Warning: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at /home/correiod/public_html/index.php:1) in /home/correiod/public_html/mainfile.php on line 168
=:Correio da Fronteira:=

 Menu
 Inicio
 Registro
 Administrador
 Menu
 Torpedos
 Downloads
 Enquete
 Galeria de Fotos
 Seus Links
 Recomende-nos
 Internet_TV
 Artigos
 Internet_Radio3
 Publicações
 Conteudos
 Album
 Estatística
 Fale Conosco

· Procurar

 Radio On
Ouça Agora:
Nenhuma opção foi escolhida



<a href=''>Play Nenhuma opção foi escolhida</a>

Abrir em janela pop-up

 Previsão

 Visitas
Até o momento, recebemos
11586443
vizualizações de páginas (page views) desde July 2007

 Apoios:




DA NOITE
Diversos

“Responsabilidade na luta contra epidemias é de toda sociedade”, alerta infectologista

Falando sobre a “tríplice epidemia de dengue, zika e chikungunya” enfrentada pelo país, durante entrevista ao programa Tribuna Livre, da Capital FM, e ao portal Página Brazil, o médico infectologista Rivaldo Venâncio Da Cunha, declarou que “o zika vírus com esse comportamento recentemente observado, a capacidade de produzir alterações congênitas nas crianças cujas mães tiveram zika durante a gravidez, esse problema está se transformando talvez no pior problemas de saúde pública nos últimos 50, 100 anos no Brasil.”

O infectologista destacou: “quando comparamos a transmissão do vírus da mãe para a criança, nós chegaremos à conclusão que a microcefalia e as outras alterações congênitas decorrentes da ação do vírus zika já estão sendo mais graves do que a transmissão do HIV, na sua descoberta”. Comparando a velocidade com que o zika vírus tem se disseminado, o especialista considerou: “Durante 30 anos foram notificados cerca de 30 mil casos de HIV em crianças, que adquiriram a doença das mães. Hoje, no Brasil, nós já temos notificados como suspeitos, cerca de 5 mil casos, só de microcefalia, sem contar as outras alterações congênitas. Ou seja, em um ano aproximadamente, o zika fez aquilo que o HIV levou sete, oito anos para fazer e está se mostrando, tanto do ponto de vista númerico, quanto de gravidade, pior do que o HIV”.

Rivaldo Venâncio durante entrevista ao programa Tribuna Livre Foto Silvio Ferreira
Rivaldo Venâncio durante entrevista ao programa Tribuna Livre Foto Silvio Ferreira

Diante deste quatro, o especialista defendeu a busca de “alternativas para amenizar a situação que estamos vivendo. A primeira solução é garantir o direito, tanto da mulher grávida, quanto de qualquer cidadão, de saber se aquele quadro clínico que ele está vivenciando – com um pouco de febre, com manchas no corpo, com coceira, com conjuntivite – ter certeza se aquilo é zika ou não. Isso também alivia também a angústia do próprio profissional de saúde, que terá uma segurança maior para conduzir aquele quadro, em especial, se tratar-se de uma mulher grávida.”

Neste sentido, o especialista anunciou que “a Fundação Oswaldo Cruz vai colocar no mercado nos próximos dias, nas próximas semanas, um kit que vai diagnosticar se aquele quadro clínico é dengue, zika ou chikungunya, em uma única amostra de sangue. Isso já será uma contribuição gigantesca, inclusive para nós possamos ter uma real dimensão da gravidade do problema”.

Controle biológico do Aedes Aegypti e outras estratégias

Na cidade paulista de Bebedouro, um inseticida biológico composto pela bactéria Bacillus Thuringiensis Israelensis (BTI) – a partir de um comprimido dissolvido em uma porção de 50 litros de água aplicado em criadouros do mosquito transmissor da dengue, chikungunya, do zika vírus e da febre amarela (entre outras doenças), demonstrou a capacidade de matar as larvas do Aedes Aegypti em 24 horas e continuar atuando no meio-ambiente por 21 dias. A cidade de Bebedouro (SP), conseguiu reduzir em quase 100% o número de casos de dengue – de 500 casos em 2015, para 2 em 2016 -, com o uso da nova tecnologia.

Questionado sobre a possibilidade de adotar a mesma estratégia em todo o país, o infectologista lembrou que “durante 30 anos, nós aplicamos um modelo de controle que foi excelente há em 1903, 1905, com Oswaldo Cruz, sobretudo no Rio de Janeiro. Esse modelo, excelente há 110 anos atrás, está se mostrando insuficiente para resolver o problema nos últimos 30 anos. Tanto que nas últimas três décadas, temos epidemia de dengue praticamente todo ano. Neste sentido, toda nova tecnologia que surgir, como por exemplo o controle biológico, do larvicida biológico, é bem-vindo. Neste momento, não há a capacidade de produção em escala desse biolarvicida para todo país, mas nós temos que apostar como uma ferramente a mais – e inovadora -, em relação a aquilo que utilizamos nos últimos 30 anos”.

Apesar da expectativa positiva, o infectologista foi categórico: “Nenhuma dessas ferramentas irá substituir a ação do ser humano. Nós temos que entender que estamos diante de uma tríplice epidemia – dengue, zika e chikungunya – um gravíssimo problema de saúde, criada pela própria sociedade, que criou esse problema”, destacou.

Para o especialista: “Se nós, como cidadãos não mudarmos a nossa relação com o meio-ambiente, de descarte desses objetos sólidos (garrafas, copos, pneus, todos esses objetos que podem acumular água); se o poder público não intensificar ações que são de sua esfera; se não entendermos que o problema dessas epidemias é de toda a sociedade, não apenas do poder público. A dimensão e complexidade do problema exige a participação de outros atores para sua solução”.

E finalizou: “Raramente nós observamos – durante as epidemias de dengue -, por exemplo, os responsáveis pelo fornecimento de água, dando entrevista, explicando porque o fornecimento de água em algumas cidades brasileira continua sendo deficiente. Muito raramente, observamos os responsáveis pela coleta dos resíduos sólidos, pela coleta do lixo urbano, dando explicação durante epidemias. Toda essa carga, geralmente, fica sobre a área de saúde. Isso é um equívoco. A solução do problema está em outras esferas. Nós precisamos entender, de uma vez por todas, que o problema é multissetorial, que deve envolver toda a sociedade e todo o poder público”.

Silvio Ferreira


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

Pai furta brinquedos, é flagrado e filha avisa aos policiais que é estuprada
Diversos

Foto: Bronka

Na madrugada deste domingo (21), homem de 30 anos foi preso por suspeita de estuprar a filha de 13 anos e ainda de furtar um Ceim (Centro de Educação Infantil Municipal) de Dourados, cidade a 225 quilômetros da Capital. Após ser encaminhado para a delegacia, ele apanhou de outros presos e precisou ser levado ao hospital.

De acordo com o boletim de ocorrência, equipe da Polícia Militar foi acionada para atender a ocorrência de furto no Ceim. Conforme denúncia, o homem de 30 anos havia furtado do local uma caixa com vários brinquedos e também um berço. No local, os militares encontraram o suspeito, acompanhado da filha de 13 anos.

Segundo a polícia, o homem negou o furto e disse que cuida da horta do Ceim e que, por volta das 21 horas de sábado (20), foi limpar o local e a filha havia pegado os objetos sem consentimento dele. Conforme apurado pelo site Dourados News, os militares notaram que a menina estava com a bermuda do lado avesso e, questionada sobre o fato, ela contou que o pai havia abusado sexualmente dela e que essa não seria a primeira vez.

O homem recebeu voz de prisão, mas não confessou os crimes e disse que se pronunciaria apenas para o juiz. Após ser colocado na cela da delegacia, o suspeito teria dito aos outros detentos o motivo pelo qual havia sido preso e foi agredido. Ele precisou ser socorrido pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e levado ao Hospital da Vida.

Segundo a polícia, a mãe da menina de 13 anos era casada com outro homem e, durante uma 'pausa' no relacionamento, se envolveu com o suspeito e engravidou. O atual marido acabou assumindo a criança, mas alguns anos depois ela revelou ao pai biológico que ele tinha uma filha. A partir daí a menina se aproximou do pai e passava fins de semana com ele.

A Polícia Civil irá investigar as denúncias de estupro e também do furto ao Ceim.


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

Presos em MS suspeitos de mandar cocaína para outros estados
Diversos

Quatro homens foram presos suspeitos de serem os responsáveis pelo envio de drogas de Corumbá para outros Estados, dentro da Operação Ali Babá, desencadeada naquele município. Com eles foram apreendidos 50 kg de pasta base de cocaína e cocaína e dois revólveres.

O delegado Rodrigo Yassaka, titular da Delegacia Especializada de Repressão ao Narcotráfico (Denar), afirma que os suspeitos, Jorsiney de Figueiredo, 24, Isaac Julião de Souza, 38, Wallace Mendes Amorim, 28, o Ali - por isso o nome da operação -, e José Clóvis da Silva, 41, foram presos na quarta-feira (17) após três meses de investigação. As prisões foram divulgadas nessa segunda-feira (22).

Uma denúncia informou à polícia que Jorsiney estava em um bar. Ele foi abordado e confessou que armazenava droga em casa, onde 49 tabletes foram encontrados dentro do guarda-roupa.

Na casa foram presos os demais suspeitos. Segundo a polícia, Isaac chegava para buscar a droga para vendê-la e com ele foi apreendido um revólver calibre 38 com 12 munições. O mais velho dos quatro, José Clovis, fazia o monitoramento da rua e com ele havia um revólver calibre 38 com 6 munições.

Ainda de acordo com informações do delegado, Wallace seria o dono da droga. Todos vão responder por associação criminosa, tráfico de drogas, posse e porte ilegal de armas.


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

PM evita crime, apreende revólver, munições, touca ninja e prende dois por desac
Diversos

No sábado (20), por volta das 22h55min, a guarnição da PM foi acionada via telefone 190 para atender uma ocorrência anônima em um bar da cidade, relatando a existência de um homem armado ameaçando de morte outro cidadão.

De imediato os policiais foram até o local e realizaram buscas pessoais e uma varredura minuciosa no bar e adjacências, vindo a encontrar, no terreno ao lado, um revólver com munições, um coldre e uma touca ninja, muito utilizadas para praticar roubos.

No bar, localizado da Rua Presidente Vargas, 1886, Bairro Jardim Boa Vista, foram entrevistados alguns frequentadores e um relatou que veio a ser ameaçado de morte por um jovem (25), possível dono da arma de fogo. Mais duas pessoas foram detidas por desacato e resistência. Todos encaminhados à delegacia de policia civil.


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

“Fura-filas” ocupam vagas de pacientes que aguardam meses por atendimento
Diversos

 

 

Denúncia partiu de funcionários da Unidade Básica de Saúde do bairro Vila Nasser

Esquema de fura-fila no Sistema Único de Saúde (SUS) pode ser uma das respostas para a demora no atendimento de pacientes em Campo Grande. Há anos a origem do problema segue como uma incógnita, apesar dos diversos procedimentos abertos para tentar esclarecer a situação. 

Desde o ano passado, o Ministério Público Estadual (MPE) investiga caso de encaminhamentos irregulares  feitos em Unidades Básicas de Saúde da Capital. O suposto esquema considera a influência de servidores no agendamento facilitado de consultas, internações e até procedimentos cirúrgicos para pacientes. A  investigação está sob responsabilidade da 32º Promotoria de Justiça de Campo Grande. 

O inquérito apresenta uma nova possibilidade para o problema de demora no atendimento. Isso porque investigações anteriores apontavam, como um dos motivos, a falta de leitos nos hospitais. Tanto que a promotora Filomena Fluminham recomendou ao município de Campo Grande o aumento na quantidade de leitos e redução do tempo de espera dos pacientes nas áreas de observação das Unidades de Pronto Atendimento (UPAS).

Já desta vez, o MPE, por meio da promotora Paula Volpe, trabalha também com a hipótese do comprometimento da igualdade de acesso ao SUS ocorrer de baixo para cima, ou seja: começar nas próprias unidades de saúde. A denúncia partiu de funcionários das unidades, que relataram irregularidades existentes quanto aos encaminhamentos realizados através do Sistema de Regulação (SISREG).

EVIDÊNCIAS

A documentação referente ao inquérito foi engrossada no início de fevereiro deste ano, quando o médico Jaime Yoshinori Oshiro foi demitido da Santa Casa, por suspeita de cobrar de paciente procedimento já pago pelo SUS.

Houve sindicância por parte do hospital e da Secretaria Municipal de Saúde (Sesau) para apurar os fatos. Os procedimentos ocasionaram a demissão do médico que trabalhava no hospital desde a década de 1980. Ele recorreu no Tribunal Regional do Trabalho e chegou a voltar para o hospital para realizar uma plantão médico, porém outra decisão foi emitida e a demissão foi mantida. A documentação referente a este caso específico já foi encaminhada para à promotoria.


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

Preso homem que andava com arma de uso restrito
Diversos

Homem disse que comprou a arma há 4 meses e pagou R$ 4 mil

Homem de 31 anos foi preso às 21h50min deste domingo (21) ao ser surpreendido por equipe da Polícia Militar do Batalhão de Choque (BPChoque) com uma arma de fogo de uso restrito. O fato ocorreu em um estabelecimento comercial localizado na Rua João Selingardi, Bairro Parque do Lageado, em Campo Grande.

Conforme BPChoque, durante fiscalização no estabelecimento policiais perceberam que o homem estava incomodado. As pessoas que estavam no local foram abordadas, ocasião em que o suspeito dispensou em um terreno baldio sua arma de fogo, uma pistola calibre .9 milímetros.

Em vistoria no terreno, militares encontraram a arma e o carregador com nove cartuchos. O suspeito então confessou que há três meses comprou a pistola pelo valor de R$ 4 mil.

Ele foi preso em flagrante por porte ilegal de arma de fogo e encaminhado para a delegacia.


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

Caminhão carregado com melancia “perde a força” e tomba em rodovia
Diversos

Caminhão perdeu força, desceu de ré e tombou em uma das margens da rodovia

Caminhão carregado com melancias tombou na madrugada desta segunda-feira (22), na MS-145, na cidade de Deodápolis.

De acordo com informações do Impacto News, o veículo seguia pela rodovia em direção a Campo Grande, onde entregaria a mercadoria nas Centrais de Abastecimento de Mato Grosso do Sul (Ceasa-MS).

Depois de “perder a força”, o caminhão desceu de ré e tombou em uma das margens da rodovia. Motorista saiu ileso.

Ainda conforme o Impacto News, o trecho tem grande fluxo de veículos de carga para escapar dos pedágios instalados nas BRs 267 e 163.



Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

Pátios de delegacias viram criadouros do mosquito Aedes
Diversos

Água parada em carroceria de veículo apreendido no pátio do Cepol, em Campo Grande

Os pátios da Delegacia Especializada de Repressão ao Narcotráfico (Denar), da Delegacia Especializada de Furtos e Roubos de Veículos e de unidades do interior e do Centro Especializado de Polícia Integrada) estão servido de criadouro para o Aedes aegypti.

O Sindicato dos Policiais Civis denunciou que dezenas de veículos estão parados, sem que haja liberação para os proprietários ou que seja feita ação preventiva para evitar se retire água parada desses locais.

Os "ferros velhos" nos pátios das unidades da Polícia Civil já foram relatados à Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) e à Delegacia-Geral de Polícia Civil. Segundo o sindicato, os relatos à chefia foram feitos por mais de uma vez.

O risco de proliferação do mosquito que transmite dengue, chikungunya e vírus zika é iminente tanto para que vive próximo às delegacias, como para os policiais. Nos últimos meses, o Sinpol afirmou que "vários policiais" foram diagnosticados com dengue.

Além do risco à saúde, os veículos que acabam se tornando sucata com o tempo perdem também a qualidade para o uso.

“Há veículos de pequeno, médio e grande portes, desde bicicletas a caminhões, que estão estragando nos pátios das delegacias quando poderiam ter sido entregues ao seus donos ou autorizados para uso no trabalho policial”, explicou o presidente da entidade, Giancarlo Miranda.

DELEGACIAS CHEIAS

A Denar, que fica no bairro Itatiaia, em Campo Grande, é a unidade que está em situação mais crítica, avaliou o sindicato. “O pátio está abarrotado, tanto que o delegado titular da unidade nem ao menos permitiu que se fotografasse para mostrar a realidade às autoridades competentes e à população”, revelou Miranda.

Outra na Capital que apresenta diversas carcaças servindo criadouro para o mosquito é a Delegacia Especializada de Furtos e Roubos de Veículos (Defurv), que fica na Avenida Senador Filinto Muller. 

No interior do Estado, os carros apreendidos ficam nas calçadas porque não há local para destinação adequada. Em Jaraguari, 47 quilômetros de Campo Grande, essa é a realidade da delegacia local.

Em Água Clara, 193 quilômetros da Capital, um incêndio na sexta-feira (19) danificou 25 veículos. Como o município não tem bombeiros, caminhões pipas da prefeitura e de empresas ajudaram no combate ao fogo.

“Ainda não se sabe se o incêndio foi criminoso ou acidental, mas poderia ter acontecido uma tragédia se o fogo chegasse à delegacia”, analisou o presidente do Sinpol.

APREENSÕES

Somente neste ano, 360 veículos foram recuperados pela Polícia Civil, de acordo com o Sistema Integrado de Gestão Operacional (Sigo).

Ano passado, 2.311 veículos foram apreendidos e foram entregues 6.170. O Sinpol não divulgou se tinha o número total de bens parados nos pátios.

A reportagem tentou contato com a assessoria de imprensa da Polícia Civil pelo telefone fixo, mas até a publicação desta matéria ainda não tinha conseguido retorno.


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

Com medo, Delcídio promete "levar metade do Senado" se tiver mandato cassado
Diversos

Delcídio volta ao Congresso nesta semana

Prevista para essa semana, a volta de Delcídio do Amaral (suspenso do PT) ao Congresso Nacional deve movimentar Brasília. O senador já teria dito a políticos próximos que se o partido resolver cassá-lo, levará “metade do Senado” com ele. A declaração do parlamentar que permaneceu 87 dias preso revela que o Congresso pode ter se tornado a “organização corrupta" que muitos brasileiros acreditam.

De acordo com o jornal Folha de São Paulo, Delcídio, que cumpre prisão domiciliar desde que saiu da cadeia, na última sexta-feira (19), estuda tirar licença de 120 dias e não admitirá ter mandato cassado.

A ameaça do senador em denunciar parte dos parlamentares se for cassado revela o temor em relação à perda do foro privilegiado, situação que aconteceria caso ele não fosse mais senador. Dessa forma, o sul-mato-grossense seria julgado em 1ª instância.

Ainda não há confirmação de quando Delcídio voltará ao Congresso, mas a defesa dele afirma que será feito “corpo a corpo” para que o petista consiga apoio de colegas.

SOLTO

Na decisão favorável ao senador, Teori Zavascki considerou ser “inquestionável” que o “quadro fático é bem distinto” daquele que possibilitou a prisão.

“Os atos de investigação em relação aos quais o senador poderia interferir, especialmente a delação premiada de Nestor Cerveró, já foram efetivados. E o Ministério Público já ofereceu denúncia contra o agravante. Assim, conforme reconhece expressamente a manifestação do Ministério Público, a medida extrema já não se faz indispensável, podendo ser eficazmente substituída por outras medidas alternativas”, escreveu o ministro em seu despacho.

Em nota, o advogado de Delcídio, Mauricio Silva Leite, afirmou que a decisão garante a Delcídio a possibilidade de exercer seu direito de defesa com maior amplitude. “A decisão respeita, principalmente, a presunção da inocência, prevista na Constituição Federal”, afirmou.

O senador deverá assinar um termo de compromisso e caso descumpra as exigências, poderá voltar para a cadeia. Caso Delcídio venha a perder o mandato, não haverá necessidade de uso de tornozeleira eletrônica, como pediu a PGR. Para Zavascki, não há risco concreto para justificar a medida. A decisão do ministro não impede que Delcídio tenha contato com os demais parlamentares investigados, nao contrário do que havia solicitado o procurador-geral da República, Rodrigo Janot.


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

Delcídio não tem condições morais de voltar ao Senado, diz presidente da OAB
Diversos

Presidente da OAB falou sobre volta de senador

O presidente da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), Claudio Lamachia, afirmou nesta segunda-feira (22) que o senador Delcídio do Amaral (PT-MS) "não tem condições morais", neste momento, para reassumir sua vaga no Congresso depois de ter sido preso acusado de obstruir as investigações da Lava Jato.

Para Lamachia, impedir que Delcídio continue no Senado seria bom para as apurações do esquema de corrupção da Petrobras.

"As gravações tornadas públicas que mostram o teor da atuação do senador Delcídio do Amaral em favor de um dos envolvidos no esquema de corrupção da Petrobras são motivo para que ele não reassuma seu mandato", afirmou o presidente da entidade.

"O senador Delcidio deve ter acesso à ampla defesa e ao devido processo legal nas ações que pesam contra ele, mas não tem, neste momento, condições morais de ocupar uma vaga no Senado da República. Afastá-lo do poder que o mandato lhe confere também protege o bom andamento das investigações", completou.

Após passar três meses preso, Delcídio deve retornar nesta semana ao Senado. A Folha de S.Paulo mostrou nesta segunda que o ex-líder do governo ameaça entrar colegas se tiver o mandato cassado pelo Senado, onde responde a processo por quebra de decoro parlamentar. O senador, que teve a filiação suspensa pelo PT, estuda tirar licença de até 120 dias.

Caso tenha o mandato cassado, Delcídio perderia o chamado foro privilegiado e seu caso iria para a primeira instância.

Delcídio do Amaral era líder do governo no Senado quando foi preso, em 25 de novembro, acusado de tentar obstruir as investigações da Operação Lava Jato. O filho do ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró, Bernardo Cerveró, gravou uma conversa na qual o senador oferecia R$ 50 mil para a sua família e um plano de fuga para que o ex-diretor não fechasse acordo de delação premiada com o Ministério Público.

Na decisão que concedeu liberdade a Delcídio nesta semana, Teori Zavascki entendeu que a prisão de Delcídio poder ser substituída por medidas cautelares. "É inquestionável que o quadro factível é bem distinto do que ensejou a decretação da prisão cautelar: os atos de investigação em relação aos quais o senador poderia interferir, especialmente a delação premida de Cerveró, já foram efetivados, e o Ministério Público já ofereceu denúncia contra os agravantes", decidiu o ministro.


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

Para secretário carioca, segurança na fronteira
Diversos

Para secretário, atuação de polícia na fronteira ainda é frágil

Secretário de Segurança Pública no Rio de Janeiro, um estado que sofre diretamente com as ações do tráfico de drogas, armas e munições, bem como  com os crimes delas decorrentes, José Mariano Beltrame advertiu que a questão da segurança nas fronteiras, especialmente com a Bolívia e  o Paraguai, deve ser vista como uma prioridade pelo governo federal. Hoje, a fragilidade do controle policial nas fronteiras secas do Mato Grosso do Sul, faz do Estado a porta de entrada e corredor de grandes volumes de cocaína boliviana e maconha paraguaia que chegam ao morros do Rio, tráfico esse fortalecido pela “venda casada” de  fuzis, pistolas e munições que abastecem as facções criminosas cariocas.

Na prática, com a fronteira escancarada como se encontra, traficantes bolivianos continuam entupindo o Brasil de cocaína, despejando no País volumes cada vez maiores do entorpecente, que na maioria das vezes vêm acompanhados de armas, principalmente fuzis. De um modo geral, a linha fronteiriça, a partir de Corumbá, continua sendo o ponto mais sensível, uma porteira aberta aos narcotraficantes e por onde passam não só as pequenas remessas por automóveis ou ônibus, mas também os grandes carregamentos, geralmente escondidos em  cargas de madeira, minério e caminhões-tanques. 

Apesar desse quadro, ainda é deficiente a atuação tanto da Polícia Federal quanto da Polícia Rodoviária Federal, que têm  efetivo defasado e equipamentos obsoletos para uma barreira de contenção  efetiva. 

Para fugir da já fraca fiscalização, há situações em que o entorpecente é distribuído pelo Rio Paraguai e depois pelo Rio Taquari, saindo em Coxim, de onde prossegue por terra até os grandes centros. Com isso, os traficantes fogem da fiscalização terrestre, principalmente na fronteira seca com a Bolívia e na BR-262.


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

Celular pode ser arma dos candidatos em tempo de crise
Diversos

Ex-senador acredita que celulares serão

A escassez de recursos com a proibição de doações de empresas, nas eleições deste ano, levará os candidatos a usar da criatividade para ganhar visibilidade e da tecnologia de fácil acesso. Como uma produtora custa, em média, R$ 1,5 milhão para edição da propaganda eleitoral nas emissoras de rádio e TV, os candidatos terão o aparelho celular para produzir o programa a custo pequeno. O selfie (significa autorretrato, uma foto tirada e compartilhada na internet) poderá ser a arma mais barata, bem como o uso de imagem das câmeras incorporadas nos aparelhos.

O candidato poderá sair às ruas gravando suas conversas e propostas de campanha eleitoral. Depois só postar nas redes sociais e no programa eleitoral. Em vez de contratar um grupo de assessores para orientá-lo, basta uma pessoa na gravação. Depois é só fazer edição no computador para usar no horário eleitoral gratuito.

Isto porque a produtora nem sequer poderá fazer trabalho gratuito por caracterizar “doação” de serviços. O custo do marqueteiro, também, será reduzido sem o dinheiro de empresas privadas.

As doações ficarão restritas às pessoas físicas. E nem todas terão dinheiro à disposição, numa crise financeira do País, para ajudar os candidatos a prefeito e vereador. O ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Gilmar Mendes, manifestou a sua preocupação com essa limitação de só pessoas físicas desembolsarem recursos para os candidatos. Isto porque poderá estimular o caixa 2 nas empresas para custear os candidatos.

O ex-senador Antonio João Hugo Rodrigues (sem partido) prevê campanha atípica em 2016 em relação às anteriores. “Essa campanha vai ter uma diferença brutal em relação a outras, porque essa legislação não permite doação de pessoas jurídicas”, comentou. 

O partido, segundo ele, vai ter que desembolsar dinheiro para os seus candidatos, uma vez que “os filiados não têm o hábito de doar”. Por essa razão, Antonio João acredita numa mudança muito grande e os partidos terão de se virar para “lidar com isso”.


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

Homem dispara quatro tiros conta ex-esposa e se mata
Diversos

José Rodrigues da Costa Sobrinho, 65 anos, desferiu quatro tiros contra sua ex-esposa Cleonice Oliveira Santos, de 45 anos, e em seguida se matou. O fato aconteceu neste domingo (21), em uma casa na Rua Esperança, região central da cidade de Novo Horizonte do Sul.

Conforme o site Ivinotícias, José utilizou um revólver calibre .32 para desferir quatro tiros em Cleonice e um contra ele mesmo.

A mulher foi socorrida pela ambulância do município e encaminhada para o hospital de Novo Horizonte do Sul, de onde foi transferida em estado grave para unidade de saúde de Dourados.



Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

Ciclista é encontrado morto por policiais rodoviários federais
Diversos

Homem foi encontrado já morto, em rodovia

O ciclista Celso Vando dos Santos, 37 anos, foi encontrado morto depois de ser atropelado, por volta das 21h de ontem (21), no quilômetro 322, da BR-163, em Rio Brilhante.

Policiais rodoviários federais encontraram a vítima já morta e chamaram policiais civis para trabalhos de perícias. No local, Celso estava caído morto, com ferimentos, ao lado da bicicleta, totalmente destruída.

Ninguém se apresentou como testemunha do acidente. O caso foi registrado na Polícia Civil como morte a esclarecer.  


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

NOTICIAS
Diversos

Policial a caminho do 
trabalho reage a assalto 
e atira contra bandido

Crime aconteceu na noite deste domingo, na Avenida Manoel da Costa Lima

Delegado Hoffman explicou que Douglas disparou 5 tiros contra o policial

Agente da Polícia Rodoviária Federal (PRF), de 45 anos, reagiu a um assalto na noite deste domingo (21) e baleou o assaltante Douglas Felipe Rocha da Silva, 24 anos. O caso foi às 19h10min, na Avenida Manoel da Costa Lima, Vila Ipiranga, em Campo Grande.

Plantonista da Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac) Piratininga, delegado Hoffman D'ávila Cândido e Souza explicou que o policial seguia a pé em direção a terminal rodoviário, onde embarcaria em ônibus para ir até seu posto de trabalho, em rodovia.

Quando caminhava pela Avenida Manoel da Costa Lima foi abordado por dois bandidos armados, que anunciaram assalto. Os marginais exigiram o celular da vítima e ela entregou o aparelho.

A dupla se preparava para ir embora, quando o agente anunciou que era policial. Douglas então atirou contra ele, mas não o acertou. O policial revidou com três tiros, acertando dois em Douglas. Já o comparsa do assaltante fugiu de moto.

O outro bandido conseguiu se esconder atrás de uma caçamba de entulhos e continuou atirando contra o policial. Conforme o delegado Hoffman, Douglas efetuou 5 disparos.

Comparsa retornou ao local, resgatou o criminoso ferido e o levou para a Santa Casa, onde foi preso. Douglas, que já tem passagens por roubo e furto, confessou o assalto, os disparos contra o policial e foi autuado em flagrante no hospital, onde está internado sob escolta policial.

Conforme informações da assessoria da Santa Casa, ele foi baleado na perna esquerda, coxa direita, está no setor de ortopedia do pronto socorro e será submetido a cirurgia.

Delcídio não retomará as atividades no Senado nesta terça-feira, afirma assessoria do petista

Solto desde a última sexta-feira, 19, o senador Delcídio do Amaral (PT-MS) não irá, segundo informou sua assessoria, participar das atividades parlamentares nesta terça-feira (23. O petista deve permanecer reunido com equipe de advogados para avaliar algumas das restrições impostas pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Teori Zavaski, autor da decisão que revogou a prisão provisória do ex-líder do Governo no Senado.

22apara
Senador Delcídio do Amaral

 

Entre as dúvidas, segundo assessoria do senador, está a determinação do ministro para que Delcídio permaneça recolhido no período noturno. A princípio não foi estabelecido um horário para esse recolhimento, gerando incertezas a respeito da participação do senador em sessões do Senado que poderão ocorrer durante a&nbsp;noite. “Os advogados vão solucionar todas as dúvidas nesta semana. Amanhã ele não vem”, afirmou Eduardo Marzagão, o assessor do senador.

Inicialmente, estava previsto que Delcídio retomasse as atividades nesta terça-feira durante a reunião da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE). O colegiado era presidido pelo petista, até ele ser preso em novembro do ano passado pela Polícia Federal, sob a acusação de que estaria atrapalhando as investigações da Operação Lava Jato.</p>

Com a ausência de Delcídio das atividades no Senado nos últimos meses, integrantes da bancada do PT apresentaram na semana passada o nome da senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) para substituí-lo no comando da CAE. Uma sessão para a eleição da senadora chegou a ser marcada para amanhã, mas foi cancelada por determinação do presidente em exercício da comissão, senador Raimundo Lira (PMDB-PB). Com a decisão, a comissão terá amanhã apenas uma reunião deliberativa, com 30 itens na pauta. O primeiro deles é a Mensagem 71/2015, que contém a Programação Monetária do governo para o quarto trimestre de 2015. (ESTADÃO)

 

Presidente do TRF suspende liminar que paralisava CPI do Cimi

O presidente do TRF 3 (Tribunal Regional Federal da 3° Região), Fábio Pietro, suspendeu a liminar concedida pelo juiz Pedro Pereira dos Santos, da 4ª Vara de Justiça Federal de Campo Grande, que tinha paralisado as atividades da CPI do Cimi. Com esta decisão, a investigação pode retornar aos seus trabalhos normais, inclusive tendo audiência nesta semana.

Relator da CPI, Paulo Corrêa e a presidente, Mara Caseiro, com Onevan de Matos e Pedro Kemp durante audiência da CPI (Foto: Assessoria/ALMS)
Relator da CPI, Paulo Corrêa e a presidente, Mara Caseiro, com Onevan de Matos e Pedro Kemp durante audiência da CPI (Foto: Assessoria/ALMS)

Segundo decisão do desembargador, há manifesto interesse público e grave lesão à ordem administrativa, e por isso justifica a instituição da CPI. O desembargador também cita que “compete ao Supremo Tribunal Federal, precipuamente, a guarda da Constituição, cabendo-lhe processar e julgar, originariamente: as causas e os conflitos entre a União e os Estados, a União e o Distrito Federal, ou entre uns e outros, inclusive as respectivas entidades da administração indireta”.

O presidente da Assembleia, o deputado Junior Mochi (PMDB), ressaltou hoje que como a liminar foi revogada, os trabalhos vão continuar normalmente. “Se tratou de uma decisão do presidente (Fábio Pietro) que suspendeu a liminar de 1° instância, por isso a CPI vai continuar”.

Mochi inclusive ponderou que a CPI pode realizar já nesta quarta-feira (24), em horário que estava reservado para deputada Mara Caseiro (PMB), a reunião da comissão parlamentar

A CPI foi aberta no fim de setembro de 2015, pela bancada ruralista, com a justificativa de investigar denúncias de suposta incitação dos indígenas aos conflitos por terras

Suzane von Richthofen pede à Justiça para cursar faculdade

Suzane Von Richthofen, condenada a 39 anos de prisão por matar os pais em 2002, fez um pedido à Justiça para cursar uma faculdade. A informação foi confirmada pela Vara de Execuções Criminais (VEC) de Taubaté.

Suzane von Richthofen  (Foto: Reprodução)
Suzane von Richthofen
(Foto: Reprodução)

De acordo com a Secretaria de Administração Penitenciária, a solicitação foi feita em 3 de fevereiro e o pedido chegou a ser negado na última semana pela Justiça. Apesar disso, a detenta, que cumpre pena na P1 Feminina de Tremembé, pediu ao seu defensor que recorresse da sentença.

O G1 apurou que Suzane quer cursar administração em uma instituição de Taubaté. O defensor público Rui Freire, responsável pela defesa da presa, não comentou o caso.

De acordo com o Ministério Público, a Justiça deve emitir um parecer ainda nesta semana sobre o pedido de Suzane. Por telefone, o promotor Paulo de Palma informou que fez questionamentos sobre a garantia de segurança da detenta e que encaminhou o processo novamente à Justiça.

Semiaberto
Suzane von Richthofen obteve a progressão do regime fechado para o semiaberto em outubro de 2015.

Após receber o benefício, Suzane foi levada para uma nova ala da Penitenciária Santa Maria Eufrásia Pelletier, a P1 feminina de Tremembé, onde ela já estava cumprindo pena. O pavilhão para onde Suzane foi levada foi inaugurado em abril de 2015 para atender presas do semiaberto.

A expectativa era de que a detenta deixasse a unidade em saída temporária pela primeira vez no Natal, mas a Justiça negou o benefício. Na ocasião, a a Justiça acolheu o parecer do Ministério Público, que suspeitou do fato da interna ter apontado que ficaria no período fora da prisão na casa de uma pessoa que não é da família, não faz parte do círculo de amigos dela e nunca a visitou na penitenciária. O endereço seria de uma amiga, de acordo com a interna. (G1)


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

PREFEITAVEIS EM AMAMBAI
Diversos
Amambai
Diversos

O deputado federal Zeca do PT, mexeu fundo com a política em Amambai, com a volta do Prego ao PT. Anilson Rodrigues de Souza (Prego) já foi prefeito em Amambai, além de vereador de vários mandatos, também já foi Deputado Estadual. Prego deixou história como prefeito em Amambai, com o Orçamento Participativo, Valorização do Funcionalismo Público, Frigorifico, Terminal Rodoviário, entre outras melhorias para a cidade. Agora com apoio do PT seu “velho e novo partido”, líder Zeca do PT e militantes locais, Prego voltará com força total.

O carismático Vice Prefeito de Amambai Dr. Bandeira, vem liderando pesquisas com intenção de votos na corrida para a  Prefeitura de Amambai. Dr. Bandeira é o candidato do governador tucano Reinaldo Azambuja e um grupo forte de partidos. Dr. Bandeira  é filho legítimo de Amambai e quer uma oportunidade para ser o novo Prefeito de sua cidade natal.

 

O empresário e Presidente do Diretório Municipal do PDT, Gilmar Vicentim, corre solto como opção do “novo” da “renovação”. Gilmar já foi vereador, presidente da Câmara Municipal de Amambai e quer fazer a diferença na Prefeitura de Amambai.


 
ZECA PRESTIGIOU A POSSE DO PRESIDENTE SEGUNDO ROCHA
Diversos

DEPUTADO FEDERAL ZECA DO PT, PRESTIGIOU SESSÃO SOLENE NA POSSE DO PRESIDENTE SEGUNDO ROCHA NA CAMARA MUNICIPAL DE CORONEL SAPUCAIA.TAMBEM JUIZ DE PAZ DE CAPITAN BADO, VEREADOR ROBERTINHO, VEREADORA CLAUDIA, COMANDANTE DA PM MAJOR DOMINONI,, VICE PREFEITA DE CORONEL SAPUCAIA PROFESSORA SANDRA,INTENDENTE DE CAPITAN BADO HECTOR PALACIOS, PRESIDENTE DA JUNTA MUNICIPAL DE CAPITAN BADO ISMAÉL VALIENTE, VEREADOR CARLÃO E VEREADORA NAJLA MARIANO

CONSEJAL DE CAPITAN BADO,PROFESSOR E COMUNICADOR LAURO ARGUELO, DEPUTADO FEDERAL ZECA DO PT, PÁRACO DE CAPITAN BADO, EX INTENDENTE DE CAPITAN BADO PY- RANFIS GONZALEZ, O INTENDENTE DO CENTENARIO DE CAPITAN BADO, PRESIDENTE DA CAMARA DE CORONEL SAPUCAIA SEGUNDO ROCHA E PRESIDENTE DO DIRETORIO MUNICIPAL DO PT DE CORONEL SAPUCAIA JAIR

DEPUTADO FEDERAL ZECA DO PT COM EX-PRESIDENTE DA CAMARA MUNICIPAL DE CORONEL SAPUCAIA NIÁGARA

INTENDENTE DE CAPITAN BADO HECTOR PALACIOS, ZECA DO PT E PRESIDENTE SEGUNDO ROCHA

POLICIAL PM, COMANDANTE MAJOR DOMINONI, INTENDENTE DE CAPITAN BADO HECTOR PALACIOS E CONSEJAL BADENHO

TRIO PARAGUAIO DE CAPITAN BADO ALEGROU A POSSE DE SEGUNDO ROCHA

SEGUNDO ROCHA JA FOI PRESIDENTE COM ÓTIMO MANDATO  NA CAMARA MUNICIPAL DE CORONEL SAPUCAIA

 DEPUTADO FEDERAL ZECA DO PT, DESEJOU BOA GESTÃO AO CAMARADA SEGUNDO ROCHA E SE COLOCOU A DISPOSIÇÃO DOS SAPUCAIENSES EM BRASILIA

BADENHOS PRESTIGIARAM A POSSE DE SEGUNDO ROCHA

VEREADORA NAJLA MARIANO AGRADECEU A  PRESENÇA DE TODOS, DISSE QUE CONTINUARÁ NA OPOSIÇAO E ENALTECEU A PRESENÇA DO DEPUTADO ZECA DO PT, QUANDO GOVERNADOR DO MATO GROSSO DO SUL, LIGOU CORONEL SAPUCAIA COM O BRASIL VIA ASFALTICA, MAIOR DESEJO DE TODOS OS SAPUCAIENSES.

A VICE PREFEITA PROFESSORA SANDRA, REPRESENTOU A PREFEITA NILCEIA E DISSE QUE MESMO COM AS ATUAIS DIFICULDADES, SEU MUNICIPIO CONTINUARÁ CRESCENDO


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

DA MANHÃ
Diversos

Em fuga, traficante destrói cancela de pedágio e cai
em ribanceira

Douglas Souza Silva, 20 anos, levada mais de meia tonelada de maconha

Em fuga, o traficante Douglas Souza Silva, 20 anos, destruiu a cancela de pedágio, em trecho da BR-163, e foi preso depois de cair em ribanceira, na manhã deste domingo (21), em Rio Brilhante. Ele transportava mais de meia tonelada de maconha.

De acordo com informações do Boletim de Ocorrência, policiais rodoviários federais fiscalizavam perto da ponte do rio que leva o nome da cidade quando avistaram uma picape Strada, seguindo no sentido a Campo Grande. O condutor recebeu ordem de parada, mas desobedeceu e fugiu.

Houve perseguição e até a cancela do ponto de pedágio da CCR MS Via, no quilômetro 318, ele arrancou, dirigindo em alta velocidade. No entanto, perto de um motel, em trevo da BR-163, acabou caindo em uma ribanceira.

Policiais constataram que Douglas transportava carregamento de maconha, que pesou 643 quilos. O traficante foi encaminhado para hospital da cidade, reclamando de dores. Depois de receber atendimento, foi levado à delegacia e confessou que havia pegado a carga em Naviraí e a levaria até a Capital sul-mato-grossense. Pelo transporte, receberia R$ 5 mil.  

h53

Homem é preso transportando 30 quilos de cocaína com sobrinhas de 5 e 16 anos

(Divulgação/PRF)

 

Na tarde deste domingo (21), um homem, de 40 anos, foi preso na BR-262 no Km 200 transportando 30 quilos de cocaína, em um caminhão, na companhia das sobrinhas de 5 e 16 anos.

Segundo informações da PRF (Polícia Rodoviária Federal), durante uma fiscalização na rodovia o veículo foi parado e ao realizarem revistas no interior do caminhão, os policiais encontraram 29 tabletes de cocaína, pesando 30.430 quilos.

Aos policiais, Ervi dos Santos Filho afirmou que teria deixado seu caminhão estacionado em frente a sua residência destrancado para que uma mulher conhecida como ‘colha’ colocasse em seu caminhão com seu consentimento a mochila com a droga.

A droga seria levada de Corumbá para São Paulo e que receberia pelo transporte da droga R$ 2 mil. Sobre as duas sobrinhas, de 5 e 16 anos, que estavam em sua companhia, o autor afirmou que estava dando uma carona para as meninas até a cidade de Miranda, onde residem alguns parentes.

O autor foi levado para a Delegacia de Polícia Civil para as providências cabíveis.

Para conseguir até R$ 15 mi, golpistas usam nomes de juízes

Odilon de Oliveira é um dos que tem o nome usado por criminosos na tentativa de golpe

Imagens de contratos milionários com a assinatura de juízes federais que atuam no Estado começaram a circular no aplicativo WhatsApp nos últimos dias, fazendo com que um dos magistrados se manifestasse sobre o assunto. Em um dos casos, promessa é de vantagens que chegam a R$ 15 milhões.

Por meio de outra mensagem, o juiz Odilon de Oliveira informou que não autorizou ou assinou nenhum contrato do gênero.

À reportagem do Portal Correio do Estado, ele contou que teve conhecimento do golpe na quinta-feira (18), depois de receber fotos dos contratos usados pelos estelionatários. Segundo ele, em um dos documentos, existe a promessa do recebimento de R$ 15 milhões.

"Estão usando nome, imagem pública para poderem negociar. São negociações internacionais, contratos de altos valores como se tivessem sido aprovados por mim". 

O magistrado explica que nas imagens recebidas por ele não é possível ler os nomes, mas como medida de precaução ele redigiu outra mensagem:

"Indivíduos estariam usando meu nome e imagem para aplicação de golpe, mediante assinatura de contratos com promessa de ganhar muito dinheiro. Jamais autorizei isto é nunca assinei contrato com desse tipo. Se for procurado, fotografe o sujeito e comunique o fato imediatamente à polícia".

Até o momento não há confirmação de vítima que tenha caído no golpe ou procurado a polícia para denunciar o estelionato.

Odilon conta que esta não é a primeira vez que o nome dele é utilizado de maneira indevida, afirmando que fato semelhante ocorreu há quase sete anos. O magistrado, que estava viajando, disse ainda que vai buscar mais detalhes sobre o assunto nesta segunda-feira (21). 

Após quase 3 meses, Delcídio é solto, fica em prisão domiciliar, mas volta ao SenadoAgora ele segue para prisão domiciliar

O senador Delcídio do Amaral (PT) já saiu da prisão, segundo assessoria de imprensa. A soltura foi concedida pelo ministro Teori Zavascki do STF (Supremo Tribunal Federal) na tarde desta sexta-feira (19) a pedido da defesa. Conforme declaração do advogado do petista, Antônio Figueiredo Basto, agora ele segue para prisão domiciliar, não pode sair do Brasil e deve se apresentar quinzenalmente à Justiça.

Não há detalhes sobre a liminar, tendo em vista que o processo corre em segredo de justiça. Ainda conforme Basto disse ao portal UOL, assim que os trâmites da soltura forem concluídos, o parlamentar poderá retornar ao Senado no qual enfrenta pedido de cassação de mandato justamente por conta da prisão ocorrida em 25 de novembro do ano passado sob acusação de tentativa de obstrução da Operação Lava Jato.

Atualmente o Conselho de Ética da Casa de Leis analisa a solicitação de cassação feita em 1° de dezembro de 2015 pelas bancadas do PPS e Rede. A alegação é de quebra de decoro parlamentar. Mesmo de dentro do quartal da Polícia Militar de Brasília, local em que passou quase três meses, Delcídio já trabalhava na elaboração da defesa a ser apresentada no parlamento.

O parlamentar foi preso em novembro do ano passado acusado de tentar obstruir investigação da Operação Lava Jato. Isso porque, segundo gravação levada à PGR (Procuradoria-Geral da República), ele ofereceu R$ 50 mil por mês para que o ex-diretor da Petrobras, Nestor Cerveró, não o citasse em depoimento ou delação premiada. 


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

INDIOS
Diversos

PF pode intervir para desocupar área invadida por indígenas em DouradinaCaso os índios não saírem da área, a PF está autorizada pela Justiça a usar a força para cumprir a reintegração de posse

Índios dizem que vão resistir à força policial (Foto: Itaporã News)

Vence nesta segunda-feira (22) o prazo para que índios da etnia guarani-caiová deixem uma área pertencente a uma agropecuária em Douradina, no sul de MS, invadida por 23 famílias da etnia há alguns meses.

Caso os índios não saírem da área, a Polícia Federal está autorizada pela Justiça a usar a força para cumprir a reintegração de posse.

Os índios atribuem à etnia a propriedade da área, de cerca de 1 hectare, pertence à empresa Helena Hossri e que engloba as fazendas Coqueiro e Santa Helena --que possuem, no total, 972 hectares.

Segundo a Funai, há na região da área invadida uma terra indígena já delimitada pela Funai (Fundação nacional do Índio), mas cuja demarcação ainda não foi concluída.

Na última semana uma reunião para combinar a saída pacífica dos índios terminou sem acordo. Os índios prometem resistir à ação policial.

A decisão de reintegração de posse foi tomada pela 1ª Vara da Justiça Federal de Dourados no final de janeiro. Na medida, o juiz solicitou a atuação da Polícia Militar do Estado caso a PF, que encabeça a ação, não tenha contingente suficiente para efetuar a retirada forçada.

Na última sexta-feira (19), em entrevista ao UOL, a direção do Cimi (Conselho Indigenista Missionário) informou que os índios dizem que não sairão do local, considerado por eles como parte de terra indígena.

Nos autos do processo que determinou a reintegração de posse, a Funai (Fundação Nacional do Índio) afirma que "os indígenas possuem direito à posse permanente das terras tradicionalmente ocupadas, independentemente de demarcação" e que a finalização da demarcação teria natureza apenas declaratória, não sendo pré-requisito para a ocupação da área pelos indígenas.

Em outra decisão, conforme o UOL, numa liminar de 27 de agosto de 2015, o juiz de 1º instância diz que a empresa é a proprietária da área, que é utilizada para produção agrícola. Segundo o juiz, há "iminência de conflito na área por conta da ocupação irregular pelo grupo de indígenas armados".

Posição oficial

Na sexta-feira, a direção regional da Funai em Campo Grande informou, ao Capital News, que a responsabilidade de acompanhar o imbróglio entre os índios e a agropecuária em Douradina é da regional do órgão em Ponta Porã.

Um funcionário do escritório de Ponta Porã daquele órgão, por sua vez, disse ao site que uma posição sobre o problema de Douradina será dada nesta segunda.


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

GIROFLEX
Diversos

Carro em zigue-zague invade pista contrária, colide contra carreta e condutor morre

Um homem de 50 anos, identificado como José Roberto Simão, morreu na noite de ontem (21), após colidir frontalmente o carro que conduzia contra uma carreta. O caso ocorreu na BR-163, em Nova Alvorada do Sul.

download

De acordo com informações do boletim de ocorrência, José conduzia um veículo Fiat Siena, no sentido Nova Alvorada Sul/Campo Grande e, a carreta bitrem, conduzida por um homem de 50 anos, seguia no sentido contrário.

Testemunhas relataram à polícia que o veículo de passeio estava trafegando em zigue-zague pela via, no momento em que invadiu a pista contrária e colidiu frontalmente com a carreta. Com a batida, os dois veículos caíram na ribanceira. O condutor do Siena morreu na hora.

O motorista da carreta foi socorrido pela CCR/MS e encaminhado ao hospital da cidade. Ele não corre risco de morte.

Para secretário carioca, segurança na fronteira
deve ser prioridade

Beltrame defende investimentos maciços em MS para que todos os estados sejam beneficiados

Secretário de Segurança Pública no Rio de Janeiro, um estado que sofre diretamente com as ações do tráfico de drogas, armas e munições, bem como  com os crimes delas decorrentes, José Mariano Beltrame advertiu que a questão da segurança nas fronteiras, especialmente com a Bolívia e  o Paraguai, deve ser vista como uma prioridade pelo governo federal. Hoje, a fragilidade do controle policial nas fronteiras secas do Mato Grosso do Sul, faz do Estado a porta de entrada e corredor de grandes volumes de cocaína boliviana e maconha paraguaia que chegam ao morros do Rio, tráfico esse fortalecido pela “venda casada” de  fuzis, pistolas e munições que abastecem as facções criminosas cariocas.

Na prática, com a fronteira escancarada como se encontra, traficantes bolivianos continuam entupindo o Brasil de cocaína, despejando no País volumes cada vez maiores do entorpecente, que na maioria das vezes vêm acompanhados de armas, principalmente fuzis. De um modo geral, a linha fronteiriça, a partir de Corumbá, continua sendo o ponto mais sensível, uma porteira aberta aos narcotraficantes e por onde passam não só as pequenas remessas por automóveis ou ônibus, mas também os grandes carregamentos, geralmente escondidos em  cargas de madeira, minério e caminhões-tanques. 

Apesar desse quadro, ainda é deficiente a atuação tanto da Polícia Federal quanto da Polícia Rodoviária Federal, que têm  efetivo defasado e equipamentos obsoletos para uma barreira de contenção  efetiva. 

Para fugir da já fraca fiscalização, há situações em que o entorpecente é distribuído pelo Rio Paraguai e depois pelo Rio Taquari, saindo em Coxim, de onde prossegue por terra até os grandes centros. Com isso, os traficantes fogem da fiscalização terrestre, principalmente na fronteira seca com a Bolívia e na BR-262.

*A reportagem completa está na edição de hoje do jornal Correio do Estado.

Homem desaparece após pular de ponte no Rio Dourados em Fátima do Sul

Um homem de 21 anos, identificado como Admilson Nascimento dos Santos, também conhecido como ‘Buiú’, está desaparecido após ter pulado de uma ponte no rio Dourados, em Fátima do Sul, na tarde deste domingo (21). O Corpo de Bombeiros realiza buscas na região.

Admilson, que estava acompanhado por amigos e familiares quando pulou da ponte, não foi mais visto depois de ter pulado no rio. (Com informações SiLigaNews)

Pai furta brinquedos, é flagrado e filha avisa aos policiais que é estuprada

Menina pediu ajuda aos policiais 

Na madrugada deste domingo (21), homem de 30 anos foi preso por suspeita de estuprar a filha de 13 anos e ainda de furtar um Ceim (Centro de Educação Infantil Municipal) de Dourados, cidade a 225 quilômetros da Capital. Após ser encaminhado para a delegacia, ele apanhou de outros presos e precisou ser levado ao hospital.

De acordo com o boletim de ocorrência, equipe da Polícia Militar foi acionada para atender a ocorrência de furto no Ceim. Conforme denúncia, o homem de 30 anos havia furtado do local uma caixa com vários brinquedos e também um berço. No local, os militares encontraram o suspeito, acompanhado da filha de 13 anos.

Segundo a polícia, o homem negou o furto e disse que cuida da horta do Ceim e que, por volta das 21 horas de sábado (20), foi limpar o local e a filha havia pegado os objetos sem consentimento dele. Conforme apurado pelo site Dourados News, os militares notaram que a menina estava com a bermuda do lado avesso e, questionada sobre o fato, ela contou que o pai havia abusado sexualmente dela e que essa não seria a primeira vez.

O homem recebeu voz de prisão, mas não confessou os crimes e disse que se pronunciaria apenas para o juiz. Após ser colocado na cela da delegacia, o suspeito teria dito aos outros detentos o motivo pelo qual havia sido preso e foi agredido. Ele precisou ser socorrido pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e levado ao Hospital da Vida.

Segundo a polícia, a mãe da menina de 13 anos era casada com outro homem e, durante uma 'pausa' no relacionamento, se envolveu com o suspeito e engravidou. O atual marido acabou assumindo a criança, mas alguns anos depois ela revelou ao pai biológico que ele tinha uma filha. A partir daí a menina se aproximou do pai e passava fins de semana com ele.

A Polícia Civil irá investigar as denúncias de estupro e também do furto ao Ceim.

Delegado responde por cinco delegacias no Cone Sul

Algumas delas estão sem delegado e outras os titulares estão afastados.

Clique na Imagem para ampliá-la

O delegado titular de Polícia Civil em Amambai, Dr. Mikaill Faria. Ele está respondendo por cinco delegacias do Cone Sul do Estado.(Foto: Vilson Nascimento)

A escassez de delegados sempre foi um “calcanhar de Aquiles” para a Polícia Civil de Mato Grosso do Sul e principalmente para os municípios da região de fronteira, com o Paraguai, no Cone Sul do Estado.

Agora, por exemplo, o único delegado de Polícia Civil de Amambai, município que, pela demanda de trabalho necessitaria de pelo menos dois delegados atuando diretamente, está respondendo por outras quatro delegacias da região.

Dr. Mikaill Alessandro Gouveia Faria está respondendo pelo expediente nas delegacias de Polícia Civil de Tacuru, de Sete Quedas, de Paranhos e de Coronel Sapucaia.

Os últimos três municípios, Sete Quedas, Paranhos e Coronel Sapucaia, que fazem fronteira seca com o Paraguai, o setor de segurança pública deveria receber atenção redobrada, mas é tratada com descaso pelos governos do Estado e Federal.

Em Tacuru o então delegado titular, Bruno Trento Hein, pediu exoneração do cargo para voltar a seu estado de origem, o Paraná.

Em sete Quedas o delegado titular local, Dr. Fabricio Dias dos Santos, está de férias. O município de Paranhos está sem delegado titular há um ano e em Coronel Sapucaia o delegado titular da cidade, Dr. Roberto Duarte Faria, está de licença para tratamento de saúde.


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

VISITA
Diversos

Zika: diretora-geral da OMS visita o Brasil esta semana

A diretora-geral da Organização Mundial de Saúde, Margareth Chan. Foto: IBTimes

A diretora-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Margaret Chan, visita o Brasil esta semana para acompanhar a epidemia do vírus Zika no país.  A previsão é que ela desembarque em Brasília na próxima terça-feira (23).

Da capital, Margaret Chan deve ir ao Recife, já que o estado de Pernambuco registra o maior número de casos de microcefalia possivelmente associados à infecção pelo Zika (182 casos da malformação confirmados e 1.203 em investigação).

De acordo com o Ministério da Saúde, a visita da diretora-geral da OMS ocorre a convite do governo brasileiro. A agenda oficial de Margaret Chan no Brasil deve ser divulgada amanhã (22).

No início do mês, a OMS declarou emergência em saúde pública de interesse internacional em razão do aumento de casos de infecção pelo Zika em diversos países e de uma possível relação da doença com quadros de malformação congênita e síndromes neurológicas.

O Ministério da Saúde investiga pelo menos 3.935 casos suspeitos de microcefalia possivelmente associada ao vírus. Até o dia 13 de fevereiro, 508 casos foram confirmados e 837 descartados de um total de 5.280 notificações de estados e municípios ao governo federal.

Desde a última quinta-feira (18), a notificação de casos suspeitos de infecção pelo Zika é obrigatória no Brasil. A portaria, publicada no Diário Oficial da União, prevê que todos os casos suspeitos deverão ser comunicados semanalmente às autoridades sanitárias.

Margaret Chan foi eleita diretora-geral da entidade pela primeira vez em novembro de 2006. Em maio de 2012, a sanitarista foi reconduzida para o mandato que vai até junho de 2017. Antes, ela já havia ocupado dois diferentes postos na OMS. (Agência Brasil)

En Bolivia votan sobre referéndum que permitiría reelección de Evo Morales para cuarto mandato
  35
Más de seis millones de bolivianos decidirán hoy si autorizan al presidente a presentarse para un cuarto mandato que concluiría en 2025, en una consulta crispada por denuncias de corrupción y la muerte de seis personas.

notas

Hasta la semana pasada, los partidarios de la reforma constitucional para permitir a Morales postular a un cuarto mandato consecutivo estaban empatados. Pero las acusaciones que le afectan directamente empiezan a modificar el tablero y, según recientes sondeos, los partidarios del No (47%), superan al Sí (27%).

De confirmarse el escenario, sería la primera derrota directa en los 10 años que lleva en el poder Morales, uno de los últimos representantes del llamado socialismo del siglo XXI. Previamente su partido había perdido en 2015 plazas clave en las elecciones municipales.

Morales, el primer indígena aymara en llegar a la presidencia, está afectado por el escándalo del supuesto tráfico de influencias en favor de su ex pareja, Gabriela Zapata, quien a sus 28 años es una alta ejecutiva de la firma china CAMC, con contratos con el Estado por 576 millones de dólares. La Contraloría y el Congreso investigan el tema.

Casi dos semanas después de la denuncia, Morales reaccionó en un discurso público: "¡Qué tráfico de influencias, todo es un montaje de la embajada de Estados Unidos!" para perjudicarlo en el referendo, según señaló.

El periodista que denunció el caso, Carlos Valverde, jefe de inteligencia en la década de los 90, fue "agente encubierto de la embajada de Estados Unidos", según el ministro de la Presidencia, Juan Ramón Quintana. Valverde rechazó la acusación.

Morales también podría verse perjudicado por las consecuencias de un ataque el miércoles a la alcaldía de El Alto, en poder de la oposición, que se cobró seis muertos por la inhalación del humo tras los incendios, provocados supuestamente por miembros del oficialista Movimiento Al Socialismo (MAS).

Luego de admitir al inicio que "si gana el No, es un derecho y, por supuesto, el MAS (su partido) tendrá su candidato", Morales proclamó recientemente que "el domingo vamos a ganar ampliamente (..), el pueblo va a decidir conscientemente y va a faltar tiempo para festejar".

Esta es la primera vez que el riesgo de una derrota en las urnas amenaza a Morales. En 2006 había asumido con el 54% de los votos, en 2010 con un abrumador 64% y en 2015 obtuvo con un 61% un tercer mandato que concluirá en 2020, convirtiéndose en el mandatario que más tiempo ha permanecido en el poder en Bolivia.

El ex candidato presidencial Samuel Doria Medina, derrotado dos veces por Morales, anticipó que la opción No "triunfará con por lo menos diez puntos de ventaja", también por las denuncias de corrupción en un fondo indígena que salpica a decenas de dirigentes del MAS, entre ellos una exministra encarcelada preventivamente.

El gobierno sospecha que el daño económico podría llegar a poco más de 2 millones de dólares por la realización de obras fantasma, por lo que continúan las investigaciones, aunque la oposición estima que el daño podría rondar los 140 millones. Por este caso renunció la ministra de Desarrollo Rural, Nemesia Achacollo, cercana al mandatario aymara, y hay varios dirigentes presos.

Mientras la oposición ha concentrado su artillería en la corrupción y el prorroguismo, Morales y su vicepresidente Álvaro García Linera -acusado de no tener título académico o de tramitar irregularmente su libreta de servicio militar- han intensificado sus discursos acerca de la bonanza económica que vive el país.

A pesar de la depresión de los precios de las materias primas, Bolivia -que abastece de gas natural a los mercados de Brasil y Argentina- prevé un crecimiento de 5% en el período 2016-2020.

Sin embargo, esa propaganda y el discurso oficialista "no tuvieron la fuerza de convencer a la gente, porque magnificaron la gestión de Morales con mentiras", según el profesor universitario Marcelo Varnoux.

Para el politólogo Armando Ortuño "esta campaña está resultando muy sui géneris y hay que ser prudentes".

Empero, son los indecisos que podrían definir el voto. "Salvo un gran cambio, deberían in extremis ser fieles a su voto histórico. Con eso y el voto en el extranjero, ya estaría cantada la misa" a favor de Morales, apuntó.

En cambio, el académico Carlos Cordero cree que "el No ganará con una ventaja de al menos 10 puntos". Según el analista, contrario a Morales, "cuando las gestiones pasan de dos períodos se vuelven opacas, es decir que impiden la fiscalización y el control social y es puerta abierta a la corrupción".

FUENTE INFOBAE


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)


Página selecionada de 1518 páginas.
Fotos

Nova pagina 2


Notícias

Terça, junho 28
· Prefeitura tem vagas de estágio em pedagogia e educação física
· Loja Renner condenada a indenizar cliente por cobrança de dívida inexistente
· Mais de 49 mil índios em MS vivem em terras demarcadas
· "Não sinto saudades da minha mãe", diz menina vítima de maus-tratos
· Motoristas desprezam lei, ignoram semáforos e trânsito fica caótico
· Uniformes de Bernal fabricados no Paraguai confrontam orientação de decreto fede
· Dançarina é presa por deixar filha de 1 ano trancada, suja e com fome
· Boi causa confusão em avenida da Capital e é morto por policial
Segunda, junho 27
· PAPO NOS BAIRROS
· HISTORICOS PEEMEDEBISTAS DE AMAMBAI
·
· FATOS & FOTOS
· POBTA PORÃ
·
· ITALIA VENCE ESPANHA
· ESTUPRO
· LOUBET
· ACIDENTE
· CONSTRANGER
· CAFE DA MANHÃ
· POLICIAL
· TOCHA
Domingo, junho 26
· SE ENTREGOU
· PMDB DE AMAMBAI
· AMIGOS DO...
· FIQUE SABENDO
· RETROCESSO
· ATROPELADO
· LADOS OPOSTOS
Sábado, junho 25
· DROGA

 Calendario de Eventos
Junho 2016
  1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30  

Eventos

 Hora Certa

 Amigos do Site!

Image and video hosting by TinyPic




RondPoint Web Services Web site powered by MEGAWEB