Warning: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at /home/correiod/public_html/index.php:1) in /home/correiod/public_html/mainfile.php on line 168
=:Correio da Fronteira:=

 Menu
 Inicio
 Registro
 Administrador
 Menu
 Torpedos
 Downloads
 Enquete
 Galeria de Fotos
 Seus Links
 Recomende-nos
 Internet_TV
 Artigos
 Internet_Radio3
 Publicações
 Conteudos
 Album
 Estatística
 Fale Conosco

· Procurar

 Radio On
Ouça Agora:
Nenhuma opção foi escolhida



<a href=''>Play Nenhuma opção foi escolhida</a>

Abrir em janela pop-up

 Previsão

 Visitas
Até o momento, recebemos
11577076
vizualizações de páginas (page views) desde July 2007

 Apoios:




MAIS 9
Diversos
CELULAR
Diversos

9º Dígito: veja aplicativos que podem ajudar a fazer mudança

Mudança passa a valer a partir deste domingo

A partir deste domingo (29), os números de celulares com DDD entre 61 e 69 receberão um nono dígito, de número 9, para ampliar as combinações de números disponíveis. Em Mato Grosso do Sul, os números de DDD 67 também sofrerão a mudança. Para fazer essas alterações sem dor de cabeça, alguns aplicativos podem ser bem úteis.

Um deles, o “9d+”, é um aplicativo gratuito para download em celulares smartphones do Sistema Android. O aplicativo é pago para quem usa o iOS, da Apple. O app já vem com suporte para a mudança a partir do dia 29 de maio. Veja nas imagens abaixo como funciona o utilitário.

Depois de fazer o download, abra o aplicativo e marque a opção “Adicionar dígito a números sem DDD”. Dessa forma, mesmo os contatos da sua agenda que não possuem DDD salvo receberão o nono dígito. Em seguida, é só tocar no botão “Atualizar” e depois em “Substituir” para que os antigos contatos de oito dígitos sejam substituídos.

Uma opção gratuita para usuários de celulares Apple é o app “9º Dígito Leutrocon”, que está disponível para download na Apple Store. O aplicativo atende a todas as operadoras, e permite ao usuário relacionar os números que serão modificados e adicionar DDD automaticamente.

Entenda o cronograma – Apesar dos números de nove dígitos já estarem valendo, as ligações com os números antigos poderão sem completadas até 5 de setembro. O usuário que efetuar ligações com oito dígitos até 7 de junho terá suas chamadas completadas normalmente.

A partir do dia 8 de junho, até o dia 5 de setembro, toda vez que o usuário dicar um número de oito algarismo ainda irá ouvir uma mensagem, alertando sobre a mudança. Só depois desse período é que as ligações terão que obrigatoriamente incluir o dígito nove à esquerda.


Lions Clube empossa nova diretoria neste sábado em Amambai

Cerimônia de posse está prevista para às 19h30 na sede do clube de serviço.

O Lions Clube Cidade Crepúsculo empossa nova diretoria neste sábado, dia 18 de junho, em Amambai.

A cerimônia de posse está marcada para acontecer a partir das 19h30 na sede do Lions Clube, situada na Avenida Pedro Manvailler, ao lado da Associação Comercial, na região central da cidade.

Assume a presidência do clube de serviço para o ano leonistico 2016/2017 o produtor rural Alceu Soares Neto

ORREIODAFRONTEIRA 11500.OOO
Diversos

MUITO 0BRIGADO INTERNAUTAS PELOS  ONZE MILHÕES E QUINHENTOS MIL ACESSOS. CONTINUE CONOSCO E FIQUE SEMPRE BEM INFORMADO-CORREIODAFRONTEIRA- O PRIMEIRO SITE DE AMAMBAI.


 


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

DA TARDE
Diversos
RODOVIAS
Diversos

Chuva agrava problemas na região sul e buracos tomam conta de rodovias

MS-156 entre Amambai e Caarapó e MS-289, que liga Amambai a Coronel Sapucaia, estão intransitáveis; Agesul anuncia tapa-bura

Trecho da MS-156 tomado por buracos entre Caarapó e Amambai (Foto: Eliel Oliveira)Trecho da MS-156 tomado por buracos entre Caarapó e Amambai (Foto: Eliel Oliveira)

As chuvas constantes que levaram vários municípios de Mato Grosso do Sul à situação de emergência desde novembro do ano passado continuam castigando as regiões sul e de fronteira com o Paraguai. Além dos estragos nas cidades, na zona rural os maiores transtornos são enfrentados nas estradas, como ocorre em Amambai, a 360 km de Campo Grande.

 

A MS-156 e a MS-289, duas rodovias que ligam Amambai a cidades vizinhas estão tomadas de buracos. Moradores reclamam que as crateras na pista causam estragos e retardam a viagem, principalmente para deslocamento até a Capital. A preocupação se agrava com a proximidade da colheita do milho segunda safra, que começa neste mês.

O trecho de 77 km da MS-156 entre Amambai e Caarapó, que já estava cheio de buracos há seis meses, ficou intransitável com as chuvas ocorridas em maio.

MP cobra providência – São tantos buracos na estrada – principal acesso dos moradores de Amambai e de outras cidades da região à BR-163 – que os promotores de Justiça Luiz Eduardo Sant’Anna Pinheiro e Nara Mendes dos Santos Fernandes cobraram providências do governo do Estado.

O tapa-buraco foi feito por uma empresa contratada pelo Estado, mas com tanta chuva a estrada já está novamente intransitável. Segundo moradores da região, algumas crateras vão de um lado ao outro da pista, pavimentada em 2005.

Coronel Sapucaia – Outra rodovia afetada pela chuva na região de Amambai é a MS-289, que liga ao município de Coronel Sapucaia, já na fronteira com o Paraguai. Existem buracos em quase todo o trecho de 45 quilômetros, mas a situação é mais grave próximo a uma curva, na região da Estância Dez de Maio.

A rodovia esburacada virou pesadelo para os 15 mil habitantes de Coronel Sapucaia, que não possuem outra estrada pavimentada para chegar a cidades maiores, como Amambai, Ponta Porã e Dourados.

Rota de escoamento da produção agropecuária, a rodovia também é usada por paraguaios que moram em Capitán Bado, cidade vizinha de Coronel Sapucaia. Muitos cidadãos do outro país circulam pelo território de Mato Grosso do Sul para chegar a Pedro Juan Caballero e Salto Del Guairá, dois importantes centros comerciais do Paraguai.

Em dezembro de 2015, a chuva derrubou um aterro e deixou a rodovia interditada. O problema foi resolvido pelo governo do Estado, mas agora os moradores cobram a manutenção do asfalto.

Por meio da assessoria de imprensa, a Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos) informou hoje (3) que apenas serviços de tapa-buraco estão previstos para essas duas estradas.

POLITICANDO
Diversos

Fischer é escolhido pré-candidato a vice de Gilmar Vicentin

Nome do vereador e funcionário público foi escolhido como pré-candidato a vice-prefeito através de consulta com a comunidade.

Vereador Fischer é pré-candidato a vice-prefeito de Gilmar Vicentin / Foto: Assessoria

Vereador Fischer é pré-candidato a vice-prefeito de Gilmar Vicentin / Foto: Assessoria

Amambai (MS) - Através de uma consulta pública realizada com a comunidade amambaiense, o grupo que faz oposição a atual administração municipal e tem como pré-candidato a prefeito o empresário Gilmar Vicentin (PDT), escolheu o nome do vereador Luiz Fernando Fischer (PT do B) como pré-candidato a vice-prefeito.

O anúncio foi feito na tarde deste sábado (4), em uma reunião realizada com os presidentes dos partidos políticos que compõem o grupo: PDT (Partido Democrático Trabalhista), PT do B (Partido Trabalhista do Brasil), PTB (Partido Trabalhista Brasileiro), PSD (Partido Social Democrático), PP (Partido Progressista), PHS (Partido Humanista da Solidariedade), PSDC (Partido Social Democrata Cristão) e PEN (Partido Ecológico Nacional).

Assim como havia informado a toda comunidade amambaiense, o grupo realizou uma consulta popular com o nome de cinco indicados a pré-candidato a vice-prefeito – Fischer, Cida Farias, Pastor Sergio, Coconho, Josmair Carsoso e Cristhian Pissini – pois era de consentimento de todos que a maneira mais democrática de escolher um nome era ouvir a população.

Fischer, como é mais conhecido, está em seu primeiro mandato como vereador pelo PT do B e também é funcionário público estadual da Agesul. Já exerceu também a função de secretário municipal de serviços urbanos na administração anterior onde adquiriu uma experiencia administrativa e um trabalho reconhecido.

"Fiquei muito feliz com o resultado e agradeço muito a aqueles que estão confiando em mim. Com muita fé em Deus e trabalho duro, eu e o Gilmar vamos juntos buscar melhorias e desenvolvimento para toda a população de Amambai" destacou Fischer.

O pré-candidato a prefeito Gilmar Vicentin ficou muito satisfeito com o resultado e agradeceu o apoio recebido de todo o grupo e dos nomes que participaram da consulta. "Fiquei muito satisfeito com o resultado da consulta, todos os nomes apresentados à população são capacitados e isso demonstra a força do nosso grupo. O Fischer é uma pessoa comprometida com Amambai e juntos vamos buscar trazer de volta o desenvolvimento para toda a nossa gente" disse Gilmar Vicentin.

Gilmar também destacou a importância da união e fortalecimento do grupo político e a busca de novas alianças para o desenvolvimento da cidade. "Nosso grupo está cada vez mais unidos e forte no propósito de realizar um projeto que irá desenvolver nossa cidade. Nós não estamos fechados e estamos buscando o fortalecimento político com outros partidos, como o DEM, PSC, PT e PR, pois acredito que a participação de todos é muito importante para o desenvolvimento de ideias e projetos" destacou Gilmar Vicentin.


AMAMBAI

FR. BANDEIORA-PSDB- PRÉ CANDIDATO DA SITUACÃO

GILMAR VICENTIM-PDT-  BUSCA VICE, PRÉ CANDIDATO DA OPOSIÇÃO

Vereador de Amambai, Valter Brito (DEM) 
Foto: Moreira Produções

VALTER BRITO- DEM- CORRE POR FORA

RODRIGO DEIXA A PREFEITURA DE AMAMBAI E É COGITADO PARA VICE.VAMOS AGUARDAE...NA FOTO COM O AMIGO EMPRESARIO JAIME VIZZOTTO



Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

17º RCMec – Visita da Comitiva de Oficiais de Nações Amigas
Diversos

No dia 16 de junho, o 17º Regimento de Cavalaria Mecanizado recebeu a visita de uma comitiva de Oficiais de Nações Amigas (ONA) composta pelo Cel Carlos Campos Ruilobar, da Força Aérea Boliviana, Cel DCEM José Maria Balbuena e Maj Carlos Aurélio Benitez Peyrat, do Exército Paraguaio, acompanhados pelo Cel Inf Av André Nilson Germano do Ministério da Defesa e pelo Maj Gilvan Nascimento Santos Junior do Centro de Operações (COP) do CMO.

Na oportunidade, a comitiva acompanhada pelo Cel Régis Rodrigues Nunes, Cmt do Rgt e seu Estado-Maior, visitou as instalações do Centro de Operações (COP), participou de uma palestra e uma apresentação de equipamentos do Projeto Estratégico do Exército SISFRON (Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras), visitou as instalações da Seção de Instrução de Blindados (SIB) e verificou a atuação do Regimento em um Posto de Bloqueio e Controle de Estradas (PBCE) instalado no Posto Fiscal da Polícia Militar Rodoviária Estadual em Amambai-MS.

Fotos: Cb EP Victor


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

DA HORA 2
Diversos

Amambai sedia 3ª etapa do Estadual de Velocross no domingo (19)

A prova aconteceria inicialmente no mês de maio, mas teve que ser adiada devido ao mau tempo

Os pilotos começam a correr às 12h / Foto: Moreira Produções

Amambai (MS)- No domingo (19) a pista de Motocross Wagner Bampi Paixão em Amambai será palco da 3ª etapa Estadual de Velocross, que é organizado pela Amaral Racing e Pancera Competições em parceria com o motoclube local.

O evento estava marcado para acontecer inicialmente no mês de maio, mas devido o mau tempo, teve que ser adiado por duas vezes.

São esperados cerca de 200 pilotos, oriundos de várias regiões do Estado, como Campo Grande, Dourados, Antônio João, Coronel Sapucaia, Ponta Porã, Paranhos e entre municípios. Os pilotos estarão disputando em doze categorias: Cadete, Vx4 Nacional, Pratas da Casa "A", Batom, 230, Nacional Iniciante, Força Livre Nacional, Pratas da Casa "B", Vx3 Nacional, Vx3 Importada, Mini moto e Open.

O evento proporciona adrenalina, que iniciam na parte emoção e alegria para os presentes desde os treinos da manhã e se estendem por toda a tarde de sábado (18), véspera da competição, já virou tradição no município, que realiza todos os anos o certame.

Os pilotos começam a correr a partir das 12h.

 

CAA vence nos pênaltis e Amambai vai às quartas da Copa Morena 2016

No tempo normal a partida terminou empatada em 1x1 e nos pênaltis, após quatro cobranças desperdiçadas, venceu a equipe amambaiense por 2x1.

Amambai (MS) - Em uma partida de tirar o fôlego, o CAA/Santa Rosa bateu o favorito Sete de Setembro de Dourados nas cobranças de penalidades máximas pelo placar de 2x1 na noite dessa sexta-feira, dia 17 de junho, em Miranda e Amambai está nas quartas de final da Copa Morena de Futsal 2016.

No tempo normal de jogo o time comandado pelo técnico Ramão Fubica, virou o primeiro tempo perdendo pelo placar de 1x0, gol marcado pelo jogador Afeife, que no ano passado (2015) integrou o elenco do CAA/Santa Rosa, que ficou em terceiro lugar na competição estadual.

No segundo tempo a equipe da "Cidade Crepúsculo" voltou jogando melhor, empatou com o jogador Rodriguinho e até teve oportunidade de virar o placar, mas os gols não saíram.

Com o empate em 1x1 no tempo normal, a decisão da vaga foi para as cobranças de pênaltis e, para o desespero da torcida, a equipe amambaiense desperdiçou as duas primeiras cobranças com os jogadores, Casão e Tiago, mas João e Rato também desperdiçaram para o Sete e a primeira série de cobranças foi sem gol até a última rodada, quando Paulinho converteu para o CAA/Santa Rosa e Afeife marcou para o Sete de Dourados.

Na primeira série de cobranças alternadas, Dodô marcou para a equipe amambaiense e Gustavo desperdiçou a cobrança para o Sete, garantindo assim a dramática classificação do CAA/Santa Rosa para a terceira fase da 38ª Copa Morena, considerada a maior competição do salonismo do Centro-Oeste brasileiro.

Com a classificação garantida, a equipe de Amambai volta à quadra pela competição estadual no dia 9 de julho, um sábado, para enfrentar o vencedor de Funcerb Rio Brilhante e Angélica, jogo que acontece no dia 2 de julho em Rio Brilhante.

Para a partida do dia 9 o técnico Ramão Fubica já terá de volta no elenco um dos astros do time, o paraguaio Walter Vilhalba, com passagem inclusive no futsal europeu, mas que estava fora da equipe a duas partidas, cumprindo suspenção automática por conta e uma expulsão ainda na primeira fase da competição.

Campanha "Sócio Torcedor" em andamento

Ainda está em andamento em Amambai a campanha "Sócio Torcedor". O objetivo da campanha é angariar fundos para manter o forte elenco do Clube Atlético Amambaiense (CAA) na continuidade da Copa Morena, considerada a maior competição do salonismo do Centro-Oeste brasileiro.

Segundo a organização ao comprar o número, que terá um custo de R$ 20,00 cada, além de ajudar a equipe da casa e a evolução do esporte amambaiense no cenário estadual, o colaborador vai concorrer, por meio de sorteio, ao um prêmio equivalente a 20% do valor arrecadado.

Se todos os números disponibilizados forem vendidos, um total de 1.000, o prêmio à ser sorteado será de R$ 4 mil.

Maiores informações sobre o Sócio Torcedor poderão ser obtidas pelo fone (67) 9983-7632.

Camisetas à venda

Também estão a venda as camisetas oficiais do CAA/Santa Rosa. A unidade custa R$ 50,00 e pedidos e reservas poderão ser feitas pelo fone (67) 99983-7632.

Veja lista de apoiadores do CAA/Santa Rosa na Copa Morena:

Clínica Bandeira, Vallota Calçados, Grupo Vicentin, Michel Automóveis, São Luiz Tintas, Lojas Veneza, Solutti Certificação Digital, Colégio CELQ, Amambai Madeiras, Total Seguros, Aurium Joias, Radio Auxiliadora, Copagaz - 3R Distribuidora, Residencial Santa Rosa, Agro Industrial Mark, JJL Informática, Vale Veículos, Grupo "A Gazeta", C & C Construtora, Cooperativa Sicredi, Residencial Analy, Agrícola Verdes Campos, Soccer Union, Vereador Prego.

Veja o elenco do CA/Santa Rosa para a Copa Morena 2016:

Goleiros: Marcinho (Campo Grande), Jackson (Amambai)
Fixos: Mateus Kasão (Campo Grande), Paulinho (Douradina)
,Alas: Juninho Penzo (Antônio João), Rodrigo Teixeira (Campo Grande), Valter Vilhalba (Paraguai), Felix Arias (Coronel Sapucaia) Rafael Toledo (Amambai) Wendy (Amambai) Jean (Amambai) Elerson (Amambai), pivôs: Tiago Binati (Campo Grande) e Dodô (Campo Grande).

Técnico: Ramão Júnior (Fubica)

Diretor-executivo: Odil Puques

 

9h14

18 de Junho - Dia da Imigração Japonesa

A imigração japonesa começou no início do século XX, como um acordo entre o governo japonês e o brasileiro, uma vez que o Japão vivia uma crise. Do outro lado, o Brasil necessitava de mão-de-obra para a lavoura do café.

A colônia japonesa do Brasil está dividida em: isseis, nisseis, sanseis e yoseis.

Origem do Dia da Imigração Japonesa

A Imigração Japonesa é comemorada no dia 18 de junho porque foi a data que o primeiro navio chegou ao Brasil com imigrantes japoneses, no Porto de Santos, em 1908.

O navio Kasato Maru trouxe 165 famílias que vieram para trabalhar nos cafezais, outros na exploração de borracha na Amazônia ou nas plantações de pimenta no Pará, que eles próprios trouxeram.

A maior parte dos japoneses eram camponeses pobres, oriundos das províncias do Sul e do Norte do Japão.

Oficialmente, o Dia Nacional da Imigração Japonesa foi instituído no Brasil através da Lei nº 11.142, de 25 de julho de 2005.

 

 


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

SABRINA
Diversos 09h10

Sabrina Sato surge nua em foto na web e causa alvoroço

Imagem de Sabrina Sato nua deixou os internautas babando (Reprodução/ Instagram)

A fotógrafa Pedrita Junckes causou um alvoroço no Instagram ao compartilhar com seus seguidores uma foto em que Sabrina Sato aparece nua, usando apenas adesivos cor de rosa e a mão para se cobrir.

Pedrita Junckes não explicou de que ensaio a imagem de Sabrina Sato fazia parte e apenas legendou a foto com a palavra “unpublished” (não publicada, em português).

Há cerca de uma semana, a fotógrafa Pedrita Junckes acompanhou Sabrina Sato em uma viagem ao Marrocos, onde a apresentadora gravou algumas matérias ao ser convidada pelo Consulado do Marrocos para participar do carnaval de lá.



Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

POLICIA
Diversos 37

PM encontra três corpos carbonizados em área rural de Três Lagoas

Carro com três corpos carbonizados foi encontrado pela Polícia Militar de Três Lagoas numa área rural nesta sexta-feira (17), por volta das 15h. Não há informações sobre as vítimas, conforme o Jornal do Povo.

 

Moradores de uma fazenda distante 35 km de Três Lagoas informaram a Polícia Militar sobre a localização de veiculo perto de uma plantação de eucaliptos. No local, os policiais encontraram um carro modelo Corsa, cor prata, com placas de Ribeirão Preto (SP).

No banco de dados do Sinesp (Sistema Nacional de Informações de Segurança Pública) não há registro de furto de veículo semelhante. Segundo a polícia, um dos corpos estava dentro do porta malas, outro em cima do banco traseiro e o terceiro no chão do veículo, entre os bancos dianteiros e traseiros.

Em um dos corpos, de acordo com o Jornal do Povo, a polícia encontrou corrente com crucifixo e armação de óculos. Nenhum documento foi localizado.

Perto do local havia um dichavador (objeto usado para esfarelar tabletes de maconha) e segundo a Polícia Militar, o crime pode ter acontecido entre a noite de quinta-feira (16) e madrugada desta sexta-feira.

Os corpos foram removidos até o Imol (Instituto Médico Odontológico Legal) de Três Lagoas e o veículo levado ao pátio da Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) por guincho da Polícia Militar.

Nove suspeitos de participarem de ataque que matou Jorge Rafaat são indiciados

Ministério Público paraguaio diz que nove suspeitos foram indiciados

Polícia paraguaia tem nove suspeitos de participar da emboscada que matou o narcotraficante Jorge Rafaat Toumani na quarta-feira (15), em Pedro Juan Caballero. O carioca Jorge dos Santos Lima, de 34 anos, que seria integrante da facção criminosa Comando Vermelho, é apontado como o atirador que operou arma antiaérea.

De acordo com o site paraguaio ABC Colors, promotora Camila Rojas informou que todos os nove suspeitos já foram indiciados. Destes, apenas Jorge dos Santos é acusado pelo homicídio e os demais eram seguranças particulares de Rafaat.

Sobre Jorge dos Santos Lima, promotora informou que ele manipulou a metralhadora antiaérea instalada na parte de trás de uma caminhonete e foi gravemente ferido durante o ataque. Segundo o site, suspeito é ex-militar do Exército Brasileiro e, em 2011, teria jurado publicamente lealdade ao Comando Vermelho.

Depois do tiroteio suspeito conseguiu escapar e foi abandonado por comparsas em hospital de Pedro Juan Caballero, de onde foi transferido para o Hospital Metropolitano em Fernando de La Mora, onde está em estado grave e sob escolta da Polícia Nacional.

Promotora informou que mais detalhes sobre o caso ainda não serão divulgados para não atrapalhar as investigações. "Vamos tentar encontrar o verdadeiro culpado. Estamos apenas começando as investigações", disse ao ABC Colors.

ATAQUE

Condenado em 1ª instância pelo juiz federal Odilon de Oliveira, em 2014, por tráfico internacional de drogas, Jorge Rafaat foi morto na noite de ontem durante tiroteio em Pedro Juan Caballero.

O criminoso foi cercado por pistoleiros em seu carro blindado e mesmo fortemente armado e cercado por seguranças, não resistiu aos tiros disparados de armamento antiaéreo.

De acordo com informações do site paraguaio ABC Color, o ataque é atribuído ao ''barão da droga'' Chimenes Jarvis Pavão, em parceria com a organização criminosa do Brasil Primeiro Comando da Capital (PCC).

Tiroteio começou durante a noite de quarta-feira e se estendeu até a madrugada de quinta-feira. Segundo o noticiário, foram cerca de quatro horas de enfrentamentos entre duas facções na disputa pelo território do tráfico de drogas.

Ainda segundo o ABC Color, depois de cessado os tiros, dois estabelecimentos comerciais foram incendiados. Por volta das 4h30 de ontem, loja de nome "Pneus Porã" e outro comércio foram, simultaneamente, tomados por fogo. Um dos pontos seria de propriedade do traficante morto Jorge Rafaat. Bombeiros combateram as chamas.

Na manhã de hoje, escritório de segurança privada do traficante foi alvo de tiros de fuzil. Além disso, criminosos também jogaram gasolina nas salas, mas não atearam fogo.

Fonte: correiodoestado


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

DA MANHÃ
Diversos

Brasil refuerza control militar en la frontera tras asesinato

El ministro de Defensa de Brasil, Raúl Jungmann, dijo que a su gobierno le preocupa el poderío armamentista del crimen organizado en sus fronteras con Paraguay. Afirmó que se aumentó la cantidad de militares en la zona de Ponta Pora, que limita con Pedro Juan Caballero, tras el asesinato de Jorge Rafaat.

CIUDAD DEL ESTE (Mariana Ladaga, de nuestra redacción regional). El ministro Jungmann visitó ayer Foz de Yguazú para verificar los trabajos que las Fuerzas Armadas de su país desarrollan en el marco del operativo “Ágata 11”. En conferencia de prensa, afirmó que el ataque entre narcos, en el que murió Jorge Rafaat, “nos preocupa muchísimo, atendiendo el nivel de organización y el poder de fuego, con ametralladoras que demostraron las facciones criminales”.

“Creo que Brasil tiene que intentar, en cooperación con los vecinos y por medio de una actitud diplomática, inhibir este comercio de armas que es un atentado a nuestras poblaciones. Creo que una actuación conjunta de los países fortalecería, ayudaría mucho”, dijo. Agregó que debido a la crítica situación que se vive en la frontera entre Pedro Juan Caballero y Ponta Porã (Brasil), ya se amplió la presencia de militares en esa región.

El funcionario contó que para reforzar la seguridad en la frontera, el martes, Brasil recibirá un satélite israelí, de baja altitud, con capacidad de resolución de hasta medio metro, que puede identificar matrículas y personas. El aparato estará de prueba seis meses y será utilizado con miras a los Juegos Olímpicos, pero que se pretende la utilización de este y más satélites posteriormente.

Consideró que la solución definitiva pasa el relacionamiento diplomático, la cooperación con los gobiernos estaduales y municipales y el proyecto Sisfron (Sistema Integrado de Monitorami

ento de Fronteras).

Guerra na fronteira acende debate sobre sanções a países fornecedores de armas

Secretário do RJ e governador de MS defendem mudanças

A execução do brasileiro Jorge Rafaat, de 56 anos, morto na quarta-feira (15) em uma emboscada com tiros de armamento pesado em Pedro Juan Caballero, na fronteira com Mato Grosso do Sul, reacendeu o debate sobre a possibilidade de impor sanções comerciais a países que “exportam” armas. A proposta foi defendida nesta sexta-feira (17) pelo secretário de Segurança Pública do Rio de Janeiro, José Mariano Beltrame. Rafaat era chamado de "Rei da Fronteira" e tido como um dos barões do tráfico na região.

Para o secretário do Rio, a guerra instalada na fronteira deve beneficiar fações criminosas que atuam no eixo Rio-São Paulo, como PCC (Primeiro Comando da Capital) ou CV (Comando Vermelho), que seriam as “herdeiras” diretas do espaço criado com a violenta morte do homem conhecido como “Rei da Fronteira”.

“Isso, na minha experiência, na minha visão, vai ter um impacto muito ruim, principalmente nos grandes centros brasileiros. Assim como aquela metralhadora ponto 50 estava do outro lado da rua, ela poderia estar aqui dentro. E quem garante que equipamentos dessa natureza já não estejam aqui no país?”, afirmou Beltrame em evento no Rio.

Ele se referia ao armamento de guerra utilizado no assassinato de Rafaat. Mesmo em um veículo com blindagem pesada, o narcotraficante foi morto por tiros de metralhadora .50, arma antiaérea de uso restrito das Forças Armadas. A emboscada que resultou nesse assassinato ocorreu a poucos metros da fronteira seca entre o Paraguai e Ponta Porã, município sul-mato-grossense a 313 quilômetros de Campo Grande.

"Aqui no país já tivemos cenas cinematográficas, como as ocorridas no Paraguai. No Rio de Janeiro já tivemos situações assim, em São Paulo, e há um mês, em frente ao Hospital Cristo Redentor, em Porto Alegre. Em todas as ações, as armas usadas eram procedentes do Paraguai e também da fronteira com o Uruguai”, destacou. “Não podemos ficar aqui sendo alimentados por um ou dois lugares, gerando no Brasil inteiro uma guerra irregular, porque temos de cumprir uma série de requisitos para comprar uma arma, e essas pessoas trazem de fora armas que não temos aqui, sem nenhum tipo de compromisso”, pontuou o secretário, para quem países que não conseguem controlar a “exportação” dessas armas devem sofrer sanções comerciais.

O governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB), avalia que é fundamental o reforço do controle de fronteira. “A violência já está tendo, não é que vai ter. O que aconteceu lá dentro precisa mais do que nunca fortalecer a segurança na fronteira. O governo federal mandar mais efetivo na fronteira. Vamos ter uma diminuição dessa tensão. Se for olhar o quantitativo de forca federais, [as fronteiras] estão abertas. É mais presença das forças federais”, defende.

(Com informações da Agência Brasil)

Agentes encontram presos enforcados em banheiros da Máxima após banho de sol

Três mortes em dois dias

Na tarde de sexta-feira (17), por volta das 15 horas, dois detentos que cumpriam pena no Estabelecimento Penal Jair Ferreira de Carvalho, a Máxima, foram encontrados mortos, enforcados. Os presos foram identificados como Marcos Antonio Bispo, de 28 anos, e Djalma da Silva Adão, de 25 anos.

 

Conforme o boletim de ocorrência registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Centro, após o banho de sol, agentes penitenciários encontraram os presos enforcados, pendurados em cordas. Segundo o registro policial, Marcos e Djalma estavam um em cada banheiro do Pavilhão II, Galeria A, no piso superior.

Delegado da Depac e Perícia estiveram no local acompanhando o caso, que é tratado como morte a esclarecer. Marcos Antônio cumpria pena por um latrocínio, crime ocorrido em 2012. Já Djalma era acusado de trocar tiros e tentar matar policiais militares, na época da Cigcoe (Companhia Independente de Gerenciamento de Crises e Operações Especiais), também em 2012.

Três mortes

Na tarde de quinta-feira (16), Jorge Sales Kramer, de 37 anos, foi encontrado morto no solário da Máxima, por volta da 15h30. Ele estava sentado, encostado na parede, e tinha no colo um prato de plástico azul com um pó branco. Jorge estava preso há 12 anos e cumpria pena por roubo. As mortes são investigadas pela Polícia Civil.

Coffee Break, ofensa e calúnia' deixam 15 vereadores na lista de cassação

Comissão de ética deve receber pedidos nesta segunda

Em tramitação na Câmara Municipal de Campo Grande, pedidos de cassação protocolados contra 14 vereadores devem chegar nas mãos da Comissão de Ética na próxima segunda-feira (20). Desta forma, a comissão terá ao menos 15 nomes para julgar possível quebra de decoro parlamentar, já que o caso de Luiza Ribeiro (PPS), do ano passado, ainda não foi julgado.

Os novos nomes estavam sob análise da Procuradoria da Casa Leis, que julga se o pedido tem ou não sustentação e se deve ser levado adiante. Segundo a assessoria do Legislativo, “a procuradoria garantiu que, apesar do volume, todos pedidos estarão na Comissão segunda-feira”. A lista aumenta de 1 para 15 vereadores com inclusão dos denunciados na Coffee Break e de Roberto Durães (PSC), que ofendeu a mãe do prefeito. Resta saber se a procuradoria dará parecer favorável a todos os pedidos.

Em todos os casos, as penas previstas pelo regimento interno variam de simples advertência até a cassação de mandato por quebra de decoro parlamentar.

 

Coffee Break

Na lista estão os 13 vereadores denunciados pela Operação Cofee Break: João Rocha (PSDB), Carlos Augusto Borges (PSB ), Valdecy Batista, o Chocolate (PTB), Gilmar da Cruz (PRB), Jamal Salem (PR), Eduardo Romero (REDE), Edson Shimabukuro (PTB), Edil Albuquerque (PTB), José Airton Saraiva (DEM), Flavio Cesar (PSDB), Paulo Siufi (PMDB), Otávio Trad (PTB) e Mário Cesar (PMDB). Além destes nomes, também está nas mãos da procuradoria, caso do vereador Roberto Durães (PSC) que ofendeu mãe do prefeito no mês passado.

A divulgação dos denunciados implicou em protocolo de pedido de cassação  dos vereadores listados pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado) em operação que apura suposta compra de votos para a cassação do prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP), em março de 2014.

O pedido de cassação foi feito pelo mesmo grupo grupo que recolhe assinaturas para emplacar ação popular para diminuir o salários dos vereadores.

Ofensa

O vereador Roberto Durães foi alvo de inúmeras críticas após ofensa à moral da mãe do prefeito Alcides Bernal (PP), dizendo que conhecia a idosa 'no silêncio dos edredons' e também corre risco de cassação. O incidente ocorreu no início do mês de maio e teve grande repercussão negativa à imagem parlamentar.

Ele chegou a fazer retratação pública, tanto na Câmara, quanto por meio de nota oficial, mas não ficou isento de punições, como chegou a ser sinalizado na época pela Câmara que ficaria. Logo após, entidades ligadas à mulher e até mesmo o prefeito, através de assessoras, protocolizaram pedido de cassação do vereador.

Nos documentos protocolados, foi pedido instauração de processo ético, justificando que o ato do parlamentar caracteriza crimes como injúria e violência doméstica contra a mulher e que por isso, ele deveria ser enquadrado em quebra de decoro.

Calúnia

Em novembro do ano passado, o vereador Carlos Borges (PSB) e representantes de oito partidos na Câmara Municipal protocolaram na Comissão de Ética pedido para que a vereadora Luíza Ribeiro (PPS) fosse inquirida sobre seu depoimento ao Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado) no qual citou haver 'mensalinho' para legisladores. Na ocasião, ela mesma disse não ter provas do fato.

Uma das justificativas para o pedido, segundo vereadores, foi de que a parlamentar teria cometido quebra de decoro, por ter feito acusações sem provas. O caso ainda não foi julgado.

Justiça reconduz prefeito afastado pela Câmara de Vereadores

Afastado por oito votos contra três

O prefeito Douglas Gomes (PP) de Bela Vista, cidade a 323 quilômetros de Campo Grande, afastado do cargo pela Câmara dos Vereadores no último dia 6 deste mês foi reconduzidso ao cargo de acordo com a decisão do juiz Vinicius Pedrosa Santos da 1° Vara Cível de Bela Vista.

“Concedo a liminar, inaudita altera parte e nos moldes do art. 7º, III, da Lei 12.016/09, para (1) assegurar ao impetrante, Douglas Rosa Gomes, o imediato retorno ao cargo de prefeito municipal de Bela Vista”, consta na decisão.

O prefeito foi afastado pelos vereadores por causa de uma licitação no valor de R$ 8 mil de um maquinário hidráulico ocorrido em janeiro deste ano. Oito vereadores votaram a favor e três contra o afastamento do prefeito.Douglas Gomes ficaria afastado por até 180 dias para apresentar a defesa.

Morte de prefeito

Douglas Gomes era vice-prefeito de Renato de Souza Rosa (PSB), encontrado morto com um tiro no peito em um apartamento de uma das filhas em Jardim, na manhã do dia 29 de outubro do ano passado. Um genro de Renato foi quem escutou o disparo e, ao entrar no quarto viu Renato morto com uma pistola ao lado, Na época as investigações apontaram o caso como suicídio.

Alvo de investigação de improbidade administrativa, Renato também foi afastado do cargo de prefeito. Quando foi encontrado morto, Renato estava afastado também por 180 dias.


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

CAFE DA MANHÃ
Diversos

Tripla colisão de carretas deixa morto e dois feridos na BR-163 em Rio Brilhante

Veículo carregado com grama acabou colidindo e motorista morreu na hora

Veículo carregado com grama acabou colidindo e motorista morreu na hora - Fotos: Maikon Junior/Rio Brilhante em Tempo Real

Tripla colisão registrada na noite de ontem (17) entre carretas deixou uma pessoa morta e outras duas feridas, entre elas uma criança de seis anos. O acidente ocorreu por volta de 23h na BR-163, próximo a Aroeira, distrito de Rio Brilhante.

Arlindo Francisco da Costa, 65, morador em Campo Grande acabou morrendo no local. Ele seguia no Mercedes Benz 1313 carregado com grama sentido Dourados na companhia da bisneta, Mariana Gomes de Souza, 6.

De acordo com informações preliminares apuradas pela polícia, Costa trafegava pela via quando invadiu a pista contrária por onde transitava o caminhão Volvo guiado por Everton Pedro Domingues, 30.

Para não colidir, Everton desviou o veículo para o acostamento, porém, o idoso acabou batendo na lateral e depois chocou-se frontalmente com o caminhão guincho da CCR MS Via, empresa que detém a concessão da BR-163 conduzido por Ivan Rogério Gonçalves, 42.

O socorro foi acionado, mas Arlindo não resistiu. Sua bisneta e Ivan acabaram feridos e levados aos hospitais de Nova Alvorada do Sul e Rio Brilhante, respectivamente e não correm risco de morte.

O caso ainda é investigado para saber o que teria ocasionado o acidente.

Caminhão da CCR MS Via

 

Esquadrilha da Fumaça trará show inédito em Mato Grosso do Sul

Esquadrilha da Fumaça EDA (Esquadrão de Demonstração Aérea

Aeronaves modelo Super Tucanos se apresentarão em shows inéditos - Foto e vídeo: Gizele Almeida

A Esquadrilha da Fumaça EDA (Esquadrão de Demonstração Aérea) se apresenta neste sábado (18), e trará um show aéreo inédito com sete aeronaves modelo Super Tucano em Mato Grosso do Sul. O evento acontece no aeroporto Francisco de Matos Pereira. A apresentação acontece a partir das 15h.

Conforme explica o capitão Glauber Lage Silva, os aviões são aquisições novas no Esquadrão, se enquadram no modelo A29 Super Tucano que se destacam pela beleza e dinamismo e com eles a equipe trará manobras diferenciadas que serão apreciadas pelo público, em especial aos apaixonados da área.

"São aeronaves com as quais começamos os trabalhos em julho de 2015, manobras novas com as máquinas que são rápidas e com um design e cor que se destacam bastante. Com certeza é um show para agradar a população e aos aficionados pela modalidade aérea", comentou.

Com previsão de um público de 40 mil pessoas, a organização do trânsito contará com a Agetran (Agência Municipal de Trânsito).

De acordo com a organização, o público se posicionará na área externa do Aeroporto com vista para o hangar. O presidente do Aeroclube de Dourados, Juliano Soares, destaca que é importante as pessoas anteciparem a chegada ao local, para evitar tumultos.

Presidente do Aero Clube explica dinâmicas da apresentação Presidente do Aero Clube explica dinâmicas da apresentação

"A visão será muito boa para quem acompanhar, esperamos um grande público, então é importante que as pessoas não deixem para chegar em cima da hora, assim garantindo tranquilidade, destacando que pode trazer banquinhos e teremos praça de alimentação", disse.

Para os apaixonados por aeromodelismo haverá uma exposição do que há de em novidades dos "aviõezinhos". Esses não voarão amanhã por conta do fluxo das aeronaves.

A apresentação dos Super Tucanos terá duração de 40 minutos e serão pelo menos 20 sequências de manobras em equipe e 50 individuais, o que envolverá pelo menos 20 militares, entre pilotos, mecânicos e equipe de apoio.

Como mostrado pelo Dourados News, o grupo de sete aeronaves pousou com manobras no aeroporto por volta das 15h desta sexta-feira (17).

Os interessados podem obter mais informações pelos telefones (67) 3421-0928 e (67) 9 8404 6021, ou diretamente na secretária do aeroclube nos dias do evento. No sábado haverá também exposição de aeromodelismo. O espetáculo é gratuito.

O vídeo abaixo mostra as aeronaves que participarão do show, posicionadas no Aeroporto de Dourados nesta sexta-feira (17):


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

CAMPO GRABDE
Diversos

Dagoberto do PDT ameaça candidatura de Alex do PT a prefeitura da Capital

A candidatura a prefeito de Campo Grande do vereador Alex do PT, após extensa negociação no partido para ser consenso, voltou a correr risco de não ser concretizada. O pleito do parlamentar as eleições 2016, passou a ser ‘preterida’ nos últimos dias, por alguns lideres da sigla, devido ao retorno a lista de prefeitáveis do deputado federal Dagoberto Nogueira (PDT). Apesar de ser de outro partido, mas fazendo parte do chamado ‘campo popular’, o pedetista conta com a simpatia de estrelas petista, como o agora colega de parlamento, Zeca do PT, que até já agiu publicamente e fez menção de apoio a Nogueira. Para Alex, que falou com Página Brazil ontem, nada mudou, estando na disputa com nome para ser homologado na convenção, e que poderíamos ratificar matéria já divulgada por nossa reportagem em abril, de que é candidato, e que a decisão é geral do partido e não de alguns caciques.

O PDT até já havia lançado o nome de Tereza Name, mas o deputado federal voltou a constar para entrar na disputa, porque no inicio do mês voltou a ser “ficha limpa”, livrando-se de condenação em primeira instancia, de processo que respondeu de quando foi secretario de Estado, no governo de Zeca. Dagoberto, mesmo ainda exercendo mandato, até então não poderia se apresentar como candidato nesta eleição, devido ter sido condenado por um colegiado, que o impedia de acordo com a Lei da Ficha Limpa. Contudo, ele recorreu, sendo absolvido pelo STF (Supremo Tribunal Federal) na ação em que era acusado de envolvimento em esquema de desvio de cerca de R$ 30 milhões, praticado por empresa contratada quando respondia como diretor-presidente do Detran.

Com este novo cenário, apesar de já ter anunciado Alex do PT, como pré-candidato a prefeito, certas lideranças do PT não descartam um eventual apoio ao deputado do PDT, no pleito eleitoral. O apoio, vem nada menos, da hoje única maior estrela do partido, o ex-governador e deputado federal, Zeca do PT, que até já fez reunião com a bancada estadual do partido, na semana passada e admitiu que tratou da entrada na disputa de seu aliado de anos. “Agora ele está livre para dar prosseguimento as questões políticas, se trata de um grande aliado e um nome forte na Capital”, declarou Zeca, que ainda lembrou que ele votou junto com o PT, contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT), na Câmara Federal.

Zeca e Dagoberto em campanhas anteriores
Zeca e Dagoberto em campanhas anteriores

Zeca, no último dia 09, na Assembleia Legislativa, se reunir com os deputados petista Amarildo Cruz, João Grandão, Cabo Almi e Pedro Kemp, onde ponderou que em Campo Grande deve se avaliar um fato novo, com a participação de Dagoberto no pleito, que é um grande nome do lado, convicções e perfil do partido. “Temos nosso pré-candidato, mas não podemos descartar esta opção, o Dagoberto é uma referência importante no campo popular, esteve e está sempre conosco. Podemos inclusive avaliar na frente por meio de pesquisas, qual a melhor possibilidade. Mas, hoje na pauta vimos toda conjuntura política municipal, estadual e federal. O partido precisa se preparar para os desafios deste ano”, disse o grã petista. O deputado Amarildo também reconheceu que a eleição municipal segue em discussão entre as lideranças do partido.

Dentro do PT

O então candidato petista, Alex, ratificou nesta quinta-feira (16) sua posição, que aponta já ter sido buscada e concretizada dentro do partido, vendo ainda com ceticismo e critica a interferência ou pratica da ‘politica de caciques’. “Sou o pré-candidato do PT, tenho história e o que apresentar para Capital. Trabalhei para isto, para construir a candidatura no partido. Dialogamos com todos os companheiros que também pleiteavam a posição. Agora não podemos fazer como outros partidos ou até mesmo no PT, como já sofremos, eu já sofri, com decisões de cúpula. Acabou época dos caciques e o partido já decidiu. Estamos até com nosso nome, conversando com outros partidos. O PCdoB, Psol e PHS estamos com boas tratativas e quase fechados, havendo mais espaço para dialogo é logico. O PDT também está incluído”, apontou Alex, que no final de abril já havia anunciado a desistência do deputado Almi e disse ser nome do PT a concorrer a prefeitura.

Biffi
Ex-deputado federal Antonio Carlos Biffi

O presidente regional do PT, ex-deputado federal Antonio Carlos Biffi, afirma que por enquanto nada muda e o Partido dos Trabalhadores mantém a pré-candidatura do vereador Alex. Segundo ele, possível apoio dos petistas, deve ser discutido no segundo turno, que será inevitável. “Ninguém consegue 51% dos votos”, diz. Para vencer em primeiro turno, o candidato precisa ter a maioria dos votos válidos. 
Zeca do PT assinala, porém, que caberá aos partidos, entre os quais o PT, procurar as articulações para defender um candidato forte representando as forças de centro-esquerda.

Histórico de Dagoberto

O deputados federal tem em seu curriculum pessoal, a marca de apoio e até ‘briga’ por todas as candidaturas de Zeca (1998-2002), e até do PT, sendo secretario em seu governo; disputou vagas no Senado em 2010, unindo novamente as duas siglas, quando Zeca voltou a disputar o governo do Estado.

Na questão da então condenação, Dagoberto em 07 de junho, foi absolvido pelo STF (Supremo Tribunal Federal) na ação em que era acusado de envolvimento em esquema de desvio de cerca de R$ 30 milhões praticado por empresa contratada na época em que era diretor-presidente do Detran.

Estando livre desta acusação, o deputado volta a constar entre os possíveis candidatos a prefeito em Campo Grande, com o apoio de partidos de esquerda. Inocentado, Dagoberto Nogueira deixa de ser “ficha suja” e passa a ter respaldo para entrar na lista dos pré-candidatos. “Pode embaralhar a sucessão municipal em Campo Grande”, avalia Zeca do PT, para quem o pedetista é “um nome forte” para a disputa.


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

MACONHA
Diversos

Polícia faz maior apreensão de maconha do ano em MS

A polícia apreendeu 6.720 quilos de maconha na madrugada de ontem (16), em uma estrada vicinal próxima à Maracaju, região sul do Estado.

Maconha estava escondida em caminhão tanque - Foto: Divulgação
Maconha estava escondida em caminhão tanque –

De acordo com o delegado Rodrigo Yassaka, titular da Denar (Delegacia Especializada de Repressão ao Narcotráfico), o motorista alegou ter sido contratado por traficantes. Ele será apresentado à imprensa no final da tarde de hoje.

Desde as primeiras horas da manhã, os policiais contaram os tabletes de maconha, que, conforme a polícia, era “consorciada” entre diversos traficantes e por isso estava embalada em diversas cores.

O caminhão-tanque já estava sendo monitorado e o flagrante ocorreu por meio de uma ação conjunta de policiais de Mato Grosso do Sul e do Paraná.

Após ser preso, o motorista foi levado para a sede do Garras (Delegacia Especializada de Repressão a Roubos a Bancos, Assaltos e Sequestros). Militares do Corpo de Bombeiros foram ao local e ajudaram a abrir o veículo e retirar a droga.

Eles disseram que a ajuda foi necessária porque a maconha estava armazenada em um compartimento onde havia vazamento de óleo.


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

OPERAÇÃO
Diversos

Mais de oito toneladas de maconha foram apreendidas na fronteira durante operação

 

Mais de oito toneladas de maconha, 25 quilos de cocaína e dezenas de armas foram apreendidas nas regiões de fronteira na primeira semana da Operação Ágata 11, que começou na segunda-feira (13). Informação foi repassada pelo ministro da Defesa, Raul Jungmann, na tarde de hoje, em Campo Grande.

Em Mato Grosso do Sul, as forças armadas se concentram na região de Ponta Porã e Corumbá, cidades que fazem fronteira com o Paraguai e a Bolívia. Ação envolve militares do Exército, Marinha, Aeronáutica e cerca de outros 20 órgãos ligados a segurança.

Ministro chegou hoje em Campo Grande e amanhã deve seguir amanhã para Corumbá. Visita tem objetivo de acompanhar o andamento da operação no Estado e consta no cronograma visitas e vistoria em postos de patrulha.

De acordo com o ministro, a operação assegura melhores condições de segurança já que inibe a continuidade de crimes, como tráfico de drogas e armas, contrabando e descaminho.

Ainda conforme Jungmann, a operação também inclui ações sociais voltadas a população, com atendimento médico, odontológico e fornecimento de medicamentos, e ações de combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, chikungunya e zika vírus.

“A ação é voltada para a defesa do país e esse esforço não é creditado apenas as forças armadas, mas as 20 outras agencias que participam conosco e contando com a colaboração dos países fronteiriços nesse esforço”, disse.

Considerada a maior mobilização feita no Brasil para combater ilícitos, a Ágata foi criada por decreto em junho de 2011 e é coordenada pelo Ministério da Defesa. Neste ano, também há o foco dos Jogos Olímpios Rio 2016, que acontecem em agosto.

Avaliada em R$ 6 milhões, 6,7 toneladas de maconha são apreendidas em MS

.

Avaliada em R$ 6 milhões, 6,7 toneladas de maconha são apreendidas em MS

Uma ação conjunta da Polícia Civil de Mato Grosso do Sul e do Paraná resultou na apreensão de quase sete toneladas de maconha na noite desta quarta-feira (15) em Vista Alegre, distrito de Maracaju, cidade a 158 quilômetros de Campo Grande. A droga estava dentro de um caminhão-tanque dirigido por Rodrigo Saches, de 30 anos. Após a pesagem a droga totalizou 6.720 quilos de maconha.

De acordo com a polícia, as investigações iniciaram após uma denúncia anônima de que o caminhão-tanque sairia de Cascavel (PR), para buscar a droga em Ponta Porã e entregá-la em Campo Grande (MS). Posteriormente o caminhão retornaria para o Paraná. De acordo com a polícia, o caminhão não pertence a empresa que consta na adesivagem do veículo, colocada para tentar ludibriar a polícia.

As equipes policiais dos dois estados então se uniram e iniciaram um trabalho de inteligência para apurar a situação. Mais de 25 policiais participaram da ação e se espalharam por diversas regiões de Mato Grosso do Sul até localizar o veículo com as mesmas características.

“Para o sucesso desta operação foi fundamental as forças de Segurança Pública se unirem com o mesmo objetivo, desarticular o tráfico de drogas entre os estados vizinhos, além de tirar de circulação uma grande quantidade de droga que seria comercializada em todo Paraná”, disse a delegada-adjunta da Denarc, Camila Ceconello.

O caminhão, a droga e o motorista foram encaminhados para a sede da Delegacia Especializada de Repressão ao Narcotráfico (Denar) de Campo Grande.

De acordo com a polícia, o trajeto feito pelo motorista demonstra que ele tentava desviar das barreiras policiais estabelecidas pela força-tarefa da Polícia Federal e até mesmo da Operação Agatha da Polícia Rodoviária Federal (PRF), que tem como objetivo reduzir os índices de criminalidade e reprimir crimes transfronteiriços como o tráfico de pessoas, drogas, armas e munições, além de contrabando de mercadorias.

O delegado João Paulo Sartori da Denar comentou sobre a importância da integração entre as polícias. “O trabalho integrado entre as forças de Segurança Pública dos dois estados resultou em uma grande apreensão na região de fronteira”, finalizou.

Na delegacia, o homem informou que receberia R$ 5 mil para realizar o transporte da droga. O suspeito foi autuado em flagrante por tráfico de drogas e encontra-se preso na Denar de Campo Grande à disposição da Justiça do Mato Grosso do Sul. Se for condenado, a pena pode variar de cinco a 15 anos de reclusão.

Brasil não tem dinheiro e vontade política para pôr Exército na fronteira

Falta de interesse político do Congresso Nacional emperra todo investimento para a segurança das fronteiras do país

O Exército Brasileiro só não aumenta sua presença nas fronteiras por falta de dinheiro e desinteresse político do Congresso Nacional. Pelo menos é o que justifica o ministro da Defesa, Raul Jungmann, que está em Mato Grosso do Sul para acompanhar os trabalhos de uma operação das Forças Armadas em área fronteiriça.

Veja Mais
Após cancelar agenda na fronteira, ministro reúne-se com militares na Capital
Com aeroporto fechado, ministro da Defesa cancela agenda na fronteira

As declarações de Jungmann ocorrem dias depois que Jorge Rafaat Toumani, chamado de "Rei da Fronteira" e apontado como um dos maiores traficantes de drogas da região, foi morto em um atentado no Centro de Pedro Juan Caballero, que faz fronteira com Ponta Porã. No ataque, até armamento antiaéreo foi utilizado.

O avanço da violência na fronteira – além da morte de Rafaat, na terça feira um policial civil foi assassinado em Paranhos, outro município na fronteira – no mesmo período da Operação Ágata 11, teoricamente feita pelo Exército para inibir criminosos, colocou Jungmann em uma saia justa em entrevista coletiva na tarde desta sexta. Ao jogar a culpa pela ausência dos militares na fronteira à crise financeira e ao Congresso, se viu obrigado a defender suas tropas.

“Estamos engessados por falta de recursos. O Brasil vive uma estagnação financeira e isso tudo reflete na questão de aumentar efetivamente a fiscalização na fronteira. O Exército dispõe de recursos humanos, logística e demais predicados para fazer esse trabalho, mas falta vontade política. Não falta vontade da parte do Ministério da Defesa, mas sim a liberação de recursos que emperra no Congresso Nacional”, disse durante entrevista coletiva na Base Aérea de Campo Grande.

Um exemplo dessa falta de recursos que acaba prejudicando o investimento na segurança da fronteira é o programa Sisfron (Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras). “É uma ferramenta importantíssima para fazer a fiscalização da fronteira de forma rigorosa por meio da tecnologia, mas para o funcionamento ainda faltam R$ 18 milhões”, citou o ministro, reiterando a falta de interesse político. “Um país que tem uma receita como o nosso poderia disponibilizar esse recurso para colocar logo em funcionamento o sistema”, completou.

Atentados – A execução do empresário e narcotraficante Jorge Rafaat Toumani na noite de quarta-feira (15) no centro de Pedro Juan Caballero, cidade paraguaia que faz fronteira com Ponta Porã, acabou criando um clima de “guerra” na fronteira com o país vizinho. Mas conforme o ministro, a situação só não foi agravada por conta da presença dos militares do Exército durante a Operação Ágata 11 do lado brasileiro.

“Essa situação foi muito grave, mas temos que destacar que esse conflito se deu em outro país. O fato de ter presença militar na região foi um fator de estabilização e evitamento, o que impediu que aquela guerra pudesse, inclusive nos alcançar e ser pior. O fato de termos expandido o monitoramento foi um fator muito importante neste caso.”, afirmou Jungmann.

Já na terça-feira (14), o policia civil Aquiles Chiquin Júnior, 34, foi executado em Paranhos, município a 469 km de Campo Grande. Pelo menos três pistoleiros encapuzados invadiram a academia de musculação onde o policial estava e cometeram o crime, que teria ligação com uma chacina ocorrida em outubro do ano passado em uma padaria no centro da cidade, quando cinco integrantes de uma quadrilha de narcotraficantes foram mortos. O ataque teria sido praticado pelo bando rival, do qual faz parte um irmão do policial civil assassinado.

Testes - Ainda de acordo com o ministro da Defesa, na próxima semana um satélite de baixa altitude deve começar a funcionar em forma de teste. “É uma tecnologia israelense e possibilita fazer a varredura e aproximação em até 50 cm em um espaço de 450 km. Com isso é capaz de identificar pessoas. Esse equipamento vai estar em fase de experimentos por seis meses e será utilizado nas Olimpíadas, mas é uma ferramenta que também pode ser utilizada na vigilância das fronteiras”, completou.

Amanhã (18) de manhã, o ministro deve seguir para Corumbá, ainda como parte dos compromissos relacionados à Operação Ágata 11. Na cidade que faz fronteira com a Bolívia ele fará visitas, inspeção e vistoria em postos de patrulha, finalizando com participação de uma ação cívico-social do Exército. O embarque de retorno a Brasília de Jungmann está previsto para às 14h.


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

camara de ponta porã
Diversos

Puka pede mais sinalização nas proximidades das escolas e limpeza das bocas de lobo na cidade

O presidente da Câmara Municipal de Ponta Porã, Vereador Puka, apresentou, durante sessão ordinária realizada nesta terça-feira, 14 de junho, indicações endereçadas à Prefeitura solicitando a realização de importantes serviços para garantir mais segurança à comunidade.

Na indicação numero 453, Puka pede para que sejam efetuados os serviços de manutenção nas bocas de lobo existentes nas ruas de nossa cidade. “A benfeitoria solicitada é de extrema importância, sabendo que as mesmas se encontram transbordando devido a entupimentos em diversos locais, causando transtornos e riscos de contaminação de doenças aos moradores daquelas imediações. Dessa forma, pedimos prioridade no atendimento da presente Indicação, sendo esta uma questão de saúde pública”, argumentou o parlamentar na justificativa da indicação.

SINALIZAÇÃO

Outra preocupação do presidente da Câmara Municipal de Ponta Porã é com relação à segurança nas proximidades das escolas e centros de educação infantil que precisam de melhor sinalização. Neste sentido o Vereador Puka pediu para que sejam efetuados, por parte da Secretaria de Obras e Urbanismo, os serviços de sinalizações em locais que não contam com esta benfeitoria, principalmente próximo às escolas municipais, estaduais, particulares e CEINFS.

De acordo com o parlamentar, “os serviços solicitados são necessários para segurança de motoristas e pedestres, entre eles estudantes, evitando que fatalidades aconteçam, contribuindo para a maior organização e infraestrutura das ruas da nossa cidade. Desta forma, pedimos prioridade no atendimento da presente indicação, sendo esta uma questão de saúde pública”, justificou.

Marcelino Nunes pede melhorias para Nova Itamarati e bairro Novo Habitar

O vereador Marcelino Nunes de Oliveira apresentou indicações endereçadas ao prefeito Ludimar Novais e ao secretário de Obras e Urbanismo de Ponta Porã, Mauro Vilhar, solicitando a realização de serviços  e obras que beneficiam os moradores do distrito de Nova Itamarati e também do bairro Novo Habitar.

Marcelino pediu a realização dos serviços de patrolamento, cascalhamento e manutenção da iluminação pública do bairro Novo Habitar. Em sua justificativa, o parlamentar explica que “a pedido dos moradores daquele bairro se faz esta indicação solicitando patrolamento,  cascalhamento e manutenção da iluminação pública , pois as ruas do referido bairro precisam de reparos urgentes.  Em dias chuvosos fica impossibilitada a passagem tanto de pedestres como de veículos, ocasionando prejuízos aos moradores.  Por estes motivos esperamos que esta indicação seja atendida o mais breve possível”, declarou, confiante no pronto atendimento dos pedidos.

NOVA ITAMARATI

O vereador também apresentou indicação, solicitando a instalação de redutores de velocidade no distrito Nova Itamarati.

Ele explicou que o pedido é para que sejam instalados dois redutores de velocidade, sendo um em frente à Vila Secador e o outro na entrada da sede do distrito Nova Itamarati.

Marcelino disse que o objetivo é garantir segurança aos moradores e pessoas que circulam por estes locais. E, justificou: “se faz necessário o atendimento urgentemente desta solicitação porque nesses locais já ocorreram acidentes com vítimas fatais”.

Adãozinho Dauzacker solicita faixas de pedestres próximas aos CEINFs

O vereador Adãozinho Dauzacker solicitou durante a sessão ordinária desta terça-feira, 14 de junho, ao prefeito Ludimar Novais, e ao secretário municipal de Obras e Urbanismo, Mauro Cézar Vilhar, a pintura e demarcações das faixas de pedestres próximas a todas às instituições de ensino e CEINFs do município.

O vereador justifica que “dentre as inúmeras necessidades da população, tem por prioridade a demarcação e pintura das faixas de pedestres nas proximidades das escolas, sendo esta reivindicação de extrema relevância pois garante uma trafegabilidade segura, garantindo assim a segurança de todos que se utilizam das vias, e a sinalização não estando visível os motoristas não conseguem enxergá-las, desrespeitando assim o limite de trafegabilidade, não reduzindo a velocidade, o que pode vir a causar um acidente.

Construção de um Portal Turístico de Informações

O vereador Adãozinho Dauzacker também solicitou durante a sessão ordinária desta terça-feira, ao prefeito, Ludimar Novais, e ao secretário municipal de Indústria, Comércio, Turismo e Meio Ambiente, Eduardo Gaúna, a construção de um Portal Turístico de Informações, na esquina entre as ruas Av. Presidente Vargas e Rua Marechal Floriano, antigo Ponto de Taxi nº 2.

O vereador alega que “visando promover turisticamente nosso município e torná-lo por referência em serviço e qualidade quanto ao atendimento aos turistas, um Posto de Atendimento e Informação, sendo instalado na esquina entre as ruas Av. Presidente Vargas e Rua Marechal Floriano, antigo Ponto de Taxi nº 2, contempla esta necessidade.


Clique aqui (Leia mais... | 107250 bytes adicionais | comentários? | Pontos: 0)

GIOVANA
Diversos

"Ser sexy para mim é acordar de bom humor", afirma Giovanna Antonelli

No ensaio mais provocativo de sua carreira, Giovanna Antonelli conversa sobre sensualidade e seus quase 40 ano

Giovanna Antonelli na GQ de janeiro de 2016 (Foto: Yuri Sardenberg)

Num domingo que começou ensolarado, Giovanna Antonelli chega ao natural. Sem maquiagem, cabelos presos, camiseta básica branca, jeans e tênis. São 9h da manhã. Ela está tranquila e empenhada. Ao ver as primeiras referências para o ensaio, que você confere aqui, em nossa primeira capa do ano, ela diz que quer ousar, fazer algo que nunca fez na vida. “Quero bem natural”, afirma Giovanna. E assim ela fica, entre olhares matadores e um belo salto alto vermelho. Para nossa alegria, mais hot impossível. E sempre num (natural) bom humor. De roupão ainda, ela brinca: “A gente tem que se divertir, né? Afinal, é domingo”.

Para Giovanna, essa é uma de suas ferramentas para conquistar, seja lá o que for. “A sensualidade se manifesta num bom papo, no olho no olho. Às vezes você vê uma pessoa que nem é tão bonita, mas ela é tão interessante que se torna linda. Acredito muito nisso, nessa troca de energia. Ser sexy para mim é acordar de bom humor, ser alguém feliz. A alegria contamina de uma forma que, quando levada para as pessoas, traz  sensualidade.”

Giovanna Antonelli na GQ de janeiro de 2016 (Foto: Yuri Sardenberg)


 

Prestes a fazer 40 anos, em março, ela afirma que sua vaidade é bem restrita. Maquiagem só usa para gravar e em eventos. Ginástica? Começou a praticar crossfit há dois anos. Cremes, “sou daquele tipo de mulher que usa um só para tudo”. Intervenção estética, ainda não. Ter seios pequenos nunca foi problema. “Adoro meu peito pequeno, acho elegante, gosto de usar uns decotes generosos, que talvez não pudesse com seios maiores.” Crise? Que crise? “Não tenho tempo para isso. Esses dez anos passaram tão rápido que eu nem percebi.”

Questiono como ela se sentiu nessa ocasião, com quase tudo exposto, algo inédito em sua trajetória de 25 anos de carreira. “Nunca havia feito um ensaio assim, é o primeiro da minha vida com menos roupa.” Neste verão, Giovanna estará... trabalhando. Ela adora viajar para lugares de praia, mas praieira, afirma, não é. “Tenho uma relação com o Rio de Janeiro como Woody Allen com Nova York: cinza. Quer me deixar feliz? Nubla para mim, chove para mim.” Menos de duas horas depois, o céu fechou e a chuva caiu seis dias seguidos na Cidade Maravilhosa. Para Giovanna Antonelli devem ter sido dias felizes
.

Fotos raras do ensaio nu de Marilyn 
Monroe são redescobertas

Exposição nos Estados Unidos relembra maior símbolo sexual do século passado

 

Primeiras fotos nuas de Marilyn Monroe são redescobertas (Foto: reprodução)

Aos 22 anos, em 1949, Marilyn Monroe ainda se chamava Norma Jeane Mortenson. Precisando muito de dinheiro, ela resolveu aceitar o convite do fotógrafo Tom Kelly e posou para o único ensaio nu da sua vida com o nome artístico “Mona Monroe”. Pouco mais de seis décadas depois, as imagens registradas naquele ensaio histórico serão exibidas em uma exposição.

Primeiras fotos nuas de Marilyn Monroe são redescobertas (Foto: reprodução)


O leitor mais atento já deve ter percebido que a foto que abre o texto é a mesma que ilustra a primeira edição da revista Playboy, lançada em 1953. Quebrando uma promessa feita com Marilyn, Kelly vendeu as imagens para o empresário Hugh Hefner por uma mísera quantia: US$ 500. Com a loira na capa, as vendas da publicação masculina foram um sucesso instantâneo.

Primeiras fotos nuas de Marilyn Monroe são redescobertas (Foto: reprodução)

Mesmo tratando-se de uma atriz de filmes de sucesso, como Os Homens Preferem as Loiras e A Malvada, o fotógrafo não se deu conta de que aquelas fotos valeriam muito mais hoje em dia. Todas elas ganharão uma mostra da loja Limited Runs (no site da loja, é possível comprar réplicas das imagens em formato de pôsteres), nos Estados Unidos.
 

Primeiras fotos nuas de Marilyn Monroe são redescobertas (Foto: reprodução)

O catálogo reúne não só as imagens originais do ensaio como também montagens  - décadas antes do nascimento do Photoshop -, utilizadas na época para esconder a nudez do maior símbolo sexual do século passado. Embora tenha sido aconselhada por empresários e estúdio cinematográfico a negar a participação no ensaio, Monroe confirmou por diversas vezes a veracidade das fotos.

 

 


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

MORREU
Diversos

Morre aos 82 anos o ator Rubén Aguirre, o Professor Girafales de 'Chaves'

O estado de saúde de Aguirre, que sofria de diabetes, tinha se agravado nas últimas semanas

O ator mexicano Rubén Aguirre, famoso por interpretar o professor Girafales em "Chaves", morreu nesta sexta-feira (17), em Jalisco, no México, aos 82 anos, informou a Televisa, que produzia o seriado.

A causa da morte ainda não foi divulgada. De acordo com a "BBC", o estado de saúde de Aguirre, que sofria de diabetes, tinha se agravado nas últimas semanas. O funeral do ator será realizado no balneário de Puerto Vallarta, no México, onde morava.

"Meu professor favorito descansa em paz. Hoje meu grande amigo Rubén Aguirre parte deste plano. Sentirei muito sua falta", escreveu Édgar Vivar, o Senhor Barriga, em seu perfil no Twitter.

Aguirre tinha diabetes, controlada com medicamentos, além de cálculos na vesícula e problemas de coluna. No final de 2007, o ator e sua mulher, Consuelo Reyes, sofreram um acidente de carro. Ele teve de abandonar os palcos e usa cadeira de rodas. Já Consuelo perdeu uma das pernas e precisou passar por quatro cirurgias.

Em junho, Aguirre publicou uma carta pedindo para a ANDA (Associação Nacional de Atores mexicana) custear seus tratamentos médicos. Com título "E agora, quem poderá me defender?", uma referência ao personagem Chapolin, Rubén revelou que há dez anos luta pelo direito de ter assistência médica, já que sempre contribuiu com as cotas estabelecidas pela associação. "Minhas forças se acabaram", assumiu o ator mexicano que também explicou o motivo do texto nas redes sociais.

Em agosto de 2014, o ator foi internado na capital do México com quadro de desidratação e anemia, mas ele tomava medicamentos havia pelo menos duas décadas para controlar doenças renais e diabetes.

Com idade avançada e problemas de saúde, Aguirre tinha sido recomendado por médicos para viver ao nível do mar. Por causa disso, não ia à capital, Cidade do México, a 2.250 m de altitude, e nem viaja longas distâncias, o que o impedia de vir ao Brasil com frequência.

O ator mexicano Rubén Aguirre, conhecido como o Professor Girafales da série 'Chaves', durante visita ao Peru em 2011 (Foto: Divulgação)


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

DA TARDE
Diversos 13:46

Justiça obriga Prefeitura a vacinar todos os professores da rede pública

Presidente da ACP entrou com ação judicial alegando que professores estão no grupo de risco. (Foto: Arquivo)

Desconsiderando a falta de vacinas contra a gripe H1N1 em Campo Grande, a Justiça determinou que a Prefeitura providencie a vacinação dos 10 mil professores da rede pública da Capital, sob pena de multa diária de R$ 1 mil em caso de descumprimento. Na decisão, o juiz Marcelo Ivo de Oliveira, da 1ª Vara de Direitos Difusos, Coletivos e Individuais Homogêneos, aponta "situação de vulnerabilidade devido ao contato diário de docentes com crianças e adolescentes em ambientes fechados".

A liminar é motivada por ação impetrada há 15 dias pela ACP (Sindicato Campo-grandense dos Profissionais de Educação Pública), argumentando que professores estão no grupo de risco conforme Lei Municipal 5225/2013 e, ainda, que o legislativo estadual também preconiza o assunto.

 

"Trata-se de mais uma lei sancionada pelo prefeito que não estava sendo cumprida", ponderou o presidente da ACP, Lucílio Nobre. Conforme ele, vários ofícios foram encaminhados à Prefeitura, que informou apenas que a reserva de vacinas era destinada a grupos de risco.

Questionado se a decisão privilegia um único segmento, Lucílio disse que só pode responder pela categoria que representa. "Entendo que caixas de supermercado e cobradores de ônibus, por exemplo, tem contato diário com pessoas, porém, eles precisam se organizar para exigir a imunização", disse o representante dos professores. Já a Prefeitura, por meio da assessoria de imprensa, reiterou que não sabe como cumprirá a decisão, "uma vez que não existem vacinas nem para venda".


Com a ordem judicial, que exige a vacinação em até 30 dias, o Executivo pretende pedir ajuda ao Governo do Estado, para que solicite novas doses ao Ministério da Saúde. Para o secretário municipal de Saúde, Ivandro Fonseca, houve falta de planejamento em âmbito nacional no dimensionamento da produção de vacinas. “Isso deveria ter sido discutido no ano passado, quando foram determinadas as doses e determinados os grupos prioritários”, disse ao Campo Grande News em 19 de maio.

O secretário estadual de Sáude, Nelson Tavares, também foi procurado pela reportagem, mas ainda não se pronunciou sobre o assunto, por considerar "delicado". Conforme o Ministério da Saúde, fazem parte do grupo de risco as crianças de 6 meses a 5 anos, gestantes e puérperas até 45 dias após o parto (mulheres em resguardo), idosos, profissionais da saúde, povos indígenas, pessoas portadoras de doenças crônicas, funcionários do sistema penitenciário e detentos.

09:40

Cobra de quase dois metros é encontrada dentro de casa

O Corpo de Bombeiros de Amambai capturou, na quarta-feira (15), uma jiboia de aproximadamente dois metros de comprimento, que estava dentro de uma residência da cidade. O animal não peçonhento foi localizada por moradores e entregue aos militares.

 

A serpente passou por avaliação veterinária, e depois foi solta na natureza. O Corpo de Bombeiros recomenda que, em caso de acidentes com animais peçonhentos, a vítima deve se manter calma, deitada e em repouso, com a parte atingida em posição mais elevada.

A pessoa deve evitar andar ou correr, e objetos que possam impedir a circulação sanguínea também devem ser retirados, como anéis e pulseiras. O acidentado deve ser levado imediatamente ao serviço de saúde para receber atendimento médico adequado.

 

2016 16:27

Militares da Força Nacional chegam em avião da PF para atuar em Caarapó

Policiais da FNS (Força Nacional de Segurança) continuam chegando à região de conflito entre índios e fazendeiros em Caarapó, a 283 km de Campo Grande. Na tarde desta sexta-feira (17) mais um grupo de militares vindos de outras regiões do País chegaram a Dourados, no jato da PF (Polícia Federal).

 

A presença da FNS foi solicitada pelo governador Reinaldo Azambuja (PSDB), diante do risco de novos confrontos entre índios e fazendeiros. Deste ontem 20 agentes da Força Nacional estão na região da fazenda Yvu, que fica próximo a aldeia Te'yikuê, palco de enfrentamento entre guarani kaiowá no início desta semana, que terminou com a morte do agente de saúde indígena Clodioudo Aguile Rodrigues dos Santos, de 26 anos.

A previsão é de que outros 30 integrantes da Força Nacional de Segurança sejam enviados ao local do conflito. Parte deles desembarcou nesta tarde no aeroporto de Dourados. A vinda da tropa foi autorizada pelo Ministro da Justiça e Cidadania, Alexandre de Moraes.

Já a PF informou que a unidade de Dourados abriu inquérito policial para apurar os fatos ocorridos nesta semana na área do conflito, onde além de um índio morto foram registrados seis guarani kaiowá feridos e policiais militares agredidos por grupo de indígenas que teriam inclusive furtados suas armas. Essas armas já foram devolvidas.

Segundo a assessoria, a PF vem atuando também para garantir a ordem pública e a conclusão das perícias no local onde houve o confronto. Ainda de acordo com a assessoria, a instituição vai trabalhar para esclarecer com maior rapidez possível os fatos, para que os responsáveis sejam punidos pelos crimes que cometeram, e isso será feito independentemente do grupo ao qual pertençam.


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

CONFLITO INDIOS X FAZENDEIROS
Diversos 2016 11:05

MS tem proposta para financiar fim de conflito, mas depende  DA UNIÃO

 O governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB), voltou a afirmar, nesta sexta-feira (17), que a solução para os conflitos envolvendo terras indígenas em Mato Grosso do Sul está nas mãos do governo federal. Somente na quinta-feira (16), ele diz ter ligado três vezes ao atual ministro da Justiça, Alexandre Moraes, para discutir o confronto em Caarapó, a 280 km de Campo Grande, onde um indígena morreu na terça-feira (14). 

Na noite desta sexta-feira, Azambuja ainda irá se reunir com o ministro da Defesa, Raul Jungmann, no CMO (Comando Militar do Oeste), que está em Mato Grosso do Sul para cumprir agenda pública e acompanhar o caso. Jungmann também deve se reunir com autoridades de Dourados.

A proposta do governo sul-mato-grossense é usar repasses da dívida com a União, aproximadamente R$ 120 milhões ao mês, para financiar o chamado Fepati (Fundo Estadual para Aquisição de Terras Indígenas), criado em 2014 para a desapropriação de terras no Estado, mas que nunca foi utilizado.

As terras indígenas pertencem à União e, por lei, o governo federal não poderia comprar essas propriedades. Então, a maneira encontrada para a aquisição seria da seguinte forma: o Estado do Mato Grosso do Sul continuaria repassando o valor equivalente ao juros da dívida que tem com a União, e esta verba seria transferida ao fundo estadual.

Assim, quem faria a aquisão seria o Estado. “A parte do governo é negociar com o Ministério da Justiça, e já conversamos por três vezes com Alexandre Moraes. Ele está ciente da situação”, diz Azambuja.

O fundo orçamentário foi criado há dois anos, com base em proposta do então deputado estadual Laerte Tetila (PT), com aprovação da Assembleia Legislativa, como alternativa de solução para o conflito no campo, mas nunca saiu do papel. Ele permite captar recursos financeiros para aquisição de terras de propriedades particulares consideradas terras indígenas.

Com a aprovação do orçamento, o governo federal pode iniciar o direcionamento de recursos para que o Estado adquira as terras e doe para o governo federal iniciar o processo demarcação e destinação às famílias indígenas.

Conflito - A fazenda Yvu, em Caarapó, alvo de uma disputa territorial, foi ocupada no último domingo (12), por cerca de 300 indígenas em ação de retomada. A área integra o estudo realizado pela Fundação Nacional dos Índios (Funai) para compor a Terra Indígena Dourados Amambaipeguá I, que está em processo de demarcação há anos.

No entanto, os produtores rurais retém a titularidade das terras, e na terça-feira, um conflito entre fazendeiros e índios resultou na morte do Agente de Saúde Clodiode Aquileu Rodrigues de Souza, de 26 anos. Seis índios ficaram gravemente feridos e duas crianças sofreram queimaduras.

A Força Nacional foi acionada, e cerca de 50 agentes fazem a segurança da região, junto a Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal e Polícia Militar.

Fazenda Yva em Caarapó foi ocupada no domingo (Foto: Helio de Freitas)

15h43

Reunião define que indígenas não irão ocupar outras fazendas

José Carlos Barbosa e Zé Teixeira estão reunidos no escritório do secretário

José Carlos Barbosa e Zé Teixeira reunidos com produtores de Caarapó (Foto: Helio de Freitas)

Ficou definido na reunião entre fazendeiros, secretário de Segurança Pública de Mato Grosso do Sul, José Carlos Barbosa, e o deputado estadual Zé Teixeira (DEM), que os indígenas não vão ocupar novas fazendas, mas vão permanecer nas que estão. A reunião aconteceu de porta fechadas na manhã desta sexta-feira (17) em Dourados.
 

A informação é do presidente interino do Sindicato Rural de Caarapó, Carlos Eduardo Macedo Marquez. "Estivemos com o procurador federal, Marco Antônio Delfino e eles nos disse que os indígenas não vão ocupar outras fazendas de Caarapó".
 

Conforme o deputado estadual Zé Teixeira (DEM) os produtores estão cansados desses acontecimentos, já que as terras foram compradas por eles há 50 anos. "Se não tiver nenhuma solução, os produtores rurais do Paraná e outros Estados virão para Mato Grosso do Sul apoiar os fazendeiros daqui".
 

O secretário de segurança José Carlos Barbosa, segue para Ponta Porã para se reunir com Ministro da Defesa, Raul Jungmann. A reportagem entrou em contato com o procurador, que alegou que vai divulgar uma nota sobre a reunião, até a tarde de hoje.
 

16h13

Em Campo Grande, vereadores buscam apoio de autoridades para pôr fim a conflitoVereadores e prefeito discutem com Zé Teixeira solução para fim de conflito

 

Vereadores caarapoenses buscaram apoio das autoridades na capital

 

Um grupo de vereadores de Caarapó estiveram na capital do estado nesta quinta-feira (16) para assinaturas dos convênios das emendas parlamentares. O prefeito Mário Valério também acompanhou os legisladores em algumas reunições

Na ocasião, as autoridades políticas caarapoenses aproveitaram a oportunidade para pedirem apoio aos deputados estaduais e cobrarem do secretario de Segurança Pública e do próprio Governo do Estado para por fim ao conflito e clima de tensão que ocorre na região da aldeia Te’Yikuê e propriedades rurais vizinhas.

O presidente da Câmara, Luís Macarrão (DEM), se reuniu com o secretário de Justiça e Segurança Pública , José Carlos Barbosa, o “Barbosinha”. Macarrão reforçou o pedido de apoio para resolver o caos e insegurança no cenário que envolve produtores e indígenas.

“A conversa foi produtiva. O secretário de Segurança garantiu que nos próximos dias a situação deve ser amenizada, uma comitiva de vir para mediar um acordo de paz entre as partes envolvidas” disse.

                                       
                                   (Macarrão com o secretário de segurança, Barbosinha)
 

Os vereadores, Odirlei Luiz Longo, o “Pipoca” (DEM), Manézinho (DEM) e Bagaceira (PDT), também pediram apoio ao deputado estadual Zé Teixeira (DEM), que garantiu já estar empenhado e realizando uma série de reuniões no intuito de garantir que a paz seja restabelecida na região e que as propriedades, segundo ele, invadidas, sejam devolvdas aos seu proprietários, até uma decisão final do Governo Federal sobre a questão das demarcações.
 

Já André Nezzi (PDT) conversou com o presidente da Comissão de Desenvolvimento Agrário e Assuntos Indígenas da Assembleia Legislativa, o deputado Eduardo Rocha (PMDB).
 

Conforme Nezzi, Rocha se comprometeu a vir até o município nesta segunda-feira junto com os demais membros da comissão, João Grandão (PT) e Zé Teixeira (DEM). “O deputado nos garantiu que vem ao município para dialogar com as partes e buscar dentro das possibilidades um entendimento entre indígenas e produtores a fim de amenizar a tensão que se instalou na região”, comentou o vereador
 

Rocha afirmou ainda ao vereador, que um dos objetivos é tentar convencer os indígenas a deixarem as pequenas propriedades – sitios e chacaras – invadidas em troca da garantia de segurança aos mesmos até que se tenha uma decisão final sobre as demarcações. O parlamentar garantiu também que sua esposa – a senador Simone Tebet – trabalha em Brasília no intuito de buscar uma solução para por fim a esse conflito.
 

“Estamos fazendo nossa parte, buscando apoio das autoridades estaduais e federais no intuito de trazer de volta a paz tanto para indígenas como para os produtores rurais e consequentemente para todo o nosso município e região. Esperamos que as decisões sejam rápidas e justas”, comentou André Nezzi

                              

   (André Nezzi com o presidente da comissão de desenvolvimento agrário e assuntos indígenas, deputado Eduardo Rocha)

17h08

'Produtores estão sendo atacados', afirma a advogada Luana Ruiz

'Produtores estão sendo atacados', afirma a advogada Luana Ruiz

A advogada Luana Ruiz afirmou que não houve ataque de produtores contra índios, como muitos veículos vêm noticiando, mas de índios contra produtores. “Quem deu um passo à frente foram os índios, foram eles que invadiram as fazendas. O que aconteceu é que os produtores reagiram”, reforçou.
 

Segundo ela, as terras onde estão localizadas as fazendas ainda não foram declaradas como  indígenas. “O que existem são estudos da Funai, que não valem muita coisa. Esses estudos precisam ser homologados para aquela terra ser indígena. O problema é que depois de a presidente afastada Dilma Rousseff assinar várias portarias da Funai, os índios passaram a ter certeza de que aquela área é deles”, explicou.
 

A partir desse entendimento por parte dos índios é que há as invasões e as violências, conforme a advogada. “A violência existe por parte dos índios, que entram numa propriedade privada e os moradores precisam sair fugidos, porque são ameaçados. Além das fazendas, quatro sítios foram invadidos e os proprietários saíram apenas com a roupa do corpo, sem poder levar nada. Isso é um absurdo”, conclui.


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

VIOLENCIA NA FRONTEIRA BRASIL- PARAGUAY
Diversos

Mais uma empresa de Rafaat é atacada e família se refugia em fortaleza

Segurança foi desarmado por pistoleiros, que entraram em prédio, espalharam gasolina, mas desistiram de colocar fogo; ataque a narcotraficante ainda causa pânico na fronteira

O escritório de uma empresa de segurança privada que faz parte do império do narcotraficante Jorge Rafaat Toumani, 54 anos, morto em uma emboscada feita por pelo menos cem pistoleiros na noite de quarta-feira (15) em Pedro Juan Caballero, no Paraguai, foi atacado na madrugada de desta sexta-feira (17).

Homens armados invadiram derrubaram uma grade de ferro, arrebentaram a porta de vidro a tiros e invadiram o prédio da empresa de segurança privada Bureau Gal, localizado na Rua Tenente Herrero, na cidade paraguaia vizinha a Ponta Porã.

No local eles dominaram o segurança, tomaram dele uma pistola 9 milímetros e uma escopeta calibre 12 e depois vasculharam todas as salas e espalharam gasolina nos cômodos, mas não chegaram a atear fogo.

Paredes e o portão do prédio também foram crivados de tiros disparados com armas automáticas e mais uma vez a população de Pedro Juan Caballero entrou em pânico com o barulho dos disparos.

O ataque é mais uma investida do grupo criminoso que planejou a morte de Jorge Rafatt, o “Saddan”, apontado como o rei do narcotráfico na fronteira entre Paraguai e Brasil.

Na madrugada seguinte à morte, os bandidos tinham incendiado a Pneus Porã, a maior das lojas pertencentes ao narcotraficante e bastante conhecida por ser um dos locais onde muitos sul-mato-grossenses compram pneus importados. Mesmo com o dólar alto, o pneu do Paraguai custa um terço do valor no Brasil.

Família refugiada – O Campo Grande News apurou nesta sexta-feira que os familiares de Jorge Rafatt estão refugiados na fortaleza que o empresário montou em Pedro Juan Caballero, escoltados por policiais paraguaios.

Na fronteira, os comentários são de que outro traficante poderoso da região, Jarvis Chimenes Pavão, teria se aliado ao PCC (Primeiro Comando da Capital) para eliminar Rafaat e permitir a expansão da organização criminosa, que tem sociedade com criminosos brasileiros, especialmente de São Paulo e do Rio de Janeiro, grandes centros consumidores de drogas

 

Atirador brasileiro teria matado Rafaat em emboscada com 130 pistoleiros na fronteira

Ferido, carioca de 34 anos está preso e é apontado como o homem que manuseou armamento antiaéreo

A disputa pelo controle do narcotráfico na fronteira com o Paraguai provocou estragos também na quadrilha adversária de Jorge Rafaat Toumani, executado na noite desta quarta-feira (15) com vários tiros de fuzil .50, usado geralmente para abater aeronaves.
 
De acordo com a Polícia Nacional de Pedro Juan Caballero, fronteira com a cidade sul-mato-grossense de Ponta Porã MS, o homem que manuseava a arma que atingiu mortalmente Rafaat é o carioca Sérgio Lima dos Santos, de 34 anos.
 
Ele está preso e sob escolta da Polícia Nacional. Conforme foi divulgado, Santos deu entrada no hospital da cidade em estado grave.
 
Ao site Capitanbado.com, o chefe da Ordem e Segurança da Polícia Nacional do Paraguai, comissário Miguel Angel Ayala, disse que Sérgio Lima dos Santos era quem usava o fuzil que matou Rafaat.
 
A Polícia Nacional do Paraguai informou também que a caminhonete em que estava Sérgio dos Santos está sendo periciado, mas já se sabe que ela foi roubada na Argentina. A Toyota Fortuner SUV, de fabricação argentina, foi preparada para o ataque.
 
O banco traseiro foi arrancado, para que fosse instalado o fuzil .50 com suporte. As fotos mostram muito sangue, o que demonstra que o atirador foi ferido pelos seguranças de Jorge Rafaat.
 
Ainda de acordo com a polícia paraguaia, cerca de 100 homens foram contratados e se posicionados ao longo da rua onde Jorge Rafaat sofreu a emboscada. Pelo lado do empresário morto, cerca de 30 homens faziam a sua segurança.
 
Fontes que não querem se identificar apontam que a morte de Rafaat foi um decisivo capítulo em uma guerra envolvendo o grupo dele e o PCC (Primeiro Comando da Capital). A facção brasileira, que age principalmente dentro de presídios, estaria expandindo negócios na área fronteiriça, sofrendo resistência por parte do concorrente.

Câmera de segurança registra momento em que carro de Rafaat é atacado

 Sete pessoas envolvidas no ataque foram capturadas

  • (Foto: WhatsApp)
  • A câmera de segurança de um estabelecimento comercial registrou o momento em que o veículo Hummer blindado do empresário Jorge Rafaat foi atacado na noite desta quarta-feira (15) em Pedro Juan Caballero, no Paraguai.

    No vídeo é possível ver o momento em que o primeiro disparo é feito em um cruzamento. A caminhonete usada pelos atiradores parou em uma rua lateral oposta as escoltas de Rafaat. Ao ver que o veículo de Rafaat, que estava a frente, estava sendo atingido por tiro reagiram os seguranças reagiram.

    O veículo do empresário ficou parado no meio da rua durante toda a troca de tiros. O ataque é atribuído ao prisioneiro Chimenes Jarvis Pavão, mas a justiça paraguaia também citou que podem estar envolvidos o Comando Vermelho ou o PCC (Primeiro Comando da Capital).

    Segundo o site paraguaio ABC Color sete pessoas envolvidas no ataque foram capturadas, algumas delas feridas.

    O ataque

    Por volta das 19 horas desta quarta-feira (15), ao sair de seu escritório na cidade Paraguai, Jorfge Rafaat Toumani foi atacado por um grupo de pessoas fuzis AK 47 e Mag antiaérea e metralhadoras. Os suspeitos estariam em três veículos.

    No local, além de centenas de capsulas de projéteis, a polícia também encontrou armas de grosso calibre, tais como fuzis e 50, todos de posse militar, que furaram a blindagem do Jipe Hummer, do mesmo modelo utilizado pelo exército dos Estados Unidos. Nele, estava Jorge Rafaat Toumani, vítima fatal. Vários outros ficaram feridos, dentre eles um policial identificado como Jorge Espindola.

    Veja o vídeo aqui.

     

    Grupo que executou policial civil em academia é identificado pela polícia

    Mandados de prisão já teriam sido expedidos

    A polícia já teria identificado um grupo, de pelo menos seis pessoas, na execução do policial civil, Aquiles Chiquin Júnior, na última terça-feira (14), em uma academia na região central de Paranhos, cidade localizada a 477 quilômetros de Campo Grande.

    Segundo informações policiais, as investigações já estariam bem avançadas e mandados de prisão já teriam sido expedidos para o grupo, que é composto por brasileiros e paraguaios. Ainda de acordo com informações o mandante do crime também já teria sido identificado pela polícia.

    Informações ainda revelam que a chacina, que ocorreu na cidade em outubro de 2015 teria ligação com a morte do policial civil, Aquiles Chiquin Júnior, na última terça-feira (14). A força tarefa composta por oito delegados do Estado ainda está na cidade até a prisão e elucidação do caso.

    O crime

    O policial civil Aquiles Júnior foi executado com uma saraivada de tiros de fuzil calibre 5.56. Foram mais de 26 disparos e ele teve parte do corpo dilacerado por volta das 19 horas desta terça-feira (14). O crime aconteceu em uma academia de musculação, na Avenida Marechal Deodoro, no centro de Paranhos.

    De acordo com testemunhas, seriam três autores que chegaram em um Volkswagem Gol vermelho e um deles, com o fuzil, disparou uma rajada. Outras quatro pessoas foram atingidas e estão hospitalizadas.

    O delegado Roberto Duarte Farias, lotado em Coronel Sapucaia e Fabrício Dias dos Santos de Sete Quedas foram para Paranhos. Demais policiais e outros agentes de cidades próximas foram para a cidade. Após o crime os autores teriam fugido em sentido ao Paraguai. Aquiles que é de Paranhos entrou na Polícia Civil em 2014.

    Relembre a chacina

    A chacina ocorreu em Paranhos, no centro da cidade, na Rua Marechal Deodoro, no dia 19 de outubro de 2015. No local morreram três pessoas, Bruno Vieira de Oliveira, de 26 anos, Mohamed Youssef Neto, de 26 anos e Rodriga Silva, de 28 anos. No hospital morreram Arnaldo Andres Alderete Peralta, de 32 anos, e Denis Gustavo Gonçalves, de 23 anos.

    Já Anderson Cristiano Betoni, de 27 anos, foi encaminhado junto com Diego Alderete Peralta, de 26 anos, irmão de Arnaldo, para Dourados. Diego teve uma perna amputada.

    De acordo com informações, homens que estavam em dois veículos atiraram contra as sete vítimas que estavam em uma padaria. Dois suspeitos chegaram a serem abordados por uma equipe da Força Nacional, mas foram liberados.

    Na ocasião, mais de 100 tiros de pistola 9mm e fuzil 765 foram disparados contra sete rapazes que estavam no local.

     

    Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

    ROSE
    Diversos

    Em depoimento ao Gaeco, Rose Modesto admitiu que fez indicações à gestão Olarte

    Ex-secretária e terceirizados da Seleta e OMEP foram lembrados pela tucana

    Rose teria participado de reunião para definir cargos onde Olarte foi o 'churrasqueiro', Foto, DivulgaçãoRose teria participado de reunião para definir cargos onde Olarte foi o 'churrasqueiro', Foto, Divulgação
    A pré-candidata do PSDB à Prefeitura da Capital, a vice-governadora Rose Modesto, admitiu ao então responsável pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado), promotor Marcos Alex Vera, em setembro de 2015, que fez indicações para a gestão de Gilmar Olarte, logo após a cassação de Alcides Bernal (PP).

    Depois de ficar da fora lista de denunciado do MPE-MS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul), o próprio órgão admitiu que uma investigação paralela para verificar as provas contra Rose e outras seis pessoas, dentre elas a deputada estadual Grazielle Machado (PR), a suplente de vereador Juliana Zorzo (PSC) e os vereadores Vanderlei Cabeludo, Carla Stephanini, ambos do PMDB, e Chiquinho Telles e Coringa, do PSD.

    O primeiro nome citado por Rose durante seu depoimento ao Gaeco, dado na Sejusp (Secretaria de Justiça e Segurança Pública), no dia 9 de setembro do ano passado, foi o da ex-secretária municipal de educação, Ângela Maria de Brito, que hoje ocupa um cargo na Sedhast (Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho), pasta que era comandada por Rose, mas é lotada na Segov (Secretaria de Estado de Governo e Gestão Estratégica).

    Apesar de afirmar ao promotor que não teve nenhum acerto prévio com Olarte para definir cargos ou nomeações, a indicação de Ângela, por Rose, se deu logo após a posse do sucessor de Bernal, sob alegação de que a ex-secretária era ‘a primeira opção do PSDB para ocupar a pasta – Semed (Secretaria Municipal de Educação)’.

    Uma das testemunhas ouvidas pelos investigadores, o guarda municipal e ex-motorista de Gilmar Olarte, Fabiano de Oliveira Neves, contou que Rose teria participado de encontros em uma Chácara no Parque dos Poderes, com o ex-vice-prefeito afastado, e teria pedido a ele o comando da Semed, sendo atendida apenas dois dias úteis após a posse de Olarte.

    Ao Gaeco, Neves também relatou que o próprio Olarte assava carne para seus convidados, vereadores que iam ao local negociar cargos em sua possível administração, tão logo a cassação de Bernal se concretizasse.

    Além da ex-secretária, hoje coordenador do Programa Rede Solidária, idealizado por Rose na administração tucana, a pré-candidata tucana contou que se lembra de ter indicado outras três pessoas à gestão Olarte, uma delas seria nora do vereador Ayrton Araújo (PT). O petista foi procurado para comentar o assunto, mas não retornou as ligações.

    Conflito

    Mesmo afirmando não ‘se lembrar’ de novas indicações de apadrinhados, a vice-governadora revelou ao Gaeco que em uma conversa na qual foi flagrada reclamando da falta de nomeações, com o então chefe da comunicação da prefeitura na gestão Olarte, Edson Godoy, ela se referia aos ‘terceirizados da Seleta e OMEP’.

    O depoimento de Rose foi dado em 9 de setembro de 2015, na SejuspO depoimento de Rose foi dado em 9 de setembro de 2015, na Sejusp

    Segundo Rose, parte desses servidores terceirizados, hoje alvo de uma ação da Justiça que pede a demissão de mais de quatro mil funcionários da prefeitura, teriam sido ‘deslocados’ para a Semed, de sua indicação, mas estariam sendo controlado pela Semad (Secretaria Municipal de Administração), dirigida pelo principal secretário de Olarte, Valtemir Alves de Brito, o Kako.

    As nomeações de terceirizados para trabalhar na pasta sob comando da indicada de Rose só estavam acontecendo por nomeação do homem forte de Olarte, o que, segundo ela, ‘gerou conflito entre ambas as partes’.

    Outro fato revelado por Rose em seu depoimento, é que o ex-assessor de Olarte, Ronan Feitosa de Lima, figura central do caso dos cheques em branco, no qual o ex-vice-prefeito é réu no processo sob acusação de lavagem de dinheiro e corrupção passiva, lhe pediu emprego.

    O ‘pedido’ de Ronan teria acontecido logo após as eleições de 2012, quando Rose foi eleita vereadora e Gilmar Olarte vice-prefeito. O ex-assessor também pediu uma ‘colocação’ para sua esposa, mas a pré-candidata tucana afirmou ao promotor Marcos Alex ‘não se recordar’ se a mulher ganhou um cargo na prefeitura.

    Ao encerrar seu depoimento, Rose reafirmou ao promotor que suas indicações de nomeações respeitaram ‘critérios técnicos’ e que sua votação pela cassação de Bernal ‘por estar convencida tecnicamente da prova de irregularidades praticadas na gestão do mesmo’.

    Outro lado - Sobre a cassação, a vice-governadora explicou que foi favorável porque “implicações concretas contra ele e foi dado com embasamento técnico-jurídico. O próprio MPE e TCE questionaram e questionam ações de irregularidades na gestão deste prefeito. Foi o PSDB que indicou nomes para compor a então nova administração, não eu”, disse por meio de nota.

    “Isso é indicação de partido, o que é legítimo e não há crime nisso. As indicações de nomes são feitas com critérios técnicos e são pessoas preparadas para desempenhar as funções para as quais são designadas. Somente o MP tem a atribuição para avaliar condutas, documentos e após oferecer denúncia. Feito tudo isso, não fui denunciada em relatório final apresentado no último dia 31 por não haver qualquer elemento que caracterizasse crime de minha parte", completou.

    Denatran repete: taxa de vistoria veicular do Detran/MS é ilegal

    MPE recomendou suspensão, mas Azambuja disse que vai manter vistoria

    O Denatran (Departamento Nacional de Trânsito) reforçou posicionamento contrário à realização de vistoria veicular para fins de licenciamento, em razão da falta de previsão legal. O órgão foi consultado peloJornal Midiamax, após o MPE-MS (Ministério Publico de Mato Grosso do Sul) recomendar que governo estadual suspenda a cobrança da vistoria obrigatória para fins de licenciamento para os veículos com mais de cinco anos de fabricação. 

    “Informamos que não houve alteração no Código de Trânsito Brasileiro (CTB), assim, permanecemos com o mesmo posicionamento contrário à realização de vistoria veicular para fins de licenciamento, em razão da falta de previsão legal”, diz o órgão. 

    Mesmo com a recomendação do promotor de Justiça do Patrimônio Público, Fernando Martins Zupa, para que o Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul) suspenda imediatamente o licenciamento condicionado a vistorias veiculares anuais e cancele os contratos com as Ecós (Empresas Credenciadas de Vistoria), o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) afirmou na última quinta-feira (16), que a vistoria será mantida pelo administração. 

    “É uma recomendação. A decisão é da gestão, estamos respondendo ao Ministério Público, oficialmente com o porquê da vistoria, a importância, porque entendemos que vistoriar esses veículos com mais de 5 anos é uma segurança, tanto para quem trafega nas vias públicas, como também ao próprio proprietário”, afirmou Reinaldo.
     
    Na oportunidade, o presidente do Detran-MS, Gérson Claro, revelou que o Estado ainda não notificado da recomendação, e que só a partir da notificação é que começa a correr o prazo de 15 dias para resposta. A assessoria do órgão informou que o Detran MS estava analisando a recomendação.

    O Jornal Midiamax ainda questionou o Denatran, se Contran (Conselho Nacional de Trânsito), responsável por coordenar os órgãos do Sistema Nacional de Trânsito, está em vias de regulamentar a vistoria em nível nacional.No ano passado, a previsão era de que o assunto fosse regulamentado ainda nesta ano. Com relação a este assunto, não houve resposta. 

    As vistorias anuais são uma herança do governo André Puccinelli (PMDB) e foram mantidas por Reinaldo Azambuja (PSDB). A taxa é motivo de revolta entre os contribuintes por aumentar o custo para manter veículos emplacados em Mato Grosso do Sul com mais de 5 anos de uso com a desculpa de 'tirar carros em más condições das ruas'.


    Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

    FATOS & FOTOS

    FATOS & FOTOS
    Diversos

     

     

     

     

     

    DIOGO  PODERÁ SER VICE DE BANDEIRA

    RANFIS GONZALEZ EX INTENDENTE DE CAPITAN BADO-PY-.

    MADURO JA ESTÁ NA HORA DE CAIR


    Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

    PANORAMA
    Diversos
    PARAGUAY
    Diversos
    Sacerdote destaca que es un orgullo elección de Robert Acevedo como Presidente del Congreso
      FECHA: 2016-06-15 visita 671
    El Senador Nacional Robert Acevedo, nacido en Pedro Juan Caballero, departamento de Amambay, fue electo hoy Presidente del Congreso Paraguayo.
    notas

    El sacerdote Pedro Sanabria resaltó a través de Radio La Voz del Amambay que los pedrojuaninos se destacan en el ámbito nacional y especialmente en los espacios de poder a través de la política.

    En ese sentido, se refirió a la elección del senador Robert Acevedo como Presidente de la Cámara de Senadores, donde sostuvo que; “No es el arroz, ni el feijão, tiene mucho que ver con la formación familiar, la formación en las escuelas y colegios pedrojuaninos, es algo fuerte que impregna a la persona y le llena de valores, para mí es un motivo de orgullo”.

    En sesión extraordinaria que tuvo lugar esta mañana, el Senador Robert Acevedo obtuvo los 23 votos necesarios para presidir el Senado durante el periodo comprendido entre el 1 de julio de 2016 y el 30 de junio de 2017.

    Lo acompañarán en la Mesa Directiva sus colegas el Senador Eduardo Petta y Julio César Velázquez, designados Vicepresidente 1º, y Vicepresidente 2º, respectivamente.

    FONACIDE: tres intendentes de Amambay aplazados

    Los intendentes Miguel Louteiro (ANR) de Bella Vista Norte, Ranfis Gonzales (ANR) de Capitán Bado y Marcelino Rolón (ANR) de Zanja Pytã no rindieron cuentas del dinero de FONACIDE en el 2014.Los de Capitán Bado y Zanja Pytã no presentaron rendición y el de Bella Vista tuvo su rendición rechazada.
     

    El departamento de Amambay cuenta con cuatro municipios que reciben el dinero: Pedro Juan Caballero, Capitán Bado, Bella Vista y Zanja Pytã. En el año 2014 los cuatro municipios recibieron en total 3.835 millones de guaraníes.

    La única municipalidad que fue aprobada su rendición de cuentas fue la de Pedro Juan Caballero, administración José Carlos Acevedo. La municipalidades de Capitán Bado y Zanja Pytã no presentaron su rendición y la municipalidad de Bella Vista tuvo su rendición rechazada.

    La falta del cumplimiento en la rendición de cuentas y presentación de informes ante el Ministerio de Hacienda, la Contraloría General de la República y la auditoria General del Poder Ejecutivo conlleva a la suspensión de dichas transferencias mientras dure dicho incumplimiento.

    ¿Qué es el Fonacide?

    Es un fondo de desarrollo creado por Ley Nº 4758/2012 para distribuir en forma equitativa los ingresos que Paraguay recibe en concepto de compensación por la cesión al Brasil de energía, producida por Itaipú. Del total percibido, el 25% se destina a las gobernaciones 5% y municipalidades 20%. Para el ejercicio fiscal 2015, el Ministerio de Hacienda estima distribuir entre los 248 municipios G. 267.171.238.418

    Como debe invertir los fondos según la Ley 4758

    50 %  Por lo menos el 50% de los fondos transferidos a los gobiernos departamentales y municipales deberá destinarse a proyectos de infraestructura en educación: construcción, remodelación, mantenimiento y equipamiento de centros educativos.

    30 % El 30% a proyectos de almuerzo escolar de niños y niñas de Educación Inicial y Educación Escolar Básica de instituciones educativas del sector oficial ubicadas en contextos vulnerables.

    20 % El 20% deberá invertirse en consultoría y contratación de profesionales.

    Fuente Ministerio de Hacienda 


     



    ZECA DO PT
    Diversos

    Bolsonaro alimentou conflito indígena em MS, acusa deputado

    Para o parlamentar petista, Bolsonaro falou 'asneira' ao passar por Campo Gran

    (Fotos e montagem: TopMídiaNews)

    Para o deputado federal e ex-governador Zeca do PT, Jair Bolsonaro, do PSC-RJ, pode ter contribuído para o ataque dos produtores rurais contra os indígenas em Mato Grosso do Sul. Na semana passada, Bolsonaro declarou que, em 2019, 'o cartão de visita dos fazendeiros para o MST deve ser um cartucho de fuzil', em respostas às invasões ocorridas em propriedade rurais no Estado.

     

    "É claro que isso pode ter influenciado, justamente porque vivemos em um clima cujo o ambiente já é radicalizado. Acredito que ele como parlamentar poderia se preservar, ter um bom senso de não ter dito algo em uma região em que há conflito. Para mim, o que ele falou foi uma asneira e isso pode de certa maneira ter incentivado", disse Zeca.

     

    Durante a sua passagem em Campo Grande, Bolsonaro disparou que está preparando sua campanha para as eleições presidenciais em 2018, fez questão de demonstrar sua opinião sobre a questão agrária na região e não poupou termos pesados para se fazer entender. “Aqui é Capital do agronegócio, vamos deixar algo bem claro: a partir de 2019, o cartão de visita dos fazendeiros para o MST é um cartucho de fuzil”, declarou.

     

    Zeca ainda afirmou que emitiu uma nota oficial lamentando mais um conflito ocorrido no Estado. "Lamento pelo ocorrido, me solidarizei com a família do indígena que foi morto. Lá peço a intervenção dos governos federal e estadual que precisam fazer alguma coisa. E também, da Justiça, que responsabilize o STF que até hoje não definiu as regras para a demarcação de terras, eles também são responsáveis por esse conflito", afirmou.

     

    O deputado ainda relatou que mesmo pedindo intervenção do governo federal, o atual do Governo comandado pelo presidente interino Michel Temer, do PMDB, é muito ruim. "A atuação do governo é muita atrasada, e agora está recuando sobre essa questão. Neste governo, os mais pobres são vítimas da falta de cuidado com as pessoas. Mas as pesquisas já mostram que a gestão está mal", finalizou.

     

    Conflito

    O ataque ocorreu ontem (14), durante retomada indígena de Amambaí Peguá I, na região de Caarapó. O fato deixou um indígena Guarani e Kaiowá de 48 anos, que não teve a identidade revelada, com quatro tiros pelo corpo e um adolescente de 12 anos com um tiro no estômago.

     

    “Todos foram baleados por projétil de arma de fogo. Segundo o médico, nenhum dos casos foi bala de borracha. Dos cinco que estão em Dourados, três já fizeram cirurgia e a situação é estável”, explicou advogado e assessor do CIMI, Luiz Eloy, que ainda afirmou que em Caarapó existe um número alto de indígenas feridos em razão do ataque promovido supostamente por fazendeiros.

     

    Acampamento queimado

    Elson, liderança de um dos 7 tekohas contemplados pela terra Amambaí Peguá I, tekoha Tey Jusu, contou que todo o acampamento, incluindo roupas, alimentos, e os barracos improvisados, foram queimados e enterrados pelos fazendeiros e jagunços.

     

    “Eles foram na reserva Tey Kue, pegaram as motos, trouxeram todas as motos aqui, queimaram todas. Também pegaram os alimentos, as roupas, o acampamento e queimaram. Vieram com pá escavadeira, abriram buraco e enterraram tudo”, contou ele.

     

    Os Guaranis e Kaiowás dependem agora de auxílio, estão sem alimentos, roupas e até documentos foram perdidos. “Nós viemos aqui por conta própria, ninguém ajudou a gente, cada um do seu tekoha trouxe um pouco de alimento, de coisas e viemos, mas perdemos tudo agora”.

     

    Amambaí Peguá I

    A retomada incidiu na Fazenda Ivu, que ocupa parte da terra Amambaí Peguá I. O território foi a última terra indígena a ser publicada pelo governo Dilma, e ficou suspensa após a posse do governo interino. De acordo com Elson, o ataque durante a manhã de terça-feira (15) levou cerca de 80 carros ao local, onde o Guarani e Kaiowá e agente de saúde indígena, Clodioudo Aguile Rodrigues dos Santos, de 20 anos, foi executado a tiros.

     

    NOTA PÚBLICA SOBRE OS ATAQUES CONTRA OS INDÍGENAS DE CAARAPÓ‏
    Diversos

    Diante do conflito ocorrido no município de Caarapó (MS), em consequência da disputa por terra, considerada tradicionalmente indígena, morreu hoje o agente de saúde  indígena Cloudione Rodrigues Souza, 26 anos da etnia Guarani, além da existência de muitos feridos.

    Ao tempo que manifesto total solidariedade aos familiares do agente assassinado e ao povo Guarani, solicito pronta intervenção dos órgãos responsáveis do Governo Federal e do Governo de Mato Grosso do Sul, para imediata apuração dos responsáveis pelo bárbaro ato, além de devolver tranquilidade a região, afastando de lá jagunços e fazendeiros que realizaram e patrocinaram o ataque.

    Resta dizer que só uma pronta intervenção do Supremo Tribunal Federal poderá garantir PAZ com a realização da demarcação das Terras Indígenas.

    Brasília (DF) 14 de Junho de 2016.

    Deputado Federal Zeca do PT/MS



    Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)


    Página selecionada de 1517 páginas.
    Fotos

    Nova pagina 2


    Notícias

    Segunda, junho 27
    · PAPO NOS BAIRROS
    · HISTORICOS PEEMEDEBISTAS DE AMAMBAI
    ·
    · FATOS & FOTOS
    · POBTA PORÃ
    ·
    · ITALIA VENCE ESPANHA
    · ESTUPRO
    · LOUBET
    · ACIDENTE
    · CONSTRANGER
    · CAFE DA MANHÃ
    · POLICIAL
    · TOCHA
    Domingo, junho 26
    · SE ENTREGOU
    · PMDB DE AMAMBAI
    · AMIGOS DO...
    · FIQUE SABENDO
    · RETROCESSO
    · ATROPELADO
    · LADOS OPOSTOS
    Sábado, junho 25
    · DROGA
    · EDUCAÇÃO
    · AMIGOS DO
    · FRONTEIRA
    · MORTA EM TRAVESSA
    · DA TARDE
    ·
    · FATOS & FOTOS
    · cafe da manhã

     Calendario de Eventos
    Junho 2016
      1 2 3 4
    5 6 7 8 9 10 11
    12 13 14 15 16 17 18
    19 20 21 22 23 24 25
    26 27 28 29 30  

    Eventos

     Hora Certa

     Amigos do Site!

    Image and video hosting by TinyPic




    RondPoint Web Services Web site powered by MEGAWEB