Warning: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at /home/correiod/public_html/index.php:1) in /home/correiod/public_html/mainfile.php on line 168
=:Correio da Fronteira:=

 Menu
 Inicio
 Registro
 Administrador
 Menu
 Torpedos
 Downloads
 Enquete
 Galeria de Fotos
 Seus Links
 Recomende-nos
 Internet_TV
 Artigos
 Internet_Radio3
 Publicações
 Conteudos
 Album
 Estatística
 Fale Conosco

· Procurar

 Radio On
Ouça Agora:
Nenhuma opção foi escolhida



<a href=''>Play Nenhuma opção foi escolhida</a>

Abrir em janela pop-up

 Previsão

 Visitas
Até o momento, recebemos
11777857
vizualizações de páginas (page views) desde July 2007

 Apoios:




DA HORA
Diversos

Buraco na rua faz mais uma vítima em Campo Grande

Mulher pilotando moto não conseguiu evitar queda e sofreu vários ferimentos

Jucelina dos Santos, de 49 anos de idade foi mais uma vítima dos buracos nas ruas de Campo. Por volta das 5h40 da manhã desta terça-feira (12), ela trafegava pela rua Jornalista Belizário Lima, quando na proximidades da esquina com a 24 de Outubro foi “tragada” pelo buraco.

Jucelina pilotava uma Moto Pop e com a queda sofreu várias escoriações, sendo atendida pelo Corpo de Bombeiros.

 

PF caça envolvidos em contrabando de cigarros em Naviraí

Quadrilha usava rota nova, no PR, segundo investigadores

Policiais federais cumprem desde a manhã desta terça-feira (12) 38 mandados judiciais, entre os quais 21 de prisão preventiva e 17 de busca e apreensão, em três estados brasileiros, Mato Grosso do Sul um deles. A operação policial, batizada de pleura (membrana que protege o pulmão), é uma investida contra o contratando de cigarros vindos do Paraguai, informou a assessoria de imprensa da PF, em Maringá, no Paraná.
Até por volta das 9h a PF não havia divulgado o nome do detido, em Naviraí, cidade sul-mato-grossense, onde ocorre parte da operação. O município é antiga rota dos contrabandistas de cigarro.
A assessoria da instituição policial informou que a ideia é desarticular uma grande organização criminosa, baseada no extremo Noroeste paranaense, que utilizava uma nova rota fluvial para escoamento de cigarros contrabandeados.
De acordo com a PF, que centra a operação em Maringá, no Paraná, seis das 21 pessoas com mandado de prisão, moram no Paraguai e seus nomes serão incluídos na relação de procurados da interpol.
Um médico e um advogado, que residem em Loanda, no Paraná, segundo a PF, seriam os líderes dos contrabandistas. 
Além deles, diz a assessoria, uma família baseada na região também atuava intensamente na atividade ilícita, com diversos integrantes do grupo vinculados aos atos delitivos. 
O poderio da organização gerou a criação de uma extensa rede de olheiros, carregadores e batedores que utilizavam armas e lanchas de apoio para viabilizar a atividade criminosa em diversas cidades da região, segundo a assessoria. 
Ainda nesta manhã, a PF divulga os nomes dos detidos e detalhes da operação. A operação Pleura ocorre, além de Naviraí, em MS, em Loanda, Querência do Norte e Capanema, no Paraná e Tupã, interior de São Paulo.

Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

Vereadores querem saber como é feita a fiscalização dos contemplados em casas po
Diversos

Os vereadores da Casa de Leis encaminharam durante a sessão desta terça-feira, 12 de julho, ao prefeito, Ludimar Novais, ao promotor do Ministério Público Estadual, Dr. Gabriel da Costa Rodrigues Alves, à diretora da Agência Municipal de Habitação (Habiporã), Mary Cristhyane Brum Vieira e presidente do Conselho Municipal da Habitação, Derlis Silva, a solicitação de esclarecimentos em relação de como é realizada a fiscalização dos órgãos competentes do Conjunto Habitacional Kamel Saad, em relação aos contemplados.

Segundo os parlamentares, a Câmara Municipal de Ponta Porã vem recebendo famílias que solicitam deste órgão, apoio em relação à fiscalização das pessoas que foram sorteadas no Conjunto Habitacional Kamel Saad, pois há contemplados que estão avaliando preços para venda das casas ou repassando para terceiros. De acordo com a legislação não é permitido transferir as residências sem a respectiva quitação além de impedir que os imóveis sejam repassados a outros.

Além disso, os parlamentares também explicaram que o objetivo é que o processo se torne transparente e justo para a população que realmente necessita.


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

Sessão Camara Ponta Porã
Diversos

Puka quer lei para valorizar policiais que atuam na região de fronteira

O presidente da Câmara Municipal de Ponta Porã, Daniel Valdez- Puka, encaminhou durante a sessão ordinária desta terça-feira, 12 de julho, ao governador, Reinaldo Azambuja, ao secretário de Justiça e Segurança Pública de Mato Grosso do Sul, José Carlos Barbosa, ao deputado estadual, Flávio Esgaib Kayatt e ao presidente da Assembleia Legislativa, Junior Mochi, a criação de um projeto de lei embasado no PL nº 47/2013 da Câmara dos Deputados, oferecendo um adicional aos policiais que atuam em região de fronteira.

Puka disse que “é grande a evasão de policiais civis e militares, que se formam em nosso município e devido a periculosidade de atuar em nossa região evadem para outras localidades. Valorizar estes profissionais é uma forma de incentiva-los a permanecer atuando em nossa região, evitando assim a redução do efetivo policial e consequentemente a falta de policiamento”.

Marcelino pede a manutenção da iluminação pública no Carandá Bosque

Durante a sessão ordinária desta terça-feira, 12 de julho, o vereador Marcelino Nunes de Oliveira, solicitou ao prefeito, Ludimar Novais, e ao secretário municipal de Obras e Urbanismo, Mauro Cézar Vilhar, a manutenção da iluminação pública do bairro Carandá Bosque.

Marcelino justificou seu pedido alegando que este é um pedido dos moradores do bairro, tendo em vista que a deficiência na iluminação pública traz muitos perigos à comunidade e facilita a ação de bandidos.

Adãozinho pede emenda parlamentar para pavimentação asfáltica

O vereador Adãozinho Dauzacker solicitou durante a sessão ordinária desta terça-feira, 12 de julho, ao deputado federal, Dagoberto Nogueira, a destinação de emenda parlamentar, visando à pavimentação asfáltica no Bairro Julia de Oliveira Cardinal.

Adãozinho ressalta que “esta região é de supra relevância ao nosso município, bairro este criado há alguns anos e até o presente momento não tem sido contemplado com as suas ruas asfaltadas, o que tem gerado descontentamento e muitas críticas vindos dos moradores, que utilizam as ruas continuamente”.

Veja mais no leia mais:


Clique aqui (Leia mais... | 14684 bytes adicionais | comentários? | Pontos: 0)

BRASILIA
Diversos

Disputa pela presidência da Câmara faz aumentar tensão na base

Rosso e Rodrigo Maia, que apoiam governo Temer, se lançam candidatos e trocam farpas

BRASÍLIA — Apesar das tentativas do governo de consolidar um nome que una sua base na disputa pela presidência da Câmara, as duas principais alas de aliados do Palácio do Planalto — o centrão e a antiga oposição — intensificaram a troca de ataques, aumentando o risco de um racha que deixe sequelas nesta eleição. De um lado, os apoiadores da candidatura de Rodrigo Maia (DEM-RJ) acusaram seu principal rival, o líder do PSD, Rogério Rosso (DF), de ser “o candidato do Eduardo Cunha”, peemedebista que renunciou ao comando da Câmara quinta-feira, dois meses após ser afastado do cargo pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

Na outra trincheira, os aliados de Rosso tentavam esvaziar a candidatura de Maia classificando-o como “candidato do PT”. Isso porque Maia busca votos no PT, no PDT e no PCdoB. Na noite de segunda-feira, a bancada do DEM, em nota, indicou oficialmente o nome de Maia para a disputa.

Os ataques começaram assim que Rosso anunciou sua candidatura, após semanas negando que fosse entrar na disputa. Já com panfletos de campanha em mãos, o líder do PSD negou ser o candidato de Cunha e atacou Maia, que reagiu com críticas ao adversário.

— Eduardo Cunha não vota. O centrão, que dizem ter sido formado por ele, tem uma série de candidatos. Além de eu não ter votado no Eduardo Cunha, o conheci só nesta legislatura. Não topo vale-tudo, nunca topei. Não pode um vale-tudo onde se fecha os olhos, se deixa de ser inimigo. Não dá para acreditar nisso — disse Rosso, sem citar nominalmente o adversário, que apoiou Cunha na eleição para a presidência da Câmara, no ano passado.

— A Casa quer sair do ambiente de beligerância, mas há um grupo que quer continuar mandando na base do atropelo. Não entendo o candidato, que diz que tem mais de 200 votos, entrar agredindo. Não é papel de favorito. É de desesperado. O próximo presidente precisa pacificar a Câmara. A Casa quer alguém que desmonte a equação do centrão — respondeu Maia.

Apesar de os tucanos sinalizarem que apoiarão Maia, a tentativa de colar sua imagem ao PT gerou incômodo, já que seria difícil para o PSDB justificar uma aliança que envolva o tradicional adversário. No final da noite de segunda, porém, os petistas decidiram que não apoiarão Maia no primeiro turno. No entanto, não descartam apoiá-lo no segundo turno, caso ele dispute contra Rosso. O ex-presidente Lula pediu que os petistas não apoiem alguém ligado a Cunha.

ELEIÇÃO MARCADA PARA AS 16H DE QUARTA-FEIRA

Ao menos o temor do governo de que a eleição fique para o segundo semestre foi descartado, após o presidente interino da Câmara, Waldir Maranhão (PP-MA), decidir que a escolha do novo presidente da Casa será na quarta-feira, às 16h. Os registros de candidaturas serão aceitos até o meio-dia do mesmo dia, e cada candidato terá dez minutos para discursar. Até a noite de segunda-feira, dez candidatos haviam registrado seus nomes.

A briga entre as duas alas da base aliada despertou ainda mais a preocupação do Palácio do Planalto. Reservadamente, alguns auxiliares do presidente interino, Michel Temer, tem simpatia pela candidatura de Rosso, que já vinha sendo trabalhada, discretamente, há algumas semanas. No entanto, afirmam interlocutores de Temer, o pior para o governo neste momento seria colocar sua digital em alguma das campanhas e sair derrotado.

 


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

País precisa de mobilização contra aprovação da lei que pretende engessar a ‘Lava Jato’

 

 

Diante da investida da nefasta classe política brasileira contra a Operação Lava Jato, resta a população brasileira, aos homens e pessoas de bem, que querem o fim da corrupção - esse mal avassalador que mata pessoas e destrói esperanças - apenas um caminho: a mobilização popular.

Não há outra saída para a inescrupulosa classe política nacional. Ou barram a Lava Jato definitivamente, ou estarão todos liquidados.

A aprovação da tal ‘Lei de Abuso de Autoridade’ visa tão somente engessar a Lava Jato.

A ideia é enquadrar delegados, agentes da PF, promotores, juízes, desembargadores e ministros de tribunais superiores.

A denúncia é de tamanha gravidade que mereceu matéria sobre o assunto no Jornal Nacional, da Rede Globo, na quinta-feira (30). (Veja aqui

Se essa lei já estivesse em vigor, fatalmente teria impedido quase a totalidade das ações empreendidas pela Operação Lava Jato.

A Lava-Jato investiga atualmente cerca de 500 políticos, entre eles ex-governadores, governadores, ex-senadores e senadores, deputados estaduais e federais.

As operações iniciadas nas madrugadas, que pegaram inúmeros criminosos de pijamas, não poderão mais acontecer, pois serão encaradas como ‘abuso de autoridade’.

É a maior operação contra corrupção da história. Não interessa a nenhum político, são quase todos farinha do mesmo saco.

Vem então a lembrança do que disse um dia o juiz federal Sérgio Moro, de que precisaria do apoio da opinião pública e da sociedade civil organizada para levar a frente os casos de corrupção envolvendo figuras públicas poderosas (veja o vídeo abaixo). 

A hora é agora!


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

DA MANHÃ
Diversos

Carreta que saiu de MS tomba e explode em rodovia de SP

Uma carreta carregado com 34 toneladas de bobinas de aço que partiu de Bataguassu (MS) com destino à Sorocaba (SP) tombou e explodiu na rodovia Raposo Tavares, SP-270, na manhã de hoje.

Veículo ficou totalmente destruído - Foto: Heloise Hamada/G1
Veículo ficou totalmente destruído – Foto: Heloise Hamada/G1

Segundo portal G1, o veículo ficou embaixo de viaduto localizado perto de Presidente Prudente (SP) e por sorte o motorista, de 23 anos, saiu a tempo.

O trânsito precisou ser interditado nos dois sentidos da rodovia. A Polícia Militar Rodoviária e o Corpo de Bombeiros compareceram ao local, além de funcionários da concessionária que administra a rodovia.

O motorista contou que perdeu o controle da direção e bateu na mureta (guard-rail) no canteiro da via. Ele não sofreu ferimentos, mas foi atendido pelos Bombeiros devido a inalação de fumaça.

05-07 – FINANCIAR BANDIDO

 
   

capa_alexandreA Petrobrás cortou o fornecimento de gás para as termelétricas da Amazônia Energia, subsidiária de Eletrobrás, por causa de uma dívida não paga de 3,5 bilhões de reais. É a estatal rota punindo a esfarrapada. Rotas e esfarrapadas essas e outras porque foram privatizadas por políticos e partidos, que se valeram de empresas pertencentes ao povo brasileiro para encher bolsos próprios e cofres de campanhas eleitorais de seus partidos. Não seria hora de o povo tirar dos políticos esse brinquedinho estatal, essa tentação permanente? Fizeram agora a Lei de Responsabilidade das Estatais, que o Presidente acaba de sancionar, mas os deputados já mostraram que a intenção é enfraquecer a lei, que foi mantida pela reação dos senadores. Se sempre vão achar um jeitinho – o melhor seria tirar o açúcar para não tentar a mosca.

Até a Casa da Moeda, onde é feito o dinheiro, é alvo dos ladrões de gravata, que as injunções políticas botaram lá. Agora os brasileiros estão sem passaporte de numeração perfurada, por causa da bagunça lá reinante, onde a Polícia Federal já realizou duas operações anti-corrupção. Na Caixa Econômica, o Vice-Presidente recebia propina – junto com Eduardo Cunha – para distribuir, entre 10 empreiteiras, 6,5 bilhões do Fundo de Garantia, que é do trabalhador. O BNDES se especializou em financiar ditadores corruptos de regimes de esquerda. O Banco do Brasil, como o Mensalão mostrou, foi usado pelo Diretor Henrique Pizzolato. Privatizaram o próprio estado brasileiro. São 400 diretorias de estatais, distribuídas entre partidos.

Não conta o mérito nas nomeações, mas a ausência de caráter, a disposição para delinquir, desde que ajude o partido. Conta, sobretudo, a falta de vergonha de desrespeitar a Constituição e o povo brasileiro. Isso vem de longe, na cultura de que o Estado é o pai-de-todos e tem dono. O ditador Getúlio Vargas, que impôs criou sindicatos ligados ao seu governo – origem dos pelegos – também criou a primeira estatal. Aliás, de forma bem simbólica. Se os americanos não nos dessem uma siderúrgica, ele não deixaria de simpatizar com os nazistas. O Brasil ganhou Volta Redonda e em troca mandou 25 mil homens para combater na Itália. Enquanto era estatal, dava prejuízo. Privatizada, agora dá lucro, como as demais siderúrgicas que eram estatais.

Teria o estado que produzir aço, ou eletricidade, ou petróleo e derivados? Ou tem que produzir ensino, previdência, saúde, segurança, justiça e infraestrutura? Pois o estado brasileiro não faz direito nem uma coisa nem outra. Que tal aliviar o estado de se meter a empresário e mandá-lo concentrar-se em prestação de serviço? Você dirá, caro leitor, que está cheio de empresário na cadeia, que tampouco dá para confiar neles. Ora, estão na cadeia por dependerem do estado em negócios com estatais, subjugados a pagar pedágio para políticos e seus partidos, assim como programas de incentivo à cultura submeteram artistas e autores à dependência. Tem que acabar a tutela do estado para romper a relação criminosa. Dinheiro público é dinheiro do contribuinte. Precisa ser usado em serviços e não como financiador de bandidos


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

CAFE DA MANHÃ
Diversos

Celulares proibidos

  • Airton Raes/TopMidiaNews Reprodução

    Em vez de celular, só um controle de condicionador de ar à mesa

Em temporada de gravações de áudio, vídeo e foto preocupando a classe política, todo cuidado é pouco. Mas ninguém entendeu muito bem o motivo de tanto cuidado na reunião de hoje do PMDB em Campo Grande, à portas fechadas, antes de André Puccinelli confirmar que está fora da disputa pela Prefeitura. Telefones celulares foram guardados pela secretaria do partido. Inclusive os dos deputados e o do senador Moka. Na mesa, só um controle de condicionador de ar.
 

A nova 'dama de ferro' do Reino Unido

  • Fotos Chris Radburn/AP/O Globo e Arquivo/Reprodução

    Theresa May: nova premier britânica no estilo Margareth Thatcher


 

Vinte e seis anos depois de "a dama de ferro" Margaret Thatcher deixar o poder, uma mulher voltará a comandar o Reino Unido. Theresa May, ministra do Interior, assumirá o cargo de primeira-ministra britânica como candidata única nesta quarta-feira quando David Cameron deixar o cargo após a renúncia. "Não vamos ter uma prolongada campanha de eleição para a liderança. Acho que Andrea Leadsom tomou a decisão certa de sair. É claro que Theresa May tem o apoio esmagador do Partido Conservador. Eu também estou muito contente que Theresa May será a próxima primeira-ministra. Ela é forte, competente, é mais do que capaz de oferecer a liderança que o país vai precisar nos próximos anos. E ela terá todo o meu apoio", afirmou Cameron à imprensa hoje.

 

Além de Campo Grande, irmãos Trad também estão na disputa eleitoral em Dourados

  • Divulgação

    Nelsinho, Geraldo e Lacerda do PSD de Marquinhos e Fábio Trad


 

 

Além de caminhar juntos na sucessão do prefeito Alcides Bernal (PP) em Campo Grande, os irmãos Nelsinho, Marquinhos e Fábio Trad deverão se empenhar para ajudar a eleger o deputado federal Geraldo Resende (PSDB) prefeito de Dourados. Neste fim de semana, Nelsinho, presidente estadual do PTB, e o advogado Antônio Lacerda, presidente regional do PSD, declararam apoio à pré-candidatura do tucano. Caso Geraldo seja eleito, Fábio Trad, que com Marquinhos está filiado ao PSD, também sairá vitorioso, pasando de suplente a titular da cadeira de deputado federal.
 

Marun é um dos candidatos do PMDB para suceder Cunha na presidência da Câmara

  • WhatsApp e foto Reprodução

    Mensagem de Marun ao Blog: candidato contra 'viúvas de Dilma'


 

 

O deputado federal Carlos Marun é um dos cinco candidatos do PMDB para a presidência da Câmara, vaga com a renúncia de Eduardo Cunha. A decisão foi confirmada por Marun com a seguinte mensagem enviada via WhatsApp aqui ao Blog neste domingo:
 
– "Coloquei meu nome na discussão interna do PMDB sobre a presidência. A princípio para impedir o avanço das viúvas da Dilma que existem por lá".
 
A decisão do PMDB contraria o plano do presidente interino. Michel Temer buscava um nome de consenso entre o Centrão (bloco de 13 partidos) e a antiga oposição (PSDB, DEM, PSDB e PSB). Porém, como várias siglas aliadas lançaram candidaturas, o partido do presidente, que detém a maior bancada da Casa, não quis ficar de fora para apoiar outra sigla.
 
Além de Marun, são candidatos pelo PMDB os deputados Marcelo Castro (PI), Fabio Ramalho (MG), Sergio Souza (PR) e Osmar Serraglio (PR). Agora o partido espera escolher um deles, em reunião marcada a manhã de terça-feira. "A decisão que a maioria tomar será a que eu defenderei", disse ao jornal O Estado de S.Paulo o líder da bancada, Baleia Rossi (SP).

Jovem é preso pela Força Nacional com 277 kg de maconha em Caarapó

Tropa especial está no local para evitar conflitos entre fazendeiros e indígenas

Drogas estavam espalhadas em banco do carro - Divulgação/Força Nacional

Jovem de 20 anos foi preso por equipe da Força Nacional depois de ser flagrado com 277 quilos de maconha, na manhã de hoje, em Caarapó. Ele conduzia Gol pela MS-280 quando foi abordado pelos agentes.

O suspeito e as drogas, que estavam prensadas e divididas em pacotes, foram levados para a delegacia de Caraapó. O rapaz será indiciado por tráfico de drogas.

FORÇA NACIONAL 

A tropa da Força Nacional está em Caarapó desde 15 de junho, um dia após o confronto entre indígenas e fazendeiros que resultou na morte do agente de saúde Clodiode Aquileu Rodrigues de Souza.

O envio da Força tinha sido aprovado, em caráter de urgência, pelo ministro da Justiça e Cidadania, Alexandre de Moraes. O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) fez a solicitação para a vinda do reforço à região.

11 de Julho de 2016 08h15

Mulher morre após veículo colidir contra árvore em avenida de Maracaju

Morreu após grave acidente de trânsito registrado no município de Maracaju

Adriana Bento Alfonso, 38, morreu após grave acidente de trânsito registrado no município de Maracaju. O fato ocorreu no início da noite de domingo (10). A vítima estava no interior de um veículo Citroen C3 conduzido pelo marido de 30 anos que colidiu em uma árvore na avenida Campo Grande.

Dentro do carro também estava um menino de seis anos que ficou ferida.

Conforme o registro policial, o motorista teria tentado ultrapassar uma moto quando perdeu o controle da direção do carro.

O caso é investigado pela polícia.


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

DA HORA3
Diversos

Primeiro caso de morte por H1N1 é confirmado em Amambai

AN
Coordenadora de Vigilância Epidemiológica de Amambai, Sinthia Maciel Neves / Foto: Moreira ProduçõesCoordenadora de Vigilância Epidemiológica de Amambai, Sinthia Maciel Neves / Foto: Moreira Produções

Amambai (MS)- Na madrugada dessa quinta-feira (7), Amambai registrou o primeiro caso de morte por H1N1 no município. Cleomar Ivan de Almeida Teixeira tinha 36 anos e morreu no Hospital Universitário em Dourados.

Segundo a coordenadora de vigilância epidemiológica de Amambai, Sinthia Maciel Neves, apesar da fatalidade, não há motivo para alarde no município, já que as providências cabíveis foram tomadas pela Secretaria de Saúde Municipal.

"Não há porque criarmos alarde, até porque esse foi um caso isolado e a secretaria de Saúde seguiu corretamente o procedimento contido no protocolo disponibilizado pelo Ministério da Saúde para esse tipo de caso, acompanhamos a família e os profissionais da saúde que tiveram contato com ele para impedir que o vírus se alastre", afirma a coordenadora.

Segundo Sinthia, a secretaria lamenta o fato ocorrido, mas afirma estar trabalhando embasados na prevenção. "É um fato triste o que aconteceu, mas não nos resta nada a fazer, a não ser trabalhar em cima da prevenção, que já é o que estávamos fazendo, mas a partir de agora, faremos com mais intensidade", disse ela.

Ainda, de acordo com Sinthia, um dos fatores que favoreceram o óbito de Cleomar, foi o fato de ele ter demorado para buscar ajuda médica. "A família relatou que ele já estava com os sintomas há alguns dias antes de dar entrada no hospital, o que veio facilitar ainda mais a proliferação da doença, já que ele deu entrada no hospital com um quadro grave de pneumonia", contou a coordenadora.

Quatro casos de H1N1 confirmados em Amambai

Consta no boletim epidemiológico do município, divulgado semanalmente, que Amambai tem nove notificações de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), das quais, quatro foram confirmadas como H1N1.

"Essas notificações são de pessoas que contraíram gripe e ficaram internadas; qualquer gripe forte que deixar a pessoa no hospital terá uma notificação junto ao Laboratório Central de Mato Grosso do Sul (Lacen), onde será feito um teste para designar que tipo de gripe é", explica Sinthia.

Depois de notificada com SRAG, a pessoa toma um medicamento disponibilizado pelo Sistema Único de Saúde (SUS), chamado Oseltamivir, popularmente conhecido como Tamiflu, que se ingerido logo após os primeiros sintomas da gripe impede seu agravamento. "É por isso que indicamos que a pessoa procure o médico o mais rápido possível, porque se demorar demais, o remédio pode não fazer efeito algum", lembra Sinthia.

Prevenção continua sendo a melhor saída

Apesar de todos os medicamentos existentes no mercado para impedir a contaminação pelo vírus da gripe, Sinthia afirma que a melhor saída continua sendo a prevenção. "Infelizmente a nossa população não tem a cultura de se prevenir e não acredita muito nisso, até que uma fatalidade aconteça, assim como aconteceu com o Cleomar, além disso, só procuram auxílio médico quando o estado já está agravado e isso é muito prejudicial", lamenta a coordenadora.

Para se prevenir contra gripe é necessário:

  • Higienizar as mãos com frequência;
  • Utilizar lenço descartável para a higiene nasal;
  • Cobrir nariz e boca ao tossir ou espirrar;
  • Não partilhar alimentos, copos, toalhas ou qualquer objeto de uso pessoal;
  • Higienizar as mãos após tossir ou espirrar;

    Sintomas da H1N1

A gripe é uma doença respiratória causada pelo vírus Influenza que provoca febre, tosse, dor de garganta, dores no corpo e mal estar. A maior gravidade da infecção pelo vírus são as complicações como pneumonias ou dificuldades respiratórias que podem levar a morte.

Com a infecção pelo vírus Influenza H1N1, os sintomas são os mesmos, com a diferença que são bem mais intensos, o que pode levar o indivíduo a óbito mais facilmente.

"A gripe H1N1 é mais nociva, que agrava o quadro muito rápido e os sintomas são bem mais fortes, sendo assim, ela causa maior risco de morte que as demais gripes", disse Sinthia. E finalizou: "Por isso que é de tamanha importância que todos se previnam e se sentirem algum dos sintomas, procurem um médico o mais rápido possível".

MOKA E ZECA DO PT SÃO PRIMOS E DISPUTARÃO SENADO
Diversos

Moka diz porque não disputará prefeitura: 'meu projeto é reeleição'

Ele foi lembrado como opção a André Puccinelli

O senador Waldemir Moka disse, nesta tarde, em entrevista ao Jornal Midiamax, que seu projeto político é a reeleição para o Senado, em 2018. Citado por colegas do PMDB como opção para a disputa da prefeitura de Campo Grande, o parlamentar disse que agradece a lembrança dos companheiros de legenda, mas reforça sua decisão de permanecer no Legislativo Federal, onde está desde 2010. “Você não pode, de última hora, ser ungido a candidato”, declarou.

Apesar de rejeitar a disputa à sucessão municipal, Moka disse que participará da campanha tanto na Capital quanto no interior. “Eu tenho um monte de compromissos já firmados”, citou.

Sobre a escolha do PMDB, que fala em conversar com todos, menos o PP do prefeito Alcides Bernal, Moka acredita que há nomes, inclusive fora dos chamados 'políticos profissionais' que podem surpreender.

Para o senador, diante do quadro político, com tantas reviravoltas políticas, o eleitor este ano vai 'prestar mais atenção” nos candidatos, em sua vida pregressa.

Moka destacou, também, que vai ser uma campanha curta, pois o prazo para registro de candidatura vai até 20 de agosto.

FIM DE TARDE
Diversos

Em licença médica, Antonieta pode ser substituída por Délia Razuk na Assembleia

Peemedebista está em recuperação de aneurisma

Deputada passou por cirurgia em São Paulo e não tem previsão de retorno, Fotos, Divulgação

O estado de saúde da deputada estadual Antonieta Amorim (PMDB) inspira cuidados, e ela poderá ser substituída na Assembleia Legislativa pela vereadora douradense Délia Razuk (PR), 1ª suplente da coligação.

Antonieta, que tem 53 anos de idade, foi submetida a um ‘procedimento neurocirúrgico para clipagem de aneurisma cerebral em segmento supraclinoideo de artéria carótida interna direita’, no último dia 8 de abril, no Hospital São José, em São Paulo (SP).

O regimento interno da Assembleia prevê que para casos de licença maiores de 120 dias, o suplente deverá ser convocado. Apesar da possibilidade, o presidente da Casa, deputado Junior Mochi (PMDB), afirmou que não tem mais informações sobre a saúde da colega. “Ainda não recebi nenhuma solicitação”, disse o peemedebista.

Mochi confirmou que, caso o afastamento se prolongue por mais de quatro meses, o suplente deverá ser convocado. O primeiro atestado apresentado por Antonieta data de 29 de março, com isso, caso ela não retorne até o final de julho, na sessão de 2 de agosto a Assembleia precisará convocar o primeiro suplente, no caso, a vereadora Délia Razuk.

Pessoas ligadas à parlamentar revelaram que o estado de saúde dela é crítico. No último atestado encaminhado à Casa, assinado pelo neurologista Samuel G. da Costa Duarte, o médico afirmou que a ‘a paciente’ ainda estava em ‘recuperação clínica do procedimento’, e que deveria se afastar do trabalho pelo menos até 31 de julho.

A assessoria da deputada afirmou apenas que ela está em recuperação da cirurgia, porém não há previsão de seu retorno, o que depende do aval dos médicos.

Delia também pode disputar Prefeitura de DouradosDelia também pode disputar Prefeitura de Dourados
Délia foi procurada pela reportagem para comentar a possibilidade de assumir uma cadeira no legislativo estadual, mas estava em reunião e não retornou o contato até o fechamento da matéria.  Ela também é pré-candidata do PR à Prefeitura de Dourados. 

 

 

CAMPO GRANDE
Diversos

Com desistência de Puccinelli, PMDB volta a falar 'com todos, menos Bernal'

Antes de confirmar coligação, outros três nomes serão consultados

Mais uma vez o PMDB protelou a escolha do rumo eleitoral que vai tomar. Diante do declínio do ex-governador do Estado, André Puccinelli, como candidato próprio, a sigla vai consultar outros três nomes para tentar viabilizar candidatura. Agora o novo prazo para anunciar se terá ou não um nome do PMDB na disputa pela Prefeitura de Campo Grande é na próxima segunda-feira (18).

Caso não haja resposta positiva de nenhum dos nomes, mantidos em segredo, a cúpula abrirá discussão com outros partidos para possível aliança. O único 'rejeitado' é o PP. “Não há possibilidade alguma de aliança com o PP por tudo que a cidade vive”, disse o deputado estadual e diretor regional do PMDB, Junior Mocchi, referindo-se à legenda da qual o prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP), é presidente estadual e vice-presidente nacional. 

Na tarde desta segunda-feira (11) a executiva do PMDB se reuniu para ouvir posicionamento de Puccinelli quanto à eleição. Ele apresentou carta informando que não vai se colocar como candidato, embora tenha “balançado” com o apelo dos correligionários. As novas opções cogitadas, segundo Mocchi, não estavam presentes na reunião, mas são figuras conhecidas no cenário político. Fala-se, então, na senadora Simone Tebet e no deputado federal Carlos Marum, nomes já colocados anteriormente.

Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)


DA HORA
Diversos

Sucuri de 5 metros é capturada por bombeiros perto de bar no Pantanal

Cobra estava às margens do rio Paraguai entre Corumbá e Ladário.
Nº de animais silvestres capturados triplicou em 2016 e passou de 120.

Do G1 MS com informações da TV Morena

Uma cobra sucuri de 5 metros de comprimento foi capturada perto de um bar às margens do rio Paraguai, no Pantanal  de Mato Grosso do Sul, em Corumbá, a 415 km de Campo Grande. O resgate do animal aconteceu no domingo (10), no Porto de Ladário, depois que moradores chamaram o Corpo de Bombeiros.

Segundo os bombeiros, a cobra estava sendo apedrejada antes de ser capturada, mas não ficou ferida. Depois da captura, o bicho foi devolvido à natureza em outro ponto próximo às margens do rio Paraguai.

O número de animais silvestres resgatados na área urbana de Ladário e Corumbá triplicou em 2016. Mais de 120 animais silvestres apareceram, a maior preocupação é o bem-estar e a saúde dos bichos, já que a maioria da população não sabe o que fazer quando encontrar um animal assim.

"As estatísticas de captura e contenção de animais silvestres vem aumentando nas cidades, a gente não sabe por qual motivo, pode ser devido à cheia, pode ser devido à migração e por Corumbá estar no meio do Pantanal e ser uma rota de transição desses animais", afirmou o tenente Victor Shiroma, do Corpo de Bombeiros.

Ele orienta que a população deve fazer o isolamento do local, tirar crianças de perto e nunca jogar pedras ou pedaços de madeira para tentar afastar o animal.

Jovem é encontrada morta com golpes de faca no Paraná, diz polícia

Vítima trabalhava em um salão de beleza da capital e atuava como modelo. 
Crime ocorreu na madrugada de sábado (9), em Colombo, na Grande Curitiba.

Aline Campestrini tinha 25 anos e foi encontrada morta em uma residência de Colombo (Foto: Reprodução/Facebook)

Uma jovem 25 anos foi encontrada morta na madrugada de sábado (9) bairro Jardim Osasco em Colombo, na Região Metropolitana de Curitiba. Segundo o delegado da Polícia Civil Erineu Portes, a vítima foi morta com golpes de faca e o corpo foi encontrado em uma residência que abrigava moradores de rua. "A informação inicial é de que a moça ia até o local para beber e fazer uso de drogas", explicou o delegado. Aline Campestrini trabalhava em um salão de beleza da capital e fazia trabalhos como modelo.

Portes disse ainda que a vítima discutiu com uma mulher que estava na casa antes de ser encontrada morta. Outros dois homens também estavam no local. Conforme Portes, os três são suspeitos do crime e estão sendo procurados pela polícia.

Um cobrador de ônibus, que é dono da residência onde estavam os três suspeitos, foi ouvido pela polícia e liberado em seguida. Segundo a polícia, ele costumava abrigar moradores de rua na casa.

O delegado relatou também ao G1 que os investigadores chegaram a levantar a hipótese de suicídio, mas que isso já foi descartado. "Os familiares nos disseram que ela tinha um comportamento excessivo e que não tinha um bom relacionamento com vizinhos e moradores da região, principalmente com mulheres", acrescentou Portes. 

Aline Campestrini também era passista da escola de samba Mocidade Azul, que ganhou o título detricampeã do carnaval de Curitiba neste ano. "Ficamos surpresos com a notícia e lamentamos essa tragédia", disse Jorge Moraes, diretor da escola.

Médica de MS morre em acidente com caminhão no interior de SP

Wânia morreu após acidente na rodovia SP-595 (Foto: Folha da Região)

A médica reguladora do Hospital Unimed de Campo Grande, Wânia Cyrillo Stefano, 49, morreu na tarde de terça-feira (5), após o veículo em que estava colidir de frente contra um caminhão na SP-595, divisa entre os municípios de Castilho e Ilha Solteira, no interior de São Paulo.

Ela conduzia um Fiat/Linea, com placas de Campo Grande, quando bateu de frente com um caminhão Volkswagen, carregado com pedras para construção.

De acordo com o site Folha da Região, os Bombeiros que atenderam ao chamado, disseram que a médica perdeu o controle do veículo em uma curva. Já o motorista do caminhão de 48 anos relatou que tentou frear, mas não conseguiu evitar a colisão.

Wânia era ginecologista obstetra e estava há 21 anos como cooperada na Unimed na Capital.



POLICIAL
Diversos

Pacientes são usados para transportar drogas em carros oficiais

Pacientes com doenças graves estavam sendo usados por traficantes para transportar drogas para Campo Grande segundo denúncia do MPE (Ministério Público Estadual). Quatro pacientes que foram flagrados colaborando com o tráfico foram presos em Corumbá, cidade a 444 quilômetros de Campo Grande.

De acordo com o Ministério Público os traficantes aliciavam os pacientes que necessitavam de atendimento médico e frequentemente precisavam viajar para a Capital e usavam os ônibus fornecidos pela Secretaria Municipal de Saúde para transportar drogas.

Com Hanseníase, um dos pacientes presos foi flagrado com três tabletes de cocaína, que totalizaram 2,225kg. Ele viajava com frequência para a realização do tratamento da doença e tinha a passagem paga pelo Município. Um segundo paciente, com câncer na boca e laringe, foi preso transportando 9 tabletes de drogas.

A droga totalizou 8kg de pasta-base de cocaína e mais 196 gramas de cocaína. Após o mandado de prisão, ele obteve o benefício de prisão domiciliar, tendo em vista a sua necessidade de tratamento contínuo na Capital.

Segundo o Promotor de Justiça, titular da 6ª Promotoria de Justiça de Corumbá, o que mais chamou atenção, foi a ousadia e a insensibilidade de algumas organizações criminosas que aliciam pacientes, pessoas acometidas de graves doenças, para transportar drogas.

“Tratam-se de pessoas que se encontram em situação de vulnerabilidade social, muito abaladas psicologicamente pela doença que as acometem, além de problemas financeiros. As organizações criminosas procuram arregimentar essas pessoas, pois os ônibus da Saúde, como são conhecidos os veículos que transportam os pacientes para Campo Grande, tendem a passar despercebidos pelas barreiras policiais, imunes a qualquer fiscalização”, explica o Promotor de Justiça.

Fazendeiro morre prensado por caminhonete ao abrir porteira

O pecuarista Ozílio Pedro Perin, de 74 anos, morreu prensado por uma camionete ao descer para abrir a porteira de sua propriedade rural. O caso aconteceu nessa terça-feira (5), em Iguatemi, distante 466 quilômetros de Campo Grande.

Conforme o site local, Portal I Tudo, por volta das 16 horas de ontem, o pecuarista chegou à fazenda, desceu para abrir a porteira e foi prensado pela caminhonete F-100.

A suspeita é de que o veículo estivesse desengatado. Ozilio não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

Furto –

Em maio deste ano, o pecuarista foi vítima de furto. Conforme as informações, ladrões entraram na propriedade rural e levaram objetos que estavam no barracão da fazenda. Os suspeitos também fizeram uma fogueira

Motorista perde controle na MS-040 e capota carro, diz Polícia Militar

Ele foi socorrido consciente após veículo sair da pista nesta tarde.
Carro seguia para Campo Grande e capotou em Santa Rita do Pardo.

Veículo saiu da pista no quilômetro 201 da MS-040, segundo a PM (Foto: Divulgação/PM)

Um homem de 29 anos foi socorrido na tarde desta quarta-feira (6) após um acidente na MS-040, na zona rural de Santa Rita do Pardo. Segundo a Polícia Militar (PM), ele conduzia um carro de passeio que capotou.

O acidente foi por volta das 16h (de MS), no km 201 da rodovia. O automóvel seguia rumo a
Campo Grande e saiu da pista. O motorista teve lesões e foi levado consciente em uma ambulância para a Santa Casa da capital.

Além da PM, uma equipe do Corpo de bombeiros de Bataguassu esteve no local.

Carro é flagrado por radar a 176 km/h em rodovia federal de MS

PRF usa dez radares móveis para multar quem abusa da velocidade.
Equipamentos fixos estão sendo desativados pelo Dnit na BR-163.

Um carro foi flagrado a 176 km/h na BR-163, em Mato Grosso do Sul, nesta terça-feira (5). Em pouco mais de uma hora, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) fez 68 flagrantes com radar móvel em um trecho da rodovia.

Outros veículos foram flagrados a 173 km/h e 137 km/h na BR-163, onde o limite de velocidade é 100 km/h.

Em Mato Grosso do Sul, a PRF usa dez radares móveis para multar quem abusa da velocidade. O inspetor Xavier da Silva destacou que o equipamento móvel é uma ferramenta muito importante para coibir o excesso de velocidade pelos motoristas.




DA NOITE2
Diversos

Pastor Felipe Heiderich teria abusado do enteado de 5 anos, diz senador

Bianca toledo e Felipe Heiderich
Bianca toledo e Felipe Heiderich Foto: Reprodução / Facebook
Fabrício Provenzano e Thaís Sousa
 

O senador e pastor Magno Malta (PR-ES) afirmou, nesta quarta-feira, em plenário, que o pastor Felipe Garcia Heiderich, marido da pastora Bianca Toledo, foi preso após abusar do próprio enteado de 5 anos. Em seu pronunciamento, o político classificou Felipe como "falso pastor" e que foi pressionado por lideranças religiosas a denunciar o caso. Felipe e Bianca são líderes do Ministério AME (Aliança Mundial de Evangelização e Ensino), com sede no Rio de Janeiro.

"O fato é que a pastora Bianca Toledo, casada com o senhor Felipe Heiderich, ela descobriu que esse pastor, falso pastor, estava abusando de seu filhinho de cinco anos de idade", disse o senador, que afirmou ter tido acesso ao pedido de prisão do pastor, feito pelo do Ministério Público do Rio de Janeiro ao juíz da 17ª Vara Criminal Paulo César Vieira Carvalho Filho. "O garoto relata todos os fatos, já foi ouvido por psicólogo e psiquiatra", acrescentou o político.

Segundo o senador, o pastor Felipe, após saber que a esposa estava ciente dos abusos, tentou se matar e confessou ter cometido o crime.

Senador Magno Malta
Senador Magno Malta

"Esse falso pastor Felipe, que internado após saber que esposa tinha tomado conhecimento do abuso contra crianças, ele tentou suicídio. Foi internado e confessou seu abuso e assumiu seu homossexualismo", falou o politico, que também disse que hoje funcionários e ex-funcionários de Felipe e da esposa já estavam depondo, pois "já sabiam do comportamento dele (Felipe) com a criança na ausência da mãe".

Bianca Toledo
Bianca Toledo Foto: Reprodução / Facebook

O senador, que presidiu a CPI da Pedofilia, disse ainda, em seu pronunciamento, antes de citar o nome do pastor Felipe Heiderich, que repudiava pedófilos. "Eu não consigo conviver com pedófilo e nem com seu crime de pedofilia. O pedófilo é uma figura asquerosa, enigmática. O pedofilo é uma sombra capaz de enganar a todos", falou ele, que disse já ter ajudado a prender vários padres e pastores que foram acusados de pedofilia.

Veja o pronunciamento completo do senador sobre o caso:

Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

CAFE DA MANHÃ
Diversos

Aluno terá que indenizar professor por ofensas publicadas no Facebook

Ex-aluno de Escola Técnica Estadual teria postado no Facebook imagens manipuladas do professor

Um estudante de São Paulo terá de indenizar um professor devido a postagens ofensivas no Facebook. A decisão da 5ª Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) determina que o professor receba R$ 10 mil por danos morais.

De acordo com as informações divulgadas no site do TJ-SP, um ex-aluno de Escola Técnica Estadual teria postado no Facebook imagens manipuladas do professor, que o associavam ao consumo de álcool e drogas e insinuavam que ele teria recebido vantagens com a venda de uniforme escolar.

O jovem terá de arcar pessoalmente com ônus pois já era maior de idade quando a sentença foi proferida. Em sua defesa, ele alegou que tratavam apenas de brincadeiras típicas de adolescente e que foram publicadas em um grupo fechado. Mas, segundo testemunhas, as imagens foram impressas e tiveram uma repercussão negativa no ambiente escolar.

O desembargador James Siano, que relatou o caso, declarou que a sentença tem por objetivo coibir a repetição desse tipo de conduta.

“A profissão de professor, atualmente tão desvalorizada, não deve, pela exposição àqueles que educa, tornar natural e contextualizadas imputações infundadas, jocosas ou não, suscetíveis até mesmo de colocar em xeque sua idoneidade, justamente em seu ambiente de trabalho”, afirmou Siano, segundo o site do Tribunal.

Lideranças do PMDB admitem que André deve recusar candidatura

Anúncio deve ser feito nesta segunda-feira (11), no diretório estadual do PMDB

Lideranças do PMDB já admitem que o ex-governador André Puccinelli (PMDB) deve anunciar na segunda-feira (11), a partir das 14h, que não disputará a Prefeitura de Campo Grande em outubro próximo. A reunião deve ocorrer no diretório estadual do partido.

 

A tendência é que os peemedebistas optem por apoio a outra legenda na eleição municipal em Campo Grande. O senador WaldemirMoka, por exemplo, disse neste domingo (10) que tem conversado com o ex-governador nos últimos tempos e que, "internamente", ele já vinha dizendo que não disputaria o pleito.

"Na verdade houve uma insistência do partido, que gostaria de contar com ele na eleição, mas nunca admitiu que iria disputar, amanhã deve apenas oficializar esta decisão", analisa o parlamentar.

Moka avalia que restará à executiva estadual definir o futuro do PMDB, mas que, na sua opinião, mesmo sem Puccinelli, seria importante ter candidatura própria. "Acredito que precisamos disputar a eleição, até para ajudar nossa chapa de vereadores, mas vai prevalecer a decisão da executiva (estadual)".

O deputado federal Carlos Marun também admitiu que, em todas as conversas com Puccinelli, "não viu ânimo" do ex-governador em fazer parte da disputa. "A família tem posição contrária, por isso fica difícil, acredito que ele irá recusar a candidatura".

Para o deputado estadual Marcio Fernandes, que era o pré-candidato do PMDB a prefeito, o "sentimento" é que André não será candidato. "Amanhã (11) ele vai se pronunciar, para explicar sua decisão a todos, vamos aguardar", disse, também neste domingo.

O presidente regional, o deputado estadual Junior Mochi, já relatou que havia "muita resistência" da família sobre candidatura de Puccinelli e que por isso ele pediu mais tempo para pensar, pois no dia 30 de junho, sua resposta era não.

Mochi admite que a legenda deve seguir conversa para apoio ao PSDB, da vice-governadora, Rose Modesto (PSDB) ou até o PTB, do ex-prefeito Nelsinho Trad

André Puccinelli foi procurado pela equipe do Campo Grande News neste domingo, mas não atendeu as nossas ligações.

19h32

Nova empresa inicia 'tapa-buracos' entre Amambai e Caarapó

Nova empresa inicia 'tapa-buracos' entre Amambai e Caarapó

A nova empresa contratada pelo Governo do Estado para substituir a Juha Engenharia Ltda. na manutenção das rodovias estaduais pavimentadas e não pavimentadas na fronteira, no Cone Sul de Mato Grosso do Sul, já está trabalhando na região.
 

Nesse final de semana a Usimix, que tem sede em Campo Grande, deu início ao trabalho de recuperação da Rodovia MS-156, trecho que liga Amambai a cidade de Caarapó.
 

Considerado de grande importância tanto econômico como no que diz respeito à acessibilidade para municípios como Amambai, Tacuru, Sete Quedas, Paranhos e Coronel Sapucaia a grandes centros como Dourados e Campo Grande, os 77 quilômetros da rodovia estadual está em péssimo estado de conservação.
 

O trabalho, que iniciou pela cidade de Amambai é desenvolvido por duas equipes. Uma que vai à frente fazendo a chamada “bica corrida” com composto de pedra, que já ajuda a evitar grandes solavancos e danos aos pneus dos veículos e outra que segue fazendo o tapa-buracos propriamente dito, com a aplicação de composto asfáltico.



Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

Portugal bate a França na prorrogação e conquista a Eurocopa pela primeira vez

Cristiano Ronaldo com a taça
Cristiano Ronaldo com a taça Foto: Kai Pfaffenbach / REUTERS
Extra
Tamanho do texto A A A

Sem Cristiano Ronaldo, que se machucou ainda no primeiro tempo, Portugal surpreendeu a França, dona da casa, e venceu por 1 a 0, na prorrogação, e se sagrou campeão da Eurocopa pela primeira vez em sua história.

O gol da vitória foi marcado pelo atacante Éder, do Lille, no segundo tempo da prorrogação. Ele acertou um belo chute de fora da área e não deu chances para o goleiro francês Lloris.

- Ele merece este grande momento porque foi muito criticado. Criticado por não fazer gols. Hoje, fez o gol mais importante da história de Portugal - disse o jovem Renato Sanches.

- Essa vitória vai para o nosso povo, que é maravilhoso - resumiu o zagueiro Pepe.

CR7, do banco, chorou, vibrou e comandou Portugal como se fosse um técnico. Ele deu força aos companheiros, instruções como um treinador, vibrou e chegou a se emocionar com o gol. Os franceses, é claro, choraram muito. A decepção, no Stade de France, foi enorme.

Eder fez o gol do título português, no segundo tempo da prorrogação
Eder fez o gol do título português, no segundo tempo da prorrogação Foto: Carl Recine / REUTERS

Cristiano Ronaldo vira meme após lesão

Com uma lesão no joelho esquerdo, o craque Cristiano Ronaldo, deixou a partida de forma precoce. Abalado, o jogador saiu de campo chorando muito. E não escapou dos memes. Além disso, o nome do jogador é o termo mais comentado no Twitter, liderando os trending topics no Brasil.

Dolores Aveiro, mãe do português Cristiano Ronaldo, se desesperou nas arquibancadas ao ver o filho lesionar seriamente. Ela colocou as mãos no rosto, no momento em que o CR7 estava caído no gramado, com muitas dores. "Eu não posso vê-lo desta forma o meu filho. O jogo é chutar a bola e não ferir o adversário... O meu filho abandonou o campo mas a nossa seleção pode ganhar. Confio que vamos poder levantar a taça", escreveu ela profetizando a vitória de Portugal. A família de Cristiano foi em peso para a França acompanhar a final, incluindo seu filho único Cristianinho que no início do jogo vibrou com o pai.


 

 

 

Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

FIM DE TARDE
Diversos

Mulher é morta a facadas na frente de conveniência e quase é degolada

Padrasto registrou boletim de ocorrência

No início da tarde deste domingo (10), rapaz de 28 anos procurou a delegacia de Dourados, cidade a 225 quilômetros de Campo Grande, para registrar a morte da enteada. A vítima, identificada como Jaciele Freitas Barbosa, foi assassinada a golpes de faca.

Conforme o registro policial feito pelo padrasto, Jaciele estava na frente de uma conveniência, na noite de sábado (9), quando uma mulher chegou armada com uma faca. A autora do crime golpeou a vítima duas vezes, na barriga e no pescoço.

Ainda conforme o boletim de ocorrência, o corte no pescoço quase degolou a vítima, que não resistiu aos ferimentos e morreu ao dar entrada no Hospital da Vida. Não há informação se a Polícia Militar chegou a ser acionada para atender ao caso, que foi registrado como homicídio simples.

 

Filha de Beira-Mar quer ser vereadora na Baixada Fluminense

Fernanda Costa anunciou sua candidatura na internet

 

A dentista Fernanda Costa, filha do narcotraficante Luiz Fernando da Costa, o Fernandinho Beira-Mar, é candidata a vereadora em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. Ela já em apoio do candidato pepista à Prefeitura da cidade, José Camilo Zito dos Santos.

Ouvido pelo jornal fluminense Extra, Zito disse que não vê problema ou relação entre a candidatura de Fernanda e seu pai. “Acho que não pode haver preconceito por ser filha de quem ela é. Ela tem direito como cidadã. É dentista formada. Tem direito de se candidatar como qualquer outro cidadão. Tem o apoio do partido. Não podemos ser preconceituosos”, disse.

Em sua conta no Facebook, Fernanda escreveu: “Informamos que a comunidade do Dois Irmãos recebe carinhosamente a presença do pré-candidato a prefeito do município, José Camilo Zito, onde o mesmo apresentará seu planejamento de governo para Duque de Caxias e para nossa comunidade".

Na postagem, ela anuncia sua pretenção. "Também estaremos apresentando o pré-lançamento da pré-candidatura à vereadora da Dra. Fernanda Costa. Você que faz parte da equipe, veste a acamisa e acredita em nossa ideologia não deixe de comparecer. Sua presença é fundamental”.

Com limite de gastos, candidatos precisarão de criatividade nas eleições

Doações só podem ser feitas por pessoas físicas

Reunião da Comissão Provisória dos Comitês de Combate ao Caixa 2/ OAB

Mudanças na legislação eleitoral deverão mudar o 'perfil' das campanhas neste ano. Com restrições em relação às doações e aos gastos, os candidatos terão que demonstrar suas habilidades de convencimento em uma campanha mais “corpo a corpo”. A avaliação é de diretórios estaduais e municipais e da Comissão Provisória dos Comitês de Combate ao Caixa 2, da OAB/MS (Ordem dos Advogados do Brasil), que atuará junto ao TRE (Tribunal Regional Eleitoral) em ações para impedir a corrupção no processo eleitoral.

Para se ter uma ideia, na última eleição, o então candidato a prefeito de Campo Grande, Edson Giroto, por exemplo, foi beneficiado por mais de R$ 7 milhões em doações feitas em sua maior parte, por grandes empresas, conforme Portal de Transparência. Somente a empresa Proteco, destinou R$ 1,4 milhão ao ex-secretário de obras e ex-deputado federal. Tanto Giroto, quanto o dono da empresa citada, João Alberto Amorim, chegaram a presos preventivamente por mais de uma vez, acusados de envolvimento em desvio de recursos públicos por meio de fraudes a licitações, contratos administrativos e superfaturamento em obras públicas. O último pedido de prisão ocorreu na última quinta-feira (7), mas apenas Giroto permanece detido, já que Amorim foi beneficiado por um Habeas Corpus. 

Com a reforma eleitoral, as doações serão permitidas apenas por pessoas físicas. Na última campanha de Giroto, por exemplo, a maior doação neste sentido, está em nome Valquiria Feitosa Patricio Gomes e corresponde a R$ 1,5 mil. O valor é consideravelmente menor, comparado às doações empresariais.

De comparações como esta, parte a ideia de que o perfil das campanhas eleitorais sofrerão modificações a partir deste ano. “A mudança eleitoral veio para coibir histórico de grandes doações feitas por empresas, que resultavam em retribuições posteriores, como facilitação de processos licitatórios”, aponta o presidente o diretório municipal do PSDB, vereador Lívio.

Segundo a presidente da Comissão Provisória dos Comitês de Combate ao Caixa 2, Claudia Paniago, as mudanças no processo eleitoral apresentam diversos aspectos positivos e o principal deles, está na forma em que os candidatos deverão encaminhar suas campanhas para obter sucesso nas urnas. “Estas limitações fará com que os candidatos se aproximem da população, em uma campanha mais corpo a corpo, acredito”.

Limites

A “Reforma Eleitoral 2015”, como ficou conhecida a Lei nº 13.165/2015, promoveu importantes alterações nas regras das eleições deste ano. Além de mudanças nos prazos para as convenções partidárias, filiação partidária e no tempo de campanha eleitoral, que foi reduzido, está proibido o financiamento eleitoral por pessoas jurídicas.

Na prática, isso significa que as campanhas eleitorais deste ano serão financiadas exclusivamente por doações de pessoas físicas e pelos recursos do Fundo Partidário. Antes da aprovação da reforma, o STF (Supremo Tribunal Federal) já havia decidido pela inconstitucionalidade das doações de empresas a partidos e candidatos.

Também há regras que limitam os valores de gastos. Em municípios com até 10 mil eleitores, por exemplo, o limite é de R$ 100 mil para prefeito e de R$ 10 mil para vereador. Já para municípios com número maior de eleitores, os gastos deverão respeitar limite das últimas eleições, sendo obsevados seguintes casos:

I - Para o primeiro turno das eleições, o limite será de 70% do maior gasto declarado para o cargo, na circunscrição eleitoral em que houve apenas um turno; 50% do maior gasto declarado para o cargo, na circunscrição eleitoral em que houve dois turnos.

II - Para o segundo turno das eleições, onde houver, o limite de gastos será de 30% do valor declarado no primeiro turno do mesmo ano.

Fiscalização

No sentido de garantir a efetividade da legislação, a OAB trabalha criando mecanismos para facilitar a fiscalização. Claudia explica que um Plano de Trabalho está sendo desenvolvido e que a instituição já está fazendo levantamentos para implantação da parte técnica para o disque denúncia. “Fora isso, teremos comitês espalhados na Capital e interior, para facilitar o acompanhamento dos casos, de forma mais organizada e transparente.

Segundo a presidente da comissão, as diretrizes da fiscalização serão apontadas pelo Tribunal Regional Eleitoral, inclusive, na especificação dos limites de arrecadação e gastos a qual cada candidato poderá atingir. “ Pelo que sei, as tabelas serão atualizadas e posteriormente disponibilizadas”.

O Jornal Midiamax tentou contato com assessoria do TRE para saber sobre estes relatórios, mas até o fechamento desta matéria, não obteve resposta da assessoria.

Doação x Diretórios

Para o veredor Livio, as mudanças legislativas ocorreram justamente diante das denúncias de grandes empresas que oportunizavam uma relação de promiscuidade com o poder público. “Doavam uma grande monta na expectativa de lá na frente, terem algum benefício. A legislação vem para coibir isso , limitando as doações à pessoas físicas, ou através de um financiamento com o fundo partidário, que, prevendo esta dificuldade de financiamento recebeu, inclusive, um incremento no ano passado”.

O vereador explica que o Fundo Partidário é formado por parte da arrecadação de loterias e parte do financiamento do governo dentro da representação na Câmara Federal. Neste sentido, o presidente do PSDB municipal acredita que a tendência é que nas próximas eleições, as campanhas serão basicamente financiadas pelo poder público, de forma igualitária, dentro da representação de cada partido, sendo feito unicamente pelo Fundo.

De modo geral, segundo Livio, a mudança na legislação irá impedir a atuação do poder econômico, diminuindo campanhas comerciais e as tonando mais ideológicas. “Vai acabar com faixas e muros pintados que as pessoas faziam para receber alguma coisa. Esta legislação fomenta aquela campanha de corpo a corpo mesmo, de distribuir santinho e convencimento do eleitorado.

Para Junior Mochi, presidente do diretório estadual do PMDB, o impedimento nas doações por parte de empresas é lei, e portanto, deve ser cumprido. Ele explica que como os financiamentos em nome de pessoa física são bem mais limitados, a alternativa proposta é conseguir Capital entre os filiados.

“Por sugestão, estamos relacionando filiados e membros de diretório, para que doem como pessoa diretamente para o diretório, para que sejam feitos os repasses. Vale lembrar que na pessoa física, os valores de doação serão bem menores, comparado ao que as empresas tinham possibilidade”.

Ainda assim, o peemedebista afirma que a limitação de doações é um ponto positivo no âmbito das campanhas eleitorais. “Vai nivelar a disputa e criar oportunidades semelhantes entre os candidatos”. Segundo Junior Mochi, o ponto negativo da nova lei, é que favorece candidatura de pessoas com maior exposição na mídia, como radialistas e comunicadores de TV, já que não há restrição neste sentido e os demais ficam prejudicados com a diminuição da propaganda eleitoral.

Movimentos sociais

O Jornal Midiamax  conversou com o Movimento Reaja Brasil, formado pelos grupos Pátria Livre e Movimento Democrático Pró Impeachment, para saber seus posicionamentos sobre as mudanças na legislação eleitoral. Eles afirmaram que são contra qualquer tipo de corrupção e que ainda analisam possíveis manifestações em período eleitoral. "Exigimos a total transparência e o bom uso  do dinheiro público com amplo detalhamento à população.
O Reaja Brasil apoia integralmente operações como a Lama Asfáltica e a Lava-jato, por exemplo, cobrando assim reparação de atos de corrupção praticados nos governos. Acreditamos  ser necessário desvincular doações de empresas à campanhas políticas. Além disto, defendemos o voto em candidatos ficha limpa como forma eficaz de renovação política
."


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

BRASIL
Diversos

No caminho para o Rio, Brasil renasce, bate EUA e leva 11º título do Grand Prix

Seleção começa mal, perde primeiro set, mas tem reação brilhante para vencer rivais

Um olhar mais pessimista, sem paciência, talvez quisesse adiantar o filme antes da hora.  O início, é verdade, não foi nada bom. O ataque não entrava, o passe não encaixava, e o saque americano explodia no braço antes de a bola voar para longe. É preciso lembrar, porém, que ninguém ganha dois ouros olímpicos por sorte. Para se reerguer, é preciso ter calma. Foi assim, aos poucos, que o Brasil deixou de lado qualquer favoritismo que os Estados Unidos pudessem ter. Se as rivais foram tão soberanas nos últimos anos, a seleção busca o momento certo para estourar. E o primeiro passo foi dado. Numa reação brilhante em meio a uma partida dramática, deu forma ao sonho do tri ao conquistar seu 11º título do Grand Prix. Em 3 sets a 2, parciais 18/25, 25/17, 25/23, 22/25 e 15/9, fez o ginásio Huamark, em Bangcoc, explodir em festa diante da alegria brasileira.

Brasil campeão grand prix 2016 vôlei (Foto: Divulgação/FIVB)Brasil comemora o 11º título da história (Foto: Divulgação/FIVB)


- Estou muito orgulhoso, muito orgulhoso do meu time. Jogamos uma grande batalha, uma partida maravilhosa. No tie-break, qualquer um poderia ganhar, estou muito feliz. Mas precisamos pensar no Rio, porque a Olimpíada é mais importante que o Grand Prix - avaliou Zé Roberto Guimarães. 

Capitã da seleção, a central Fabiana pôs a bola no chão 18 vezes e foi a maior pontuadora da final, seguida pela americana Akinradewo (16) e pela companheira Sheilla (14).

Brasil x EUA - final Grand Prix vôlei feminino Thaísa (Foto: Divulgação/FIVB)Thaísa comemora mais um ponto do Brasil (Foto: Divulgação/FIVB)

INÍCIO RUIM, REAÇÃO E VITÓRIA

Fernanda Garay veio do fundo e deu um toque de leve, suficiente para vencer o bloqueio e abrir o placar para o Brasil. O início, porém, foi lá e cá. No ataque para fora de Sheilla, os EUA ficaram pela primeira vez à frente.  Natália subiu e atacou forte, mas a bola foi na rede, e os EUA abriram 10 a 7. Zé Roberto, então, pediu tempo. Pouco adiantou. O tal favoritismo americano aparecia escancarado naquele início.

Os EUA continuaram soberanos. Com um saque forçado, geralmente com Natália na mira, as americanas abriram cinco pontos: 14 a 9. No segundo tempo técnico, a mesma vantagem (16/11). Zé arriscou: mandou Gabi para o lugar de Sheilla, que pouco havia conseguido fazer, e Roberta para a inversão 5 por 1. A seleção, em um primeiro momento, conseguiu reduzir a diferença para apenas dois pontos. Em pouco tempo, porém, as rivais voltaram a disparar e abriram 20/14.

Brasil x EUA - final Grand Prix vôlei feminino Natália (Foto: Divulgação/FIVB)Natália ataca para superar o bloqueio triplo dos EUA (Foto: Divulgação/FIVB)


O Brasil sofria com os saques americanos. Tinha problemas na recepção e no passe, dificultando os ataques. Foi assim que a seleção perdeu seu primeiro set na fase final. Garay não conseguiu parar o serviço dos EUA, e Akinradewo apareceu livre pelo meio para soltar o braço e fechar: 25/18.

Thaísa abriu a contagem no segundo set ao mandar uma pancada contra Kelly Murphy. Não demorou, porém, para que os EUA passassem à frente. Zé Roberto chamou Jaqueline e animou o público. A ponteira, uma das mais queridas da torcida local, apareceu bem em seu primeiro ataque. Depois, contou com um erro de posicionamento das americanas para deixar tudo igual, em 4 a 4. Pouco depois, quando os EUA estavam à frente uma vez mais, apareceu bem pelo fundo para diminuir a diferença e deixar a seleção a um ponto do empate. Dani Lins, com saque perfeito, e Thaísa, com uma nova pancada, fizeram o Brasil chegar ao primeiro tempo técnico em vantagem: 8/7.

Era um Brasil mais seguro e preciso. Depois de ataque de Fabiana, abriu dois de diferença (12/10). A torcida também se empolgou. A cada ponto brasileiro, o ginásio de Huamark explodia. No melhor rali até então, Sheilla apareceu bem pela saída de rede e soltou o braço no ataque. Os EUA pediram desafio, acusando bola fora. No vídeo, a confirmação do ponto, e a vantagem brasileira aumentou: 16/13.

Brasil x EUA - final Grand Prix vôlei feminino (Foto: Divulgação/FIVB)Briga pelo ponto na rede (Foto: Divulgação/FIVB)

Do outro lado, o técnico Karch Kiraly procurava reerguer seu time. Tentou a inversão 5 por 1, pediu tempo e buscou orientar seu time. Os golpes de Kelly Murphy e Kimberly Hill já não entravam mais com tanta facilidade. Após Rachael Adams mandar para fora, a vantagem brasileira já era de seis pontos (23/17). As americanas erraram duas vezes mais e fim de papo: 25/17. Tudo igual no placar.

Na pancada de Kelly Murphy, as americanas largaram na frente no segundo set. O Brasil tinha Fê Garay de volta à quadra. Depois de um rali intenso, Fabiana apareceu bem pelo meio e mandou a bola direto no chão rival, empatando em 2 a 2. Era, mais uma vez, um jogo equilibrado. Em um time sem uma estrela máxima, os EUA brilhavam no conjunto. As americanas contaram com dois erros em sequência das rivais, em saque de Fabiana e em um desvio de bloqueio mortal para a recepção, para abrirem 6/4. Mas o Brasil foi buscar. Em dois ralis sensacionais, Thaísa e Fê Garay fizeram a equipe de Zé Roberto tomar a frente. No ataque de Sheilla, a vantagem no tempo técnico: 8/6.

O Brasil, como de costume, se alimentava do desafio. À medida que as americanas encostavam na contagem, as brasileiras cresciam. Se não faziam uma partida tecnicamente perfeita, esbanjavam vontade. Depois de levantamento perfeito de Dani Lins, Fabiana voltou a aparecer bem para ampliar a vantagem: 14 a 11. Kiraly, então, pediu tempo uma vez mais. Não adiantou. Melhor àquela altura, a seleção de Zé Roberto foi para o segundo tempo técnico com 16/12.

A seleção funcionava como orquestra. Em sintonia, as jogadoras pareciam saber exatamente onde estar e o que fazer. Como Thaísa, que subiu soberana à rede para explodir em um novo golpe: 19/14. As rivais não queriam desistir. Tão talentosas, também contaram com a sorte em alguns momentos para diminuir a diferença para apenas um ponto. Chegaram ao empate, mas Zé Roberto viu um toque que ninguém mais viu. Nem mesmo Thaísa, que soltou o braço como de costume. O técnico tinha razão. No desafio, a prova do desvio na rede, e vitória brasileira na parcial: 25/23. Ponto do chefe.

Brasil x EUA - final Grand Prix vôlei feminino (Foto: Divulgação/FIVB)Brasileiras vibram muito em quadra (Foto: Divulgação/FIVB)

As americanas juntaram os trapos e tentaram se reerguer. No início do quarto set, mostraram força. Hill e Akinradewo ignoraram a desvantagem e tomaram a responsabilidade em busca da reação. O Brasil até foi em vantagem para a primeira parada técnica, depois de ataque de Sheilla. Na sequência, porém, os Estados Unidos abriram três pontos de vantagem: 12/9. 

O Brasil buscou uma vez mais. O bloqueio de Fabiana sobre Murphy deixou tudo igual: 12/12. Era um jogo nervoso, apesar do olhar tranquilo de Dani Lins ao achar Thaísa livre parar fuzilar a quadra rival novamente. Os EUA também foram buscar e tomaram a frente na reta final. No saque de Hill sobre Gabi, a bola explodiu sem recepção. Depois, bateu na rede e caiu devagar, sem defesa, na quadra brasileira (22 a 20). O passe voltou a não encaixar no ponto seguinte, e Zé desfez a inversão.

Fabiana diminuiu, mas os EUA chegaram ao set point na sequência. A seleção ainda ganhou uma sobrevida depois de a bola de Sheilla explodir no bloqueio e ir para fora. As americanas, no entanto, tinham o domínio àquela altura e fecharam em 25/22.

O tie-break encheu o ginásio de olhos assustados e gritos abafados. Os Estados Unidos começaram melhor, mas o Brasil soube, mais uma vez, ter calma. Abriu 8/5 com maestria. Dani Lins, em um saque perfeito, deu ainda mais consistência ao placar. O bloqueio de Natália fez Kiraly entrar em desespero e pedir tempo. Não funcionou. Fabiana fechou o placar e selou a festa brasileira: 15/9.

Na disputa pelo terceiro lugar, a Holanda conseguiu uma virada espetacular sobre a Rússia. Depois de estar perdendo por 2 sets a 0, virou e chegou à vitória por 3 sets a 2, parciais 18/25, 23/25, 30/28 25/21 e 15/9.

AMAMBAI

CAA/Santa Rosa perde em casa e está fora da Copa Morena de Futsal

Time lutou, más acabou sucumbindo frente à equipe com elenco composto por jogadores das seleções brasileira e italiana.

Clique na Imagem para ampliá-la

A equipe do CAA/Santa Rosa. Apesar da eliminação, time sai de cabeça erguida e promete manter elenco forte para 2017. (Fotos: Vilson Nascimento)

 

Acabou, ou pelo menos foi adiado para 2017, o sonho de Amambai assumir a ponta do futsal sul-mato-grossense.

Diante do Ginásio de Esportes Flávio Derzi completamente lotado, o CAA/Santa Rosa perdeu por 2x0 na noite desse sábado, 9 de julho, para o Funcerb Rio Brilhante e se despediu da Copa Morena 2016.

Apesar da derrota o time amambaiense, que vai ficar entre os oito melhores entre as mais de sessenta equipes que começaram o certame estadual, deixou a quadra de cabeça erguida e aplaudido pela torcida.

Rio Brilhante veio a Amambai com um elenco considerado fortíssimo e tendo ainda dois astros, Euler, ex-seleção brasileira de futsal e o ítalo-brasileiro Babalu.

O douradense, que é naturalizado italiano, joga na seleção daquele país e em 2015 foi considerado o melhor jogador de futsal da Europa, foi quem abriu o placar.

O segundo gol do time de Rio Brilhante foi marcado pelo jogador Chicão, mas a jogada saiu dos pés de Euler, que após uma cobrança de falta, teve a visão para encontrar o camisa 14 livre praticamente dentro do gol.

Após a partida tanto o técnico do CAA/Santa Rosa, Ramão Fubica como o diretor-executivo da equipe, Odil Puques, destacaram a campanha do time, agradeceram o grande apoio que a equipe recebeu, tanto por parte da torcida, como da Prefeitura e da classe empresarial e de pessoas físicas de Amambai que acreditam no trabalho e apoiaram o projeto.

“O sonho não acabou. Vamos continuar esse trabalho. Queremos trazer um título da Copa Morena para Amambai”, disse Fubica.

No vídeo entrevistas e os melhores momentos de CAA x Rio Brilhante:


Clique aqui (Leia mais... | 49650 bytes adicionais | comentários? | Pontos: 0)

ACIDENTE
Diversos

Acidente entre ônibus e carros deixa 5 mortos em Campos Novos, SC

Eles estavam em Corsa que levava 7 pessoas, conduzido por adolescente.
Além dele, morreram uma jovem de 17 anos, duas mulheres e um rapaz.

Carro envolvido em acidente em que 5 morreram ficou destruído (Foto: Atual FM)

Um acidente envolvendo um ônibus de turismo e dois automóveis deixou cinco mortos na madrugada deste domingo (10) na BR-470, em Campos Novos, no Oeste catarinense. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), todos os que morreram estavam em um Corsa, no qual havia sete pessoas.

A batida frontal entre o ônibus, com placas de Braço do Trombudo, e o Corsa, de Videira, ocorreu pouco antes das 4h na altura do km 303 da rodovia. De acordo com a PRF, o Corsa era dirigido por um adolescente de 17 anos, que morreu no hospital.

Morreram no local uma adolescente também de 17 anos e outras duas mulheres, de 31 e 38 anos. A quinta vítima, um rapaz, não teve a idade informada. No carro ainda estavam outras duas adolescentes, de 15 e 16 anos, que ficaram feridas e foram levadas para um hospital da cidade.

Segundo a PRF, nenhum dos 37 ocupantes do ônibus se feriu com gravidade.

Ainda segundo a PRF, o motorista de um Gol que trafegava atrás do ônibus e se envolveu na batida também ficou ferido. Ele não tinha carteira de motorista.

Acidente ocorreu na madrugada deste domingo na BR-470, em SC (Foto: Atual FM)Batida ocorreu na madrugada deste domingo na BR-470, em SC (Foto: Atual FM)
Acidente envolveu ônibus de turismo com placas de Braço do Trombudo (Foto: Atual FM)Acidente envolveu ônibus de turismo com placas de Braço do Trombudo (Foto: Atual FM)

 

 


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

CUNHA
Diversos

Seis deputados do PMDB de Temer querem disputar sucessão de Cunha

Peemedebistas buscam apoio para candidaturas à presidência da Câmara.
Planalto monitora articulações e tenta construir candidatura de consenso.

Os deputados do PMDB Baleia Rossi, Carlos Marun, Fábio Ramalho, Marcelo Castro, Sérgio Souza e Osmar Serraglio (Foto: Montagem com fotos de Luis Macedo, Gustavo Lima, José Cruz, Lúcio Bernardo e Gilmar Félix / Câmara dos Deputados e Agência Brasil)

Os deputados do PMDB Baleia Rossi, Carlos Marun, Fábio Ramalho, Marcelo Castro, Sérgio Souza e Osmar Serraglio (Foto: Montagem com fotos de Luis Macedo, Gustavo Lima, José Cruz, Lúcio Bernardo e Gilmar Félix / Câmara dos Deputados e Agência Brasil)

Dono da maior bancada da Câmara com 66 deputados, o PMDB do presidente em exercícioMichel Temer corre o risco de ter seis candidatos na disputa pela sucessão de Eduardo Cunha(RJ) no comando da casa legislativa. À revelia do Palácio do Planalto – que tem defendido o lançamento de uma candidatura de consenso da base aliada –, os deputados Baleia Rossi (SP), Marcelo Castro (PI), Carlos Marun (MS), Fábio Ramalho (MG), Sérgio Souza (PR) e Osmar Serraglio (PR) buscam apoio nos bastidores para concorrer ao comando da Câmara no papel de candidato oficial do PMDB.

A corrida pela presidência da Casa foi deflagrada oficialmente na última quinta (7) com a renúncia de Cunha. Dos seis peemedebistas com interesse em entrar na briga pelo cargo, dois já registraram as candidaturas na semana passada: Marcelo Castro (ex-ministro da Saúde) e Fábio Ramalho (ex-prefeito do município mineiro de Malacacheta).

As negociações em torno do comando da Câmara, contudo, se intensificaram neste final de semana. Em Brasília, líderes partidários, potenciais candidatos e emissários de Temer passaram os últimos dias em conversas na tentativa de definir os nomes que tentarão a sorte na eleição interna da Casa.

Os outros quatro deputados do PMDB que cogitam ingressar na disputa tentam, antes de se lançar oficialmente, buscar apoio para suas candidaturas. Eles têm procurado colegas da bancada peemedebista e deputados de outros partidos para tentar costurar alianças.

Os parlamentares do PMDB terão até o dia da eleição para registrar suas candidaturas. Uma queda de braço entre o presidente interino da Câmara, Waldir Maranhão (PP-MA), e líderes do "Centrão" deixou indefinida a data da votação, que pode ocorrer entre terça (12) e quinta-feira (14).

Filho do ex-ministro da Agricultura Wagner Rossi e atual líder do PMDB na Câmara, Baleia Rossi tem repetido, por meio de sua assessoria, que descartou a possibilidade de entrar na corrida eleitoral. Ele, entretanto, tem feito corpo a corpo com integrantes de sua bancada para tentar se cacifar como candidato oficial do partido. Na abordagem a parlamentares peemedebistas, Rossi tem apresentado propostas e pedido apoio para uma eventual candidatura.

“É o nosso líder na Câmara, um deputado agregador, seria um bom nome”, disse um deputado do PMDB ouvido pelo G1.

Outro possível candidato peemedebista é o deputado Carlos Marun, que ficou nacionalmente conhecido nos últimos meses com um dos mais fiéis aliados de Eduardo Cunha. Apesar de ainda não ter formalizado a candidatura, o deputado do Mato Grosso do Sul já externou a intenção de participar da eleição a vários colegas do partido, incluindo o próprio Cunha.

Suplente do Conselho de Ética da Câmara, Marun protagonizou diversas discussões acaloradas no colegiado com adversários de Cunha para defender o ex-presidente da Casa, alvo de um processo de cassação por ter mentido à CPI da Petrobras que mantinha contas bancárias no exterior.

Em um grupo de Whatsapp de deputados do PMDB, ele reconheceu na semana passada a "lealdade" do aliado da bancada do Mato Grosso do Sul com uma mensagem de apoio às pretensões de Marun de comandar a Casa. Cunha, entretanto, vem defendendo que o PMDB abra mão de ter candidato próprio para apoiar um nome do "Centrão".

“Se eu estivesse habilitado, votaria em você, amigo”, declarou o ex-presidente da Câmara no grupo de Whatsapp dos deputados peemedebistas, referindo-se a Carlos Marun.

Eleito para a presidência da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara com o apoio de Cunha, o deputado Osmar Serraglio tem ensaiado nos bastidores uma candidatura à sucessão do colega de partido. O parlamentar do Paraná é peça-chave no processo de cassação do ex-presidente da Casa, na medida em que a CCJ é a comissão responsável pela análise do recurso que quer anular a votação do Conselho de Ética que recomendou a perda do mandato.

Ex-ministro da Saúde do governo Dilma Rousseff e atual desafeto de Eduardo Cunha, Marcelo Castro foi um dos primeiros deputados a registrar candidatura à presidência da Câmara. Médico de 66 anos, ele está no quinto mandato como deputado federal.

Castro rompeu politicamente com Cunha em 2015, após ter sido desautorizado pelo agora ex-presidente da Câmara nas negociações para votar um projeto de reforma política. À época, o deputado do Piauí presidia a comissão especial criada na Casa para tratar das mudanças nas regras políticas e eleitorais. Contrariado com as propostas elaboradas sob o comando de Castro, o deputado do Rio cancelou a votação do relatório final da reforma política no colegiado e levou o assunto à votação diretamente no plenário da Casa.

Marcelo Castro se manteve na Esplanada dos Ministérios mesmo depois de o PMDB ter rompido oficialmente com Dilma. Na votação que autorizou a abertura do processo de impeachment, ele desobedeceu a recomendação partidária e votou contra o afastamento da petista. A lealdade que o deputado piauiense demonstrou a Dilma pode atrair votos na eleição pela presidência da Câmara de integrantes da atual oposição, como PT, PC do B e PDT.

Ex-presidente da CPI dos Fundos de Pensão, o deputado Sérgio Souza tentará aproveitar a visibilidade alcançada no comando das investigações de irregularidades cometidas nos fundos previdenciários das estatais para disputar a sucessão de Cunha. A assessoria dele afirma que o deputado do Paraná irá registrar sua candidatura nesta segunda-feira (11).

Planalto monitora
Embora mantenha um discurso oficial de que se manterá afastado da disputa pelo comando da Câmara, o Planalto tenta, por meio de seus articuladores políticos, restringir ao máximo o número de candidatos para 
evitar um racha na base aliada. Mapeamento do palácio identificou que, pelo menos, 12 integrantes de partidos alinhados ao governo pretendem concorrer à sucessão de Cunha, entre os quais os peemedebistas.

Internamente, auxiliares de Temer reconhecem que parte significativa desses possíveis candidatos à presidência da Câmara só colocaram o nome na disputa para pressionar o governo e tentar obter cargos para afilhados políticos no Executivo federal.

O presidente em exercício determinou que seus ministros e articuladores políticos não interfiram, publicamente, no processo de eleição do novo presidente da Câmara para evitar fissuras incontornáveis entre os partidos aliados.

De qualquer forma, os ministros palacianos Eliseu Padilha (Casa Civil) e Geddel Vieira Lima(Secretaria de Governo) estão acompanhando com lupas as movimentações dentro da base aliada.

Assessores de Temer admitem, sob a condição de anonimato, que “ninguém pode ser ingênuo de achar que o governo não está se movimentando".

"Temer tem uma larga experiência política e muito dessa experiência foi construída na Câmara. Ele sabe como funciona a Casa. Quando os deputados decidem, a Câmara segue um curso próprio. Se o governo tentar interferir no processo interno de disputas, pode sair enfraquecido", avaliou aoG1 um interlocutor do presidente em exercício.

Candidaturas confirmadas
Além de Marcelo Castro e Fábio Ramalho, outros quatro deputados de vários partidos já haviam formalizado, até a tarde deste domingo (10), participação na eleição para a presidência da Câmara, que irá ocorrer nesta semana. Veja quem são:

–  Fausto Pinato (PP-SP): advogado, tem 39 anos e está em seu primeiro mandato. Chegou a ser eleito relator do processo contra Cunha no Conselho de Ética, mas foi substituído.
 Carlos Gaguim (PTN-TO): administrador, tem 55 anos e também está no primeiro mandato. Foi vereador e deputado estadual no Tocantins. Governou o estado após a cassação do então governador Marcelo Miranda e do vice Paulo Sidnei pelo TSE, em 2009.
 Carlos Manato (SD-ES): médico, tem 58 anos e está no quarto mandato na Câmara. É o atual corregedor da Casa e já ocupou cargos de suplente na Mesa Diretora.
 Heráclito Fortes (PSB-PI): funcionário público, exerce o quinto mandato na Câmara. Ex-integrante do 
DEM, foi um dos principais opositores do governo Lula no Senado. Já comandou a prefeitura de Teresina.

Além deles, dois deputados anunciaram que irão concorrer mas ainda não oficializaram candidatura: a deputada Cristiane Brasil (PTB-RJ), filha do delator do mensalão Roberto Jefferson, e Beto Mansur (PRB-SP), primeiro-secretário da Câmara.

Candidatos favoritos
Considerados favoritos na acirrada disputa pela presidência da Câmara, os deputados 
Rogério Rosso (PSD-DF) e Rodrigo Maia (DEM-RJ) ainda não se lançaram oficialmente na corrida pela sucessão de Cunha. Antes de expor as candidaturas nos carpetes verdes da Câmara, os dois parlamentares da base aliada de Temer travam, nos bastidores, uma intensa batalha por votos e pelo apoio oficial do Palácio do Planalto.

Como enxadristas, Rosso e Maia aguardam o momento certo para se movimentar oficialmente na disputa eleitoral. A precaução para entrar na concorrida pelo comando da Câmara é uma tentativa de evitar o desgaste público antes de fecharem as alianças.

Líder do PSD na Câmara, Rosso é aliado próximo de Eduardo Cunha e um dos nomes mais influentes do chamado "Centrão", bloco que reúne os partidos de centro-direita da Casa. O parlamentar do Distrito Federal presidiu, na Câmara, a comissão especial do impeachment que analisou o afastamento de Dilma Rousseff.

A postura de Rosso no comando da comissão do impeachment chamou a atenção do governo Temer. Atualmente, o líder do PSD é o deputado que tem a maior simpatia dos integrantes do Planalto, ainda que, oficialmente, o palácio esteja evitando demonstrar preferência por qualquer um dos candidatos.

Outro ponto a favor de Rosso, na visão do governo, é o fato de que ele ele tem “bom trânsito” entre as principais lideranças da Câmara e tem “baixo índice de rejeição”, além de não ter a imagem ligada “aos velhos caciques” do Congresso Nacional. O deputado do PSD chegou a comandar o Distrito Federal, em 2010, em um mandato tampão quando o então governador José Roberto Arruda (PR-DF) foi preso e afastado do Palácio do Buriti.

Segundo o G1 apurou, o líder do PSD quer anunciar oficialmente que vai concorrer ao comando da Câmara na véspera da votação.

Para ter chances de se eleger para o mandato tampão de presidente da Câmara até fevereiro, o deputado do PSD terá de superar a concorrência do grande número de deputados governistas que se lançaram na corrida eleitoral mesmo sem apoio de seus partidos.

Outro desafio de Rosso é contornar a desconfiança das legendas da antiga oposição (PSDB, DEM, PPS e PSB) com as siglas do "Centrão", estreitamente identificadas como aliadas de Eduardo unha.

Correndo por fora na disputa pela presidência da Câmara, Rodrigo Maia tem buscado o apoio de diferentes partidos, inclusive da atual oposição, para se lançar oficialmente como candidato. Filho do ex-prefeito do Rio Cesar Maia (DEM), Rodrigo integra um bloco informal dos chamados governistas independentes. Além do DEM, fazem parte do grupo o PSDB, PSB e PPS.

No início da gestão Temer, Rodrigo Maia foi cogitado para a liderança do governo na Câmara, mas, no final das contas, acabou preterido pelo líder do PSC, André Moura (SE). Integrante da "tropa de choque" de Eduardo Cunha, o deputado sergipano foi imposto pelo "Centrão" para o posto.

Deixando as diferenças ideológicas e políticas de lado temporariamente, Rodrigo Maia tem admitido a aliados que buscará votos até mesmo de antigos desafetos, como PT, PSOL e PC do B. Nas fileiras oposicionistas, o aceno do deputado do DEM é correspondido. 

Em busca de um nome com força suficiente para tentar derrotar o candidato do "Centrão" indicado por Cunha, petistas e aliados sinalizam que podem votar em Rodrigo Maia. Deputados petistas ouvidos pelo G1 em condição de anonimato admitiram que o partido será coadjuvante na disputa e que não terá um candidato próprio.

A tendência, segundo relatos desses parlamentares, é que o partido – dono da segunda maior bancada da Câmara – dará apoio a um nome que tenha condições de ir ao segundo turno.

Líder do DEM e histórico desafeto do PT, o deputado Pauderney Avelino (AM) afirmou nesta sexta (8) que não descarta o apoio da oposição para vitaminar a candidatura de Rodrigo Maia.


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

DA HORA 2
Diversos

Para evitar colisão, motorista de ônibus invade contramão e mata casal

Namorados estavam em Saveiro atingida por veículo que transportava 40 passageiros

Alex Sandro Ribeiro dos Santos, 30 anos, e a namorada Crislaine de Souza morreram depois de colidir veículo de frente com ônibus de turismo que transportava 40 passageiros. Acidente de trânsito aconteceu ontem à noite na BR-376 entre as cidade de Vicentina e Fátima do Sul.

Conforme o site Vicentina Online, Alex Sandro conduzia veículo Saveiro, quando colidiu de frente com ônibus da empresa Guimatur, de Glória de Dourados, que havia sido fretado e, na ocasião, transportava 40 passageiros. Já os namorados voltavam de Dourados, onde fizeram compras.

Motorista do ônibus relatou que seguia em direção a Fátima do Sul, quando um micro-ônibus que estava logo a frente parou bruscamente na pista ao se deparar com outro veículo, Monza, parado na rodovia.

Para evitar a colisão na traseira do micro-ônibus, motorista da empresa Guimatur desviou em direção a pista contrária, colidindo de frente com Saveiro onde estava o casal. Equipe do Corpo de Bombeiros foi acionada, mas namorados morreram antes mesmo da chegada dos socorristas ao local.

Em operação da polícia, casal tem 
mala apreendida com US$ 2 milhões

Nervosismo e informações desencontradas denunciaram a ação

 

Grupo de Gestão Integrada da Fronteira (GGIFRON) prendeu, ontem, casal que transportava US$ 2,4 milhões em ônibus com destino a Corumbá. Nervosismo e informações desencontradas durante abordagem, na BR-262, acabaram levando os policiais a localizar a mala com o dinheiro.

Ônibus intermunicipal, proveniente de Campo Grande, foi parado em posto de fiscalização da Polícia Rodoviária Federal (PRF). Alexandro e Eliete Benevides, de 42 e 45 anos, tiveram seu destino questionado e na mala que levavam os policiais encontraram US$ 2,4 milhões embalados (R$ 7,9 milhões).

Em depoimento, os paulistas de Guarulhos negaram conhecer o conteúdo da bagagem que lhes renderia R$ 4 mil. 

Casal e dinheiro foram encaminhados para a Delegacia de Polícia Federal de Corumbá. A ação que os levou a prisão consiste no intercâmbio de informação entre forças de segurança que atuam na fronteira. Operação especial do grupo encerra, a partir das 9h, deste domingo. 

Pistoleiros executam jovem 
com 13 tiros perto de sua casa

Crime está relacionado a acerto de contas do tráfico

 

Lucas Mateus Sanches Gonçalves, 19 anos, foi executado com 13 tiros em Sanga Puitã, distrito de Ponta Porã. Há suspeita de que sua morte, ontem, esteja relacionada a acerto de contas do tráfico na região. O crime ocorreu a poucos metros da residência do jovem.

Pistoleiros abordaram a vítima, por volta das 19h40, quando esta conduzia veículo Gol na esquina das ruas Dourados com Heitor Mendes Gonçalves. Não houve chance para reação aos tiros de pistola .9 milímetros. Lucas Mateus, conforme o site Ponta Porã Informa, morreu no local.

Testemunhas informaram à polícia que o jovem havia acabado de sair de casa. A execução estaria relacionada a acerto de contas do crime organizado que atua na região.

O corpo de Lucas Mateus foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Ponta Porã. Investigação será conduzida pelo delegado Patrick Linhares.

Gestante, filha de vereador capota carro 
ao confundir policiais com assaltantes

Mulher parou para pegar milho quando foi surpreendida por viatura

Filha do vereador Marcos Roberto (PSDB), de Sidrolândia, Quétsia Jaqueline Silveira, de 24 anos, gestante de três meses, capotou o carro depois de assustar com a abordagem de policias que não se identificaram na MS-258, trecho entre Sidrolândia e Capão Seco.

Conforme o site Região News, assustada diante da presença de dois homens que lhe apontaram revólveres na cabeça, a mulher acelerou o Ford Ecosport que dirigia quando perdeu o controle da direção, bateu em uma cerca e capotou.

O carro ficou praticamente destruído e a mulher teve escoriações leves na cabeça e no braço. O acidente não prejudicou a gravidez, porém, ela está em observação no Hospital Elmiria Silvério Barbosa, para onde foi levada pelos próprios policiais.

Estavam no veículo, a filha do vereador, Jaqueline, Sandra, Querem Hathuque Silvério, de 5 anos, e Edna, de 51 anos. Depois de fazer compras na cidade elas voltavam para casa quando decidiram parar para pegar milho na estrada, já que a mesma é cercada de lavouras.

Sandra e a vizinha desceram para apanhar algumas espigas enquanto a filha do vereador as acompanhou de carro em baixa velocidade. Pouco depois, em meio a escuridão, dois homens chegaram num Fiat Strada e desceram apontando a arma em direção a cabeça de Jaqueline. Imaginando que fosse assalto, ela acelerou o carro na tentativa de escapar e acabou capotando.

Depois do acidente os dois se identificaram como policiais, disseram estar numa campana aguardando a passagem de um veículo suspeito com as características ocupadas pelas três mulheres e a menina.


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

POLICIA
Diversos

Polícia Federal indicia 15 por fraude milionária em pensão por morte em MS

 Polícia Federal indicia 15 por fraude milionária em pensão por morte em MS

A Polícia Federal (PF) de Ponta Porã, indiciou 15 pessoas no inquérito da operação Uroboros, deflagrada no dia 3 de junho para desarticular grupo que vinha obtendo vantagens financeiras fraudando a Previdência Social. Entre os indiciados está um servidor da Fundação Nacional do Índio (Funai) de Amambai, apontado como o chefe da organização criminosa. Ele continua preso.

Também foram indiciados indígenas que participavam da fraude, um advogado e a mulher do servidor da Funai.

De acordo com o G1/MS, um índio que teve a prisão preventiva decretada pela Justiça Federal continua foragido.

Segundo o delegado federal Felipe Menezes, que coordenou as investigações, o foragido já responde por outros crimes. Em apenas cinco casos de benefícios obtidos fraudulentamente descobertos pela PF, o prejuízo ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) chega a R$ 1 milhão.

As investigações tiveram início a partir da suspeita levantada pelo INSS por causa do grande número de benefícios concedidos a filhos de índios que haviam morrido. De acordo com o delegado, para conseguir a pensão por morte, benefício que não prescreve no caso de menores de idade, os investigados falsificavam documentos de crianças indígenas.

O advogado entrava então com ação na Justiça cobrando o pagamento da pensão retroativamente, obtendo assim altos valores.

Como para os adultos a pensão por morte não é concedida retroativamente e só se consegue o pagamento dos R$ 880 a partir da aprovação do benefício pelo INSS, crianças eram alvo. Para isso, a participação do servidor da Funai era importante. Era ele quem providenciava a Declaração de Nascido Vivo (DNV), documento com o qual é possível conseguir o registro de nascimento mesmo depois de passado muito tempo do parto, no caso dos indígenas.

Segundo a PF, a organização era bem estruturada, contando até mesmo com esquema logístico para o transporte dos indígenas para a confecção dos documentos necessários para o pedido de concessão do benefício. Além disso, o servidor da Funai mantinha “olheiros” nas aldeias, que informavam quando algum indígena com filhos morria.

Paulista preso escondeu 655 quilos 
de maconha até em caixa de som

Veículo e droga foram apreendidos em barreira policial

 

 

Jovem de 29 anos foi preso, hoje, ao transportar 655 quilos de maconha em Amandina, distrito de Ivinhema. Ele foi flagrado em barreira da Polícia Militar Rodoviária (PMR) na MS-276. Viagem era realizada em etapas.

Conduzindo Fiat Uno, o rapaz transportava a droga nas laterais das portas, assoalho, mala e caixa de som. Residente na paulista Fernandópolis, ele receberia R$ 2 mil pelo transporte até São Paulo. A viagem de retorno teve início, ontem, em Dourados. Ele ainda optou por pernoitar em Ivinhema, sendo preso nesta manhã.

O flagrante de tráfico de drogas foi registrado na Delegacia de Polícia Civil de Ivinhema, local para o qual foram encaminhados o rapaz e a droga.

Em 24h, ação contra tráfico prende 60 e apreende 521 kg de drogas

300x194x4-57800a628177b34738ed497771d7f03d69bc38f4ee8ba

A Secretaria de Estado de Segurança Pública e Administração Penitenciária (SSPAP) apresentou nesta sexta-feira (8) o balanço final da Operação Brasil Central Seguro, com foco no combate ao tráfico de drogas em várias cidades de Goiás. Durante a ação, que durou 24 horas, 60 pessoas foram presas e 521 kg de maconha, apreendidos. Além disso, quatro armas de fogo foram encontradas.

A operação começou às 6h de quinta-feira (7) e ocorreu simultaneamente no DF e nos estados de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Maranhão, Tocantins e Minas Gerais. Os trabalhos ocorrem em parceria entre os estados que compõem o Consórcio Interestadual de Desenvolvimento do Brasil Central. Cada estado responde de maneira autônoma durante a operação.

Ao todo, foram cumpridos 136 mandados de busca e apreensão, 22 de prisão preventiva e quatro de prisão temporária. Outras 34 pessoas foram detidas em flagrante e 13 Termos Circunstanciados de Ocorrência (TCOs) foram lavrados.

Em Goiás, a operação aconteceu em Jataí, Itumbiara, Águas Lindas de Goiás, Cidade Ocidental, Britânia, Corumbaíba, Baliza, Aragarças, São Simão, Davinópolis, Cumari, Formosa, Cabeceiras, São Miguel do Araguaia, Porangatu, Campos Belos, Itajá, Chapadão do Céu, Santa Rita do Araguaia, Rio Verde e Catalão.

“Somente em Goiás, a operação contou com mais de 3 mil homens. O foco era o tráfico de drogas, mas também prendemos suspeitos de homicídios, roubos, furtos e porte ilegal de armas. A ação foi considerada um sucesso”, disse o delgado geral da Polícia Civil, Álvaro Cássio dos Santos.

Ele explicou ainda que novas ações devem ocorrer nos próximos dias. “O serviço de inteligência está trabalhando para nós informar onde estão manchas criminais. Assim, poderemos agir”, salienta.


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

DA MANHÃ
Diversos

Luciana Vendramini diz que adora ser chamada de musa e lembra bullying na infância: 'Meu apelido era lagartixa'

Luciana Vendramini (Foto: Reprodução)

Considerada uma das musas dos anos 1980, Luciana Vendramini até hoje é alvo de uma enxurrada de elogios, via redes sociais. A atriz e produtora, que está com 44 anos, costuma postar fotos suas com frequência em seu perfil no Instagram e invariavelmente recebe comentários dos fãs. Focada no trabalho - ela participará de "Escrava Mãe", na Record, e prepara um programa sobre sexo para a TV fechada -, a loura diz que não se incomoda com o título. Mas, tampouco, tornou-se refém dele.

- Para quem foi magrela a vida toda e era chamada de 'lagartixa' e 'loura aguada' na escola, ser considerada uma musa é uma delícia. Mas sempre me preocupei em não ficar escrava da vaidade, o que é muito perigoso e comum entre os atores. Quero envelhecer, ter minhas rugas - afirma Luciana, que nunca fez cirurgia plástica nem botox.

A atriz defende ainda que, com o passar dos anos, só melhora:

- Com 20 anos eu era insegura, vivia com medo. A maturidade te dá isso. Hoje sei o que quero, acumulei um aprendizado, tenho força de vontade para buscar meus objetivos - diz ela. - Isso precisa ser valorizado. A gente vive num país que dá muita importância à beleza, à juventude.

Super em forma, Luciana conta ainda que pratica esportes dsede criança - hábito que mantém até hoje em nome da saúde e do bem-estar. Bailarina clássica formada - ela chegou a dar aulas -, a atriz fez ioga por anos e é adepta do pilates. Também lutou esgrima por seis anos, mas teve que parar depois de adquirir duas hénias.

- Isso foi há um ano, mas estou melhorando e devo voltar à esgrima em breve.

Luciana Vendramini (Foto: Reprodução)

Luciana Vendramini (Foto: Reprodução)

Luciana Vendramini (Foto: Reprodução)

 

Miguel perdoará Tereza e eles se reconciliarão

ANNA LUIZA SANTIAGO

 
Gabriel Leone, o Miguel de 'Velho Chico' (Foto: Inácio Moraes/Gshow)Gabriel Leone, o Miguel de 'Velho Chico' (Foto: Inácio Moraes/Gshow)

 

Depois de muito brigar com Tereza (Camila Pitanga) por ela ter escondido a verdade sobre Santo (Domingos Montagner), Miguel (Gabriel Leone) perdoará a mãe nos próximos capítulos de "Velho Chico".

Isso acontecerá durante uma festa na cidade. Num primeiro momento, ao encontrá-la, o agrônomo será frio. Tereza perguntará como está Sophie (Yara Charry) e o filho apenas responderá que ela se encontra numa situação "melhor do que nas terras do coronel". Em seguida, ele questionará o motivo de os Saruês andarem "em bando", em referência ao fato de Afrânio (Antonio Fagundes) ir ao evento junto com toda a família.

- Eu não estou entendendo seu tom, Miguel - reclamará Tereza.

- Não tem tom nenhum, minha mãe. Não devia era nem ter conversa! - encerrará ele, saindo.

Olívia (Giullia Buscacio) ouvirá tudo e repreenderá o irmão por tratar mal a mãe. O agrônomo refletirá bastante e, mais tarde, irá atrás Tereza, que dará um abraço afetuoso no filho:

- Ô, filhote, que saudades que eu estava desse teu abraço! De você, meu filho! De tudo!

- Senhora não era a única com saudades, mainha!

- Foi só por isso que eu não disse nada antes. Eu tinha medo de você não me perdoar nunca! - dirá ela, referindo-se à revelação sobre a paternidade.

- Eu nunca vou concordar com isso, mas também não vou aprender a viver sem você, nunca,
Maria Tereza! Parece que você é a fraqueza de todos os homens de nossa família! - brincará ele, abraçando novamente a mãe.


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

NÃO DEU PARA O ARANHA
Diversos

Spider resiste e dá calor em Cormier, mas é derrotado por unanimidadeAnderson Silva é ovacionado pelo público presente, que passou a apoiá-lo após Daniel Cormier mostrar que usaria o wrestling, e não a trocação, para enfrentá-lo

Ao se oferecer para substituir Jon Jones e enfrentar Daniel Cormier com apenas dois dias de antecedência, Anderson Silva tinha consciência de que esse seria talvez o maior desafio de sua carreira. Apesar de estar invicto contra lutadores da divisão dos meio-pesados (venceu James Irwin, Forrest Griffin e Stephan Bonnar), desta vez ele enfrentou o campeão da categoria, que é vindo dos pesos-pesados. A diferença de categoria dos rivais das lutas anteriores para a do deste sábado no UFC 200 não intimidou o brasileiro, que buscou a luta e chegou a ser superior em alguns momentos do combate, mas acabou derrotado por decisão unânime dos juízes (triplo 30-26) após o volume de luta do campeão - e a falta de um treinamento apropriado - fazerem a diferença contra ele.

- Eu treinei para um cara específico por oito semanas, e o cara saiu da luta e eu tive que enfrentar Anderson Silva, que é o maior lutador de todos os tempos. Eu estava nervoso no começo, mas fiz o que tive que fazer. Ele é muito duro e eu lutei para vencer - disse Cormier, que foi muito vaiado.

Vindo de episódios ruins para sua imagem, como uma suspensão por doping e a postura diante de Michael Bisping em Londres, Anderson Silva conseguiu dar a volta por cima e melhorar a sua imagem junto aos fãs não só ao se colocar à disposição do UFC para lutar contra Cormier, como por mostrar que estava disposto a dar um espetáculo em Las Vegas. Com o público a seu favor durante todo o combate, o brasileiro falou sobre a luta após o anúncio oficial.


 

Anderson Silva acertou bons golpes na trocação contra Daniel Cormier (Foto: Getty Images)Anderson Silva acertou bons golpes na trocação contra Daniel Cormier (Foto: Getty Images)



- Eu encarei um desafio pessoal, para colocar em prática tudo que eu desenvolvi nesses anos todos. Estou sem treinar por muito tempo, mas é a prova que você pode fazer o que quiser, desde que você ponha na cabeça que é possível. Eu estou acostumado a trenar com meio-pesados, como Rogério Minotouro, meu mestre Minotauro, Jacaré, que é o próximo campeão do UFC. Eu senti um pouco por estar sem treinar pesado, para luta mesmo. Para mim foi uma vitória. O Daniel é um campeão, vim aqui não para desrespeitá-lo, mas para me desafiar pessoalmente - disse o brasileiro, que foi longamente aplaudido pelo público presente à arena.

A luta

A luta começou com Anderson circulando pelo octógono e Cormier buscando o brasileiro e tentando encurralá-lo na grade. O campeão lançou dois chutes altos e cinturou Anderson e o derrubou. O brasileiro montou a guarda e tentou duas vezes escalá-la para buscar a chave de braço ou o triângulo. Usando seu wrestling apurado e tirando vantagem da maior força física, Cormier amassava Anderson na grade. O brasileiro tentava se defender, mas não conseguia se livrar da pressão do rival. O americano usava os cotovelos e dava socos seguidos em Anderson, que buscava a defesa agarrando a nuca do campeão. Cormier manteve a pressão na montada, com meia-guarda passada, até o intervalo. Anderson se manteve agachado alguns momentos antes de ir para o córner, com um pequeno ferimento acima do nariz.

Anderson começou o segundo round surpreendendo Cormier com um chute e uma joelhada, mas o campeão devolveu os golpes com um soco de esquerda que acertou em cheio o rosto do brasileiro. Anderson sentiu, mas voltou a chutar. Cormier bloqueou o golpe e jogou o brasileiro no chão, ficando por cima novamente. Os fãs vaiavam a estratégia do campeão, que buscava a luta de chão ao invés da trocação aberta. Com a meia-guarda passada e montado no Spider, o americano pressionava e usava os cotovelos no rosto de Anderson Silva, que buscava evitar os golpes, mas não conseguia sair da posição de desvantagem. A 1m30s do intervalo, o árbitro John McCarthy ordenou que a luta recomeçase de pé, sendo aplaudido pelo público. Cormier partiu para o ataque e acertou um golpe. Anderson saiu da grade e devolveu dois socos que incomodaram o campeão. Cormier voltou a presionar o brasileiro na grade, e as vaias voltaram ensurdecedoras na arena. Anderson foi para o intervalo mais inteiro que no primeiro round, e recusou-se a sentar no banco para relaxar as pernas.

Na volta para o terceiro e último round, os dois lutadores se cumprimentaram no centro antes de voltarem a duelar. Anderson acertou um chute na linha de cintura de Cormier, e tentou uma cotovelada de baixo para cima. O campeão partiu novamente para a derrubada, e mais uma vez ficou por cima do brasileiro, usando seu wrestling e sua maior força física. Anderson se defendia no chão, evitando ser golpeado ou ser posto em posição de finalização. Cormier cozinhava a luta, usando os cotovelos e golpeando o brasileiro na linha de cintura. O público vaiava impiedosamente o campeão e gritava "stand them up", ou "levante-os", e vibrou como se fosse um gol quando o árbitro os atendeu. De volta à luta em pé, os dois atletas circulavam pelo octógono sem se agredir muito, até que Anderson acertou uma joelhada na costela de Cormier, que sentiu. O campeão recuou até as grades e o brasileiro tentou atacá-lo, mas o americano se defendeu até o fim da luta. Levantado nos ombros por Katel Kulbis, seu treinador de muay thai, Anderson foi ovacionado pelo público antes do anúncio do resultado final, e foi abraçado calorosamente por Cormier no centro do octógono, em um gesto de respeito e agradecimento.

Por Marcelo Russio, Evelyn Rodrigues e Marcelo Barone Las Vegas, EUA16 06h57

Mega-Sena, concurso 1.835: ninguém acerta e prêmio vai a R$ 18 milhões


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

UFC
Diversos

Amanda finaliza Miesha e se torna a primeira brasileira campeã do UFC

Brasileira encaixa mata-leão na americana e vence no primeiro round, no UFC 200

Amanda Nunes, Miesha Tate, UFC 200, MMA (Foto: Getty Images)

Basta acreditar que um novo dia vai raiar, sua hora vai chegar". A música escolhida porAmanda Nunes para entrar no octógono, "Tá Escrito", do Grupo Revelação", anunciou o que estava por vir. A hora da Leoa chegou e chegou em grande estilo. Uma atuação impecável, aliando potência e técnica nos golpes, fez ela se tornar a primeira mulher do país campeã do Ultimate. Aos 3m16s do primeiro assalto, a brasileira finalizouMiesha Tate com um mata-leão e se tornou a nova rainha do peso-galo feminino da organização, na luta principal do UFC 200, na madrugada deste sábado para domingo, na T-Mobile Arena, em Las Vegas (EUA).

Esta foi a 13ª vitória da carreira de Amanda Nunes em 17 lutas. A brasileira venceu o quarto confronto consecutivo e foi a terceira atleta tupiniquim a ter a chance de disputar o cinturão, após Bethe Correira, derrotada por Ronda Rousey, e Cláudia Gadelha, superada nesta sexta-feira por Joanna Jedrzejczyk, terem suas oportunidades. Do outro lado, Tate teve quebrada uma invencibilidade que durava cinco combates. Foi o sexto revés na carreira da Cupcake, que também tem 18 triunfos no cartel.

- Acho que todo lutador tem a chance de mudar a sua maneira de lutar e sou esse tipo de lutadora. Sempre busco uma alternativa para fazer as coisas acontecerem na minha vida. A Miesha é uma oponente muito difícil, respeito a Miesha demais, mas sou a nova campeã. Há 10 anos venho trabalhando muito forte e agora me sinto muito bem para voltar para o Brasil. É para você, vó, estou voltando. Há um ano não vejo minha família, esperando melhor momento para voltar e vou levar isso (o cinturão) comigo. Logo no começo, quando ela começou a ficar muito machucada, controlei um pouco e bati mais forte para ela não voltar, porque sabia que ela voltaria mais forte no segundo round - afirmou Amanda, emocionada com a vitória.

Amanda Nunes, Miesha Tate, UFC 200, MMA (Foto: Getty Images)Amanda Nunes foi implacável na luta principal do UFC 200, contra Miesha Tate (Foto: Getty Images)

A luta

A brasileira começou com um chute baixo, seguido de uma esquiva para evitar entrada em queda da campeã. A Leoa conectou um direto de encontro, e Miesha entrou com double leg para derrubar, mas Amanda se levantou rapidamente e deixou uma direita na saída. A americana buscava a luta agarrada e tomou uma invertida, mas a brasileira preferiu ficar de pé e voltou a golpear. As combinações de boxe passaram a entrar com precisão. A Cupcake caiu e sangrava no rosto. Uma entrada em queda fez a Leoa defender e transitar para as costas. Com a voracidade que o apelido explica, ela golpeou a cabeça da rival, colocou os ganchos, encaixou o mata-leão e entrou para a história.

UFC 200
9 de julho de 2016, em Las Vegas (EUA)
CARD PRINCIPAL
Amanda Nunes venceu Miesha Tate por finalização aos 3m16s do R1
Brock Lesnar venceu Mark Hunt por decisão unânime (triplo 29-27)
Daniel Cormier venceu Anderson Silva por decisão unânime (triplo 30-26)
José Aldo venceu Frankie Edgar por decisão unânime (49-46, 49-46, 48-47)
Cain Velásquez venceu Travis Browne por nocaute técnico aos 4m57s do R1
CARD PRELIMINAR
Julianna Peña venceu Cat Zingano por decisão unânime (triplo 29-28)
Johny Hendricks venceu Kelvin Gastelum por decisão unânime (29-28, 30-27, 30-27)
TJ Dillashaw venceu Raphael Assunção por decisão unânime (triplo 30-27)
Sage Northcutt venceu Enrique Marin por decisão unânime (triplo 29-28)
Joe Lauzon venceu Diego Sanchez por nocaute técnico a 1m26s do R1
Gegard Mousasi venceu Thiago Marreta por nocaute aos 4m32s do R1
Jim Miller venceu Takanori Gomi por nocaute técnico aos 2m18s do R1

José Aldo volta a ser "Aldo", vence Edgar e recupera cinturão para o Brasil

Brasileiro faz luta estratégica, domina americano no UFC 200, leva título interino dos pesos-penas e provoca Conor McGregor: "Só tenho um objetivo: vencer este m***"

José Aldo (Foto: Getty Images)

José Aldo foi o único campeão brasileiro no UFC entre maio de 2014, quando Renan Barão foi destronado no peso-galo, e março de 2015, quando Rafael dos Anjos conquistou o título do peso-leve. Nada mais justo, então, que o lutador manauara fosse o homem a recuperar um cinturão - ainda que interino - para o Brasil, dois dias após Dos Anjos perder o seu para Eddie Alvarez. O lutador da Nova União venceu o americano Frankie Edgar por decisão unânime (49-46, 49-46, 48-47) neste sábado, no card principal do UFC 200, em Las Vegas (EUA), para conquistar o título interino dos pesos-penas e uma revanche contra o irlandês Conor McGregor, atual campeão linear da categoria e responsável pela traumática perda do cinturão em dezembro do ano passado. 

O "Notório" assistiu de pé, ao lado do octógono, à atuação do brasileiro, que voltou a lutar como acostumou seus fãs durante seu reinado no peso-pena: de forma estratégica, no controle da distância e certeiro nos contragolpes. Basicamente, foi José Aldo novamente, em vez do lutador ávido para atacar o adversário rapidamente que foi no fatídico nocaute sofrido em 13s contra McGregor. Com a confiança recuperada pela atuação dominante, Aldo não perdeu a oportunidade de provocar o arquirrival ao final da luta.

- Confio nele, amo ele. Frankie é um grande adversário, tem um wrestling muito bom, eu o respeito. Mas eu só tenho um objetivo: é vencer este m***. Ele não vai ter a mesma sorte que teve da outra vez - disse José Aldo. O irlandês, de seu assento, fez cara de não ter se impressionado muito e pareceu aberto à revanche contra o brasileiro.

Conor McGregor, UFC 200, MMA (Foto: Reprodução)Conor McGregor assiste à luta de pé (Foto: Reprodução)

Aldo começou o combate cauteloso, estudando a movimentação de Edgar e controlando a distância. Aos poucos, o americano foi encontrando o caminho para golpear, através de chutes baixos. O brasileiro respondeu com boas combinações em cima, e rechaçou a primeira entrada em queda do adversário. Aldo teve um bom momento no minuto final, ao conectar um jab e direto. Ele também encaixou uma joelhada dura, mais um cruzado de esquerda em cheio que levou Edgar a knockdown.

Edgar seguiu ditando o ritmo no segundo round, mas acertava poucos golpes. Aldo acertou mais uma joelhada numa entrada de queda e saiu da frente do americano como um toureiro. O supercílio direito de Edgar começou a sangrar como resultado da joelhada. O americano, contudo, não desacelerou, e acertou dois bons cruzados de direita. Mesmo assim, Aldo seguia dominando a distância, e rechaçou mais duas entradas de queda com facilidade. Ambos acertaram bons cruzados, e o manauara tentou garantir a pontuação do round com mais uma joelhada voadora e uma chuva de jabs nos segundos finais.

A luta prosseguia, mas Edgar parecia ficar mais rápido. Ele começou o terceiro round acertando bons jabs e cruzados, e ficou ainda mais incisivo nas entradas de queda. Aldo defendeu e se manteve em pé, mas rapidamente se viu em desvantagem no período. Uma combinação de jab e direto de Edgar balançou o brasileiro, que no entanto circulou bem e evitou que o americano aproveitasse o bom momento. Aldo encontrou espaço para um diretaço de direita, e Edgar respondeu com um cruzado. Logo o americano estava buscando derrubar de novo, e levou outra joelhada no rosto. Aldo ainda acertou uma joelhada e um chute baixo no final do assalto.

Instruído pelo técnico Dedé Pederneiras, José Aldo voltou a se movimentar bem no quarto round, dificultando que Edgar o encontrasse com seus jabs. O americano passou a fintar ataques nas pernas para socar em cima e chutar baixo. A estratégia funcionou, e o ex-campeão dos leves passou a golpear mais. Aldo, porém, acertou um bom cruzado de direita, e seu córner, sentindo a virada de momento, o incentivou a "pegar agora". O brasileiro acertou boas combinações e deixou o rosto do americano bem marcado, sangrando dos dois lados. Seu segundo knockdown da noite veio com um jab quando o adversário tentava um chute à meia altura.

José Aldo x Frankie Edgar UFC 200 (Foto: Getty Images)José Aldo ergue o número 1 ao final da luta contra Frankie Edgar: brasileiro atuou de forma segura (Foto: Getty Images)

No intervalo, Dedé ordenou: "Dois chutes nessa p*** dessa perna dele". Aldo obedeceu imediatamente e abriu o round final com um chute baixo. Ele seguiu a ação com uma série de jabs e voltou a controlar a distância. Um cruzado de esquerda balançou Edgar, e o manauara ganhou confiança. Soltou chute alto, acertou mais cruzados, tentou um upper. Confortável na liderança, Aldo passou a administrar o combate, apenas contragolpeando, até faltar cerca de 1m30s, quando seus córneres passaram a incentivá-lo a acelerar. Ele bambeou o americano com uma joelhada, mas o lutador da Nova União não se arriscou: apenas se movimentou e evitou sofrer um golpe de surpresa que pudesse nocauteá-lo. Quando a sirene soou, o brasileiro comemorou, com a certeza que voltaria a ter um cinturão na cintura novamente. Ao ser entrevistado após a vitória, Aldo dedicou o triunfo a Dedé.

- Não luto pelo UFC, luto pelo meu técnico. Este cara é tudo, ele é meu pai. Perdi meu pai, mas ganhei ele. Eu não fiz nada, foi ele quem fez - comentou o lutador, que abraçou o técnico com a expressão emocionada.


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)


Página selecionada de 1530 páginas.
Fotos

Nova pagina 2


Notícias

Domingo, julho 24
· POLICIA
· F1
· PROPOSTAS
Sábado, julho 23
· CELULAR
· TERRORISMO
· NOTA PÚBLICA: ZECA DO PT PEDIRÁ CPI PARA INVESTIGAR SAÚDE INDÍGENA DE MS
·
· FIQUE SABENDO
·
· POLICIA2
· TRAGEDIA
· politica
Sexta, julho 22
· CONEXÃO INTERNACIONAL É NA FM 90.7 CONQUISTA
· PONTA PORÃ
·
· AGESUL
· OPERAÇÃO TERRORISMO
· DA HORA
· CAFE DA ,ANHÃ
Quinta, julho 21
· FATOS & FOTOS
· CÉDULAS
· A VOLTA DE TARZAN
· FRONTEIRA
· ESPORTE
· POLICIA
· SEI DIREITO
· 17º RGMec – Campanha do agasalho 2016
·
· FIQUE SABENDO
· DA MANHÃ2

 Calendario de Eventos
Julho 2016
  1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
31  

Eventos

 Hora Certa

 Amigos do Site!

Image and video hosting by TinyPic




RondPoint Web Services Web site powered by MEGAWEB