro.

No mesmo despacho, Zavascki decretou novamente o sigilo sobre as interceptações. No prazo de dez dias, Moro deverá prestar informações ao STF sobre a retirada do segredo de Justiça das investigações.

Ao decretar novamente o sigilo sobre as gravações, Zavascki diz que, apesar de já terem se tornado públicas, é preciso “evitar ou minimizar os potencialmente nefastos efeitos jurídicos da divulgação, seja no que diz respeito ao comprometimento da validade da prova colhida, seja até mesmo quanto a eventuais consequências no plano da responsabilidade civil, disciplinar ou criminal”.

“Procede, ainda, o pedido da reclamante para, cautelarmente, sustar os efeitos da decisão que suspendeu o sigilo das conversações telefônicas interceptadas. São relevantes os fundamentos que afirmam a ilegitimidade dessa decisão. Em primeiro lugar, porque emitida por juízo que, no momento da sua prolação, era reconhecidamente incompetente para a causa, ante a constatação, já confirmada, do envolvimento de autoridades com prerrogativa de foro, inclusive a própria Presidente da República. Em segundo lugar, porque a divulgação pública das conversações telefônicas interceptadas, nas circunstâncias em que ocorreu, comprometeu o direito fundamental à garantia de sigilo, que tem assento constitucional”, escreveu o ministro.

AGU moveu ação

Na ação, a Advocacia Geral da União, que representa o governo junto à Justiça, argumenta que Moro não poderia ter quebrado o sigilo das conversas, decisão que, no entendimento da AGU, caberia somente ao próprio STF.

AGU moveu ação

Na ação, a Advocacia Geral da União, que representa o governo junto à Justiça, argumenta que Moro não poderia ter quebrado o sigilo das conversas, decisão que, no entendimento da AGU, caberia somente ao próprio STF.
Isso porque alguns dos interlocutores de Lula nas conversas interceptadas são autoridades, como a presidente Dilma Rousseff e ministros, com foro privilegiado no Supremo Tribunal Federal.

De acordo com a AGU, Moro colocou em risco a soberania nacional e os atos dele apresentam, segundo o governo, “vício de incompetência absoluta”, uma vez que só o Supremo poderia ter divulgado os áudios.

Para a AGU, as informações que “não têm a ver” com a investigação foram tornadas públicas de forma indevida. (G1)


 

Dos 513 deputados, 71 mudam de sigla durante janela partidária

Com o fim da janela partidária no último sábado (19), prazo para que os parlamentares migrem de partido sem perda de mandato, 71 deputados federais – 13,8% dos 513 parlamentares – mudaram de sigla, segundo balanço da Câmara dos Deputados divulgado na tarde de segunda-feira (21).

Deputado Geraldo Resende (Foto: Divulgação )

Deputado Geraldo Resende (Foto: Divulgação )

Da bancada federal de Mato Grosso do Sul, Geraldo Resende trocou o PMDB pelo PSDB com a promessa de ser candidato tucano à prefeitura de Dourados.

O partido que mais perdeu foi o PMB (Partido da Mulher Brasileira), que teve a saída de 18 parlamentares – após a janela, a bancada da legenda saiu de 20 para apenas um integrante.

O tamanho das bancadas ou dos blocos parlamentares é o critério para a distribuição de vagas nas comissões permanentes, algumas delas muito cobiçadas como a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), a quem compete dar parecer sobre a legalidade das propostas e analisar recursos.

Vagas nas comissões

O balanço com 69 deputados, em tese, deverá servir como base para definir as vagas. No entanto, eventualmente, os líderes poderão decidir se as comunicações feitas depois desse horário da reunião serão levadas em conta.

Hoje, 22, a Câmara possui 23 comissões permanentes temáticas, que têm como finalidade discutir e deliberar sobre projetos de lei. Esse número deve aumentar para 25 com a criação de uma comissão para tratar de questões ligadas às mulheres e outra para lidar com temas relacionados a idosos.

Mudanças

Todo início de ano, a composição das comissões deve ser renovada, o que ainda não aconteceu neste ano. Por conta da janela partidária, as comissões estão sem funcionar desde o início do ano, paralisando a tramitação de propostas na Casa.

Entre as propostas paradas na CCJ está a que recria a CPMF (Contribuição Provisória sobre Movimentações Financeiras), uma das principais apostas do governo federal para fechar as contas públicas.

Estragos da chuva expõem falta de zelo pela estrutura dos cursos d'água

Ricardo Campos Jr.

Sacos de areia e raízes de árvores ficaram expostos na Ricardo Brandão (Foto: Marcos Ermínio)Sacos de areia e raízes de árvores ficaram expostos na Ricardo Brandão (Foto: Marcos Ermínio)
Erosão aberta nas margens do Córrego Prosa, na Ricardo Brandão (Foto: Alan Nantes)Erosão aberta nas margens do Córrego Prosa, na Ricardo Brandão (Foto: Alan Nantes)

Depois de um verão chuvoso que contou com o temporal mais intenso dos últimos dez anos, as estruturas ao longo dos córregos de Campo Grande não agüentaram a força das correntezas e ainda carecem de manutenção, refletindo a falta de cuidado ao redor dos cursos d'água da Capital. 

 

Conforme o meteorologista Natálio Abrão, da estação Uniderp, foram registrados 918 milímetros de chuva entre dezembro e meados de março. Ano passado, segundo ele, foram registrados 843 mm no mesmo período.

No Córrego Prosa, ao longo da Ricardo Brandão, uma erosão aberta na margem continua no local. O buraco aumentou no decorrer do tempo e a água começou a minar dentro dele. Nessa mesma via, a grama foi levada pela enxurrada, expondo os sacos de areia que a sustentava e as raízes das árvores.

Placas de pedras usadas para segurar a margem foram levadas. No cruzamento com a Avenida Joaquim Murtinho, os blocos de concreto que protegiam a população na passarela de travessia foram derrubados e até hoje se encontram largados no local.

No Córrego Segredo, a água transbordou em várias ocasiões durante o verão, chegando a arrastar carros de motoristas e também danificando a estrutura das margens.

Já na Ernesto Geisel, onde a junção dos dois córregos dá origem ao Rio Anhanduí, a prefeitura demorou, mas começou os reparos em uma enorme cratera que chegou a levar um pedaço do asfalto em frente ao parque de preservação. Enquanto isso, outro trecho mais adiante um buraco semelhante, que ainda não ameaça a pavimentação, já derrubou várias manilhas.

De quem é a culpa – O engenheiro ambiental mestre em saneamento ambiental e recursos hídricos Guilherme Henrique Cavazzana, professor da UCDB (Universidade Católica Dom Bosco) afirma que não há como apontar apenas um fator para o problema das enchentes em Campo Grande.

“Primeiro temos que analisar o fato da chuva em si. Hoje temos uma chuva com intensidades mais altas que antigamente. O segundo caso que influencia na taxa de escoamento e vazão é a impermeabilização da bacia. Hoje temos mais asfalto, inclusive na Bacia do Prosa, por exemplo, na cabeceira dele, no Sóter, não tinha muita coisa lá há sete anos e ali é uma área bem arenosa. A taxa de infiltração é muito alta e hoje temos esses bairros impermeabilizando”, aponta.

Buraco aberto na estrutura de concreto às margens de córrego (Foto: Marcos Ermínio)Buraco aberto na estrutura de concreto às margens de córrego (Foto: Marcos Ermínio)

O especialista reconhece também que a questão estrutural também interfere nesse problema.

“Essas obras, nós temos que fazer um dimensionamento em razão do tempo de retorno, o tempo que minha estrutura vai suportar ou ser superada pela chuva, ou seja, eu já prevejo de quanto em quanto tempo que as minhas estruturas podem não agüentar”, explica.

Não é possível, segundo ele, construir um sistema que dure longos períodos de tempo em razão da deterioração do material, além de o custo deixar esses empreendimentos inviáveis para o poder público.

Sobre as estruturas presentes em Campo Grande, a falta de manutenção também é um fator a ser levado em conta. “Observando, sem saber de dados técnicos, sem ter acesso ao que a prefeitura está fazendo, o que eu tenho visto é que as manutenções não são feitas preventivamente. Nós geralmente vemos eles consertando algo que já quebrou. O ideal seria ser preventivo”, pontua.

A população também tem sua parcela de culpa. “Se nós fôssemos um pouco mais adequados em não jogar lixo pela janela do carro, a gente não deixaria esses sistemas entrar em colapso, não entupir boca de lobo, não entupir rede”, pontua.

Uma solução para esse problema é jogar o menor volume possível de água nos córregos durante as chuvas, seja com uma rede de drenagem adequada, seja com sistemas que armazenem a água nas casas até mesmo para usos como limpeza de calçadas e carros, ou criando mecanismos para que ela seja absorvida pelo solo ao invés de escorrer pelo asfalto até os leitos.

A assessoria de imprensa da prefeitura informou que o conserto da margem do Prosa na Ricardo Brandão está previsto para começar na semana que vem. A equipe da Seintrha utilizará uma técnica chamada gabião dos tipos reno e caixa, além de recompor o talude e recompor os sacos de areia já no trecho da Fernando Corrêa da Costa.

Também está prevista uma limpeza no Segredo, perto do cruzamento da Ernesto Geisel com a Euler de Azevedo, e também na barragem do Prosa na Via Parque.


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

FIM DE TARDE
Diversos

Motorista de carreta faz ultrapassagem ilegal e provoca acidente na MS-386

Uma carreta provocou um acidente na tarde de ontem (21) na rodovia MS-386, em Amambai - município localizado a 360 km. Um carro Toyota Corolla capotou ao tentar desviar do veículo, que fazia uma ultrapassagem ilegal.

Conforme o site Ponta Porã Informa, a carreta estava ultrapassando em local proibido, o que causaria uma colisão frontal com o Corolla conduzido por Evandro Tobias. Para evitar uma tragédia, ele jogou o carro para fora da pista, capotando.

Após o incidente, ele foi socorrido por pessoas que passavam pelo local. O motorista da carreta fugiu. Como sofreu escoriações, Tobias foi até um posto da PRE (Polícia Rodoviária Estadual) se queixar da situação.

Diante das informações, os policiais interceptaram a carreta, prendendo o motorista. Ele reconheceu que estava errado e foi multado, sendo liberado logo em seguida para seguir viagem. O carro de Tobias teve perda total.

Fonte: dahorabataguassu

Motorista é arremessado e passageiro fica preso às ferragens em acidente na MS-134

O acidente, segundo o Jornal da Nova, envolveu um caminhão Mercedes Benz/L1620, cor branca, com placas de Ivinhema, ocupado por duas pessoas, e uma Scania/T113, cor vermelha, tracionada a uma carreta, ambos com placas de Campo Largo (PR), ocupada pelo motorista.

22verdura
Foto: Jornal da Nova

Segundo informações da PMR (Polícia Militar Rodoviária), o caminhão carregado com caixas vazias de verdura, seguia sentido Nova Andradina a Batayporã, quando, aproximadamente dois quilômetros da rotatória do anel viário, a barra de direção do caminhão teria quebrado e o condutor não conseguiu controlar o veículo, onde atravessou o canteiro central, vindo a colidir de frente com a Scania que seguia no sentido oposto.

Com a violenta batida, o chassi se desprendeu da carroceria do caminhão e a cabine ficou destruída. O condutor ficou foi arremessado fora do veículo foi socorrido pela equipe do Samu 192. No caminhão seguia um passageiro, que ficou preso às ferragens.

Um passageiro ficou preso às ferragens - Foto: Jornal da Nova
Um passageiro ficou preso às ferragens – Foto: Jornal da Nova

O motorista da Scania, também ficou ferido e foi socorrido até ao Hospital Regional. Além da unidade do Corpo de Bombeiros e da PMR, uma equipe do Samu 192 prestou atendimento às vítimas. O trânsito ficou fechado no sentido à Nova Andradina até a remoção das vítimas.

Um homem, pai do ajudante do caminhão, começou a gritar com os bombeiros militares durante os trabalhos de retirada do rapaz que estava preso às ferragens, um bombeiro foi até ele acalmar, bem como outras pessoas que estavam próximas. Chovia na hora do acidente.

A Scania saiu de Campo Largo (PR), com destino à Dourados, já o caminhão saiu de Ivinhema, com destino ao Estado do Paraná.

 

Traficante do MT é presa em MS ao buscar droga no Paraguai

Dagliane Cristina Quintino, de 20 anos, assumiu ser dona de boca de fumo


A traficante Dagliane Cristina Quintino, de 20 anos, foi presa na noite desta segunda-feira (21) ao ser flagrada por equipe do Departamento de Operações de Fronteira (DOF) transportando 13,3 quilos de maconha. A jovem, que mora na cidade de Sorriso (MT), confessou que sobrevive com o dinheiro do tráfico de drogas.

Agentes da Polícia Federal e do DOF faziam bloqueio na BR-463, no Posto Fiscal Pacuri, quando abordaram um ônibus que fazia o itinerário Ponta Porã / Campo Grande. Durante vistoria no bagageiro externo do veículo encontraram uma mala com 15 tabletes de maconha.

Por meio do ticket de bagagem os policiais descobriram que a mala era de Dagliane. Ela disse que comprou a droga no Paraguai e que revenderia em Sorriso por R$ 2 mil o quilo.

A mulher também assumiu ser dona de uma boca de fumo e revelou que o tráfico era seu meio de vida.

Fonte: correiodoestado

Motociclista bêbado sofre acidente e acaba preso tentando subornar policial com R$ 39

Bonifácio Piturbe, 39 anos, foi preso por volta de 18h de ontem (21), acusado por conduzir veículo embriagado e tentativa de corrupção. O fato ocorreu no cruzamento das ruas Gaspar de Alencastro com a ponta Porã, região da Vila Alba, em Dourados.

sirene1

De acordo com informações do site Dourados News, Bonifácio seguia pela Gaspar de Alencastro quando não respeitou ordem de parada e acabou chocando a Honda CG Titan que conduzia contra um Toyota Etios, guiado por uma mulher de 32 anos.

No acidente foram constatados apenas danos materiais, mas, com a chegada da polícia, percebeu-se que Bonifácio, além de apresentar visíveis sinais de embriaguez, ainda portava documentação da motocicleta irregular.

Ao saber que seria encaminhado ao 1º Distrito Policial pela embriaguez e teria o veículo apreendido, tentou subornar um policial com R$ 39. Levado à delegacia, acabou autuado pelos dois crimes sem fiança arbitrada.


Dono de bar que matou cliente com tiro na cabeça se apresenta à polícia

Adriano da Silva Rufino prestou depoimento e foi liberado da delegacia

O comerciante Adriano da Silva Rufino, de 34 anos, que matou o cliente Márcio Antônio Soares, de 38 anos, com tiro na cabeça durante desentendimento, apresentou-se à polícia, ontem (21), acompanhado de advogado, e alegou legítima defesa. O crime ocorreu na noite de sexta-feira (18), no bar do autor do crime, que fica na Rua Almirante Barroso, no Bairro Oiti, em Três Lagoas.

De acordo com nota da Polícia Civil, Adriano alegou em depoimento que, inicialmente, serviu uma dose de pinga para a vítima e quando ela foi pedir a segunda passou a xingá-lo e foi em sua direção para agredi-lo. O comerciante disse que tinha uma arma de fogo no balcão do bar e fez um disparo para se defender, acertando o cliente na cabeça.

A arma também foi entregue à polícia. Fora do flagrante e sem mandado de prisão, o autor do assassinato prestou as declarações e foi liberado. O homem que já tinha passagens pela polícia por porte de arma de fogo, embriaguez ao volante, receptação, furto e violência doméstica, responderá ao processo criminal em liberdade.


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

TA NERVOSO ? VA PESCAR
Diversos

ZECA DO PT- DEPUTADO PRESENTE

 
Em relação a citação de seu nome na delação premiada do ex-senador petista, Delcidio do Amaral para a indicação de Nestor Ceveró para cargo na Petrobras, o deputado federal Zeca do PT esclarece que quando governador referendou nomes indicados pela bancada federal, que não tinham nenhum óbice junto à justiça e aos departamentos de inteligência, que realizam a investigação social do candidato ao cargo e que não se recorda dessa indicação específica, não podendo afirmar se essa indicação realmente ocorreu por força da bancada do MS, e que não tem nenhuma relação pessoal ou política com Nestor Ceveró.


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

PANORAMA
Diversos

Suspeito de 'tocar o terror' em cidade que não tinha assaltos é preso na Capital

Em um mês foi o mesmo número de assaltos de 2015 inteiro

Haroldo Ferreira Paiva, de 22 anos, morador de Campo Grande, foi preso apontado pela polícia como autor de vários assaltos em Terenos, cidade a 28 quilômetros da Capital. Ele teria ido para a cidade do interior do Estado com um comparsa para cometer série de assaltos e acabou descoberto.

De acordo com o delegado Fábio Brandalise, da Delegacia de Polícia Civil de Terenos, em fevereiro a cidade registrou 5 casos de roubos e assaltos, número espantoso, já que em todo ano de 2015 foram registrados 6 roubos no município. Conforme o delegado, em todos os casos os assaltantes encapuzados e armados abordavam as vítimas e chegaram a roubar celulares, motocicleta e outros dois veículos.

Com apoio de investigadores da Derf (Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos), a Polícia Civil de Terenos chegou até Haroldo. O rapaz foi preso na tarde de segunda-feira (21), na casa de um familiar no Aero Rancho, região sul de Campo Grande. O comparsa foi identificado pela polícia, mas ainda não foi preso.

Segundo o delegado Brandalise, em um dos roubos os assaltantes chegaram a fazer ameaças para a vítima, caso ela entrasse em contato com a polícia. Eles devem responder pelos crimes de roubo majorado pelo emprego de arma. No início deste mês, a onda de criminalidade em Terenos chegou a ser discutida na Câmara de Vereadores, por moradores do município que pediam mais segurança.

Pistoleiros esperam comerciante sair de casa e atiram várias vezes contra ele

Fato ocorreu na fronteira

 Porã News

Na manhã desta terça-feira (22), comerciante de 37 anos foi ferido a tiros em Pedro Juan Caballero, na fronteira com Ponta Porã, cidade a 346 quilômetros de Campo Grande, onde a vítima possui uma loja. Os pistoleiros estavam em uma moto e aguardavam a vítima sair de casa, quando efetuaram os disparos.

De acordo com a polícia, por volta das 8 horas a vítima saía de casa no Hyundai azul, placas do Paraguai, quando foi surpreendida pelos pistoleiros, que estavam em uma motocicleta também estrangeira. Segundo o site Porã News, os dois rapazes estavam armados com pistolas 9mm e atiraram várias vezes, atingindo o comerciante com 3 tiros.

A vítima foi socorrida por populares e encaminhada para uma clínica. Agentes da Seção de Investigação de Delitos da Policia Nacional de Pedro Juan Caballero com o apoio do promotor de justiça Sixto Celso Marin e pessoal da policia técnica, realizaram os trabalhos de praxe no local do e recolheram as cápsulas dos disparos, além de imagem de câmeras de segurança para identificar os autores.

Permiso del intendente Denilso Sánchez vence mañana
 
La Junta Municipal de Capitán Bado debe expedirse del caso Denilso Sánchez, intendente de Capitán Bado que juró, siendo prófugo de la justicia. Tras el acto de su juramento había pedido permiso por tres meses que vence mañana.
notas

Denilso debería presentarse ante la Junta Municipal para asumir su cargo ganado en la elección de noviembre. Sin embargo, se encuentra preso y soporta un juicio por lavado de dinero.

El asesor técnico de la Justicia Electoral, Carlos María Ljubetic, explicó que la Junta Municipal de Capitán Bado debe expedirse sobre la situación del intendente. En caso de ausencia definitiva debe comunicar esta situación al Ministerio del Interior y a la Cámara de Diputados, señaló.

El artículo 13 inciso C, de la Ley Orgánica Municipal, establece que en el caso de ausencia definitiva, renuncia o muerte del intendente, antes de cumplir tres años de mandato, la Justicia Electoral debe convocar a una nueva elección en un plazo de 90 días.

Sin embargo, Ljubetic dijo que para ponerse en marcha el aparato electoral, se debe cumplir el trámite administrativo que confirme que el intendente fue destituido por alguna razón que está en la ley. En este caso podía ser la ausencia definitiva.

La Justicia Electoral requiere que la Junta Municipal se expida sobre la situación del intendente. Cumplido los trámites se podrá llamar a nuevas elecciones, explicó Ljubetic.

Denilso es hermano del diputado suplente en Amambay por la ANR, Carlos Rubén Sánchez, también procesado por lavado de dinero. El presidente de la Junta Municipal de Capitán Bado, Héctor Palacios, colorado, es el intendente interino.

UH

Después de una visita histórica a Cuba, Barack Obama llegó a la Argentina
  FECHA: 2016-03-23 visita 40
El Air Force One presidencial aterrizó en Ezeiza y se activó un operativo de seguridad de más de 1000 efectivos policiales. Esta mañana se reunirá con Mauricio Macri. Hace casi 20 años que no hay un encuentro bilateral entre los mandatarios de Argentina y EEUU.
notas

El presidente de los Estados Unidos, Barack Obama, arribó a la 01:10 de la mañana al aeropuerto internacional de Ezeiza. El mandatario aterrizó en suelo argentino luego de su histórica visita a Cuba, desde donde partió a las 16:20 del martes (hora local).

La llegada de Obama a Argentina representa un cambio significativo en las relaciones bilaterales con Estados Unidos, ya que hace casi 20 años que un presidente de ese país no es recibido por su par argentino.

El último encuentro oficial entre los presidentes de Argentina y Estados Unidos tuvo lugar en octubre de 1997, cuando Bill Clinton se reunió con el entonces presidente Carlos Menem. En 2005, George Bush estuvo 36 horas en Argentina para participar de la IV Cumbre de las Américas, pero en esa ocasión no hubo un encuentro bilateral.

En esta oportunidad, Barack Obama fue recibido por la canciller Susana Malcorra. Según la agenda preliminar, entre las 10 y 11 de la mañana tendrá lugar el encuentro con Mauricio Macri, en la explanada de la Casa Rosada que da a la avenida Rivadavia. Allí se concretará la reunión entre ambos presidentes, y otra entre funcionarios de ambas comitivas. A su término, Macri y Obama brindarán una conferencia de prensa en el Salón Blanco. 

La estadía de Obama en la Ciudad y Bariloche demandará la custodia de 1200 efectivos de la Policía Federal. Además, contarán con apoyo de la Gendarmería, Prefectura y la Policía de Seguridad Aeroportuaria. Paralelamente al operativo de las fuerzas nacionales que custodiarán a Obama, el Servicio Secreto norteamericano seguirá bien de cerca al mandatario, con aproximadamente 300 agentes que estarán en alerta.


 

22 de marzo; Día Mundial del Agua
  FECHA: 2016-03-22 visita 78
La humanidad necesita agua. Una gota de agua es flexible. Una gota de agua es poderosa. Una gota de agua es más necesaria que nunca.
notas

El agua es un elemento esencial del desarrollo sostenible. Los recursos hídricos, y la gama de servicios que prestan, juegan un papel clave en la reducción de la pobreza, el crecimiento económico y la sostenibilidad ambiental. El agua propicia el bienestar de la población y el crecimiento inclusivo, y tiene un impacto positivo en la vida de miles de millones de personas, al incidir en cuestiones que afectan a la seguridad alimentaria y energética, la salud humana y al medio ambiente.

Día Mundial del Agua de 2016: «El agua y el empleo».

El agua significa empleo

El agua es un elemento esencial de la vida. Pero es más que esencial para calmar la sed o la protección de la salud; el agua es vital para la creación de puestos de trabajo y apoyar el desarrollo económico, social y humano.

Hoy en día, la mitad de los trabajadores del mundo (1500 millones de personas) trabajan en sectores relacionados con el agua. Por otra parte, casi todos los puestos de trabajo, con independencia del sector, dependen directamente de esta. Sin embargo, a pesar del vínculo indisoluble entre el trabajo y el agua, millones de personas cuyas vidas dependen del líquido elemento a menudo no son reconocidos o protegidos por los derechos laborales básicos.

El poder del agua y del empleo transforma la vida de las personas.

La mitad de todos los trabajadores en la tierra están empleados en sectores relacionados con el agua, pero millones de ellos no son reconocidos ni protegidos.

El 22 de marzo es un día para destacar la función esencial del agua y propiciar mejoras para la población mundial que sufre de problemas relacionados con el agua. Es un día para debatir cómo debemos gestionar los recursos hídricos en el futuro. En 1993, la Asamblea General de las Naciones Unidas lo designó como Día Mundial del Agua. Han pasado 23 años y se sigue celebrando en todo el mundo.

Em comemoração ao Dia Mundial da Água, Sanesul realiza palestras e blitzes educativas


 

Em comemoração ao Dia Mundial da Água, Sanesul realiza palestras e blitzes educativas

Você já pensou na falta que a água faria em sua vida? No Dia Mundial da Água, com o intuito de conscientizar a população sobre a importância dos recursos hídricos para a manutenção da vida, a Sanesul (Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul) vai realizar diversas ações, como distribuição de material educativo para os motoristas em blitzes organizadas pelos funcionários da Empresa e palestras nas escolas nas localidades onde atua. Para o diretor-presidente da Sanesul, Luiz Rocha, é importante que as pessoas saibam que é preciso economizar para não faltar água no futuro.
“O futuro do planeta depende da preservação dos nossos mananciais, do uso consciente da água, por isso a nossa campanha está sendo feita neste sentido, mostrando para as pessoas por exemplo que, lavar a calçada com mangueira por quinze minutos gasta, em média, 280 litros de água, e portanto vale reaproveitar a água da máquina de lavar para este fim. É preciso utilizar a água de maneira racional”, destacou Luiz Rocha.
Além das atividades de educação ambiental para ajudar na preservação da água, a Sanesul também investe em ações de limpeza das margens e leitos de rios e córregos, plantio de árvores nativas para recompor as matas ciliares, ações constantes de identificação de vazamentos nas redes de distribuição, com equipamentos modernos como hastes de escuta, em todas as 123 localidades onde atua, entre outras ações.
Ações nas localidades onde a Sanesul atua
Nesta terça-feira, 22 de março, Dia Mundial da Água, serão realizadas ações educativas em diversas localidades onde a Sanesul atua. Em Anastácio, Rio Verde de Mato Grosso, Pedro Gomes, Alcinópolis, Rio Negro, Sonora, Figueirão, Bodoquena, Jardim e Paranaíba serão realizadas palestras nas escolas e distribuição de material educativo para os estudantes. Em Corumbá, a Sanesul realizará palestra em parceria com a Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária) para cem pessoas, entre acadêmicos de biologia, agentes de saúde da Prefeitura Municipal, Marinha, entre outros.
Também serão realizadas palestras no período da manhã e da tarde no Sesi (Serviço Social da Indústria) de Corumbá, com informações sobre o trabalho da Sanesul no que tange ao saneamento e economia de água.
Em Nova Andradina, Dourados, Três Lagoas, Ponta Porã, Naviraí, Camapuã e Coxim serão realizadas blitzes no trânsito, com distribuição de folders, cartilhas educativas e copos de água envasada para os motoristas.
Em Coxim também será apresentado o monólogo “Água”, pelo professor Luiz Alberto da Fundação Professora Clarice Rondon Cultura Desporto e Lazer em todas as escolas municipais e estaduais da cidade, além do IFMS (Instituto Federal de Mato Grosso do Sul), nos dias 21, 22, 23 e 29 de março de 2016, com distribuição de folders e materiais educativos pelos funcionários da Sanesul.

Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

NOVO RUMO
Diversos

Dos 513 deputados, 71 mudam de sigla durante janela partidária

O partido que mais perdeu foi o PMB (Partido da Mulher Brasileira), que teve a saída de 18 parlamentares 

 

De Brasília

Deputado Geraldo Resende (Foto: Divulgação )

Com o fim da janela partidária no último sábado (19), prazo para que os parlamentares migrem de partido sem perda de mandato, 71 deputados federais – 13,8% dos 513 parlamentares – mudaram de sigla, segundo balanço da Câmara dos Deputados divulgado na tarde de segunda-feira (21).


Da bancada federal de Mato Grosso do Sul, Geraldo Resende trocou o PMDB pelo PSDB com a promessa de ser candidato tucano à prefeitura de Dourados. 


O partido que mais perdeu foi o PMB (Partido da Mulher Brasileira), que teve a saída de 18 parlamentares – após a janela, a bancada da legenda saiu de 20 para apenas um integrante.


O tamanho das bancadas ou dos blocos parlamentares é o critério para a distribuição de vagas nas comissões permanentes, algumas delas muito cobiçadas como a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), a quem compete dar parecer sobre a legalidade das propostas e analisar recursos.


Vagas nas comissões


O balanço com 69 deputados, em tese, deverá servir como base para definir as vagas. No entanto, eventualmente, os líderes poderão decidir se as comunicações feitas depois desse horário da reunião serão levadas em conta.


Hoje, 22, a Câmara possui 23 comissões permanentes temáticas, que têm como finalidade discutir e deliberar sobre projetos de lei. Esse número deve aumentar para 25 com a criação de uma comissão para tratar de questões ligadas às mulheres e outra para lidar com temas relacionados a idosos.


Mudanças


Todo início de ano, a composição das comissões deve ser renovada, o que ainda não aconteceu neste ano. Por conta da janela partidária, as comissões estão sem funcionar desde o início do ano, paralisando a tramitação de propostas na Casa.


Entre as propostas paradas na CCJ está a que recria a CPMF (Contribuição Provisória sobre Movimentações Financeiras), uma das principais apostas do governo federal para fechar as contas públicas.



Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

DA HORA
Diversos

Comissão do impeachment decide não incluir delação de Delcídio no processo

“Ponderamos e entendemos que não devemos aceitar [a inclusão da delação] para não judicializar o processo. Queremos fazer tudo dentro do rito do impeachment que foi definido pelo Supremo Tribunal Federal”, afirmou.

O Senador Delcídio do Amaral(Jefferson Coppola/VEJA)

O Senador Delcídio do Amaral(Jefferson Coppola/VEJA)

As declarações de Delcidio foram anexadas ao pedido original pelo presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha. Segundo Rosso, isso teria sido feito pelos autores do pedido deimpeachment, Miguel Reale Júnior, Hélio Bicudo e Janaína Paschoal. A base governista classificou a inclusão como ilegal, por ser feita após a abertura do procedimento de afastamento da presidenta e por se tratar de tema diferente do pedido inicial. A reação provocou temor entre a oposição sobre uma eventual judicialização do processo, já que novas denúncias e fatos podem ser questionados.

Hoje (22), governistas defendem outra etapa. Querem que a presidenta Dilma Rousseff seja novamente notificada, já que agora foi retirada a delação. O deputado Paulo Teixeira (PT-SP), defende que Dilma tome conhecimento sobre o novo escopo e tenha prazo de defesa reiniciado. Jovair Arantes evitou falar em manobras, mas classificou como “extrapolação” a nova postura da base.

“Cada um tem o direito de exercer seu papel político. A cada dia será criado um entrave para postergar, mas nosso entendimento é acelerar esse processo”, disse. Arantes afirmou que, concluído o prazo de 10 sessões do plenário da Câmara para que Dilma se defenda, conseguirá terminar seu relatório nas 5 sessões seguintes, conforme define o Regimento Interno da Casa.

Agência Brasil

Rosa Weber nega pedido de Lula para manter investigações no STF

A ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal, negou nesta terça-feira (22) pedido da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para manter na Corte investigação sobre o petista na Operação Lava Jato. Os advogados contestaram decisão decisão do ministro Gilmar Mendes, que barrou a nomeação de Lula para ministro da Casa Civil e devolveu as investigações para o juiz Sérgio Moro, da primeira instância da Justiça Federal.

ROSA WEBER, MINISTRA DO STF (FOTO: FABIO RODRIGUES POZZEBOM/ABR)
ROSA WEBER, MINISTRA DO STF (FOTO: FABIO RODRIGUES POZZEBOM/ABR)

Na última sexta-feira (18), Gilmar Mendes suspendeu a posse de Lula sob o argumento de que o ex-presidente foi nomeado ministro para ter foro privilegiado garantido e, assim, tirar as investigações sobre ele das mãos do juiz Sérgio Moro, da Justiça Federal do Paraná. Moro é o responsável, na primeira instância da Justiça Federal, pela Operação Lava Jato, que apura desvio de recursos da Petrobras.

Ao analisar o pedido da defesa, a ministra não julgou o mérito do caso. Ela afirmou que a questão é “delicada e complexa” e disse que o habeas corpus (ação movida pelos advogados) não era o instrumento adequado.

Leia a íntegra da decisão de Gilmar Mendes.

Com a posse no ministério, Lula só poderia ser investigado com autorização do STF, prerrogativa que têm todos os ministros de Estado.

Na mesma decisão, Gilmar Mendes determinou que a investigação do ex-presidente seja mantida com a Justiça Federal do Paraná.

Argumentos

O argumento da defesa de Lula e dos juristas que subscreveram o habeas corpus é que Gilmar Mendes impôs “constrangimento” ao ex-presidente porque, ao determinar o retorno do processo para Moro, foi além do que pediram as ações judiciais, que queriam somente suspender a nomeação.

No habeas corpus, a defesa pede expressamente a anulação do trecho da decisão de Gilmar Mendes que devolveu o processo ao juiz federal paranaense.

Pedido anterior da defesa

No sábado, os advogados de defesa de Lula já haviam enviado ao ministro do Supremo Teori Zavascki pedido para que ele seja o responsável pela análise das ações que tramitam no tribunal sobre a posse do ex-presidente na Casa Civil.

A defesa entende que o fato de Teori Zavascki ser o relator da Operação Lava Jato no tribunal faz com que, “ao menos provisoriamente”, ele seja o ministro responsável para analisar o caso.

Um terceiro pedido já feito pela defesa solicitou que o Supremo proíba o juiz do Paraná Sérgio Moro de investigar Lula e questionou a divulgação de escutas telefônicas de conversas de Lula com outras pessoas, entre elas a presidente Dilma Rousseff.

A defesa também pede investigação para apurar se houve crime no grampo e na divulgação das conversas.


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

COLIRIO
Diversos


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

PROSTITUIÇÃO
Diversos

Há dois anos, depois de se separar do marido, Dani Barros, de 26 anos, saiu de Dourados (MS) com destino ao Zero Quilômetro e hoje realiza de 8 a 10 programas no valor de R$ 100 a meia hora, em uma única tarde. Ela contou ao site mato-grossense Midia News que possui clientes fixos, a maioria  homens casados, que pertencem à "classe média alta", como políticos e empresários.

A jovem trabalhou como prostituta em Mato Grosso do Sul durante seis meses, mas decidiu sair do Estado para que a família e a filha de apenas quatro anos, não descobrissem sua escolha. “As contas começaram a bater na minha porta. E, desesperada, aceitei o convite de uma amiga, ainda lá em Dourados, para fazer um programa. O dinheiro rápido atendeu às minhas necessidades e atende até hoje”, disse.
 
Ela afirmou que pretende sair do ramo, daqui a dois anos, assim que terminar a faculdade de Educação Física. “Para mim, é uma profissão restrita até porque, quando chego na minha casa, esqueço tudo que acontece aqui, cuido da minha filha, faço janta, vou para a academia, para a faculdade, tenho uma vida normal, tranquila”, afirmou.
 
Dani afirma nunca ter sido agredida, mas já presenciou travestis e outras prostitutas passando por essas situações.

POR LUXO

Já a travesti Michele de Freitas, de 24 anos, contou que entrou para a prostituição para poder sustentar os seus "luxos". Natural de Campo Grande, trabalha no Zero Quilômetro há 10 anos e afirma que nenhuma outra profissão lhe daria o dinheiro necessário para poder viajar, sair com os amigos, ter uma casa e um carro.
 

Em bordel a céu aberto, sul-mato-grossenses faturam R$ 1 mil em uma tardeEm bordel a céu aberto, sul-mato-grossenses faturam R$ 1 mil em uma tarde


Conforme ela, a renda mensal chega a R$ 15 mil. Seus clientes são da maioria da classe alta, mas Michele também disse ficar com drogados. “Eu trabalhava em um salão e o meu sonho era ser travesti. Mas a profissão que eu tinha não me dava condições de pagar as plásticas que eu queria fazer para poder me transformar em uma travesti. Por conta disso, resolvi fazer programa”, contou.
 
Michele criticou a sociedade que tem preconceito com a sua escolha de vida e também aconselhou outras travestis.“A população acha que por fazer programa a pessoa pode não ter uma boa índole. Falam mal, mas depois estão todos aqui. A minha forma de trabalhar é muito clara e objetiva. Sou muito educada, o que eu combino é o que eu faço, se algo não me agrada eu não faço já sou bem direta, então as pessoas já saem comigo ciente do que vai acontecer”, relatou.
 
ZERO QUILÔMETRO
 
O comércio de prostituição no Zero Quilômetro começou com um posto de venda de combustível, na década de 60. O estabelecimento servia como ponto de apoio de caminhoneiros em viagem.
 
Hoje, 50 anos depois, os caminhoneiros foram substituídos, em sua maioria, por homens casados e até aqueles que se apresentam socialmente como heterossexuais e que, só lá, assumem a homossexualidade reprimida.
 
Por conta da prostituição, vários motéis e bares foram instalados na região. Durante o período em que a reportagem esteve no local, foi possível descobrir vários “mitos” e “verdades” da profissão.
 
Por exemplo, segundo as prostitutas, não há disputa de pontos, como a maioria pensa. Elas garantiram não existir “cafetões”, aquelas pessoas que gerenciam a prostituição, muito embora a Polícia Militar desconfie dessa afirmação. Afirmaram ainda, não ser usuárias de drogas. 

 

INSEGURANÇA

Além da prostituição, a região do Zero Quilômetro abriga o tráfico de drogas e, por consequência, crimes de roubo e homicídio. A moradora Mara Cristina, de 53 anos, afirmou que não se incomoda com as profissionais do sexo, o problema é que sua casa já foi assaltada três vezes e no último caso, o crime, acabou tirando a vida do seu marido, de 57 anos.
 
“Os bandidos jogaram ele não chão e deram um tiro do lado dele, o estouro da bala explodiu ele por dentro”, contou. O comandante 4º Batalhão da PM de Várzea Grande, tenente-coronel Januário Batista, garantiu que há policiamento na região do Zero Quilômetro diariamente e revelou que o bairro tem pouca incidência de crimes contra o patrimônio e a vida.
 
Conforme o comandante, neste ano não houve nenhum registro de agressão e violência sexual. Segundo ele, ocorreu apenas um homicídio em janeiro, porém a vítima tinha sete passagens pela polícia.
 
O coronel ainda afirmou que o 4º Batalhão está realizando um trabalho de inteligência para poder identificar traficantes e cafetões  que atuam no local. Ele lembrou que gerenciar e ter casas de prostituição é crime.
 
“O que nós precisamos é criar canal de comunicação com a sociedade dali, para que essas informações cheguem até nós, porque sem informações nós não conseguimos ter ciência do que acontece”, afirmou.
 
A secretaria de Municipal e Saúde informou que sempre faz ações na região para orientar as profissionais do sexo quanto à necessidade da utilização do preservativo. Os nomes utilizados nesta reportagem são fictícios, escolhidos pelas próprias personagens.


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

Classificação do grão de soja acaba com renda do sojiculto
Diversos
Este é o estado em que ficaram muitas lavouras de soja em MS - www.capitanbado.comEste é o estado em que ficaram muitas lavouras de soja em MS - www.capitanbado.com

CLASSIFICAÇÃO RÍGIDA

Para o produtor rural André Dobashi, diretor administrativo da Associação dos Produtores de Soja de Mato Grosso do Sul (Aprosoja/MS), as classificações têm sido rígidas demais, o que dificulta ao produtor a comercialização das cargas de soja, ainda mais se levada em conta a situação dos produtos colhidos após as intensas chuvas registradas no Estado.

CARGA IMPRÓPRIA 

Para testar esse impasse, Dobashi liberou para embarque no armazém seis caminhões carregados em sua propriedade. “Os seis caminhões estavam carregados de grãos com as mesmas condições da safra passada e retrasada. Geralmente, 4% dos meus grãos são classificados como avariados ou ardidos, o que é um bom índice, já que o limite aceito é de 8% de grãos ardidos”, detalha o produtor.

Ou seja, a soja colhida por Dobashi, na visão dele, está dentro do padrão de exportação, pois produtos desenvolvidos em sua propriedade, nessas mesmas condições, há três anos são comercializados sem problemas. No entanto, no entendimento da empresa classificadora, a soja contida nos seis caminhões foi toda considerada ruim. “A classificação da empresa não foi de 4%, mas sim de 11%; ou seja, muito acima do limite permitido (que é de 8%) e muito acima da classificação que geralmente é feita nos meus grãos”, afirma o produtor.

DIFICULDADES

O sojicultor Paulo Stefanello, da região de Sidrolândia, explicou que a maior parte dos produtores rurais não tem armazém e, por isso, logo após a colheita, eles precisam vender aos armazéns os grãos de sua propriedade.

Porém, quando o sojicultor tem armazém próprio, ele consegue misturar grãos ardidos com grãos em perfeito estado. Assim, o produtor mistura o que está avariado com o que está bom e melhora a qualidade da carga. Depois disso, vende a carga com valor normal de mercado. Já o sojicultor que não realiza essa mistura vê descontada de sua carga toda a porcentagem que exceder o limite de 8% de grãos ardidos. Por exemplo, se a carga analisada tem 10% de grãos ardidos, 2% serão descontados. Em outras palavras, esses 2% não serão pagos ao produtor. 

Tendo esse exemplo como parâmetro, é possível observar que, em uma carga de mil quilos, serão descontados 20 quilos e, portanto, o produtor não receberá pagamento por esses 20 kg de soja descontados. Com classificadores considerando de má qualidade grande quantidade de grãos em bom estado, aumenta-se a porcentagem não paga aos produtores.  Para Roger Introvini, produtor rural na região de Coxim, a classificação realizada pelos armazéns está “apertada demais”. Segundo ele, muitos sojicultores estão questionando as classificações e enfrentando descontos muito grandes nas cargas do produto. “Muita gente está se sentindo prejudicada”, diz. 

COMO É FEITA A CLASSIFICAÇÃO

Técnicos dos armazéns retiram pequenas amostras de grão, de diferentes partes da carga contida nos caminhões que chegam a esses locais. Esses grãos, de diferentes pontos da carga, são misturados e, na sequência, é realizado um cálculo de umidade, para verificar quanto de umidade há nesses grãos.

Depois, são separados 50 gramas dessas diferentes porções ou amostras, calculados conforme o entendimento de cada empresa, quanto há de grão ardido ou avariado. É nesse procedimento que muitas empresas têm considerado a maior parte dos grãos das lavouras do Estado de má qualidade.

O PAPEL DE CADA UM

Para todos os produtores ouvidos para esta matéria, é preciso maior diálogo entre armazéns e produtores, para que haja flexibilização na classificação e, assim, todos sejam beneficiados com a comercialização de produtos que realmente estejam em condições de utilização.

“O armazém pode, sim, descontar a porcentagem de produto desqualificado entregue pelo produtor, mas o sojicultor também precisa fazer o papel de casa, investir em maquinário, plantar e colher no momento certo, de olho na qualidade do grão. É preciso que todos façam sua parte”, finaliza Stefanello.

 

De calculadora nas mãos, muitos sojicultores estão apreensivos quanto à possibilidade de quitar todos os compromissos e, especialmente, aqueles assumidos com a safrinha de milho recém-plantada.

(Com informações da Assessoria da Aprosoja/MS)


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)


Página selecionada de 1499 páginas.
Fotos

Nova pagina 2


Notícias

Sexta, maio 27
· VALTER BRITO
· DA MANHÃ
· CHUVA
· ^cafe da manhã
Quinta, maio 26
· JUSTIÇA TARDA, MAS NÃO FALHA
· CHOQUE
· AMAMBAI
· NOTICIAS
· DA HORA
· Corpus Christi
· BR
· DA NOITE
Quarta, maio 25
· AMAMBAI
· DA HORA
· FIM DE TARDE
· PONTA PORÃ
· POLICIA
· TICIANE
· CAFE DA MANHÃ
· CONGRESSO
Terça, maio 24
· POLICIAL
· FALECEU
· FAROL
· AUXILIADORA
· Camara Ponta Porã
· meio dia
· Em "dia tranquilo", PMs reduzem efetivo em ato por reajuste salarial
· DA MANHÃ
· DA HORA
·

 Calendario de Eventos
Maio 2016
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30 31  

Eventos

 Hora Certa

 Amigos do Site!

Image and video hosting by TinyPic




RondPoint Web Services Web site powered by MEGAWEB