Warning: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at /home/correiod/public_html/index.php:1) in /home/correiod/public_html/mainfile.php on line 168
=:Correio da Fronteira:=

 Menu
 Inicio
 Registro
 Administrador
 Menu
 Torpedos
 Downloads
 Enquete
 Galeria de Fotos
 Seus Links
 Recomende-nos
 Internet_TV
 Artigos
 Internet_Radio3
 Publicações
 Conteudos
 Album
 Estatística
 Fale Conosco

· Procurar

 Radio On
Ouça Agora:
Nenhuma opção foi escolhida



<a href=''>Play Nenhuma opção foi escolhida</a>

Abrir em janela pop-up

 Previsão

 Visitas
Até o momento, recebemos
12813094
vizualizações de páginas (page views) desde July 2007

 Apoios:




ARTIGO
Diversos

LÍNGUA PORTUGUESA - Professor Fernando Marques


Parte final do Discurso Jurídico 

Submetidos a novo julgamento, depois de intensa e cruel tortura, os irmãos Naves tinham até a população da cidade contra eles porque esta açodava a certeza de que os acusados mataram a “vítima” para ficar com o dinheiro da colheita vendida por ela. Na formação de opinião, também estavam locutores, professores, agentes do Poder Judiciário e jornalistas, todos exigindo a condenação dos réus. 

Por acreditarem na hipótese do tenente-delegado, inclusive por haver testemunhas, ter ocorrido a “reconstituição do crime” e a “espontânea confissão” dos acusados que revelaram o bárbaro crime, com todos os detalhes, o Promotor público e seu assistente tentaram subestimar a inteligência de cada integrante do novo Conselho de Sentença, induzindo-os ao imperdoável erro judiciário, mas raciocinam eles não se deixaram influenciar pelos argumentos acusatórios, votaram absolvendo os irmãos Naves. 

O Ministério Público “sedento justiça” apelou novamente da decisão e ocorreu o terceiro julgamento. Desta vez, o Tribunal de Apelação do Estado de Minas Gerais condenou-os a 25 anos e 6 meses de reclusão, recomeçando o martírio daqueles combalidos irmãos e o terrível sofrimento de todos os que faziam parte da família Naves, afetando indistintamente de crianças aos idosos com as agruras que persistiam dia e noite. 

Quinze anos depois, Benedito Pereira Caetano, a suposta vítima, foi encontrado na fazenda do pai, em Nova Ponte. Escoltado pela guarda da polícia, Benedito foi conduzido pelas principais ruas da cidade para que todos vissem que ele estava vivo e que os irmãos Naves eram inocentes.

A Injustiça no caso dos Irmãos Naves foi retratada no cinema brasileiro e o Tribunal de Justiça de Minas Gerais deferiu o pedido de Revisão Criminal nº 1632, absolvendo e reconhecendo-lhes o direito a uma indenização.

Dois anos depois da liberdade, após longa enfermidade causada pelas torturas que os “homens de bem” lhe impuseram, Joaquim Naves Rosa morreu no Asilo da Sociedade de São Vicente de Paulo, em Araguari.

A cidade foi encoberta pela vergonha e pelo remorso. 

Os irmãos Naves foram vítimas de um dos maiores erros judiciários do Brasil. 

O ex-Ministro do STF que pronunciou os réus, com remorso pelo terrível erro cometido, declarou: “Deus me tome as contas, como terá tomado aos desembargadores que funcionaram na causa e já faleceram”.

18.2.3.1 Finalizando a argumentação 

Depois de apresentar esse ou outros exemplos de erros e afrontas à dignidade do próprio Corpo de jurados, a defesa deve afirmar que o sistema de cárceres do País é desumano, que é fonte de renda para os corruptos que estão esperando aumentar a cada dia a quantidade de “infelizes” condenados de forma justa ou injusta, importando-lhes apenas que sejam jogados nas celas podres para que eles lucrem com isso. Deverá enfatizar que cada pessoa que é enviada para o presídio lembra o gado que é conduzido para o matadouro e que isso alegra o corrupto que tira dos cofres públicos o superfaturado custo pela “manutenção” do condenado na terrível “universidade do crime”. 

Afirmar ainda que os presídio não recuperam os encarcerados e que funcionam como escritórios particulares das facções e do crime organizado; que, quando se condena o réu, também se condena toda a sua família porque, enquanto ele for mantido sem a certeza de permanecer com vida num dos piores locais do planeta, seus familiares viverão angustiados e nem sequer terão o direito de dormir como qualquer pessoa faz.

Concluir mencionando a deplorável humilhação pela qual passarão a mãe, a irmã, as tias e as demais pessoas da família do condenado por ocasião das visitas, citando alguns fatos como exemplos das degradantes ocorrências.

Por fim, olhando cordial e positivamente para os jurados, dizer que acredita na capacidade de raciocínios de cada um deles, certo de que seus entendimentos impedirão que sejamos iludidos e induzidos a destruir não apenas uma vida que pode ser restaurada, mas a vida de uma expressiva quantidade familiares do acusado, inclusive de crianças e de pessoas que findarão os seus dias nas angustiantes consequências do equívoco da condenação. Dizer que a DEUS cabe o direito de condenar e que, pela saudável liberdade e paz na consciência, cada jurado deve julgar com a tranquilidade de suas consciências.

Afirmar: “Excelentíssimos Senhores Jurados! Eu confio na vossa justiça! Eu sempre confiei no Tribunal do Júri do meu país. Absolvam (citar o nome completo do réu) e tereis feito justiça!”

Nota:

O Discurso Jurídico é tema que interessa a estudantes do curso de Direito, a bacharéis, profissionais da área jurídica, professores, escritores, jornalistas e demais pessoas que se dedicam ao aprimoramento do saber.

Na próxima semana o leitor do JORNESTADO terá o privilégio de ler, em primeira mão, a parte inicial do livro “COMO SER FELIZ, A PARTIR DE HOJE”. A referida obra será publicada no mês de março, mas já é numerosa a quantidade de pessoas que querem um ou mais exemplares. Por esse motivo, o Professor Fernando Marques realizará duas solenidades de apresentação em Campo Grande, uma em Dourados e outra em Três Lagoas. Na sequência, haverá apresentação em Brasília, São Paulo e Curitiba. 


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

INICIO DAS AULAS
Diversos

Governo nega pedido de prefeitos e início das aulas se mantêm em fevereiro

Na Capital começa dia 13; interior nesta data ou dia 20

Mesmo após solicitação da maioria dos prefeitos sul-mato-grossenses para adiar o início das aulas nas escolas estaduais para o mês de março, o governo do Estado confirmou que vai manter o cronograma escolar, todavia, anunciou que os gestores municipais do interior podem atrasar em uma semana, de 13 para 20 de fevereiro, o começo do ano letivo. Na Capital está certo que irá começar dia 13.

De acordo com a assessoria de imprensa do governo, no caso dos municípios do interior, que podem iniciar dia 13 ou 20 de fevereiro, as escolas estaduais devem articular com as redes municipais de ensino o retorno das aulas, considerando o transporte escolar de alunos.

A resolução do calendário escolar para colégios da Rede Estadual foi publicada pela Secretaria de Estado de Educação (SED) no Diário Oficial do Estado (DOE-MS) do dia 2 de dezembro de 2016. Em qualquer que seja data de inicio das aulas, os professores retornam uma semana antes, ou seja, em Campo Grande, dia 06 do próximo mês, para que realizem a semana pedagógica.

Impasse

Juvenal Neto (PSDB), ex-prefeito de Nova Alvorada do Sul e até então presidente da Assomasul, informou nesta segunda-feira (23), ao Jornal Midiamax que 45 prefeitos votaram sim pelo adiamento, 19 votaram não e 15 não se posicionaram. O motivo, alegam, é a situação das estradas em vários municípios e a questão financeira difícil em que os novos gestores encontraram as cidades.

Ele relatou ainda nesta data que a associação protocolou o ofício e estão aguardando a decisão do Governo se acata ou não o pedido dos prefeitos feito através da Assomasul. Para eles, o mais viável era que iniciasse no dia 1º de março.

Enquanto isso, em nota, a governadora em exercício Rose Modesto, do mesmo partido de Juvenal, afirmou que o calendário proposto pela SED (Secretaria Estadual de Educação) foi discutido e aceito pela Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul) e pela própria Assomasul.

Nesse ano, as duas opções de calendários têm 200 dias letivos e quatro dias de exames finai


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

SEM TARRA
Diversos

Ocupação no Incra: Sem-terra montam ‘coalisão’ e se distanciam do MST

Pelo menos mil pessoas são esperadas

Oito movimentos de trabalhadores sem-terra ocuparam, na manhã desta segunda-feira (23), a sede do Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária), em Campo Grande. Com o nome de ‘Colaisão do Estado’, os manifestantes cobram a retomada da pauta de reforma agrária negociada em 2014 e que, segundo eles, não avança no Estado.

O MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra) -o mais conhecido movimento de reforma agrária- não participa da ação e os manifestantes ressaltam que não querem ser confundidos. “Não tem MST aqui. Eles não estão do nosso lado”, diz uma das lideranças. 

Participam da ocupação os movimentos: MAF (Movimento da Agricultura Familiar), FNL (Frente Nacional de Luta), LUTA, OSLT (Organização Social na Luta pela Terra), MAR (Movimento Agrário Rural), MTR (Movimento dos Trabalhadores Rurais), MAC (Movimento da Agricultura Familiar) e MASC (Movimento Agrário Social Cristão). 

Sobre a estratégia usada durante muito tempo pelos movimentos de fechar rodovias, a liderança afirma que eles não pretendem agir dessa forma. “Não está previsto, porque você tira o direito de ir e vir das pessoas e elas contra a gente. Isso não é nosso objetivo”. 

A situação é ainda mais visível na presença de um movimento recém-criado: o o MPL (Movimento Popular de Lutas), que tem a frente Jonas Carlos da Conceição, que era membro da direção do MST no Estado. Segundo ele, o movimento criado há aproximadamente uma semana já conta com 500 famílias no Estado.  “Nos retiramos [do MST] por não concordar com algumas coisas e indo de encontro com a base do movimento social”, explica Jonas. 

Pauta de reinvindicações

“Desde 2014 o Incra nacional fechou acordo com as famílias, mas nada foi feito. Eles [Incra] alegaram que o MP [Ministério Público] tranca a pauta. Mas, nós conversamos com eles [ MP] e há realmente uma demora na região de Dourados só. Nas outras, como Campo Grande, Conesul está liberado para as vistorias”, explica Rodionei Merlin, liderança do MAF. 

No prédio, os manifestantes afirmam que há aproximadamente 500 pessoas, e a expectativa é de que o número dobre no decorrer do dia. Os sem-terra prometem ficar no local até que o Incra nacional encaminhe documento se comprometendo com os movimentos. Não há expediente no local e os funcionários e o superintendente não puderam entrar nas dependências. 

“O Incra daqui não faz [as vistorias] porque não tem estrutura. Não tem como. Eles não tem nem carros. O Mato Grosso do Sul é um dos maiores em reforma agrária no Estado, pois tem os maiores assentamentos, e o Incra daqui não tem estrutura”, diz Merlin. 

Segundo a liderança, já havia sido marcada uma reunião no Incra, em Brasília, mas foi cancelada em cima da hora. Nova data foi agendada para a próxima terça-feira (24), mas diante da inércia do Incra, os movimentos sociais temem o encontro seja novamente cancelada. Por isso, eles pretendem ficar na sede até que a conversa seja estabelecida. “Só saímos com uma posição certa para essas famílias”, diz. 


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

POLICIAL
Diversos

Em perseguição, motorista capota caminhonete com 1 tonelada de maconha

Veículo com placas do Paraná não parou em barreira policial

 

Caminhonete com 1 tonelada de maconha foi apreendida, ontem, durante operação conjunta do Departamento de Operações de Fronteira (DOF) e Delegacia Especializada de Narcóticos (Denarc) paranaense em Laguna Caarapã. A droga tinha por destino o Estado de Goiás.

Motorista foi perseguido, depois de avançar contra barreira policial na MS-379. Ele conduzia caminhonete GM S-10, com placas do Paraná, que capotou em curva da rodovia. O condutor fugiu em meio a vegetação da região do Bocaja.

Em vistoria, os agentes encontraram no veículo 1.091 quilos de maconha. Perícia ainda determinará se o mesmo foi furtado ou roubado, uma vez que sinais de identificação estavam adulterados. O caso foi registrado como tráfico de drogas na Delegacia de Fronteira de Dourados.

Criança de 3 anos morre afogada 
ao cair dentro de buraco

 

Familiares tentaram socorrer o menino; polícia investiga caso

 

Ademir dos Santos Chimenes, 3 anos, morreu afogado ao cair dentro de buraco em Dourados. Familiares tentaram socorrê-lo. Circunstâncias do caso são investigadas pela polícia.

Depois de sentir a ausência da criança, na tarde de ontem, pai que visitava amigo no Bairro Jóquei Clube saiu para procurá-lo. Ademir foi encontrado boiando em buraco com acúmulo de água da chuva, supostamente aberto por empresa que presta serviço para a prefeitura do município.

Na tentativa de salvá-lo, conforme o site Dourados News, o pai recorreu a Unidade de Pronto Atendimento (UPA). Tentativa de reanimação, no entanto, não surtiram efeito e o óbito foi confirmado por médico plantonista às 16h35. Já o caso registrado como morte a esclarecer.


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

TAVA
Diversos

Taxa de iluminação volta às contas 
para bancar lâmpadas de LED

 

Lei suspendeu cobrança por 180 dias na Capital

Taxa de iluminação pública voltou a ser cobrada, nessa semana, em Campo Grande. Isso depois de lei suspender por 180 dias arrecadação do tributo por falta de investimentos na melhoria do sistema.

Clientes com leitura de consumo desde sábado (21), conforme a concessionária Energisa, tem aplicados percentuais da Contribuição para o Custeio do Serviço de Iluminação Pública (COSIP). A empresa arrecada, em média, R$ 5,1 milhões para a prefeitura da Capital.

Secretário Municipal de Finanças, Pedro Pedrossian Neto, confirmou ao Portal Correio do Estado que recurso será empregado na modernização do sistema de iluminação com uso de lâmpadas de LED. O processo já havia sido iniciado pelo ex-prefeito Alcides Bernal (PP) de forma pontual.

“Existia desconfiança em relação a aplicação dos recursos, mas o clima de relacionamento entre prefeitura e Câmara Municipal é harmônico e não acredito em novo pedido de suspensão”, ressaltou o secretário. “Tributo é difícil de recuperar, mas temos cerca de R$ 20 milhões [para iluminação]”.

TAXA SUSPENSA

Lei promulgada pela Câmara Municipal, em julho do ano passado, suspendeu por seis meses cobrança da taxa de iluminação pública.  Edil Albuquerque (PMDB), autor da proposta, justificou ser inviável reter mais de R$ 53 milhões nos cofres públicos, enquanto a cidade ficava às escuras.

Contrário a iniciativa, Bernal já havia pontuado em veto ilegalidade na suspensão do tributo durante período eleitoral, além de prejuízo a projetos de revitalização e modernização de luminárias. O progressista alegou ainda que a medida traria prejuízo de R$ 15 milhões aos cofres públicos.

Órgão Especial do Tribunal de Justiça (TJMS), em agosto, indeferiu liminar movida pelo governo municipal. Na ocasião, o desembargador Divoncir Shreiner Maran ressaltou não haver problema em se manter a suspensão do tributo ao se considerar custo mensal de R$ 1,5 milhão pelo serviço e saldo financeiro de R$ 53 milhões destinados a iluminação retidos no caixa do município.


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

QUERIA SABER
Diversos

Zezé Di Camargo revela que contratou detetive para investigar namorada

Cantor queria saber quem era a mulher por quem se apaixonou

Divulgação
O cantor sertanejo Zezé di Camargo declarou, em entrevista a revista 'Veja', que chegou a investigar o passado de Graciele Lacerda, sua atual namorada. Segundo o cantor, ele contratou um detetive para "saber quem era" a mulher por quem estava apaixonado, sua atual namorada.

"Queria saber mais sobre a pessoa por quem eu tinha me apaixonado. E, como não morávamos na mesma cidade, achei que seria uma boa solução", revelou Zezé, que na ocasião morava em Barueri, enquanto a modelo vivia em Vitória.

Porém, Zezé afirma que jamais duvidou da honestidade de Graciele. "Demorei oito meses para dar um beijo nela e dois anos para chegar às vias de fato", completou o sertanejo. Eles estão juntos de 2012, quando o cantor separou-se de Zilu, mãe de seus filhos.

Na entrevista, Zezé também falou sobre seu passado com a ex-mulher, a quem traiu várias vezes ao longo da união de mais de 20 anos. "Antigamente, quando me perguntavam isso (se ele traiu Zilu), eu dizia: 'Se eu traí, não vou lhe contar. Se falar que não traí, você não vai acreditar'. Mas, sim, tive outros relacionamentos", afirmou Zezé.

"Quando ' É o Amor ', entrou no topo das paradas, todas as mulheres com quem sonhei passaram a dar bola pra mim. E, é claro, saí com algumas delas", concluiu.




Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

DA HORA
Diversos

Nas próximas horas ou dias teremos novo relator' da Lava Jato, diz ministro

Para Mello, escolha de relator deve ser rápida para não prejudicar Lava Jato. Magistrado do STF diz que Carmen Lúcia não deve homologar delações.

Ministro Marco Aurélio Mello afirma que presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, não deve homologar delações premiadas de executivos da Odebrecht (Foto: Rosinei Coutinho/STF)
O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Marco Aurélio Mello afirmou, na manhã desta segunda-feira (23), acreditar que novo relator do processo da Lava Jato no STF deve ser definido em breve. Mello também disse que a presidente do Supremo, Cármen Lúcia, não deve homologar delações premiadas dos executivos da Odebrecht. A expectativa era que o ministro Teori Zavascki, morto na última quinta-feira (19), fizesse as homologações em fevereiro.

As declarações foram feitas à Rádio Gaúcha.

"Pelo o que conheço, há muitos anos, da atuação da ministra Cármen Lúcia, ela procederá não [com] a homologação, mas sim a redistribuição [do processo]. Nós teremos, nas próximas horas ou nos próximos dias, um novo relator [do processo da Lava Jato]", disse Mello.

O magistrado argumentou que a escolha do novo relator deve ser rápida para não prejudicar a Lava Jato nem o que chamou de "interesses nacionais", e defendeu que a relatoria fique com um os ministros da Segunda Turma, da qual Teori Zavascki fazia parte. Atualmente, compõem o colegiado os ministros Gilmar Mendes, Celso de Mello, Ricardo Lewandowski e Dias Toffoli.

"Deve ser rápido porque procedimento penal não pode ficar suspenso sob pena de prejuízo. Sob pena de (...) militar a favor de possíveis envolvidos, prejudicando-se aí os interesses maiores da sociedade. Não podemos ficar com cadeira vazia. Pela ordem natural das coisas, a redistribuição há de se fazer considerando os remanescentes da Segunda Turma", disse.

Mello mimizou o encontro do ministro Gilmar Mendes com o presidente Michel Temer durante o último final de semana. "Não prejudica em nada. Se atua com equidistância", pontuou.

O ministro afastou a possibilidade da aeronave de Teori ter sido sabotada. "Descarto, de início, qualquer ato de sabotagem visando atingir o ministro Teori e os demais ocupantes da aeronave. Tudo indica que o acidente decorreu de mau tempo na região, mas temos que esperar a investigação", concluiu.

Queda de avião

Teori Zavascki morreu na quinta-feira (19), aos 68 anos, em um acidente aéreo no litoral do Rio de Janeiro. Viúvo desde 2013, Teori deixa três filhos. Ele se tornou ministro do STF em 2012 por indicação da então presidente da República, Dilma Rousseff.

Teori Zavascki estava de férias e viajava para a casa de praia do empresário Carlos Alberto Filgueiras, dono do Grupo Emiliano, quando o avião caiu no litoral fluminense matando todos os cinco ocupantes.

Filgueiras também morreu na tragédia. Além dele e do ministro do STF, morreram o piloto Osmar Rodrigues, a massoterapeuta de Filgueiras Maira Lidiane Panas Helatczuk, e a mãe dela, Maria Ilda Panas.



Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

DOF
Diversos 2017 20h44

DOF apreende cerca de 770 kg de maconha em Caarapó

Droga estava acoplada nos pneus do veículo

Policiais do DOF (Departamento de Operações de Fronteira) apreenderam na manhã deste domingo (22), por volta das 7h, na MS-156, em Caarapó, cerca de 770 quilos de maconha. Na ocasião, uma pessoa foi presa.

Conforme informações policiais, durante policiamento ostensivo motorizado itinerante pela rodovia, próximo a cidade de Caarapó, um caminhão Iveco/stralishd, conduzido por Luciano Moraes, foi abordado.

Durante entrevista e revista realizada, foi constatado que o motorista estava transportando 769 quilos de maconha, que estavam acoplados aos pneus do veículo, e que tinha como destino a cidade de Cuiabá-MT.

A droga estava distribuídas em vários tabletes, dentro dos pneus do caminhão. A ocorrência foi encaminhada à Delegacia Especializada em Crimes de Fronteira, em Dourados-MS.

 

DOF apreende carretas com mais de 1.400 caixas de cigarros contrabandeados

A apreensão ocorreu na MS-156, na região de Caarapó

Na tarde do último sábado, 21, por volta das 20h, em bloqueio policial na MS-156, região de Caarapó, Policiais do Departamento de Operações de Fronteira – DOF – foram apreendidas duas carretas carregadas com cigarros oriundos do Paraguai.

A apreensão ocorreu durante barreira dos policiais próximo ao anel viário, quando um dos motoristas ao perceber a presença policial realizou uma manobra de retorno, o que chamou a atenção da equipe do DOF.

Um dos motoristas empreendeu fuga e foi alcançado próximo a região da fazenda Campanário. Já o outro condutor foi detido na entrada de Caarapó.
 

Na vistoria realizada foram encontradas inúmeras caixas com pacotes de cigarro, aproximadamente 1400 caixas; o produto tinha como destino a cidade de Mogi das Cruzes-SP. Os infratores, os caminhões e as cargas de cigarro foram encaminhados(as) à Polícia Federal de Dourados.



Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

POLITICA
Diversos

PT pode ser desmontado no Estado 
com a saída de deputados

Cabo Almi foi sondado para entrar no PSD e Vander no PHS

O PT pode ser desmontado em Mato Grosso do Sul com a saída de alguns deputados estaduais e um federal para outros partidos. A única estrela de expressão hoje do petismo no Estado é o ex-governador e deputado federal José Orcírio dos Santos. Até ele teria sido sondado para trocar o PT pelo PDT. Mas deve permanecer para retomar o espólio da agremiação com o desligamento do senador cassado Delcídio do Amaral.

O deputado estadual Cabo Almi estaria hoje com um pé dentro do PSD do prefeito de Campo Grande, Marcos Trad. As conversas políticas com o parlamentar estão avançando para entendimento. O problema é arrumar brecha para trocar de partido sem o risco de perder o mandato por infidelidade partidária.

Cabo Almi sempre foi crítico dos erros do PT. Os escândalos de corrupção e a prisão da cúpula do partido abalaram a credibilidade do petismo no País. Em Mato Grosso do Sul não foi diferente. O partido não conseguiu eleger nenhum prefeito nas eleições do ano passado em consequência do desgaste da imagem.

Alguns petistas disputaram as eleições por outros partidos para não carregarem a mancha dos escândalos. É o caso do prefeito de Corumbá, Ruiter Cunha de Oliveira. Ele migrou para o principal rival do PT em nível nacional, o PSDB, de olho na prefeitura. E saiu vencedor sobre o então prefeito Paulo Duarte, outro que trocou o PT pelo PDT.

*A reportagem completa está na edição de hoje do jornal Correio do Estado. 


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

PLANTÃO
Diversos

Adolescente pega carro escondido do pai, bate em muro de casa e foge a pé

Veículo ficou bastante danificado (Foto: Nova News)
Adolescente de 17 anos pegou o carro do pai escondido, perdeu o controle da direção e bateu no muro de uma residência no bairro Capilé, na tarde deste domingo (22) em Nova Andradina - distante 300 km de Campo Grande.

O acidente aconteceu quando o jovem tentou tentou fazer a conversão do veículo, um Toyota Corolla, na rua da Saudade. Ao bater contra o muro, houve princípio de incêndio no carro, que ficou bastante danificado, segundo informações do site Nova News.

Não houve feridos com o acidente, mas o morador da residência atingida, que tem problemas de saúde, passou mal e a equipe do Samu (Serviço Móvel de Urgência) foi acionada para encaminhar o homem ao Hospital Regional. De acordo com testemunhas, o rapaz fugiu do local do acidente a pé. 

Segundo a família, o adolescente pegou o carro escondido do pai.

Mulher fica ferida após colidir carro em árvore no canteiro da Afonso Pena

Carro ficou com a frente destruída (Foto: André Bittar)
Mulher, que não teve a identidade divulgada, ficou ferida após colidir o carro que conduzia contra uma árvore, na Avenida Afonso Pena, entre as ruas 13 de Junho e a José Antônio, região Central de Campo Grande. O acidente ocorreu na madrugada desta segunda-feira (23).

Conforme policiais do BPTran (Batalhão de Polícia Militar de Trânsito), a condutora seguia em um veículo Peugeot 206, de cor preta, no sentido Shopping Campo Grande, quando perdeu o controle da direção, invadiu o canteiro central da via e colidiu contra uma árvore.

A mulher ficou ferida e foi socorrida pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência). O estado de saúde dela não foi informado. O automóvel ficou com a frente destruída.
Divulgação
Nas últimas 24 horas foram registrados vários acidentes de trânsito na cidade. Na noite de ontem (22), por exemplo, o motociclista Edson Monteiro Tavares, 40 anos, ficou ferido após ser atingido por um veículo Ford Fiesta, de cor prata, na Rua Antônio Prado, no Jardim Los Angeles. O motorista do carro, Wyldancal Torres Jubilato, 25 anos, foi preso por embriaguez.

Adolescente de 14 anos sofre descarga elétrica e é internado em estado grave

Jovem subiu em árvore para resgatar pipa

Um adolescente de 14 anos foi levado em estado grave para a Santa Casa de Campo Grande após receber uma descarga elétrica por volta das 19h30 do domingo (22) na Vila Margarida.

Segundo uma testemunha, o acidente aconteceu quando o adolescente subiu uma árvore para resgatar uma pipa. Foi quando ele encostou na fiação e recebeu a descarga. Com a força, ele foi jogado na calçada.

A vítima chegou a ficar inconsciente, mas socorristas do Samu ficaram alguns minutos buscando reanimar o adolescente. Duas viaturas do Corpo de Bombeiros também atenderam a ocorrência.

O jovem foi encaminhado para a Santa Casa em estado grave e chorando muito em decorrência das dores devido à decorrentes da descarga e à queda da árvore.

Jovem morto em acidente
era tatuador e tinha 19 anos

Motorista da Parati e filho de três anos foram socorridos graves

 

Aos 19 anos, Pedro Bones de Paula, teve interrompido o sonho de ter estúdio próprio para tatuagens e tornar-se profissional reconhecido. O jovem morreu em acidente de trânsito entre caminhão e Parati, ontem (22), por volta das 16h, na BR-163, em frente à Cidade das Abelhas, na saída para São Paulo, em Campo Grande. Pedro era passageiro da Parati e morreu no local. O motorista, de 24 anos, transportava também o filho, de três anos, e ambos tiveram graves ferimentos.

De acordo com registro policial, o motorista do caminhão com placas de Sorriso (MT), de 58 anos, invadiu a pista contrária por onde seguia o automóvel e ambos bateram de frente. O caminhoneiro seguia com destino ao distrito de Anhanduí e teria feito a manobra ao desviar de outro veículo de carga que estava à frente e freou de repente. No caminhão, estava casal, sendo mulher de 26 anos e homem de 31. Apenas a jovem sofreu ferimento nos pés.

Sobre os ocupantes da Parati, o condutor e o filho que era levado no banco de trás, sem cadeirinha recomendada para a idade, tiveram graves ferimentos e foram encaminhados à Santa Casa. Pedro estava ao lado do motorista do carro e, com a violência do impacto, morreu no local.

A assessoria de comunicação do hospital informou na manhã de hoje que o paciente de 24 anos sofreu múltiplas fraturas e esperava por cirurgias. O estado de saúde do menino era estável e ele seria acompanhado por especialistas para avaliação torácica. 

LAMENTAÇÃO

No Facebook, amigos e familiares lamentam a morte de Pedro e falam sobre o sonho do rapaz em tornar-se tatuador renomado, dono de estúdio. Em publicações, imagens mostram alguns trabalhos que Pedro fazia em casa.

MPE investiga se ex-prefeita tentou favorecer filho com obra de R$ 1 milhão

Avenida com prédio de filho de gestora teve recapeamento 'ímpar'

 

O MPE-MS (Ministério Público do Estado de Mato Grosso do Sul) está de olho em uma obra realizada pela ex-prefeita de Três Lagoas, Márcia Moura (PMDB), de recapeamento na Avenida Eloy Chaves. A obra de iniciativa do poder municipal contou com investimentos de R$ 1,2 milhão.

Segundo o MPE-MS, o recapeamento teria uma 'qualidade impar', sendo que, contrastando com o restante da cidade, a Avenida não necessitaria tanto do recape, uma vez que a via 'não estava com a malha asfáltica precária'.

A suspeita é de que as obras tenham sido realizadas para favorecer o filho da ex-prefeita, o empresário Murilo Souza Moura de Paula, que possui um empreendimento imobiliário na Avenida, o que sugere "velado e indevido favorecimento em final de mandato".

Murilo é sócio e representante legal de duas empresas que participaram da parceria para realizar a construção do Condomínio Comercial Terrace Business Center, na Avenida Eloy Chaves. 

O empreendimento está avaliado em R$ 12 milhões e deve ser uma das maiores obras de Três Lagoas. Segundo os jornais locais, o prédio comercial terá nove andares, com 248 salas comerciais e dois níveis de subsolo.

A investigação do MPE-MS pretende apurar se houve improbidade administrativa e favorecimento indevido por parte da prefeita Márcia Moura.

O inquérito, instaurado pelo promotor de Justiça Fernando Peixoto Lanza, corre em sigilo .

Prefeita nega favorecimento

O Jornal Midiamax entrou em contato com a ex-prefeita Márcia Moura, que negou as suspeitas do MPE-MS e disse que ainda não foi notificada da instauração do inquérito, mas que não tem o menor medo dos resultados da investigação.

Quanto à necessidade de recapeamento na Eloy Chaves, Márcia afirma que a obra era necessária, ao contrário do que afirma o MPE. "Estava um caos, uma malha velha, antiga, toda ruim. A avenida toda estava necessitando do recape".

Quanto a situação das outras vias de Três Lagoas, Márcia afirma que o asfalto da cidade é antigo e que várias outras ruas precisariam de recapeamento, mas que "fez o que pôde". "Foi uma decisão minha, com base na manifestação de moradores e pareceres técnicos de engenheiros", diz a respeito da escolha da Avenida Eloy Chaves.

Ela nega que tenha tentado favorecer o empreendimento do filho Murilo com o recapeamento. "Eu não posso recapear onde ele trabalha? O empreendimento nem é dele", diz. 

Márcia diz que o prédio da Terrace Business ocupa um terreno pequeno na avenida, e que a Eloy Chaves nunca passou por recapeamento. "Se tem uma coisa que eu nunca fiz na vida foi favorecer a vida de alguém da minha família e nem ninguém", reforça.


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

UFC
Diversos

Próximo rival de Anderson Silva alerta: 'Se fizer gracinha, vai apagar'

Derek Brunson terá o brasileiro pela frente no UFC 208, em fevereiro

Anderson Silva não se aposentou ainda dos octógonos, mas, no que depender de Derek Brunson, seu rival na edição 208 do UFC, marcada para o dia 11 de fevereiro, em Nova Iorque, a hora de pendurar as luvas está cada vez mais próxima.

Em entrevista ao programa MMA Hour nesta semana, o norte-americano se mostrou cosciente do que espera encontrar pela frente no combate com o ex-campeão do UFC, mas avisou: não tolerará as famosas gracinhas do Spider.

"Ele não vai fazer o que fez contra o Chris Weidman e não estará nada parecido com o que apresentou contra o Cormier, pois pegou essa luta apenas três dias antes do combate. Mas já vou avisando que, se ele abaixar as mãos e apenas mexer a cabeça para trás, um soco meu entrará e serão luzes apagadas", ameaçou.


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

OPERAÇÃO
Diversos

Gaeco mira sistema prisional e realiza operação com 22 mandados

Ilustração
O Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado) realiza nesta segunda-feira (23), a "Operação Xadrez" em Mato Grosso do Sul. O alvo é o sistema prisional.

Informações iniciais do Ministério Público Estadual, são de que serão cumpridos nove mandados de prisão, 12 buscas de apreensões e uma condução coercitiva. O órgão não especificou as cidades e os motivos da operação.

Operação de mesmo nome já foi realizada outras vezes em estados vizinhos, como Mato Grosso e Paraná, sempre investigando o tráfico de drogas associado aos estabelecimentos prisionais.

O nome da operação está ligado a gíria normalmente utilizada para denominar instituições prisionais. Além disso, investigados no caso se prevaleciam do cargo de agente prisional e da prerrogativa de portar arma de fogo para intimidar desafetos e traficar drogas




Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

DA NOITE
Diversos

Colisão entre Parati e caminhão deixa um morto e três feridos na BR-163

Acidente aconteceu na tarde de domingo

Colisão entre uma Parati e um caminhão de carga deixou uma pessoa morta e três feridas, sendo duas com lesões graves. O acidente ocorreu na tarde deste domingo (22), no KM 458 da BR-163, em frente à cidade das Abelhas na saída para São Paulo.

De acordo com informações preliminares da PRF (Polícia Rodoviária Federal), os dois veículos bateram frontalmente. A pessoa que estava no carro de passeio, com placas de Campo Grande, não resistiu e morreu no local. 

No caminhão estavam três ocupantes, sendo um com ferimentos leves e dois gravemente feridos. A PRF e CCR-MS Via estão no local. Não houve congestionamento e o trânsito segue normalmente.

Motorista de caminhão vítima
de golpe é morto a tiros em BR

Francisco Pereira do Nascimento, 68 anos, foi assassinado na BR-267

 

Francisco Pereira do Nascimento, 68 anos, foi assassinado com dois disparos de arma de fogo na BR-267, próximo à empresa Boa Vista, na tarde de hoje, por volta das 15h15min, em Maracaju.

Testemunhas contaram que quando o veículo conduzido por Francisco parou no meio da pista, dois homens saíram correndo de dentro do caminhão.

Conforme o site Maracaju Speed, a vítima morreu ao ser atingida no ombro e braço direito. O Corpo de Bombeiros foi acionado, mas quando chegou no local Francisco já estava morto.

Após a chegada da perícia, o corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Maracaju e o caminhão que a vítima conduzia à Polícia Civil.

Informações preliminares apontam que o homem foi vítima do golpe do falso frete, segundo a PC. Militares pedem à população que, em caso de qualquer informação sobre o paradeiro dos envolvidos que denuncie pelo telefone 190 da Polícia Militar.

Motociclista sofre acidente, fica em estado grave e morre na ambulância

Divulgação

Paulo Sérgio Matoso Sanches, de 34 anos, morreu vítima de acidente de trânsito na noite de sábado (21), em Aral Moreira, a 402 quilômetros de Campo Grande. Ele chegou a ser socorrido, mas morreu a caminho do hospital de Ponta Porã.

Conforme o boletim de ocorrência, registrado pelo funcionário da funerária, ele foi acionado para ir até o Hospital Regional de Ponta Porã. A equipe do hospital disse que Paulo Sérgio sofreu um acidente de motocicleta em Aral Moreira na tarde de sábado e foi atendido na cidade, no Hospital Santa Luzia.

O motociclista se queixava de dores em todo o corpo e, após ser atendido, foi encaminhado para Ponta Porã, mas não resistiu e morreu na ambulância. O caso foi registrado na delegacia como homicídio culposo na direção de veículo automotor. Detalhes do acidente não constam no registro policial.

Dupla atira 5 vezes em motociclista e volta para ver se vítima estava morta

Divulgação

Ricardo Aldana Sorrilha, de 45 anos, foi morto a tiros na madrugada deste domingo (22) em Ponta Porã, município a 346 quilômetros de Campo Grande. Ele foi atingido por cinco disparos de arma de fogo quando transitava pela Rua Hermes da Fonseca.

De acordo com o boletim de ocorrência, Corpo de Bombeiros e Polícia Militar foram acionadas para ir até o Bairro da Granja, onde o homem tinha sido atingido pelos disparos. As equipes chegaram ao local e constataram o óbito, então os policiais conversaram com testemunhas.

Populares contaram que Ricardo pilotava uma moto pela Rua Hermes da Fonseca e, ao chegar no cruzamento com a Rua João Gualberto Cabral, foi abordado por dois homens em outra moto. A dupla atirou várias vezes, atingindo a vítima com 5 tiros de calibre 9mm. Eles passaram pelo motociclista e retornaram em seguida, para confirmar que ele havia morrido.

Os autores do crime não foram encontrados e o caso é tratado pela Polícia Civil como homicídio simples.

Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

LAÇO EM PONTA PORÃ
Diversos

Ponta Porã: Solenidade marcou a abertura do 39º Encontro de Clubes de Laço

O evento contou a presença do prefeito Hélio Peluffo e do deputado Marcio Fernandes

Abertura da festa do laço de Ponta Porã.

Foto: Tião Prado (Pontaporainforma)

Mesmo com a forte chuva que caiu na cidade de Ponta Porã na noite desta sexta-feira, dia 20, na sede do clube do Laço Lino do Amaral Cardinal, aconteceu a solenidade de abertura do 39º encontro de clubes de laço da Federação dos Laçadores do Mato Grosso do Sul.

Participaram na cerimônia, o engenheiro Agrônomo Pompílio Cabral de Jesus Junior, patrão do Clube de Laço Lino do Amaral Cardinal; Elvio Garcez, presidente da Federação de Clubes de Laço do MS; deputado Estadual Márcio Monteiro (PMDB) e sua esposa Flávia Fernandes; prefeito Hélio Peluffo Filho (PSDB) acompanhado da esposa Vânia Peluffo; vereador Otaviano Cardoso (PSDB), presidente da Câmara de Vereadores; Tem.Cel. Abelardo Prisco de Souza Neto; diretor da Receita Federal Dr. Marcelo de Brito; os secretários Municipais, Daniel Valdez Puka, André Manosso e Dário Honório Almirão; veredor Candido Gabinio; o padre Fábio Casado e todos os patrões dos clubes de laço presentes na festa.

Ao usar da palavra, as autoridades destacam a importância das festas de laço, uma vez que todos os membros de uma família participam das festas, sendo laçando ou acompanhando os familiares.

Um evento dessa natureza vem valorizar o agronegócio em todos os sentidos, pois alem dos propriedades das fazendas, muitas vezes os seus funcionários também estão presente participando do evento.

O patrão do clube Pompílio Junior fez um agradecimento especial ao prefeito Hélio Peluffo, que o levou até Campo Grande, onde se encontraram com o Governador Reinaldo Azambuja e o Secretário Márcio Monteiro e conseguiram uma grande estrutura para realização do evento.

A festa teve inicio nesta sexta-feira, dia 20 e prossegue até domingo, quando acontecem as disputas das principais taças, sendo elas de bronze, bronze especial, prata, ouro e as disputadas individuais. Hoje sábado (21), alem das laçadas a partir das 17 horas, acontece o baile carapé e o grande baile show com Alex e Ivan a partir das 23 horas.

No domingo estará acontecendo as laçadas e um grande churrasco na sede do clube a partir das 11 horas e no final da tarde o baile carapé.

A entrada é franca e toda comunidade está sendo convidada para prestigiar o eve


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

DA MANHÃ
Diversos

Grupo de ex-padres casados se reúne em encontro em Brasília

O 21° Encontro Nacional de “Renovação e Esperança" termina neste domingo (22)

© pixabay

O 21° Encontro Nacional de “Renovação e Esperança", que termina neste domingo (22) em Brasília, reuniu trinta e oito brasileiros que decidiram largar a batina, e se casar.

Segundo o G1, o objetivo principal da reunião é elaboração de um documento que possa contribuir com a propagação do evangelho e levantar sugestões sobre o celibato opcional.

“Eu percebi que eu também poderia ser casado e continuar falando de Deus para as famílias. Como movimento dos padres, nós podemos colaborar como grupo institucional e propagar a fé”, declarou o ex-padre Antônio Evangelista.

Hoje, Antônio hoje é casado há 17 anos e tem dois filhos. Ele conheceu sua esposa dentro da igreja, mas disse que já pretendia largar o sacerdócio. “O amor só cresce. Estou muito feliz”, contou sua mulher, Aila Ribeiro.


A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, chapéu e texto


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

MUSA
Diversos  15h04

Musa da Luta Livre Gabi Castrovinci aposta na carreira fitness para 2017

 

Primeira brasileira a participar do WWE, principal torneio de Luta Livre do mundo, Gabi Castrovinci tem conquistado cada vez mais status de musa nos Estados Unidos. Além do seu incrível desempenho na luta wrestling, o famoso telecatch americano, a gata promete se dedicar ao fisiculturismo.

A musa, que atualmente mora em Orlando, na Flórida, com seu marido, já trabalhou como catadora de lixo e faxineira nos primeiros anos em que morou no país:

"Antes do meu primeiro casamento eu morava com meu pai, que era lixeiro. Pegávamos muita roupa no lixo. Televisão, sofá, micro-ondas, torradeira... Foram poucas coisas que compramos no começo da nossa trajetória aqui. Tudo o que a gente tinha era dado de presente ou era do lixo. Eu e uma amigona minha, a Léia, minha madrinha de casamento, uma vez limpamos uma casa nojenta que não dava nem para ver o chão. Era um absurdo. Pegaram um container e jogaram tudo lá. A gente pegou nosso primeiro computador nesse lixo. Foi muito engraçado (risos)", declara a lutadora.

Fotos: Reprodução / Instagram



Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

PLANTÃO
Diversos

Pai de santo’ leva mulher para casa, tenta estuprá-la e diz que estava incorporado

Conheceu a vítima em um bar

Na madrugada deste domingo (22), depois de sair de bar com um suposto ‘pai de santo’, mulher de 36 anos foi ameaçada, agredida e precisou procurar a polícia. O homem levou a vítima até a casa dele, onde tentou estuprá-la e dizia estar incorporado por uma entidade.

De acordo com o registro feito na Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher) em Campo Grande, a vítima estava em um bar no Bairro Amambai, com amigos. Um dos amigos a apresentou para Jeferson e os dois começaram a dançar juntos, quando o homem contou a ela que é pai de santo.

Conforme relato da mulher, o suspeito disse que ela precisava fazer uma limpeza espiritual e a convenceu a conhecer a casa dele, que ficava nas proximidades do bar. A vítima acompanhou o homem e entrou na casa dele. Após passarem por um matagal no quintal, nos fundos da casa, o homem começou a agarrar a vítima a força, a segurou pelo pescoço, a derrubou e disse “Ou você dá ou morre”.

Após a ameaça, a vítima conseguiu fugir correndo do local, gritando por socorro. Ela contou para a polícia que o homem ainda saiu da casa e ficou com a cabeça abaixada, dizendo que estava “incorporado por uma entidade”. A vítima foi até a delegacia e tinha ferimentos pelo corpo por conta das agressões.

O caso foi registrado como lesão corporal dolosa e será investigado pela Polícia Civil.

Pistoleiros executam homem e deixam outro ferido gravemente

O caso aconteceu nesta 6ª feira na fronteira

Pistoleiros dispararam ao menos 15 tiros contra vítimas- Foto: Porã News

Na tarde desta sexta-feira (20), pistoleiros executaram Roberto David Cardozo Rojas, 25, e deixaram ferido em estado grave Anibal Santa Cruz Alarcon, 40. O fato aconteceu na cidade de Pedro Juan Caballero, quando as vítimas seguiam em um Fiat Strada conduzido por Anibal.

Há apontamentos de que Roberto estaria envolvido em uma tentativa de homicídio contra um agente da Polícia Militar em Ponta Porã.

De acordo com o site Porã News, Rojas tinha uma tatuagem de palhaço no braço, um código usado pelo PCC para identificar os "matadores de polícia".

Os dois trabalhavam como montadores de móveis na cidade paraguaia e estavam a caminho de um serviço quando foram abordados por dois homens em uma moto que dispararam 15 tiros.

A arma utilizada foi uma pistola 9mm. Os acertaram Rojas que foi atingido por seis deles. Já Anibal, foi encaminhada ao hospital local, onde está internado em estado grave.

O caso está sendo investigado pela polícia local.

Vizinhos ouvem briga durante a madrugada e encontram homem morto a facadas

Suspeito foi levado para a delegacia

No início da manhã deste domingo (22), Lourivaldo Rojas, de 32 anos, foi encontrado morto na Rua Caramandéu, no Jardim São Conrado. Vizinhos ouviram uma discussão na rua durante a madrugada e encontraram o corpo da vítima durante a manhã.

Segundo testemunhas, que moram na região, a discussão teria acontecido por volta das 4 horas. Uma moradora contou ao Midiamax que é comum a presença de usuários de drogas na região e também a venda de entorpecentes.

Algum tempo após a discussão, as testemunhas encontraram Lourivaldo caído na frente de uma casa. Ao perceberem que a vítima já estava sem vida, populares acionaram a polícia e equipes da Polícia Militar e Polícia Civil foram ao local.

A princípio, a informação é de que o homem foi assassinado a facadas. Ele tem um ferimento profundo no peito, mas ainda não há confirmação do tipo de arma branca utilizada. Familiares foram até o local e reconheceram a vítima, que é moradora no bairro. Segundo um primo, Lourivaldo estava desempregado e era usuário de drogas.

Na noite de sábado (21), o homem teria dito aos parentes que iria até um bar e não retornou. Perícia também foi acionada para os procedimentos necessários e funerária também esteve no local. Um suspeito que estava nas proximidades e disse ter visto a vítima no bar durante a noite acabou detido e foi levado para a delegacia.

Conforme os policiais, o homem não estava falando 'coisa com coisa', mas parecia saber sobre o crime, então prestará depoimento e pode ser o possível autor. O caso será registrado pela Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) da Vila Piratininga.

  •  
21/01/2017 19h53

PM de Caarapó prende dois menores e recupera caminhão furtado em Dourados

A Polícia Militar de Caarapó prendeu na tarde deste sábado (21), os menores P.R.M.C.O (17) e V.H.V.C (16). Os mesmos foram flagrados conduzindo um caminhão furtado nas imediações da empresa Coamo.

 

De acordo com o Boletim de Ocorrência da PM, por volta das 10h de hoje a guarnição foi informada via 190 pela seguradora que o caminhão Mercedes de cor azul placas ASG 5631 que o mesmo teria sido furtado em Dourados e estava em deslocamento para Caarapó.

 

A guarnição se deslocou até o prolongamento da Avenida Presidente Vargas, e durante rondas avistou o referido caminhão e na ocasião o condutor e o carona foram abordados.

 

Foi dada voz de prisão e ao serem questionados disseram aos policiais que abriram o caminhão com uma chave micha.

 

Para a segurança de todos os menores foram algemados e conduzidos até a Delegacia de Polícia Civil de Caarapó, com seus pertences, juntamente com o exame de corpo de delito e o caminhão para as providências cabíveis. 


 


Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

LAVA JATO
Diversos

Relator da Lava Jato será escolhido entre os atuais ministros

Mais provável, na visão de fontes que integram o tribunal, é que um dos ministros da Segunda Turma da Corte

© DR

O presidente Michel Temer confirmou ontem que só indicará o substituto do ministro Teori Zavascki no Supremo Tribunal Federal (STF) depois que a Corte decidir quem assumirá a relatoria da Operação Lava Jato. "Só depois que houver a indicação do relator", disse Temer durante o velório de Teori, em Porto Alegre. O ministro morreu em um acidente aéreo na quinta-feira, em Paraty, no litoral do Rio.

Antes mesmo da declaração, a presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, dava sinais de que vai remeter os processos da Lava Jato a um dos atuais integrantes da Corte. O mais provável, na visão de fontes que integram o tribunal, é que um dos ministros da Segunda Turma do STF - responsável por analisar as ações da operação - seja escolhido por meio de sorteio para herdar a relatoria.

A definição de quem ficará responsável pela Lava Jato no Supremo abriu uma discussão nos meios jurídico e político sobre o futuro da operação. A preocupação é se o novo responsável pelos processos no Supremo vai manter o caráter técnico com o qual Teori costumava conduzir o caso. A Corte julga investigados com foro privilegiado, como parlamentares e ministros de Estado.

Compõem a Segunda Turma e, portanto, poderiam assumir a relatoria os ministros Gilmar Mendes, Ricardo Lewandowski, Dias Toffoli e o decano do tribunal, Celso de Mello. Uma cadeira ficou vaga com a morte de Teori.

Em tese, o posto na Segunda Turma deixado por Teori seria preenchido pelo próximo ministro, a ser indicado por Temer. Há um precedente na Corte, no entanto, para que um dos integrantes da Primeira Turma migre para o outro colegiado. Isso ocorreu em 2015, quando Toffoli pediu para integrar a Segunda Turma do Supremo.

A medida teve o objetivo de evitar empates em julgamentos da Lava Jato e também de retirar do futuro ministro nomeado - que veio a ser Edson Fachin - o ônus de ser indicado com a pressão de quem iria ter em mãos a investigação sobre o esquema de corrupção na Petrobrás. Fachin passou a integrar a Primeira Turma do STF.

A expectativa é de que os ministros adotem a mesma solução agora. Mas, por enquanto, todos aguardam os primeiros sinais de Cármen Lúcia, que já anunciou que só falará sobre isso no retorno a Brasília.

Velório

Ontem, a ministra foi a primeira representante do STF a chegar, logo pela manhã, ao velório de Teori, em Porto Alegre, mas evitou declarações públicas sobre o tema. O assunto, porém, permeou conversas entre autoridades presentes à cerimônia.

Questionado sobre o fato de Temer aguardar a definição sobre o novo relator, o juiz Sérgio Moro disse que "compete ao Supremo" encontrar uma solução. "As instituições estão funcionando. Vai ser resolvido institucionalmente", disse Moro.

Para o ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Paulo de Tarso Vieira Sanseverino, a decisão de remeter o caso a um dos atuais ministros é acertada. "Não se deve deixar a relatoria para o novo ministro que vai assumir. Seria uma situação política extremamente delicada", afirmou Sanseverino.

Em reservado, ministros no Supremo afirmam que não gostariam de assumir a Operação Lava Jato. A avaliação é de que Teori estava longe de especulações sobre eventual ligação com a política e, de forma discreta, conseguia conduzir o caso de maneira independente.

Um exemplo mencionado é a decisão do ministro de anular o áudio em que a presidente cassada Dilma Rousseff conversava com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e ainda receber um pedido de "escusas" do juiz Sérgio Moro.

O futuro da Lava Jato tem causado apreensão na Procuradoria-Geral da República. Rodrigo Janot revelou a pessoas próximas preocupação com o destino da operação na Corte. Ele mantinha relação próxima com Teori, a exemplo de Moro, que conduz a Lava Jato em Curitiba. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.



Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

MORO
Diversos

Juízes federais defendem nomeação de Moro para vaga de Teori no STF

Há dúvida, no entanto, sobre em que medida responsável pela Lava Jato na primeira instância poderia julgar processos do escândalo no STF.

Arquivo
Um dia depois da morte do ministro Teori Zavascki em um acidente aéreo, uma corrente de juízes federais já defende que o presidente Michel Temer indique o juiz Sérgio Moro – responsável pela Lava Jato na primeira instância – para a vaga aberta no Supremo Tribunal Federal (STF).

O nome de Moro surgiu em conversas internas de magistrados da Justiça Federal. O argumento desses juízes é de que Moro é o maior conhecedor da Operação Lava Jato, cujo relator no STF era Teori. No total, estão em andamento na Corte cerca de 40 inquéritos contra 13 senadores e 29 deputados federais.

Contra o juiz pesa a proibição de assumir todos – ou ao menos boa parte – dos processos da Lava Jato, pelo fato de ele ter conduzido os trabalhos na primeira instância, como titular da 13ª Vara Federal de Curitiba.

Próximo de Moro, o ex-presidente da Associação dos Juízes Federais do Paraná (Apajufe) Anderson Furlan diz que, se o juiz assumisse o caso, os processos não atrasariam tanto.

“Não existe outra pessoa no Brasil que conheça mais a Lava Jato que o Moro. O Teori talvez fosse a segunda pessoa no país que mais conhecesse. Para levar adiante, a pessoa precisa ter muito conhecimento. Se for nomeado agora uma pessoa não familiarizada, teria que estudar os milhares de volumes, conhecer os milhares de provas, ler os milhares de testemunhos”, afirma.

Obstáculos

Na própria Justiça Federal, no entanto, o nome de Moro não é unânime. A grande dúvida se dá sobre a possibilidade de Moro, eventualmente nomeado ministro do STF, poder assumir os casos da Lava Jato.

O primeiro obstáculo é a possibilidade de a presidente da Corte, Cármen Lúcia, sortear um novo relator para os processos antes mesmo de um novo ministro assumir a Corte, procedimento permitido pelo regimento interno. Há também a previsão de que os casos passem para o revisor da Lava Jato no STF, o ministro Luís Roberto Barroso.

Na eventualidade de o novo ministro assumir o caso – possibilidade mais clara no regimento do STF –, a legislação barraria Moro de ser o relator ou mesmo votar em pelo menos boa parte dos processos. O Código de Processo Penal diz que está impedido de julgar um processo o ministro que tiver funcionado como juiz de outra instância, “pronunciando-se, de fato ou de direito, sobre a questão”.

Para o desembargador federal Fausto De Sanctis, especialista e autor de livros sobre lavagem de dinheiro (um dos principais focos da Lava Jato), tal regra tornaria Moro impedido.

“Ele tem as qualificações necessárias para assumir, é responsável, tem coragem, competência nacionalmente reconhecida. Apenas que a escolha dele vai tirar um juiz que tem o conhecimento e fluidez para dar vazão aos casos da primeira instância, enquanto que no Supremo ele não vai tocar a Lava Jato, por impedimento legal. Se por um lado é um juiz merecedor, por outro, talvez não seja a melhor resposta à Lava Jato”, afirmou.

Há quem interprete, no entanto, que a regra do Código de Processo Penal se aplica somente àqueles processos específicos em que Moro atuou que chegarem ao STF por meio de recursos. Assim, se chegasse ao STF, Moro poderia atuar nos processos que iniciaram na Corte, como aqueles relativos a políticos com o chamado “foro privilegiado” ou os que tramitam em outros estados, como Rio de Janeiro e São Paulo.

O presidente da Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe), Roberto Veloso, diz que ainda é cedo para indicar qualquer nome da classe ao STF, especialmente pelo momento de luto com a morte de Teori.

“O momento ainda é de muita consternação, muita dor e muito sentimento. Porque o ministro Teori era muito ligado à Justiça Federal. Foi desembargador do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (que atende RS, PR e SC), foi ministro do Superior Tribunal de Justiça, depois foi para o Supremo. Tudo isso, para nós um choque muito grande”, diz.

Na próxima semana, a entidade deverá defender a escolha de um juiz federal para a vaga aberta no STF. Para tomar posse, o indicado pelo presidente Michel Temer deverá ainda ser sabatinado e aprovado pela maioria dos 81 senadores.

Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)

EMPATE
Diversos

Com emoção, Chapecoense volta a jogar e empata com o Palmeiras

O amistoso com renda revertida ao clube catarinense acabou em 2 a 2

© Reuters

Chapecoense e Palmeiras estrearam na temporada 2017 neste sábado em uma tarde de calor, homenagens, testes e gols na Arena Condá. O amistoso com renda revertida ao clube catarinense acabou empatado em 2 a 2 e foi antecedido por homenagens às vítimas do acidente aéreo de novembro do ano passado e pela entrega da taça de campeão da Copa Sul-Americana de 2016.

O jogo marcou o retorno da Chapecoense ao futebol depois da tragédia aérea, ocorrida quando viajava para o jogo de ida da decisão do torneio na Colômbia - posteriormente, acabou sendo declarado campeão pela Conmebol após pedido do adversário, o Atlético Nacional.

Animado, o público chegou cedo ao estádio para acompanhar o aguardado retorno do time e acompanhou o ritmo da partida desde o começo. A vibração vinha a cada simples lance. Um drible ou uma bonita troca de passes já valiam aplausos. As moções de apoio vieram mesmo com o gol do Palmeiras, marcado por Raphael Veiga, aos 11 minutos. O meia estreante completou com um chute rasteiro o cruzamento de Egídio.

A retribuição pela cordialidade do gesto veio aos 14 minutos. O zagueiro Douglas Grolli aproveitou sobra na área depois de cruzamento para mandar para as redes e igualar o placar. O defensor era, possivelmente, o nome mais adequado para marcar o primeiro gol da "nova" Chapecoense, pois voltou neste ano ao clube catarinense, onde foi revelado, para auxiliar na sua reconstrução.

A partida foi mais equilibrada do que se previa. O atual campeão brasileiro, o Palmeiras, mostrava o entrosamento que a remontada Chapecoense não tinha, mas sofreu além do esperado. A equipe da casa, bem posicionada, chegava com força pelo lado esquerdo. A virada quase veio, mas o gol de Wellington Paulista acabou anulado por impedimento.

O segundo gol dos catarinenses não demorou. Logo depois do intervalo, com o Palmeiras ainda desarrumado depois de oito substituições no intervalo, a Chapecoense fez 2 a 1. Reinaldo cruzou para o volante Amaral, justamente emprestado pelo clube paulista, cabecear no contrapé de Jailson.

O amistoso caiu de nível na segunda etapa pelo grande volume de substituições. Foram 22 trocas ao longo do jogo. A partida seguiu sem grandes emoções salvo um chance perdida por Érik ao tentar driblar o goleiro e a homenagem no 71º minuto de jogo. Em memória dos 71 mortos na tragédia aérea, o jogo parou por um minuto no 26º da etapa final para a exibição de um vídeo nos telões, acompanhada por palmas e pelo canto "Vamos, vamos, Chape". Com informações do Estadão. 

Logo depois o jovem palmeirense Vitinho, que tem se destacado nos treinos, premiou os torcedores com um lindo gol para deixar o placar empatado em 2 a 2, aos 33 minutos da etapa final. O meia recebeu na entrada da área, tirou do zagueiro e chutou com curva, no ângulo.

FICHA TÉCNICA

CHAPECOENSE 2 x 2 PALMEIRAS

CHAPECOENSE - Arthur Moraes (Elias); João Pedro (Zeballos), Douglas Grolli (Nathan), Fabrício Bruno (Luiz Otávio) e Reinaldo (Diego Renan); Amaral (Luiz Antônio), Andrei Girotto (Moisés Gaúcho) e Nenén (Dodô e depois Martinuccio); Rossi (Osman e depois Nadson), Niltinho (Arthur) e Wellington Paulista (Túlio de Melo). Técnico: Vágner Mancini.

PALMEIRAS - Fernando Prass (Jailson); Jean (Fabiano), Thiago Martins, Antônio Carlos (Maílton) e Egídio; Felipe Melo (Thiago Santos); Róger Guedes (Hyoran), Tchê Tchê (Arouca), Raphael Veiga (Vitinho) e Dudu (Keno); Alecsandro (Dudu). Técnico: Eduardo Baptista.

GOLS - Raphael Veiga, aos 11, e Douglas Grolli, aos 14 minutos do primeiro tempo. Amaral, a 1 minuto, Vitinho, aos 33 minutos do segundo tempo

ÁRBITRO - Heber Roberto Lopes (SC).

CARTÕES AMARELOS - Wellington Paulista (Chapecoense) e Róger Guedes (Palmeiras).

RENDA - R$ 852.415,00.

PÚBLICO - 14.898 (total).

LOCAL - Arena Condá, em Chapecó (SC).




Clique aqui (comentários? | Pontos: 0)


Página selecionada de 1619 páginas.
Fotos

Nova pagina 2


Notícias

Sábado, janeiro 21
· SEM TOMAR BANHO
· PLANTÃO 2
· DA HORA 2
· MEGA
· DA TARDE
· DA MANHÃ
· DURMA BEM
· INDUSTRIA DA NULTA
· PLANTÃO
Sexta, janeiro 20
· RECEITA
· DESABAFO
· USA
·
· FIM DE TARDE
· INCENDIO
· BARRADO NO BAILE
· DA HORA
· AMAMBAI
· COBRAS
· PLAMTÃO
Quinta, janeiro 19
· CHUVAS
· CAI PODER DA FUNAI
· eleição
·
· MINISTRO MORRE EM QUEDA DE AVIÃO
· ACHADA MORTA
· TSE
· PRESOS
· DA MANHÃ
· DAYSE

 Calendario de Eventos
Janeiro 2017
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30 31  

Eventos

 Hora Certa

 Amigos do Site!

Image and video hosting by TinyPic




RondPoint Web Services Web site powered by MEGAWEB